54° fórum nacional de reitores da abruem

Download 54° Fórum Nacional de Reitores da ABRUEM

Post on 09-Jan-2016

35 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

54° Fórum Nacional de Reitores da ABRUEM Parâmetros de Avaliação para as Instituições de Educação Superior no País João Carlos Pereira da Silva Presidente da CONAES Campos do Jordão-SP. Evolução do número de IES, cursos e matrículas na educação superior brasileira entre 1990 e 2012. - PowerPoint PPT Presentation

TRANSCRIPT

Slide 1

54 Frum Nacional de Reitores da ABRUEM

Parmetros de Avaliao para as Instituies de Educao Superior no Pas

Joo Carlos Pereira da SilvaPresidente da CONAESCampos do Jordo-SP

AnoIESCrescimento (%)CursosCrescimento (%)MatrculasCrescimento (%)1990918-4.712-1.540.080-1995894-0,266.25232,61.759.7031,1420001.18031,910.58552,12.694.24553,120052.16586,020.40792,74.453.15665,220082.2524,0124.70921,05.080.05614,020092.3142,828.67116,05.954.0211720102.3782,729.5072,96.379.299720112.365-0,530.4203,06.739.6895,6420122.4162,231.8664,87.037.6884,4Evoluo do nmero de IES, cursos e matrculas na educao superior brasileira entre 1990 e 2012Fonte: MEC/INEP/DEEDEducao Superior no Brasil Censo 2012

UniversidadeCentro UniversitrioFaculdadeInstituto FederalFederal590440Estadual381770Municipal119650Privada851291.8980

40917%50.952 9,7%1546%44418%1.17349%23610%Instituies de Educao Superior por RegioDistribuio de Matrculas e Concluintes por rea Geral* (Presencial e EAD) Censo ES, Inep - 2012 Grande reaMatrculasConcluintesQtde%% AcumuladoQtde%% AcumuladoCincias Sociais, Negcios e Direito 2.896.86341,341,3455.66243,443,4Educao 1.362.23519,460,7223.39221,364,6Sade e Bem-Estar Social 961.32313,774,4161.57515,480,0Engenharia, Produo e Construo 885.91212,687,074.5397,187,1Cincias, Matemtica e Computao 431.0146,193,258.4035,692,7Agricultura e Veterinria 165.0752,495,518.8391,894,5Humanidades e Artes 160.0072,397,827.0152,697,0Servios 152.7272,2100,030.9883,0100,0*Classificao OCDE

Participao dos cursos/matrculas EaD no total de cursos superiores

Cultura bacharelescaCobertura da oferta

MunicpiosQuantitativo%Com Oferta ES1.89734Sem Oferta ES3.66266Total5.564100Concentrao litornea85.564 Municpios

3.662 SEM oferta de Educao Superior (66%)Oferta de Educao Superior nos Municpios - Censo ES, Inep - 2012Avaliao da Educao Superior - Principais marcos regulatrios

Lei N 10.861 (Sinaes), de 14 de abril de 2004.

Decreto 5.773, de 09 de maio de 2006 (Dispe sobre o exerccio das funes de regulao, superviso e avaliao).

Portaria Normativa N 40, de 12 de dezembro de 2007, consolidada e republicada em 29 de dezembro de 2010.

SINAES, Lei N 10.861, de 14 de abril de 2004

Avaliao de IES (interna e externa)

Avaliao de cursos de graduao

Avaliao dos estudantes (ENADE)

CNSCONFEAOABOutros conselhosInstncias Sistema de Avaliao

12Funes Independentes e Complementares

PRINCPIOS DO SINAESResponsabilidade social com a qualidade da educao superior.Reconhecimento da diversidade do sistema.Respeito autonomia, identidade, misso e histria das instituies.Avaliao deve ser feita a partir de um conjunto integrado de indicadores de qualidade.Carter pblico dos procedimentos e dos resultados.Participao da comunidade acadmica e da sociedade civil, por meio de suas representaes.Continuidade do processo avaliativo.

Sinaes 10 dimenses

I - Misso e o PDI;

II - Polticas de ensino, pesquisa, ps-graduao, a extenso e procedimentos para estmulo produo acadmica;

III - Responsabilidade social da instituio e sua contribuio incluso social, ao desenvolvimento econmico e social, defesa do meio ambiente, da produo artstica e do patrimnio cultural;

IV - Comunicao com a sociedade;

V - Polticas de pessoal (corpo docente e tcnico-administrativo) seu desenvolvimento profissional e suas condies de trabalho;

Sinaes 10 dimenses

VI - organizao e gesto da instituio, funcionamento dos colegiados, sua independncia e autonomia na relao com a mantenedora, e participao dos segmentos da comunidade universitria nos processos decisrios;

VII - infraestrutura fsica, especialmente a de ensino e de pesquisa, biblioteca, recursos de informao e comunicao;

VIII - planejamento e avaliao, especialmente os processos, resultados e eficcia da auto-avaliao institucional;

IX - polticas de atendimento aos estudantes;

X - sustentabilidade financeira, tendo em vista o significado social da continuidade dos compromissos na oferta da educao superior.

Novo Instrumento de Avaliao Institucional Externa (Portaria N 92, de 31 de janeiro de 2014)Instrumento Matricial que subsidia atos:- De Credenciamento de IES- De Recredenciamento de IES- De Transformao de Organizao Acadmica

CARACTERSTICAS DO NOVO INSTRUMENTO

Organizado em cinco eixos. Maior nfase na avaliao interna.Contempla as dez dimenses do SINAES.Carter inovador: inclui um Relato Institucional que remete a IES a sua autoavaliao, reforando as aes da CPA o planejamento e execuo das aes previstas no PDI.Refora e promove o processo de avaliao internaProcessos de autoavaliao como subsdio para tomada de deciso da gesto educacional.O conceito atribudo a cada indicador ser justificado de forma contextualizada, pelos avaliadores.O Conceito Institucional-CI calculado pelo sistema e-MEC com base nos conceitos dos eixos.Cada indicador geralmente apresenta um objeto de anlise.

CONFIGURAO DO NOVO INSTRUMENTO

- 10 dimenses distribudas em 5 eixos;- SimilaridadeCoerncia e continuidade

CRITRIOS DE ANLISE

CONCEITODESCRIO1Quando o indicador avaliado configura um conceito NO EXISTE(M)/ NO H, NO ESTO RELACIONADAS.2Quando o indicador avaliado configura um conceito INSUFICIENTE.3Quando o indicador avaliado configura um conceito SUFICIENTE.4Quando o indicador avaliado configura um conceito MUITO BOM/MUITO BEM.5Quando o indicador avaliado configura um conceito EXCELENTE.Relato Institucional-RI

- Deve demonstrar as melhorias no plano de gesto da IES a partir dos resultados das avaliaes interna e externa.- Ter como foco a evoluo acadmica da instituio.- Conter: Breve histrico da IES; os conceitos obtidos; os processos de gesto.- O RI pode ser considerado como uma meta-avaliao.

Relato InstitucionalO Relato Institucional deve ser organizado da seguinte forma: 1 - relato avaliativo do PDI;

2 Sntese dos resultados dos processos avaliativos internos e externos da IES;

3 Sntese do planejamento de aes acadmico-administrativas decorrentes dos resultados das avaliaes.

Eixo 1: Planejamento e Avaliao InstitucionalIndicadores:1 - Evoluo institucional a partir dos processos de Planejamento e Avaliao Institucional.2 - Projeto/processo de autoavaliao institucional.3 - Autoavaliao institucional: participao da comunidade acadmica. 4 - Autoavaliao institucional e avaliaes externas: anlise e divulgao dos resultados. 5 - Elaborao do relatrio de autoavaliao.

23Eixo 2: Desenvolvimento InstitucionalIndicadores:1 - Misso institucional, metas e objetivos do PDI.2 - Coerncia entre o PDI e as atividades de ensino de graduao e de ps-graduao.3 - Coerncia entre o PDI e as prticas de extenso.4 - Coerncia entre o PDI e as atividades de pesquisa/iniciao cientfica, tecnolgica, artstica e cultural. 5 - Coerncia entre o PDI e as aes institucionais no que se refere diversidade, ao meio ambiente, memria cultural, produo artstica e ao patrimnio cultural.

Indicadores:6 - Coerncia entre o PDI e as aes institucionais voltadas para o desenvolvimento econmico e social.7 - Coerncia entre o PDI e aes de responsabilidade social: incluso social.8 - Coerncia entre o PDI e aes afirmativas de defesa e promoo dos direitos humanos e igualdade tnico- racial.9 - Internacionalizao: coerncia entre o PDI e as aes institucionais. Eixo 2: Desenvolvimento Institucional

Eixo 3: Polticas AcadmicasIndicadores:1 - Polticas de ensino e aes acadmico-administrativas para a graduao.2 Polticas e aes para a ps-graduao stricto sensu.3 Polticas e aes para a ps-graduao lato sensu.4 Polticas e aes para a pesquisa ou iniciao cientfica, tecnolgica, artstica e cultural. 5 Polticas institucionais e aes para a Extenso.6 Polticas e aes relacionadas difuso das produes cientfica, didtico-pedaggica, tecnolgica, artstica e cultural.

Indicadores:7 - Comunicao da IES com a comunidade externa.8 - Comunicao da IES com a comunidade interna.9 - Programas de atendimento aos estudantes.10 - Programas de apoio realizao de eventos internos, externos e produo discente.11 - Poltica e aes de acompanhamento dos egressos.12 - Atuao dos egressos da IES no ambiente socioeconmico.13 - Inovao tecnolgica e propriedade intelectual: coerncia entre o PDI e as aes institucionais.

Eixo 3: Polticas Acadmicas

Eixo 4: Polticas de GestoIndicadores:1 - Poltica de formao e capacitao docente.2 - Poltica de formao e capacitao do corpo tcnico-administrativo.3 - Gesto institucional. 4 - Sistema de registro acadmico.5 - Sustentabilidade financeira.

Indicadores:6 - Relao entre o planejamento financeiro (oramento) e a gesto institucional.7 - Coerncia entre plano de carreira e a gesto do corpo docente.8 - Coerncia entre o plano de carreira e a gesto do corpo tcnico-administrativo.Eixo 4: Polticas de Gesto

Eixo 5: Infraestrutura FsicaIndicadores:1 - Instalaes administrativas. 2 - Salas de aula.3 - Auditrio(s).4 - Sala(s) de professores.5 - Espaos para atendimento aos alunos. 6 - Infraestrutura para CPA.7 - Gabinetes/estaes de trabalho para professores em Tempo Integral -TI. 8 - Instalaes sanitrias.

Indicadores:9 - Biblioteca: infraestrutura fsica.10 - Biblioteca: servios e informatizao.11 - Biblioteca: plano de atualizao do acervo.12 - Sala(s) de apoio de informtica ou infraestrutura equivalente.13 - Recursos de Tecnologias de Informao e Comunicao.14 - Laboratrios, ambientes e cenrios para prticas didticas: infraestrutura fsica.15 - Laboratrios, ambientes e cenrios para prticas didticas: servios.16 - Espaos de convivncia e de alimentao.Eixo 5: Infraestrutura Fsica

Essencialmente regulatrios.

No fazem parte do clculo do conceito da avaliao. O avaliador deve registrar o cumprimento ou no do dispositivo legal por parte

Recommended

View more >