Abelhas Jataís e Educação Ambiental: Uma Experiência ... ?· tema “abelhas nativas e polinização”…

Download Abelhas Jataís e Educação Ambiental: Uma Experiência ... ?· tema “abelhas nativas e polinização”…

Post on 30-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li><p> Rev. Grad. USP, vol. 2, n. 3, dez 2017</p><p>35</p><p>Abelhas Jatas e Educao Ambiental: Uma Experincia Interdisciplinar na Formao de Professores em Cincias Agrrias</p><p>Caio de Oliveira Loconte1; Jlia Barbosa de Paiva1; Vnia Galinda Massabni2; Rosebelly Nunes Marques2</p><p>1Graduandos em Engenharia Florestal e Licenciatura em Cincias Agrrias na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de So Paulo 2Departamento de Economia, Administrao e Sociologia LES/Esalq/USP</p><p>* Autores para correspondncia: caioloconte70@yahoo.com.br, juliabarbosadepaiva@yahoo.com.br, massabni@usp.br, rosebelly.esalq@usp.br</p><p>RESUMOO ensino deve estimular a curiosidade, a explorao e o questionamento das crianas em relao ao mundo fsico, social e natureza. Esse estmulo pode decorrer de aes que desmistifiquem abelhas, valorizando experincias da criana com o inseto no ambiente, em uma perspectiva de educao ambiental. Nesse sentido, o presente estudo surgiu da interao de trs disciplinas da Licenciatura em Cincias Agrrias da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, objetivando que os licenciandos idealizassem, elaborassem e desenvolvessem o estgio com o tema abelhas nativas e polinizao na educao infantil. O trabalho envolveu a definio de uma metodologia de ensino, confeco de instrumento didtico (caixa-ninho de abelhas), intervenes pedaggicas com atividades prticas, com aes junto aos pais e professores da escola. Destacam-se trs aspectos nos quais este trabalho contribuiu: a) para a experincia dos licenciandos como docentes, ao projetar e conduzir a interveno pedaggica incluindo um instrumento de ensino e sua confeco; b) para o dilogo entre as disciplinas da Licenciatura em uma proposta de estgio integrado, em que este atuou como articulador; c) para a reflexo sobre a aprendizagem das crianas quanto ao tema escolhido, as abelhas jatas e sua forma de vida, utilizando os desenhos delas. Os licenciandos constantemente se questionaram, discutiram e solicitaram orientaes, de modo a relacionar teoria e prtica e aprendizagens das disciplinas pedaggicas e especficas, como requer um processo complexo, mas que pode ser fascinante, de tornar-se professor.</p><p>Palavras-Chave: Educao Ambiental; Metodologia e Instrumentao no Ensino; Licenciatura em Cincias Agrrias.</p><p>ABSTRACTThe process of education should stimulate childrens curiosity, exploration and questioning about the physical, social and natural world. The stimulation can be enhance by demystification of the bees valuing child experience whit insects in environment, from a environmental education perspective. In this sense, the present study arose from the interaction of three disciplines of the Teacher Training in Agricultural Sciences of the Luiz de Queiroz College of Agriculture, aiming that the education-students idealize, elaborate and execute a pedagogical activity with the theme native bees and pollination. The work involved the definition of a teaching methodology, the creation of a didactic tool (hive-box of bees), pedagogical interventions with practical activities and elaboration of projects dissemination material. The evaluation of the education-students learning was done through reports, while the effectiveness of the methodology was through drawings made by the children (before and after the interventions). As a results, there are three points of contributions: a) to student experience like teachers, to elaborate e conduct the pedagogical intervention, including a teaching resource and its production; b) to the dialog concern in disciplines of a teacher training is a proposal of integrated practicum and this practicum has a articulator paper; c) to reflection about children learning in theme Jatas bees and its way of life, using their design. Graduates have constantly questioned, discussed, and asked for guidance in order to relate theory and practice and learning from specific and pedagogical disciplines, as it requires a complex but fascinating process of becoming a teacher.</p><p>Keywords: Environmental Education; Methodology and Instrumentation of Teaching; Teacher Training in Agrarian Sciences.</p></li><li><p>36</p><p>IntroduoA Formao Docente na Graduao: a Li-</p><p>cenciatura em Cincias AgrriasConforme Flores (2006), tornar-se professor </p><p>constitui um processo longo e complexo que im-plica a (trans)formao da identidade profissional, sendo compromisso dos cursos de formao de professores valorizar a construo dessa identida-de. No contexto de cursos de graduao que visam a formar professores, as Licenciaturas, incluindo a Pedagogia e os estgios supervisionados, so fundamentais para esse processo, porque oferecem oportunidade para o graduando vivenciar o coti-diano escolar, colaborando com seu desenvolvi-mento profissional docente. </p><p>Ao ensinar necessrio mobilizar grande variedade de saberes (TARDIF, 2002), em um processo pessoal que envolve a reflexo sobre como articular e dimensionar os conhecimentos pedaggicos e os da rea especfica em situaes da prtica docente. A relevncia da reflexo na formao docente abordada na perspectiva do professor como pesquisador e profissional refle-xivo, em contraposio a uma viso do professor como tcnico, para quem bastaria saber apli-car tcnicas relacionadas ao como ensinar (PIMENTA, 2005). Segundo Massabni (2011), ser professor vai muito alm de uma atividade burocrtica, para a qual bastaria saber qual a tcnica pedaggica mais adequada a uma situa-o de ensino, saber utilizar o livro didtico ou outros recursos pedaggicos, ou ainda dominar o conhecimento cientfico atual.</p><p>Na universidade, tradicionalmente na orga-nizao dos cursos, so selecionados contedos para cada conjunto de disciplinas sem considerar a complexidade do contexto de trabalho. A frag-mentao e o distanciamento entre teoria e prti-ca tambm so alvo de crticas nas Licenciaturas (DIAS-DA-SILVA &amp; MUZZETI, 2006). As disci-plinas costumam ser estanques, e a fragmentao deixa ao graduando entrever a prtica a partir de um mosaico que faz com o conhecimento elaborado em cada disciplina. Segundo Cunha (2008), um dos marcos de inovao das prticas </p><p>pedaggicas universitrias a ruptura desse for-mato, com reorganizao da relao entre teoria e prtica por meio das dvidas e problematizaes da realidade que conferem sentido teoria pelo estudante. Assim, o desenvolvimento do estgio como uma atitude investigativa da prtica uma forma de reorientar a formao docente (PIMEN-TA, 2005) e enfrentar a falta de vnculo entre teoria e prtica.</p><p>Considerando a perspectiva formativa anun-ciada, o presente artigo busca relatar e analisar uma experincia de integrao entre disciplinas que possuem estgio supervisionado no curso de Licenciatura em Cincias Agrrias da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queirz, Esalq/USP, em Piracicaba, So Paulo. Possibilitou-se que licenciandos vivenciassem a prtica docente nos estgios exigidos em trs disciplinas pedaggicas, conforme a perspectiva e a especificidade de cada disciplina em questo. Alm de focalizar aspectos pedaggicos diferentes nessa prtica, buscou-se a articulao aos saberes da rea especfica de Cin-cias Agrrias, o que se constituiu em novidade e desafio aos docentes e licenciandos.</p><p>Na Universidade de So Paulo, os estgios es-to atrelados s disciplinas, conforme o Programa de Formao de Professores da USP PFP (USP, 2004), nas quais a relao teoria e prtica possa estar em discusso e presente nos projetos pol-tico-pedaggicos (PPP) dos cursos. Os estgios supervisionados devem integrar, obrigatoria-mente, o currculo dos cursos de formao de professores, atendendo as horas da legislao em vigor, que tambm prev horas a serem cumpri-das nos estgios.</p><p>A Licenciatura em Cincias Agrrias ofe-recida na Esalq/USP para os graduandos em Engenharia Agronmica e Florestal, que optam por cursar disciplinas pedaggicas em paralelo ao seu curso de ingresso na universidade. Visa a formar professores para atuar em cursos tcnicos na educao profissional nas reas de agropecu-ria, meio ambiente e outras, conforme o PPP do curso (ESALQ, 2015). A criao de abelhas e pode ser uma prtica relacionada agropecuria </p><p>Abelhas Jatas e Educao Ambiental</p></li><li><p>37</p><p> Rev. Grad. USP, vol. 2, n. 3, dez 2017</p><p>e, dependendo de como abordada, rea agro-ecolgica e suas relaes com a biologia das abe-lhas e ecologia e constituiu-se em tema do projeto de estgio. </p><p>O presente trabalho teve como objetivo oferecer aos licenciandos o desafio de elaborar e vivenciar uma metodologia de ensino, que deveria utilizar uma ferramenta instrumental desenvolvida pelos prprios graduandos, adequada aos estudantes da educao infantil (crianas de trs a cinco anos) do Centro de Convivncia Infantil Ermelinda Ottoni de Souza Queiroz (CCIn), pertencente Prefeitu-ra do Campus Luiz de Queiroz/USP. Participa-ram dois graduandos da Engenharia Florestal que cursavam a Licenciatura em Cincias Agrrias, enquanto os demais estudantes desenvolveram outros projetos.</p><p>A experincia aqui descrita colaborou tanto para a preparao dos licenciandos como do-centes, quanto para o prprio local em que estes estagiam. Contribuiu para a formao dos licen-ciandos porque, alm de permitir integrar conhe-cimentos especficos e pedaggicos no contexto da prtica educativa, favoreceu a autonomia e a reflexo necessria formao docente; a escola, por sua vez, pde ser auxiliada com novas meto-dologias e troca de saberes entre licenciandos e professores com experincias sobre a docncia. A referida Licenciatura tem atuado na esco-la em projetos relacionados sustentabilidade, colaborando nesse aspecto com novas prticas pedaggicas e discusses relacionadas ao tema com as professoras do Centro.</p><p>Nas trs disciplinas envolvidas requisita-se um projeto de estgio sucinto a ser elaborado e desenvolvido pelo licenciando aps acordos com a escola e orientaes dos docentes responsveis. Ao final, solicita-se um relatrio das atividades realizadas, exigido para avaliao. As disciplinas foram: Metodologia do Ensino em Cincias Agr-rias I, Instrumentao para o Ensino de Cincias Agrrias e Estgio Curricular em Licenciatura1. O trabalho realizado objetivou que os discentes desenvolvessem a prtica de ensino especfica em Cincias Agrrias em uma sequncia didtica de </p><p>trs aulas (atendendo requisitos da Metodologia do Ensino em Cincias Agrrias I), que utilizasse instrumentos didticos construdos pelos prprios licenciandos, respeitando o contexto escolar viven-ciado (atendendo requisitos da Instrumentao para o Ensino de Cincias Agrrias). Propiciou tambm aes de interao entre escola e comuni-dade, vivenciadas em uma situao real de ensino, e discusses sobre a continuidade do projeto na escola (atendendo aos requisitos do Estgio Curri-cular em Licenciatura).</p><p>A disciplina Metodologia do Ensino em Cincias Agrrias I fornece o amparo terico-metodolgico para que o licenciando elabore metodologicamente a sua prpria prtica, com a necessidade de propor e desenvolver um projeto educativo com regncia de aulas e superviso na escola. O docente realiza a orientao da prtica de ensino, acompanhando desde a insero do es-tagirio na escola e o planejamento das aulas at a discusso das aes no estgio de acordo com o contexto escolar, de modo a favorecer a reflexo necessria ao aprimoramento.</p><p>A disciplina Instrumentao para o Ensino de Cincias Agrrias tem por objetivo apoiar e in-centivar o desenvolvimento de materiais didticos que facilitem o ensino das tcnicas agrcolas e con-tedos da rea das cincias agrrias, valorizando questes ambientais e sociais. A instrumentaliza-o do educador deve ocorrer de forma terica e, principalmente, prtica, por meio do processo de elaborao, planejamento e avaliao de experi-mentos e recursos didticos, como jogos direciona-dos para a educao em Cincias Agrrias.</p><p>A disciplina Estgio Curricular em Licenciatura tem como objetivo o contato dos alunos com di-ferentes realidades educacionais para identificar e problematizar aspectos relacionados aos contedos curriculares das disciplinas da formao pedaggi-ca, bem como para realizar trabalhos de pesquisa, desde que ancorada na vivncia na escola.</p><p>Nesse contexto, o dilogo entre as disciplinas apresentadas, respeitando-se as suas particularida-des, justifica-se como o pano de fundo para conso-lidar a formao docente do licenciando.</p></li><li><p>38</p><p>Educao Infantil e o Trabalho com Abe-lhas Jatas</p><p>A Educao Infantil constitui a primeira etapa da educao bsica no processo educativo confor-me a LDB, Lei de Diretrizes e Bases da Educao Nacional (BRASIL, 1996). Nessa etapa, a escola colabora no processo de socializao, formao e desenvolvimento integral da criana. O objetivo da Educao Infantil, segundo o documento das Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Edu-cao Bsica (BRASIL, 2013), o desenvolvimen-to integral da criana at os seus cinco anos, em seus aspectos fsico, afetivo, psicolgico, intelectual e social, de modo a complementar a ao da fam-lia e da comunidade.</p><p>Essas Diretrizes Curriculares (BRASIL, 2013) propem uma formao integral, enfatizando que as crianas necessitam brincar em espaos como ptios e jardins, com oportunidade de viver expe-rincias de semear, plantar e colher os frutos da terra, e valorizando processos de construo de re-lao de identidade, reverncia e respeito para com a natureza. Sob esse contexto, pode-se considerar a importncia de atividades que adicionem prazer e participao em espaos naturais, de modo que elas tenham sua curiosidade instigada e interesse pelo aprendizado sobre meio ambiente. Ao ter con-tato com diferentes elementos, fenmenos e acon-tecimentos do mundo, sugere-se que as crianas sejam instigadas por questes significativas para observ-los e explic-los (BRASIL, 1998).</p><p>Para que a experimentao e a diversificao de experincias ocorram, alm do preparo de ati-vidades com o apoio de recursos diferenciados, os professores podem buscar uma abordagem peda-ggica que valorize as descobertas e possibilitem novas vises de mundo do estudante. Nesse sen-tido, existe a necessidade de desenvolver metodo-logias de ensino relacionadas s cincias naturais e agrrias ajustadas a uma perspectiva de educao ambiental para a educao infantil. Porm, elabo-rar novas formas de ensinar e aprender conceitos e questes da rea em prticas pedaggicas de es-tgio tem significado diante do reconhecimento, pelos licenciandos e professores, das necessidades </p><p>dessa faixa etria e da realidade escolar brasileira.O tema escolhido foi a importncia ecolgica, </p><p>especialmente para o processo de polinizao, das abelhas sem ferro nativas, bem como a diferen-ciao entre espcies inofensivas e potencialmente agressivas. A espcie-modelo escolhida foi a abe-lha jata (Tetragonisca angustula).</p><p>Apesar de no serem as mais populares no pas, o Brasil possui mais de quatrocentas espcies de abelhas nativas que pertencem subfamlia Me-liponinae, e apresentam grande heterogeneidade de cor, tamanho, forma, hbitos de nidificao e populao dos ninhos (PEREIRA, s/d). Esses in-setos se caracterizam por serem espcies eussociais (vivem em colnias organizadas em castas sociais) e por possurem o ferro atrofiado, o que as im-possibilita de us-lo como defesa. Os meliponneos so encontrados nas regies tropicais e...</p></li></ul>