ÁCIDO SULFÚRICO 98% Páginas resultado de lesão do ácido nas proteínas em tecidos específicos.…

Download ÁCIDO SULFÚRICO 98% Páginas resultado de lesão do ácido nas proteínas em tecidos específicos.…

Post on 30-Nov-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li><p>Ficha de Informao de Segurana de Produto Qumico FISPQ Reviso 01 de 06/2016 </p><p>CIDO SULFRICO 98% Pginas 1/9 </p><p>Elaborador: Alexandre R. Chiaramonte Aprovador: Thiago A. Peres </p><p> No interesse da Segurana, Sade Ocupacional e Meio Ambiente, deve-se informar todos os funcionrios, usurios e clientes sobre os dados includos nesta ficha (FISPQ). </p><p>1. IDENTIFICAO </p><p> Nome Comercial: CIDO SULFRICO 98% Sinnimo: Sulfato de Hidrognio, leo Vitrial, cido Fertilizante, cido para Bateria. Fornecedor: Prolink Indutria Qumica Ltda Endereo: Av. Tancredo Neves, 450 So Jos do Rio Preto - SP Contato para informaes: 17 3213-9010 Telefone de Emergncia: 17 3213-9010 Email: contato@prolinkquimica.com.br </p><p>2. IDENTIFICAO DE PERIGOS NFPA: Sade: 3; Inflamabilidade: 0; Reatividade: 2; Corrosivo. Classificao da substancia ou mistura Corrosivo para os metais categoria 1 (Frase de perigo H290) Toxicidade aguda - oral - categoria 5 (Frase de perigo H302). Toxicidade aguda - inalatria - categoria 2 (Frase de perigo H330). Corrosivo/irritante a pele - categoria 1A (Frase de perigo H314). Prejuzo srio aos olhos/irritao aos olhos - categoria 1 (Frase de Perigo H318). Carcinogenicidade - categoria 2 (Frase de perigo H351). Toxicidade sistmica em rgo alvo aps nica exposio - categoria 1 (Frase de perigo H370) Toxicidade sistmica em rgo alvo aps exposio repetida - categoria 1 (Frase de perigo H372). Perigo ao ambiente aqutico - categoria 3 toxicidade aguda (Frase de perigo H402) Perigo ao ambiente aqutico categoria 3 Toxicidade crnica (Frase de perigo H 412). </p><p>Elementos de Rotulagem do GHS, incluindo as frases de precauo Pictograma(s): </p><p> Palavra de Advertncia: Perigo Frases de Perigo: H290 - Pode ser corrosivo para metais. H303 - Pode ser nocivo se ingerido. H330 - Fatal se inalado. H314 - Causa queimadura severa a pele e dano aos olhos. H318 - Causa danos oculares graves. H351 - Pode causar cncer. </p></li><li><p>Ficha de Informao de Segurana de Produto Qumico FISPQ Reviso 01 de 06/2016 </p><p>CIDO SULFRICO 98% Pginas 2/9 </p><p>Elaborador: Alexandre R. Chiaramonte Aprovador: Thiago A. Peres </p><p>H370 - Causa dano ao sistema respiratrio. H372 - Causa dano ao sistema respiratrio atravs da exposio repetida ou prolongada. H402 - Perigoso para a vida aqutica. H412 - Perigoso para a vida aqutica com efeitos prolongados. Frase de Precauo: P201 - Pedir instrues especficas antes da utilizao. P202 - No manuseie o produto antes de ter lido e percebido todas as precaues de segurana. P260 - No respirar as poeiras/fumos/gases/nvoas/vapores/aerossis. P264 Lavar as mos cuidadosamente aps manuseio. P270 - No comer, beber ou fumar durante a utilizao deste produto. P273 - Evitar a libertao para o ambiente. P280 - Usar luvas de proteo / vestimenta de proteo / proteo ocular / proteo facial. P281 - Usar o equipamento de proteo individual exigido. P310 - Contate imediatamente um CENTRO DE INFORMAO TOXICOLGICA ou um mdico. P312 - Caso sinta indisposio, contate um CENTRO DE INFORMAO TOXICOLGICA ou um mdico. P314 - Em caso de indisposio, consulte um mdico. P321 - Tratamento especfico (ver informaes ao mdico, item 4). P330 - Enxaguar a boca. P363 - Lavar a roupa contaminada antes de a voltar a usar. P405 - Armazenar em local fechado chave. P501: Eliminar o contedo / recipiente de acordo com a legislao local. P301 + P310 - EM CASO DE INGESTO: contate imediatamente um CENTRO DE INFORMAO TOXICOLGICA ou um mdico. P301 + P312 - EM CASO DE INGESTO: caso sinta indisposio, contate um CENTRO DE INFORMAO TOXICOLGICA ou um mdico. P304 + P340 - EM CASO DE INALAO: retirar a vtima para uma zona ao ar livre e mant-la em repouso numa posio que no dificulte a respirao. P308 + P313 - EM CASO DE exposio ou suspeita de exposio: consulte um mdico. P403 + P233 - Armazenar em local bem ventilado. Manter o recipiente bem fechado. P301 + P330 + P331 - EM CASO DE INGESTO: enxaguar a boca. NO provocar o vmito. P303 + P361 + P353 - SE ENTRAR EM CONTATO COM A PELE (ou o cabelo): retirar imediatamente toda a vestimenta contaminada. Enxaguar a pele com gua. P305 + P351 + P338 - SE ENTRAR EM CONTATO COM OS OLHOS: enxaguar cuidadosamente com gua durante vrios minutos. Se usar lentes de contato, retire-as, se tal lhe for possvel. Continuar a enxaguar. Outros perigos que no resultam em uma classificao No conhecido. </p><p>3. COMPOSIO E INFORMAES SOBRE OS INGREDIENTES Nome qumico comum: cido Sulfrico 98% Sinnimo: Sulfato de Hidrognio, leo Vitrial, cido Fertilizante, cido para Bateria. CAS No: 7664-93-9 Ingrediente que contribuam para o perigo: No aplicvel </p></li><li><p>Ficha de Informao de Segurana de Produto Qumico FISPQ Reviso 01 de 06/2016 </p><p>CIDO SULFRICO 98% Pginas 3/9 </p><p>Elaborador: Alexandre R. Chiaramonte Aprovador: Thiago A. Peres </p><p>4. MEDIDAS DE PRIMEIROS SOCORROS Inalao: Remover a vtima ao ar fresco e se no estiver respirando, administrar respirao artificial e chamar um mdico imediatamente. Contato com a pele: Retire cuidadosamente roupas e calados contaminados. Lave o local atingido com gua corrente em abundncia por 15 minutos, no mnimo. Contato com os olhos: Levante as plpebras e lave imediata e continuamente com grande quantidade de gua por 15 minutos. Em seguida encaminhe para o atendimento mdico. Ingesto: No induzir ao vmito. Dar gua aos poucos para beber e nunca administrar nada se a pessoa estiver inconsciente e dar ateno mdica imediata. Notas para o mdico: Em todos os casos deve ser providenciado atendimento mdico de urgncia: Para exposies aguda e repetida de curta durao para cidos fortes: - Problemas respiratrios podem originar-se de edema de laringe e exposio por inalao. Tratar inicialmente com 100% de oxignio. - Dificuldade de respirao pode requerer traqueostomia se entubao endotraqueal for contra indicada por entumecimento excessivo. - Puncionar a veia imediatamente em todos os casos onde houver evidncia de comprometimento circulatrio. - cidos fortes produzem necrose de coagulao caracterizada pela formao de um cogulo (escara) como resultado de leso do cido nas protenas em tecidos especficos. Ingesto: - Recomendada diluio imediata (leite ou gua) at 30 minutos aps a ingesto. - No tente neutralizar o cido durante uma reao exotrmica, com perigo de provocar danos devido ao efeito corrosivo. - Tenha cuidado para evitar o favorecimento de vmito, devido nocividade de nova exposio da mucosa ao cido. O limite de fludos um ou dois copos para um adulto. - Carvo ativado no recomendado no tratamento com cidos. - Alguns autores sugerem lavagem gstrica at uma hora aps a ingesto. Pele: - Leses na pele requerem irrigao com soro fisiolgico. Tratamento de queimaduras qumicas assim como queimaduras trmicas, deve ser feito com gaze e esparadrapos antiaderentes. - Queimaduras profundas de segundo grau podem se beneficiar com uso tpico de sulfadiazina de prata. Olhos: - Danos aos olhos requerem retrao das plpebras para assegurar a irrigao da conjuntiva. Irrigao deve ser feita pelo menos de 20 a 30 minutos. No utilize agentes neutralizantes ou aditivos. Soro fisiolgico em abundncia requerido. Descrio breve dos principais sintomas e efeitos: A inalao de vapor ou nvoa pode causar tosse, espirros, sangramento nasal, broncospasmo, dificuldade respiratria e edema pulmonar. A ingesto causa corroso das membranas mucosas da boca, garganta e esfago, dor epigstrica intensa com nuseas e vmitos semelhantes borra de caf, edema de glote e asfixia. Proteo do prestador de socorros: Utilize os equipamentos de proteo individual indicados. Evite contato com o produto ao socorrer a vtima. Mantenha a vtima em repouso e aquecida. No oferea nada por via oral a uma pessoa inconsciente. O tratamento sintomtico deve compreender, sobretudo, medidas de suporte como correo de distrbios hidroeletrolticos, metablicos, alm de assistncia respiratria. </p></li><li><p>Ficha de Informao de Segurana de Produto Qumico FISPQ Reviso 01 de 06/2016 </p><p>CIDO SULFRICO 98% Pginas 4/9 </p><p>Elaborador: Alexandre R. Chiaramonte Aprovador: Thiago A. Peres </p><p>5. MEDIDAS DE COMBATE A INCNDIO Iinflambilidade: No combustvel, mas ataca metais produzindo gs hidrognio que extremamente inflamvel. um forte agente desidratante, reagindo com materiais orgnicos produz calor suficiente para ignio. Em caso de incndio vizinho, manter tanques resfriados. Ponto de fulgor: No aplicvel. Meios de extino: Resfriar recipientes com neblina de gua. Utilizar p qumico seco ou gs carbnico. No utilizar gua em jato direto. Perigos especficos referentes s medidas:Substncia no inflamvel, mas altamente reativa; forte agente oxidante podendo causar ignio quando em contato com materiais combustveis. Tanques de cido Sulfrico quando envolvidos em situaes de fogo, devem ser mantidos resfriados com sprays de gua. Evacuar o pessoal da rea afetada, desligar rede eltrica e afastas substancias que possam oferecer perigo em contato com cido. O fogo pode produzir fumos/gases irritantes ou txicos. O cido especialmente quando diludo com gua, pode reagir com metais liberando gs hidrognio (inflamvel). Perigos especficos da combusto do produto qumico: Decomposio trmica produz fumos txicos e irritantes de xidos de enxofre (SOx). Mtodos especiais: Evite aplicao de excesso de gua, pois poder haver contaminao de cursos de gua. Equipamento para proteo: Os bombeiros devem vestir todos os equipamentos de proteo individual (luvas, culos, botas e mscaras apropriadas) e principalmente aparatos de respirao pois em contato com fogo libera gases txicos e irritantes SOx. </p><p>6. MEDIDAS DE CONTROLE PARA DERRAMAMENTO OU VAZAMENTO Precaues pessoais: - Remoo de fontes de ignio: No combustvel. Com oxidante, evite contato com outros combustveis ou materiais orgnicos. Eliminar todas as fontes de ignio, impedir centelhas, fagulhas, chamas e no fumar na rea de risco. - Controle de poeira: No aplicvel. Produto lquido. - Preveno de inalao e contato com pele, mucosas e olhos: Utilizar culos de segurana, botas, mscara especfica para cidos e luvas adequadas. Isolar a rea num raio mnimo de 50 metros e manter afastados os curiosos. Precaues meio ambiente: - Procedimentos: Impedir o escoamento do produto para rios, riachos, esgotos, poos, assim como solo e vegetao. Comunicar as autoridades e alertar a vizinhana se for necessrio. Confinar o fluxo longe do derramamento para posterior remoo. Mtodo de limpeza: Utilize equipamentos de proteo individual, isole a rea, remova todo produto orgnico ou combustvel e providencie ventilao adequada para dispersar o gs. - Recuperao: Tente conter o lquido derramado com dique de areia ou terra. Se possvel realizar a transferncia do produto. Nunca utilize material orgnico para absorver o derramamento. - Neutralizao: Pode-se conseguir a neutralizao do cido com adio de substancia bsica, alcalina ou custica. Neutralize lenta e cuidadosamente com cal, se possvel. A reao de neutralizao libera calor. Para pequenas quantidades, adicionar cautelosamente excesso de gua com grande agitao. Ajustar pH para neutro, separar os slidos ou lquidos insolveis e acondicion-los com disposio adequada como resduo. A reao pode gerar calor e fumos, os quais podem ser controlados pela velocidade de adio. Recomenda-se o acompanhamento por um especialista do rgo ambiental. Preveno de perigos: No descarte diretamente no meio ambiente. </p></li><li><p>Ficha de Informao de Segurana de Produto Qumico FISPQ Reviso 01 de 06/2016 </p><p>CIDO SULFRICO 98% Pginas 5/9 </p><p>Elaborador: Alexandre R. Chiaramonte Aprovador: Thiago A. Peres </p><p>7. MANUSEIO E ARMAZENAMENTO Materiais seguros para estocagem: - Adequados: Ao inox, ao carbono ou bombonas de plstico (polietileno). - Inadequados: Armazenagem em vidro deve ser adotada somente para pequenas quantidades, exemplo em laboratrio. Manuseio: - Precaues no manuseio: Utilizar os equipamentos de proteo individual indicado e manusear preferencialmente em local arejado. - Preveno de exposio: Submeta todo sistema a um controle peridico de manuteno. Mantenha equipe permanentemente treinada. Manusear de acordo com as normas de segurana estabelecidas. Utilizar os equipamentos de proteo individual indicado. No comer, no beber e no fumar nas reas de trabalho. Lavar as mos aps manusear o produto e remover roupas contaminadas. - Orientaes para manuseio seguro: Evite contato com materiais incompatveis e contaminaes ambientais, conforme mencionado nos campos anteriores. Armazenamento - Medidas tcnicas apropriadas: Utilize sempre material especificado compatvel com cido sulfrico, bombonas plsticas e tanques de ao inox. - Condies adequadas: Mantenha o produto em sua embalagem original e em local fresco, seco, ao abrigo da luz solar direta e a prova de incndio. Mantenha os recipientes bem fechados. Armazene afastado de alimentos. Fora do alcance das crianas. Os locais devem ter piso cimentado, resistente corroso, inclinado, com valas que possibilitem o escoamento, em caso de derramamento, para reservatrio de conteno. No local devem estar previstos sistemas de neutralizao do cido e de combate a incndios. - Condies que devem ser evitadas: Contato com materiais incompatveis. -NO seguro descarregar o produto atravs de pressurizadores (exemplo: presso por ar comprimido). - Decreto 96.044/88, do Ministrio dos Transportes: Art. 19. O condutor no participar das operaes de carregamento descarregamento e transbordo da carga, salvo se devidamente orientado e autorizado pelo expedidor ou pelo destinatrio, e com a anuncia do transportador. - Sinalizao risco: Placas de sinalizao contendo a indicao de lquido corrosivo. </p><p>8. CONTROLES DE EXPOSIO E PROTEO INDIVIDUAL Equipamento de proteo individual apropriado Proteo respiratria: Mscara panorama com filtro contra gases cidos ou multiuso. Em grandes concentraes utilize mscara autnoma. Ateno: mscaras com filtros mecnicos, no protegem trabalhadores expostos a atmosfera deficiente de oxignio. Proteo para as mos: Utilizar luvas resistentes a cidos. Proteo para os olhos: Use culos de segurana contra produtos qumicos ou protetor facial. Proteo para pele: Utilizar roupas de PVC resistentes a cido. Medidas de controle de engenharia: Para reduzir a possibilidade de risco potencial sade, assegure ventilao diluidora suficiente ou existncia de exausto no local para controlar a concentrao ambiente a nveis baixos. Precaues especiais: Dote a rea de chuveiros de emergncia e lava-olhos. Nunca coma, beba ou fume em rea de trabalho. Pratique boa higiene pessoal principalmente antes de comer, beber e fumar. Separe ferramentas e roupas contaminadas, assegurando que as mesmas sejam efetivamente lavadas antes de nova utilizao </p></li><li><p>Ficha de Informao de Segurana de Produto Qumico FISPQ Reviso 01 de 06/2016 </p><p>CIDO SULFRICO 98% Pginas 6/9 </p><p>Elaborador: Alexandre R. Chiaramonte Aprovador: Thiago A. Peres </p><p> Parmetros de controle especficos: </p><p>Limites de exposio ocupacional </p><p>Ingrediente </p><p>TLV-TWA (ACGIH) </p><p>(2010) </p><p>PEL-TWA (OSHA) </p><p>REL-TWA (NIOSH) </p><p>IDLH (NIOSH) </p><p>(mg/m3) (mg/m3) (mg/m3) (mg/m3) CIDO SULFRICO 0,2 1 1 15 Procedimento recomendado para monitoramento: Submeta os indivduos expostos a provas peridicas de funo respiratria; o exame mdico perid...</p></li></ul>

Recommended

View more >