alvinegro #17

Download alvinegro #17

Post on 22-Mar-2016

217 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

de trocedor pra torcedor, o jornal de jogo do Figueirense

TRANSCRIPT

  • Roger, Fernandes e Hber

    Torcida precisa entender oscilaes do time e incentivar jogadores em campo durante todo o jogoHenrique SantoS

    partir das 21 ho-ras de hoje o Fi-gueirense inicia o primeiro dos dois jogos se-

    guidos dentro do Scarpelli. Hoje o Duque de Caxias, na tera-feira ser a vez do Amrica-RN. Vitria contra ambos garante o time de Mrcio Goiano na Srie A do ano que vem; matematica-mente ainda faltar um pouqui-nho, mas os resultados positivos praticamente garantem o alvine-gro de volta elite. Para facili-tar o caminho, a torcida precisa empurrar os 90 minutos alm de entender que o erro faz parte do futebol. Quem chegou at aqui com xito no merece vaias nem xingamentos, apenas aplausos, gritos e cantos de incentivo.

    Poder de fogo O ataque alvinegro ficou um ms sem ba-lanar as redes adversrias at que Willian marcou o primeiro gol diante do Ipatinga, na ltima tera-feira. Agora Reinaldo quem est devendo. Se a dupla titular luta contra este jejum,

    pr-jogo

    A

    (g) Wilson (L) Lucas(Z) joo goiano(Z) joo Felipe (L) juninho(V) Ygor(V) Tlio(M) Maicon(M) Firmino(A) William(A) reinaldo

    Tcnico: Mrcio goiano

    Lopes (g) Amaral (L)Marlon (Z) Edson (Z) Carlo (L) Xaves (V)

    Mancuso (V)Leandro Teixeira (M) Leandro Chaves (M) Lenlson (Frontini) A)

    Somlia (A)

    Tcnico: gilson Kleina

    59pontos

    gols pr57 31

    48pontos

    gols pr

    gols contra

    4349gols contra

    6 de novembro de 2010, sbado, s 21h

    Francisco de Assis Almeida Filho (juiz, CE) Arnaldo rodrigues de Souza e Marcos A. da Silva Brigido (bandeiras, CE)

    p Equipe p j V E D gp gC Sg

    1 Coritiba 64 34 19 7 8 60 41 19 2 Figueirense 59 33 17 8 8 57 31 26 3 Bahia 59 33 17 8 8 56 37 19 4 Amrica-Mg 58 34 18 4 12 54 40 14 5 Sport 54 33 15 9 9 50 33 17 6 portuguesa 50 33 15 5 13 59 47 12 7 D. de Caxias 48 33 15 3 15 43 48 -5 8 paran 46 34 13 7 14 43 40 3 9 ponte preta 46 33 12 10 11 46 42 4

    10 ASA 45 33 14 3 16 47 51 -4 11 So Caetano 45 33 12 9 12 46 48 -2 12 Bragantino 43 33 10 13 10 41 33 8 13 guar 43 34 10 13 11 41 47 -6 14 Vila Nova 42 33 12 6 15 44 55 -11 15 Icasa 41 33 11 8 14 44 46 -2 16 Nutico 38 33 11 5 17 34 57 -23 17 Brasiliense 37 33 9 10 14 33 51 -18 18 Ipatinga 36 34 10 6 18 40 56 -16 19 Santo Andr 35 33 9 8 16 46 54 -8 20 Amrica-rN 35 34 9 8 17 32 59 -27

    Classificao

    7PenduradosLucas, Coutinho, Baraka, Firmi-no, V. Pacheco, Willian e Reinaldo

    3Machucados

    2 7

    Sexta-Feira, 05/11, 21h: Coritiba 3 x 0 Ipatinga, Amrica-MG 3 x 1 Guaratinguet, Amrica-RN 1 x 0 ParanSbado, 06/11, 17h: Nutico x Icasa, Brasiliense x Bahia, Ponte Preta x Portuguesa, So Caetano x SportSbado, 06/11, 21h: ASA x Vila Nova-GO, Bragantino x Santo Andr, Figueirense x Duque de Caxias

    Jogos da34 rodada

    Prximos jogosFigueira x Amr-RN (ter, 9/11, 19h30)Coritiba x Figueira (sb, 13/11, 17h)Guar x Figueira (sb, 20/11, 17h)

    Figueira a dois passos...alvinegro 6 de novembro de 2010 | n 17meufigueira.com.br Apoiode torcedor pra torcedor

    quem vem fazendo o dever de casa Roberto Firmino. O jo-vem atuou mais frente e com a leso de Fernandes voltou a ser o camisa 10. Diante do Duque de Caxias, permanece na meia j que o dolo continua recuperan-do-se de leso muscular.

    O restante da equipe o mes-mo da vitria de tera. Novida-des o treinador Mrcio Goiano tem no banco de reservas. O lateral-esquerdo Hlder cum-priu suspenso automtica pelo terceiro carto amarelo e volta a aparecer como opo. Ainda entre os suplentes est Jean Ca-rioca. Execrado, depois do gol perdido diante do Sport, tornou-se heri ao fechar o placar contra o Ipatinga (leia textos na pgina 4). H alguns torcedores que j o chamam de novo Abimael. Se o final for parecido com o de 2001, o apelido pode pegar.

    APAgAr o PAssAdo O site da torcida do Duque de Caxias diz que o time carioca vem a Florianpolis jogar no palco de grandes recordaes, pois a to-do instante lembram da vitria por 2 a 1 no ano passado. Se em

    0Suspenso

    Diego Rzatki

    Nenhum jogador fora por cartes

    2009 o Figueirense foi elimina-do em casa, este ano o Scarpelli pode ser fundamental para der-rotar a equipe de Gilson Klei-na. O treinador com passagens pelo Cricima ainda acredita no acesso, pois h chances ma-temticas. Para ter xito conta com os gols dos atacantes So-mlia e Frontini.

    No turno, o Figueirense este-ve com a faca e o queijo na mo, mas por causa do pnalti perdi-do por Willian aos 45 minutos do segundo tempo, o placar termi-nou empatado em 2 a 2. Os gols alvinegros foram de Reinaldo e Juninho.

    MuitA cAlMA nessA horA Antes de entrar em campo, a certeza da torcida e da impren-sa que o time de Mrcio Goia-no j voltou Srie A, porm a realidade outra. A ansiedade pode gerar intranquilidade nos jogadores e comprometer a par-tida. Sero 90 minutos em que o torcedor tem que empurrar o Figueirense e entender as osci-laes do time em campo, sem cobrar a obrigao do resultado. Pra cima Figueira!Maicon e a torcida: jogador reagiu s vaias e saiu aplaudido pela maioria

  • 2 6 de novembro de 2010 | n 176 de novembro de 2010 | n 17

    A fbrica alvinegra de laterais esquerdosFigueirense teve trs ex-jogadores convocados para a seleo, dois deles formados na base do Scarpelli. Em comum entre eles, a camisa 6jogADorES

    Henrique SantoS

    o futebol brasi-leiro no difcil encontrar bons jogadores, tama-nha a qualidade

    e quantidade dos jovens talentos. A lista de de craques nacionais extensa, mas aqui em Santa Ca-tarina, especialmente na Capital, quem se destaca fica pouco tempo. O Figueirense ganhou a fama de recuperar grandes atletas e apre-sentar renegados ao mundo fu-tebolstico. A joias dos outros, aos poucos e cada vez mais, dividem espao com os jogadores formados na categoria de base alvinegra. As-sim, valores despontam ano aps ano no Centro de Treinamento do Cambirela, mas uma posio tem evidente destaque no clube.

    A tradio de bons laterais-esquerdos mantida no Scar-pelli desde o incio desta dcada quando uma srie de jogadores destacou-se vestindo a camisa do Figueirense, sendo dois deles oriundos das categorias de base. Enquanto grande parte dos atletas deixa os clubes do estado para fa-zer papel de coadjuvante em cen-tros maiores, os nomes do setor esquerdo alvinegro atuam como protagonistas. Andr Santos o atual camisa 6 da Seleo Brasi-leira, a mesma usada na ltima Copa do Mundo por Michel Bas-tos, que s no teve Filipe Luis como companheiro da posio no mundial por causa de uma grave leso. Alm disso, os trs jogam em grandes times europeus: Fe-nerbahce, da Trquia, Lyon, da Frana e Atltico de Madri, da Espanha, respectivamente.

    Prmios e ttulos no faltam a eles, reconhecimento tambm no. Pela internet, os ex-atletas podem acompanhar cada passo do time e via Twitter que a relao entre dolo e torcida fica mais evidente. Andr Santos com freqncia cita o time de corao em suas mensa-gens no micro-blog. Entre as mais recentes est a de 20 de outubro. Quero parabenizar o Figueira pe-la tima campanha que est fazen-do na Srie B! Hoje acompanhei

    N

    os melhores momentos e s deu a #maquinadoestreito, destacou.

    J na Copa do Mundo da frica do Sul, Michel Bastos agradeceu ao time que vestiu a camisa no Campeonato Brasileiro de 2005. O Figueirense foi um clube que acreditou em mim, quando eu mesmo j no acreditava, afirmou o titular do mundial, reconhecendo a importncia do alvinegro. Se hoje eu cheguei at aqui, se estou onde estou, isso foi graas ao Fi-gueirense.

    Filipe outro que quando est de frias na Europa vem a Floria-npolis reencontrar ex-compa-nheiros de Scarpelli. Em janeiro, depois de se lesionar gravemente, foi grato a campanha realizada

    pelo MeuFigueira de enviar men-sagens de apoio ao atleta.

    Alm dos citados, outros joga-dores honraram a lateral esquerda do Figueirense recentemente. Lino veio do So Paulo por emprstimo e fez um grande Campeonato Bra-sileiro em 2002. No ano seguinte foi a vez de Triguinho aparecer para o Brasil. O jogador chegou no Scarpelli como atacante, mas o treinador Heron Ferreira deixou como nico legado a improvisao no setor revelando um talento at ento fadado ao esquecimento em pequenos times. Fininho tambm teve boas atuaes em 2006, mas jogou pouco, pois logo foi vendido ao exterior pelo Corinthians, dono de seu passe na poca.

    Apesar de costumeiramente apresentar bons jogadores na lateral esquerda oriundos dos grandes centros, aconteceu em casa a formao dos destaques da posio. O atual camisa 6 alvine-gro mais um exemplo. Juninho apareceu como alternativa para suprir desfalques no Catarinense e logo assumiu a camisa fadada ao sucesso.

    Natural de Salvador, Evanildo Borges Barbosa Jnior, 20 anos, foi reprovado nas peneiras do Vitria, Portuguesa e So Paulo at que ganhou a primeira oportu-nidade no Po de Acar, time de empresrios do interior paulista. L se destacou na Copa SP e em pouco tempo veio para o Figuei-

    rense. Cheguei ao clube em 2008 e no ano seguinte me sagrei cam-peo estadual de juniores, res-salta Juninho, que relembra sua estreia nos profissionais: Meu primeiro jogo foi na Copa do Bra-sil de 2009 diante da Ponte Preta. Em seguida o treinador Roberto Fernandes me escalou na partida contra o Cear, em Fortaleza, pela Srie B.

    A titularidade veio no comeo de 2010 e aposta de Mrcio Goia-no deu resultado. O novo dono da latarel-esquerda do Figueirense lidera o nmero de passes certos na competio nacional, alm de ter marcado trs gols e contribu-do com dez assistncias. Tamanha competncia resultou na compra,

    Andr Santos

    JuninhoMichel Bastos

    Filipe Luis

    Carlos Amorim/ Arquivo Histrico e Fotogrfico FFCCristiano Andujar/ Arquivo Histrico e Fotogrfico FFC

    Cristiano Andujar/ Arquivo Histrico e Fotogrfico FFC Maurcio Val/ Vipcomm

    95 Jogos 39V 26E 30D 57 Jogos 25V 29E 13D

    48 Jogos 25V 13E 10D35 Jogos 11