54° fórum nacional de reitores da abruem

Download 54° Fórum Nacional de Reitores da ABRUEM

Post on 09-Jan-2016

35 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

54 Frum Nacional de Reitores da ABRUEM Parmetros de Avaliao para as Instituies de Educao Superior no Pas Joo Carlos Pereira da Silva Presidente da CONAES Campos do Jordo-SP. Evoluo do nmero de IES, cursos e matrculas na educao superior brasileira entre 1990 e 2012. - PowerPoint PPT Presentation

TRANSCRIPT

Slide 1

54 Frum Nacional de Reitores da ABRUEM

Parmetros de Avaliao para as Instituies de Educao Superior no Pas

Joo Carlos Pereira da SilvaPresidente da CONAESCampos do Jordo-SP

AnoIESCrescimento (%)CursosCrescimento (%)MatrculasCrescimento (%)1990918-4.712-1.540.080-1995894-0,266.25232,61.759.7031,1420001.18031,910.58552,12.694.24553,120052.16586,020.40792,74.453.15665,220082.2524,0124.70921,05.080.05614,020092.3142,828.67116,05.954.0211720102.3782,729.5072,96.379.299720112.365-0,530.4203,06.739.6895,6420122.4162,231.8664,87.037.6884,4Evoluo do nmero de IES, cursos e matrculas na educao superior brasileira entre 1990 e 2012Fonte: MEC/INEP/DEEDEducao Superior no Brasil Censo 2012

UniversidadeCentro UniversitrioFaculdadeInstituto FederalFederal590440Estadual381770Municipal119650Privada851291.8980

40917%50.952 9,7%1546%44418%1.17349%23610%Instituies de Educao Superior por RegioDistribuio de Matrculas e Concluintes por rea Geral* (Presencial e EAD) Censo ES, Inep - 2012 Grande reaMatrculasConcluintesQtde%% AcumuladoQtde%% AcumuladoCincias Sociais, Negcios e Direito 2.896.86341,341,3455.66243,443,4Educao 1.362.23519,460,7223.39221,364,6Sade e Bem-Estar Social 961.32313,774,4161.57515,480,0Engenharia, Produo e Construo 885.91212,687,074.5397,187,1Cincias, Matemtica e Computao 431.0146,193,258.4035,692,7Agricultura e Veterinria 165.0752,495,518.8391,894,5Humanidades e Artes 160.0072,397,827.0152,697,0Servios 152.7272,2100,030.9883,0100,0*Classificao OCDE

Participao dos cursos/matrculas EaD no total de cursos superiores

Cultura bacharelescaCobertura da oferta

MunicpiosQuantitativo%Com Oferta ES1.89734Sem Oferta ES3.66266Total5.564100Concentrao litornea85.564 Municpios

3.662 SEM oferta de Educao Superior (66%)Oferta de Educao Superior nos Municpios - Censo ES, Inep - 2012Avaliao da Educao Superior - Principais marcos regulatrios

Lei N 10.861 (Sinaes), de 14 de abril de 2004.

Decreto 5.773, de 09 de maio de 2006 (Dispe sobre o exerccio das funes de regulao, superviso e avaliao).

Portaria Normativa N 40, de 12 de dezembro de 2007, consolidada e republicada em 29 de dezembro de 2010.

SINAES, Lei N 10.861, de 14 de abril de 2004

Avaliao de IES (interna e externa)

Avaliao de cursos de graduao

Avaliao dos estudantes (ENADE)

CNSCONFEAOABOutros conselhosInstncias Sistema de Avaliao

12Funes Independentes e Complementares

PRINCPIOS DO SINAESResponsabilidade social com a qualidade da educao superior.Reconhecimento da diversidade do sistema.Respeito autonomia, identidade, misso e histria das instituies.Avaliao deve ser feita a partir de um conjunto integrado de indicadores de qualidade.Carter pblico dos procedimentos e dos resultados.Participao da comunidade acadmica e da sociedade civil, por meio de suas representaes.Continuidade do processo avaliativo.

Sinaes 10 dimenses

I - Misso e o PDI;

II - Polticas de ensino, pesquisa, ps-graduao, a extenso e procedimentos para estmulo produo acadmica;

III - Responsabilidade social da instituio e sua contribuio incluso social, ao desenvolvimento econmico e social, defesa do meio ambiente, da produo artstica e do patrimnio cultural;

IV - Comunicao com a sociedade;

V - Polticas de pessoal (corpo docente e tcnico-administrativo) seu desenvolvimento profissional e suas condies de trabalho;

Sinaes 10 dimenses

VI - organizao e gesto da instituio, funcionamento dos colegiados, sua independncia e autonomia na relao com a mantenedora, e participao dos segmentos da comunidade universitria nos processos decisrios;

VII - infraestrutura fsica, especialmente a de ensino e de pesquisa, biblioteca, recursos de informao e comunicao;

VIII - planejamento e avaliao, especialmente os processos, resultados e eficcia da auto-avaliao institucional;

IX - polticas de atendimento aos estudantes;

X - sustentabilidade financeira, tendo em vista o significado social da continuidade dos compromissos na oferta da educao superior.

Novo Instrumento de Avaliao Institucional Externa (Portaria N 92, de 31 de janeiro de 2014)Instrumento Matricial que subsidia atos:- De Credenciamento de IES- De Recredenciamento de IES- De Transformao de Organizao Acadmica

CARACTERSTICAS DO NOVO INSTRUMENTO

Organizado em cinco eixos. Maior nfase na avaliao interna.Contempla as dez dimenses do SINAES.Carter inovador: inclui um Relato Institucional que remete a IES a sua autoavaliao, reforando as aes da CPA o planejamento e execuo das aes previstas no PDI.Refora e promove o processo de avaliao internaProcessos de autoavaliao como subsdio para tomada de deciso da gesto educacional.O conceito atribudo a cada indicador ser justificado de forma contextualizada, pelos avaliadores.O Conceito Institucional-CI calculado pelo sistema e-MEC com base nos conceitos dos eixos.Cada indicador geralmente apresenta um objeto de anlise.

CONFIGURAO DO NOVO INSTRUMENTO

- 10 dimenses distribudas em 5 eixos;- SimilaridadeCoerncia e continuidade

CRITRIOS DE ANLISE

CONCEITODESCRIO1Quando o indicador avaliado configura um conceito NO EXISTE(M)/ NO H, NO ESTO RELACIONADAS.2Quando o indicador avaliado configura um conceito INSUFICIENTE.3Quando o indicador avaliado configura um conceito SUFICIENTE.4Quando o indicador avaliado configura um conceito MUITO BOM/MUITO BEM.5Quando o indicador avaliado configura um conceito EXCELENTE.Relato Institucional-RI

- Deve demonstrar as melhorias no plano de gesto da IES a partir dos resultados das avaliaes interna e externa.- Ter como foco a evoluo acadmica da instituio.- Conter: Breve histrico da IES; os conceitos obtidos; os processos de gesto.- O RI pode ser considerado como uma meta-avaliao.

Relato InstitucionalO Relato Institucional deve ser organizado da seguinte forma: 1 - relato avaliativo do PDI;

2 Sntese dos resultados dos processos avaliativos internos e externos da IES;

3 Sntese do planejamento de aes acadmico-administrativas decorrentes dos resultados das avaliaes.

Eixo 1: Planejamento e Avaliao InstitucionalIndicadores:1 - Evoluo institucional a partir dos processos de Planejamento e Avaliao Institucional.2 - Projeto/processo de autoavaliao institucional.3 - Autoavaliao institucional: participao da comunidade acadmica. 4 - Autoavaliao institucional e avaliaes externas: anlise e divulgao dos resultados. 5 - Elaborao do relatrio de autoavaliao.

23Eixo 2: Desenvolvimento InstitucionalIndicadores:1 - Misso institucional, metas e objetivos do PDI.2 - Coerncia entre o PDI e as atividades de ensino de graduao e de ps-graduao.3 - Coerncia entre o PDI e as prticas de extenso.4 - Coerncia entre o PDI e as atividades de pesquisa/iniciao cientfica, tecnolgica, artstica e cultural. 5 - Coerncia entre o PDI e as aes institucionais no que se refere diversidade, ao meio ambiente, memria cultural, produo artstica e ao patrimnio cultural.

Indicadores:6 - Coerncia entre o PDI e as aes institucionais voltadas para o desenvolvimento econmico e social.7 - Coerncia entre o PDI e aes de responsabilidade social: incluso social.8 - Coerncia entre o PDI e aes afirmativas de defesa e promoo dos direitos humanos e igualdade tnico- racial.9 - Internacionalizao: coerncia entre o PDI e as aes institucionais. Eixo 2: Desenvolvimento Institucional

Eixo 3: Polticas AcadmicasIndicadores:1 - Polticas de ensino e aes acadmico-administrativas para a graduao.2 Polticas e aes para a ps-graduao stricto sensu.3 Polticas e aes para a ps-graduao lato sensu.4 Polticas e aes para a pesquisa ou iniciao cientfica, tecnolgica, artstica e cultural. 5 Polticas institucionais e aes para a Extenso.6 Polticas e aes relacionadas difuso das produes cientfica, didtico-pedaggica, tecnolgica, artstica e cultural.

Indicadores:7 - Comunicao da IES com a comunidade externa.8 - Comunicao da IES com a comunidade interna.9 - Programas de atendimento aos estudantes.10 - Programas de apoio realizao de eventos internos, externos e produo discente.11 - Poltica e aes de acompanhamento dos egressos.12 - Atuao dos egressos da IES no ambiente socioeconmico.13 - Inovao tecnolgica e propriedade intelectual: coerncia entre o PDI e as aes institucionais.

Eixo 3: Polticas Acadmicas

Eixo 4: Polticas de GestoIndicadores:1 - Poltica de formao e capacitao docente.2 - Poltica de formao e capacitao do corpo tcnico-administrativo.3 - Gesto institucional. 4 - Sistema de registro acadmico.5 - Sustentabilidade financeira.

Indicadores:6 - Relao entre o planejamento financeiro (oramento) e a gesto institucional.7 - Coerncia entre plano de carreira e a gesto do corpo docente.8 - Coerncia entre o plano de carreira e a gesto do corpo tcnico-administrativo.Eixo 4: Polticas de Gesto

Eixo 5: Infraestrutura FsicaIndicadores:1 - Instalaes administrativas. 2 - Salas de aula.3 - Auditrio(s).4 - Sala(s) de professores.5 - Espaos para atendimento aos alunos. 6 - Infraestrutura para CPA.7 - Gabinetes/estaes de trabalho para professores em Tempo Integral -TI. 8 - Instalaes sanitrias.

Indicadores:9 - Biblioteca: infraestrutura fsica.10 - Biblioteca: servios e informatizao.11 - Biblioteca: plano de atualizao do acervo.12 - Sala(s) de apoio de informtica ou infraestrutura equivalente.13 - Recursos de Tecnologias de Informao e Comunicao.14 - Laboratrios, ambientes e cenrios para prticas didticas: infraestrutura fsica.15 - Laboratrios, ambientes e cenrios para prticas didticas: servios.16 - Espaos de convivncia e de alimentao.Eixo 5: Infraestrutura Fsica

Essencialmente regulatrios.

No fazem parte do clculo do conceito da avaliao. O avaliador deve registrar o cumprimento ou no do dispositivo legal por parte

Recommended

View more >