5º aula_parasitologia profº valter

Download 5º aula_parasitologia profº valter

Post on 08-Jul-2015

393 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

TENASE E CISTICERCOSEProf. Walter Andr Jr.

TENASE E CISTICERCOSEOBJETIVO : h Estudar a classificao, morfologia, biologia, aes patognicas, diagnstico, epidemiologia, profilaxia e tratamento. tratamento.

TENASE E CISTICERCOSE CLASSIFICAOFILO CLASSE FAMLIA GNERO ESPCIE Platyelminthes Cestoda Taeniidae Taenia Taenia solium Taenia saginata

TENASE E CISTICERCOSETenase D a infeco intestinal humana causada por cestdeos adultos do gneroTaenia, ou seja gneroTaenia, presena da forma adulta da Taenia solium ou T. saginata no intestino delgado do homem (hospedeiro definitivo) Cisticercose D uma alterao provocada pela presena da larva da T. solium e T. saginata nos tecidos de seus hospedeiros intermedirios (suno e bovino) e pela presena da larva da Taenia solium (Cysticercus cellulosae) no homem cellulosae) (olhos, msculos e crebro). crebro).

TENASE E CISTICERCOSE MORFOLOGIAT. solium ESCLEXVentosas Acleos e rostro

T. saginata 4 Ausentes

4 Presentes

COLO ESTRBILO Comprimento 1,5 a 8 m N. proglotes 800 A 1000 CYSTICERCUS C. cellulosae OVOS Indistinguveis

4 a 12 m 1000 A 2000 C. bovis Indistinguveis

MORFOLOGIAVermes adultos: Esclex 4 ventosas Colo Estrbilo unio de proglotes (jovens, maduras e grvidas)Proglotes jvens

Proglote Proglote madura grvida

VERME ADULTO

ESCLEX

T. Solium

T. Saginata

TENASE E CISTICERCOSE HABITATVermes adultos da T. solium e T. saginata vivem no intestino delgado do homem Cysticercus celulosae encontrado nos tecidos subcutneo, muscular, cerebral e nos olhos de sunos e acidentalmente no homem. homem. O C. bovis encontrado nos tecidos dos bovinos

TENASE

CISTICERCOSE

TENASE E CISTICERCOSE LONGEVIDADE:

h a Taenia solium vive cerca de 3 anos, anos, mas pode alcanar 20/25 anos e 20/ a T. saginata vive cerca de 10 anos, podendo chegar a at 30 anos. anos. h os ovos em T.A (20 a 30c), 30c), umidade (50% a 80%) e sombra 50% 80% sobrevivem em torno de 4 a 6 meses. meses.

TENASE E CISTICERCOSEh

Ciclo Evolutivo

Tenase Heteroxnico Cisticercos Monoxnico

TENASE E CISTICERCOSE TRANSMISSOh hTENASE Ingesto de carne crua ou mal cozida com: Cysticercus cellulosae pT. solium com: Cysticercus bovis p T. saginata CISTICERCOSE A cisticercose humana adquirida pela ingesto acidental de ovos viveis da Taenia solium. solium. AutoAuto-infeco externa AutoAuto-infeco interna (mecanismo de retroperistaltismo) Hetero infeco

CICLO EVOLUTIVO

PATOLOGIA E SINTOMATOLOGIAh TENASE:Crianasfrequentemente assintomtica

abdominal, nuseas, vmitos, astenia, perda de peso, cefalia, tonturas,diarria, apetite excessivo, irritao, desnutrio, eosinofilia, prurido anal, ataques epileptiformes, etc. etc.

e

imunodeprimidos:Dor imunodeprimidos:

h CISTICERCOSE HUMANA Neurocisticercose, Cisticercose muscular e Cisticercose ocular

Os

cisticercos da Taenia solium podem se fixar nos mais variados tecidos humanos, tais como: como: subcutneo, muscular esqueltico, muscular cardaco, base da lingua, mastigadores, globo ocular e sistema nervoso central. central.

As alteraes da cisticercose tem inicio com a fixao da larva no tecido, se desenvolvendo dois processos distintos: h Uma ao mecnica (Deslocamento ou compresso dos tecidos) h Uma ao inflamatria (Presena de linfcitos, plasmcitos, eosinfilos gigantcitos).

NEUROCISTICERCOSEhInstalao da larva processo inflamatrio morte do cisticerco (3 a 6 meses aps a infeco) cisticerco totalmente absorvido (ficando no local apenas um ndulo cicatricial) ou calcificao do cisticerco (permanecendo por longos anos) a reao em torno dos cisticercos pode provocar disturbios circulatrios graves, como reduo do fluxo sanguneo e periarterites. periarterites.

NEUROCISTECERCOSEAs manifestaes clnicas frequentes decorrentes neurocisticercose so: so: Cefalia intensa (hipertenso endocraniana) endocraniana), Crises convulsivas epilpticas, epilpticas, Pertubaes mentais, mentais, Paralisias, etc. Paralisias, mais da

TENASE E CISTICERCOSECISTICERCOSE OCULAR: Perda parcial ou total da viso e, raramente, a perda do globo ocular.

DIAGNSTICO DA TENASECLNICO Difcil de ser feito(maioria assintomtica)

LABORATORIALPARASITOLG ICO Pesquisa de proglotes - Tamizao Parasitolgico de fezes - Willis, Faust, Hoffmann AnalAnal-Swab (fita gomada)

TENASE E CISTICERCOSE TRATAMENTO

Niclosamida ( Atenase, Yomesan, etc.)

(Age no sistema nervoso da Taenia imobilizando)

Praziquantel (Cestox. Cisticid) Mebendazol Albendazol Nitazoxanida

TENASE E CISTICERCOSE TRATAMENTOTENASE NICLOSAMIDA (Cestocid, Devermin, Yomesan, Mansonil,etc.) A dose atual de 2 gramas, para adultos, e 1 a 2 gramas, para crianas, dose nica, em jejum. EFEITOS COLARERAIS D Cefalia, dor de estmago, nuseas e tonteiras, porm de pouca durao.

TENASE E CISTICERCOSE NICLOSAMIDA

MODO DE AO D Inibe a fosforilao oxidativa nas mitocndrias dos cestides. cestides. O efeito sobre o parasito adulto maduro letal, letal, com induo de paralisia muscular total em certas espcies. espcies. A droga induz o desprendimento do esclex e a desintegrao do parasita antes de ser eliminado nas fezes. fezes.

TENASE E CISTICERCOSE PRAZIQUANTEL(CESTOX, CISTICID,BILTRICID)

h

5 a 15 mg/kg de peso corporal. corporal.

h MODO DE AO: A droga atua aumentando a AO: permeabilidade da membrana ao clcio, o que causa contraes e paralisia da musculatura dos parasitas. Os efeitos neuromusculares levam parasitas. a uma maior motilidade e paralisia espasmdica, causando o desprendimento e desintegrao dos parasitas no intestino. intestino.

TENASE E CISTICEROSETRATAMENTO CISTICERCOSE PRAZIQUANTEL D Atua no cisticerco (cerebral,

muscular e subcutneo) causando a sua morte. morte. CISTICERCOSE CUTNEA D 30 A 60mg/kg/dia 60mg/kg/dia durante 10 dias ou 75 mg/kg/dia/7 dias. mg/kg/dia/7 dias. NEUROCISTICERCOSE D 50 mg/kg/dia durante 21 dias. dias. O mdico dever decidir, tambm, se necessrio utilizar medicao concomitante com corticosterides, para previnir reaes imunolgicas. imunolgicas.

PROFILAXIA (tenase)1.

2.

3.

4.

Exames, diagnstico e tratamento de portadores Construo de fossas e redes de esgotos que atendam a populao Inspeo de carnes, fiscalizao da higiene Criao de sunos em condies higinicas e controladas

5. Medidas de controle da carne: Salgamento por 21 dias, defumao, refrigerao a -10C por 10 dias ou rejeio total para o consumo humano. 6. Educao sanitria: Orientar a populao para no comer carne de porco ou gado mal cozida ou mal assada e conscientizao da populao rural para no defecar no solo aberto.

TENASE E CISTICERCOSE PROFILAXIA

(CISTICERCOSE)

h Preveno, tratamento e controle das tenases h Banho e lavagem frequente das mos, especialmente depois das evacuaes e antes das refeies h Auto infeco D nus mo suja boca D nus mo suja alimento boca h Heteroinfeco D mos sujas alimentos boca D atravs de certas prticas sexuais

TENASE E CISTICERCOSE EPIDEMIOLOGIACosmopolita Fatores importantes para a manuteno do parasito: Apenas o homem susceptvel forma adulta Suno Hospedeiro intermedirio (carne crua ou mal assada) Resistncia dos ovos Mais de 3 meses A longevidade dos cisticercos Maus hbitos higinicos (defecar no solo, no lavar as mos, etc.) Deficincia ou ausncia de um servio de inspeo de carnes Disperso de ovos presentes no solo pelo vento, moscas, etc Criao de bovinos e sunos soltos

CASO CLNICOUm grupo de pesquisadores fazendo exame sorolgico para cisticercose, aleatoriamente, encontrou uma incidncia de 1,3% numa comunidade judica ortodoxa, fato este que chamou bastante ateno. ateno. Enumere algumas possibilidades que justifiquem esse fato. fato.

Uma pessoa foi a um churrasco e comeu carne de porco mal cozida, a qual continha cisticerco. PerguntaPergunta-se: 1) Essa pessoa vai adquirir a tenase ou a cisticercose ? 2) Existe risco de ser as duas acima ? 3) Na cisticercose, qual o tipo de diagnstico voc usaria ? Explique. 4) Na tenase, qual o tipo de diagnstico vocusaria ? Explique.