a resistncia dos materiais

Download A Resistncia dos Materiais

Post on 18-Aug-2015

245 views

Category:

Documents

7 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

ANÁLISE DE TENSÃO DE TRAÇÃO E COMPRESSÃO NUMA VIGA COM DOIS TIPOS DE CARREGAMENTO AO LONGO DA VIGA EM TRÊS PONTOS DISTINTOS

TRANSCRIPT

CENTRO UNIVERSITRIO BARRIGA VERDE - UNIBAVEENGENHARIA CIVILDAIANE CROCETTA CORREAFERNANDA TEZZA MAZUCOJENIFER TEZZA GHISIANLISE DE TENSO DE TRAO E COMPRESSO NUMA VIGA COM DOIS TIPOS DE CARREGAMENTO AO LONGO DA VIGA EM TRS PONTOS DISTINTOSORLEANS 22 DE JUNHO DE 2015AResistnciadosMateriais,tambmconhecidacomoMecnicadosSlidosouMecnicados Corpos Deformveis, tem por obetivo prover mtodos simples para a anlise dos elementos mais comuns em estruturas!"desenvolvimentohistricodaResistnciadosMateriaisumacombina#$odeteoriae e%perincia! &omens famosos, como 'eonardo da (inci )*+,-.*,*/0 e 1alileu 1alilei )*,2+.*2+-0 fi3eram e%perincias para determinar a resistncia de fios, barras e vi4as, sem 5ue tivessem desenvolvido teorias ade5uadas)pelospadr6esdehoe0parae%plicarosresultadosatin4idos!"utros,como'eonhard7uler )*898.*8:;0, desenvolveram teorias matemticas muito antes de 5ual5uer e%perincia 5ue evidenciasse a importncia do seu achado!Obs: Vamos falar da historia da resistncia resumidamente.T!"# $% A!""Classifcam-se em trs categorias:< A!"" &'(%) "* $" 1+ ,-.%/" capaz de impedir o movimento do ponto vinculado do corpo numa direo pr-determinada;Obs: O apoio mvel impede apenas um desloucamento, no caso, o desloucamentovertical e permite o desloucamento horizontal e rotao (giro em torno do apoio. < A!"" 01" "* $" 2+ ,-.%/" "* /'2*)3 = capa3 de impedir 5ual5uer movimento do ponto vinculado do corpo em todas as dire#6es, permanecendo livre apenas a rota#$o>Obs: O apoio !"o impede dois desloucamentos, o vertical e o horizontal e permite arotao (giro em torno do apoio E.,3#2% "* 3!"" $" 4+ ,-.%/" capaz de impedir qualquer movimento do ponto vinculado do corpo e o movimento de rotao do corpo em relao a esse ponto.Obs: #ngaste impede os desloucamentos verticais e horizontais e a rotao (giro em torno do apoio.T!"# $% C3//%,3&%.2"35 C3/,3#6".6%.2/3$3#=s$oumaformaapro%imadadetratarcar4asdistribu?dasse4undoreas muito redu3idas )em presen#a das dimens6es da estrutura0! S$o representadas por car4as aplicadas pontualmente>35 C3/,3# $#2/7*8$3# = s$o car4as distribu?das continuamente! "s tipos mais usuais s$o as car4as uniformemente distribu?das e as car4as trian4ulares )casos de empu%os de terra ou 4ua0!65C3/,3# - &"&%.2" 9 s$o car4as do tipo momento fletor )ou torsor0 aplicadas em um ponto 5ual5uer da estrutura!$ % &Obs: e"emplo com esses tipo de apoio mais pode ocorrem em v'rios tipos. $s cargas distribu(das normal mente so o peso prprio de determinado elemento, sendo viga, paredes em cima de vigas entre outros.TRAO E COMPRESSOSolicita#$o 5ue tende a alon4ar a pe#a no sentido da reta de a#$o da for#a aplicada! Di3emos 5ue um corpo est sob tra#$o 5uando a for#a @AB aplicada perpendicularmente C se#$o transversal do material, com tendncia a produ3ir uma alon4amento no mesmo! Sea a barra com se#$o transversal constante e comprimento L, submetida Cs for#as a%iais P 5ue produ3em tra#$o!TRAOObs: )odem ser el'sticas ou plasticas dependendo do tipo de material a ser usado. *o caso el'stica ela vai e volta, e plastica s vai e no volta. #m um sistema idealizado perfeito de material sem nenhum tipo de deformao. COMPRESSOSolicita#$o 5ue tende a encurtar a pe#a no sentido da reta da for#a aplicada!A compress$o pode ser um processo f?sico ou mecnico 5ue consiste em submeter um corpo C a#$o de duas for#as opostas para redu3ir o seu volume! 7ntende.se por esfor#o de compress$o o resultado dessas tens6es!Obs: )odem ser el'sticas ou plasticas dependendo do tipo de material a ser usado. *o caso el'stica ela vai e volta, e plastica s vai e no volta. *o caso da compresso se comprimir uma mola voc aperta e ela volta, no sistema idealizado perfeito. 7%erc?cio proposto para resolu#$o analisando como se comporta tra#$o e compreens$o!Conforme o dia4rama de car4as atuantes determinar os valores de tra#$o e compress$onos pontos A,D e C!Obs : #struturas +,O,-.-+&$, -odos os esforos internos e e"ternos podem ser determinados com a aplicao das e/ua0es de e/uil(brio est'tico: 1 2" 3 4, 1 25 3 4 e 1 6(i 3 4. *E Calcular as rea#6es>Ra F +++99 GRb F +++99 G-E Calcular o H>H F :-,, = /9 F 8,, = ;9 F --,, mH F /9 I - F +, .8,, F ;8,, m;E Calcular o > +E Calculamos o J >,E Calcular o Momento m%imo>Mm% F 2-;89 G!m em -,* mObs: *esse caso no 7 8 o centroide.! Calcular a teno e compresso no pontos"# $ e C Obs: *o ponto $ e & no ter' nem trao nem compressopois no 9 momento. *o ponto % /ue 8 bem no meio da barra ter' a trao e a compresso Obs:$traosendo positivaocorrerana parteinferiorda barra como mostra o gr'!copois, caracteriza:sepela tendnciade alongamentodo elementonadireo daforaatuante. *o/ue necessariamente ser'sempreassim nestecasosim,pois porsimetria;'se sabeocortanteeo momentom'"imo ser'bemnocentro da viga.