lbum biogrfico imigrantes 2013

Download lbum Biogrfico Imigrantes 2013

Post on 22-Jun-2015

1.137 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Album biográfico dos participantes da Estação Memória 2013 com o tema: Imigração.

TRANSCRIPT

  • 1. ESTAO MEMRIA lbum Biogrfico 2013

2. ESTAO MEMRIA A Estao Memria foi criada a partir de projeto de pesquisa do Prof. Dr. Edmir Perrotti (ECA/USP), implantada em parceria e coordenada pela Profa. Dra. Ivete Pieruccini (ECA/USP), desde 1997 3. ESTAO MEMRIA Coordenao : Profa. Dra. Ivete Pieruccini Colaboratrio de Infoeducao COLABORi Escola de Comunicaes e Artes USP Colaborao: Antonia de Souza Verdini Bolsistas: Ellen Nascimento e Bruna Trindade Gonalves 4. A Estao Memria um ambiente educativo, tendo como objetivo trocas culturais intergeracionais a partir de relatos de experincia de vida de pessoas idosas. Os depoimentos dos idosos, coletados por meio de oficinas de memria semanais, so a base para a criao de produtos informacionais e realizao de encontros presenciais entre velhos, crianas e jovens. Este lbum biogrfico, elaborado com esta finalidade, rene pequenos trechos desses relatos, cujo foco so os imigrantes no Brasil. Todos os participantes da Estao Memria so descendentes de estrangeiros ou, eles prprios, nascidos em pas estrangeiro, e que escolheram viver aqui. Afinal, somos uma terra de imigrantes! Outros relatos esto sendo preparados para compor novos lbuns, tratando da culinria, festas, costumes em geral trazidos de fora e amalgamados aos modos de ser e viver dos brasileiros. Essas outras histrias sero gradativamente enviadas. Esperamos que vocs gostem e queiram conhecer mais. Ficamos no aguardo das cartinhas e do nosso encontro que acontecer no 2. semestre. Por enquanto, boa leitura! Abrao amigo dos velhos da Estao Memria 5. Sou filho de Camillo Siuffi, que nasceu na cidade de Alepo, na Sria, em 1891. Meu pai era filho de armnios e trabalhava como qumico-alquimista. Minha me, Zakia, tambm nasceu na cidade de Alepo, em 1900. Ela era filha de Maria Dergaspar e de Riskalla Nahas, metalrgico cinzeladorde cobre e metais. Na Sria, eles eram considerados estrangeiros, em razo de suas origens e da religiocrist armnia. Em 1911, meu pai fugiu da Sria: comprou um passaporte de um general turco e veio para a Amrica no primeiro navio que por l aportou. Era um navio cargueiro, de origem espanhola, que ficou trs meses navegando pelo Mar Mediterrneo, fazendo baldeaes at chegar ao Rio de Janeiro. Quando o navio chegou, ele desceu, mas ficou tonto e caiu no cais. Alberto Siuffi 6. Estava debilitado porque tinha contrado sarampo no navio, de viajantes doentes. Depois conseguiu se curar e veio a So Paulo onde vivia seu irmo, aqui estabelecido com negcios txteis.Em 1916, j tinha uma passadaria e tinturariade fios. Seu negcio prosperou com fabricaes variadas. Minha av materna, que ficou viva, em 1903, pegou seus oito filhos (setemeninas e um menino), tomou um navio e veio para So Paulo. Naquela poca, as mulheres no pas de muulmanos, no eram "donas" de seus filhos, no tinham liberdade alguma, nem direito herana! Em 1918, meus pais se conheceram e em trs meses estavam casados. Tiveramcinco filhos(trs homens e duas mulheres), dos quais eu fui o penltimo. 7. Meu nome Angela ElisabethBernardini Donelli,e eu nasci no dia 16 de dezembro de 1944, na cidade de So Paulo. Tenho um nome bem grande porque era comum o nome duplo, naquela poca. Os descendentes de famliasitalianas usavam homenagear os pais e avs dando s crianas os nomes deles. Como eu fui uma das primeiras netas e nasci no dia do aniversrio de minha av materna (Angela), deram-me dois nomes para que meus tios tambm pudessem escolher o mesmo nome para seus filhos (combinando-os com outros nomes), caso tambm quisessem homenagear os pais e avs. Sou filha e neta de imigrantesitalianos. Meu pai, Abramo Donelli,nasceu em uma cidade prxima a Milo, em 1909, e chegou ao Brasil, por volta de 1915/1916, com seus pais, Luis Ambrosio e Teodolinda (D. Linda). Instalaram-se no bairro do Brs, na cidade de So Paulo, e montaram uma loja de tecidos e outras utilidades, na rua Xavantes. Angela Elisabeth Bernadini Donelli 8. Tempos depois, meus avs paternos voltaram para a Itlia, j com um filho brasileiro. Meu pai, entretanto, permaneceu no Brasil para continuar os estudos e concluir a faculdade de Odontologia. Anos depois, meus avs retornaram ao Brasil, instalando- se definitivamente. Minha me Paulina foi a primeira filha de nove irmos, um deles morto na grande epidemia de gripe espanhola, por volta de 1920. Ela era professora, formada na Escola Normal da Praa, como era conhecida a Escola Caetano de Campos da Praa da Repblica, na cidade de So Paulo. Meu av materno, Ugo, chegou ao Brasil com a famlia, em 1892. Alm do pai e me, vieram um av e cinco irmos pequenos, todos nascidos prximo cidade de Pisa na Itlia, l onde existe aquela torre meio torta. Ele comeou a trabalhar muito cedo para ajudar a famlia e depois de muito esforo, persistncia e dedicao ao trabalho tornou-se um prspero industrial. Casou-se com Angela, conhecida como Angelina, nascida na regio de Verona (cidade da Julieta, do Romeu e Julieta) e que veio para c com 2 anos de idade. Meus avs vieram, como diziam, para Amrica, em busca de uma vida melhor com condies de trabalhar, educar os filhos de modo mais favorvel do que na Europa, que atravessava momentos muito difceis no comeo do sculo XX. Aqui, tiveram oportunidade de melhorar de vida, apesar da luta diria, dos sofrimentos,das dificuldades para criarem famliasto numerosas. 9. Eu me chamo Anna Maria Amato Nardelli e nasci em Messina, cidade da Siclia,na Itlia, no dia 24 de maio de 1933. Cheguei ao Brasilcom minha famlia, em 1950, logo aps a ltima grande guerra. Naqueles anos, So Paulo era uma cidade em evoluo, tinha poucos prdios altos. O mais conhecido era o prdio Martinelli,no centro da cidade, construdo por um italiano. Havia muitos imigrantes italianos,talvez os mais numerosos que, como ns, vieram para c por volta da metade do sculo XX. Estes acharam a vida aqui em So Paulo, certamente, mais fcil do que aqueles que chegaram no comeo de 1900. Depois de tantos anos aqui radicada, posso dizer que a fuso entre minha cultura e a cultura aqui encontrada, s acrescentou e enriqueceu a minha vida. Anna Maria Amato Nardelli 10. Meu nome Antonia de Souza Verdini, mas desde pequena sou chamada de Toninha. Nasci em So Paulo, em 10 de junho de 1943. Recebi o mesmo nome de minha av italiana, nascida em Roma. Ela veio para o Brasilcom seus pais e uma irm, ambas pequenas, no perodo em que muitos imigrantes italianosvieram para c, com o sonho de fazer a Amrica,ou seja, o sonho de enriquecer, trabalhando na lavoura. Eles foram para uma fazenda de caf, no interiorde So Paulo, trabalhando em condies to precrias que levaram meu bisav ao suicdio, por no aguentar a tristeza de ver suas filhas terem que enfrentar uma rotina diria to diferente da que tinham na Itlia e da que idealizavam. Minha av casou-se aos 12 anos com meu av, Jos Bruno, tambm italiano,nascido na Calbria. Elestiveramdez filhos,sendo minha me Maria Bruno a mais velha. Quando ela se casou com meu pai, j era viva, com trs filhos. Antonia de Souza Verdini 11. Meu pai, Napoleo de Souza, era natural de Palmeirados ndios, cidade alagoana que naquele tempo pertencia a Pernambuco. Ele era descendente de portugueses e ndios. Quase nada sei dos meus avs paternos, pois no morei com meu pai, que se casou novamente, pouco depois que minha me faleceu, quando eu tinha dois anos de idade. Desses avs, conheo apenas os nomes constantes de minha certido de nascimento: Joo Rodrigues de Souza e Francisca Ramos de Oliveira. Na minha infncia e adolescncia, sempre ouvi as histrias que minha av e tios contavam sobre as condies de vida dos primeirosimigrantes italianos que aqui chegaram aps a abolio dos escravos. 12. Assim como na msica de Chico Buarque Para todos, minha famlia tem origem bem misturada. Meu nome BereniceMoreira Prates Bizarro, nasci no interior de So Paulo, na cidade de Assis, na poca, muito pequena e provinciana. Minha me era filha de imigrantes italianos e meu av, Afonso Maniscalco, era da Siclia,nascido na cidade de Palermo. Minha av, Leonarda, era tambm da Siclia,mas nascida num outro lugar, a cidade de Caltanissetta. Eles se conheceram no navio, durante a viagem de vinda para o Brasil,mas seus destinos se cruzaram, somente mais tarde, porque, primeiramente, ele foi para a Argentina. Quando voltou ao Brasil,reencontrou minha av na cidade de Jaboticabal, casaram-se e tiveram sete filhos. Meu av era comerciante e tinha uma loja de calados. Berenice M. P. Bizarro 13. Minha me se chamava Ida Rosina, nasceu em Jaboticabal e estudou at terminar o curso primrio. L, conheceu meu pai, Appio Moreira Prates, tambm de Jaboticabal, delegado de polcia. Meus avs paternos eram brasileiros.Meu av, Raimundo, era baiano, descendente de negros e minha av, Sebastiana, era pernambucana, de origem holandesa. No os conheci pessoalmente porque morreram antes de meu nascimento e no sei muito de suas histriasde vida. Infelizmente! Sei que se casaram tambm em Jaboticabal e tiveram nove filhos. Meu sobrenome, Bizarro, vem do meu marido, Luiz, que tambm descendente de italianos. 14. Eu sou Bernadette Costa, nasci no dia 23 de novembro de 1933, na cidade de New Bedford, no estado de Massachusetts, nos Estados Unidos. Meu pai era brasileiro,nascido em So Paulo, no ano de 1900, na aldeia de Carapicuba. Minha av, me de meu pai, era filha de ndios, mas formou-se professora e meu av paterno, pai de meu pai, era francs, mas desconheo a regio e tambm no sei qual a sua profisso. Minha me era filha de portugueses, da Ilha da Madeira. Meus avs maternos fizeram muitas viagens. Saram de Portugal como imigrantes, atravessaram a Amrica do Norte e foram at o Hava, mas como no gostaram, voltaram para a Amrica e em pouco tempo retornaram a Portugal. Bernadette Costa 15. Minha me, que nasceu em 1904, tinha 8 anos quando meus avs vieram para o Brasil.Aqui, viveram sempre na cidade de So Paulo, no bairro de Indianpolis. Meus pais casaram-se na igreja da Sade em So Paulo e, depois de um ano, foram pa