a mÚsica popular no cenÁrio universitÁrio: i ?· pesquisa de artigos acadêmicos sobre mpb e...

Download A MÚSICA POPULAR NO CENÁRIO UNIVERSITÁRIO: I ?· Pesquisa de artigos acadêmicos sobre MPB e festivais…

Post on 11-Nov-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Departamento de Histria

    A MSICA POPULAR NO CENRIO UNIVERSITRIO: I FESTIVAL DE MSICA DA PUC-RIO (1981)

    Aluno: Rodrigo Lauriano Soares

    Orientadores: Margarida de Souza Neves, Eduardo Gonalves e Clvis Gorgnio Coorientador: Rmulo Costa Mattos

    Introduo

    O I Festival de Msica da PUC-Rio (1981), como objeto de estudo, caminho possvel para compreender a presena da msica popular brasileira em certo momento da histria da PUC-Rio. E tambm uma maneira de formular perguntas sobre sua presena ou ausncia em outras conjunturas vividas na Universidade. A temtica sobre a msica popular na Universidade surgiu na etapa anterior das minhas pesquisas, a partir de buscas no acervo do Ncleo de Memria da PUC-Rio, no qual foram encontradas informaes sobre diversos eventos de msica popular realizados na Universidade, alguns deles com repercusso na cidade e no meio musical. Junto ao interesse pelo estudo da msica popular brasileira no Rio de Janeiro em diferentes perodos, o intuito dessa pesquisa buscar e analisar essas fases atravs do cenrio universitrio, no qual esto presentes as dinmicas culturais e sociais daquela sociedade.

    A etapa anterior abordou o Projeto Brahma, ocorrido dez anos depois desse I Festival de Msica da PUC-Rio. Este Projeto promoveu shows quinzenais de artistas consagrados da MPB durante todo o ano de 1991. Nesse estudo, a pretenso era compreender a universidade como um espao que integra movimentos culturais e promove o cenrio musical. O recorte temporal da pesquisa atual o ano de 1981, perodo rico e tenso na histria da PUC-Rio no qual ocorreram greves na PUC-Rio, foi consolidado o chamado modelo PUC de organizao e vida na Universidade e tambm foram organizadas as atividades para a comemorao dos 40 anos da Universidade. O I Festival de Msica da PUC-Rio, planejado pelo DCE e Musiclube da PUC-Rio, com o apoio da FUNARTE, contou com a apresentao de 130 canes de alunos, funcionrios e professores entre o final do ms de agosto e incio de setembro daquele ano.

    Este Relatrio Anual alm de apresentar essa segunda etapa da pesquisa, traz um Relatrio Tcnico das atividades realizadas por este bolsista no perodo compreendido de julho de 2016 at julho de 2017. Ele apresenta em uma primeira seo o que foi feito em conjunto com a equipe do Ncleo de Memria da PUC-Rio e individualmente. De cunho descritivo, aponta e explica resumidamente a produo e as atividades realizadas como membro da equipe do Ncleo. Na segunda seo h o Relatrio Substantivo que consiste no texto que consolida o trabalho individual da pesquisa no perodo abrangido por esse Relatrio Anual, e que tem como objetivo final contribuir para a elaborao de uma monografia de concluso do curso de graduao em Histria.

    1. Relatrio Tcnico

    Atividades em equipe Realizei as seguintes atividades junto com a equipe do Ncleo de Memria da PUC-Rio,

    entre julho de 2016 e julho de 2017: 01. Atendimento a solicitaes relativas s pesquisas no acervo, cesso e autorizao de

    uso de documentos e perguntas sobre temas abordados. As consultas, internas e externas Universidade, so respondidas diretamente pela equipe ou encaminhadas aos setores responsveis;

  • Departamento de Histria

    02. Reunies tcnicas semanais com a participao de toda equipe, coordenadores, pesquisadores e bolsistas, tendo como meta a elaborao de projetos, sistematizao de tarefas, discusso de textos produzidos pela equipe, troca de experincias e discusses sobre a Jornada de Iniciao Cientfica;

    03. Publicao do acervo atravs do website do Ncleo de Memria da PUC-Rio; 04. Anlise e digitalizao de fotos do acervo do Comunicar cedidos ao Ncleo de

    Memria; 05. Identificao de fotografias coletadas e selecionadas para cadastro no acervo do

    Ncleo de Memria da PUC-Rio; 06. Sistematizao e catalogao do material documental atravs de digitalizao e

    cadastro em metadados no acervo do Ncleo de Memria da PUC-Rio; 07. Produo do livro: Igreja Sagrado Corao de Jesus: f, arte, memria; 08. Cadastro dos livros da biblioteca do Ncleo de Memria em um catlogo interno. A

    seguir, imagem da tela com a ficha de cadastro dos livros:

    09. Consulta a professores, pesquisadores, ex-alunos e funcionrios administrativos para

    coleta e aferio de documentos e informaes pesquisadas; 10. Seminrios Tericos:

    10.1. Seminrio terico sobre o texto do historiador Robert Darnton "O grande massacre dos gatos" (24/10/2016). O intuito foi demonstrar a importncia de informaes que em um primeiro momento so estranhas para o pesquisador, pois essas, segundo Darnton, ajudam a compreender o contexto estudado; 10.2. Seminrio Teia de Penlope (16/01/2017). Realizado em funo de pensar na organizao de trabalho do Ncleo de Memria, definindo as tarefas para cada membro da equipe e propondo prazos; 10.3. Seminrio terico sobre os lugares de memria, noo do historiador Pierre Nora (27/03/2017). Nele foi debatido como foi proposta essa noo e como ela poderia se encaixar para o Brasil e para a PUC-Rio. Alm do texto de Nora, foi

  • Departamento de Histria

    utilizado um captulo de livro escrito pela profa. Margarida de Souza Neves sobre o autor, publicado no terceiro volume da coleo Os Historiadores, organizada pelo professor Maurcio Parada e publicado em 2014 pela Editora da PUC-Rio em coedio com a Editora Vozes; 10.4. Seminrio terico sobre o texto Sinais: razes de um paradigma indicirio do historiador Carlo Ginzburg (22/05/2017). A proposta desse seminrio era compreender como os indcios aparentemente imperceptveis de um documento, por exemplo, podem conter mais informaes, as quais aproximam o pesquisador e seu objeto de estudo;

    11. A equipe do Ncleo de Memria escreve uma coluna para toda a edio do Jornal da PUC, tendo como tema em 2016 os cinco funcionrios da PUC-Rio que completavam cinquenta anos de servios PUC-Rio naquele ano, e em 2017 o tema foi memrias do mundo do trabalho. Dois ou trs membros da equipe ficam responsveis por cada crnica, que discutida por toda a equipe.

    Atividades individuais Durante o mesmo perodo que constam as atividades em equipe, realizei as seguintes

    tarefas: 01. Preparao de uma cronologia dos eventos musicais da PUC-Rio; 01.1. Pesquisa nos anurios da PUC-Rio; 02. Seleo de documentos cedidos pela professora Tereza Cavalcante; 02.1. Organizao de uma planilha com os documentos selecionados; 03. Cadastro de fotos de eventos da PUC-Rio no acervo do Ncleo de Memria; 04. Cadastro de fotos do acervo do Comunicar no acervo do Ncleo de Memria; 05. Publicao do capitulo As imagens do altar escrito pela Profa. Margarida de Souza

    Neves e por mim, no livro Igreja do Sagrado Corao de Jesus: f, arte, memria produzido pelo Ncleo de Memria da PUC-Rio: NEVES, Margarida de Souza e SOARES, Rodrigo Lauriano. As imagens do altar: esculturas de Mazeredo. IN: NEVES, Margarida de Souza; BYINGTON, Silvia Ilg (orgs.). Igreja do Sagrado Corao de Jesus: f, arte, memria. Rio de Janeiro: Ncleo de Memria da PUC-Rio, 2017.

    06. Pesquisas nos seguintes acervos para a pesquisa da Jornada de Iniciao Cientfica: 06.1. Pesquisa no acervo do Ncleo de Memria da PUC-Rio sobre eventos musicais

    que aconteceram na PUC-Rio e localizao de documentos sobre o I Festival de Msica da PUC-Rio;

    06.2. Pesquisa no acervo online da FUNARTE sobre os festivais universitrios da dcada de 1980;

    06.3. Pesquisa de artigos acadmicos sobre MPB e festivais universitrios dos anos 1980;

    06.4. Pesquisa no acervo do Comunicar para descobrir informaes sobre o I Festival de Msica da PUC-Rio no jornal PUC Notcias;

    06.5. Pesquisa no Jornal do Brasil por meio da Hemeroteca Digital do site da Biblioteca Nacional;

    06.6. Pesquisa no acervo da Reitoria da PUC-Rio; 06.7. Pesquisa no acervo online do jornal O Globo; 07. Leituras realizadas para a base terica da pesquisa: 07.1. BOURDIEU, Pierre. Sobre o poder simblico. IN: O poder simblico. Rio de

    Janeiro: Editora Bertrand, 1989. p. 9-16. 07.2. CANDIDO, Antonio. A passagem do dois ao trs: contribuio para o estudo das

    mediaes na anlise literria. Revista de Histria, v. 50, n. 100, 2017. p. 787-800.

  • Departamento de Histria

    07.3. CHALOUB, Sidney. Introduo: Zadig e a histria. IN: Vises da liberdade: uma histria das ltimas dcadas da escravido na corte. So Paulo: Companhia das Letras, 1990. p. 2-26.

    07.4. GEERTZ, C. A interpretao das culturas. Rio de Janeiro: Livros Tcnicos e Cientficos, 1989.

    07.5. GINZBURG, Carlo. Sinais: razes de um paradigma indicirio. IN: Mitos, emblemas, sinais: morfologia e histria. So Paulo: Companhia das Letras, 1989. p. 143-179.

    07.6. NAPOLITANO, Marcos. MPB: a trilha sonora da abertura poltica. Estudos Avanados USP, v. 24, n. 69.

    07.7. NAPOLITANO, Marcos. A msica popular brasileira (MPB) dos anos 70: resistncia poltica e consumo cultural. In: Actas del IV Congresso Latinoamericano de la Asociacin Internacional para el estdio de la Msica Popular. 2002.

    08. Leitura da transcrio de entrevistas realizadas em 2009 pelo Ncleo de Memria da PUC-Rio com os professores Bernardo Jefferson e Marcelo Jasmim.

    A seguir, segue o Relatrio Substantivo produzido a partir da minha pesquisa.

    2. Relatrio Substantivo

    A MSICA POPULAR NO CENRIO UNIVERSITRIO: I FESTIVAL

    DE MSICA DA PUC-RIO (1981)

    Aluno: Rodrigo Lauriano Soares Orientadores: Margarida de Souza Neves, Eduardo Gonalves e Clvis Gorgnio

    Coorientador: Rmulo Costa Mattos

    I Introduo Estudar a presena da msica popular brasileira dentro de um cenrio universitrio, em

    determinado perodo, pode possibilitar ao pesquisador compreender de outras maneiras algumas de suas caractersticas e como era sua relao com aquele contexto. Uma universidade transparece as dinmicas culturais e sociais da sociedade em que se insere e que a constitui, consegue reproduzi-las