A comunicação do setor cafeeiro na onda da Internet

Download A comunicação do setor cafeeiro na onda da Internet

Post on 25-Mar-2016

221 views

Category:

Documents

4 download

DESCRIPTION

A comunicao do setor cafeeiro na onda da Internet

TRANSCRIPT

<ul><li><p>DBO Agrotecnologia maio/junho 2010 23</p><p>MUNDO VIRTUAL</p><p>A comunicao, com o advento daInternet, vem sofrendo alteraes emseus padres que no eram observadasdesde o surgimento da imprensa a par-tir dos inventos de Gutenberg naAlemanha do sculo XV, quando se in-troduziu a forma moderna de impressoque possibilitou a divulgao muito maisrpida de livros e jornais.A Internet considerada o mais com-</p><p>pleto meio de comunicao j concebidopela tecnologia humana, pois une ferra-mentas de comunicao em massa cominteratividade. Agrande diferena est nainteratividade que possibilita ao receptortornar-se editor de contedo, incorpo-rando ao cidado comum oportunidadede efetivamente participar do jogo. Soestabelecidas conexes de vias duplas,onde todos podem construir, dizer, es-crever, falar e serem ouvidos, vistos, li-dos. Passamos a viver a democratizaoda edio e da difuso do conhecimen-to por meio da desobstruo dos canaisde comunicao.Mas e o caf, onde entra? O setor ca-</p><p>feeiro vem experimentando a comunica-o dialgica proporcionada pela Internetpor meio da Comunidade Manejo daLavoura Cafeeira, na plataforma de redessociais Peabirus. Esta uma ferramen-ta de mdia social que possibilita a inte-grao daqueles que possuem interessescomuns, no caso, o caf.Criada em 2006, muito antes da ex-</p><p>ploso do Twitter, Facebook e Orkut, acomunidade do caf vem desenvol-vendo efetivamente a construo cole-tiva do conhecimento, por meio daao colaborativa de seus mais de1300 integrantes. O usurio passa daposio de mero leitor para uma posi-o construtivista, participando da ela-borao do contedo que fica acessvelvia Internet. Informaes e conheci-mento do setor cafeeiro que trafegavamem caminhos unidirecionais, hoje de-batidas e enriquecidas participativa-mente, tornam-se a inteligncia coleti-va cafeeira.</p><p>Temas como manejo de lavoura, ps-colheita, gesto de propriedades, nutriomineral, pragas e doenas, economia,mercado, dentre outros, so pautas quevem sendo trabalhadas via rede. Facilita-se a troca de informaes e do conheci-mento a partir do debate e da crtica,aprendendo e ensinando simultanea-mente. Essa nova dinmica amplia os flu-xos de informao, de dilogo e de in-fluncia recproca entre os distintos se-tores e, principalmente, entre seus ato-res sociais.Recentemente, a comunidade com-</p><p>pletou a marca de ummilho de acessos,consolidando-se como uma das mais im-portantes dentre quelas voltadas ao se-tor agropecurio. Desde sua criao,seu frum recebeu mais de trs mil pos-tagens, dos mais diferentes temas ca-feeiros, sendo que vrios destes chegam</p><p>a receber em torno de quarenta comen-trios dos integrantes.A comunidade se contrape ao siste-</p><p>ma tradicional de difuso do conheci-mento, em que a academia incentiva-da apenas produo cientfica via re-vistas indexadas e os pesquisadoresfocammais em seus currculos Lattes doque na gerao de tecnologias para o se-tor agropecurio. De forma espontneae colaborativa, temos unido conheci-mento cientfico gerado em universidadese centros de pesquisa aos saberes po-pulares de quem vive o dia a dia da pro-duo cafeeira. Articulamos o dilogo en-tre renomados pesquisadores e cafei-cultores das mais distantes regies ca-feeiras, uma vez que a comunidaderompe barreiras geogrficas, temporais,financeiras e culturais.Acreditamos na construo e disse-</p><p>minao de saberes globais, baseadosno acesso informao democratizadae sua constante atualizao. Devemosampliar o relacionamento com o pblicode referncia, pois de nada adianta os in-vestimentos em cincia e tecnologia queno chegam aos campos. Em nossa co-munidade ocorre uma troca dinmica deinformaes que visam incentivar a in-corporao das tecnologias geradas pe-la pesquisa e colocar a cadeia produtivado caf dentro do moderno contexto dasociedade da informao. Construmospraas publicas onde antes s haviam jar-dins murados. Emerge o capital social ba-seado na confiana, cooperao e ino-vao que so desenvolvidas pelos in-divduos, facilitando o acesso informa-o e ao conhecimento. Vivemos a erada inteligncia coletiva cafeeira. Resta sa-ber o quanto essa revoluo poder in-fluenciar o nosso futuro, o futuro do se-tor cafeeiro.Saudaes cafeeiras!</p><p>Acomunicao</p><p>do setorcafeeiro naonda daInternetSrgio Parreiras Pereira *</p><p>* O autor Pesquisador Cientfico /Centro de Caf AlcidesCarvalho / InstitutoAgronmico IAC</p><p>Mediador da comunidade Manejo daLavoura Cafeeira / PEABIRUSwww.peabirus.com.br/redes/form/comunidade?id=218</p></li></ul>

Recommended

View more >