AES Eletropaulo [Modo de Compatibilidade] - aneel.gov. ?· AES Eletropaulo Vice Presidência de Assuntos…

Download AES Eletropaulo [Modo de Compatibilidade] - aneel.gov. ?· AES Eletropaulo Vice Presidência de Assuntos…

Post on 10-Nov-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

TRANSCRIPT

  • AES EletropauloVice Presidncia de Assuntos RegulatriosDiretoria Executiva de Planejamento, Engenharia e Operao

    AP 045/08 R i d R l N ti 61/04AP 045/08 Reviso da Resoluo Normativa n. 61/04 Ressarcimento de Danos Eltricos

    So Paulo, 27 de agosto de 2008.

  • Sistema de Apoio Anlise de Pedidos de Indenizao

    Finalidade: Melhorar o processo de atendimento aos pedidos de indenizao por danos eltricos (PID):

    Processo mais eficiente e gil, com obteno automtica dos dados de ocorrncias na rede eltrica e avaliao de nexo de causalidade.

    Critrios baseados em estudos de: Critrios baseados em estudos de: Fenmenos na rede eltrica que podem causar danos; Suportabilidade de equipamentos.

  • Fenmenos Eltricos ConsideradosPID I Ciclo 00/01 Ocorrncias na Rede Curto circuito na rede primria; Curto-circuito na rede primria; Curto-circuito na rede secundria; Abertura de neutro da rede primria; Abertura de neutro do circuito secundrio; Abertura de neutro do circuito secundrio; Abertura de fase da rede primria; Abertura de fase da rede secundria; Chaveamento de capacitores;Chaveamento de capacitores; Restabelecimento do alimentador primrio.

    PID II Ciclo 02/04 Descargas Atmosfricasg Avaliao da suportabilidade de equipamentos frente aos eventos provocados por descargas atmosfricas.

    PID III Ciclo 04/06 Descargas Atmosfricas Avaliao dos eventos estudados no PID II, frente aos registros de medies obtidos em campo nas reas de concesso das Distribuidoras Cooperadas.

  • Principais Resultados Proposio de metodologia para avaliao de danos ocasionados a equipamentos conectados em rede de distribuio de BT;

    Especificao dos testes de laboratrio e avaliao da suportabilidade de um conjunto de equipamentos;

    Avaliao do impacto de surtos de origem atmosfrica em redes de distribuio tpica dos consumidores de BT;tpica dos consumidores de BT;

    Procedimento de anlise de surtos usando sistema de deteco de raios paraProcedimento de anlise de surtos usando sistema de deteco de raios para implantao nas Distribuidoras Cooperadas

  • Dificuldades observadas na proposta apresentada pela AP 045/08Art. 6 O consumidor pode optar entre a inspeo in loco do equipamento danificado ou disponibiliz-lo para inspeo mais detalhada pela concessionria ou empresa por ela autorizada, devendo a concessionria observar os seguintes

    di tprocedimentos e prazos:

    II - inspecionar e vistoriar o equipamento no prazo de at 10 (dez) dias corridos, contado a partir da data do pedido de ressarcimento contado a partir da data do pedido de ressarcimento.

    Proposta EletropauloProposta Eletropaulo

    Art. 6 Quando a concessionria optar pela realizao da vistoria do equipamento danificado dever observar os seguintes procedimentos e prazos:danificado, dever observar os seguintes procedimentos e prazos:

    II - inspecionar e vistoriar o equipamento no prazo de at 20 (vinte) dias, contados a partir do primeiro dia til posterior a data do pedido de ressarcimento a partir do primeiro dia til posterior a data do pedido de ressarcimento.

  • Art. 7 A concessionria deve informar ao consumidor, por escrito, no prazo mximo de 15 (quinze) dias, contado a partir da data da vistoria ou, na falta desta,

    ti d d t d did d i t b d f i t da partir da data do pedido de ressarcimento, sobre o deferimento, ou no, do pedido de ressarcimento.

    Proposta Eletropaulo

    Art. 7 A concessionria deve informar ao consumidor, por escrito, no prazo mximo de 40 (quarenta) dias, contados a partir do primeiro dia til posterior data da solicitao apresentada pelo consumidor , sobre o deferimento, ou no, do pedido de ressarcimento.

  • Justificativas

    C id dConsiderando:(I) O volume de processos recebidos, cerca de 1.200 processos/ms;(II) Picos de 2.000 pedidos nos meses de vero;(III) Mdia de 3 equipamentos por pedido;(III) Mdia de 3 equipamentos por pedido; (IV) O processo de vistoria consiste no: (i) agendamento de visita tcnica; (ii) retirada do equipamento; (iii) realizao de testes de funcionamento detalhados, em oficinas credenciadas; e (v) eventual necessidade de aquisio de peas deem oficinas credenciadas; e (v) eventual necessidade de aquisio de peas de difcil reposio. (V) O disposto no item III.1 / 13 da NT Em 77% dos casos estudados a Distribuidora optou por no realizar a vistoria e quando o fez demorou emDistribuidora optou por no realizar a vistoria e, quando o fez, demorou, em mdia 17 dias corridos. (grifo nosso)

    Entendemos que por ser parte fundamental do processo de avaliao do nexoEntendemos que por ser parte fundamental do processo de avaliao do nexo de causalidade, a vistoria e o deferimento ou indeferimento deve ter prazo de, no mnimo, 40 dias.

  • Proposta EletropauloProposta Eletropaulo

    Art. 8 A Os prazos a que se referem os artigos 6, 7 e 8, sero interrompidos enquanto houver pendncia do consumidor desde que tal pendencia tenha sidoenquanto houver pendncia do consumidor, desde que tal pendencia tenha sido informada por escrito, observado o disposto no inciso V do art. 10.

    JustificativaJustificativa

    Deve ficar claro na redao da nova resoluo que os prazos estabelecidos (vistoria, anlise ou pagamento) sero interrompidos na caso da existncia de(vistoria, anlise ou pagamento) sero interrompidos na caso da existncia de pendncias/providncias que dependam do consumidor, inclusive, esta situao est prevista nos contratos de concesso.

  • Processo: PID Prazos ANEEL: 20 dias teis Inspeo 60 dias Parecer 90 dias Pagamento em moeda corrente

    Incio

    CLIENTE ATENDIMENTO

    Solicita documento de identificao

    TCNICA

    Analisar o parecer tcnico dos defeitos emitido pela Assist. Tcnica Autorizada

    CALL CENTER

    ADOrientacliente

    ATENDIMENTO

    Conta,CIC, RG

    No

    Solicita Indenizao

    H nexo causal com ocorrncias na rede?

    Acessa SATr para elaborar

    (21)

    No

    Atende a reclamao

    Direciona o cliente a Agncia/Poupatempo

    A

    Consulta sistema Sicon-B

    Doc OK Fi

    m

    Sim

    Recebe NotaFiscal/oramento do cliente ou

    Sim

    Solicitar (se necessrio) avaliao do oramento para empresa de consultoria

    Analisa as informaes

    ( )Agncia/Poupatempo, munido de documento

    de identificao Preenche form.

    TSI

    Sicon B

    Instalao em ordem No

    Informa ao cliente que

    Na data da ocorrncia

    Sim o do cliente ouda AssistnciaAutorizada.Fazer avaliaonota/oramentoconsultoria (30)

    O equipamentoJ foi reparado?

    Verifica registro de anomalia na rede

    Envia protocolo de

    Sim

    Presta os devidos esclarecimentos

    o TSI poder ser Retirado pela internet ou lojas de atendimento da Eletropaulo

    I f A i t T i

    Oramento est OK?

    No

    Sim

    Emite cartainformando oparecer/valorautorizado (10)

    Verifique a opo quanto a inspeo e i f i il

    Envia protocolo de agendamento de inspeo para Assist.Tcnica autorizada mais prxima do cliente e registra evento no sistema (30)

    NoFim

    Sim Fim

    Informa Assist.Tcnica Parecer Procedente

    Emite faturacom os valoresautorizado (15)

    Emite carta de PROCEDENTE e registra contato cominforme via e-mail

    sobre a necessidade de priorizao

    no sistema (30)

    Disponibiliza SATr e entrega protocolo

    Solicitao de Servio

    Confere e registra o evento de encerramento

    (40)Emite PID-Pedido de Indenizao, atravs

    Sim

    No

    Houveinspeo?

    Emite carta de

    registra contato com cliente no sistema (10)

    Informa Assist.Tcnica Parecer Improcedente

    Solicitao de Servio ao cliente (01-05)

    Fim

    do sistema SATr

    T

    No IMPROCEDENTE e registra contato com cliente no sistema (10)

    Prazo 20 diasPrazo 40 dias

    Prazo 60 dias

Recommended

View more >