A REDE GLOBO - FolhaUniversal

Download A REDE GLOBO - FolhaUniversal

Post on 24-Jun-2015

640 views

Category:

Documents

43 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

A verdade sobre o Imprio dos Marinho, a maldio que tem entrado nos lares do Brasil levando desgraa, mentira e engano aos jovens e as famlias, construindo entre outras coisas novelas de vidas de falsidades. As outras coisas citadas acima devem ser lidas tambm.

TRANSCRIPT

N 911De 20 a 26 de setembro de 2009 EDIO NACIONAL

w w w f o h a u n v e r s a w w w ... ff o ll h a u n ii v e rr ss a lll ... cc o m ... bbr r w w w a c o m b r o mE

RA TI

0 00 0. 50 3.G EM

EDIO ESPECIAL

Joo Roberto Marinho

Jos Roberto Marinho

Roberto Irineu Marinho

Estes senhores so donos da TV Globo. Uma herana que cresceu e se mantm sob acusaes de fraudes, privilgios de polticos e manipulaes. At quando eles continuaro impunes?PG.

10

FOTOS: FOLHAPRESS

COMO A FAMLIA MARINHO DESTRI O BRASILPAE

X

CO RE

E

M

RD E

L

A

R

E

S

2

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

opinio

RECADO DA REDAOEsta edio especial da Folha Universal dedicada, em sua quase totalidade, a um nico tema que interessa muito a voc. A inuncia da "Rede Globo" na vida social e poltica do Pas ou como um grupo que deteve, por dcadas, o monoplio da comunicao prejudicou o Brasil. Criada e fortalecida atravs de ligaes com a Ditadura Militar, o regime que deixou o Pas sem liberdade por longos e tenebrosos 21 anos, a "TV Globo", da famlia Marinho, assiste ao m de sua hegemonia e, acostumada a privilgios, demonstra que no sabe conviver com a livre concorrncia. Nas pginas desta edio, mostramos como a "Globo" recebeu injeo de dinheiro pblico, se apropriou de terrenos, tambm pblicos, envolveu-se em fraudes e falsicaes, e manipulou o noticirio, principalmente durante eleies. E, ainda assim, perde cada vez mais espao na audincia para o avano da "TV Record". Boa leitura.

Leia a opinio do bispo Edir Macedo na pgina 4i, do caderno Folha IURD

CARTASPARABNSSou espanhol e mudei para este Pas bonito que o Brasil. Como catlico, me envergonho da posio de minha igreja em relao a alguns assuntos de interesse social, como sexualidade, aids, instruo, cincia mdica, entre outros. Entretanto, eu leio a Folha Universal desde que cheguei ao Brasil e me surpreende a humanidade e racionalidade com as quais sua igreja trata estes assuntos. Seu jornal me oferece um ponto de vista realstico do que este Pas est vivendo. Meus parabns a toda a redao. Santiago Jord Gonzalez trabalhadores mais atentos quanto aos seus direitos. Giselle Rodrigues Reis espiritual. Como os norte-americanos so os maiores consumidores de cocana, deveriam montar bases militares nas fronteiras deles, para no deixar sair dlares e no deixar entrar cocana. Obama continua com o mesmo esprito de Bush, de expanso militar e beligerncia. Marcial Sanchez Claros Lula e Sarkozy, para a compra, pelo brasileiro, de avies de caa Rafale, precisa de maiores esclarecimentos populao, que, no final das contas, quem vai pagar esta alta fatura. Todos sabemos que as Foras Armadas Brasileiras esto sucateadas e preciso que se garanta a soberania do Pas. Mas no podemos deixar de levar em conta que somos um Pas de muitas carncias. Fabio Tavares

Natal (RN) INSEGURANA NO TRABALHOParabenizo a vocs pelo artigo do dia 23 de agosto (ed. 907), sobre insegurana no trabalho. um assunto de grande importncia para todos os trabalhadores. A matria cou maravilhosa e deixou vrios

Belo Horizonte (MG) EXPANSO E BELIGERNCIAComo sempre, parabenizo por todas as matrias publicadas, sobretudo a De tremer nas bases (ed. 908). Eu era assduo leitor da Folha de S. Paulo, agora sou da Folha Universal. No perco nenhum nmero porque complementa meu crescimento

Petrpolis (RJ) CAAS FRANCESESO acordo de R$ 4 bilhes entre

Marechal Hermes (RJ)

Sua participao cartas, e-mails e fax com comentrios, denncias e opinies deve ser enviada para esta coluna com nome completo, legvel e endereo que permita conrmao. As cartas podero sofrer, se necessrio, modicaes ou cortes, sem, no entanto, ter a ideia original alterada. Correspondncias: Rua do Bosque, 1.449 Barra Funda So Paulo SP CEP 01136-001 Fax.: (11) 2184-5651 - e-mail: cartas@folhauniversal.com.br (as cartas e e-mails devem conter nome completo, cidade de origem e RG).

TIRAGEM COMPROVADA PELA BDO TREVISAN AUDITORES INDEPENDENTES

Diretor Geral: SIDNEY S. COSTA Diretor de redao: JERONIMO ALVES Superviso editorial: DOUGLAS TAVOLARO E LEANDRO CIPOLONI Chefe de redao: CELSO FONSECA Subeditores: LYGIA REBELLO, FELIPE GIL E MNICA SOARES Diretor de arte: VAGNER SILVA

Matriz: Estrada Adhemar Bebiano, 3610 - Inhama Rio de Janeiro - RJ_CEP 20766-720 Departamento Comercial (21) 3296-9300

Redao: Rua do Bosque, 1449 - Barra Funda - So Paulo - SP_CEP 01136-001 SP - Tel.: (11) 2184-5648 / Fax: (11) 2184-5651 RJ - Tel.: (21) 3296-9300 r. 154 / Fax: (21) 3296-9356 redacao@folhauniversal.com.br

CORRESPONDENTES: Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 3296-9300 ramal 154 - redacao@folhauniversal.com.br Belo Horizonte/MG - Tel.: (31) 3349-7300 - correspondentemg@folhauniversal.com.br NORDESTE - Salvador/BA - Tel.: (71) 3432-9027 Fortaleza/CE - Tel.: (85) 3452-2163 So Lus/MA - Tel.: (98) 3216-1647 NORTE - Manaus/AM - Tel.: (92) 2121-1125 - correspondentenorte@folhauniversal.com.br Rio Branco/AC - Tel.: (68) 3224-6051 Macap/AP - Tel.: (96) 3223-6248 CENTRO-OESTE - Goinia/GO - Tel.: (62) 4008-7400 Cuiab/MT - Tel.: (65) 3623-0373 SUL Curitiba/PR - Tel.: (41) 3025-5700A FOLHA UNIVERSAL NO SE RESPONSABILIZA PELAS INFORMAES CONTIDAS NAS CARTAS DOS LEITORES. ELAS NO EMITEM, NECESSARIAMENTE, A OPINIO DO JORNAL. TAMBM NO SE RESPONSABILIZA PELA AUTENTICIDADE DOS ANNCIOS PUBLICADOS.

impresso: Ediminas S/A - MG - CIRCULAO: em todo o territrio nacional

entrevista

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

3

10 PERGUNTAS paraPAULO RAMOS

GLOBO ANTIDEMOCRTICADeputado estadual fala como a quebra do monoplio da emissora contribui para a liberdade do PasPor Alice Mota alicemota@folhauniversal.com.br

C

omo se no bastasse a inuncia no cenrio poltico nacional desde a Ditadura, a TV Globo acusada de utilizar seu poderio de mdia para eleger quem do seu interesse. Em entrevista Folha Universal, o deputado estadual Paulo Ramos, do Rio de Janeiro, lder do Partido Democrtico Trabalhista (PDT), e deputado federal por dois mandatos, fala de suas investigaes sobre as Organizaes Roberto Marinho, como a compra do Projac com dinheiro da Caixa Econmica Federal.

da Globo como Leonel Brizola, que se elegeu governador do Rio Janeiro, em 82, e se reelegeu, em 1990, mesmo contra a vontade do grupo? A contribuio de Brizola foi para desmascarar o Sistema Globo e hoje se percebe nas pessoas uma rejeio a qualquer esforo da Globo de divulgar qualquer informao que no corresponda ao desejo da populao. Na dimenso da poltica de Brizola, ainda no surgiu ningum com uma coragem to grande. Como denunciamos, a compra do Projac foi feita com investimento da Caixa Econmica Federal, por U$ 39 milhes (R$ 70,4 milhes), atravs de uma linha de crdito a juros bem menores do que o captado no mercado. 8 O senhor acredita que a Globo elegeu Collor e o retirou da Presidncia da Repblica? A TV Globo teve participao intensa na campanha, em 1989? O Collor foi candidato da Globo e criou um partido para concorrer naquela eleio. Mas bom lembrar que depois de eleito, Collor rompeu com Roberto Marinho, porque o Collor estava construindo uma rede nacional de televiso e todas as concesses da Globo iam vencer em 1993, ainda no governo dele. Ningum no Brasil destitudo do poder por causa de corrupo. Havia a corrupo no governo de Collor, inclusive tambm votei pelo impeachment, mas, a Globo realmente tinha outros interesses. Ela queria inviabilizar o surgimento de uma nova rede. E dependendo de um comportamento da Globo, Collor poderia no renovar as concesses.

1 O senhor acha a quebra do monoplio da audincia saudvel para o Pas? Durante muitos anos as Organizaes Globo tiveram uma hegemonia muito grande e isto no permite a diversicao da informao. O monoplio uma perversidade para a democracia. preciso que haja a concorrncia e que se tenha uma multiplicao dos meios de comunicao. A televiso veculo muito importante e preciso que haja a competio participao do Sistema Globo. E, embopara que a populao receba informaes de ra tenha tudo cado evidente e comprovafontes variadas. A Globo se habituou a ter do, ningum foi responsabilizado. o controle do poder poltico 4 O senhor acha em funo dos ndices de audincia. Na medida que O MONOPLIO UMA que a Globo segue os ndices caem, diminui a PERVERSIDADE PARA tentando inuenciar nos destinos poltiinuncia dela. A DEMOCRACIA. cos do Pas? Com certeza absoluta. 2 Qual a relao e PRECISO QUE HAJA No toa que a Gloo poder da mdia s vsA CONCORRNCIA bo decide seu modelo de peras de uma eleio? satanizar quem quer e Quando deputado federal, eu z um levantamento de tudo endeusar queles que vo de encontro com que a Globo controlava, como as repe- seus interesses. Mas o interesse da Globo tidoras nos estados e municpios. Chega- nunca o mesmo da democracia, por isto, mos concluso que ela determinava o no interessa populao. fato histrico e tinha o poder de adulterar 5 Isso ainda acontece? a informao depois do acontecido. E esta Claro, e inclusive durante a ltima eleisituao confere um superpoder que no o prefeito no Rio de Janeiro no coninteressa democracia. cordei com as regras que a Globo queria 3 O senhor acompanhou o caso impor e determinar quem iria participar dos Proconsult, a suposta tentativa de debates. Queria selecionar o debate conforfraude na eleio do Brizola, em 82. me seus interesses. A legislao diz que todo partido que tem representao no Congresso Isto realmente ocorreu? Aconteceu e foi comprovada a Nacional tem direito de participar. Como

a populao ir opinar se a Globo quer dar as regras. Isto antidemocrtico, mas a Globo antidemocrtica.

6 Na grande maioria da vezes, os polticos se intimidam com a Rede Globo? H o medo de car de fora da 9 Como est o andamento da CPI programao, como aconteceu com ex- do Projac? O que foi descoberto? prefeito do Rio, Saturnino Braga? Ficou comprovado que a Caixa EcoH dois comportamentos: de dependn- nmica Federal beneciou a Globo cia e de submisso.Tambm quei impedido com a construo do Projac. de ser entrevistado pela Globo quando z a CPI da compra do Pro10 O senhor prejac. A emissora procura tende continuar inA GLOBO SE HABITOU colocar o parlamentar no vestigando as OrgaA TER O CONTROLE DO anonimato e sepultam a nizaes Globo? atuao dele. H casos em No tenho outra alPODER POLTICO EM que existe uma verdadeira ternativa, pois defendo a FUNO DOS NDICES perseguio. Por isto, j democratizao da inforz ato pblico em frente mao. Defendo que se DE AUDINCIA Globo, chamando: deva pulverizar no controroubo, roubo tudo Rede Engodo, como le dos meios da comunicao. A concentrao tambm um ato em frente ao IBOPE, o orgo faz mal democracia. Em pases verdadeirade pesquisa preferencial do Globo. mente democrticos isso no acontece. As atitudes da Globo so perniciosas. So muitas 7 H no cenrio poltico algum denncias contra ela, e a gente vai remando e que conseguir incomodar o poderio acreditando no m da impunidade.

ASCOM

4

DOMINGO 20 SETEMBRO 2009

SETE DIASnacional. Juntas, as duas tragdias (as maiores da aviao civil brasileira) mataram 353 pessoas. Ronaldo Jenkins, coordenador da Comisso de Segurana de Voo do Sindicato Nacional de Empresas Areas (SNEA), explica que os dados devem ser analisados com cuidado. Ele destaca, ainda, que as dimenses continentais do Brasil e a diversidade cultural e de infraestrutura do Pas podem contribuir para alterar a mdia. Em alguns Estados, h infraestrutura, boas pistas e scalizao. Em outros, no h controle. Pilotos que voam sem habilitao, avies sem manuteno, selva, pistas clandestinas. impossvel, no Brasil, que a autoridade aeronutica esteja em todas as partes do Pas, explica.AE

aconteceu

Alarme no arRelatrio mostra que, no Pas, h 1,76 acidentes a cada 1 milho de voos. Quatro vezes mais do que a mdia mundialUm relatrio indito da Agncia Nacional de Aviao Civil (Anac) aponta: a taxa de acidentes fatais na aviao regular do Brasil est mais de quatro vezes acima do padro mundial. O ndice de tragdias no Pas foi de 1,76 para cada 1 milho de voos entre 2004 e 2008, enquanto a mdia internacional cou em 0,4 por 1 milho. H regies do mundo em que os ndices so piores que no Brasil. o caso da sia central e oeste (2,29) e frica (4,96). As mdias de cada pas so calculadas com base nos registros de acidentes e outras ocorrncias dos ltimos 5 anos. Ou seja: as quedas dos avies da Gol, em 2006, e da TAM, em 2007, foram as responsveis pela piora do ndice

TRAGDIA: Queda do avio da TAM, em 2007, fez ndice piorar

Inimigo ntimoLevantamento da Secretaria de Sade do Estado de So Paulo, feito com 1.286 casos de violncia domstica, registrados no estado entre janeiro e maio deste ano, aponta que 75% das vtimas so mulheres. Na maioria dos casos 67,8% elas so agredidas pelo parceiro (marido, companheiro ou namorado) e, em 70,8% das vezes, dentro de casa. A forma de agresso mais comum a fsica (59%) e as vtimas tm entre 20 e 39 anos. O fato de a maioria dos criminosos ser o marido ou namorado inibe as denncias. Tinha aquela histria de no querer se meter em briga de marido e mulher, mas as pessoas tm denunciado mais, tm mais conhecimento sobre os direitos e a Lei Maria da Penha, avalia Marisa Sanematsu, do Instituto Patrcia Galvo.

FOLHAPRESS

Cidades celebram Dia Mundial Sem CarroMilhares de pessoas devem deixar o carro na garagem nesta tera-feira, 22 de setembro, em apoio ao Dia Mundial Sem Carro. Trata-se de uma mobilizao que envolve mais de 40 pases na busca por alternativas mais sustentveis de transporte. A ideia surgiu na Europa, na dcada de 90. No Brasil, o Dia Mundial Sem Carro celebrado desde 2001 e tem sido marcado por manifestaes de ciclistas e presso por mais investimentos em transporte pblico coletivo.

PEDAL: Campanha mundial pede que as pessoas deixem o automvel em casa

Trapaa na Frmula 1em 2008. A batida teria sido planejada pelo dono da equipe Renault, Flavio Briatore, com o propsito de beneciar o outro piloto do time, Fernando Alonso. Briatore negou e disse que ia processar Piquet, mas a anlise do carro de Nelsinho aps a corrida demonstra comportamento incomum do piloto, que continuou acelerando quando, em uma situao normal de NELSINHO: Piloto bateu de propsito batida, teria freado. A troca de acusaes entre Briatore e Piquet terminou em ofensas, O piloto de Frmula 1 com ele insinuando que Nelsinho Piquet, lho do Nelsinho homossexual. Na campeo da categoria Nelson quarta-feira (16), a Renault Piquet, assumiu que bateu anunciou o afastamento de propositalmente durante Briatore da equipe. a corrida de Cingapura,

AFP

sete diasDiarista tem dvida milionriaH 9 anos, ao fazer compras numa loja de departamentos, a diarista Ana Maria da Silva descobriu que algum havia usado o nome e o CPF dela para abrir credirio. A dvida era de R$ 690. Ana foi ao Serasa e descobriu mais quatro cheques devolvidos. Os dados eram dela, mas as assinaturas no. Ela fez um boletim de ocorrncia e esperava que a polcia resolvesse o assunto. Mas no foi o que aconteceu. Em agosto ltimo, ela levou um susto ao de...