a sonata n.º 3 de hindemith e a sonata n.º 32, op. 111 de... · a escolha da sonata n.º 3 de...

Download A SONATA N.º 3 DE HINDEMITH E A SONATA N.º 32, OP. 111 de... · A escolha da Sonata n.º 3 de Hindemith…

Post on 10-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • A SONATA N. 3 DE HINDEMITH E A

    SONATA N. 32, OP. 111 DE BEETHOVEN

    Brbara S da Costa

    Mestrado em Msica

    Agosto de 2017

    Professor Orientador Miguel Henriques

    Instituto Politcnico de

    Lisboa

    Escola Superior de Msica

    de Lisboa

  • - 2 -

    Your beliefs become your thoughts. Your thoughts become your words. Your words

    become your actions. Your actions become your habits. Your habits become your

    values. Your values become your destiny.

    Mahatma Gandhi

    (1869-1948)

  • - 3 -

    Agradecimentos

    Para a concretizao do presente trabalho, quero agradecer a todos os que me

    apoiaram e incentivaram na continuao do meu percurso acadmico na rea especfica

    da msica.

    minha famlia pelo apoio incondicional.

    Ao meu Professor Orientador Miguel Henriques pela confiana que depositou em

    mim desde a minha entrada na Escola Superior e pela transmisso dos valores artsticos

    e humanos que ainda hoje incentivam o meu caminho dirio.

    Aos professores da Escola Superior de Msica de Lisboa que contriburam para a

    minha formao, especialmente aos Professores Jorge Moyano, Paulo Pacheco e Nicholas

    MacNair pela presena incansvel e pela sua maneira de ensinar inspiradora.

    Para finalizar, o meu sincero agradecimento Fundao para a Cincia e a

    Tecnologia (FCT) por me ter atribudo uma Bolsa de Investigao por mrito no mbito

    do desenvolvimento do Projeto Estratgico entre a Faculdade de Cincias Sociais e

    Humanas e o Centro de Estudos de Sociologia e Esttica Musical (CESEM). O apoio

    financeiro permitiu uma dedicao integral ao projeto artstico proposto - que de outra

    maneira no teria sido possvel realizar na medida em que propiciou a minha

    participao em diversos cursos, concertos, masterclasses, bem como na aquisio do

    material para a elaborao do presente trabalho.

  • - 4 -

  • - 5 -

    Resumo

    Este Relatrio de Projeto Artstico diz respeito Sonata para piano n. 3 de

    Hindemith e Sonata para piano n. 32, op. 111 de Beethoven.

    Atravs do estudo das duas obras para piano, ser feita uma reflexo sobre a

    linguagem musical particular de cada um dos compositores, cujo pensamento individual

    est enraizado no contexto social e cultural da poca em que viveram. Alm disso, o

    mago do presente Relatrio pretende ainda contribuir para uma viso abrangente do

    papel do intrprete.

    Palavras-chave

    Beethoven, Hindemith, Sonata, piano, interpretao

  • - 6 -

    Abstract

    This Artistic Project report is about Hindemith Piano Sonata No.3 and Beethoven

    Piano Sonata Opus 111.

    Through these two works for piano, it will be put in evidence the specific

    composers language regarding the social and cultural context of each one. Besides, this

    Thesis also aims to contribute for an ecletic performers vision.

    Keywords

    Beethoven, Hindemith, Sonata, piano, performance

  • - 7 -

    ndice

    Agradecimentos 3

    Resumo 5

    Abstract 6

    ndice 7

    Introduo 8

    Paul Hindemith - biografia 9

    Antecedentes histricos 12

    Ligaes com outras artes e influncias no pensamento de Hindemith 16

    Introduo ao Sistema Musical de Hindemith 20

    A Sonata para piano n. 3 24

    Ludwig van Beethoven biografia 32

    Obras-primas da ltima fase: abordagem histrica 34

    A Sonata no tempo de Beethoven: a viso do artista 37

    Construir a Sonata op. 111 40

    A Interpretao: histria e problemtica 43

    I Consideraes gerais 43

    II Uma leitura fundamentada da op. 111 47

    Teoria das emoes 50

    Concluso 54

    Bibliografia 55

  • - 8 -

    Introduo

    A escolha da Sonata n. 3 de Hindemith e da Sonata n. 32, op. 111 de Beethoven

    como tema deste trabalho justificam-se por um gosto pessoal aliado ao valor puramente

    musical das obras, pensadas tambm em funo do recital. Deste modo, no minha

    inteno realar os elementos que unem estas duas obras (embora considere alguma

    relevncia neste assunto), mas sim explorar cada uma em particular no seu contexto

    histrico especfico. Ambiciono apresentar um contraste evidente em ambas, por exemplo

    a nvel sonoro e atravs das minhas escolhas interpretativas em geral, tendo por base um

    conhecimento abrangente que contribua para uma aproximao esttica ao ideal dos

    compositores.

    O facto de ter selecionado uma obra ainda pouco divulgada e outra que tem

    merecido o devido reconhecimento, fazendo parte do repertrio cannico para piano

    desde h muito, um desafio divulgao do repertrio menos conhecido por um lado e,

    por outro, a responsabilidade de assumir uma leitura pessoal face a uma obra

    consagrada.

    Neste trabalho abordo os aspetos biogrficos relevantes dos compositores bem

    como o contexto social e cultural dos mesmos; o enquadramento e a anlise da Sonata n.

    3 de Hindemith e da Sonata op. 111 de Beethoven; a problemtica da interpretao e a

    componente psicolgica da emoo que tm o seu eco no intrprete.

  • - 9 -

    Paul Hindemith biografia

    Uma das figuras mais proeminentes e versteis na histria da msica do sculo

    XX, Paul Hindemith (1895-1963) foi um compositor-chave no desenvolvimento da

    msica alem, tendo exercido tambm o papel de terico, professor, violetista e maestro.

    O seu interesse pela msica antiga e pela esttica dos sculos precedentes marcou a sua

    escrita de forma particular e despertou nele o desejo de maior aproximao por parte do

    msico, compositor e ouvinte (pblico), nomeadamente pela vasta composio de obras

    para ocasies de rotina diria ou direcionada para os msicos amadores: a chamada

    Gebrauchsmusik (msica utilitria). Hindemith ficou conhecido tambm pela criao de

    um novo sistema que pretendia revitalizar o sistema tonal tradicional ao formular os seus

    princpios fundamentais no livro: Unterweisung im Tonsatz (The Craft of Musical

    Composition) escrito entre 1937 e 1939 (rev. 1945).

    De origem humilde, nasceu em Hanau, Alemanha, em 1895, filho de Robert

    Rudolf, um pintor de casas e msico amador, que desde cedo instruiu a prtica musical

    no seio familiar. Paul, o mais velho dos trs filhos, aprendeu a tocar violino. Juntamente

    com os seus irmos, muito novos formaram um trio (Toni, a irm, ao piano e Rudolf no

    violoncelo) e apresentaram-se publicamente em diversos locais, inclusivamente em

    ambientes menos eruditos, como estalagens, sales de dana, cinemas e opereta como

    meio de subsistncia. Ficaram conhecidos pelo nome: Frankfurter Kindertrio.

    Por no dispor de meios e em reconhecimento do seu mrito, foi-lhe atribuda uma

    bolsa para poder ingressar no Conservatrio de Frankfurt para prosseguir os seus estudos.

    Aos 12 anos, iniciou as aulas de violino com o aclamado professor Adolf Rebner, tendo

    recebido tambm as suas primeiras aulas de composio na classe do professor Arnold

    Mendelssohn, a que se seguiu Bernhard Skles. Aos 20 anos, Hindemith conquistou o lugar

    de concertino da Orquestra da pera de Frankfurt (colaborou com diversos maestros,

    entre eles Wilhelm Furtwngler e Ludwig Rottenberg, cuja filha Gertrud viria a tornar-se

    sua mulher em 1924), enquanto dava aulas privadas e tocava no Frankfurt Museum

    Quartet, ganhando dinheiro suficiente para se sustentar.

    No decurso da I Guerra Mundial, em pleno cenrio de guerra, foi chamado para

    cumprir o servio militar em 1917/18, integrando a banda do regimento onde tocou

  • - 10 -

    bombo. Por incentivo de um oficial, formou tambm um quarteto de cordas 1 .

    Terminada a Guerra, Hindemith retomou o seu lugar na Orquestra e, como

    violetista, integrou o quarteto de Rebner (Frankfurt Museum Quartet). As suas

    composies tiveram o privilgio de serem apresentadas num evento dedicado apenas a

    obras suas em Frankfurt (1919), cujo sucesso rapidamente deu aso a um contrato com a

    editora Schott und Shne, Mainz. Fazem parte deste perodo, obras tais como: as peras

    num ato Mrder, Hoffnung der Frauen (1919), Das Nusch-Nuschi (1920) e Sancta

    Susanna (1921), bem como os ciclos Des Todes Tod (1922), Die Junge Magd (1922) e

    Das Marienleben (1922-3).

    Entretanto, a sua reputao como msico e compositor era j alvo de

    reconhecimento, nomeadamente pela participao no Donaueschingen Festival e como

    membro do comit da International Society of Contemporary Music in Salzburg. Pela

    mesma altura, fundou o Amar Quartet, com o qual veio a realizar uma tour pela Alemanha

    e pases vizinhos destinada divulgao da msica contempornea (1922-27), e em 1926

    fez a estreia da pera Cardillac.

    Com o surgimento da nova tendncia artstica denominada Neue Sachlichkeit

    (Nova Objetividade), que defendia que o estilo de uma determinada obra deveria

    depender do carter e funo para a qual era concebida2, Hindemith, juntamente com Kurt

    Weill, desenvolveu muitas das suas obras tendo por base este conceito, nomeadamente as

    Kammermusiken 2-7 (1924-7). A sua colaborao com Bertolt Brecht deu-se na pea

    Aufstieg und Fall der Stadt Mahagonny (1930).

    Em 1927, foi convidado a lecionar a disciplina de composio na Berlin

    Musikhochschule, um cargo que o levou ao aprofundamento das questes relacionadas

    com o mtodo da pedagogia da msica. Concebeu assim o primeiro volume do tratado

    The Craft of Musical Composition como guia de composio para os seus alunos e