a era vargas (1930-1945)

Download A ERA VARGAS  (1930-1945)

Post on 10-Jan-2016

60 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

A ERA VARGAS (1930-1945). *GOVERNO PROVISÓRIO (1930-1934) *GOVERNO CONSTITUCIONAL (1934-1937) *ESTADO NOVO (1937-1945). São Paulo na década de 1930. Rio de Janeiro na década de 1930. Vargas, em 1930, com seus ministros. - PowerPoint PPT Presentation

TRANSCRIPT

  • A ERA VARGAS (1930-1945)*GOVERNO PROVISRIO (1930-1934)*GOVERNO CONSTITUCIONAL (1934-1937)*ESTADO NOVO (1937-1945)

  • So Paulo na dcada de 1930

  • Rio de Janeiro na dcada de 1930

  • Vargas, em 1930, com seus ministros

  • Ao assumir o poder, Vargas destituiu os governadores dos Estados, fechou o Congresso Nacional, as Assemblias Legislativas e a Cmaras Municipais

  • Aps a Revoluo de1930, que impediu a posse de Jlio Prestes, vem a Revoluo Constitucionalista de So Paulo (1932) Os quatro jovens mortos em 23 de maio tornaram-se mrtires do movimento paulista de oposio a Vargas.

  • A sociedade paulista dedicou apoio incondicional causa revolucionria;

    Aps 3 meses de combate, So Paulo capitulou. Apesar da derrota, Vargas sentiu-se pressionado a convocar eleies para a elaborao de uma nova Constituio.

  • Civis paulistas alistando-se voluntariamente para lutarem na Revoluo de 1932

  • Eleies gerais de 1933

  • A Assemblia Constituinte de1933 e a promulgao da Constituio de 1934

  • Principias caractersticas da Constituio de 1934:instituiu o voto secreto e obrigatrio para homens e mulheres alfabetizados e maiores de 18 anos;

    Nacionalizou, empresas de seguro, riquezas do subsolo e quedas d'gua no pas;

    Proibiu o trabalho infantil, determinou a jornada de trabalho de oito horas, repouso semanal obrigatrio, frias remuneradas, indenizao para trabalhadores demitidos sem justa causa e licena maternidade.

  • A Ao Integralista Brasileira (AIB) e aAliana Nacional Libertadora(ANL)

  • A A.I.B. defendia um Estado totalitrio, unipartidarista, anticomunista e ultranacionalista;A A.N.L. defendia defendia a suspenso do pagamento da dvida externa, reforma agrria, nacionalizao das empresas estrangeiras, dentre outras mudanas. Plnio SalgadoLus Carlos PrestesSede da ANL, no RJ

  • Anau!!! Saudao integralista

  • Comcio aliancista no centro do Rio de Janeiro, 1934

  • Vargas discursa no estdio de So Janurio

  • Quartel da Polcia Militar de Natal atacado durante a IntentonaA Intentona Comunista (novembro/1935)3 Reg. De Infantaria Praia Vermelha / RJMilitares prisioneiros caminham abraados no R.J.

  • Prestes interrogado aps sua priso, em 1936

  • Filinto Mller havia sido expulso da Coluna Prestes e buscava vingana contra o capito, conhecido como o Cavaleiro da Esperana.Filinto Mller Prestes e Olga, fotos do passaporte falsoOlga Benrio

  • Golpe de Estado: Plano COHEN (Uma Farsa)

  • A Carta outorgada de 1937- A Polaca -Principais caractersticas:

    Extinguiu todos os partidos polticos e o federalismo, substituiu os governadores por interventores, fechou o Poder Legislativo, instituiu a pena de morte etc. Chico Cincia

  • Cmara dos Deputados, Rio de Janeiro novembro/1937

  • Queima das bandeiras dos Estados. Esse evento selou o fim do federalismo durante o Estado Novo. Rio de janeiro, 04/12/1937.

  • Intentona Integralista (maio de 1938)

  • O Estado Novo sofreu forte influncia da conjuntura poltico-social e econmica da Europa, na poca, marcada pela crise das democracias liberais e pelo fortalecimento dos ideais esquerdistas, fato que levou a conservadora burguesia a apoiar a ascenso dos regimes totalitrios (nazifascismo).

    X

  • Para centralizar o poder e fiscalizar as aes do funcionalismo pblico, o governo criou o DASP (Departamento de Administrao do Servio Pblico) Na Repblica Velha, os funcionrios pblicos eram nomeados pelos poderosos. Vargas quis criar um corpo de burocratas profissionais e eficientes, que conquistassem os cargos atravs de concursos. A charge de Raul Seth (1937) satiriza o mau atendimento numa repartio (funcionrios conversam e tomam cafezinho enquanto o povo espera).

  • DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda) tornou-se o mais importante rgo de sustentao da ditadura, difundindo a propaganda oficial do governo e controlando, atravs de rgida censura, os meios de comunicao em geral, sendo fortalecido pela polcia secreta chefiada por Filinto Mller.

    Filinto Mller

  • Lideranas polticas ligadas ANL e AIB e intelectuais simpatizantes do comunismo foram investigados e perseguidos pelo DIP e pela polcia secreta

  • Comemorao do 7 de Setembro, no Estdio de So Janurio, 1942

  • A poltica administrativa: Em 1943, as leis trabalhistas foram reunidas na Consolidao das Leis do Trabalho (CLT), que ainda hoje regulamenta as relaes entre patres e empregados. Ato pblico trabalhista em frente ao Ministrio da Fazenda em 10 de agosto de 1943, dia em que a C.L.T. entrou em vigor.

  • O conflito indiretamente impulsionou o processo de industrializao nacional: poltica de substituio de importaes.

    Modernizao conservadora: nos anos 1930, a crise da agroexportao (consequncia da crise de 1929) favoreceu ao surgimento de indstrias nacionais subvencionadas pelo Estado. Cia. Siderrgica NacionalQueima de caf em caldeira de locomotiva

  • No Palcio do Catete, Vargas assina a declarao de guerra ao Eixo

  • Essas empresas refletiram o oportunismo nacionalista e populista de Vargas frente Segunda Grande Guerra, negociando o financiamento junto aos EUA em troca do apoio no referido conflito.

  • Operrios na construo da CSN, em Volta Redonda (1943)

  • Companhia Vale do Rio Doce

  • Reprter Esso O Brasil na Guerra

  • E assim, o Brasil entrou na guerra contra o Eixo (Alemanha, Itlia e Japo), enviando 25 mil homens para os campos da Itlia os pracinhas da FEB dos quais 454 tombaram, sendo sepultados no cemitrio de Pistoia;

    A cobra fumando smbolo da F.E.B.Pistoia - Itlia

  • Pracinhas da FEB voltando da 2 Guerra

  • O fim do Estado Novo: A vitria dos Aliados na II Guerra fez surgirem crticas manuteno da ditadura de Vargas, levando intelectuais, advogados, professores, jornalistas, dentre outros, a exigir a redemocratizao do pas. Jos Amrico de AlmeidaArtur BernardesAfonso Arinos

  • Povo brasileiro recebendo os pracinhas no retorno da 2 Guerra

  • O Manifesto dos Mineiros (1943) foi o marco desses protestos, seguido pelo Primeiro Congresso Brasileiro de Escritores ( jan./1945), onde figuras como Jos Amrico de Almeida declaravam: preciso que algum fale, e fale alto, e diga tudo, custe o que custar.

    Srgio Milliet discursa no I Congresso Brasileiro de EscritoresJos Amrico

  • Comcio Pela Anistia Praa da S, So Paulo (1945)

  • Manifestao queremista, setembro de 1945

  • Apesar de movimentos em favor da manuteno de Vargas no poder, como o queremismo, a campanha eleitoral para a sucesso de Vargas iniciou-se e os nomes mais fortes eram o do brigadeiro Eduardo Gomes (UDN), o general Eurico Gaspar Dutra (PTB/PSD). X

  • Em 29 de outubro de 1945, os generais Gis Monteiro e Dutra depuseram Vargas e empossaram o cearense Jos Linhares que realizou as eleies em dezembro.Generais Miguel Costa e Gis Monteiro e VargasJos LinharesVargas durante o exlio em sua fazenda, So Borja-RS