aguas aude

Download Aguas Aude

Post on 23-Nov-2015

10 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • gua e Sade

    0

    NDICE

    1. INTRODUO _________________________________________________ 1

    2. A GUA NO ORGANISMO HUMANO _________________________________ 2

    3. CONTAMINAO DA GUA E CONSEQUNCIAS SOBRE A SADE HUMANA ___ 3

    3.1. CONTAMINAO MICROBIOLGICA DA GUA E EFEITOS SOBRE A SADE __________ 4 3.2. CONTAMINAO QUMICA DA GUA E EFEITOS SOBRE A SADE ________________ 7

    4. AVALIAO DA QUALIDADE DA GUA ______________________________ 9

    4.1. PADRES MICROBIOLGICOS _______________________________________ 9 4.2. PADRES QUMICOS ____________________________________________ 10 4.1.1 PARMETROS INDIRETOS _________________________________________________ 10 4.1.2 PARMETROS DIRETOS CONCENTRAES DE ESPCIES QUMICAS ____________________ 10 4.3. PADRES FSICOS _____________________________________________ 13

    5. CONCLUSO _________________________________________________ 14

    REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS ____________________________________ 15

  • gua e Sade

    1

    1. INTRODUO

    O Planeta Terra possui

    aproximadamente 3/4 de sua

    superfcie ocupada por gua. A

    hidrosfera (contabilizando gua no

    estado slido, gasoso e lquido)

    contm cerca de 1,4x 109 km3 de gua.

    Os oceanos correspondem a 97,5%

    desse total, enquanto a gua doce

    representa 2,5%. Se levarmos em

    conta somente a quantidade de gua

    doce disponvel para o consumo

    humano (excetuando as geleiras e calotas polares e tambm guas salgadas), as guas

    subterrneas correspondem a 97% desta disponibilidade.

    A gua uma substncia fundamental para a vida, e seus usos so indispensveis a um

    largo espectro das atividades humanas, onde se destacam, entre outros, o abastecimento

    pblico e industrial, a irrigao agrcola, a produo de energia eltrica e as atividades de

    lazer e recreao, bem como a preservao da vida aqutica.

    Uma caracterstica importante da gua dissolver muitos corpos slidos, lquidos e gasosos,

    especialmente cidos e slidos inicos. Alguns compostos de carbono tambm so solveis

    em gua, como o lcool, o acar e a uria. Essa propriedade solvente da gua pode torn-

    la tambm um meio de transporte de determinadas substncias e elementos qumicos

    txicos, alm de microorganismos patognicos, restringindo seu consumo. Tais agentes

    contaminantes devem ser eliminados ou reduzidos a concentraes nas quais no sejam

    prejudiciais sade do ser humano.

    Grande parte das doenas que se alastram pelos pases em desenvolvimento so

    provenientes da gua de qualidade insatisfatria. As doenas podem ser de transmisso

    hdrica ou de origem hdrica. E so causadas por agentes qumicos ou biolgicos.

    No Brasil, estima-se que 60% das infeces hospitalares estejam relacionadas s deficincias

    do saneamento bsico, que geram outras conseqncias de impacto extremamente negativo

    para a qualidade e expectativa de vida da populao. Estudos indicam que cerca de 90%

    dessas doenas se devem ausncia de gua em qualidade satisfatria ou sua qualidade

    imprpria para o consumo.

    Figura 1 Distribuio da gua na Terra

  • gua e Sade

    2

    2. A GUA NO ORGANISMO HUMANO

    O corpo humano composto de gua, entre 70 e

    75%. Uma curiosidade que, na mdia, a

    proporo de gua no corpo humano

    semelhante proporo entre terras emersas e

    guas na superfcie do planeta Terra.

    O percentual de gua no organismo humano

    diminui com a idade: entre 0 e 2 anos de idade

    de 75 a 80; entre 20 e 40 anos esse teor de gua

    no corpo humano fica entre 58 a 60%. Entre os 40

    e os 60 anos, essa percentagem cai para 50 a

    58%. No prprio corpo humano, os teores de gua variam. Os rgos com mais gua so

    os pulmes (mesmo se vivem cheios de ar) e o fgado (86%). Paradoxalmente, eles tm

    mais gua do que o prprio sangue (81%). O crebro, os msculos e o corao so

    constitudos por 75% de gua.

    Menos da metade da gua necessria ao corpo humano (47%) chega por meio de ingesto

    de lquidos; uma parte significativa de gua, o corpo absorve atravs da respirao celular

    (14%). O resto da gua necessria vida chega atravs dos alimentos (39%).

    Cada sistema do organismo depende da gua. Ela responsvel por:

    Regular a temperatura corporal

    Remover produtos indesejveis do metabolismo

    Transportar nutrientes e oxignio para as clulas

    Proteger as articulaes

    Evitar a obstipao

    Reduzir o trabalho dos rins e fgado, ajudando a eliminar algumas toxinas do

    organismo

    Ajudar a solubilizar e permitir a utilizao de vitaminas, minerais e outros nutrientes

    pelo organismo.

    A ingesto de quantidades insuficientes de gua pode causar a desidratao. At mesmo

    desidrataes leves, como a perda de 1-2% do peso corporal, podem trazer problemas.

    Trata-se de um risco sade, principalmente em crianas e idosos.

    Figura 2 gua no corpo humano

  • gua e Sade

    3

    3. CONTAMINAO DA GUA E CONSEQUNCIAS SOBRE A SADE HUMANA

    At chegar ao consumo humano, a gua percorre um longo caminho desde sua nascente at

    o rio, represa, ou outra rede qualquer de distribuio. Nesse caminho que a gua percorre,

    pode sofrer efeitos diversos de poluio e contaminao, seja por ao antropognica ou

    mesmo natural, se tornando meio de transporte de tipos diversos de contaminao. Caso a

    gua seja utilizada em condies inadequadas pode apresentar muitos riscos sade.

    O grau de poluio das guas medido atravs de caractersticas fsicas, qumicas e

    biolgicas das impurezas existentes, que, por sua vez, so identificadas por parmetros de

    qualidade das guas. Dessa forma, para estar apta ao consumo humano, a gua

    interceptada deve passar por uma srie de tratamentos e de testes. O conjunto de normas

    brasileiras que contm a lista de parmetros e valores mximos permitidos para avaliao da

    qualidade da gua, para fins de potabilidade, a Portaria 518, do Ministrio da Sade.

    A poluio/contaminao das guas por ao antropognica gerada principalmente por:

    Efluentes domsticos (poluentes orgnicos biodegradveis, nutrientes e bactrias);

    Efluentes industriais (poluentes orgnicos e inorgnicos, dependendo da atividade

    industrial);

    Uso na agricultura (poluentes advindos da drenagem de reas: fertilizantes,

    defensivos agrcolas, fezes de animais e material em suspenso).

    Essa gua impactada pode ser veculo de transmisso de contaminantes e/ou patgenos por

    meio de contato drmico, inalao e ingesto, prejudicando a sade das pessoas atravs de

    atividades corriqueiras, como ingesto direta, preparao de alimentos e uso na higiene

    pessoal, nas atividades de limpeza e no lazer. As doenas relacionadas com a gua podem

    ser distribudos em duas categorias principais:

    1. Doenas de transmisso hdrica: a gua atua como veculo do agente infeccioso, sendo

    contaminada por agentes biolgicos (vrus, bactrias e parasitas) ou por meio de insetos

    vetores que necessitam da gua em seu ciclo biolgico;

    2. Doenas de origem hdrica: causadas por substancias qumicas presentes na gua em

    concentraes inadequadas, geralmente devido lanamento efluentes de esgotos

    industriais.

  • gua e Sade

    4

    3.1. Contaminao Microbiolgica da gua e Efeitos sobre a Sade

    A contaminao microbiolgica da gua se d principalmente devido ao despejo indevido de

    esgoto e lixo em corpos dgua. Com o aumento da exposio humana a esgotos domsticos

    e efluentes contaminados, coloca-se a sade em risco pela possibilidade de contato ou

    ingesto de gua com organismos infecciosos como bactrias, vrus, protozorios e

    helmintos.

    Entre a segunda metade do sculo XIX e incio do sculo XX houve um rpido aumento

    populacional no Brasil e, com ele, grandes epidemias de doenas passaram a ser mais

    freqentes. Data