A REDE GLOBO - FolhaUniversal

Download A REDE GLOBO - FolhaUniversal

Post on 24-Jun-2015

640 views

Category:

Documents

43 download

DESCRIPTION

A verdade sobre o Imprio dos Marinho, a maldio que tem entrado nos lares do Brasil levando desgraa, mentira e engano aos jovens e as famlias, construindo entre outras coisas novelas de vidas de falsidades. As outras coisas citadas acima devem ser lidas tambm.

TRANSCRIPT

N 911De 20 a 26 de setembro de 2009 EDIO NACIONAL

w w w f o h a u n v e r s a w w w ... ff o ll h a u n ii v e rr ss a lll ... cc o m ... bbr r w w w a c o m b r o mE

RA TI

0 00 0. 50 3.G EM

EDIO ESPECIAL

Joo Roberto Marinho

Jos Roberto Marinho

Roberto Irineu Marinho

Estes senhores so donos da TV Globo. Uma herana que cresceu e se mantm sob acusaes de fraudes, privilgios de polticos e manipulaes. At quando eles continuaro impunes?PG.

10

FOTOS: FOLHAPRESS

COMO A FAMLIA MARINHO DESTRI O BRASILPAE

X

CO RE

E

M

RD E

L

A

R

E

S

2

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

opinio

RECADO DA REDAOEsta edio especial da Folha Universal dedicada, em sua quase totalidade, a um nico tema que interessa muito a voc. A inuncia da "Rede Globo" na vida social e poltica do Pas ou como um grupo que deteve, por dcadas, o monoplio da comunicao prejudicou o Brasil. Criada e fortalecida atravs de ligaes com a Ditadura Militar, o regime que deixou o Pas sem liberdade por longos e tenebrosos 21 anos, a "TV Globo", da famlia Marinho, assiste ao m de sua hegemonia e, acostumada a privilgios, demonstra que no sabe conviver com a livre concorrncia. Nas pginas desta edio, mostramos como a "Globo" recebeu injeo de dinheiro pblico, se apropriou de terrenos, tambm pblicos, envolveu-se em fraudes e falsicaes, e manipulou o noticirio, principalmente durante eleies. E, ainda assim, perde cada vez mais espao na audincia para o avano da "TV Record". Boa leitura.

Leia a opinio do bispo Edir Macedo na pgina 4i, do caderno Folha IURD

CARTASPARABNSSou espanhol e mudei para este Pas bonito que o Brasil. Como catlico, me envergonho da posio de minha igreja em relao a alguns assuntos de interesse social, como sexualidade, aids, instruo, cincia mdica, entre outros. Entretanto, eu leio a Folha Universal desde que cheguei ao Brasil e me surpreende a humanidade e racionalidade com as quais sua igreja trata estes assuntos. Seu jornal me oferece um ponto de vista realstico do que este Pas est vivendo. Meus parabns a toda a redao. Santiago Jord Gonzalez trabalhadores mais atentos quanto aos seus direitos. Giselle Rodrigues Reis espiritual. Como os norte-americanos so os maiores consumidores de cocana, deveriam montar bases militares nas fronteiras deles, para no deixar sair dlares e no deixar entrar cocana. Obama continua com o mesmo esprito de Bush, de expanso militar e beligerncia. Marcial Sanchez Claros Lula e Sarkozy, para a compra, pelo brasileiro, de avies de caa Rafale, precisa de maiores esclarecimentos populao, que, no final das contas, quem vai pagar esta alta fatura. Todos sabemos que as Foras Armadas Brasileiras esto sucateadas e preciso que se garanta a soberania do Pas. Mas no podemos deixar de levar em conta que somos um Pas de muitas carncias. Fabio Tavares

Natal (RN) INSEGURANA NO TRABALHOParabenizo a vocs pelo artigo do dia 23 de agosto (ed. 907), sobre insegurana no trabalho. um assunto de grande importncia para todos os trabalhadores. A matria cou maravilhosa e deixou vrios

Belo Horizonte (MG) EXPANSO E BELIGERNCIAComo sempre, parabenizo por todas as matrias publicadas, sobretudo a De tremer nas bases (ed. 908). Eu era assduo leitor da Folha de S. Paulo, agora sou da Folha Universal. No perco nenhum nmero porque complementa meu crescimento

Petrpolis (RJ) CAAS FRANCESESO acordo de R$ 4 bilhes entre

Marechal Hermes (RJ)

Sua participao cartas, e-mails e fax com comentrios, denncias e opinies deve ser enviada para esta coluna com nome completo, legvel e endereo que permita conrmao. As cartas podero sofrer, se necessrio, modicaes ou cortes, sem, no entanto, ter a ideia original alterada. Correspondncias: Rua do Bosque, 1.449 Barra Funda So Paulo SP CEP 01136-001 Fax.: (11) 2184-5651 - e-mail: cartas@folhauniversal.com.br (as cartas e e-mails devem conter nome completo, cidade de origem e RG).

TIRAGEM COMPROVADA PELA BDO TREVISAN AUDITORES INDEPENDENTES

Diretor Geral: SIDNEY S. COSTA Diretor de redao: JERONIMO ALVES Superviso editorial: DOUGLAS TAVOLARO E LEANDRO CIPOLONI Chefe de redao: CELSO FONSECA Subeditores: LYGIA REBELLO, FELIPE GIL E MNICA SOARES Diretor de arte: VAGNER SILVA

Matriz: Estrada Adhemar Bebiano, 3610 - Inhama Rio de Janeiro - RJ_CEP 20766-720 Departamento Comercial (21) 3296-9300

Redao: Rua do Bosque, 1449 - Barra Funda - So Paulo - SP_CEP 01136-001 SP - Tel.: (11) 2184-5648 / Fax: (11) 2184-5651 RJ - Tel.: (21) 3296-9300 r. 154 / Fax: (21) 3296-9356 redacao@folhauniversal.com.br

CORRESPONDENTES: Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 3296-9300 ramal 154 - redacao@folhauniversal.com.br Belo Horizonte/MG - Tel.: (31) 3349-7300 - correspondentemg@folhauniversal.com.br NORDESTE - Salvador/BA - Tel.: (71) 3432-9027 Fortaleza/CE - Tel.: (85) 3452-2163 So Lus/MA - Tel.: (98) 3216-1647 NORTE - Manaus/AM - Tel.: (92) 2121-1125 - correspondentenorte@folhauniversal.com.br Rio Branco/AC - Tel.: (68) 3224-6051 Macap/AP - Tel.: (96) 3223-6248 CENTRO-OESTE - Goinia/GO - Tel.: (62) 4008-7400 Cuiab/MT - Tel.: (65) 3623-0373 SUL Curitiba/PR - Tel.: (41) 3025-5700A FOLHA UNIVERSAL NO SE RESPONSABILIZA PELAS INFORMAES CONTIDAS NAS CARTAS DOS LEITORES. ELAS NO EMITEM, NECESSARIAMENTE, A OPINIO DO JORNAL. TAMBM NO SE RESPONSABILIZA PELA AUTENTICIDADE DOS ANNCIOS PUBLICADOS.

impresso: Ediminas S/A - MG - CIRCULAO: em todo o territrio nacional

entrevista

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

3

10 PERGUNTAS paraPAULO RAMOS

GLOBO ANTIDEMOCRTICADeputado estadual fala como a quebra do monoplio da emissora contribui para a liberdade do PasPor Alice Mota alicemota@folhauniversal.com.br

C

omo se no bastasse a inuncia no cenrio poltico nacional desde a Ditadura, a TV Globo acusada de utilizar seu poderio de mdia para eleger quem do seu interesse. Em entrevista Folha Universal, o deputado estadual Paulo Ramos, do Rio de Janeiro, lder do Partido Democrtico Trabalhista (PDT), e deputado federal por dois mandatos, fala de suas investigaes sobre as Organizaes Roberto Marinho, como a compra do Projac com dinheiro da Caixa Econmica Federal.

da Globo como Leonel Brizola, que se elegeu governador do Rio Janeiro, em 82, e se reelegeu, em 1990, mesmo contra a vontade do grupo? A contribuio de Brizola foi para desmascarar o Sistema Globo e hoje se percebe nas pessoas uma rejeio a qualquer esforo da Globo de divulgar qualquer informao que no corresponda ao desejo da populao. Na dimenso da poltica de Brizola, ainda no surgiu ningum com uma coragem to grande. Como denunciamos, a compra do Projac foi feita com investimento da Caixa Econmica Federal, por U$ 39 milhes (R$ 70,4 milhes), atravs de uma linha de crdito a juros bem menores do que o captado no mercado. 8 O senhor acredita que a Globo elegeu Collor e o retirou da Presidncia da Repblica? A TV Globo teve participao intensa na campanha, em 1989? O Collor foi candidato da Globo e criou um partido para concorrer naquela eleio. Mas bom lembrar que depois de eleito, Collor rompeu com Roberto Marinho, porque o Collor estava construindo uma rede nacional de televiso e todas as concesses da Globo iam vencer em 1993, ainda no governo dele. Ningum no Brasil destitudo do poder por causa de corrupo. Havia a corrupo no governo de Collor, inclusive tambm votei pelo impeachment, mas, a Globo realmente tinha outros interesses. Ela queria inviabilizar o surgimento de uma nova rede. E dependendo de um comportamento da Globo, Collor poderia no renovar as concesses.

1 O senhor acha a quebra do monoplio da audincia saudvel para o Pas? Durante muitos anos as Organizaes Globo tiveram uma hegemonia muito grande e isto no permite a diversicao da informao. O monoplio uma perversidade para a democracia. preciso que haja a concorrncia e que se tenha uma multiplicao dos meios de comunicao. A televiso veculo muito importante e preciso que haja a competio participao do Sistema Globo. E, embopara que a populao receba informaes de ra tenha tudo cado evidente e comprovafontes variadas. A Globo se habituou a ter do, ningum foi responsabilizado. o controle do poder poltico 4 O senhor acha em funo dos ndices de audincia. Na medida que O MONOPLIO UMA que a Globo segue os ndices caem, diminui a PERVERSIDADE PARA tentando inuenciar nos destinos poltiinuncia dela. A DEMOCRACIA. cos do Pas? Com certeza absoluta. 2 Qual a relao e PRECISO QUE HAJA No toa que a Gloo poder da mdia s vsA CONCORRNCIA bo decide seu modelo de peras de uma eleio? satanizar quem quer e Quando deputado federal, eu z um levantamento de tudo endeusar queles que vo de encontro com que a Globo controlava, como as repe- seus interesses. Mas o interesse da Globo tidoras nos estados e municpios. Chega- nunca o mesmo da democracia, por isto, mos concluso que ela determinava o no interessa populao. fato histrico e tinha o poder de adulterar 5 Isso ainda acontece? a informao depois do acontecido. E esta Claro, e inclusive durante a ltima eleisituao confere um superpoder que no o prefeito no Rio de Janeiro no coninteressa democracia. cordei com as regras que a Globo queria 3 O senhor acompanhou o caso impor e determinar quem iria participar dos Proconsult, a suposta tentativa de debates. Queria selecionar o debate conforfraude na eleio do Brizola, em 82. me seus interesses. A legislao diz que todo partido que tem representao no Congresso Isto realmente ocorreu? Aconteceu e foi comprovada a Nacional tem direito de participar. Como

a populao ir opinar se a Globo quer dar as regras. Isto antidemocrtico, mas a Globo antidemocrtica.

6 Na grande maioria da vezes, os polticos se intimidam com a Rede Globo? H o medo de car de fora da 9 Como est o andamento da CPI programao, como aconteceu com ex- do Projac? O que foi descoberto? prefeito do Rio, Saturnino Braga? Ficou comprovado que a Caixa EcoH dois comportamentos: de dependn- nmica Federal beneciou a Globo cia e de submisso.Tambm quei impedido com a construo do Projac. de ser entrevistado pela Globo quando z a CPI da compra do Pro10 O senhor prejac. A emissora procura tende continuar inA GLOBO SE HABITOU colocar o parlamentar no vestigando as OrgaA TER O CONTROLE DO anonimato e sepultam a nizaes Globo? atuao dele. H casos em No tenho outra alPODER POLTICO EM que existe uma verdadeira ternativa, pois defendo a FUNO DOS NDICES perseguio. Por isto, j democratizao da inforz ato pblico em frente mao. Defendo que se DE AUDINCIA Globo, chamando: deva pulverizar no controroubo, roubo tudo Rede Engodo, como le dos meios da comunicao. A concentrao tambm um ato em frente ao IBOPE, o orgo faz mal democracia. Em pases verdadeirade pesquisa preferencial do Globo. mente democrticos isso no acontece. As atitudes da Globo so perniciosas. So muitas 7 H no cenrio poltico algum denncias contra ela, e a gente vai remando e que conseguir incomodar o poderio acreditando no m da impunidade.

ASCOM

4

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

SETE DIASnacional. Juntas, as duas tragdias (as maiores da aviao civil brasileira) mataram 353 pessoas. Ronaldo Jenkins, coordenador da Comisso de Segurana de Voo do Sindicato Nacional de Empresas Areas (SNEA), explica que os dados devem ser analisados com cuidado. Ele destaca, ainda, que as dimenses continentais do Brasil e a diversidade cultural e de infraestrutura do Pas podem contribuir para alterar a mdia. Em alguns Estados, h infraestrutura, boas pistas e scalizao. Em outros, no h controle. Pilotos que voam sem habilitao, avies sem manuteno, selva, pistas clandestinas. impossvel, no Brasil, que a autoridade aeronutica esteja em todas as partes do Pas, explica.AE

aconteceu

Alarme no arRelatrio mostra que, no Pas, h 1,76 acidentes a cada 1 milho de voos. Quatro vezes mais do que a mdia mundialUm relatrio indito da Agncia Nacional de Aviao Civil (Anac) aponta: a taxa de acidentes fatais na aviao regular do Brasil est mais de quatro vezes acima do padro mundial. O ndice de tragdias no Pas foi de 1,76 para cada 1 milho de voos entre 2004 e 2008, enquanto a mdia internacional cou em 0,4 por 1 milho. H regies do mundo em que os ndices so piores que no Brasil. o caso da sia central e oeste (2,29) e frica (4,96). As mdias de cada pas so calculadas com base nos registros de acidentes e outras ocorrncias dos ltimos 5 anos. Ou seja: as quedas dos avies da Gol, em 2006, e da TAM, em 2007, foram as responsveis pela piora do ndice

TRAGDIA: Queda do avio da TAM, em 2007, fez ndice piorar

Inimigo ntimoLevantamento da Secretaria de Sade do Estado de So Paulo, feito com 1.286 casos de violncia domstica, registrados no estado entre janeiro e maio deste ano, aponta que 75% das vtimas so mulheres. Na maioria dos casos 67,8% elas so agredidas pelo parceiro (marido, companheiro ou namorado) e, em 70,8% das vezes, dentro de casa. A forma de agresso mais comum a fsica (59%) e as vtimas tm entre 20 e 39 anos. O fato de a maioria dos criminosos ser o marido ou namorado inibe as denncias. Tinha aquela histria de no querer se meter em briga de marido e mulher, mas as pessoas tm denunciado mais, tm mais conhecimento sobre os direitos e a Lei Maria da Penha, avalia Marisa Sanematsu, do Instituto Patrcia Galvo.

FOLHAPRESS

Cidades celebram Dia Mundial Sem CarroMilhares de pessoas devem deixar o carro na garagem nesta tera-feira, 22 de setembro, em apoio ao Dia Mundial Sem Carro. Trata-se de uma mobilizao que envolve mais de 40 pases na busca por alternativas mais sustentveis de transporte. A ideia surgiu na Europa, na dcada de 90. No Brasil, o Dia Mundial Sem Carro celebrado desde 2001 e tem sido marcado por manifestaes de ciclistas e presso por mais investimentos em transporte pblico coletivo.

PEDAL: Campanha mundial pede que as pessoas deixem o automvel em casa

Trapaa na Frmula 1em 2008. A batida teria sido planejada pelo dono da equipe Renault, Flavio Briatore, com o propsito de beneciar o outro piloto do time, Fernando Alonso. Briatore negou e disse que ia processar Piquet, mas a anlise do carro de Nelsinho aps a corrida demonstra comportamento incomum do piloto, que continuou acelerando quando, em uma situao normal de NELSINHO: Piloto bateu de propsito batida, teria freado. A troca de acusaes entre Briatore e Piquet terminou em ofensas, O piloto de Frmula 1 com ele insinuando que Nelsinho Piquet, lho do Nelsinho homossexual. Na campeo da categoria Nelson quarta-feira (16), a Renault Piquet, assumiu que bateu anunciou o afastamento de propositalmente durante Briatore da equipe. a corrida de Cingapura,

AFP

sete diasDiarista tem dvida milionriaH 9 anos, ao fazer compras numa loja de departamentos, a diarista Ana Maria da Silva descobriu que algum havia usado o nome e o CPF dela para abrir credirio. A dvida era de R$ 690. Ana foi ao Serasa e descobriu mais quatro cheques devolvidos. Os dados eram dela, mas as assinaturas no. Ela fez um boletim de ocorrncia e esperava que a polcia resolvesse o assunto. Mas no foi o que aconteceu. Em agosto ltimo, ela levou um susto ao descobrir outra dvida, de R$ 220 milhes, numa conta inativa na Caixa Econmica Federal. Vtima de fraude, a diarista r em quase 100 processos na Justia de So Paulo. Ana procurou a Defensoria Pblica, o banco reconheceu a fraude e, agora, a diarista sonha em limpar o nome para nanciar uma casa.

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

5

sua carreira Fanatismo pode atrapalharQuando a paixo pelo time de futebol e se torna uma das coisas mais importantes no dia a dia, preciso abrir os olhos, ir pois muitos no so capazes es de perceber que o fanatismo o pode atrapalhar o desempenho no local de trabalho e at mesmo trazer surpresas muito o desagradveis, como advertncias ou uma demisso. O mais indicado evitar expliciitar o fanatismo: no usar camisa misa de times ou customizar o ambienbiende te d trabalho com fotos ou adereos do clube. Essa exposio, alm de dar aberclu tura para que os demais prossionais da empresa faam comentrios positivos ou em negativos em relao ao time, favorece a neg e, rivalidade, arma a consultora de recursos riva ra humanos da Catho Online, Glaucia Santos. hum laucia Os apaixonados por futebol precisam separar a torcida do ambiente de trabalho para no criarem uma imagem negativa de si ou gativa carem nervosos com as provocaes dos ca ovocaes colegas depois de derrotas. coleJUPITER IMAGES

sade na mesaAs muitas utilidades do cocoO coco pode ser aproveitado de diversas maneiras: a gua, o leite presente presente ese s na carne ou os pedaos da fruta tm timas propriedades. Quanto menos maduro, mais ele possui vitamina C, que colabora com o ue sistema imunolgico. Para repor a energia nos dias de calor, a gua de coco excelente, pois contm sais minerais importantes, como mportantes, clcio, potssio, ferro e fsforo. So muitos benefcios, pois a gua de coco funciona como um m isotnico natural. Com o bagao da carne, depois de extrado o leite, podem ser feitos bolos e pes, ressalta Ana Karina Braga, nutricionista do o Conselho Regional de Nutricionistas da Bahia e Sergipe. O coco tambm reduz o nvel de colesteterol, previne e auxilia no tratamento de artrite. e.LUCIANA BOTELHO

6

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

sete dias o bicho!REPRODUO

Msica sem limitesEm vez das mos, os ps. assim que o DJ francs Pascal Kleiman, que nasceu sem os braos por uma malformao fetal, manipula discos e comandos de uma mesa de som. Radicado na Espanha h 26 anos, em 2009 ele foi eleito um dos melhores DJs do vero europeu por uma revista espanhola. Tambm neste ano, o documentrio espanhol Hroes, no hacen falta alas para volar (Heris, no preciso asas para voar), que conta a histria dele, recebeu mais de 30 prmios.

Mortes em zoolgicoDesde janeiro, 70 animais morreram no zoolgico de Goinia (GO). O diretor da instituio, Raphael Cupertino, e outras quatro pessoas foram responsabilizados pela Polcia Civil de Gois pelas mortes de 16 deles. De acordo com a polcia, houve negligncia no caso de pelo menos cinco mamferos (um leo, uma ona, um tamandu, uma queixada e um hipoptamo) que foram anestesiados por uma equipe de ps-graduandos da faculdade de medicina da Universidade Paranaense (Unipar), em Goinia. Negligncia seria eu no lev-los para tratamento. O hipoptamo, por exemplo, morreu por um problema na pata, 2 meses depois, justica Cupertino. Outras dez mortes de animais nove tracajs, quelnio semelhante tartaruga, e uma tartaruga ocorreram porque eles caram fora do tanque, que foi esvaziado, e foram atacados por gambs.AE

DJ: Pascal Kleiman, que nasceu sem os braos, toca com os ps

Aprendendo com os nerdsDepois do personal trainer, do personal friend e do personal organizer, agora est em moda o personal nerd, prossional que d aulas particulares de como usar programas da internet e aparelhos eletrnicos, como iPhones, iPod, GPS, entre outros. As aulas particulares custam de R$ 25 a hora (aula online) a R$ 50 por hora, em atendimento domiciliar. No comeo vendamos os aparelhos e tnhamos como diferencial dar uma aula para a aprendizagem. Mas agora s damos aulas, temos alunos at de 80 anos, conta Adriana Hoessler, diretora da escola PDA Personal.

NEGLIGNCIA: Desde janeiro, 70 animais morreram no zoolgico de Goinia

sete dias

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

7

8

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

BRASIL EM XEQUE NFOLHAPRESS

POTNCIA FATAL: Ajudante de sapateiro no teve chance contra BMW. Carro chega de 0 a 100 km/h em sete segundos

a madrugada de 30 de agosto, o ajudante de sapateiro Adriano da Fonseca Pereira, de 20 anos, foi atropelado na Avenida Itaquera, na zona leste de So Paulo. Atingido por uma BMW 330i, um carro de luxo projetado para alcanar alta velocidade (capaz de chegar de 0 a 100 km/h em 7 segundos), ele morreu na hora. Aps matar Pereira, o motorista, o produtor de eventos Fbio Melgar, de 29 anos, acelerou e foi embora para casa. O jovem foi apenas uma das vtimas recentes de acidentes graves envolvendo carros poderosos e motoristas, no mnimo, displicentes. No so poucas. Na mesma semana, Jos Luiz de Jesus Pereira, de 58 anos, invadiu a contramo e passou por cima da bicicleta em que estava o padeiro Wellinton de Oliveira, de 29, no muni-

Impunidade agrava desigualdade no trnsito. Carros cada vez mais velozes so pilotados sem cuidado com a vida

Justia

atropelada

brasil em xequeEstou abrindo meu corao para que isso no acontea com mais ningum. Meu lho morreu por falta de responsabilidade. Todo mundo tem o direito de sair, de dirigir, mas preciso cuidado com a vida dos outros. Dinheiro no compra tudo. Dinheiro no compra a vida de ningum. Parece que o carro passou por cima de mim. O que aconteceu tirou minha vontade de viver. No estou conseguindo trabalhar. Como eu vou ser manicure sem a cabea no lugar? Posso cortar uma cliente, machucar algum. Meu lho era mudo, mas tinha educao. Eu ensinei a dar o luDEMETRIO KOCH

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

9

Parece que o carro passou por cima de mimMais de dez dias depois do acidente com a BMW, a costureira e manicure Luzia da Fonseca, de 57 anos, ainda chora ao falar do lho. Emocionada, ela diz que Adriano da Fonseca era do tipo que d lugar no nibus gar para os mais velhos no nibus, ele vivia querendo ajudar todo mundo. Deus quer que sejamos humildes. Muitas vezes, quem tem carro acha que pode sair assim atropelando todo mundo. Eu s peo Justia para que isso no acontea de novo com ningum. Esse moo tem que ser preso para no tirar a vida de mais ningum. E a namorada dele tambm tem responsabilidade. Se estava junto, deveria ter ajudado o que estava cado. Ela foi cmplice. assim, mas, olha, eu no tenho dio dele, tenho saudade do meu lho. Peo a Deus que tenha compaixo.

Estou sendo ameaado de morteO produtor Fbio Melgar, de 29 anos, diz que injusto o modo como tem sido tratado e alega que no parou aps atropelar Fonseca com a BMW porque no havia o que fazer Este j um assunto que parou. No tem mais o que falar, isso no muda nada do que a imprensa fez. Vocs plantaram um monstro na minha vida. Aconteceu uma morte, reconheo. Sou um ser humano, sei o que uma vida. Perdi minha esposa h 3 anos e 8 meses em um assalto. Sei bem o que perder uma pessoa que se ama. No sou playboy como a imprensa pintou. Eu trabalho. A histria no como contaram. Eu no estava correndo e nem embriagado. Alis, no vejo a hora de sair o resultado do exame para provar isso. E eu parei para socorrer a vtima. No desci, mas baixei o vidro do carro. No tinha o que fazer. Minha namorada estava toda ensanguentada e gritando demais. Eu no sabia o que fazer na hora. Fiquei apavorado. Liguei para polcia, mas meu telefone tem problema de sinal. Se pudesse, nal. eu estaria no lugar dele para no passar a vergonha que estou passando. Minha maior preocupao r com a me desse rapaz. A imapaz. prensa denegriu tanto minha to imagem que eu no consigo me aproximar da famlia amlia para ajudar. Tentei e no posso. Estou sendo amemeaado de morte. Todo odo dia algum me liga dizendo que vou morrrer. Tudo por causa a da imprensa.

cpio de Serra (ES). De acordo com o delegado Valdemir Cavalcanti, da Polcia Civil, exames comprovaram que o motorista estava embriagado. Nos dois casos, tanto no da omisso de socorro quanto no da embriaguez, a falta de

ENQUANTO GOVERNO TENTA DIMINUIR A VELOCIDADE NAS RUAS, EMPRESAS AUMENTAM A POTNCIA DOS CARROScuidado com a vida parte de um quadro marcado pela impunidade e pela desigualdade no trnsito. Enquanto jovens ricos aceleram carros cada dia mais potentes e velozes, ajudantes de sapateiro e padeiros so esmagados e largados nas ruas. A lista de mortos e feridos no trnsito no tem m. Dados da Polcia Rodoviria Federal apontam que, entre 20 de junho de 2008 e 16 de junho de 2009, aconteceram 138.226 acidentes, que deixaram 79.269 feridos e 6.614 mortos. Os nmeros frios se traduzem em uma mdia de 18 mes perdendo lhos por dia. Isso s nas estradas federais. Nas estradas estaduais e cidades, a realidade no diferente. Em So Paulo, capital com o trnsito mais problemtico do

Brasil, foram 1.463 mortos em 2007, segundo levantamento da Companhia de Engenharia de Trfego baseado em dados do Instituto Mdico Legal. As autoridades apontam para a necessidade de mudanas e lembram que h quem lucre em meio ao caos nas ruas. Vivemos um paradoxo. Enquanto procuramos limitar a velocidade, as empresas produzem veculos mais e mais velozes, armou o major Jurandir Caidukas, da Polcia Rodoviria Estadual de So Paulo, durante seminrio sobre lcool e segurana no trnsito realizado na Faculdade de Medicina da Universidade de So Paulo. No mesmo seminrio, o secretrio nacional antidrogas, general Paulo Uchoa, destacou que h relao direta entre uso de lcool e acidentes e defen-

SECRETRIO NACIONAL ANTIDROGAS CHAMA ATENO PARA RELAO DIRETA ENTRE CONSUMO DE LCOOL E ACIDENTESdeu que o estmulo ao consumo deve diminuir. Faltam restries para propaganda de vinho e cerveja, por exemplo. preciso enfrentar os lobbies das empresas de bebidas e de propagandas, disse. (D.S.)

REPRODUO

10

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

ESPECIAL

especial

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

11

MOTIVOS POR QUE A GLOBO FAZ TO MAL AO PASA emissora dos Marinho cresceu em aliana com a Ditadura Militar. Foi acusada de manipular eleies, falsicar documentos, apropriar-se de terrenos pblicos e pagar aventuras empresariais com dinheiro do povo. A Globo prejudica o Brasil. E continua impune

12

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

especial

ManipuladoInteresses polticos e nanceiros dos seus donos sempre pautaram o jornalismo das Organizaes Globo. Como assistir a uma emissora em que no se pode conar?

O

jornalista Roberto Marinho, fundador das Organizaes Globo, era chamado de o fazedor de reis. A expresso, extrada do francs faiseur de rois, demonstrava como ele utilizava do poder do monoplio da Rede Globo para inuenciar a escolha dos principais mandatrios do Pas. Roberto Marinho utilizava o poder de seus meios de comunicao para colocar a coroa na cabea de seus escolhidos. A ausncia de imparcialidade para noticiar os fatos ligados s principais eleies do Pas, tornou-se evidente em casos que se converteram em grandes escndalos nacionais. Em 1982, o Brasil vivia a redemocratizao com as primeiras eleies aps a Ditadura, e conheceu ento o caso Proconsult. Durante as apuraes da eleio para o Governo do Estado, no Rio de Janeiro, a Rede Globo divulgava os dados da empresa de tecnologia Proconsult, contratada pelo Tribunal Regional Eleitoral uminense para totalizar os votos.

A apurao se revelou uma fraude a favor do ento candidato ao Governo, Moreira Franco, que era beneciado com a transferncia de votos nulos e brancos, e tentava barrar a eleio de Leonel Brizola. A fraude foi descoberta por uma apurao paralela e Brizola se elegeu governador. Em 1989, a Rede Globo, mais uma vez, envolveu-se num episdio controverso que teria ajudado a eleger Fernando Collor de Mello na disputa Presidncia com Luiz Incio Lula da Silva. Tratava-se da primeira eleio direta aps a Ditadura Militar. Foi quando o Jornal Nacional, telejornal de maior repercusso da Rede Globo, exibiu um compacto do ltimo debate entre Collor e Lula, portanto decisivo para a denio do voto dos eleitores, com uma edio que favorecia Fernando Collor, em detrimento a Lula. Depois de eleito, Collor deixaria o cargo envolvido numa srie de denncias. Ainda na dcada de 80, a emissora demorou a reconhecer a fora e a

DEBATE: ltimo encontro entre os candidatos Fernando Collor e Luiz Incio Lula da Silva, antes das eleies de 1989, foi editado tendenciosamente pela emissora dos MarinhoFOLHAPRESS

1962

ROBERTO MARINHO ASSINA ACORDO COM O GRUPO NORTE-AMERICANO TIME LIFE, O QUE DESRESPEITAVA O ARTIGO 160 DA CONSTITUIO DA POCA: ESTRANGEIROS NO PODIAM PARTICIPAR DA GESTO DOS MEIOS DE COMUNICAO BRASILEIROS

REPRODUO

especial

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

13

ora da notciaMAIS DO MESMO: Sergio Chapelin, em 1995, quando a Globo exibiu o vdeo pela primeira vez, e Willian Bonner, em 2009, na reprise do mesmo material

amplitude do movimento das no segundo turno. O que seDiretas J. Enquanto o clamor ria uma tentativa de eliminar popular em torno do voto di- Crivella da disputa foi alvo de reto para presidente ganhava as crticas at mesmo dos outros ruas, a Rede Globo teria per- concorrentes ao cargo. A origem da Rede Globo manecido indiferente ao que foi a maior manifestao pol- j expe ligaes com a Ditadura Militar, tica da histcomo mostra ria brasileira, ORIGEM DA GLOBO o livro-reporque mobiliEXPE LIGAES COM tagem O pio zou multides A DITADURA, COMO do povo, esem comcios nas princiMOSTRA LIVRO ESCRITO crito por quatro jornalistas, pais capitais NA DCADA DE 70 na dcada de do Pas. Os 70. Mylton Semanifestantes pr-diretas adotaram o slogan: veriano, um dos autores, lemO povo no bobo, abaixo a bra que, em 1965, no incio da Ditadura, a Globo surgiu Rede Globo. No ano passado, durante a debaixo do que se chamava de campanha Prefeitura do Rio escndalo da Time Life. Com de Janeiro, o jornal O Globo, sede em Nova York, a Time das Organizaes Globo, Life um conglomerado de optou por dar destaque a uma comunicao norte-americano pesquisa eleitoral em que o se- que, segundo Severiano, teria nador Marcelo Crivella aparecia colocado dinheiro, tcnicos e em queda, ao invs de destacar at jornalistas norte-americauma pesquisa do Ibope, enco- nos para auxiliar a montagem mendada pela TV Globo, em da emissora, num acordo com que ele aparecia virtualmente Roberto Marinho. O problema

No s na poltica que que o acordo burlava a Constituio do Pas, que proibia que a Rede Globo acusada de grupos estrangeiros tivessem manipular informaes. Em participao acionria em ve- 22 de dezembro de 1995, h culos de comunicao do Bra- quase 14 anos, o Jornal Nasil. Eles feriam o artigo 160 da cional exibiu uma reportaConstituio. Isso era anticons- gem de 9 minutos de durao, titucional. Era proibido ter tempo elevado para os padres estrangeiro ditando at o que do noticirio, em que promea rede ia botar no ar, at jor- tia mostrar os bastidores da nalismo. Isso vem no bojo do Igreja Universal. Tratava-se, na verdade, de golpe militar, da Ditadura, que comea 1 ano antes, em 1964. um vdeo gravado por um exE a Globo, sintomaticamente, companheiro do bispo Edir Macedo e ex um legtimo lder da IURD lhote da DitaCASOS VM DESDE no Nordeste. dura, disse Se1982, E SE REPETIRAM As cenas regisveriano TV moRecord. O es- NAS LTIMAS ELEIES travam mentos de lazer cndalo Time MUNICIPAIS, NO dos principais Life foi parar ANO PASSADO integrantes da na Cmara dos Universal. PeriDeputados. Os parlamentares aprovaram, por tos comprovaram depois que oito votos a zero, o parecer do houve uma edio tendenciorelator e consideraram a tran- sa, com montagem e manisao inconstitucional, mas, pulao de algumas imagens, mesmo assim, o negcio com distores no rosto de Edir a empresa norte-americana Macedo e at erros elementares de informao: numa das foi mantido.

PROCONSULT: Escndalo na disputa pelo Governo do RJ, em 1982. Brizola foi prejudicado

cenas, o bispo contava notas de 1 dlar e o reprter disse que eram de 100 dlares. A prpria Globo se corrigiu dois dias depois. No dia 11 de agosto deste ano, a Rede Globo voltou a exibir a mesma reportagem, cerca de de 14 anos depois, em seus ataques desesesperados.REPRODUO

1964

NA FORMAO DO QUE SERIA A REDE GLOBO, A TV PAULISTA, DE SO PAULO, NEGOCIADA IRREGULARMENTE. TEVE AT GENTE MORTA ASSINANDO O CONTRATO DE COMPRA E VENDA

FOLHAPRESS

FOTOS: REPRODUO

14

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

especial

Uso ilegal doVoc pagou a conta! Centenas de milhes dos nossos impostosmarca Globo confere prestgio famlia Marinho e costuma estar associada a vrios projetos institucionais. Mas o que pouca gente sabe que essa promoo feita com o dinheiro pblico, ou seja, voc quem paga a conta. o que acontece com o Museu do Futebol, em So Paulo. O projeto da Rede Globo e da Fundao Roberto Marinho, mas foi feito com o dinheiro de empresas que deixaram de pagar impostos atravs da Lei Rouanet. A lei permite que essas empresas invistam parte do dinheiro, que pagariam em impostos, na promoo de cultura. Um dos problemas que o Ministrio da Cultura quer reformular a lei, pois detectou que muito dinheiro pblico beneciando pouca gente. A Fundao Roberto Marinho contra a reforma da lei e os veculos ligados famlia Marinho atacam a proposta de mudana.MUSEU DO FUTEBOL: Iniciativa que ocupa espao pblico em So Paulo recebeu dinheiro de iseno scal atravs da Lei Rouanet

A

No caso do Museu do Futebol, alm do dinheiro dos impostos federais, a Fundao Roberto Marinho recebeu verbas da Prefeitura e do Estado de So Paulo, num total de R$ 21 milhes, sem licitao, ou seja, outras empresas no tiveram chances de participar. Deste montante, R$ 16 milhes que vieram

A FUNDAO ROBERTO MARINHO RECEBEU R$ 21 MILHES DE VERBAS PBLICAS, SEM LICITAO, PARA O MUSEU DO FUTEBOLdo Governo do Estado foram destinados uma organizao social, criada para administrar o museu, batizada de Instituto da Arte do Futebol Brasileiro. No cadastro de pessoa jurdica, a organizao tem sede no centro deAE

So Paulo, mas num endereo fantasma. A TV Record investigou o endereo e o reprter recebeu a informao que tal instituto jamais funcionou no local. Funcionrios do prdio

A FUNDAO ROBERTO MARINHO UTILIZOU R$ 88 MILHES DE DINHEIRO PBLICO, ATRAVS DA LEI ROUANETforam taxativos ao dizer que tal empresa jamais funcionou, de fato, naquele endereo. A Fundao Roberto Marinho alega que j se afastou do projeto do Museu do Futebol.AE

1965

A REDE GLOBO DE TELEVISO FINALMENTE VAI AO AR, EM PLENA DITADURA MILITAR, REGIME QUE ROBERTO MARINHO APOIOU. J HAVIA SUSPEITAS DE ENVOLVIMENTO EM ILEGALIDADES

especial

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

15

dinheiro pblicoteriam sido desviados para nanciar projetos da famlia MarinhoFOLHAPRESS

PROJAC: Complexo de estdios da Globo, no Rio de Janeiro, teria sido construdo com R$ 40 milhes da Caixa Econmica Federal

Mas o presidente do Instituto Leonel Kaz, ligado aos Marinho, e que j atuou como consultor de um programa de calouros da Globo. O Museu do Futebol apenas um dos 33 projetos em que a Fundao Roberto Marinho usou dinheiro pblico, num total de R$ 88 milhes. Os benefcios da Rede Globo com dinheiro dos nossos impostos iriam muito alm. O Projac, complexo de estdios da emissora dos Marinho, teria sido construdo atravs de um emprstimo de R$ 40 milhes com a Caixa Econmica Federal, o que seria ilegal, pois, por ser uma concesso pblica, no poderia pedir emprstimo. Sem contar os R$ 284 milhes que o Banco

Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES) teria investido na Globocabo, empresa da famlia Marinho que controlava as operaes de tev a cabo do grupo Globo, que enfrentava diculdades nanceiras numa operao que foi muito contestada at por outros meios de comunicao, que queriam direitos iguais. As Organizaes Globo negam o emprstimo, que foi alvo, inclusive, de uma reportagem de capa da revista Carta Capital.

Na Record, investimento com dinheiro privado e tributos recolhidos segundo a leiAo contrrio das Organizaes Globo, que teriam recorrido a emprstimos ilegais para bancar o Projac, o Rec Nov, a fbrica de sonhos da TV Record, foi todo realizado com dinheiro prprio e com impostos pagos em dia. O Rec Nov ocupa uma rea de 200 mil metros quadrados, no bairro de Vargem Grande, no Rio de Janeiro. So 1,8 mil funcionrios, oito estdios e uma fbrica de cenrios que ocupa um galpo de 2,5 mil metros quadrados. Cada novela produzida pela Record possui, em mdia, 30 cenrios.

1982

NA APURAO DAS ELEIES PARA GOVERNADOR DO RIO DE JANEIRO, A EMISSORA DIVULGAVA A CONTAGEM DA EMPRESA PROCONSULT, QUE, SOUBE-SE DEPOIS, ESTAVA TOTALIZANDO OS VOTOS DE FORMA A PREJUDICAR LEONEL BRIZOLA, DESAFETO DECLARADO DA GLOBO

AE

LUMI ZNICA

16

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

especial

Uso ilegal doAnexar ou ocupar reas dos outros ou do povo virou rotina para a emissora dos Marinho, que fez isso em SP, MG e RJ. As autoridades admitem os abusos, mas ningum faz nada

A

s relaes entre as Organizaes Globo e o poder pblico, desde a fundao da empresa at hoje, j renderam muito ao imprio dos Marinho. O uso irregular de espaos pblicos virou prtica comum na Rede Globo de Televiso. Na cidade de So Paulo, metrpole carente de praas, parques e espaos de lazer, um terreno de quase 12 mil metros quadrados numa rea nobre da cidade, avaliado em R$ 11,5 milhes, uma espcie de quintal da Globo. O terreno pblico ao lado do prdio da empresa, na zona sul da capital, foi cercado h 11 anos. Com bosque e pista de cooper, o uso do espao restrito aos funcionrios da empresa. Um segurana TERRENO DE 12 MIL da emissora, entrevistado pelos reprteres da TV METROS QUADRADOS, Record, que foram impeDO GOVERNO DE SO didos de entrar na praa, PAULO, VIROU QUINTAL conrma: s funcionrios dos Marinho tm acesso E PISTA DE COOPER ao local. Depois das denncias da Record, o Governo do Estado resolveu tomar providncias. Decretou que a Secretaria de Desenvolvimento vai cuidar do terreno e deve construir ali uma Escola Tcnica Estadual (Etec). No Rio de Janeiro, o Estdio de Remo da Lagoa, na zona sul, pode virar uma produtora de vdeo explorada por uma empresa ligada famlia Marinho. H 12 anos, Alessandro Zelesco, presidente da Federao de Remo do estado, denuncia irregularidades na cesso da rea. A adora da Glen Entertainments Paula Marinho de Azevedo, neta de Roberto Marinho, fundador da TV Globo. Existe um acordo que autoriza o uso da rea como estdio, armou Zelesco TV Record. Se esse contra-

1984

REDE GLOBO TRATA COMCIO PELAS DIRETAS J, QUE REUNIU MILHARES EM SO PAULO, COMO UMA MERA FESTA DE ANIVERSRIO DA CIDADE. OS TELESPECTADORES NO ENGOLIRAM E SARAM S RUAS GRITANDO O POVO NO BOBO, ABAIXO A REDE GLOBO

AE

especial

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

17

o espao pblicoTUDO MEU: rea vizinha sede da Globo, em So Paulo, est em regio nobre da cidade e avaliada em cerca de R$ 11,5 milhes

to, que dene um prazo de concesso de 10 anos, no for anulado, o estdio ser privatizado. Na zona oeste do Rio, outra dennica grave de irregularidade imobiliria contra os Marinho: um terreno de 200 mil metros quadrados, de frente para o mar, no Recreio dos Bandeirantes, teria sido ESPAO DE 200 MIL ocupado por dois lhos METROS QUADRADOS, de Roberto. O espao, que EM REA DE PROTEO est numa rea de proteo ambiental, foi comprado AMBIENTAL DO RIO DE por uma mulher, em 1929. JANEIRO, FOI INVADIDO Desde 2002, os herdeiros dela lutam para retomar a propriedade, que nunca foi vendida, mas invadida. Os irmos Marinho usaram a Dermesil Comrcio, Administrao e Participao empresa fantasma para transferir o terreno para a So Marcos Empreendimentos, que pertencia aos lhos de Roberto Marinho. Outro terreno, no sul de Minas, est no centro de uma briga judicial que envolve a TV Globo, a Prefeitura de Camanducaia e uma famlia que viu ruir a empresa que construiu com muito esforo. Joo Godoy, na dcada de 60, comprou a Remitel, uma retransmissora de tev. A empresa, alm de levar ao sul de Minas os sinais das emissoras Record e Bandeirantes, comprou um terreno na Pedra de So Domingos, um dos pontos mais altos da regio. Durante quase 30 anos, a famlia investiu e trabalhou na Remitel. Representantes da empresa alegam que em 1999 ela foi expulsa do imvel pela Prefeitura de Camanducaia, que doou o espao TV Sul de Minas Ltda., hoje EPTV, implantada pela Rede Globo e alguns empresrios paulistas. No contrato, a EPTV poderia usar, por 20 anos, o terreno cedido em comodato para a instalao de equipamentos e retransmisso de sinal. O processo de reintegrao de posse ainda no foi concludo. Em maio do ano passado, Godoy, que investiu a vida toda na Remitel, morreu pobre, num leito de hospital pblico. Bruno Godoy, o neto, est indigado.ARTE: EDER SANTOS

LUMI ZNICA

1989

EMISSORA DA FAMLIA MARINHO FAZ REPORTAGEM SOBRE O LTIMO DEBATE ENTRE OS ENTO CANDIDATOS PRESIDNCIA, FERNANDO COLLOR E LUIZ INCIO LULA DA SILVA, DE FORMA A PRIVILEGIAR COLLOR

AE

18

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

especial

Apego aoFruto da Ditadura Militar e acostumada a privilgios, a Globo no convive bem com a concorrncia. O crescimento da Rede Record assusta e pode explicar tantos ataques dos irmos Marinhocriao e o crescimento da Rede Globo coincidiram com o vigor da Ditadura no Brasil. Coincidiram? Na verdade, a Rede Globo apoiou de fato os militares e isso ca explcito num texto do prprio projeto de memria da TV Globo. Eis o texto: ...Roberto Marinho seguiu dando apoio aos militares. Ele acreditava na vocao democrtica do presidente Castello Branco... Vale lembrar que os anos de autoritarismo, de 1964 a 1985, cercearam a liberdade do Pas, censuraram a imprensa, e os opositores do regime foram presos, torturados e assassinados. Intelectuais das mais diversas reas e grandes artistas foram obrigados a fugir do Brasil para no serem presos pela Ditadura. Por crescer na Ditadura e nascer de um acordo anticonstitucional com o grupo de comunicao norte-americano Time Life, a Rede Globo no est acostumada livre concorrncia, ainda mais num momento em que os desaos da disputa por audincia nunca estiveram to acirrados. E o monoplio da Globo nunca esteve to prximo de acabar. O acelerado crescimento da TV Record, que avana na audincia com jornalismo de qualidade e outras atraes, e tem conseguido, em vrios momentos, atingir o primeiro lugar de audincia, assusta. Toda vez que a Rede Record lana um novo projeto, como o megaportal de internet R7, as Organizaes Globo abrem espao para ataques. E costumam dedicar espaos generosos em seus telejornais para denncias vazias.

A

Esses ataques acontecem sempre que a audincia da Globo balana e enfrenta problemas. So comuns as vitrias e o primeiro lugar da Record em vrios horrios do dia. Em agosto, por exemplo, no domingo (16), o reality show A Fazenda liderou a audincia com 18 pontos de mdia e 24 de pico, das 21h46 0h09, portanto, por mais de 2 horas. J na sua estreia, no domingo, 30 de agosto, o Programa do Gugu assegurou 32 minutos de liderana para a Record, na mdia geral. A atrao atingiu 16 pontos no Ibope com picos de 20 pontos. O programa Hoje Em Dia garantiu a liderana isolada no ms de agosto, com 8 pontos de mdia. O noticrio Fala Brasil tambm se manteve lder no mesmo ms, com a mdia de 7 pontos. A liderana da Globo, como mostram os nmeros, est severamente ameaada.FOTOS: REPRODUO

AMIGO: Roberto Marinho cumprimenta o presidente Castello Branco CONDECORADO: Roberto Marinho recebe medalha durante o governo de Joo Figueiredo, ainda no tenebroso perodo da Ditadura Militar

1991

A CAIXA ECONMICA FEDERAL TERIA CONCEDIDO EMPRSTIMO DE QUASE R$ 40 MILHES PARA A EMISSORA MONTAR O CONJUNTO DE ESTDIOS CONHECIDO COMO PROJAC. O FINANCIAMENTO ILEGAL PELO FATO DE A GLOBO OPERAR CONCESSO PBLICA

FOLHAPRESS

especial

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

19

o monoplioDEMETRIO KOCH DIVULGAO

Megaportal vira nova ameaa aos interesses globaisA queda incontestvel de audincia e faturamento da TV Globo atinge outros prod dutos da famlia Marinho. Um novo veculo, que ser lanado na semana que vem, pode mexer como mais um tentculo do grupo carioca. O megaportal R7, do conglomerado m Record, chega como o maior lanamento da internet brasileira nos ltimos anos. A expectativa do mercado enorme, principalmente porque o R7 conta, em sua equipe, pe com 150 jornalistas que iro produzir contedo exclusivo, blogs, alm de colocar na rede os vdeos do material jornalstico produzido pela TV Record e Record News. Prossionais de tarimba de inmeros portais concorrentes, como o G1, do grupo Globo, e UOL, ligado Folha de S. Paulo, migraram para o novo empreendimento do grupo Record. l

1993

COM ARTHUR FALK (FOTO), A GLOBO LANOU O TELEBINGO PAPATUDO, QUE PROMETIA PRMIOS MILIONRIOS, MAS ACABOU COM A PRISO DE FALK E MAIS QUATRO SCIOS DELE. NINGUM DO LADO DOS MARINHO FOI ACUSADO

FOLHAPRESS

20

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

especial

NegociatasFraudes, enganaes e crimes so rotina na histria da Rede Globo. A compra de sua sede, em So Paulo, uma das maiores maracutaias na histria da comunicao no Brasil. Por que ningum investiga?

A

Rede Globo costuma ser veemente ao veicular acusaes e denncias de enriquecimento ilcito e supostos crimes de empresas concorrentes. H dcadas, no entanto, casos obscuros que envolvem o imprio dos Marinho continuam impunes e as investigaes so interrompidas. Por que ningum apura os abusos cometidos pelas Organizaes Globo? Uma das histrias mais nebulosas que envolvem a emissora carioca a compra da TV Paulista. Na dcada de 50, Oswaldo Ortiz Monteiro, ento o principal acionista da TV Paulista, decidiu vender a emissora para o empresrio Vitor Costa Petraglia. No papel, porm, a venda nunca se concretizou. Petraglia morreu antes da transferncia. Mas o caso tomou outro rumo. Mesmo sem os

documentos, o lho de Petraglia vendeu a TV Paulista para Roberto Marinho, em 1964. Conforme mostrou o Reprter Record, a famlia de Oswaldo Ortiz Monteiro comeou a investigar o caso na dcada de 90, depois da morte dele, e s conseguiu acesso aos documentos da Rede Globo depois de entrar na Justia. Os documentos passaram pela percia, e foram vericadas vrias falsicaes, como o uso de dois nomes no termo de transferncia, o uso de assinaturas de pessoas que j haviam morrido no ano em que o contrato foi rmado (ou em procuraes falsas) e o uso da mesma mquina de escrever em documentos datados com anos diferentes.

SO PAULO: Compra da TV Paulista, que fez a emissora entrar na cidade de So Paulo, cercada de ilegalidades como documentos assinados por pessoas que j estavam mortas na data de celebrao do contrato. Misteriosamente, investigaes contra a Globo nunca vo para frente

1995

NA MINISSRIE DECADNCIA, A GLOBO COMEOU A ATACAR OS EVANGLICOS AO MOSTRAR UM PASTOR QUE ENRIQUECIA DEPOIS DE FORMAR UMA IGREJA. A REITERAO DESSE TIPO DE PRECONCEITO SE REPETIRIA EM DIVERSAS OUTRAS OCASIES

REPRODUO

especial

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

21

s por dinheiroDe acordo com os exames, as assinaturas foram montadas. Em 2003, dois pareceres do Ministrio Pblico Federal reforaram as fraudes. Hoje, a ao aguarda julgamento do Superior Tribunal de Justia. Outro caso, que at agora no foi esclarecido, o do Papatudo, um telebingo promovido pela TV Globo, em parceria com o banqueiro Arthur Falk, do Interunion. A histria comeou em 1993. Os bilhetes eram vendidos em casas lotricas e nos Correios. Quem comprasse as cartelas concorria a prmios milionrios e, depois de 1 ano, poderia resgatar metade do valor do bilhete, mais juros e correo. A maioria dos apostadores no sabia disso. Depois de um tempo, osRECIFE: Entrada da operadora de tev a cabo em PE envolveu enganar empresrio

prmios deixaram de ser pagos. Em 2000, Arthur Falk e outros quatro ex-diretores do Papatudo que chegou a render R$ 400 milhes por ano, de acordo com reportagem publicada em revista que faz parte das Organizaes Globo foram presos. O Ministrio Pblico Federal (MPF) os acusou de gesto fraudulenta, desvio de dinheiro de investidores e emisso e negociao de ttulos de capitalizao sem lastro, crimes previstos na Lei do

LUMI ZNICA

PAPATUDO: Telebingo, lanado em 1993, deu muito dinheiro emissora e acabou na priso de cinco pessoas nenhuma da Globo

Colarinho Branco. A Globo, entretanto, sequer foi citada. A formao da NET, conhecida empresa de tev a cabo, outro exemplo de que o imprio Globo teria sido construdo sob o peso de negociatas suspeitas e transaes escusas. O empresrio pernambucano Orlando Manfredi e mais cinco scios eram donos da Espia Vdeo, Cine, Foto, Som, Ltda., detentora do direito de concesso de tev a cabo na capital e regio metropolitana de Pernambuco. Fazia parte do plano de expanso da NET comprar

pequenas operadoras de tev a cabo, inclusive a Espia, que recebeu uma proposta. Representantes da NET se reuniram com os scios

EMPRESRIO PERNAMBUCANO DIZ QUE FOI PASSADO PARA TRS PELOS SCIOS COM A AJUDA DA REDE GLOBOde Manfredi para negociar parte dos direitos, por um valor previamente acertado: US$ 400 mil (R$ 730,8 mil). Manfredi, que foi exludo das negociaes, descobriu,

depois, que a empresa foi vendida por um valor bem acima do combinado: mais de US$ 2,4 milhes (R$ 3,6 milhes), sem falar de um acordo paralelo, em que os scios saram com emprstimos suspeitos no valor de US$ 200 mil cada (R$ 365,4 mil). Depois disso, a Espia perdeu qualquer direito de tev a cabo em Recife e regio. A concesso passou a pertencer inteiramente NET, que era da Rede Globo. Manfredi entrou com processo, que j dura 12 anos e est na fase nal. H a chance de a NET perder o direito de tev a cabo na regio.

1999

PREFEITURA DE CAMANDUCAIA (MG) EXPULSA A RETRANSMISSORA REMITEL DE UM IMVEL E O CEDE TV SUL DE MINAS, HOJE EPTV, QUE FOI IMPLANTADA PELA REDE GLOBO AO LADO DE EMPRESRIOS PAULISTAS

REPRODUO

FOTOS: REPRODUO

22

DOMINGO 20 SETEMBRO 20 2009

especial

Suti e calcinhas sobre a Bblia, crist louca na novela e agora um pastor corrupto numa minissrie. Por que a Globo, que s transmite cerimnias do Vaticano, odeia tanto os evanglicos?

Raiva dosDesespero, medo, pnico de perder a hegemonia. So esses os fatores que motivam a Rede Globo a acusar e atacar, constantemente, a Rede Record, a Igreja Universal do Reino de Deus e o bispo Edir Macedo. Por consequncia, a corporao dos Marinho tambm no perde nenhuma chance de ridicularizar e criticar os evanglicos, numa demonstrao de intolerncia religiosa que pode ser mais ou menos explcita. Essa falta de anidade com o convvio democrtico est presente no s nos noticirios como tambm em minissries e novelas. fato que a Rede Globo tem o monoplio na televiso cada vez mais ameaado pelo crescimento da Rede Record.FOTOS: REPRODUO

DESRESPEITO: Suti jogado sobre a Bblia

MILIONRIO: Pastor, interpretado por Edson Celulari, enriquecia 5 anos depois de fundar uma igreja

Para citar s um exemplo, o reality show A Fazenda, da Rede Record, por vrias vezes, esteve na liderana em relao emissora dos Marinho, mantendo diferenas de 3, 4 e at 5 pontos. A metralhadora de acusaes e denncias se vira contra a IURD e a Record justamente no momento em que a empresa se prepara para lanar o portal de internet R7, que competir diretamente com sites do grupo Globo. Toda vez que a Rede Record investe num novo projeto, os concorrentes abrem enormes espaos nas grades de programao e nas pginas de jornais para atacar a Igreja Universal. Nada por acaso.DIVULGAO

2002

A GLOBOCABO, EMPRESA DO GRUPO QUE CUIDAVA DE TV A CABO E NO TINHA LUCRO, TERIA RECEBIDO R$ 284 MILHES DO BNDES COMO INVESTIMENTO. OUTROS GRUPOS RECLAMARAM DAS FACILIDADES DADAS GLOBO PARA RESOLVER PROBLEMAS

especial

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

23

evanglicosDUAS CARAS: Novela, exibida no ano passado, mostra evanglica como uma louca e intolerante que persegue homossexuais. A atriz foi orientada a esteriotipar o personagem, o que s refora preconceitosFOTOS: REPRODUO

A discriminao divulgada no youtubeO youtube, site de compartilhamento de vdeos da internet, traz uma srie de vdeos que lembram como a Globo costuma discriminar os evanglicos. Um deles, com o ttulo Globo zomba de evanglicos repercute o episdio de Edivnia, a evanglica apresentada como desequilibrada e insana na novela Duas Caras. O assunto, que expe o preconceito religioso, mereceu destaque na revista Veja e foi discutido na TV Record, no programa Domingo Espetacular, que mostra como religiosos das mais diversas denominaes se chocaram com a personagem caricata e agressiva. Entre lderes que chamam o personagem de aberrao, que nada lembra os evanglicos, um deles, ligado comunidade judaica, lembra que Hitler tambm comeou a estereotipar os judeus para depois persegui-los. Tambm h humor nesses vdeos. Uma pardia do lme A queda as ltimas horas de Hitler, faz uma brincadeira para demonstrar como a Globo estaria desesperada com o avano da TV Record. Conra os links de alguns vdeos que mostram a fantica criada pela novela da Globo e a pardia:DIVULGAO

As crticas contra os evanglicos, entretanto, so feitas pela TV Globo de forma constante. Alinhada Igreja Catlica sem, no entanto, admitir essa posio, a emissora dos Marinho coloca missas no ar, faz megacoberturas de eventos do Papa, apoia e promove shows de padres catlicos. No campo da co, somam-se evidentes exemplos de preconceito contra evanglicos. A prxima temporada da srie pa, , da Rede Globo, vai explorar a imagem de um malandro que se transforma em pastor corrupto, que desvia dinheiro da igreja. O criminoso da co ser interpretado pelo ator Matheus Nachtergaele. O expediente no novidade. Na novela Duas Caras, que foi ao ar no ano passado, Edivnia, uma evanglica interpretada pela atriz Suzana Ribeiro, incitava seguidores a atos de violncia, organizou uma tentativa de linchamento e perseguiu com dio os homossexuais. Retratada como fantica, rancorosa e extremamente intolerante, a atriz Suzana foi orientada a estereotipar o personagem e agir como louca nas gravaes. Uma reportagem publicada na edio 833 da Folha Universal mostrou a indignao de lderes religiosos de vrias denominaes com a novela escrita por Aguinaldo Silva, que nega ser uma pessoa preconceituosa. Em 1995, na minisrie Decadncia, o ator Edson Celulari era Mariel, um homem que ca milionrio 5 anos depois de fundar uma igreja. Mariel, alm de ter casos amorosos com is e obreiras da igreja, baleado por outro pastor numa das cenas. Nesse mesmo programa, a emissora desrespeitou a Bblia ao retratar o Livro Sagrado com um suti sobre ela. Representantes de vrias igrejas evanglicas tambm se manifestaram contra o que consideraram uma perseguio. Distorcer a realidade usando a co uma forma conhecida e velada de manipular o telespectador. Mas o telespectador percebe a verdade, reconhece os interesses presentes por trs das mensagens televisivas e, principalmente, no gosta quando tentam engan-lo ou subestim-lo.

http://www.youtube.com/ watch?v=XYgNYz5qAAI http://www.youtube.com/ watch?v=Ac36DseCXdg http://www.youtube.com/ watch?v=RSlBt2vfKHo&NR=1 http://www.youtube.com/ watch?v=lNhqwkpX2Q8 PA : Na segunda temporada da srie, o ator Matheus Nachtergaele ( dir.) interpretar um malandro que se passa por pastor para tomar dinheiro das pessoasAE

2008

INAUGURADO O MUSEU DO FUTEBOL, NO ESTDIO MUNICIPAL DO PACAEMBU, EM SO PAULO. ALM DE FAZER AUTOPROMOO COM DINHEIRO PBLICO, A FUNDAO ROBERTO MARINHO CRIOU UMA ORGANIZAO FANTASMA PARA ADMINISTRAR O MUSEU

ponto nalREPRODUO

De 20 a 26 de setembro de 2009 N 911

Crena na impunidadeSobram denncias e suspeitas contra o grupo da famlia Marinho. Mas nada sequer investigado. Quem pode salvar o Brasil da Globo?SILNCIO: O Congresso nunca levou adiante denncias contra a Globo, como no lme "Alm do Cidado Kane" (ao lado) e no livro "Afundao Roberto Marinho" (abaixo)AGNCIA CMARA

envolvimento da Rede Globo com o grupo norte-americano Time Life foi tema de debates no Congresso brasileiro, na dcada de 60: os parlamentares consideraram o acordo inconstitucional, mas nada aconteceu. O negcio foi mantido at, anos depois, Roberto Marinho assumir sozinho o controle da emissora. So, portanto, dcadas de impunidade em que nenhuma das denncias apontadas contra a Globo so investigadas e nada acontece. Seja sobre as suspeitas graves de manipulao de informao, que pode alterar uma eleio presidencial, at a compra de uma emissora em So Paulo, com a utilizao de documentos falsos, ou a ocupao de terrenos que no lhe pertencem. Uma das fontes de denncia mais conhecidas o livro Afundao Roberto Marinho, do escritor e ex-auditor

O

scal da prpria Fundao Roberto Marinho, Romero da Costa Machado. O livro aponta uma srie de irregularidades na Fundao e inclusive questiona a a utilizao de recursos do Ministrio da Educao para a realizao dos antigos telecursos. Mas a crtica mais demolidora s Organizaes Globo est no documentrio Beyond Citizen Kane (Muito Alm do Cidado Kane), cuja exibio pblica no Pas nunca

foi possvel, apesar de tentativas em que cpias do lme chegaram a ser apreendidas. O documentrio s se popularizou na internet. Produzido em 1993 pelo Channel Four, rede de tev pblica britnica, o documentrio expe toda a inuncia manipuladora da Rede Globo, a comear por suas estreitas ligaes com a Ditadura Militar e o poder. Alm de tudo o que j sabido, a produo apresenta histrias nebulosas

como um misterioso incndio nos estdios da TV Paulista. O pagamento do seguro teria contribudo, segundo o lme, para a expanso da emissora. Outro aspecto curioso, como a Ditadura cancelou a concesso da TV Excelsior, em 1970, nica empresa que fazia oposio ao regime e cujo m tambm favoreceu o crescimento da Globo, de quem era a principal concorrente. Os supostos investimentos milionrios feitos pelo BNDES Globocabo tambm foram amplamente questionados por parte da imprensa, sem que jamais fossem esclarecidos. Em 2002, porm, a revista Carta Capital deu uma capa sobre os emprstimos: O esquema salva-Globo. Esquema e escndalo em poca eleitoral foram algumas denies de empresrios de comunicao ao negcio, fechado s vsperas das eleies presidenciais para a sucesso de Fernando Henrique Cardoso.DEMETRIO KOCH

2009

MATRIA DO PROGRAMA REPRTER RECORD MOSTRA QUE A REDE GLOBO DE SO PAULO SIMPLESMENTE ANEXOU UM TERRENO PBLICO, AVALIADO EM R$ 11,5 MILHES, REA DA SUA SEDE, NUM BAIRRO NOBRE DA CIDADE

REPRODUO

REPRODUO

Folha O VALOR DASN 911 DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

IURD

LEIA MAIS:

4i MENSAGEM: Bispo Edir Macedo fala sobre a perseguio Igreja e seus lderes

7i INTERNACIONAL: Viglia da Resposta no Equador

OFERTASFOTOS: CEDIDAS

Letnia, ndia, Tanznia, Honduras, Filipinas... As imagens a seguir so registros de alguns dos mais de 170 pases onde a Igreja Universal j chegou. Templos que s existem graas aos dzimos e doaes dos membros da IURD, uma prtica de f condenada pela TV Globo. Por qu?NDIANo pas, com grave intolerncia religiosa, a IURD est instalada na 16 Maldhavaram Hihg Road, 1 andar, Perambur, Chennai 600-011

Folha

IURD

especialGUATEMALAA Igreja est no pas h 14 anos. A sede da capital, Cidade da Guatemala, fica na avenida Calzada Roosevelt, 32-67, Zona 11

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

2iFOTOS: CEDIDAS

LETNIA JAMAICAA Igreja Universal tem 25 templos no pas. Na capital, Kingston, o principal fica na 108 Hagley Park Road, 11, St.Andrew Presente tambm nesta exrepblica da Unio Sovitica, que conquistou a independncia em 1990. Os russos so mais de 25% da populao

HONDURASEm terras hondurenhas h 13 anos, a IURD tem dezenas de templos no pas e est prestes a inaugurar outros dois

ROMNIAA catedral da Universal ca em Bucareste, na Soseaua Fundeni, 11, setor 2. O site para outras informaes www.paginauniversala.com

BOTSUANAA Catedral da F da IURD no pas fica na cidade de Gaborone, na Avenida Botsuana, 731, Centro. Site: www.uckgbotswana.org

O OBJETIVO DA IURD APRESENTAR A TODOS A SALVAO ATRAVS DO SENHOR JESUS CRISTO

TANZNIAA Igreja se instalou neste pas da frica Oriental em meio a muita perseguio, para pregar sobre a f e a obedincia Palavra de Deus

00000: 000000

3i

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

especialFOTOS: CEDIDAS

FolhaFILIPINASA Igreja est no pas h mais de uma dcada. A sede principal ca no Araneta Center, Quezon City, ao lado da Biblioteca Nacional

IURD

HONG KONG ISRAELPalco central da histria bblica, estima-se que tenhacomo cristos pouco mais de 2% da populao total. Muitos pertencem IURD administrado pela Repblica Popular da China. A IURD da regio ca na Estrada Des Voeux, Tung Hip Commercial Building, 14 andar, Sheung Wan

PANAMDividido ao meio pelo canal do Panam, que liga os oceanos Atlntico e Pacco, o pas conta com diversos templos da Universal

NAMBIA RSSIAEvangelizar o russos, que ainda trazem consigo muitos dos hbitos comunistas, no fcil. Mas a Universal continua vencendo barreiras no pas

BISPOS E PASTORES SO MOTIVADOS PORQUE SEMPRE H ALGUM PRECISANDO DE ORIENTAO

Tem 1,8 milho de habitantes e a principal cidade a capital, Windhoek, onde a IURD ca na Independence Avenue, 32, Ausspannplatz

JAPOA Igreja Universal est em diversas partes da "terra do sol nascente", desenvolvendo um intenso trabalho, especialmente entre os jovens

FolhaFOTOS: CEDIDAS

IURD

especialmensagemBISPO EDIR MACEDO

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

4iJORGE JUNQUEIRA

O motivo das perseguiesNICARGUA o maior pas da Amrica Central. A Sede Nacional da IURD fica no Cine Cabrera, Rua 27 de Mayo, na capital, Mangua

FRANAA Igreja conta com diversos Centros de Ajuda Universal no pas. Um dos endereos Rue Du Faubourg, 254, Saint Martin Paris

Por que tentam denegrir o trabalho nome do cristianismo. da IURD e, em especial, sua liderana? Por conta do discurso revelador O que est por detrs dessa persegui- da IURD, que tem promovido a f o implacvel? consciente, separada de sentimentos O povo de Deus tem conhecimento e entusiasmos, verica-se logo um de que as entidades infernais usam e andar na contramo. Obviamente, abusam de seus subisso provoca verdadeira servientes na Terra. revoluo na sociedade, Mas o que poucos sacontrariando interesses O DISCURSO bem que elas os tm poltico-econmicos. REVELADOR usado para monoSe Deus existe, conDA IURD TEM polizar a f de forma forme se tem crido, por PROMOVIDO A F emotiva e tradicional: que no cobrar dEle resa f colorida. postas s necessidades viCONSCIENTE Esse tipo de f tem gentes? Se Ele atendeu no conduzido os incaupassado, por que no vai tos a acreditar nas fantasias criadas atender no presente? pela arte e imaginao pags com ns Esse o tipo de f que satisfaz tanexclusivamente econmicos. o caso to a Deus quanto aos que nEle creem. do Natal, Pscoa, Sexta-feira da Pai- Nela h coerncia. xo, dia dos mortos, dia das almas Ou Deus existe ou no existe. etc. Cada dia santo motivo para ala- Como sab-lo? Fatos irrefutveis so a vancar indstria e comrcio. O pano nica resposta. de fundo sempre a f emotiva, em Deus abenoe a todos.

ANGOLANo pas, a Universal est em vrios lugares. Na capital, Luanda, a catedral fica na Avenida 21 de Janeiro, sem n, em Morro Bento

MOAMBIQUEUm exemplo de sucesso da misso da Igreja na frica. Na capital, Maputo, o Templo da F fica na Avenida 24 de Julho, 2.969, Alto Me

NOVA ZELNDIAUm pas denominado cristo, onde, apesar disso, grande o nmero de viciados em drogas. A Universal trabalha para ajudar essas pessoas

LUXEMBURGOA IURD est h 15 anos nesse pequeno pas da Europa Ocidental, onde possui trs templos e diversos Centros de Ajuda Universal

5i

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

nacional

Folha

IURD

EM TROCAClarisse Werneck redacao@folhauniversal.com.br

Eles no do dzimo nem ofertas. Excludos pela socieda Mas recebem da Igreja Universal o mesmo tipo de ajuda de qa evangelizao com menores internos da Fundao Casa (antiga Febem) comeou h 7 anos. J a evangelizao nos presdios atende mais de 50% das unidades prisionais. A assistncia social e moral a presidirios, realizada pela IURD, acontece no Pas h 20 anos. No Rio de Janeiro, por exemplo, h 7 anos no acontece uma rebelio. Fato observado pelo diretor do Presdio Moniz Sodr, Gilson Nogueira. Segundo ele, a presena de evangelistas importante para a ressocializao dos presos, j que a reintegrao na sociedade se d atravs de educao, trabalho e auxlio espiritual. Os internos batizados e membros da Igreja podem se fortalecer espiritualmente atravs de oraes, jejuns, leitura e estudo da Bblia, alm destes auxiliarem os novos convertidos e outros internos da unidade. O comportamento deles tem mudado de forma

erca de 43 milhes de brasileiros vivem abaixo da linha da pobreza, segundo dados da Fundao Getlio Vargas. S na cidade do Rio de Janeiro, estima-se que aproximadamente 10 mil pessoas morem nas ruas. J a populao carcerria no Pas supera os 400 mil. Esses so apenas alguns dos milhares de excludos que vivem no Brasil e muitos no

C

O COMPORTAMENTO DELES TEM MUDADO DE FORMA BASTANTE SATISFATRIA, AT NO RELACIONAMENTO COM OS FUNCIONRIOS

tm qualquer fonte de renda nem assitncia familiar. Por essa razo, so os grupos de pessoas que mais necessitam de auxlio espiritual. Conscientes disso, voluntrios, pastores e bispos da Igreja Universal do Reino de Deus, se dedicam, h 32 anos, a essas pessoas nos trabalhos de evangelizao. No Rio de Janeiro, so 555 agentes religiosos que atuam em 35 presdios, 11 delegacias, 72 asilos, 10 centros de recuperao de dependes qumicos e 10 creches sob a coordenao do pastor Jlio Pinheiro. Outro importante lugar visitado pelos evangelistas a Fundao Leo XII, rgo do Governo do Estado que atende moradores de rua. No estado de So Paulo,

A ASSISTNCIA A PRESIDIRIOS PELA IURD ACONTECE H 20 ANOS NO PAS. NO RIO, NO H REBELIES H 7 ANOSbastante satisfatria, no apenas no relacionamento entre eles, como tambm, com os servidores da unidade, reconhece Nogueira. Esses trabalhos de evangelizao tambm so realizados em todo Brasil e no exterior.Colaborou Alice Mota

TICIANA BITENCOURT

Folha

IURD

nacional

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

6i

A DE QU?TICIANA BITENCOURT FOTOS: CEDIDAS

de, vivem nas ruas e superlotam o sistema penitencirio. ualquer pessoa que chega aos seus templos: solidariedade e fLUIZ ALAN CEDIDA

PERIFERIAEvangelistas em comunidade carente de Salvador (BA). Alm da Palavra de Deus, a populao beneciada com aes sociais

RIO DE JANEIROO trabalho evangelstico feito em vrias unidades prisionais, a exemplo do realizado na Penitenciria Moniz Sodr

SO PAULOVoluntrias da Associao de Mulheres Crists (AMC), da IURD, oram pelas adolescentes da Fundao Casa de Parada de Taipas

PARABA MINAS GERAISA igreja realiza batismos nas guas nas unidades prisionais. Recentemente, a cerimnia ocorreu na Penitenciria Estevam PintoDEMETRIO KOCH

FUNDAO CASAO trabalho evangelstico na antiga Febem, de So Paulo, dirigido aos menores internos e seus familiares

Distribuio da Folha Universal para detentos que participam de oraes realizadas pelo grupo de evangelizaoCEDIDA

SALVADOREvangelistas levam conforto espiritual e solidariedade a moradores de rua na capital da Bahia

7i

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

internacional

Folha

IURD

f sem fronteirasGuayaquil (Equador) Cerca de 4,8 mil pessoas participaram recentemente de uma viglia na Catedral da F em Guayaquil, no Equador, onde a Igreja Universal est h 16 anos. Durante a reunio, intitulada Viglia da Resposta, a multido adorou a Deus e buscou Sua presena. Mas a ocasio tambm teve a inteno de dar uma resposta s calnias, provocaes e perseguies que a IURD tem sofrido no Equador. Vrias pessoas tm testemunhado que, aps serem evangelizadas, tiveram as vidas transformadas. Mercedes Maclaglem, uma engenheira comercial com mestrado em pedagogia, conta que tinha uma vida destruda, pois sofria com doenas, problemas familiares, econmicos e espirituais. Sentia-me derrotada. Busquei ajuda de psiclogos, conselheiros matrimoniais e outros, mas no consegui solucionar meus problemas. Apesar de ter muito dinheiro, ainda assim, minha vida era um caos. Mas, na IURD conheci o poder de Deus e aprendi a usar a f fundamentada em Sua Palavra. Atravs das correntes de f, minhas necessidades foram saciadas pelo Senhor Jesus, armou Mercedes.

Reunio resposta s perseguies que a IURD sofre no pas

VIGLIA NO EQUADORFOTOS: CEDIDAS

UNIO: O encontro contou com a participao de quase 5 mil pessoas. Houve vrios testemunhos de transformao de vida

E assim, mais uma vez, a IURD mostrou que contra fatos no h argumentos e h a veracidade na Palavra de Deus:

NA IURD, CONHECI O PODER DE DEUS E APRENDI A USAR A F FUNDAMENTADA EM SUA PALAVRABem-aventurados os perseguidos por causa da justia, porque deles o reino dos ces. Bemaventurados sois quando, por

minha causa, vos injuriarem, e vos perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vs. Regozijai-vos e exultai, porque grande o vosso galardo nos cus; pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vs. (Mateus 5:10-12) Localizao Guayaquil a maior cidade do Equador, com cerca de 3,8 milhes de habitantes. Situada a 250 km da capital, Quito, conhecida como a prola do Pacco. Por abrigar o principal porto do pas, tambm o mais importante centro industrial e econmico do Equador.

CATEDRAL: Av. de las Amricas Mz. 22 Guayaquil

CAMINHO DO AMORSINCERA Sou moreno claro, 1,76, 68kg, olhos castanhos, 45 anos, obreiro. Desejo conhecer mulher de Deus, sincera, entre 30 e 38 anos. Que resida em Tatu ou na regio. Peo foto e telefone. L. G. N. Tatu (SP) MULHER DE DEUS Sou moreno, 28 anos, 1,77m, 73 kg, professor de educao fsica. Estou procura de mulher de Deus, solteira e sem lhos, que seja membro da IURD, para futuro compromisso. W. S. Rio de Janeiro (RJ) wvs26@ig.com.br EVANGLICA Sou negro, 1,70m, 68 kg, 52 anos, olhos negros, cabelos grisalhos. Gostaria de conhecer mulher a partir de 30 anos, evanglica, para compromisso srio. R. Batista Rio de Janeiro (RJ) rroger.bs@hotmail.com SENHOR DE DEUS Sou morena, 56 anos, 1,54m, 60 kg, cabelos e olhos castanhos, temente e el a Deus. Desejo me corresponder com senhor de Deus, entre 50 e 60 anos, para futuro compromisso. I.L. So Paulo (SP) joiarara_m@hotmail.comSXC

DO RIO DE JANEIRO Sou viva, membro da Igreja Universal do Reino de Deus, 57 anos, negra, 1,69m, 78 kg, trabalhadora. Quero me corresponder com homem de Deus, sincero, livre, denido nanceiramente, para formar uma famlia. Idade compatvel e somente do Rio de Janeiro. Slvia Santos Rio de Janeiro (RJ) silviasantos96@hotmail.com VIRTUOSO Sou viva, morena, cabelos pretos, 1,65m, 45 anos, carinhosa, el, amiga e companheira. Desejo me

corresponder com homem de Deus, entre 40 e 50 anos, honesto, virtuoso e trabalhador, para futuro compromisso. Claudia Aparecida Goinia (GO) claudiamanhia@hotmail.com ATENCIOSO Sou morena clara, tenho 1,60m, 62 kg, 49 anos, divorciada, olhos claros, carinhosa, leal, crist, romntica. Procuro por um homem de Deus, que seja carinhoso, atencioso, decidido, e tenha entre 50 e 70 anos. Peo foto e telefone. Luiza Duarte So Gonalo (RJ)

Se voc deseja mandar seus dados, envie cartas para a Folha Universal: Estrada Adhemar Bebiano, 3.610 Inhama Rio de Janeiro RJ CEP 20766-720. Se deseja se corresponder com algum desta coluna, coloque o nome da pessoa pretendida no envelope e dois selos porte nacional. A Folha Universal no se responsabiliza pela veracidade das informaes pessoais contidas nas cartas.

Folha

IURD

coisas de mulher INFIDELIDADEKEYSTONE

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

8i

Segundo pesquisa recente, 60% dos homens e 47% das mulheres j traram

A

antroploga Mirian Goldenberg, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), realizou uma pesquisa com 1.279 homens e mulheres da rea urbana carioca que revelou: 60% dos homens e 47% das mulheres j traram os parceiros. O programa Coisas de Mulher abordou o tema Por que sou trada? As apresentadoras Vivi Freitas, Bete Arajo, Paty Barboza e Flvia Azevedo destacaram algumas situaes que podem levar o homem

a trair a esposa, como, por exemplo, quando ela se descuida da aparncia. Segundo Paty, se o marido no faz carinho, a esposa pode car desanimada e se retrair na parte sexual: s vezes, sente -se at usada. Flvia falou sobre os casais que no tm objetivos comuns e sobre a falta de dilogo. As dicas do programa foram: no descuide da imagem, valorize-se, saia da rotina, invista no dilogo e atualize-se para ter o que conversar.

A reprter Sara Varela entrevistou o psiclogo Francisco Lucas. No quadro Viver Bem, o personal trainer Nuno Antunes ensinou como no deixar os msculos dos braos cidos. J no Tendncias, uma maquiadora mostrou como colocar clios postios. A pergunta da semana foi: Ele me traiu, o que eu fao? Vivi respondeu com outra pergunta: O que voc quer, continuar ou desistir? Cada um tem que decidir por si mesmo. Se quiser continuar, ento, perdoe, nalizou.

Programa Coisas de MulherDOR: Perdoar ou no a traio do parceiro uma deciso individualO programa apresentado por Vivi Freitas que, juntamente com as amigas, aborda um tema diferente a cada semana. transmitido pela Record News aos sbados, s 16h; pela Rede Famlia aos sbados, s 19h; e reprisado s quartas, s 19h30. As telespectadoras podem participar atravs do site www.coisasdemulher.tv, onde o programa est disponvel na ntegra. O site ainda traz dicas para a casa, sade e estilo.

mulher cristDIFERENAS Sou casada com um obreiro da IURD h 8 meses. Passamos pela chamada fase de adaptao, porm, alguns problemas persistem em nossa casa. Ele no se preocupa com nada. Diz que no precisa se preocupar com o amanh, nem tem o interesse de planejar as nanas. Presta servio para as pessoas e no se preocupa em falar o valor. Acha que isso uma bobeira. Briga comigo dizendo que no quer cobrar e s ca no prejuzo. Se falo com ele para estudar, no vejo interesse nem concentrao. Ele fez uma faculdade, porm, no conseguiu emprego na rea. Agora est tendo a oportunidade de se dedicar, mas no vejo desejo, s ca no computador jogando e na internet o dia inteiro, se deixar. J me disse que se eu interferir nas coisas dele, ir se separar, e que a minha obrigao cuidar da casa e ele das despesas. Sou uma mulher formada e lutadora. Sempre passei por diculdades, lutei, mas venci. O que fao? Amiga (Por e-mail) Amiga, Voc se casou com algum que no compatvel com voc. Ele no v as coisas como voc. E agora, o que fazer? Brigar? Criticar? Se separar? Agora voc tem que se adaptar a essas diferenas. Se ele no quer cuidar das nanas, voc cuida. No fcil, mas voc tem que resolver o problema e no apontar o dedo e se desesperar. MUDANA URGENTE Durante a minha infncia, eu ia IURD com a minha me, mas chegou uma poca em que no aguentei mais car na igreja e sa. Nesse perodo,

perguntas & respostas

CRISTIANE CARDOSO

meu pai morreu e eu comecei a viajar muito. No tinha vcios, mas muita vaidade e orgulho. Comecei a beber devagar at me viciar. Fiz vrios amigos, era baladeira e deixei de ser aquela garota educada, calma, atenciosa. Bebia muito, usava drogas, achava que nenhum homem prestava, que no queria relacionamentos. No colgio, conheci um rapaz muito legal, do tipo mano, aqueles que cuidam das garotas. Fui cando com ele, nos conhecendo. Foi o primeiro namorado da minha vida, mas, no decorrer do tempo, ele me disse que era afastado de uma igreja. Eu no o amava, mas gostava da companhia dele. Ele vivia atrs de mim e eu at gostava. Trabalhava, falava em casamento, nanciou uma moto, mas eu nem pensava em casar com ele. Numa de nossas bebedeiras, ele tentou o suicdio e eu fui busc-lo em um manicmio. Hoje, ele no sabe se quer car comigo, mas diz que no tem coragem de terminar. Como saber se ele a pessoa que vai me fazer feliz? O que devo fazer? Amiga (Por e-mail) Amiga, Eu vejo que o problema no est em car ou abandonar esse rapaz e sim na vida que vocs dois tm levado. Ser que voc pode chegar a algum lugar assim? hora de voc e ele amadurecerem, reconhecerem que no so mais crianas, pois tudo isso trar consequncias. Veja o que aconteceu com ele. hora de mudar de rumo, amiga.

Deixe-me serEu tentei, algumas semanas atrs, e mal esperei para me livrar dele. No que eu no goste de amarelo ou lenos adoro No sou. Talvez seja porque eu gosto de ser cria- lenos , s que eu gosto de ser livre para tiva e moderna com o meu visual. Isso vestir qualquer cor e qualquer acessrio algo que herdei da minha me. Essa no que eu tiver vontade. Se existe um hbito a rea mais importante faltando nas mulheres, da minha vida, mas certapenso que seja este. Vista mente uma na qual eu CONTANTO QUE VOC o que voc tiver vontade, gosto de estar em alta todos os dias. Se eu engor- SE SINTA BONITA, PARA tenha o seu prprio estilo. Contanto que voc se sindo um pouquinho, me QUE SE PREOCUPAR ta bonita, para que se preesforo para perder esse COM O QUE A VOGUE ocupar com o que a Vopouquinho; se eu enjoo OU PARIS DITAM? gue ou Paris ditam? do meu penteado, prendo Quando eu gosto de algo os cabelos com algo difeque est na moda, uso, mas rente. um prazer para mim mudar o visual e me sentir bem no me impressiono com tudo que eles dizem ser bonito. Algumas roupas lanadas, com isso. Por outro lado, eu odeio quando a atualmente, fazem as mulheres perder a femoda dita aquilo que devo vestir. Eu no minilidade, discrio e at a graa. Quem disse que os designers tm o digosto que me digam a cor do momento amarelo ou use um leno, mesmo que reito de nos ridicularizar desse jeito? Na f. voc no queira. Est na moda estes dias. s vezes recebo amigas pedindome dicas de moda. No sei por que algumas delas pensam que sou especialista nisso.CRISTIANE CARDOSO www.cristianecardoso.com

Para receber aconselhamento espiritual de uma mulher de Deus, envie seu e-mail para redacao@folhauniversal.com.br, ou escreva para seo Perguntas e Respostas: Estrada Adhemar Bebiano, 3.610 Inhama Rio de Janeiro CEP 20766-720.