acidente com múltiplas vítimas

Click here to load reader

Post on 30-Jun-2015

5.114 views

Category:

Education

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. INSTRUTOR: 2 SG-EF COSTA

2. Conceito;Origem;Caos;Reorganizao;Coordenao;Identificao dos profissionais;Triagem;Protocolo START; eCenrio de operaes. 3. E todo acidente em que o nmero de vtimas excede onmero de socorristas, de tal forma que no permita osuporte de vida uniforme para todas as vtimas. 4. Visa salvar o maior nmero de vidas no menor espao de tempo;Trabalha com protocolos, em uma seqncia rpida, lgica e eficiente; eEstabelece nveis de coordenao. 5. Primeiros 20 minutos Vtimas de menor gravidadeevacuadas primeiramente;Primeiros socorros aleatrios,sem triagem; Ausncia de coordenao; e Chegada desorganizada derecursos. 6. 20 a 40 minutos; Coordenao de campoestabelecida; Organizao da chegada re-cursos; e Organizao da cadeia mdicade socorro (reas T). 7. 40 a 90 minutosCoordenao com Centrosde Operao ;Estabelecimento de contatocom HR; e Evacuao das vtimas deacordo com gravidade clnicae condies dos HR. 8. Colete azul = coordenaoColete vermelho = mdicosColete amarelo = tratamentoColete verde = transporteColete laranja = triagem 9. Classificao de vtimas, estabelecendo prioridades para tratamento e evacuao,com a finalidade de salvar o maior nmero possvel de baixas.Usa-se o princpio dos trs T:1.T triagem;2.T tratamento; e3.T - transporte. 10. R RESPIRAO (< / > 30)P PERFUSO (< / > 2 s)M - MENTAL (atende ou no a ordens simples) 11. (Simple Triage and Rapid Treatment = Triagem Simples e Tratamento Rpido) 12. N dIdentCarto de HorrioTriagemSexo EndTel Localizao Hosp Ref 13. ASE (Prefixo)HR (Hosp)LesesCarto de Sinais VitaisTriagem Targeta de Gravidade 14. Revista Emergncia julho/2006 n 1 Editora MPF Publicaes Ltda; eManual de Desastre GSE Corpo de bombeiro Militar do estado do Rio de Janeiro. 15. OBRIGADO!