5ª Edição do Pirituba Acontece

Download 5ª Edição do Pirituba Acontece

Post on 30-Mar-2016

218 views

Category:

Documents

3 download

DESCRIPTION

Esta publicao resultado do projeto "CLICK, um olhar curioso sobre o mundo" (http://clickumolhar.blogspot.com/), um projeto de educomunicao que visa promover a cidadania e o desenvolvimento dos moradoes do bairro de Pirituba.

TRANSCRIPT

  • #5 Janeiro 2012Esta publicao resultado do projeto Click, um olhar curioso sobre o mundo, que promove oficinas de jornalismo comunitrio.

    Programao cultural para as frias

    A Necessidade da Educao Financeira

    Sentido: Pirituba

    (Ver pg. 06)

    Uma pauta constante na redao do Pirituba Acontece a ques-to do transporte, por isso, resol-vemos dedicar um Especial para este assunto. Pretendemos assim, ampliar e aprofundar as reflexes que j acontecem internamente.

    So Paulo Confia: Banco de MicrocrditosO So Paulo Confia o Banco de Microcrdito da cidade de So Pau-lo. O banco na verdade uma instituio sem fins lucrativos e existe desde 2001, cedendo emprstimos para pessoas que desejam comear ou melhorar seu comrcio. (Ver pg. 04) (Ver pg. 11)

  • Fala, Click!Ol, leitor

    Esperamos que tenha aproveitado bem as festas de fim de ano e esteja com sua energia renovada para este ano que entra.

    A Equipe Click se esforou para estar ao seu lado novamente e preparamos uma edio reple-ta de contedo para comerarmos bem o ano.

    Para que voc no se canse das frias, fomos atrs de diversas atividades culturais que esto a nossa disposio. Assim, voc no ter motivo para no se divertir - estamos em So Paulo, o lugar em que tudo acontece.

    Alm de traar roteiros culturais aqui de Pirituba e regio, tratamos de uma questo que sempre este-ve presente nas nossas publicaes de forma mais clara e aprofundada - transporte e locomoo. Com isso, no queremos esgotar o assunto, muito menos colocar um ponto final diante da questo, preten-demos sim, ampliar e aprofundar nossa discusso. Esperamos que com este novo ano as coisas andem e que voc participe disso conosco.

    Aproveite!Os mediadores.

    Equipe:Amanda Sanches

    Bruna VenncioCaio Henrique

    Daniella MiconiEdson de Sousa

    Heloisa BerenguelIgor Franca

    Joo VictorJoice Loyola

    Jlia Cristine Juliana Loureno

    Lara DeusLucas Sena

    Lucas VenncioMarina Budoia

    Marina NagaminiPedro Augusto

    Samuel ParmegianiThalita Xavier

    Victhor Fabiano

    Mediadores:

    Arthur Victor Edson Caldas Evelyn Kazan

    Personagem do filme O Exorcista

    Queremos saber o que voc acha de nossa publicao. Mande cr-ticas, sugestes e elogios (lgi-co!) para: clickumolhar@gmail.com

    Click Um Olhar

    @Clickumolhar

    02

    Ouvindo Vozesa sua opinio aqui

    Como dizem: A unio faz a fora e pude constatar que a unio des-ses jovens veio para nos proporcionar momentos de boa leitura e

    conhecermos um pouco mais sobre o nosso bairro.Aproveito a ocasio de incio de ano, para sugerir que sigamos o exemplo desses jovens idealistas e possamos cada vez mais pensar em prol da co-munidade. Quem sabe possamos nos unir e conseguir levar nosso bairro

    a ser um modelo de cidadania e amor ao prximo?Ivone Benedicto, moradora do Jardim Felicidade, Pirituba

    A Equipe Click agradece o seu interesse e continua contando com a participao dos leitores.

  • Piritubandofique por dentro da nossa regio

    03

    Ncleo de Convivncia para Idosos de Perus

    Visitamos o Ncleo de Convivn-cia para Idosos de Perus para saber um pouco mais sobre o seu funcio-namento e sobre o trabalho realiza-do com os idosos do bairro. O ncleo desenvolve diversas atividades com os idosos, como ginstica, dana, pintura, artesa-nato etc., e h tambm passeios culturais como idas aos teatros e cinemas. Essas atividades so timas para melhorar a qualidade de vida do idoso, seja fisicamente, como a ginsti-ca, ou mentalmente, como croch e bordado, pois trabalha com a mente e pode ajudar a diminuir a incidncia de mal de Alzheimer. Conversamos com a gerente do ncleo, Simone Cirico da Rocha, que nos contou sobre o funcio-namento do local e nos disse que os idosos que frequentam o ncleo podem aproveitar mais a 3 idade, pois muitas vezes no podem sair de casa por terem que cuidar de netos. O ncleo ajuda a manter os idosos com autoestima elevada ao pro-porcionar atividades que estimulam a vontade de continuarem aprendendo coisas novas, de se man-terem ativos. Conta tambm que houve uma melhoria na vida dos participantes em relao convivncia em grupo: alguns idosos perderam a timidez e conse-guiram adquirir mais segurana para conversar e at para sair de casa. O ncleo de convivncia para idosos uma tima iniciativa em prol da populao e deve ser expandida ainda mais para que muitos cidados possam aproveitar com mais qualidade e alegria a sua melhor idade.

    O Ncleo de Convivncia para Idosos de Perus fica na Rua Julio Maciel, n 336 - Perus.

    Por Lucas Sena e Julia Cristine

    Atividades oferecidas no ncleo

  • 04

    O muro caiu - Comunidade do Piqueri

    O So Paulo Confia o Banco de Microcrdito da cidade de So Paulo. O banco na verdade uma instituio sem fins lucrativos e existe desde 2001 cedendo emprstimos para pessoas que desejam comear ou melhorar seu comrcio. Os emprstimos so feitos apenas para grupos de pessoas com no mnimo 3 integrantes e podem ser realizados com mais facilidade do que um banco comum por no ter tanta burocracia. O emprstimo pode ser feito tanto a empreendedores formais (que tm um estabelecimento co-mercial) quanto para informais (que trabalham por conta prpria). Por fazer emprstimos para um grupo, caso um dos integrantes desse grupo no consiga pa-gar, o restante se responsabiliza por cobrir a parte que est faltando e caso haja pontualidade nos pagamentos (que no incio so semanais), as parcelas podem se tornar mensais. Os grupos que fazem emprstimos so acompanhados pelos funcionrios para que haja cer-teza de que o dinheiro que foi cedido esteja sendo empregado para ajudar o empreendimento e no para fins pessoais. O So Paulo Confia sem dvida uma oportunidade para pessoas que querem montar um pequeno comrcio para ser a sua fonte de renda e, com os emprstimos realizados, h grandes chances de essas pessoas melhorarem suas vidas e de suas famlias.

    A sede do So Paulo Confia de Pirituba fica na Rua Almirante Isaas de Noronha, n 163 (o mes-mo local do Mercado Municipal de Pirituba). Para mais informaes, disque: (11) 3975-4208.

    Devido a fortes chuvas ocorridas no ms de outubro, dezenas de famlias ficaram desabrigadas por conta de um desabamento na Comunidade do Piqueri, prximo linha 7-Rubi da CPTM. A falta de estrutura do local colaborou para o desabamento das casas de madeiras, pois, eram construdas nas encostas dos muros da CPTM, tornando-se um local de extremo risco tanto para as famlias quanto aos passageiros. Em nota, a empresa de transporte afirmou que "a queda do muro foi provocada pelas construes irregulares que o utilizavam como apoio, do lado externo da faixa ferroviria". Segundo a Secretaria de Habitao da Prefeitura, as famlias receberam um auxlio emer-gencial de R$1.200,00 que foi liberado em novembro. A possibilidade de atender as vtimas com uma moradia definitiva atravs de programa de auxlio tambm avaliada pela prefeitura. Estima-se que 29 famlias que foram orientadas a deixar as casas, segundo a secretaria, esto abrigadas em casas de parentes e amigos. A nota ainda diz que "aps a retirada das famlias do local [o muro] ser reconstrudo".

    So Paulo Confia: Banco de MicrocrditosSede do banco

    Por Lucas Sena

    Por Joice Loyola

  • 05

    Para quem estiver disposto a sair de Pirituba durante a folga de janei-ro, a cidade de So Paulo preparou uma programao com as mais diversas atividades.

    Msica:

    O projeto So Paulo Representa reuniu artistas de variados estilos para se apresentar na sede da Fu-narte, todas as sextas e sbados do ms, sempre s 19h30. O p-blico pagar R$5,00 para assistir a Porto, Fabio Ges, PsycoJazz, Rodrigo Campos, Marginais e Kamau. Mais informaes no site http://www.saopaulorepre-senta.com.br/

    Lobo se apresentar no ani-versrio da cidade 25/01 no Sesc Interlagos. Os maiores de 12 anos podero assistir s suas composies a partir das 16h. Os ingressos sero vendidos a partir de 03/01, na Av. Manuel Alves Soares, 1100.

    Teatro e apresentaes:

    O Sesc Consolao leva ao p-blico maior de 14 anos, a pea O Belo Indiferente. O espetculo estar em cartaz todas as quintas e sextas, at 27/01 s 21h, com ingressos de R$2,50 a R$10,00 na R. Dr. Vila Nova, 245.

    Artes Grficas:

    Acontecer na Matilha Cultural a 8 edio do Festival Ilustra Bra-sil. Reunindo a obra de muitos ar-tistas, o espao receber tambm palestras e oficinas sobre ilustra-o. O espao, aps um recesso, reabrir em 17/01 e a exposio ficar em cartaz at 12/02, das 12h s 20h na R. Rego Freitas, 542. Mais Informaes no site www.ilustrabrasil.com.br.

    No Sesc Bom Retiro ocorrer uma atividade de arte colabora-tiva e gratuita: o Animando na Praa. Um quadro branco ficar exposto do dia 17/01 ao dia 20/01 das 18h s 19h para que cada par-ticipante introduza um elemento a ele. No fim da semana, a ani-mao produzida ser exibida na sala de internet livre do local e no blog do Sesc. Local: Alameda Nothmann, 185.

    Tecnologia:

    Os maiores de 12 anos podero praticar o basquete fsico e virtu-al no Sesc Santana. Dias 14/01 e 15/01, instrutores da ONG Jogos Pela Educao ajudaro os par-ticipantes a vivenciar o esporte na prtica e atravs dos jogos de console, das 14h s 16h30. O Sesc Santana fica na Av. Luiz Dumont Villares, 579.

    Exposies:

    O Ita Cultural apresenta em ex-posio a histria de um dos mais importantes grupos de dana do Brasil: o Ballet Stagium. Gratui-tamente, 48 monitores exibiro entrevistas com os diretores da companhia, alm de trechos de apresentaes e atividades das quais o grupo participou. A expo-sio estar, at 22/01, s teras, quartas, quintas e sextas na Av. Paulista, 149, das 9h s 20h.

    A Pinacoteca do Estado de So Paulo expe gratuitamente ima-gens e documentos sobre o pe-rodo da Ditadura Militar brasi-leira. O visitante tambm poder depositar em uma urna alguma de suas memrias dos Anos de Chumbo. A exposio Luga-res da Memria - Resistncia e Represso em So Paulo ficar disponvel das 10h s 17h30 at 18/03, exceto segundas-feiras. A Pinacoteca situa-se ao lado da es-tao Luz de trem e metr.

    A histria da carreira de Miles Davis ser exposta no Sesc Pi-nheiros. Na exposio Queremos Miles, sero mostrados at 22/01 fotos, reportagens e instrumentos do msico. O endereo : R. Paes Leme,195. O evento, de tera a sexta, abrir das 10h s 21h30 e aos fins de semana, das 10h s 18h30.

    Esporte:

    A medalhista em ginstica Las Souza conversar com visitan-tes de 6 anos em diante sobre o esporte. O bate-papo ocorrer no Sesc Santo Andr, localizado na R. Tamarutaca, 302, no munic-pio de Santo Andr.

    Guia rpidopara suas friasPor Lara Deus

    SP em Piritubao que acontece na cidade?

  • importante sempre destacar os aspectos positivos e tambm os problemas da nossa regio. Os mora-dores do bairro reconhecem, por exemplo, que h um ponto de nibus em frente academia Atlethic na Av. Raimundo Pereira de Magalhes. Este, po-rm, apresenta alguns problemas como: o difcil acesso, principalmente para os idosos; para que eles entrem ou saiam do nibus h uma dificuldade para chegar at a calada. Assim como este, na mesma avenida, h outro ponto em frente ao colgio Bilotta, tambm com

    difcil acesso para as pessoas, por exemplo , quando os mo-toristas param muito longe da calada. Outro aspecto para destacar o semforo prximo comunidade Spama, que mui-tas vezes no est funcionando, ainda mais numa rea onde h trs sentidos. Naquela regio sempre h buracos, gua na rua, principalmente depois que cho-ve difcil a gua escoar. pre-ciso rever essas situaes, para que o bairro melhore.Por outro lado, um ponto posi-tivo, a sinalizao prximo ao Portal dos Bandeiran-tes e a con-dio do asfalto nas suas proxi-midades.

    EspecialEquipe Click

    06

    Pequenos Detalhes

    Conversamos com uma cobradora de nibus que traba-lha na linha 8600/10 (Terminal Pirituba Paissandu). Ela pediu para que seu nome no aparecesse na matria, ento a trataremos por um pseudnimo.

    Equipe Click H rumores de que h uma lei, seguin-do para aprovao, que pretende tirar os cobradores de dentro dos coletivos. O que a senhora acha disso?

    Iracema Eu no sei direito o que opinar, pois s tenho ouvido boatos sobre isso. Mas preocupante. Muitos pais de famlia ocupam esse posto, ento ficamos pensando sobre perder o emprego, bem complicado. Se bem que nos disseram que no seramos demitidos. Nos colocariam em alguma funo dentro do escritrio ou algo do tipo.

    E.C. E qual seria o impacto que a senhora imagina que essa lei teria na cidade de So Paulo?

    Iracema So Paulo uma cidade muito grande, ento ser necessrio muito planejamento para imple-mentar essa mudana. Ser uma diferena muito grande no sistema.

    E.C. Com o sistema de Bilhete nico, o trabalho do cobrador acabou sendo facilitado, mas ainda as-sim, precisamos dos cobradores. Por exemplo, quan-do descobrimos na catraca que estamos sem crdi-

    to no bilhete. Como seria aps a mudana?

    Iracema Com certeza ficaria mais complicado, porque nessas situaes, se a pessoa tem um di-nheiro no bolso, ela paga e passa a catraca, mas sem o cobrador, ape-nas os cartes seriam aceitos. Nada de dinheiro, ento a pessoa que fica sem crditos no meio do trajeto sairia prejudicada.

    nibus sem cobrador?

    Uma pauta constante na redao do Pirituba Acontece sobre a questo do transporte, por isso, resolve-mos dedicar um Especial para este assunto. Pretendemos assim, ampliar e aprofundar as reflexes que j acontecem internamente.

    8600-10

    Sentido: Pirituba

  • Todos ns sabemos que existem problemas no sis-tema ferrovirio de So Paulo, mas tambm im-portante conhecer a opinio dos funcionrios da companhia sobre o assunto. Por isso, entrevistamos o tcnico de manuteno das linhas, Edilson de Oliveira Dutra que trabalha na CPTM h 30 anos. Segundo o mesmo, nunca se investiu tanto nos trens quanto nos ltimos dez anos, inclusive em setores como segurana e qua-dro de funcionrios, que teve um au- mento significativo. Perguntado sobre a frequncia da manuteno e das vistorias nas es-taes, Edilson diz que suficien-te, pois existe um plano preventivo e corretivo. A prpria CPTM j se adiantou e adquiriu um veculo de inspeo (carro controle). Ele conta que a parte mais antiga da ferrovia uma das que requer mais ateno, pois projetada para trens pesados e lentos, ao contrrio do que so hoje. Assim, necessria uma inspeo mais rigorosa seguida de uma atua-o imediata e pontual, enfatiza o tcnico. Alm dos investimentos, outra mudana vem ocorrendo: a cultura e os hbitos dos usurios, que j no depredam tanto o transporte como antigamente, o que muito bom por-que somos ns que pagamos todo o prejuzo. Para acompanhar os investimen-tos da CPTM s entrar no site www.cptm.sp.gov.br

    07

    A estao do descaso

    Manuteno das linhas

    Em um bairro que no para de crescer, o transpor-te pblico no tem acompanhado esse crescimento e, por conta disso, muitos piritubanos tm sofrido para se locomover no bairro, principalmente nos horrios de pico. Por sermos usurios assduos da Estao de Pirituba, fomos at o local entrevistar alguns usurios para saber qual a opinio deles sobre a infraestrutu-ra oferecida pela estao. Abaixo esto os principais problemas encontrados na Estao de Pirituba: Acessibilidade Um dos problemas mais notados pelos usurios a falta de acessibilidade na estao. No h escadas ro-lantes, elevadores e rampas elevatrias. A falta desses equipamentos dificulta e muito a vida dos usurios que tem alguma restrio de mobilidade. Segundo a dona de casa Miriam Cavalcante, tais equipamentos no so nenhum tipo de luxo para os usurios, mas apenas uma necessidade que muitos tm. O maior problema relacionado acessibilida-de o acesso estao da Avenida Paula Ferreira: o grande fluxo de pessoas, vindas principalmente do terminal rodovirio da SPTrans, se aglomera no in-cio da nica escada fixa existente, pois ela s permite a passagem de duas filas de pessoas ao mesmo tempo por ser muito estreita. Tambm h o fato de, por estar com os degraus gastos, h muitas pessoas que caem na escada. Lotao Outro problema bastante citado nas entrevistas foi a insatisfao dos usurios com a grande lotao dos trens. Todos os entrevistados disseram que seria melhor se os intervalos entre os trens diminussem para que no gerasse uma quantidade de pessoas to grande esperando pelo trem, que j vem cheio. possvel perceber que a Estao de Pirituba no est tendo o cuidado que deveria. A construo foi inaugurada em 1964 e de l para c o nmero de usu-rios aumentou consideravelmente. Porm, a estao no foi atualizada e quem sofre com a falta de infra--estrutura so os cidados, aqueles que por direito de-veriam ter conforto e segurana na hora de irem para seus empregos ou simplesmente passear. Pelo preo de R$ 2,90 no deveramos ter uma simples pintura mas sim um transporte de qualidade e seguro.

    Dia-a-dia da estao de trem

  • 08

    A demora dos nibus e trens comum. Ultima-mente, os trens da CPTM diminuram seus inter-valos, mas aos finais de semana ainda nos deixam esperando por bastante tempo.

    Soluo: Aumentar a frota e descentralizar o trans-porte, colocando disposio novas opes de li-nhas e tipos de meios de locomoo.

    Os problemas tcnicos na linha 7-Rubi da CPTM so recorrentes e e os usurios no so informados dos problemas.

    Soluo: Desenvolver um siste-ma de preveno e manuteno que funcione frequentemente e em horrios que no atrapalhem a circulao dos trens.

    Transporte PblicoOs nibus que mais circulam no abran-gem muitas regies. A maioria deles tm o itinerrio muito similar, enquanto que as linhas que atingem localidades mais distantes no tm muitos carros disponveis.

    Soluo: Inverter este quadro, au-mentando a frota em linhas perif-ricas do nosso bairro.

  • 09

    O preo da passagem muito alto tanto para o transporte ferrovirio quanto para o rodovirio. difcil para estudantes e trabalhadores informais pagarem as pesadas tarifas.

    Soluo: Destinar maior parte do oramento muni-cipal e estadual para este setor, diminuindo o preo das passagens. Mais do que metade do preo para estudantes, h movimentos que lutam pelo fim das simblicas catracas. Saiba mais em http://mpl.org.br/.

    Os atos de vandalismo infraestrutura de transpor-tes arrunam a cidade de So Paulo inteira, e assim acontece com o bairro de Pirituba.

  • Sesc Pompia Programao para frias

    10

    SP em Piritubao que acontece na cidade?

    Frias. Sol. Diverso. Essas palavrinhas te lem-bram alguma coisa? Comeo de ano, claro, e com tanto estresse do ano que passou hora de relaxar. Alguns preferem a praia, outros o interior, mas os que ficam em casa, muitas vezes no sabem o que fazer, e que tal um clube pertinho da sua casa? diverso garantida, assim como o SESC Pompia que est com uma agenda lotada para suas frias. Confira alguns de seus esportes:

    BASQUETE DE RUA: Vagas Limitadas. Conjun-to Esportivo. Grtis. Dias 07/01, 08/01. Sbado, s 16h e domingo s 14h. SKATE COM SANDRO DIAS: Vivncia e bate--papo com o atleta Sandro Dias (hexacampeo mundial). Vagas Limitadas. Conjunto Esportivo. Grtis. Dias 07/01. Sbado, s 14h.MERGULHO: Vivncia em mergulho autnomo e livre com equipe de instrutores da NARWHAL Ati-vidades Subaquticas. Necessrio apresentar carto SESC, atestado mdico atualizado e exame derma-tolgico validado. Vagas Limitadas. Acima de 12 anos; menores de idade devero ter autorizao e estar acompanhados de um responsvel maior. Gr-tis. Dias 28/01, 29/01, 25/02, 26/02. Sbados das 15h s 17h. Domingos das 10h s 12h.

    DANAS: Apresentao de dana de rua com o Spray Estdio. Conjunto Esportivo. Grtis 28/01, 29/01. Sbado e domingo, s 17h30.DANA DE RUA: Aula aberta de Dana de Rua com Spray Studio. Vagas Limitadas. Conjunto Es-portivo. Grtis 28/01, 29/01. Sbado e domingo, s 16h.

    TEATRO: CONCERTO DE ISPINHO E FUL: No recomendado para menores de 12 anos. R$ 12,00 (inteira); R$ 6,00 (usurio matriculado no SESC e dependentes, + 60 anos, estudantes e pro-fessores da rede pblica de ensino), R$ 3,00 (tra-balhador no comrcio e servios matriculado no SESC dependentes). De 10/01 a 15/02. Teras e quartas, s 21h, feriado, s 19h.

    A POLTRONA ESCURA: No recomendado para menores de 16 anos R$ 16,00 (inteira); R$ 8,00 (usurio matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pblica de ensino), R$ 4,00 (trabalhador no comrcio e servi-os matriculado no SESC e dependentes). De 13/01 a 05/02. Sextas e sbados, s 21h, domingos, s 19h

    MSICA, SHOW de: CRIOLO E EMICIDA: Venda de ingressos a partir de 16/12 s 14h, limi-tada a 2 por pessoa. R$ 32,00 (inteira), R$ 16,00 (usurio matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pblica de ensino), R$ 8,00 (trabalhador no comrcio e servi-os matriculado no SESC e dependentes). De 05/01 a 07/01. Quinta, sexta e sbado, s 21h30. VANGUART: No recomendado para menores de 12 anos. R$ 16,00 (inteira), R$ 8,00 (usurio ma-triculado no SESC e dependentes, +60 anos, estu-dantes e professores da rede pblica de ensino), R$ 4,00 (trabalhador no comrcio e servios matricula-do no SESC e dependentes). 13/01. Sexta, 21h.ORQUESTRA SAGA: R$ 16,00 (inteira), R$ 8,00 (usurio matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pblica de ensino), R$ 4,00 (trabalhador no comrcio e servi-os matriculado no SESC e dependentes). 14/01. Sbado, s 21h30.

    Essas so apenas algumas entre tantas outras atraes que incluem Literatura, artes plsti-cas e visuais, espetculos infantis e exposies. Para mais informaes visite o site:

    www.sescsp.org.br

    Sesc Pompia

    Por Marina Budoia

  • Lio de casavoc faz a sua?

    11

    A Educao Financeira uma muito estudada e discutida por economistas e profissio-nais da rea, pela necessidade que se tem de educar e ensinar s pessoas a possuir e gastar seus recursos econmicos de forma sbia. necessrio abordar esse tema, pois vivemos num pas de taxas e juros absurdos, que podem descontrolar suas contas no final, na hora de passar a rgua e enxugar suas cartas de cobrana. necessrio que a educao financeira se insira em todas as reas do ensino. Mas, apesar de sua importancia, esse tema no abordado com frequencia na educao dos jovens. Em poca de Natal, festas de fim de ano, h gastos com presentes, ceia, refor-mas, renovao do vesturio e outras necessidades. Muitas vezes, gastamos aquilo que podemos no ter ou, simplesmente, pensamos que teramos. O mais comum ver nesta poca pessoas afogadas em contas, pelo fato dito anterior-mente, entretanto este o momento apontado como bom para quitar as dvidas tambm. preciso que seja contabilizada a renda para que depois sejam arquitetadas as contas que so, sim, necessrias, no entanto podem ser fatais no exagero. preciso evitar o sufoco, utilizando-se da educao financeira (perceba que um pouco de educao em tudo resolve nossos problemas!). Estipule gastos em cima daquilo que ter como certo no final do ms, dentro do seu oramento conquistado, e fuja das contas! Alis, faa com que elas desapaream do seu oramento!

    A Necessidade da Educao Financeira

    Por Victhor Fabiano

  • No

    volhar

    crnicas, desenhos e afins

    Agradecemos a todos que compraram o produto de gerao de renda da Equipe Click (aromatizador de ambientes), contribuindo, assim, com mais uma edio do Pirituba Acontece.

    Esperamos contar sempre com o apoio da comunidade.

    Agradecimentos especiais para: Aougue do Paulinho, Luiza Cabelereiro,Floricultura e Pet Shop Jardim Felicidade,Papelaria Cristal, Mel Graf- Artes Grficas, Villart - Instituto de belezaJoel da farmcia E.E.Ermano Marchetti.Salo Multi-Festa .

    Ano Melhor

    J diz a msica da famosa rede de televiso: Hoje um novo dia de um novo tempo. Todo comeo de ano nos sentimos assim. Impulsionados por um desejo de mudar, inovar, ns fazemos promessas e estabelecemos me-tas. Criamos expectativas de que esse ano ser melhor. Mas ser que tudo isso depende s do ano que chegou? Existe uma mxima que diz: se voc quiser algo que nunca teve, vai ter que fazer algo que nunca fez. Temos o poder de mudar as nossas vidas. Basta querer e, claro, se mexer para que isso ocorra. Devemos tambm levar em conta que s se mexer no suficiente, afinal, nem sempre as coi-sas do certo. A vida assim. Passamos por provas, e s vezes, precisamos mudar o percurso que havamos programado. Mas, nos mantendo positivos, vamos acreditar que este ano ser um ano de muitas mudanas. Podemos sempre melhorar. No importando quan-tos desvios talvez precisemos tomar no nosso caminho, sabemos que no necessitamos de pocas especficas, mas aproveitando o impulso que re-cebemos nesses meses, de fim e de comeo, por que no dar uma ateno especial a todas as promessas e desejos que temos? O nosso ano se constri a cada dia, assim como nossa pr-pria personalidade. Ento, que cada dia nos guie direto para os nossos objetivos. Surpresas esto por vir, afinal ningum sabe o amanh, e menos ainda o ano novo. Muita coisa ainda pode mudar. S esperamos que no seja o fim do mundo.

    Texto: Amanda SanchesColaborao: Daniel Caria