ações de cidadania social fashion - .ações de cidadania social fashion ... dor da turma da...

Download ações de cidadania Social fashion - .ações de cidadania Social fashion ... dor da Turma da Mônica,

Post on 20-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Revista Linha Direta

    aes de cidadania

    Social fashionInstituto do DF desfila marca coletiva que reescreve histrias de vida

    Maria do Carmo Nunes no sabia ler ou escrever at comear a frequentar as oficinas teraputicas de borda-do, realizadas pelo Instituto Pr--Educao e Sade (Proeza), loca-lizado na cidade de Recanto das Emas/DF. Diante da necessidade de assinar a lista de presena das aulas, ela foi incentivada por sua instrutora de bordado a escrever seu nome.

    Hoje, alm de aprender a bordar, Maria do Carmo tambm est aprendendo a ler e a escrever e, inclusive, j providenciou outra carteira de identidade, pois no documento antigo no constava sua assinatura, somente sua im-presso digital.

    J Maria Amlia Batista, mesmo sofrendo de esquizofrenia, entrou na oficina para se capacitar e, hoje, uma das melhores borda-deiras da instituio. Alm disso, ela trabalha e membro da asso-ciao de bordadeiras constituda nas oficinas. Segundo os familia-res, essa atividade tem contribu-do muito para sua recuperao.

    Essas e outras histrias de superao vividas no Instituto

    Proeza so contadas atravs do projeto Reescrevendo Histrias de Vida, um dos beneficiados em 2013 pelo Criana Esperan-a, uma parceria da Rede Globo com a UNESCO.

    Fashion Rio

    As roupas artesanais e a costura bem-feita nas oficinas teraputi-cas de bordado do Instituto Proeza deram origem a uma marca coleti-va: a Apoena. O Instituto j desfi-lou em quatro edies do Fashion Rio, e neste ano a apresentao da coleo 2013/2014 foi especial: a equipe de Mauricio de Sousa, cria-dor da Turma da Mnica, elegeu as mulheres do Proeza para fazerem parte da celebrao dos 50 anos da personagem Mnica.

    As roupas apresentadas no des-file foram confeccionadas pela Apoena, e as estampas da cole-o foram criadas pela equipe de Mauricio de Sousa. A Mauricio de Sousa Produes criou, tambm, especialmente para o evento, um gibi que se chama Turma da moda e providenciou cenrio e convi-tes, alm de garantir a presena do prprio Mauricio e de sua filha Mnica.

    O pblico ficou encantado com as peas inspiradas nos personagens do criador dos quadrinhos mais famosos do Brasil. A marca mos-trou blazers, bermudas, coletes, calas, blusas e saias, trazendo o mundo dos personagens em es-tampas divertidas e formas geo-mtricas tpicas. O desfile tam-bm recebeu muitas colaboraes de pessoas que apoiam o trabalho do Instituto Proeza, como os esti-listas Walter Rodrigues e Marcelo Hirata, o DJ Felipe Venncio e o maquiador Ricardo dos Anjos.

    A coordenadora do Instituto Proeza, Ktia Ferreira, acredi-ta que a oportunidade de mos-

  • Revista Linha Direta

    trar para todo o Pas o fruto do trabalho realizado no projeto foi uma oportunidade mpar, que deu grande visibilidade para a institui-o. O Fashion Rio foi uma tima oportunidade para todos, pois ge-ralmente as pessoas no associam projetos sociais com produtos de qualidade. Estamos muito orgu-lhosos e gratos.

    A instituio

    consenso que comunidades em situao de vulnerabilidade social necessitam de polticas que visem a superar as desigualdades e ofe-recer s famlias que ali residem melhores condies de vida. O

    Instituto Proeza um bom exem-plo de instituio comprometida com o desenvolvimento da co-munidade ao seu entorno, que aposta na profissionalizao das mulheres do local, por meio do bordado, para humanizar as hist-rias daqueles que participam das atividades da ONG.

    Fundado em 2003, o Instituto uma organizao no governa-mental sem fins lucrativos, idea-lizado e concebido para desen-volver projetos de gerao de renda para famlias vulnerveis. Um desses projetos a oficina te-raputica de bordado, que incen-tiva mulheres a reconstruir seus

    laos de afetividade por meio de mandalas em que elas bor-dam suas histrias, fazendo uma jornada de autoconhecimento e fortalecimento emocional. Alm disso, trabalhada a incluso pro-dutiva dessas mulheres, visando ampliao da renda familiar.

    Os projetos do Proeza envolvem aes de ensino e treinamen-to em tcnicas de fabricao de produtos artesanais, com vistas ao aprendizado e ao aperfeioa-mento das habilidades manuais das mulheres, mes e provedoras de suas famlias, levando em con-ta sua herana cultural e tendn-cias artsticas.

    Roupas confeccionadas pelas bordadeiras do Instituto Proeza foram destaque no Fashion Rio 2013

    Fotos: Divulgao

  • Revista Linha Direta

    Por meio do trabalho com essas mulheres, o Instituto trabalha pela melhoria da qualidade de vida de crianas e adolescentes, igualmente vtimas da vulnerabi-lidade social em que suas famlias se encontram. Nesse sentido, o Proeza atende tambm a crian-as e adolescentes de 6 a 14 anos com histrico de trabalho infan-til, violncia domstica e outras formas de vulnerabilidade socio-econmica. A instituio oferece atividades pedaggicas para as crianas, filhos das jovens mes, que participam das oficinas. So realizadas atividades no contra-turno escolar, as quais incluem

    ballet, jiu-jitsu, street dance, msica, teatro e atendimento psicossocial.

    De acordo com Ktia Ferreira, essas aes so de fundamental importncia para o bem-estar das famlias, pois possibilitam que o desenvolvimento das crianas atendidas seja acompanhado de perto pelas mes, o que, segundo Ktia, fator fundamental para o crescimento delas. Entendemos que cuidar da famlia cuidar da infncia; ento a proteo da criana passa pela proteo da famlia, e isso que procuramos realizar.

    Ainda segundo a coordenadora, estudos realizados na comunidade indicam que o fato de a me tra-balhar em casa, ou prximo a ela, propicia aos filhos a segurana e os cuidados necessrios ao seu desen-volvimento saudvel, transforman-do-os em adolescentes e adultos muito mais preparados para a vida.

    Criana Esperana

    A coordenadora explica que as bor-dadeiras e costureiras do projeto foram capacitadas com o apoio do programa Criana Esperana, o que proporcionou a essas mulheres e seus filhos o acesso a uma vida

  • Revista Linha Direta

    mais digna. Alm de costura e bor-dados, temos tambm alfaiataria. Sabemos que a unio faz a fora, e a solidariedade dos telespectadores da TV Globo fez a diferena e rees-creveu novas histrias de vida, mais leves e mais felizes, diz Ktia.

    Hoje o projeto beneficia direta-mente cem pessoas (entre crian-as, adolescentes, jovens e adul-tos), alm de outras 500, de forma indireta, j que trabalha com ge-rao de renda para essas famlias. Segundo Ktia, o apoio do Criana Esperana possibilitou a compra de computadores para a escola onde as crianas estudam, mate-

    rial escolar, alm de mquinas de costura industrial para a oficina de fabricao de roupas. Ela reconhe-ce a importncia desse apoio para o desenvolvimento das atividades realizadas pela instituio. Com o Criana Esperana, realizamos o sonho de ter uma oficina para trei-namento e capacitao em costura para mulheres e de incluir crianas nos nossos programas, o que faz toda a diferena, conta.

    A coordenadora afirma que a co-munidade reconhece o valor do projeto, justamente por trabalhar o protagonismo dos atendidos, fa-zendo com que essas aes sirvam

    de exemplo para outras aes des-sa natureza. Podemos dizer que os benefcios comunidade so representados por essas mulheres, que comeam a mudar a prpria histria. Isso uma inspirao para as outras, argumenta. Hoje, o projeto um complemento de ren-da para as mulheres, mas estamos fazendo o treinamento em costura, que ir garantir uma renda mais substancial para todas. Tudo isso significa uma mudana profunda na vida de centenas de pessoas, prin-cipalmente de crianas, adolescen-tes e jovens, que encontram no Proeza a esperana de um futuro melhor.

    Oficinas realizadas pelo Instituto