A origem das espécies - joana rodrigues

Download A origem das espécies -  joana rodrigues

Post on 18-Dec-2014

373 views

Category:

Education

11 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. de Janet Browne </li> <li> 2. Ttulo: A origem dasespcies, de Charles Darwin Autor(a): Janet Browne Editora: Gradiva Ano de edio: 2008 Ano de publicao: 2006 </li> <li> 3. Janet Browne professora de Histriada Cincia na Universidade deHarvard.Escreveu a biografia de referncia deCharles Darwin, em dois volumes:Voyaging(1995) e The Power of Place(2002), distinguida com vriosprmios literrios. considerada a maior especialistamundial em histria da biologia do sc.XIX. </li> <li> 4. A viagem a Publicao do Quem foi bordo do Beagle. livro A Origem Charles Darwin? O evolucionismo das espcies da A seleo autoria de natural Darwin. 2. Uma teoria1. Os 3. A como basePrimrdios Publicao de trabalho Reaes da publicao do livro que ia contra os O Darwinismo princpios da altura: o de a existncia de um criador. 4. A 5. O Legado controvrsia </li> <li> 5. Naturalista e bilogo ingls, Charles Robert Darwin nasceu a 12 defevereiro de 1809 em Shrewsburry, e morreu a 19 de abril de1882, em Dawn, Kent.Neto de Erasmus Darwin, um mdico e poeta conhecido, e filho deum mdico, perdeu a me quando ainda tinha apenas oitoanos, ficando a sua educao a cargo das irms mais velhas. Viviasem problemas financeiros dado que a sua famlia fazia parte daclasse mdia-alta.Em 1825 ingressou na Universidade de Edimburgo para estudarMedicina mas no se identificando com o curso, mudou para aUniversidade de Cambridge com o intuito de se tornar pastor daIgreja.Apesar das suas intenes Darwin conheceu os professores JohnHenslow, de biologia, e Adam Segwickint, de geologia, que lhedespertaram o interesse pelo estudo da Histria Natural. </li> <li> 6. A viagem de Charles Darwin a bordo do navio britnico HMS Beagle, de1931 a 1836, um dos episdios mais conhecidos em toda a histria dacincia.Embarcou no Beagle como convidado para servir de companhia ao capitodo barco, Robert Fitzroy mas acabou por desempenhar o papel denaturalista.Esta viagem a vrias partes do globo proporcionou-lhe o estudo e odesenvolvimento aprofundado dos seus conhecimentos, assim como novosdados de investigao sobre a evoluo da Terra, desde as variaesgeolgias descoberta de fsseis que se assemelhavam a animais queainda habitavam na mesma terra.Durante os cinco anos no Beagle, o naturalista atento e curioso colecionou1529 espcies, que levou de regresso ao seu pas, acondicionadas emgarrafas com lcool, levou tartarugas vivas, 3907 espcimes secos, 368pginas de notas sobre zoologia, mais 1383 de geologia e um dirio com770 pginas. </li> <li> 7. Partiu de Inglaterra, de seguida navegou pela Amrica do Sul, contornou o cabo Horn erumou pela costa at o arquiplago de Galpagos. Depois cruzou o Pacfico e chegou Nova Zelndia e Austrlia. Do sul da Austrlia, o Beagle atravessou o Oceano ndico,contornou o Cabo da Boa Esperana, passou de novo pelo Brasil e voltou paraInglaterra em 1836. O Beagle tambm passou por Portugal, nas ilhas dos Aores. </li> <li> 8. De regresso a Inglaterra, em 1836, Darwin deu incio ao estudo cientficobaseado nas suas experincias e descobertas.Mais tarde, em 1859, publicou a obra em que exps a sua teoria, The Originof Species by Means of Natural Selection ( A Origem das Espcies pelaSeleo Natural). neste livro que vem formulada a Teoria da Seleco Natural que explicaque todas as espcies vivas foram evoluindo ao longo do tempo a partir deancestrais comuns atravs de um processo que ele designou seleo natural.Como Darwin no tinha muitos conhecimentos sobre hereditariedade,representou em forma de rvore a relao entre os animais e plantas daatualidade com os seus ancestrais. </li> <li> 9. A primeira edio do livro esgotou logo noprimeiro dia e com ela teve incio uma enormepolmica no domnio pblico que veio aalastrar a toda a sociedade civil e religiosa.O livro A Origem das espcies foi elogiado poralguns por ter muitos dados que sustentavamas suas teorias. No entanto, o livro tambm foicriticado por sugerir que todos seres vivostinham origem em processos inteiramentenaturais.A ideia de que os seres vivos evoluemgradualmente atravs da seleo naturalchocou profundamente os leitores, pondo emcausa aquela que era, para muitos a inabalvelcrena na existncia de um Criador. </li> <li> 10. A teoria de Darwin de que a evoluo ocorreu por meio de seleonatural mudou a forma de pensar em inmeros campos de estudoda Biologia Antropologia. Darwin foi o primeiro a desenvolver epublicar uma teoria cientfica de Seleo Natural.Apesar da grande controvrsia que marcou a publicao dotrabalho de Darwin, a evoluo por seleo natural provou ser umargumento poderoso contrrio s noes de criao divina. A ideiade que no mais havia uma clara separao entre homens eanimais faria com que Darwin fosse lembrado como aquele queremoveu o homem da posio privilegiada que ocupava nouniverso. No entanto, para alguns crticos ele continuou sendo vistocomo o "homem macaco" frequentemente desenhado com umcorpo de macaco. </li> <li> 11. Fixismo:defende a imutabilidadedas espcies aps a suacriao. Evolucionismo:admite que as espcies noso imutveis e que sofremmodificaes ao longo dotempo.(Darwin era um defensordo evolucionismo) </li> <li> 12. Dentro de uma populao existe variabilidade intraespecfica, ou seja, os organismos damesma espcie apresentam algumas caractersticas distintas.As populaes tm tendncia para uma superproduo de descendentes e assim, crescerexponencialmente, levando a um excedente populacional.Como o meio apresenta recursos finitos no suporta tantos descendentes, desencadeia-seuma luta pela sobrevivncia entre os membros da populao.Por seleo natural, os indivduos que apresentam caractersticas vantajosas em relaoao meio(mais aptos) vo sobreviver, reproduzir-se e transmitir as suas caractersticas aosdescendentes (reproduo diferencial), enquanto os menos aptos so eliminados. </li> <li> 13. Estando bem preparado para reconhecer a luta pela existncia [] apercebi-me imediatamente de que, nestas circunstncias, as variaes favorveis teriamtendncia a ser preservadas, e as desfavorveis a ser destrudas. Naquelemomento, tinha finalmente encontrado uma teoria que servisse de base ao meutrabalho pg.55 O meu abominvel livro [] tem-me custado tanto trabalho que quase o odeio.pg.92 </li> </ul>