alimento direito sagrado web

Download Alimento Direito Sagrado Web

Post on 29-Oct-2015

46 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Alimento:Direito SagradoPesquisa Socioeconmica e Cultural de Povos e Comunidades Tradicionais de Terreiros

    Ministrio do Desenvolvimento Social e Combate Fome

    Alimento:D

    ireito

    Sagra

    doP

    esqu

    isa

    Soci

    oeco

    nm

    ica

    e C

    ultu

    ral d

    e P

    ovos

    e C

    omun

    idad

    es T

    radi

    cion

    ais

    de T

    erre

    iros

    Tudo comea e acaba com comida, tudo comea e acaba com

    cnticos, porque para ns aqui os cnticos so primordiais, a

    gente canta para morrer, canta para nascer, canta para acordar

    de manh, canta para dormir, tudo cantado no candombl (...)

    ento essa uma importncia muito grande para ns, da alimen-

    tao, de alimentar, de preparar essa comida, de comungar com

    essa comida, de distribuir essa comida para a comunidade.

    Tatetu Arabomi

    A publicao apresenta os resultados da Pes-

    quisa Socioeconmica e Cultural de Povos e

    Comunidades Tradicionais de Terreiros, rea-

    lizada nas regies metropolitanas de Recife,

    Belm, Belo Horizonte e Porto Alegre.

    As comunidades de terreiros so territrios

    de preservao e culto das religies de ma-

    triz africana, afro-brasileira e afro-indgena e

    oferecem acolhimento e prestao de servi-

    os sociais, em especial aes de segurana

    alimentar e nutricional, a pessoas em situa-

    o de vulnerabilidade.

  • Pesquisa Socioeconmica e Cultural de Povos e Comunidades Tradicionais de Terreiros

    Braslia | 2011

    Alimento:Direito Sagrado

    Ministrio do Desenvolvimento Social e Combate Fome

  • Presidenta da Repblica Federativa do BrasilDilma Rousseff

    Vice-Presidente da Repblica Federativa do BrasilMichel Temer

    Ministra de Estado do Desenvolvimento Social e Combate FomeTereza Campello

    Secretrio ExecutivoRmulo Paes de Sousa

    Secretrio Executivo AdjuntoMarcelo Cardona

    Secretria Nacional de Segurana Alimentar e NutricionalMaya Takagi

    Secretrio de Avaliao e Gesto da InformaoPaulo Jannuzzi

    Secretria Nacional de Assistncia SocialDenise Colin

    Secretrio Nacional de Renda de CidadaniaTiago Falco

    Secretria Extraordinria de Superao da Extrema PobrezaAna Fonseca

  • Apresentao

    Introduo

    A economia do ax: Os terreiros de religio de matriz afro-brasileira como fonte de segurana alimentar e rede de circuitos econmicos e comunitriosJos Jorge de Carvalho A voz do terreiroMe NalvaBaba Tayand Ax entre as montanhasTatetu ArabomiRoselane Andrea Silva Religiosidade militante e pesquisa-aoCarmem Lucia Silva de Oliveira (Me Carmem de Oxal)Kelly da Silva Moraes A luta por reconhecimento, reparao e direitosJayro Pereira de Jesus (Omo rs)Iyabass Vera Regina Paula Baroni

    Construindo uma pesquisa compartilhada: notas sobre a proposta metodologicaJunia TorresLara CyrenoMarcelo VilarinoRafael Barros

    Pesquisa Socioeconmica e Cultural de Povos e Comunidades Tradicionais de Terreiros Sntese de ResultadosSecretaria de Avaliao e Gesto da InformaoSecretaria Nacional de Segurana Alimentar e Nutricional

    SumrioAlimento: Direito Sagrado Pesquisa Socioeconmica e Cultural de Povos e Comunidades Tradicionais de Terreiros

    OrganizaoLuana Lazzeri Arantes Monica Rodrigues

    Coordenao Editorial Marcelo Rocha

    Projeto Grfico, Editorao Eletrnica e IlustraesAlessandro Mendes

    RevisoThaise LeandroIara Monteiro Attuch

    FotosTamires KoppMarcelo Curia

    Equipe EditorialKtia OzrioRomrio SilvaTatiane DiasToms Nascimento

    Tiragem: 2.500 exemplaresImpresso: Grfica Brasil

    2011 Ministrio do Desenvolvimento Social e Combate Fome.Todos os direitos reservados.Qualquer parte desta publicao pode ser reproduzida, desde que citada a fonte.Secretaria de Avaliao e Gesto da Informao (SAGI)Esplanada dos Ministrios | Bloco A | Sala 34070054-906 | Braslia | DFTelefone: (61) 3433-1501www.mds.gov.brFome Zero: 0800-707-2003Solicite exemplares desta publicao pelo e-mail: sagi.dfd@mds.gov.br

    Brasil. Ministrio do Desenvolvimento Social e Combate Fome. Alimento: Direito Sagrado Pesquisa Socioeconmica e Cultural de Povos e Comunidades Tradicionais de Terreiros. -- Braslia, DF: MDS; Secretaria de Avaliao e Gesto da Informao, 2011.

    200 p. 21 cm.

    ISBN: 978-85-60700-50-9

    1. Comunidades tradicionais, Brasil. 2. Terreiros, Inventrio, Brasil. 3. Candombl, Brasil. 4. Alimentos.

    CDU 398.1: 641(81)

    1525

    37

    75

    83

    91

    97

    103

    131

  • Apresentaao

  • Alimento:Direito SagradoPesquisa Socioeconmica e Cultural de Povos e Comunidades Tradicionais de Terreiros

    1514

    O Decreto n0 6.040, de 7 de fevereiro de 2007, instituiu a Poltica Nacional de Desenvolvimento

    Sustentvel dos Povos e Comunidades Tradicionais. A partir desta poltica, para as aes do Governo

    Federal, povos e comunidades tradicionais passaram a ser definidos como os grupos culturalmente

    diferenciados e que se reconhecem como tais, que possuem formas prprias de organizao social,

    que ocupam e usam territrios e recursos naturais como condio para sua reproduo cultural,

    social, religiosa, ancestral e econmica, utilizando conhecimentos, inovaes e prticas gerados e

    transmitidos pela tradio.

    O Ministrio do Desenvolvimento Social e Combate Fome (MDS) que preside a Comisso

    Nacional de Desenvolvimento Sustentvel dos Povos e Comunidades Tradicionais tem promovido

    pesquisas, como aquelas realizadas na rea da segurana alimentar e nutricional para comunidades

    quilombolas, a fim de tornar visveis esses grupos, at ento pouco estudados, alm de serem

    vtimas de diversas formas de preconceito e intolerncia.

    Foi neste contexto que, em 2010, realizou-se a Pesquisa Socioeconmica e Cultural de Povos e

    Comunidades Tradicionais de Terreiros, em parceria com a Organizao das Naes Unidas para

    a Educao, a Cincia e a Cultura (UNESCO) e com a Secretaria de Polticas de Promoo de

    Igualdade Racial (SEPPIR), que buscou retratar a situao das casas de religio de matriz africana

    e afro-indgena e suas contribuies s polticas pblicas de segurana alimentar e nutricional.

    Esta a pesquisa que temos o prazer de disponibilizar ao pblico em geral e aos pesquisadores e

    formuladores de polticas pblicas, em especial.

    Os espaos de prtica das religies de matriz africana so, no Brasil, no apenas locais de culto

    religioso, mas tambm instrumentos de preservao das tradies ancestrais africanas e de luta contra

    o preconceito e de combate desigualdade social. Cabe ainda destacar que os terreiros, em sua maioria,

    esto localizados em reas de vulnerabilidade social e caracterizam-se como espaos de solidariedade,

    acolhimento e promoo de aes sociais para toda a populao que vive em seu entorno.

    Dada a centralidade do alimento nas tradies africanas, no cotidiano dos terreiros, prtica

    central a distribuio de comida, o que levou as lideranas dessas comunidades tradicionais a

    demandarem do MDS o acesso s polticas pblicas especficas e estruturantes que atendam

    comunidade de praticantes desta tradio e do entorno de suas casas, que se encontram em

    situao de insegurana alimentar.

    A Pesquisa Socioeconmica e Cultural de Povos e Comunidades Tradicionais de Terreiros sublinha

    o potencial transformador dos terreiros em relao ao seu entorno, dando visibilidade s suas prticas

    tradicionais marginalizadas pelo preconceito e permitindo a sua valorizao, assim como o reconhecimento

    destes espaos tambm como de atendimento e de prestao de servios comunidade.

  • Alimento:Direito SagradoPesquisa Socioeconmica e Cultural de Povos e Comunidades Tradicionais de Terreiros

    1716

    Com esta pesquisa, o Estado brasileiro refora o compromisso com o direito humano alimentao

    adequada, garantindo a esses povos e comunidades o respeito s prticas ritualsticas tradicionais,

    conjugado valorizao do patrimnio cultural brasileiro e ao combate intolerncia religiosa.

    Essas aes tm, ainda, o importante papel de fortalecer o combate extrema pobreza no Brasil,

    um dos pilares da gesto da presidenta da Repblica, Dilma Rousseff.

    Tereza Campello

    Ministra de Estado do Desenvolvimento Social e Combate Fome

    Luiza Bairros

    Ministra de Estado Chefe da Secretaria de Poltica de Promoo da

    Igualdade Racial da Presidncia da Repblica

  • Alimento:Direito SagradoPesquisa Socioeconmica e Cultural de Povos e Comunidades Tradicionais de Terreiros

    1918

  • Alimento:Direito SagradoPesquisa Socioeconmica e Cultural de Povos e Comunidades Tradicionais de Terreiros

    2120

  • Alimento:Direito SagradoPesquisa Socioeconmica e Cultural de Povos e Comunidades Tradicionais de Terreiros

    2322

    Introduao

  • Alimento:Direito SagradoPesquisa Socioeconmica e Cultural de Povos e Comunidades Tradicionais de Terreiros

    2524

    A Pesquisa Socioeconmica e Cultural de Povos e Comunidades Tradicionais de Terreiro, rea-

    lizada em 2010, nas Regies Metropolitanas de Belm, Belo Horizonte, Recife e Porto Alegre fruto

    da luta dos Povos e Comunidades Tradicionais de Terreiros por visibilidade e respeito perante a

    sociedade brasileira.

    Foi no seio dos debates realizados pelo Conselho Nacional de Segurana Alimentar e Nutricional

    (CONSEA), especificamente na Comisso Permanente que discute a Segurana Alimentar e Nu-

    tricional da Populao Negra e dos povos e comunidades tradicionais, que nasceu a demanda das

    comunidades tradicionais de terreiros por serem identificadas por pesquisas oficiais, com o objetivo

    de serem atendidas