ah!...o amor

Download Ah!...O Amor

Post on 21-Jun-2015

516 views

Category:

Travel

5 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. Ah! O amor... Mario Quintana

2. Para meus amigos que esto...SOLTEIROS. O amor como uma borboleta. Por mais que tente peg-la, ela fugir.Mas quando menos esperar, ela est ali do seu lado. O amor pode te fazer feliz, mas s vezes tambm pode te ferir.Mas o amor ser especial apenas quando voc tiver o objetivo de se dar somente a um algum que seja realmente valioso. Por isso, aproveite o tempo livre para escolher. 3.

  • Para meus amigos...NO SOLTEIROS.
  • Amor no se envolver com a "pessoa perfeita", aquela dos nossos sonhos. No existem prncipes nem princesas. Encare a outra pessoa de forma sincera e real, exaltando suas qualidades, mas sabendo tambm de seus defeitos. O amor s lindo, quando encontramos algum que nos transforme no melhor que podemos ser.

4.

  • Para meus amigos que gostam de...PAQUERAR.
  • Nunca diga "te amo" se no te interessa. Nunca fale sobre sentimentos se estes no existem. Nunca toque numa vida, se no pretende romper um corao. Nunca olhe nos olhos de algum, se no quiser v-lo derramar em lgrimas por causa de ti. A COISA MAIS CRUEL QUE ALGUM PODE FAZER PERMITIR QUE ALGUM SE APAIXONE POR VOC, QUANDO VOC NO PRETENDE FAZER O MESMO.

5. > Para meus amigos...CASADOS. O amor no te faz dizer "a culpa ", mas te faz dizer "me perdoe". Compreender o outro, tentar sentir a diferena, se colocar no seu lugar.Diz o ditado que um casal feliz aquele feito de dois bons perdoadores. A verdadeira medida de compatibilidade no so os anos que passaram juntos; mas sim o quanto nesses anos vocs foram bons um para o outro. 6.

  • Para meus amigos que tm um CORAO PARTIDO.
  • Um corao assim dura o tempo que voc deseje que ele dure, e ele lastimar o tempo que voc permitir. Um corao partido sente saudades, imagina como seria bom, mas no permita que ele chore para sempre. Permita-se rir e conhecer outros coraes. Aprenda a viver, aprenda a amar as pessoas com solidariedade, aprenda a fazer coisas boas, aprenda a ajudar os outros, aprenda a viver sua prpria vida.

7. A DOR DE UM CORAO PARTIDO INEVITVEL, MAS O SOFRIMENTO OPCIONAL!E LEMBRE-SE: MELHOR VER ALGUM QUE VOC AMA FELIZ COM OUTRA PESSOA, DO QUE V-LA INFELIZ AO SEU LADO. 8. > Para meus amigos que so...INOCENTES. Ela(e) se apaixonou por ti, e voc no teve culpa, verdade. Mas pense que poderia ter acontecido com voc. Seja sincero, mas no seja duro; no alimente esperanas, mas no seja crtico; voc no precisa ser namorado(a), mas pode descobrir que ela(e) uma tima pessoa e pode vir a se tornar uma(um) grande amiga(o). 9. Para meus amigos que tem MEDO DE TERMINAR. As vezes duro terminar com algum, e isso di em voc. Mas di muito mais quando algum rompe contigo, no verdade? Mas o amor tambm di muito quando ele no sabe o que voc sente. No engane tal pessoa, no seja grosso(a) e rude esperando que ela(e) adivinhe o que voc quer. No a (o) force terminar contigo, pois a melhor forma de ser respeitado respeitando. 10. Pra terminar ... Eterno, tudo aquilo que dura uma frao de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma fora jamais o resgata.... Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra, bobagem.Voc no s no esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela... Um dia descobrimos que se apaixonar inevitvel... Um dia percebemos que as melhores provas de amor so as mais simples... Um dia percebemos que o comum no nos atrai... Um dia saberemos que ser classificado como o "bonzinho" no bom . . 11. Um dia perceberemos que a pessoa que nunca te liga a que mais pensa em voc... Um dia percebemos que somos muito importante para algum, mas no damos valor a isso... Um dia percebemos como aquele amigo faz falta, mas ai j tarde demais... Enfim... Um dia descobrimos que apesar de viver quase um sculo esse tempo todo no suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para dizer tudo o que tem que ser dito... O jeito : ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutar para realizar todas as nossas loucuras...Quem no compreende um olhar tampouco compreender uma longa explicao. 12. Texto de Mario Quintana