acidente iguatemi.ppt

Download acidente iguatemi.ppt

Post on 23-Dec-2015

235 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Treinamento de IntegraoHeletron Telecomunicaes LtdaLucidalva Fragoso Tavares:Tcnica em Segurana do Trabalho

    Lucidalva Fragoso Tavares:Tcnica em Segurana do Trabalho

    *

  • Alerta

    *

  • AlertaUm motorista de caminho basculante ficou ferido aps o veculo tombar na manh desta quinta-feira (2/10/2014) nas obras de expanso do Shopping Iguatemi em Campinas (SP). A vtima foi retirada das ferragens e levada para o Hospital de Clnicas da Unicamp (HC) pelo helicptero guia da Polcia Militar.De acordo com a assessoria de imprensa do HC, o quadro de sade dele estvel e exames complementares sero feitos. Em nota, o centro de compras informou que lamenta o ocorrido e que est acompanhando a "apurao" do caso junto empresa contratada.

    *

  • AlertaTambm por meio de nota imprensa, a Construtora Mtodo disse que o motorista foi atendido pelos bombeiros e levado para o hospital com ferimentos leves. A empresa disse tambm que o acidente envolveu um caminho de uma fornecedora.O secretrio geral do Sindicato dos Trabalhadores da Construo Civil, Francisco Aparecido Silva, disse que na hora do acidente o motorista, que autnomo e presta servio para uma empresa, perdeu o controle do veculo na hora de frear em uma rampa de acesso. "Foi um acidente de trnsito dentro da obra mesmo", disse o sindicalista.

    *

  • AlertaMortesNa noite do dia 19 de maio dois operrios morreram soterrados aps uma estrutura de concreto de 125 metros quadrados cair sobre eles.Os operrios que morreram foram Manoel Willes Bernardo da Silva, de 34 anos, natural de Landri Sales (PI), e Francisco Clio Pereira da Silva, de 22 anos, natural de Teresina (PI).HistricoAs obras de ampliao do shopping chegaram a ficar por pelo menos uma semana parcialmente interditadas pelo Ministrio do Trabalho e Emprego (MTE) em agosto do ano passado, quando o rgo identificou problemas nas instalaes eltricas e mquinas, alm de falta de proteo para funcionrios. Na poca, segundo a empreiteira responsvel pela obra, ao menos 100 homens trabalhavam no local.

    *

  • AlertaOperrios morreram, aps queda de estrutura de concreto (Foto: Reproduo EPTV / Vaner Santos)

    *

  • Alerta

    *

  • AlertaOs operrios que trabalham no primeiro turno das obras de ampliao do shopping Iguatemi, em Campinas (SP), esto sendo dispensados do trabalho na manh desta tera-feira (20). Dois trabalhadores morreram aps o desabamento de uma estrutura de concreto de 125 metros quadrados na noite de segunda-feira (19). A pea caiu de uma altura de seis metros sobre as vtimas, que foram soterradas.

    *

  • AlertaA EPTV, afiliada da TV Globo, apurou que um funcionrio da construtora Mtodo, responsvel pela obra, orienta desde as 6h30 os trabalhadores a voltarem para casa. A empresa, por meio da assessoria de imprensa, confirmou que os trabalhos esto parados nesta tera-feira. Por volta das 8h30, fiscais do Centro de Referncia em Sade do Trabalhador (Cerest), vinculado Prefeitura de Campinas, chegaram no canteiro de obras para fazer uma fiscalizao e investigar o ocorrido. Um procurador do Ministrio Pblico do Trabalho (MPT) tambm foi ao local nesta manh.J o Ministrio do Trabalho e Emprego (MTE) deve vistoriar o local durante a tarde desta tera-feira, segundo o gerente regional do MTE, Sebastio Jesus da Silva. O rgo j havia embargado parcialmente a ampliao por pelo menos uma semana em agosto de 2013, quando o rgo identificou problemas nas instalaes eltricas e mquinas, alm de falta de proteo para funcionrios. Na poca, segundo a empreiteira responsvel pela obra, ao menos 100 homens trabalhavam no local

    *

  • AlertaO desabamento, segundo o tenente der Mortatti do Corpo de Bombeiros, ocorreu por volta de 19h e as buscas pelos operrios desaparecidos se estenderam at as 22h25, quando os corpos foram encontrados. De acordo com o oficial, foram utilizadas retroescavadeiras, que removeram a parte mais pesada da estrutura para facilitar o acesso ao local onde eles trabalhavam no momento da queda. No houve outras vtimas. O caso foi registrado no 4 Distrito Policial (DP) como morte suspeita. A Polcia Civil apura as causas e responsabilidades no acidente.Os operrios mortos so Manoel Willes Bernardo da Silva, de 34 anos, natural de Landri Sales (PI), e Francisco Clio Pereira da Silva, de 22 anos, natural de Teresina (PI). Ambos trabalhavam como servente de pedreiro, segundo registro do boletim de ocorrncia. Os policiais militares que relataram o caso ao delegado Thiago Reis disseram que o arquiteto responsvel pela obra informou que os eles faziam a limpeza dos resduos do preenchimento da laje, quando a estrutura se rompeu. Os corpos estavam no Instituto Mdico Legal (IML) de Campinas at as 9h45 desta tera-feira, aguardando liberao.

    *

  • AlertaAt esta publicao, a Mtodo Construtora no havia divulgado quantos trabalhadores estavam no canteiro no momento do desabamento. Por meio de nota, a empreiteira afirmou que vai apurar as causas do acidente e que prestar todo o auxlio necessrio aos familiares dos empregados, inclusive na liberao dos corpos e o traslado para as cidades de origem. A empresa tambm se colocou disposio das autoridades para prestar os esclarecimentos necessriosJ o Shopping Iguatemi afirma, em nota enviada pela assessoria de imprensa, que lamenta o ocorrido e afirmou que acompanhar a apurao da construtora contratada. O centro de compras tambm se colocou disposio das autoridades para colaborar com a investigao das mortes.

    *

  • Alerta

    *

  • Alerta

    *

  • AlertaLaje desabada (ao centro) na obra de expanso do Shopping Iguatemi: queda da estrutura matou dois operrios na noite de segunda-feira, entre eles, Manoel da Silva, no destaque

    *

  • Ningum faz segurana do trabalho sozinho.Para conseguir bons resultados necessrio o colaborao de todos.

    Seja bem vindo, a Heletron conta com voc nessa corrente pela vida!Antes de iniciar uma atividade avalie os riscos, e faa com seguranaObrigada!Lucidalva Fragoso Tavares: Tcnica em Segurana do Trabalho

    *

    *

    *

    *

    *

    *

    *

    *

    *

    *

    *

    *

    *

    *