A Gramtica sob a perspectiva enunciativa

Post on 10-Jan-2016

2 views

Category:

Documents

0 download

DESCRIPTION

Trabalho apresentado para a disciplina de Labortorio 3

TRANSCRIPT

Livia Beatriz Damaceno

1) Explique o que acontece nas ltima dcadas da Idade Mdia e no Renascimento no que diz respeito ao saber lingustico. Fale tambm sobre a produo deste saber na lngua portuguesa.

No sculo V d. C. (Idade Mdia) Donato e Prisciano escreveram gramticas latinas. Na de Prisciano j apareciam noes de transitividade e regncia, que so conceitos fundamentais na sintaxe da Gramtica Tradicional. No fim da Idade Mdia e no comeo do Renascimento houve um grande processo de gramatizao no Ocidente o que proporcionou o acesso a outras culturas. Esse processo de gramatizao acarretou em um saber lingstico que instrumentalizado, acelerou o processo de dominao de outras culturas. A primeira gramtica de lngua portuguesa foi de Ferno de Oliveira escrita em 1536 Grammatica da Lingoagem Portugueza.

2) O que gramtica? Explique os parmetros que ela busca atender e explique a definio de gramtica do gerativismo.

A gramtica um campo de produo de saber sobre a lngua. Busca atender a dois parmetros: 1) abordar a lngua sob aspectos que compe uma representao unitria do idioma idealizado, 2) tenta classificar toda a estrutura do idioma. Para o Gerativismo, a linguagem humana baseada na propriedade da infinitude discreta que diz que podemos gerar um numero infinito de sentenas ao combinar itens lexicais a partir de regras sintticas, e a criana j nasce com a capacidade de internalizar as regras e passa a operar de maneira produtiva, a gramtica portanto, o conhecimento que o falante tem sobre sua prpria lngua.

3) Como as diferentes gramticas explicam os fatos da lngua? Explique isso a partir da anlise dos pronomes feita pelo autor.

A gramtica de Jlio Ribeiro possua um tom avaliativo, manifestando apreo ou desapreo para determinado uso da lngua. A gramtica de Joo Ribeiro por sua vez, era conservadora, extremamente apegada aos clssicos, comparava o portugus brasileiro com o portugus europeu, dando preferncia ao ltimo. A gramtica de Rocha Lima se apresentava como uma orientao do uso da lngua. O Bechara buscava descrever a lngua da forma que ela se apresentava. Na gramtica de Moura Neves a lngua vista a partir de sua funcionalidade, o falante considerado sob essa perspectiva, diferentemente das gramticas vistas at ento no existe a noo de regras mas a de regularidade e as ocorrncias da lngua so o ponto de partida pata a produo do saber gramatical. A gramtica de Perini utiliza regras de estruturao formal, ou seja, descreve a estrutura da lngua sob pressupostos tericos rigorosos para tentar criar uma regra geral que d conta de todos os fatos da lngua.

Referncia Bibliogrfica:DIAS, L.F; BEZERRA, M. A. Gramtica e dicionrio. In: GUIMARES, E; ZOPPI-FONTANA, M. (Orgs.) Introduo s cincias da linguagem A palavra e a frase. Campinas: Pontes, 2006, p. 11-37.