a sadia e as sucessivas sucessões nas empresas familiares

Click here to load reader

Post on 08-Jan-2017

230 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1

    A SADIA E AS SUCESSIVAS SUCESSES

    NAS EMPRESAS FAMILIARES

    Armando Joo Dalla Costa1

    Resumo

    Estudar a histria da Sadia com o objetivo de entender a relao entre a empresa e o

    comando direto nas mos do fundador, filhos-genros e netos o que se prope este

    texto. Inicia mostrando como Attilio Fontana passou de comerciante a industrial,

    comeando com um pequeno empreendimento de poucos produtos e voltado para o

    mercado local e regional. Em seguida busca entender como se deu a evoluo em

    nmero de unidades industriais, diversificao de produtos, ocupao do mercado

    nacional e exportaes, sob o comando da segunda gerao. A partir da primeira metade

    da dcada de 1990, sob a direo dos netos do fundador, analisa a situao atual da

    companhia no mercado interno, assim como sua presena cada vez mais significativa no

    exterior.

    Palavras chave: Sadia, empresa familiar, produo de alimentos, sucesso.

    Classificao JEL :

    Introduo

    A Sadia, maior produtora brasileira de alimentos semi-prontos e

    industrializados, terminou o ano de 2001 com um faturamento bruto de quatro bilhes e

    um lucro lquido de 202 milhes de reais2. A empresa possui 22 mil funcionrios, 11

    indstrias de grande porte e 19 filiais comerciais no Brasil, alm de uma unidade

    comercial na Argentina e representaes no Uruguai, Paraguai e Chile. Mantm

    escritrios comerciais em Milo, Tquio e Dubai e uma churrascaria em Pequim. Os

    1 Doutor pela Universit de la Sorbonne Nouvelle Paris III. Professor no Programa de Ps-Graduao em

    Desenvolvimento Econmico da UFPR e coordenador do Ncleo de Pesquisa em Economia Empresarial - NUPEM. E-mail : [email protected]

    2 SABOYA, Ana Gabriela. Lucro da Sadia aumenta 80% com vendas recordes , in : Jornal Gazeta Mercantil, Caderno Finanas & Mercados, p. B-16, 31 de janeiro de 2002.

  • 2

    produtos Sadia so distribudos no mercado interno por 90 mil pontos de venda e

    exportados para 50 pases3.

    Conforme informaes de seu diretor presidente Walter Fontana Filho, a Sadia

    aprovou investimentos de R$ 350 milhes para 2005, cerca de trs vezes o valor mdio

    anual dos ltimos cinco anos4. O volume de exportaes em 2004 chegou a 49% da

    receita operacional bruta, que foi de R$ 7,3 bilhes. O lucro lquido do ano foi de R$

    438,7 milhes e a empresa terminou o ano contando com 40,6 mil funcionrios5

    Comparando os dados dos ltimos anos, percebe-se o dinamismo que esta

    sexagenria e familiar empresa continua mantendo. Para compreend-la recorreu-se

    anlise de Chandler (1972 e 1992) sobretudo quando descreve as empresas familiares

    constitudas a partir de um nico produto e voltadas para o mercado local. Na seqncia

    menciona a transformao das empresas em grandes conglomerados, multiprodutos e

    multidivisionais, contando com Conselho de Administrao e Direo Executiva

    distintos e com funes prprias, dirigidos pelos managers, os responsveis pela

    moderna gesto das multinacionais norte-americanas que ocuparam tanto o mercado

    nacional como o internacional.

    Para o estudo desta empresa familiar levou-se em considerao a teoria que

    comeou a ser desenvolvida com os trabalhos de Christensen (1953), ao abordar os

    problemas da sucesso em pequenas empresas em fase de crescimento. Desde ento,

    apesar do considervel aumento nas pesquisas e publicaes e da incluso do termo

    como central em ncleos de pesquisa em universidades, ainda no se encontra um corpo

    terico convergente, unificado e maduro. Sharma, Chrisman e Chua (1996), fazendo

    reviso literria do tema, encontraram mais de 34 definies diferentes a respeito das

    empresas familiares.

    As caractersticas que mais se destacam nas anlises esto relacionadas

    questo da propriedade, como em Nogueira (1984), Rosenblatt (1995), Gorgati (2000) e

    Lanzana e Costanzi (1999). Esta a determinante, pois a partir da propriedade da

    maioria das aes que as famlias determinam a sucesso, as estratgias e a direo

    executiva das firmas. Outros aspectos, como a participao na gesto dos negcios so 3 Dados disponveis em http :http://www.sadia.com.br/mainframeset.htm, consultados em fevereiro de

    2002. 4 Informaes disponveis em http://www.sadia.com.br/br/empresa/informativo1-1.asp, consultadas em

    maro de 2005.

  • 3

    lembrados por Bernhoeft (1989), Donneley (1976) e Gorgati (2000); a inteno clara de

    transferir a empresa aos herdeiros atravs de um processo de sucesso bem discutido e

    acompanhado destacado por Lodi (1993), Gaj (1989); existe a preocupao de

    entender a empresa como familiar a partir do momento de sua fundao, pelo

    empreendedor, como em Bernhoeft (1989) e Gaj (1989) ou de s consider-la familiar a

    partir da segunda gerao, como fazem Lodi (1993) e Nogueira (1984). Para

    compreender a experincia da Sadia, considerou-se como familiar aquela empresa

    criada pelo esprito empreendedor de um fundador, cujo capital majoritrio e controle

    encontram-se nas mos de uma nica famlia, onde h uma influncia recproca dos

    sistemas empresarial e familiar, os postos de comando nos conselhos executivo e de

    administrao sempre foram exercidos por membros da famlia e existiu, da parte do

    fundador e dos primeiros sucessores, uma clara inteno de manter a famlia nos

    principais postos de direo.

    Gersick et al (1998) utilizam o conceito de proprietrio empreendedor,

    sociedade entre irmos e consrcio de primos, para caracterizar o desenvolvimento das

    dimenses de empresa e de famlia que se mantm unidas ao passar das geraes. No

    caso da Sadia, esta anlise, at o consrcio de primos, seguiu o modelo. Finalmente,

    preciso destacar o avano que est acontecendo nas empresas familiares no sentido de

    profissionalizar a gesto e manter o controle da famlia a partir do Conselho

    Administrativo e do conselho familiar, que trata dos assuntos da famlia herdeira

    separadamente, para no comprometer a sua gesto.

    O objetivo deste texto analisar a histria da Sadia, comeando pelo estudo de

    uma pequena empresa familiar, de poucos produtos para o mercado local e dirigida

    pelos membros da famlia do fundador. Na seqncia o estudo volta-se para a expanso

    geogrfica e diversificao da produo, assim como para os novos meios colocados em

    prtica para viabilizar a venda no mercado nacional, que vai desde a utilizao de frota

    de caminhes, passando pela fundao de uma empresa area e o estabelecimento de

    filiais comerciais nos principais centros consumidores do pas.

    Outro objetivo entender as sucessivas passagens de poder entre os membros da

    mesma famlia do fundador, passando de proprietrio fundador (Attilio Fontana) para

    sociedade entre irmos (irmos e cunhados), chegando ao consrcio de primos (em

    5 Sadia. Relatrio Anual, 2004, disponvel em

    http://www.sadia.com.br/upload/br/investidores/relatoriosanuais/Relatrio Anual 2004.pdf. Acesso: 20 ago. 2005.

  • 4

    2004 o Presidente do Conselho Administrativo era Romano Ancelmo Fontana Filho e o

    Diretor Presidente, Walter Fontana Filho), ambos netos do fundador (Sadia. Relatrio

    Anual, 2004). Ser analisada a relao entre a propriedade e a gesto familiar com o

    desempenho da empresa, desde sua origem at hoje, quando encontra-se no comando da

    terceira gerao.

    1. Attilio Fontana e o incio da Sadia S.A Indstria e Comrcio

    Attilio Fontana nasceu em Santa Maria-RS, em 1900. Aps ter passado a

    infncia na agricultura, comeou a trabalhar com seu irmo mais velho numa casa de

    secos e molhados partindo, no incio dos anos 1920, para o oeste catarinense onde

    atuou por mais de duas dcadas no comrcio. Comprava produtos dos colonos e os

    revendia em So Paulo, onde se abastecia de mercadorias para as casas comerciais

    localizadas na regio. No incio da dcada de 1940, decidiu vender suas casas

    comerciais para dedicar-se indstria6.

    A venda das lojas forneceu o capital inicial necessrio para investir em outros

    negcios. No comeo de 1942, a convite do prefeito Dogelo Goss, foi para Concrdia-

    SC estudar uma forma de fazer funcionar o Frigorfico Concrdia Ltda , que estava

    com suas obras paralisadas. Num primeiro momento trabalhou sob forma de

    participao, mas no ano seguinte mostrou aos acionistas que no tinha mais interesse

    naquele tipo de participao na sociedade. Fez a seguinte proposta : os acionistas lhe

    passariam as suas cotas pela metade do valor nominal e ele se comprometia a pagar-lhes

    em dinheiro ou em aes da nova sociedade. Foi assim que Attilio assumiu o ativo e o

    passivo da nova organizao. Logo em seguida organizou uma sociedade annima,

    qual deu o nome de S.A.Indstria e Comrcio Concrdia.

    A empresa foi formalmente constituda no dia 7 de junho de 1944, quando 27

    acionistas liderados por Attilio Fontana, assinaram a ata de fundao da Sadia

    Concrdia S.A. Com um quadro de funcionrios que no passava de 50 pessoas, ps em

    funcionamento seu primeiro frigorfico de sunos no dia 20 de novembro de 1944,

    abatendo 30 animais por dia. Alm de abater sunos, a outra atividade inicial da Sadia

    era um moinho de trigo.

    No ano seguinte (1944), eu tiraria desta razo social as duas primeiras letr