536 120611 oab_2011_3_projeto_uti_60_h__direito_tributario_aula_02

Download 536 120611 oab_2011_3_projeto_uti_60_h__direito_tributario_aula_02

Post on 19-Jul-2015

103 views

Category:

Education

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1

    OAB 2011.3 PROJETO UTI 60 HORAS Professora Josiane Minardi Direito Tributrio AULA 02

    ISS - Imposto sobre servio de qualquer natureza

    A LC 116/2003 contm uma relao de servios passiveis de tributao por via do ISS.

    O STJ entende que a lei taxativa e que este definido em LC significa que se o servio no est descrito

    na lista no pode ser tributado.

    LC 116/03 - Conceito de prestao de servio prestao a terceiro de uma utilidade, com contedo

    econmico, sob regime de direito privado, desde que no trabalhista.

    Servio gratuito no pode ser alvo de tributao s ISS porque no possui base de clculo.

    O art. 7 diz que a base de clculo o preo do servio.

    O imposto deve incidir sobre uma execuo de prestao fsica ou intelectual remunerada.

    A LC inseriu uma srie de atividades que no so servios e que so hoje tributadas pelo municpio

    atravs de ISS. Assim com o leasing, que um contrato complexo onde no h prestao de servio.

    Smula vinculante 31.

    No incide ISS sobre a locao de bens mveis. O STF reconheceu como no sendo servios.

    Quando o tomador for pagar para o prestador autnomo, deve ser pedida a inscrio municipal. Se ele no

    possui a inscrio municipal, o tomador deve reter o valor referende o ISS (5%) ele passa a ser o sujeito

    passivo do tributo.

    Tambm haver reteno do valor se no for apresentado o comprovante de inscrio do cadastro fiscal.

    Exclusiva de Municpio. Lei ordinria institui. Segue a anterioridade. Por regra seu lanamento por

    homologao, salvo no caso de sociedade uniprofissional, pois neste caso o lanamento de ofcio.

  • 2

    OAB 2011.3 PROJETO UTI 60 HORAS Professora Josiane Minardi Direito Tributrio AULA 02

    Incide sobre servios que no estejam na incidncia do ICMS. Tm como alquota mnima 2% e mxima

    5%.

    Obrigao de dar, entregar algo pronto e acabado ICMS. Ex: medicamento, transporte, filme.

    Impostos Estaduais

    ICMS - Imposto sobre Operaes relativas Circulao de Mercadorias e sobre Prestao de Servios de

    Trasnporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicao - ICMS: Art. 155, II da CF e LC 87/1996

    Compete aos Estados e ao Distrito Federal instituir ICMS, nos termos do Art. 155, II e 2. da CF.

    Esse Imposto dever ser criado por lei ordinria. Isto no quer dizer que a Lei Complementar n. 87/1996

    seja inconstitucional, visto que esse diploma legal apenas estruturou tal imposto.

    Em relao ao Princpio da Anterioridade, destaca-se que o ICMS o respeita, todavia, a alquota do ICMS

    sobre combustveis respeitar apenas a anterioridade nonagesimal, em caso de reduo ou

    restabelecimento de alquota, nos termos do art. 155, 4., IV, da CF.

    Sujeito Ativo: Estados e Distrito Federal.

    Fato Gerador:

    Operaes de circulao de mercadoria;

    prestao de servios de transporte interestadual ou intermunicipal;

    servio de comunicao;

    energia eltrica;

    importao de mercadoria, ainda que o importador no seja contribuinte habitual do ICMS.

  • 3

    OAB 2011.3 PROJETO UTI 60 HORAS Professora Josiane Minardi Direito Tributrio AULA 02

    Alquotas: H alquotas distintas para clculo do ICMS. As razes dessa distino das alquotas est no

    princpio da seletividade (Art. 155, 2., III da CF) e na existncia de alquotas internas (estipuladas pelos

    Estados) e as interestaduais. O Senado Federal, por meio de Resoluo, estabelecer as alquotas

    mnimas ou mximas, nos termos do Art. 155, 2., IV e V da CF.

    Sobre o ICMS importante destacar que existem dois princpios que devem ser observados:

    Princpio da No Cumulatividade (Art. 155, 2. da CF e Art. 19 da LC 87/1996): significa dizer que o ICMS

    ser compensado em cada operao relativa circulao de mercadorias ou prestao de servios de

    transporte interestadual ou intermunicipal e de comunicao com o montante cobrado nas operaes

    anteriores pelo mesmo ou por outro Estado. Vale destacar que esse princpio, em casos de isenes ou

    no-incidncia, no implica em crdito para compensao com o montante devido nas operaes

    seguintes e acarretar em anulao do crdito relativo s operaes anteriores;

    Princpio da Seletividade (Art. 155, 2., da CF): tem como funo orientar a estipulao das alquotas

    diferenciadas de ICMS, utilizando por base a seletividade, em funo da essencialidade do produto. Esse

    princpio utilizado para justificar a reduo da carga tributria dos produtos considerados essenciais. No

    ICMS PODE ser Seletivo!!

    Ainda em relao ao ICMS, a CF em seu art. 155, 2. (alterado pela EC 42/2003) confere imunidade nos

    casos de (referente alnea b - ver tambm Arts. 2. e 3., III da LC 87/96):

    a) sobre operaes que destinem ao exterior produtos industrializados, excludos os semi-elaborados

    definidos em lei complementar;

    sobre operaes que destinem mercadorias para o exterior, nem sobre servios prestados a destinatrios

    no exterior, assegurada a manuteno e o aproveitamento do montante do imposto cobrado nas

    operaes e prestaes anteriores; (Redao dada pela Emenda Constitucional n 42, de 19.12.2003)

  • 4

    OAB 2011.3 PROJETO UTI 60 HORAS Professora Josiane Minardi Direito Tributrio AULA 02

    sobre operaes que destinem a outros Estados petrleo, inclusive lubrificantes, combustveis lquidos e

    gasosos dele derivados, e energia eltrica;

    sobre o ouro, nas hipteses definidas no art. 153, 5;

    nas prestaes de servio de comunicao nas modalidades de radiodifuso sonora e de sons e imagens

    de recepo livre e gratuita; (Includo pela Emenda Constitucional n 42, de 19.12.2003)

    O STF entende (RE 176.626-SP) que as operaes de licenciamento ou cesso de direito de uso de

    software, no tendo como objeto a mercadoria, no haver incidncia de ICMS. No entanto, os casos de

    software de prateleira incide ICMS, por configurar o fato gerador do referido imposto. Interessante

    observar que o software por encomenda, no incide ICMS, mas sim ISS, conforme LC 116/2003. Ver

    Smula 323 do STF.

    Lanamento por homologao.

    IPVA: Imposto sobre a propriedade de veculos automotores.

    Trata-se de Imposto de competncia estadual e distrital, que poder ser exigido em 1. de janeiro de cada

    exerccio, sendo devido no local do registro do veculo. Esse imposto pode ser criado por lei ordinria.

    Tem como caracterstica respeitar o princpio da Anterioridade do exerccio e a nonagesimal, todavia, em

    relao base de clculo, esta respeita apenas a anterioridade do exerccio.

    Sujeito Ativo: Estados e Distrito Federal.

    Sujeito Passivo: Proprietrio de veculo automotor de qualquer espcie, no se aplicando s aeronaves.

  • 5

    OAB 2011.3 PROJETO UTI 60 HORAS Professora Josiane Minardi Direito Tributrio AULA 02

    Fato Gerador: A propriedade sobre veculos automotores. Ocorre, por fico jurdica em 1. de janeiro de

    cada ano. Todavia, na realidade ocorre no momento da aquisio ou da data do desembarao aduaneiro.

    Base de Clculo: Valor venal do veculo ou preo do mercado.

    Alquotas: Ser estabelecida em lei ordinria estadual. No h limite mximo, no entanto, o Senado

    Federal, por meio de Resoluo, estabelecer as alquotas mnimas, nos termos do Art. 155, 6., I da CF.

    Ademais, o IPVA poder ter alquotas diferenciadas em razo do tipo e da utilizao do veculo, nos

    termos do Art. 155, 6., I e II da CF. Lanamento de ofcio.

    ITCMD: Imposto sobre transmisso causa mortis e doao

    Estados e DF, lei ordinria, segue anterioridade.

    Alquota mxima fixada por resoluo do Senado Federal.

    Lanamento por Declarao.

    As alquotas mximas sero por meio de Resoluo do Senado Federal.

    Impostos Federais

    Importao, Exportao, IOF

    Competncia exclusiva da Unio, institudos por lei ordinria, NO tem anterioridade Cobrana Imediata.

    Alquotas alteradas por decreto do poder executivo. Art.. 153, par. 1.

    IPI- Imposto sobre produtos industrializados

    IPI- alterar a natureza do bem.

  • 6

    OAB 2011.3 PROJETO UTI 60 HORAS Professora Josiane Minardi Direito Tributrio AULA 02

    IPI no respeita a anterioridade do exerccio, mas respeita 90 dias!

    As alquotas podem ser alteradas por meio de ato do PE.

    A legislao do IPI estabelece que possvel ao presidente alterar as alquotas para reduzir at zero ou

    aumentar dentro de certo limite, de 30 unidades percentuais, acima da alquota originalmente estabelecida

    em lei.

    No cumulatividade art. 153, 1, II da CF. Em cada operao desconta-se o imposto incidente na

    operao anterior utiliza-se como crdito o IPI pago na operao anterior.

    Seletividade art. 153, 3, I da CF. Haver uma seleo dos produtos pelo critrio de sua essencialidade;

    quanto mais essencial para a vida do povo, menor ser a tributao. O IPI DEVE ser Seletivo

    Exemplo: rum, vodka com alquota elevada e roupas, calcados, medicamento com alquota zero.

    IPI possui Lanamento por homologao.

    Imposto de renda Auferir Renda

    Quanto aos princpios especiais art.. 153 2, I CF.O princpio da universalidade se aplica s rendas

    todas as rendas devem ser alcanadas pelo IR. Isso acontece hoje embora haja o fato do IR no tributar

    todas as rendas com a mesma proporcionalidade. H algumas distines dependendo do tipo de

    rendimento. Os pases menos desenvolvidos tendem a tributar mais o trabalho do que o capital porque

    mais fcil controlar este.

  • 7

    OAB 2011.3 PROJETO UTI 60 HORAS Professora Josiane Minardi Direito Tributrio AULA 02

    Outro princpio o da generalidade, que diz respeito aos contribuintes. Tod

Recommended

View more >