alqueva atrai albufeiras de alqueva e celho de mourão. três...

Click here to load reader

Post on 17-Apr-2020

10 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Luís Carmelo ‘

    Entrevista ~ página 12

    falta em Évora contemporaneidade’

    Universidade na região ~ página 7

    Alqueva atrai turismo

    Cultura em Évora

    ~ página 11

    “Picasso Litógrafo” no Fórum Eugénio

    de Almeida, a partir de dia 5

    LER PARA SER

    SÍTIO DAS LETRAS LIVRARIA

    A revisão do Plano de Ordenamento das Albufeiras de Alqueva e Pedrógão [POAAP] está em fase de discussão pública e deverá abrir caminho a avul- tados investimentos na área do turismo. Previsivelmente, estes investimentos vão influenciar a economia local em con- celhos como Reguengos de Monsaraz, Portel, Moura, Mourão e Alandroal.

    O plano de ordenamento que estabe- lece as regras de utilização do plano de água e da zona de protecção das albufei- ras de Alqueva e Pedrógão foi muito criticado pelos autarcas da região que o consideravam limitativo para activi- dades ligadas ao recreio, ao lazer e ao turismo relacionado com a fruição do plano de água.

    No caso de Reguengos de Monsaraz, estão em causa, segundo Vítor Martelo, projectos turísticos com um investimen- to que ronda os mil milhões de euros e a criação de 1200 postos de trabalho.

    No Alandroal, a autarquia pretende assegurar a navegabilidade do Guadiana, de Monsaraz a Juromenha, e a viabili- dade de um projecto turístico em Juromenha, que pretende aproveitar o es-paço interior da Fortaleza.

    ~ Páginas 3 e 5

    www.noticiasalentejo.pt€ 1 Ano I Nº 1 Maio 2006

    REGUENGOS DE MONSARAZ

  • Impressão: CORAZE, A Folha Fotografia: Susana Rodrigues Luís Carmelo e Rui Namorado Cultural, CRL - Oliveira de Colaboradores: Benjamim Rosa

    A edição do "Notícias Alentejo" Azeméis. Formigo, José Frota, Jorge Reis é da responsabilidade da socie- Direcção-Geral: Carlos Trigo (www.lusomotores.com) CONTACTO & PUBLICIDADE dade "Notícias Alentejo ([email protected]) e Rute Marques Telefone/Fax: 266 502 655 Produção de Conteúdos Lda.", Direcção Editorial: Luís Rego Opinião: Afonso de Almeida, Telemóvel: 967 032 441 contribuinte 506596816, com ([email protected]) Alberto Magalhães, Antonio Morada: Rua António Janeiro, sede na Rua António Janeiro, 13, Direcção Gráfica: Sáez Delgado, Ferreira Patrício, nº 13 - 7200-337 Reguengos de 7200-337 Reguengos de Mon- David Prazeres João Espinho, Joaquina Monsaraz saraz, capital social de 5000€. ([email protected]) Margalha, José Gabriel Calixto, www.noticiasalentejo.pt

    Carlos Trigo [email protected]

    ~destaque

    3notícias Maio 2006alentejo~2

    Neste espaço, que gida ao Alentejo e que prestigiado www.lusomo- 2+3 de Reguengos de a partir do próximo privilegia as questões de tores.com, e Rute Marques, Monsaraz. número será exclusiva- desenvolvimento regio- jovem jornalista mas já Afonso de Almeida, mente dedicado ao nal e transfronteiriças. com vasta experiência em também professor cate- público, cumpre explicar A actualização da infor- temas culturais. drático da U.E. e mem- as razões desta “aventu- mação considerada rele- Na “Opinião”, o NA bro Instituto Ciências ra” pelo reino das vante para a região vai contar igualmente Agrárias Mediterrânicas, edições impressas. Alentejo é diária em com nomes de referên- edita a página de Ciência Notícias Alentejo www. noticiasalentejo.pt. cia - Manuel Ferreira & Tecnologia, que será (www.noticias alentejo.pt) No arranque desta Patrício, ex-reitor da um dos temas fortes, em está online desde 9 de versão impressa, o NA Universidade de Évora termos de divulgação, Junho de 2003 e, desde tem o prazer de contar e figura conceituada nas deste jornal, e José essa data, tem adiado com colaboradores de letras, na filosofia e na Alberto Ferreira, profes- o formato de papel. referência. Assim e come- pedagogia da educação, sor assistente de Estudos Chegou, porém, o momen- çando pelos jornalistas, Rui Namorado Rosa, Teatrais na U.E., colabo- to de um novo esforço o jornal terá na “primei- professor catedrático de rará na rubrica “Música para completar um pro- ra linha” da informação Física na Universidade e Letras”. jecto, assumindo o com- profissionais como de Évora e no Instituto Por fim, destaque ain- promisso de uma edição o Luís Rego, jornalista Superior Técnico, vice- da para outro professor impressa, no início de da SIC e responsável edi- -presidente do Centro catedrático - Luís cada mês, com uma tira- torial deste jornal, de GeoFísica da Univer- Carmelo (luiscarmelo.- gem igual ou superior a Benjamim Formigo, sidade de Évora e editor blogspot.com), que terá 7500 exemplares. ex-editor do Internacio- da página web “O Olhar uma presença constante

    Conforme consta no nal do Expresso, José de um Físico” (www. neste jornal, na versão Estatuto Editorial da edi- Frota, correspondente do janelweb.com/digitais/ online e na versão ção online, trata-se de Expresso para o Alentejo, ruirosa .html), Alberto impressa. uma publicação periódi- Jorge Reis, jornalista espe- Magalhães, psicólogo, E, juntos no mesmo ca de informação geral e cializado em desporto e Joaquina Margalha, barco, tentaremos chegar de âmbito regional, diri- automóvel e director do professora da Escola EB a bom porto.

    espaço ~público

    NOTA: A partir do próximo número,

    este espaço será dedicado a ques-

    tões que os leitores (devidamente

    identificados perante este jornal,

    que respeitará o anonimato quando

    solicitado) coloquem. Quer se trate

    de uma opinião ou de um protesto.

    Textos e imagens devem ser envia-

    dos para [email protected]

    Uma aventura

    Ficha Técnica

    Sumário 05.2006

    Universidade de Évora marca encontro com autarcas e empresários página 7

    O debate sobre a Regionalização em curso página 9

    Cultura e Espectáculos páginas 10 e 11

    Entrevista a Luís Carmelo páginas centrais

    Opinião páginas 14 e 15

    Ciência & Tecnologia, por Afonso de Almeida página 16

    A Arte de... Luís Ançã última página

    dp

    contar com novos vizinhos. Para as imediações das locali- dades referidas está previsto o “Parque Alqueva”, um comple- xo turístico composto por “três Mais de 18 mil camas, sete espaços independentes”: nove campos de golfe, dezoito alde- aldeamentos, dois hotéis e um amentos, quatro hotéis e 500 espaço para turismo sénior, moradias unifamiliares. Estes num total de cerca de seis mil e são os números de três dos quinhentas camas. Em dois projectos turísticos a construir mil hectares de solo, próximo na região de Alqueva, de acor- do espelho de água, o promotor do com dados e documentos pretende ainda construir qua-aos quais o Notícias Alentejo tro campos de golfe, um centro teve acesso. Os investimentos hípico e uma área de serviços. destes três projectos estão a Uma parte considerável deste ser apreciados pelos técnicos empreendimento dependerá da Comissão de Coordenação e dos resultados da revisão do Desenvolvimento Regional POAAP (ver página 5). Bem (CCDR) do Alentejo. Outros mais modesto é o projecto apre-investidores aguardam apenas sentado para zona “T4”, a conclusão da fase de revisão Herdade do Mercador, no con-do Plano de Ordenamento das celho de Mourão. Três aldea-Albufeiras de Alqueva e mentos turísticos e um hotel. Pedrógão (POAAP) para avan- Mais duas mil e duzentas çar. camas, um campo de golfe, pis-A primeira vaga de projec- cinas, campos de ténis, uma tos turísticos seleccionou área desportiva e uma zona de zonas calmas, relativamente observação da natureza. Dos próximas das margens ou do projectos em apreciação pela paredão do maior lago artifici- CCDR, é aquele que aparenta al da Europa. Um desses casos ter mais cuidado com as regras é o investimento previsto para definidas pelo PROZEA, dado a Herdade da Defesa de S. Brás, que cinquenta por cento da her-concelho de Moura, designada, dade manterá o estatuto rural. no Plano Regional de Ordena- Dos 700 hectares, o promotor mento do Território da Zona destinou para construção 330.Envolvente da Albufeira de

    De acordo com o PROZEA, Alqueva (PROZEA), por área foram definidas catorze áreas “T13”. “Numa única proprie- de localização preferencial de dade com mil e cem hectares, equipamentos turísticos “para dos quais 550 por se situarem apoiar os eixos de desenvolvi-na faixa de 500 metros não mento”. Contudo, alertam os serão intervencionados”, o pro- técnicos de ordenamento do motor propõe-se construir território que “não foram deli-“três aldeamentos turísticos, mitadas espacialmente mas um hotel, cerca de 500 moradi- estão descritas com pormenor as unifamiliares, num total de para dar cumprimento às ori-dez mil camas”, lê-se num entações do plano, sem atar documento a que o Notícias esta ou aquela propriedade e Alentejo teve acesso. O mesmo dando oportunidade a vários projecto, caso se concretize promotores para desenvolver totalmente, engloba ainda dois os empreendimentos turísti-campos de golfe, piscinas, seis cos”. O plano em vigor deter-campos de ténis, campo de tiro mina que os equipamentos ao arco, uma área de desportos turísticos deverão ser “edifica-radicais e outra de jogos tradi- ções organizadas de forma con-cionais. centrada/nucleada, respeitan-Mais a norte, no concelho do as características morfoló-de Reguengos de Monsaraz, gicas e paisagísticas da área as aldeias de Campinho e em que se inserem, adaptando S. Marcos do Campo, poderão volumes e cérceas de forma a não criar intrusões n