agenda de-melhorias

Download Agenda de-melhorias

Post on 05-Jun-2015

192 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. maro de 2012

2. Introduo 3. Com o objetivo de continuar aprimorando o modelo de gestode Minas Gerais, foi lanado, em 2010, o projeto Agenda deMelhorias caminhos para inovar na gesto pblica. A criao desse projeto foi orientada por duas questes: Como continuar a agenda de inovao na gesto pblica, quese iniciou em Minas Gerai em 2003? Como compartilhar a experincia de Minas Gerais com outrasunidades federativas do Brasil? Agenda de Melhorias e se prope a compartilhar com outrosgovernos o aprendizado que se obteve com a experincia deMinas Gerais e seu novo modelo de gesto pblica. 4. 1.Contexto histrico epanorama do sistema deentrega de resultados 5. Resultados do modelo de gesto de Minas Gerais Equilbrio fiscal, ajuste das contas pblicas, modernizao dagesto publica. A atuao mais eficaz do Estado trouxe resultados concretospara os cidados mineiros, melhorando a qualidade de vidadas pessoas. Essa melhoria pode ser observada, a partir deindicadores objetivos nas reas prioritrias de educao,sade, segurana pblica, desenvolvimento econmico e nonvel de pobreza da populao. Em 2008, o Estado foi considerado padro de excelncia pormais de 80% dos secretrios estaduais que responderam pesquisa do Conselho Nacional dos Secretrios de Estado daAdministrao (CONSAD). 6. Desenvolvimento do sistema de entrega de resultadosde Minas Gerais: Choque de Gesto (2003 2006) Choque de Gesto: A fim de reverter o quadro de dficit fiscal,existente desde 1996, e melhorar a proviso de serviospblicos, o governo de Acio Neves, colocou em prtica ummodelo de gesto voltado obteno de resultados com basena eficincia, qualidade e produtividade. Um dos pilares do Choque de Gesto foi o revigoramento dafuno de planejamento no Estado. Outra importante iniciativa do Choque de Gesto foi ainstituio, ainda em 2003, do Acordo de Resultados. 7. Desenvolvimento do sistema de entrega de resultadosde Minas Gerais: Choque de Gesto (2003 2006) A poltica do Choque de Gesto, adotada no perodo de 2003-2006, surtiu resultados: o Estado de Minas Gerais logroualcanar o equilbrio fiscal, garantindo a efetividade dooramento como instrumento de gesto; houve umamodernizao da gesto pblica estadual. Nesse cenrio, ecom a reeleio do Governador Acio Neves para mais ummandato, era possvel o sistema dar o prximo passo. Ogrande desafio era, ento, ir alm da ideia deresponsabilidade fiscal e incluir uma dimenso deresponsabilidade social e de gesto, ou seja, ocomprometimento com os resultados de desenvolvimento e arespectiva prestao de contas sociedade. 8. Evoluo do sistema de entrega de resultados deMinas Gerais: Estado para Resultados (2007-2012) 2 gerao do Choque de Gesto - Estado para Resultados A partirde 2007, a agenda de prioridades do governo passou a incorporar,alm do equilbrio fiscal, resultados concretos de melhoria naqualidade de vida da populao e economia do Estado. Reviso do PMDI. Em 2007-2023 o PMDI trouxe, como principalinovao, o foco em 13 reas de Resultados. Tambm apontou umacarteira de 106 indicadores finalsticos, definidos por um grupo deespecialistas dos setores pblico e privado, comunidade acadmica,entre outros. Esses indicadores deveriam ter metas estabelecidaspara o perodo de 2011 a 2023. O PMDI 2007-2023 definiu um Mapa Estratgico para o governo deMinas Gerais. (Figura 1) 9. Evoluo do sistema de entrega de resultados deMinas Gerais: Estado para Resultados A fim de fomentar a gesto estratgica no governo, foi criado,em janeiro de 2007, o programa Estado para Resultados(EpR), concebido com a dupla funo de ser um escritrio deapoio gesto estratgica e responsvel pela montagem dosistema de monitoramento e avaliao do Governo mineiro. O Acordo de Resultados tambm foi revisto no ano de 2007.Seu novo desenho buscou:1. Conferir maior alinhamento entre a estratgia de governo e apactuao das metas.2. Trazer a avaliao de resultados para mais perto do servidor,garantindo a percepo do vnculo entre o seu desempenho, osresultados alcanados e a premiao. 10. 2.Componentes do sistemade entrega de resultados 11. Componentes do sistema de entrega de resultadosFuncionamento dos componentes de um sistema de entrega deresultados (figura 2) 12. Componentes do sistema de entrega de resultados Definio de prioridades Elaborao da estratgia e dos Programas Estruturadores Programas Estruturadores PMDI, as reas de Resultados e o PPAGResultados esperados:Alinhamento do GovernoGarantia de recursos para os projetos prioritriosEvoluo positiva dos objetivos estratgicos e indicadoresfinalsticos Indicadores finalsticos 13. Componentes do sistema de entrega de resultadosFigura 3 : Procedimentos anuais da atividade de monitoramento de indicadoresfinalsticos 14. Componentes do sistema de entrega de resultados Monitoramento e apoio execuo Escritrio central de projetos Escritrios setoriais de monitoramento e apoio execuo Unidade de entrega Agenda setorial Racionalizao do gasto Avaliao executiva de projetos Gesto de desempenho Acordo de Resultados 15. Componentes do sistema de entrega de resultadosFigura 4: Processo sugerido para o acordo de resultados 16. Componentes do sistema de entrega de resultados Metas -desafio Pessoas Especialista em Polticas Pblicas e Gesto Governamental(EPPGG) Empreendedor Pblico (EP) Programa de Desenvolvimento Gerencial (PDG) GovernanaFruns de interao entre os membros do Executivo 17. 3. Organizao do sistema deentrega de resultados 18. Organizao do sistema de entrega de resultados So trs os princpios gerais de organizao de um sistemaeficaz de entrega de resultados: Controle central Colaborao Fortalecimento da ponta 19. Atribuies da rea de gesto estratgica central Acompanhar a implementao do planejamento; Monitorar e gerir a carteira de programas estruturadores dogoverno; Gerir as metodologias de gesto de projetos e indicadores; Coordenar e executar o acordo de resultados das secretarias; Incubar projetos, inclusive em inovao social e Apoiar a implementao e padronizao dos escritriossetoriais nas unidades. 20. Opes para a estrutura organizacional da rea de gestoestratgica centralFigura 5: Estrutura da rea de gesto estratgica central 21. Integrao entre a rea de gesto estratgica central, osescritrios setoriais e a unidade de entrega preciso que haja uma clara definio de papis eresponsabilidades entre essas estruturas, bem como formaspr-definidas de interao. As interaes entre a rea degesto estratgica central e os escritrios setoriais devemocorrer de maneira constante e sistemtica. E devem serdiscutidos os seguintes itens: Progresso dos programas estruturadores, com foco em seusgrandes marcos e potenciais problemas/desafios quenecessitem de apoio das estruturas centrais; Liberao de recursos para esses programas; Progresso em relao aos objetivos estratgicos da rea; Acompanhamento dos itens pactuados nos acordos deresultados. 22. 4. Questes crticas parao desenvolvimento 23. Questes crticas para o desenvolvimento Minas Gerais fez uma opo nos ltimos anos pelocompromisso com o desenvolvimento adotando comopremissas o ajuste fiscal e a gesto pblica eficiente. Enfatizouo planejamento, a viso estratgica e a seletividade parapromover mudanas na sociedade e no governo. Os ganhosso evidentes. Alm da gesto pblica mais eficiente e doequilbrio fiscal, a anlise da situao recente do Estadoaponta para avanos substanciais em termos de bem-estar dapopulao. Imprimir um ritmo de desenvolvimento sustentvel no mdioe longo prazo requer entretanto, o enfrentamento de umasrie de desafios, obra de vrios (e para alm dos) governos.Mais do que isso, preciso maior solidez das transformaesem marcha para assegurar o futuro da sociedade. 24. Questes crticas para o desenvolvimentoNcleo da Estratgia de Desenvolvimento Agenda deMelhoriasOferece aos novos governantes, um conjunto de sugestesvisando superao dos desafios para consolidar uma trajetriade desenvolvimento sustentvel nos prximos 20 anos.Orientada pelo objetivo final de consolidar um padro dedesenvolvimento com qualidade de vida, prosperidade esustentabilidade, a estratgia para os prximos 20 anos focalizadez questes crticas para o desenvolvimento (Figura 6). 25. Viso de futuro em 2030 A essncia da viso que, at 2030, se consolide um padrode desenvolvimento caracterizado por trs atributos:qualidade de vida, prosperidade e sustentabilidade. Odesenvolvimento se dar em um ambiente marcado pormelhoria da qualidade de vida, prosperidade econmica,preservao do meio ambiente e aperfeioamento dasinstituies. 26. Questes crticas para o desenvolvimento A essncia da viso que, at 2030, se consolide um padrode desenvolvimento caracterizado por trs atributos:qualidade de vida, prosperidade e sustentabilidade. Odesenvolvimento se dar em um ambiente marcado pormelhoria da qualidade de vida, prosperidade econmica,preservao do meio ambiente e aperfeioamento dasinstituies. 27. Questes crticas para o desenvolvimentoNovo patamar na qualidade da educao Romper o ciclo da pobreza e diminuir a desigualdade social; Aumentar a produtividade do trabalho; Fortalecer a cidadania; Ampliar a proficincia em todos os nveis educacionais.Jovens: qualificao, autoestima e protagonismo socialAmpliar o empreendedorismo e a empregabilidade dos jovens;Aumentar a autoestima dos jovens e seu protagonismo na construo dofuturo;Atrair, desenvolver e reter jovens qualificados com vistas ao fortalecimento docapital humano em Minas Gerais;Melhorar os ndices educacionais dos jovens. 28. Questes crticas para o desenvolvimentoSegurana Pblica: fator de qualidade de vida e do ambiente de negciosReduzir todas as formas de criminalidade, em particular os crimes violentos, emespecial os homicdios;Pacificar as reas de risco e de alta vulnerabilidade social;Proporcionar clara percepo de segurana pelos cidados e empresas.Sade para garantir acesso da populao a servios de qualidadeAumentar a expectativa de vida da populao de Minas Gerais;Reduzir a mortalidade infantil;Melhorar os indicadores de morbimortalidade entre