adubação orgânica de hortaliças e frutíferas

Download Adubação orgânica de hortaliças e frutíferas

Post on 15-Apr-2017

9 views

Category:

Food

5 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1

    Adubao Orgnica de Hortalias e Frutferas*

    Paulo E. Trani (1)

    Maurilo Monteiro Terra (2) Marco Antonio Tecchio (3)

    Luiz Antonio Junqueira Teixeira (4) Jairo Hanasiro (5)

    (1) Instituto Agronmico, Centro de Horticultura, Campinas (SP). petrani@iac.sp.gov.br; petrani32@hotmail.com

    (2) Instituto Agronmico, Centro de Ecofisiologia e Biofsica, Campinas (SP). mmterra@iac.sp.gov.br

    (3) UNESP- Faculdade de Cincias Agronmicas, Departamento de Horticultura, Botucatu (SP). tecchio@fca.unesp.br

    (4) Instituto Agronmico, Centro de Solos e Recursos Ambientais, Campinas (SP). teixeira@iac.sp.gov.br

    (5) Proactiva Servios Ambientais, Barueri (SP). jairo.hanasiro@proactiva.com.br * Campinas (SP), fevereiro de 2013

    O adubo ou fertilizante orgnico o produto de origem vegetal, animal ou agro-industrial que

    aplicado ao solo proporciona a melhoria de sua fertilidade e contribui para o aumento da produtividade e

    qualidade das culturas.

    Segundo a ABISOLO, no perodo de 2001 a 2009 observou-se um expressivo crescimento de 12

    vezes na comercializao de fertilizantes orgnicos (de 100.000 para 1.200.000 toneladas) no Brasil. A

    comercializao de fertilizantes organominerais praticamente dobrou, de 1800.000 t para 3.400.000 t nesse

    mesmo perodo. A fruticultura com participao de 48% e a olericultura (cultivo de hortalias) com

    participao de 26% sobre o valor das vendas, so as principais responsveis pelo consumo de fertilizantes

    orgnicos no Brasil em relao s outras culturas.

    Os fertilizantes orgnicos e tambm os organominerais podem ser produzidos na propriedade

    agrcola ou adquiridos de fabricantes e distribuidores especializados.

  • 2

    Vantagens e benefcios da adubao orgnica

    Os principais efeitos dos adubos orgnicos sobre as propriedades fsicas do solo so: melhoria da

    estrutura, aerao, armazenamento de gua e drenagem interna do solo. Favorecem a diminuio das

    variaes bruscas de temperatura do solo que interferem nos processos biolgicos do solo e na absoro

    de nutrientes pelas plantas.

    Os principais efeitos dos fertilizantes orgnicos sobre as propriedades qumicas do solo so:

    enriquecimento gradual do solo com macro e micronutrientes essenciais s plantas e o aumento gradativo

    do teor de matria orgnica do solo.

    Os principais efeitos dos adubos orgnicos sobre as propriedades fsico-qumicas do solo so:

    melhoria na adsoro de nutrientes, que a reteno fsico-qumica de ctions, diminuindo, em

    consequncia, a lixiviao de nutrientes causada pela chuva ou pela irrigao; a) aumento gradativo da

    capacidade de troca de ctions (CTC ou T) do solo, melhorando indiretamente sua fertilidade.

    Os principais efeitos dos fertilizantes orgnicos sobre as propriedades biolgicas do solo so: a)

    aumento na biodiversidade de microorganismos teis que agem na solubilizao de fertilizantes diversos de

    maneira a liberar nutrientes para as plantas; b) aumento na quantidade de microorganismos que auxiliam no

    controle de nematides, que so pragas que atacam as razes das plantas.

    Desvantagens e limitaes da adubao orgnica

    a) alguns fertilizantes orgnicos mal decompostos ou de origem no controlada podem introduzir ou

    aumentar o nmero de microorganismos de solo nocivos s plantas (ex:Verticilium, Fusarium, Rizoctonia

    etc.) e introduzir sementes de plantas daninhas.

    b) resduos como composto de lixo urbano e lodo de esgoto tratado no monitorados, podem

    acarretar danos com a introduo de metais pesados ao solo e microorganismos patognicos ao homem.

    c) os custos de produo, transporte e aplicao dos adubos orgnicos freqentemente so mais

    elevados em relao aos fertilizantes minerais. Isso pode ser minimizado com a utilizao dos fertilizantes

    organominerais.

    d) nem sempre a proporo dos nutrientes contidos nos fertilizantes orgnicos atende as

    necessidades das plantas.

  • 3

    Tipos de fertilizantes orgnicos

    Fertilizante orgnico simples

    O fertilizante orgnico simples oriundo de uma nica fonte de origem animal ou vegetal. Dentre os

    fertilizantes orgnicos simples destacam-se quanto maior quantidade disponvel os estercos animais, o

    bagacilho e a torta de filtro de cana, a vinhaa (vinhoto ou restilo) de cana, as palhadas de milho e de soja,

    a serragem de madeira, a casca de pinus, a casca de eucalipto, a casca de caf e a casca de arroz.

    Outros produtos de menor disponibilidade no comrcio devido sua limitada produo so: a farinha de

    ossos, importante fonte de fsforo; a farinha de casco e chifres, a farinha de sangue e a torta de mamona,

    importantes fontes de nitrognio orgnico; e as cinzas de madeira, que se destacam como fontes de

    potssio.

    Fertilizante orgnico composto

    O fertilizante composto o produto obtido por processo bioqumico natural ou controlado com

    mistura de resduos orgnicos de origem vegetal, animal, industrial ou urbano. Compostagem um

    processo aerbico de transformao de resduos orgnicos em adubo humificado.

    A compostagem pode ser feita manual ou mecanicamente com o auxilio de mquinas, sendo

    importante a uniformidade da granulometria de cada fertilizante orgnico para que haja facilidade de

    degradao e cura.

    Em geral h a necessidade de um perodo de 90 a 120 dias para obteno do composto pronto para

    ser utilizado. A figura 1 mostra material orgnico a cu aberto, em processo intermedirio de compostagem

    com desprendimento de calor. So utilizados diferentes materiais orgnicos de origem animal, vegetal e

    agroindustrial.

  • 4

    Figura 1. Processo de compostagem com resduos orgnicos diversos. Piracicaba-SP. Foto: Jairo Hanasiro.

    Bokashi

    um composto produzido com resduos orgnicos vegetais e animais de diferentes origens e

    ativado com microorganismos teis que aceleram o processo de compostagem. Os microorganismos teis

    como os actinomicetos e tricodermas entre outras espcies, so provenientes do solo sendo selecionados e

    cultivados em laboratrios especializados. Existem diferentes formulaes de bokashi. O Instituto

    Agronmico de Campinas realizou em 2000/2001, pesquisas com hortalias utilizando o bokashi com a

    seguinte composio: 500 kg de esterco de frango + 500 kg de terra limpa de barranco (sub-solo) + 80 kg

    de farelo de arroz + 1,5 kg de Bym-Food e 1,0 kg de Nitrex (micronutrientes silicatados). A anlise deste

    produto revelou: umidade=7%; pH=8,1; C/N=17. Em %: N=1,1; P2O5=1,2; K2O=3,6; Ca=2,2; Mg=1,2; S=1,2.

    Em mg/kg (ppm): Na=2.200; Fe=12.325; Mn=200; Cu=38; Zn=90.

    As figuras 2 e 3 mostram a produo de alface crespa em canteiros que no receberam aplicao

    de fertilizantes e com a aplicao de bokashi, respectivamente.

  • 5

    Figura 2. Alface em canteiro que no recebeu aplicao de adubo. Instituto Agronmico. Fazenda Santa Elisa. Campinas - SP. Foto: Paulo E. Trani. Figura 3. Alface em canteiro que recebeu a aplicao de bokashi (1 kg por m2). Instituto Agronmico. Fazenda Santa Elisa. Campinas-SP. Foto: Paulo E. Trani.

  • 6

    Fertilizante organomineral

    o fertilizante procedente da mistura ou combinao de fertilizantes minerais e orgnicos. Como

    um bom exemplo de adubo organomineral pode-se citar a mistura de esterco animal com superfosfato

    simples o que diminui as perdas de amnia do esterco por volatilizao e enriquece o material com fsforo,

    clcio e enxofre presentes em quantidades expressivas nesse fertilizante. O fertilizante organomineral para

    aplicao no solo deve ter no mnimo 8% de carbono orgnico total, umidade mxima de 30%, capacidade

    de troca de ctions (CTC) mnima de 80 mmolc/kg e soma N; P2O5 e K2O igual ou superior a 10%.

    Adubos verdes

    So plantas, em geral leguminosas que, cultivadas e incorporadas ao solo, liberam nutrientes,

    principalmente o nitrognio para as plantas cultivadas posteriormente. Alm disso, proporcionam a melhoria

    das propriedades fsicas do solo. Citam-se as mucunas, crotalrias, guandu, leucena, chcharo e tremoo

    entre os principais adubos verdes da famlia das leguminosas. Dentre as gramneas, destacam-se a aveia

    preta, aveia branca, milho, sorgo e milheto. Dentre as brssicas, cita-se o nabo forrageiro. Deve-se destacar

    que a escolha do adubo verde condicionada pelo clima. Por exemplo, o tremoo, a ervilhaca e o nabo

    forrageiro desenvolvem-se melhor em regies de clima ameno, enquanto as crotalrias, o guandu, o

    chcharo e a leucena tm melhor desenvolvimento em regies de temperaturas mais elevadas.

    Composio dos fertilizantes orgnicos

    Os fertilizantes orgnicos tem composio varivel conforme sua origem, teor de umidade e

    processamento antes de sua aplicao. A mineralizao no solo de nutrientes como o nitrognio e fsforo

    depende principalmente da relao carbono/nitrognio (C/N) do material orgnico. Por exemplo, compostos

    com C/N menor que 25 e relao C/P menor que 200 liberam a maior parte do N e do P no primeiro ano da

    aplicao. Em geral produtos de origem animal sofrem um processo de mineralizao mais acelerado do

    que produtos de origem vegetal, quando submetidos s mesmas condies de temperatura ambiente e

    umidade no solo. A tabela 1 apresenta a composio de vrios materiais orgnicos de origem animal,

    vegetal e agroindustrial.

  • 7

    Tabela 1. Composio dos fertilizantes e resduos orgnicos de origem animal, vegetal e agroindustrial (elementos na matria seca)