a república - republica 639.pdfgraças ao vale-livro po - demos repor os livros da nossa...

Download A República - republica 639.pdfGraças ao Vale-Livro po - demos repor os livros da nossa bibliote-ca

Post on 11-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Informativo do Dirio Oficial do Rio Grande do NorteNatal, 07 de outubro de 2017 SBADOANO 3 NMERO: 639

    A Repblica

    Diversas escolas da Rede Es-tadual de Educao esto participando da 7 edio da Feira de Livros e Quadri-nhos de Natal e utilizando o Vale-Livro. O projeto uma das aes do projeto RN Mais Leitor, que integra o Programa RN Alfabetizado. No total, o Governo do RN est investindo R$ 1 milho nas feiras de livro, sendo que uma parte j foi utilizada na edio do evento em Mossor.

    A abertura da feira foi prestigiada pela secretria adjunta de Educao, Mnica Guimares. A educadora destacou a for-ma autnoma com que as escolas podem escolher os ttulos dos seus acervos por meio do Vale-Livro. Esta uma opor-tunidade de as escolas escolherem seu acervo de acordo com as expectativas dos alunos e professores. O gestor tem autonomia de montar seu acervo. O Va-le-Livro busca aumentar o nmero de leitores por todo o Estado, enfatizou. Ela ainda destacou que o Vale Livro incentiva a produo local, uma vez que 40% das aquisies das instituies de ensino pre-cisam ser obras de autores potiguares.

    As instituies estaduais de ensino das Diretorias Regionais de Educao de Na-tal, Parnamirim, Nova Cruz, So Paulo do Potengi, Cear Mirim, Macau, Santa Cruz e Joo Cmara receberam os recur-sos, depositados direto no caixa da esco-la, para escolherem os ttulos que sero comercializados nas feiras e que melhor atendam s necessidades das escolas.

    Um stand da Secretaria de Edu-

    cao do RN foi montado dentro da feira para auxiliar as escolas no processo de compra dos livros.

    Os livros provocam uma mudana de hbito em vrias escolas do RN. Essa re-alidade pode ser presenciada na Escola Estadual Antnio Pinto de Medeiros, onde os gestores criaram um corredor do livro para apresentar as novas obras aos alunos. o terceiro ano que a es-cola participa. Graas ao Vale-Livro po-demos repor os livros da nossa bibliote-ca. Com isso, os estudantes ficam bem curiosos com os novos ttulos. Quando adquirimos esses livros montamos o

    corredor da leitura, onde apresentamos todo o acervo adquirido para os estu-dantes. Eles ficam bem entusiasmados e ansiosos para fazer emprstimos dos no-vos livros, explicou a diretora da escola, a professora Celismar Alves Soares.

    A edio 2017 da feira acontece no Complexo Cultural da UERN, na Zona Norte de Natal, at amanh (8). Esto sendo desenvolvidas mais de 100 horas de atividades culturais gratuitas, como palestras, debates, cordel, oficinas, lanamentos de livros, quadrinhos, ga-mes culturais, sesses de autgrafos e apresentaes culturais.

    Investimento se d pelo Vale-livro, ao na qual as escolas compram exemplares de acordo com suas necessidades

    A IV Taa RN Escolar de Futebol re-ne alunos/atletas da categoria de 15 a 17 anos da rede pblica e privada de ensino

    IV Taa RN Escolar de Futebol tem rodada decisivaPag

    2

    O estado o quinto destino mais dese-jado dentro do Brasil entre os turistas brasileiros

    Pesquisa aponta o RN entre os destinos mais desejados do pasPag

    3

    Pela manh, a atrao do Bosque Ence-na ser o espetculo Querncia Quer Ver o Mar, e pela tarde, o Som da Mata receber o quarteto Thee Automatics

    Muita msica e diverso neste domingo no Parque das DunasPag

    4

    Governo do RN investe R$ 1 milho em feiras de livro

    A 7 edio da Feira est acontecendo no Complexo Cultural da UERN, na Zona Norte de Natal

  • A Repblica

    2

    07 DE OUTUBRO 2017

    Sade

    Os semifinalistas da IV Taa RN Escolar de Futebol - 15 a 17 anos - sero conhecidos neste final de semana com a realizao dos jogos da vol-ta das quartas de final. As selees muni-cipais de Ipanguau, Campo Redondo e Joo Cmara venceram os primeiros jogos e jogam pela vantagem do empate para avanarem a prxima fase.

    Depois de vencer o primeiro confronto por 2 a 1, a seleo de Campo Redondo

    30 formando que iro prestar um melhor ser-vio para a populao, destacou o comandan-te do CBMRN, coronel Scrates Vieira.

    A secretria da Se-gurana do RN, Shei-la Freitas, destacou a parceria firmada com a SESDEC. Tudo que construtivo, tem que ser dado continuida-de. O curso deu muito certo e abriu portas para novas parcerias no futuro.

    Durante a solenida-de, o coronel Scrates, a secretria Sheila Frei-tas e a secretria-chefe do Gabinete Civil do Governo do RN, Ta-tiana Mendes Cunha, foram agraciados por medalhas de honra ao mrito pelo Governo de Rondnia, repre-sentado no evento pelo secretrio da Seguran-a, Lioberto Ubirajara.

    O Corpo de Bom-beiros Militar do Rio Grande do Norte (CBMRN) formou 30 oficiais no Curso de Aperfeioa-mento de Oficiais, pro-movido atravs de uma parceria entre a Secreta-ria de Estado da Segu-rana Pblica e da De-fesa Social (Sesed) com a Secretaria de Estado de Segurana, Defesa e Cidadania (SESDEC) de Rondnia. O evento aconteceu no auditrio da Governadoria.

    O curso comeou em maio de 2017 e teve durao de seis meses. Foi a maior turma j formada em um curso do tipo no Rio Grande do Nor-te. Nesses momentos de recursos limitados, surgem formas de oti-mizar os recursos que j existem e esse curso um exemplo. Temos

    Corpo de Bombeiros forma mais 30 oficiais em curso de aperfeioamento

    Esporte

    IV Taa RN Escolar de Futebol tem rodada decisiva

    Aps quatro anos, Hospital Ruy Pereira volta a realizar exames de ArteriografiaO Hospital Estadual Dr. Ruy Pereira dos Santos re-tomou, desde o final de setembro, a realizao dos exames de Arteriografia de membros infe-riores e Aortografia, que h quatro anos estavam sus-pensos. A realizao dos exames no hospital est ocor-rendo todas as teras e quintas-feiras e est programado para atender a demanda intra-hospitalar.

    A arteriografia (ou angiografia) um mtodo de diagns-tico radiolgico que procura visualizar a parede das artrias, para estudar as doenas arteriais. A realizao do procedi-mento envolve uma equipe de mdicos Cirurgio Vascular/Endovascular, anestesiologista, enfermeiros e tcnicos de Enfermagem, alm do Tcnico em Radiologia.

    O exame exige anestesia e consiste na insero de um ca-teter na regio da virilha que libera um material contrastado (iodado no inico) e permite a visualizao de artrias dos membros inferiores. As artrias so vistas aps emisso de raios-x e projeo de imagens em um monitor de TV.

    A arteriografia de membros inferiores feita em casos de doena vascular nas pernas ou ps, podendo identifi-car reas de hemorragia, ocluses arteriais ou estenose. Alguns tratamentos podem ser feitos durante o proce-dimento, como dissoluo de cogulos e desocluso de artria parcialmente obstruda.

    Pode ser usada para ajudar no diagnstico e avaliao de malformaes arteriais, aneurismas ou aterosclerose em di-versos territrios orgnicos, como a aorta e artrias perifri-

    cas. Como exame de urgncia/emergncia, a arteriografia indicada para diagnosticar doenas agudas que podem aco-meter as artrias, como disseco aguda, alguns acidentes

    vasculares cerebrais ou embolias que obstruem/entopem as artrias, ou tromboses (formao de um cogulo ou placas de gordura nas paredes da artria).

    jogou pela vantagem do empate contra Currais Novos no estdio municipal de Currais Novos. Goianinha e Pedro Velho, que empataram sem gols no jogo de ida, decidem a classificao hoje (7), s 8h30, no estdio Nazareno.

    Os dois ltimos classificados sero co-nhecidos amanh (8). No estdio Joacy Fonseca, s 8h30, em Ipanguau, a equipe da casa joga pela vantagem do empate con-tra Angicos. Em Eli de Souza, s 8h30, a

    seleo de Eli de Souza tentar reverter a vantagem do time de Joo Cmara que venceu o primeiro confronto por 2 a 0.

    Promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Es-porte e do Lazer (SEEL), a IV Taa RN Escolar de Futebol rene alunos/atletas da categoria de 15 a 17 anos, regularmente matriculados nos estabelecimentos da rede pblica e privada de ensino. A competio iniciou com 24 selees municipais.

    Novidades

    Os exames no hospital esto acontecendo todas as teras e quintas-feiras

    Seleo do municpio de Pedro Velho

  • A Repblica

    3

    07 DE OUTUBRO 2017

    Turismo

    Mesmo diante de uma crise econmica, o turismo no Rio Grande do Norte no perdeu fora. O estado o quinto destino mais desejado dentro do Brasil entre os turistas brasileiros, ficando com 8.3% da preferncia e a frente de estados como a Bahia. Na regio Nordeste, o RN a terceira rota mais almejada.

    Os nmeros esto presentes na pesquisa O Viajante Brasileiro, apresentada, nesta semana, ao governador Robinson Faria, trade turstico potiguar, agentes de tu-rismo em geral e imprensa. O estudo aborda os princi-pais hbitos do consumidor de viagem no Brasil, princi-palmente os que influenciam na deciso de escolha do destino e o seu formato de compra. O levantamento foi feito no incio do ano e atualizado em abril.

    Na ocasio, Robinson lembrou a importncia que vem dando ao setor. Elegi o Turismo como uma das prioridades na minha gesto por entender que o se-tor gera receita, emprego e renda para a populao, ento porque no us-lo no RN? Um estado rico em beleza e potenciais, ressaltou o governador.

    O chefe do Executivo lembrou que, antes da sua ges-to, o turismo era um setor secundrio de governo, sem aplicao de uma poltica pblica. Eu, antes mes-mo de assumir o governo, j tinha estabelecido ope-raes para estimular o setor. Uma delas foi o decreto de reduo do ICMS da aviao, medida aguardada h anos pelo trade, recordou Robinson.

    Em mais de 20 anos no setor, eu posso dizer com cer-teza que nunca se divulgou tanto o RN como a gente tem feito nos ltimos quase trs anos, afirmou o secretrio

    de Estado do Turismo, Ruy Gaspar. Ele lembrou que so-mente em 2017 foram investidos mais de R$ 1 milho na promoo do estado como roteiro turstico. Entre as aes, destaque para divulgao em aeronaves e compa-nhias reas, alm