A pré história no brasil

Download A pré história no brasil

Post on 29-May-2015

1.527 views

Category:

Documents

6 download

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. A Pr-Histria no Brasil</li></ul> <p> 2. Dentro dos estudos arqueolgicos desenvolvidos na Amrica, o Brasil concede uma significativa contribuio proveniente de seus diversos stios arqueolgicos. Entre os estados que apresentam antigos vestgios da presena humana podemos destacar primeiramente os estados do Piau, Minas Gerais e as regies litorneas do Centro-sul do pas. 3. So Raimundo Nonato - Piau 4. Em So Raimundo Nonato (PI), um grupo de arquelogos liderados por Nide Guidon notificou a presena de facas, machados e fogueiras com cerca de 48 mil anos de existncia. Entre as principais concluses desses estudos, destaca-se a presena de comunidades coletivas que caavam e utilizavam o fogo para protegerem-se e alimentarem-se. 5. Mapa: So Raimundo Nonato 6. Na regio de Lagoa Santa (MG) o local onde est registrado uma das mais notrias descobertas da arqueologia nacional. Foi ali que se achou o mais antigo fssil das Amricas. Tratase do crnio feminino que existiu h cerca de 11.500 anos. Pesquisas desenvolvidas a partir desse fssil (apelidado de Luzia) abriram portas para novas teorias sobre o processo de ocupao do continente. Os traos negrides de Luzia levantam a suspeita de uma onda migratria da Oceania, responsvel pela ocupao do nosso continente. 7. Luzia: 8. Prxima das regies de rio e no litoral do Brasil existe outro conjunto de vestgios pr-histricos. Nestes lugares, montes de conchas e esqueletos de peixe conferem a existncia de comunidades inteiras que sobreviviam da pesca. Tambm conhecidos como povos sambaquis, essas populaes foram usualmente detectadas no Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e So Paulo. No ano de 2001, o mais antigo sambaqui brasileiro foi encontrado em Vale do Ribeira (SP). 9. Os sambaquis, montes de conchas, esqueletos, ossos, restos de fogueiras e artefatos humanos misturados areia, alguns com mais de 30 metros de altura, e que ainda hoje registram a vida dos brasileiros que habitavam nossas praias h quase nove mil anos . O nome sambaqui origina-se da combinao de duas palavras na lngua tupi: tamba, que quer dizer conchas, e ki significando amontoado. 10. Eles so um patrimnio arqueolgico da maior importncia, que permite aos estudiosos pesquisar as antigas comunidades que viveram no nosso litoral. H pelo menos nove mil anos j havia sambaquis e os homens, mulheres e crianas que ajudaram a form-los no eram simples e pequenos bandos de nmades em busca de comida. Eram uma sociedade com algum nvel de organizao e uma tecnologia adequada para usar com eficincia os recursos naturais disponveis. 11. Sambaqui: 12. Segundo a arqueloga Maria Dulce Gaspar, do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro, os sambaquis so "o resultado de um trabalho orientado pela sociedade sambaquieira, que tinha suas prprias regras sociais e organizava seu dia-a-dia para construir o que hoje chamamos de marcos espaciais, paisagsticos". Alguns deles, como os de Santa Catarina, so to grandes (tm cerca de 30 metros de altura), que chegam a aparecer nos mapas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica (IBGE), lembra Maria Dulce. 13. Nas regies do interior do Brasil tambm so encontrados riqussimos stios arqueolgicos. Os chamados cemitrios dos ndios so, na verdade, vestgios de antigas civilizaes do territrio brasileiro. Ali encontramos grandes aldeias que realizavam sofisticados rituais funerrios. Datados com cerca de mil anos, esses povos possuam uma cultura bastante diferente da dos sambaquis. 14. Cemitrio Indgena: 15. Ainda na regio amaznica, temos relato sobre um outro conjunto de povos prhistricos. Designados como integrantes da civilizao marajoara, esses povos deixaram interessantes vestgios materiais. Dotados de uma arte ceramista ricamente detalhada, os marajoaras faz parte dos mais complexos grupos humanos que viveram em terras brasileiras. 16. Cermica Marajoara: 17. Com o passar dos anos, as civilizaes amerndias foram desenvolvendo-se em territrio nacional. Espalhados em diferentes tribos, os ndios brasileiros integraram uma parte mais recente da Histria das populaes nativas do Brasil. A partir do sculo XV, a chegada dos europeus transformou radicalmente a situao dos ndios. A intolerncia religiosa e cultural, a violncia e as epidemias foram responsveis pela dizimao dos povos indgenas no pas. 18. Potes de Barros e Utenslios de Pedra Lascada ou Polida: Tigelas, potes, urnas com esqueletos dentro (estudiosos concluram que os habitantes dessas regies enterravam seus mortos dentro da prpria aldeia). As pontas de flechas, machadinhas e lascas de vrios tamanhos constituam os objetos feitos de pedra.</p>