A Cultura do Algodoeiro ... 31/10/2018 5 3. Fisiologia e Fenologia Marur & Ruano, 2004 3. Fisiologia…

Download A Cultura do Algodoeiro ... 31/10/2018 5 3. Fisiologia e Fenologia Marur & Ruano, 2004 3. Fisiologia…

Post on 18-Jan-2019

212 views

Category:

Documents

0 download

TRANSCRIPT

31/10/2018

1

A Cultura do Algodoeiro

Saul Carvalho

3. Fisiologia e Fenologia

Crescimento indeterminado (at 3 m de altura)

Altura ideal da ordem de 1,2 m

Morfologia e fenologia complexas

Ciclos variveis entre 130 e 170 dias

Ainda comum o uso de dias aps emergncia

- Sucesso de fases vegetativas e reprodutivas

Folhas, Botes florais, Flores, Mas e Capulhos

31/10/2018

2

3. Fisiologia e Fenologia

Rosolem, 2001

3. Fisiologia e Fenologia

Cotton Foundation, 2018

31/10/2018

3

3. Fisiologia e Fenologia

- SEMEADURA e EMERGNCIA (V0)

Entre 5 a 10 dias, temperatura importante

Temperatura do solo superior a 20 C

Temperatura do Ar entre 25 e 30 C

Temperatura base para germinao de 12 C

- Nervuras das folhas com 2,5 cm = V1, V2, V3...

3. Fisiologia e Fenologia

Rosolem, 2001

31/10/2018

4

3. Fisiologia e Fenologia

Rosolem, 2001

3. Fisiologia e Fenologia

31/10/2018

5

3. Fisiologia e Fenologia

Marur & Ruano, 2004

3. Fisiologia e Fenologia

- De V0 a B1 = 27 a 38 dias

- Crescimento radicular ocorre at o florescimento

- Favorecer o crescimento radicular

- Correo do solo e fertilidade

- Semeadura e estande uniformes

- Parte area com 30 cm = razes com 90 cm

- Proteo contra plantas daninhas e pragas

31/10/2018

6

3. Fisiologia e Fenologia

3. Fisiologia e Fenologia

- BOTES FLORAIS (B1, B2, B3, Bn)

Deve aparecer entre o quinto e sexto n

Sucessivos botes a cada trs dias

Primeiro boto floral visvel = B1

Primeiro boto floral do terceiro ramo = B3

Boto floral do ensimo ramo frutfero = Bn

Com a abertura da primeira flor, tem-se F1

Marur & Ruano, 2004

31/10/2018

7

3. Fisiologia e Fenologia

- BOTES FLORAIS (B1, B2, B3, Bn)

25 a 35 dias

Intenso desenvolvimento vegetativo das plantas

8 a 10 ramos produtivos

Proteo contra plantas daninhas e pragas severas

Manejo da altura das plantas

Fase crtica quanto ao estresse hdrico (4 mm/dia)

Fase de maior reteno dos botes florais

3. Fisiologia e Fenologia

Marur & Ruano, 2004

B1, B2, B3, Bn

31/10/2018

8

3. Fisiologia e Fenologia

- FLORESCIMENTO (F1, F2, F3, Fn)

Plantas com 14 a 16 ns na haste principal

Flor presente no primeiro ramo frutfero = F1

Flor presente no terceiro ramo frutfero = F3

Flor presente no ensimo ramo frutfero = Fn

Sem flores e antes do primeiro capulho = FC

3. Fisiologia e Fenologia

Marur & Ruano, 2004F1, F2, F3, Fn

31/10/2018

9

3. Fisiologia e Fenologia

- FLORESCIMENTO

Plantas devem possuir 9 10 ramos produtivos acima

Exigncia hdrica de 8 mm/dia (Importante)

Garantir a maior reteno possvel de mas

Problema com dias nublados e baixa insolao

Comum abortamento de botes e mas jovens

Maximizar controle de pragas e doenas

3. Fisiologia e Fenologia

31/10/2018

10

3. Fisiologia e Fenologia

Rosolem, 2001

3. Fisiologia e Fenologia

Bezerra et al., 2010

31/10/2018

11

3. Fisiologia e Fenologia

Bezerra et al., 2012

3. Fisiologia e Fenologia

Bezerra et al., 2010

31/10/2018

12

3. Fisiologia e Fenologia

- MAS e CAPULHOS (C1, C2, C3, Cn)

Mas so desconsideradas nesta escala

- Mas em desenvolvimento e pigmentao

Capulho presente no primeiro ramo frutfero = C1

Capulho presente no terceiro ramo frutfero = C3

Capulho presente no ensimo ramo frutfero = Cn

3. Fisiologia e Fenologia

Marur & Ruano, 2004C1, C2, C3, Cn

31/10/2018

13

3. Fisiologia e Fenologia

DPA = Dias aps antese

3. Fisiologia e Fenologia

- MAS e CAPULHOS (C1, C2, C3, Cn)

Cut out = planta para de emitir botes florais

- Cinco ns acima da flor branca em primeira posio

Incio com a abertura do primeiro capulho

Estende-se at a aplicao de desfolhantes - colheita

Temperatura tima entre 21 e 26 C

Carga pendente deve reduzir o crescimento das plantas

Estresse hdrico prejudica a qualidade da fibra

31/10/2018

14

3. Fisiologia e Fenologia

3. Fisiologia e Fenologia

- COLHEITA

Planta com 2/3 de desfolha

- Contendo de 60 a 70% de capulhos

Colheita vivel se fibras entre 12 e 15% de umidade

Deve ser realizada o mais rpido possvel

Cultura livre de plantas daninhas

Altura mxima de 1,2 m

31/10/2018

15

3. Fisiologia e Fenologia

- DISTRIBUIO DA PRODUO NA PLANTA

Rosolem, 2001

3. Fisiologia e Fenologia

Rosolem, 2001

- RECOMENDAES PARA ALTA PRODUTIVIDADE

Eliminar possveis limitaes

- Qumica e fsica do solo, pragas, doenas

Semeadura na poca correta - regime hdrico

Sementes de alta qualidade e vigor

Uniformidade da cultura

Carga pendente deve reduzir o crescimento das plantas

Estresse hdrico prejudica a qualidade da fibra

31/10/2018

16

3. Fisiologia e Fenologia

Marur & Ruano, 2004