Administração Financeira ANÁLISE FUNDAMENTALISTA Aula 10 Prof. Reinaldo Coelho.

Download Administração Financeira ANÁLISE FUNDAMENTALISTA Aula 10 Prof. Reinaldo Coelho.

Post on 17-Apr-2015

105 views

Category:

Documents

1 download

TRANSCRIPT

<ul><li> Slide 1 </li> <li> Administrao Financeira ANLISE FUNDAMENTALISTA Aula 10 Prof. Reinaldo Coelho </li> <li> Slide 2 </li> <li> INVESTIDOR: INVESTIDOR: BUSCA ATIVOS QUE PROPORCIONEM RETORNO ACIMA DOS JUROS REFERENCIAIS DO MERCADO, MAS SEM COLOCAR EM RISCO TODO SEU CAPITAL INICIAL. BUSCA ATIVOS QUE PROPORCIONEM RETORNO ACIMA DOS JUROS REFERENCIAIS DO MERCADO, MAS SEM COLOCAR EM RISCO TODO SEU CAPITAL INICIAL. MANTM O ATIVO EM SEU PORTFLIO, COM A FINALIDADE DE ALCANAR O RETORNO DESEJADO EM DETERMINADO PRAZO. MANTM O ATIVO EM SEU PORTFLIO, COM A FINALIDADE DE ALCANAR O RETORNO DESEJADO EM DETERMINADO PRAZO. ESPECULADOR: ESPECULADOR: INEGVEL A SUA CONTRIBUIO PARA A LIQUIDEZ DO DIA-A- DIA DO MERCADO. INEGVEL A SUA CONTRIBUIO PARA A LIQUIDEZ DO DIA-A- DIA DO MERCADO. ASSUME RISCOS CRESCENTES PARA OBTER ELEVADA RENTABILIDADE EM CURTO ESPAO DE TEMPO. ASSUME RISCOS CRESCENTES PARA OBTER ELEVADA RENTABILIDADE EM CURTO ESPAO DE TEMPO. NA PRTICA, O NMERO DE ESPECULADORES BEM SUCEDIDOS MUITO PEQUENO. CASO CONTRRIO, TODO INVESTIDOR SERIA UM ESPECULADOR. NA PRTICA, O NMERO DE ESPECULADORES BEM SUCEDIDOS MUITO PEQUENO. CASO CONTRRIO, TODO INVESTIDOR SERIA UM ESPECULADOR. INVESTIDOR X ESPECULADOR </li> <li> Slide 3 </li> <li> SELEO DE INVESTIMENTOS PERFIL DO INVESTIDOR CONSERVADOR: NO QUER ASSUMIR RISCOS. PORTANTO O RETORNO REAL REDUZIDO. O investidor est mais preocupado em manter o valor real do ativo. MODERADO: DESEJA ASSUMIR POUCO RISCO. O RETORNO SER ENTO POUCO ACIMA DO RETORNO MDIO DAS APLICAES FINANCEIRAS EM GERAL. Em troca de maior retorno, o investidor aceita incorrer em risco de perder pequena parte do capital investido. AGRESSIVO: ASSUME ALTOS RISCOS, POIS DESEJA RETORNO MUITO ACIMA DA MDIA DO RETORNO REAL OBTIDO NAS APLICAES FINANCEIRAS. O investidor est ciente que pode perder parte ou todo capital investido, em troca de elevado retorno. </li> <li> Slide 4 </li> <li> SELEO DE INVESTIMENTOS PERFIL DO INVESTIDOR CONSERVADOR = RISCO BAIXO = IMVEIS, OURO, MOEDAS, POUPANA, ETC MODERADO = RISCO MDIO = AES, FUNDOS, CLUBES, CDB, ETC AGRESSIVO = RISCO ALTO = FUNDOS ALAVANCADOS, DERIVATIVOS,ETC FATORES DE AVALIAO DAS ALTERNATIVAS DE INVESTIMENTO LIQUIDEZ = POTENCIALIDADE DE COMPRAR E VENDER O ATIVO SELECIONADO COM MNIMO DE ESFORO LUCRATIVIDADE = POTENCIALIDADE DE AUFERIR LUCROS COM O ATIVO SEGURANA = POTENCIALIDADE DE RECUPERAO DOS RECURSOS INVESTIDOS NO ATIVO EXEMPLO DE TABELA DE SUGESTO DA DIVERSIFICAO DO RISCO PERFIL DO INVESTIDOR - CONSERVADOR MODERADO AGRESSIVO RISCO DO ATIVO % % % BAIXO 60 40 20 MODERADO 40 50 60 ALTO - 10 20 </li> <li> Slide 5 </li> <li> ESCOLAS DE ANLISE ANLISE GRAFISTA Procura determinar quando comprar ou vender um ativo (timing). ANLISE FUNDAMENTALISTA Procura responder porque comprar determinado ativo. </li> <li> Slide 6 </li> <li> ANLISE FUNDAMENTALISTA ANLISE FUNDAMENTALISTA Objetivo: determinar o valor justo de uma ao ou de outro ativo, Objetivo: determinar o valor justo de uma ao ou de outro ativo, respaldando as decises de compra ou de venda. respaldando as decises de compra ou de venda. Metodologia: avaliar as empresas de acordo com o Metodologia: avaliar as empresas de acordo com o desempenho econmico-financeiro e sua capacidade desempenho econmico-financeiro e sua capacidade de gerao de lucros futuros. de gerao de lucros futuros. Ferramentas: anlise de Demonstrativos Financeiros, elaborao de Ferramentas: anlise de Demonstrativos Financeiros, elaborao de cenrios econmicos, projeo de resultados, anlise cenrios econmicos, projeo de resultados, anlise de indicadores econmicos e financeiros e modelos de de indicadores econmicos e financeiros e modelos de avaliao de empresas, o chamado Valuation*. avaliao de empresas, o chamado Valuation*. Valuation*: modelos de avaliao de empresas, baseados no Valuation*: modelos de avaliao de empresas, baseados no valor presente dos fluxos de caixa, descontados a valor presente dos fluxos de caixa, descontados a uma taxa previamente definida pelo investidor uma taxa previamente definida pelo investidor (taxa de retorno exigida). (taxa de retorno exigida). ANLISE FUNDAMENTALISTA ANLISE FUNDAMENTALISTA Objetivo: determinar o valor justo de uma ao ou de outro ativo, Objetivo: determinar o valor justo de uma ao ou de outro ativo, respaldando as decises de compra ou de venda. respaldando as decises de compra ou de venda. Metodologia: avaliar as empresas de acordo com o Metodologia: avaliar as empresas de acordo com o desempenho econmico-financeiro e sua capacidade desempenho econmico-financeiro e sua capacidade de gerao de lucros futuros. de gerao de lucros futuros. Ferramentas: anlise de Demonstrativos Financeiros, elaborao de Ferramentas: anlise de Demonstrativos Financeiros, elaborao de cenrios econmicos, projeo de resultados, anlise cenrios econmicos, projeo de resultados, anlise de indicadores econmicos e financeiros e modelos de de indicadores econmicos e financeiros e modelos de avaliao de empresas, o chamado Valuation*. avaliao de empresas, o chamado Valuation*. Valuation*: modelos de avaliao de empresas, baseados no Valuation*: modelos de avaliao de empresas, baseados no valor presente dos fluxos de caixa, descontados a valor presente dos fluxos de caixa, descontados a uma taxa previamente definida pelo investidor uma taxa previamente definida pelo investidor (taxa de retorno exigida). (taxa de retorno exigida). </li> <li> Slide 7 </li> <li> ANLISE FUNDAMENTALISTA ANLISE FUNDAMENTALISTA Existe tambm a avaliao baseada em ndices (ratios), como Existe tambm a avaliao baseada em ndices (ratios), como por exemplo, Preo/Lucro, Valor da Firma/Ebitda, Cotao/Valor por exemplo, Preo/Lucro, Valor da Firma/Ebitda, Cotao/Valor Patrimonial, etc. No mercado acionrio os dois enfoques so Patrimonial, etc. No mercado acionrio os dois enfoques so bastante utilizados. bastante utilizados. Qual a diferena entre preo de mercado e valor justo? Qual a diferena entre preo de mercado e valor justo? O preo de mercado a mdia de uma avaliao coletiva dos O preo de mercado a mdia de uma avaliao coletiva dos participantes do mercado. O valor justo fruto de uma anlise participantes do mercado. O valor justo fruto de uma anlise individual do analista ou investidor em funo da expectativa do individual do analista ou investidor em funo da expectativa do desempenho da empresa e do retorno esperado para o investimento. desempenho da empresa e do retorno esperado para o investimento. Qual o efeito desejado da anlise fundamentalista? Qual o efeito desejado da anlise fundamentalista? Espera-se que aps um determinado tempo, o preo da ao ir convergir para o preo justo. Espera-se que aps um determinado tempo, o preo da ao ir convergir para o preo justo. ANLISE FUNDAMENTALISTA ANLISE FUNDAMENTALISTA Existe tambm a avaliao baseada em ndices (ratios), como Existe tambm a avaliao baseada em ndices (ratios), como por exemplo, Preo/Lucro, Valor da Firma/Ebitda, Cotao/Valor por exemplo, Preo/Lucro, Valor da Firma/Ebitda, Cotao/Valor Patrimonial, etc. No mercado acionrio os dois enfoques so Patrimonial, etc. No mercado acionrio os dois enfoques so bastante utilizados. bastante utilizados. Qual a diferena entre preo de mercado e valor justo? Qual a diferena entre preo de mercado e valor justo? O preo de mercado a mdia de uma avaliao coletiva dos O preo de mercado a mdia de uma avaliao coletiva dos participantes do mercado. O valor justo fruto de uma anlise participantes do mercado. O valor justo fruto de uma anlise individual do analista ou investidor em funo da expectativa do individual do analista ou investidor em funo da expectativa do desempenho da empresa e do retorno esperado para o investimento. desempenho da empresa e do retorno esperado para o investimento. Qual o efeito desejado da anlise fundamentalista? Qual o efeito desejado da anlise fundamentalista? Espera-se que aps um determinado tempo, o preo da ao ir convergir para o preo justo. Espera-se que aps um determinado tempo, o preo da ao ir convergir para o preo justo. </li> <li> Slide 8 </li> <li> ANLISE FUNDAMENTALISTA ANLISE FUNDAMENTALISTA MATRIA PRIMA: INFORMAO FONTES DE INFORMAES MACRO - ECONMICAS Acompanhamento da economia domstica e internacional, atravs da Acompanhamento da economia domstica e internacional, atravs da mdia em geral. mdia em geral. Empresas de consultoria econmica. Empresas de consultoria econmica. Instituies privadas e pblicas de pesquisa econmica. Instituies privadas e pblicas de pesquisa econmica. FONTES DE INFORMAES MICRO- ECONMICAS Demonstraes Financeiras divulgadas pelas companhias. Demonstraes Financeiras divulgadas pelas companhias. Notas Explicativas das Demonstraes Notas Explicativas das Demonstraes Visitas e reunies com as empresas. Visitas e reunies com as empresas. Acompanhamento do setor. Acompanhamento do setor. Informaes divulgadas pela mdia. Informaes divulgadas pela mdia. Contatos com outros profissionais do mercado. Contatos com outros profissionais do mercado. Relatrios produzidos pela comunidade de analistas. Relatrios produzidos pela comunidade de analistas. ANLISE FUNDAMENTALISTA ANLISE FUNDAMENTALISTA MATRIA PRIMA: INFORMAO FONTES DE INFORMAES MACRO - ECONMICAS Acompanhamento da economia domstica e internacional, atravs da Acompanhamento da economia domstica e internacional, atravs da mdia em geral. mdia em geral. Empresas de consultoria econmica. Empresas de consultoria econmica. Instituies privadas e pblicas de pesquisa econmica. Instituies privadas e pblicas de pesquisa econmica. FONTES DE INFORMAES MICRO- ECONMICAS Demonstraes Financeiras divulgadas pelas companhias. Demonstraes Financeiras divulgadas pelas companhias. Notas Explicativas das Demonstraes Notas Explicativas das Demonstraes Visitas e reunies com as empresas. Visitas e reunies com as empresas. Acompanhamento do setor. Acompanhamento do setor. Informaes divulgadas pela mdia. Informaes divulgadas pela mdia. Contatos com outros profissionais do mercado. Contatos com outros profissionais do mercado. Relatrios produzidos pela comunidade de analistas. Relatrios produzidos pela comunidade de analistas. </li> <li> Slide 9 </li> <li> ETAPAS DE AVALIAO DE UMA AO PELA ANLISE FUNDAMENTALISTA 1. PERSPECTIVAS PARA O COMPORTAMENTO DAS PRINCIPAIS VARIVEIS MACRO-ECONMICAS: PRINCIPAIS VARIVEIS MACRO-ECONMICAS: JUROS, CMBIO E INFLAO. JUROS, CMBIO E INFLAO. 2. PERSPECTIVAS PARA O SETOR E PARA A EMPRESA OBJETO DE ANLISE: PREOS DOS PRODUTOS E DOS PRINCIPAIS DE ANLISE: PREOS DOS PRODUTOS E DOS PRINCIPAIS INSUMOS, QUANTIDADES PRODUZIDAS E VENDIDAS NO INSUMOS, QUANTIDADES PRODUZIDAS E VENDIDAS NO MERCADO INTERNO E EXTERNO. MERCADO INTERNO E EXTERNO. 3. PROJEO DE RESULTADOS E DAS PRINCIPAIS CONTAS DO BALANO PATRIMONIAL EM CADA TRIMESTRE CIVIL : BALANO PATRIMONIAL EM CADA TRIMESTRE CIVIL : RESULTADO OPERACIONAL. RESULTADO OPERACIONAL. EBITDA = Resultado Operacional + Depreciao, Amortizao e Exausto EBITDA = Resultado Operacional + Depreciao, Amortizao e Exausto NECESSIDADES DE CAPITAL DE GIRO. NECESSIDADES DE CAPITAL DE GIRO. PROJEO DA GERAO OPERACIONAL DE CAIXA. PROJEO DA GERAO OPERACIONAL DE CAIXA. </li> <li> Slide 10 </li> <li> 3. (CONTINUAO) AMORTIZAO DE FINANCIAMENTOS E EMPRSTIMOS. AMORTIZAO DE FINANCIAMENTOS E EMPRSTIMOS. NECESSIDADES DE INVESTIMENTOS: NOVOS OU REPOSIO. NECESSIDADES DE INVESTIMENTOS: NOVOS OU REPOSIO. NECESSIDADES DE NOVOS RECURSOS FINANCEIROS. NECESSIDADES DE NOVOS RECURSOS FINANCEIROS. PROJEO DAS DESPESAS E RECEITAS FINANCEIRAS PROJEO DAS DESPESAS E RECEITAS FINANCEIRAS PAGAMENTO DE DIVIDENDOS INTERMEDIRIOS E JUROS PAGAMENTO DE DIVIDENDOS INTERMEDIRIOS E JUROS SOBRE CAPITAL PRPRIO. SOBRE CAPITAL PRPRIO. PROJEO DO LUCRO ANTES DE IMPOSTO DE RENDA E C.S. PROJEO DO LUCRO ANTES DE IMPOSTO DE RENDA E C.S. PROJEO DO IR E CONTRIB SOCIAL. PROJEO DO IR E CONTRIB SOCIAL. LUCRO LQUIDO LUCRO LQUIDO </li> <li> Slide 11 </li> <li> PONTOS CRTICOS NA ELABORAO DA PROJEO: RISCOS MACROECNOMICOS RISCOS MACROECNOMICOS Taxa de inflao Taxa de inflao Taxa de juro Taxa de juro Taxa de cmbio Taxa de cmbio Jurdico/Institucional Jurdico/Institucional Preo do petrleo Preo do petrleo Recesso mundial Recesso mundial Crescimento mundial Crescimento mundial RISCOS MICROECONMICOS RISCOS MICROECONMICOS Concorrncia interna e externa Concorrncia interna e externa Surgimento de produtos substitutos Surgimento de produtos substitutos Custos e oferta de insumos no mercado interno e externo Custos e oferta de insumos no mercado interno e externo Regulamentao ambiental Regulamentao ambiental Mudanas na tributao Mudanas na tributao Venda do controle acionrio e/ou mudanas na gesto da companhia Venda do controle acionrio e/ou mudanas na gesto da companhia </li> </ul>

Recommended

View more >