a cabe§a de steve jobs (inside steves brain) leander kahney

Download A cabe§a de steve jobs (inside steves brain)   leander kahney

Post on 02-Dec-2014

2.069 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • 1. A cabea de Steve JobsLeander KahneyTraduo Maria Helena Lyra Carlos Irineu da Costa4 reimpressoTtulo originalInside Steves BrainCopyright da traduo 2008, Agir Editora Copyright 2008, Leander Kahney Publicado emconcordncia com o Portfolio, selo do Penguin Group (USA) Inc.Capa e projeto grfico Tita NigrFoto de capa Justin Sullivan/Getty ImagesPreparao de originais e reviso tcnica Carlos Irineu da CostaReviso Tais MonteiroProduo editorial Mara AlvesCIP-Brasil. Catalogao-na-fonte. Sindicato Nacional dos Editores de Livros, RJ.K18c Kahney, Leander, 1965-A cabea de Steve Jobs / Leander Kahney; [traduo Maria Helena Lyra]. - Rio deaneiro: Agir, 2008.Traduo de: Inside Steves brain Inclui ndiceISBN 978-85-220-0977-01. Jobs, Steven, 1955-. 2. Apple Computer, Inc. - Administrao. 3. ComputadoresIndstria - Estados Unidos. 4. Homens de negcios - Estados Unidos - Biografia. I. Ttulo.CDD: 923.38-3911 CDU: 929:330Todos os direitos reservados AGIR EDITORA LTDA. - Uma empresa Ediouro Publicaes S.A.Rua Nova Jerusalm, 345 - CEP 21042-235 - Bonsucesso - Rio de Janeiro - RJTel: (21) 3882-8200 fax: (21) 3882-8212/8313Escaneado por branxu@gmail.comPara meus filhos, Nadine, Milo, Olin e Lyle;minha esposa, Traci; minha me, Pauline;e meus irmos, Alex e Chris,E para Hank, meu querido velho pai,que foi um grande f de Steve Jobs.
  • 2. SumrioIntroduoCaptulo 1 Foco - Como dizer no salvou a AppleCaptulo 2 Despotismo - O grupo de foco de um s homem da AppleCaptulo 3 Perfeccionismo - Design de produtos e a busca da excelnciaCaptulo 4 Elitismo - Contrate apenas atores nota 10, demita os idiotasCaptulo 5 Paixo - Deixando uma marquinha no universoCaptulo 6 Esprito inventivo - De onde vem a inovao?Captulo 7 Estudo de caso - Todas as coisas reunidas para criar o iPodCaptulo 8 Controle total - A coisa todaAgradecimentosNotasndice remissivo
  • 3. A Apple tem alguns ativos extraordinrios, mas acredito que sem um pouco de ateno a companhiapoderia... poderia... poderia estou procurando a palavra certa poderia, poderia... morrer. Steve Jobs em seu retorno Apple como CEO interino, na Time,18 de agosto de 1997http://groups-beta.google.com/group/digitalsource
  • 4. IntroduoSteve Jobs passa quase tanto tempo pensando nas embalagens de papelo de seus gadgetsquanto nos prprios produtos. No uma questo de gosto ou de elegncia embora isso tambmfaa parte. Para Jobs, o ato de tirar um produto de sua caixa uma parte importante da experincia dousurio e, como tudo o mais que ele faz, pensado com muito cuidado.Jobs v a embalagem como uma ajuda para apresentar uma tecnologia nova e desconhecida aosconsumidores. Por exemplo, o Mac original, lanado em 1984. Naquela poca, ningum jamais haviavisto algo semelhante. Era controlado por aquela coisa estranha que apontava um mouse e nopor um teclado, como os PCs antes dele. Para familiarizar os novos usurios com o mouse. Jobs fezquesto de que ele fosse embalado separadamente, em um com-partimento prprio. O fato de forar ousurio a desempacotar o mouse a peg-lo e conect-lo iria torn-lo um pouco menos estranhoquando tivesse que us-lo pela primeira vez. At hoje. Jobs vem planejando cuidadosamente estarotina de desempacotamento para cada um dos produtos da Apple. A embalagem do iMac foiprojetada para tornar bvio como conectar a mquina internet, e recebeu uma insero depoliestireno especialmente desenhada para servir tambm como-apoio para o fino manual deinstrues.Assim como a embalagem. Jobs controla cada um dos demais aspectos da experincia doconsumidor dos anncios na TV, que aumentam o apelo dos produtos da Apple, s lojas de varejocom aparncia de museus onde os clientes compram suas mquinas; do software fcil de usar doiPhone s lojas virtuais de msica iTunes que o enchem de canes e de vdeos.Jobs um fantico por controle fora do comum. tambm um perfeccionista, um elitista e umcapataz para os seus empregados. Segundo a maioria dos relatos, ele fica quase no limite do queconsideramos um louco de fato. retratado como um caso perdido que demite pessoas dentro deelevadores, manipula os parceiros e recebe crdito por realizaes alheias.(1) Biografias recentespintam um retrato pouco lisonjeiro de um sociopata motivado pelos desejos mais baixos controlar,insultar, dominar. Em sua maior parte, os livros sobre Jobs so leituras deprimentes. Possuem um tomdesdenhoso e so pouco mais que catlogos de acessos de ira e insultos. No de admirar que ele oschame de detonao. Onde est o gnio? claro que ele est fazendo alguma coisa direito. Jobs tirou a Apple de uma falncia iminentee, em dez anos, tornou a companhia maior e mais saudvel do que j tinha sido. Triplicou as vendasanuais, duplicou a participao de mercado do Mac e elevou as aes da Apple em 1.300%. A Appletem lucrado mais e vende mais computadores do que nunca, graas a uma srie de produtos de sucesso e, especificamente, a um sucesso gigantesco.Lanado em outubro de 2001, o iPod transformou a Apple. E assim como a Apple foitransformada de uma concorrente secundria em uma potncia global, o iPod foi transformado de umluxo caro para geeks em uma diversificada e importante categoria de produtos. Jobs rapidamentetransformou o iPod de um dispendioso player de msica exclusivo para Macs, rejeitado por muitos, emuma indstria global de muitos bilhes de dlares que sustenta centenas de companhias fabricantes deacessrios e parceiros de negcios.Rpida e implacavelmente, Jobs atualizou o iPod com modelos cada vez mais novos emelhores, acrescentando uma loja on-line, compatibilidade com o Windows e depois vdeo. Resultado:mais de 100 milhes de unidades vendidas at abril de 2007, correspondendo a pouco menos dametade das crescentes receitas da Apple. O iPhone, um iPod que faz ligaes telefnicas e navega nainternet, parece destinado a tornar-se outro sucesso estrondoso. Lanado em junho de 2006, o iPhonej est transformando radicalmente o monstruoso negcio dos telefones celulares, que os especialistasj dividiram em duas eras: pr-iPhone e ps-iPhone.Vamos observar alguns nmeros. No momento em que escrevo este texto (novembro de 2007),a Apple j vendeu a espantosa quantia de 100 milhes de iPods e provavelmente ter vendido mais de200 milhes de unidades at o final de 2008, chegando aos 300 milhes no trmino de 2009. Algunsanalistas acham que possvel que sejam vendidos 500 milhes de iPods antes que o mercado estejasaturado. Isto transformaria o iPod num candidato ao recorde como eletrnico de consumo de massasde todos os tempos. O atual recordista, o Walkman da Sony, vendeu 350 milhes de unidades duranteseu reinado de 15 anos, entre os anos 1980 e o incio dos 1990.A Apple tem um monoplio semelhante ao da Microsoft no mercado dos MP3 players. NosEstados Unidos, o iPod tem uma fatia de aproximadamente 90% do mercado: nove em cada dez
  • 5. players de msica vendidos so um iPod. (2) Trs quartos de todos os modelos de carros lanados em2007 tm conectividade para o iPod. No estamos falando de conectividade para players de MP3, masespecificamente para o iPod. A Apple j distribuiu 600 milhes de cpias do iTunes, seu software degerenciamento de msicas, e a loja on-line iTunes j vendeu trs bilhes de msicas. Estamosbastante surpresos com isto, disse Jobs em um evento para a imprensa em agosto de 2007, quandocitou estes nmeros. A loja de msica iTunes vende cinco milhes de msicas por dia 80% de todaa msica digital vendida on-line. a terceira maior varejista de msica nos Estados Unidos, atrsapenas do Wal-Mart e da Best Buy. No momento em que voc estiver lendo isto, estes nmerosprovavelmente j tero dobrado. O iPod tornou-se um fenmeno arrasador e impossvel de ser detido,com o qual nem mesmo a Microsoft pode competir.E no podemos nos esquecer da Pixar. Em 1995, o pequeno estdio particular de cinema deJobs fez o primeiro filme totalmente animado por computador. Toy Story. Foi o primeiro de uma sriede mega-sucessos que foram lanados, um a cada ano, todos os anos, regular e constantemente comoum relgio. A Disney comprou a Pixar em 2006 pela impressionante quantia de 7,4 bilhes de dlares.Esta compra fez de Jobs o maior acionista individual da Disney e o nerd mais importante deHollywood. Ele o Henry J. Kaiser ou o Walt Disney desta era,(3) disse Kevin Starr, historiador dacultura e bibliotecrio do estado da Califrnia.A carreira de Jobs realmente notvel. Vem tendo um imenso impacto nos computadores, nacultura e, naturalmente, na Apple. Ele tornou-se bilionrio por conta prpria, sendo hoje um doshomens mais ricos do mundo. Dentro desta classe de computadores que chamamos de pessoais, eletalvez tenha sido e continue a ser o mais influente inovador, diz Gordon Bell, o lendriocientista da computao e proeminente historiador da computao. (4)Mas Jobs deveria ter desaparecido h alguns anos em 1985, para ser preciso , quando foiforado a sair da Apple aps uma luta mal-sucedida pelo controle da companhia.Nascido em So Francisco em fevereiro de 1955, filho de pais universitrios e no-casados,Steve foi oferecido adoo com uma semana de vida. Foi adotado por Paul e Clara Jobs, um casal deoperrios que pouco depois se mudou para Mountain View, na Califrnia, uma cidade rural cheia depomares que no continuou rural por muito tempo o Vale do Silcio cresceu sua volta.Na escola, Steven Paul Jobs, que recebeu o mesmo nome de seu pai adotivo, um mecnico,esteve a ponto de se tornar um delinqente. Ele diz que seu professor do qua