51ª edição a voz do povo

Download 51ª Edição A Voz do Povo

Post on 23-Mar-2016

213 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

51ª Edição A Voz do Povo

TRANSCRIPT

  • Carro da semana

    Acesse: www.avozdopovo.net Fone: (19) 9733-7070 9144-0511 e-mail: jornaldopovo@terra.com.br

    Tempo Filmes em exibio Frase

    Moviecom TivoliSta Brbara d'Oeste (19)3458-7448

    A Saga Crepsculo - Eclipse Encontro Explosivo O Bem Amado Salt Shrek Para Sempre

    Quinta . . .Min 11c Max 21 cSol com muitas nuvens durante o dia e pero-

    dos de cu nublado. Noite com muitas nuvens.

    Sexta . . . . . .Min 7c Max 27 cSol com algumas nuvens. No chove.

    Sbado . . . .Min 5c Max 24cSol com algumas nuvens. No chove.

    Domingo . . .Min 6c Max 25cSol o dia todo sem nuvens no cu. Noite

    de tempo aberto ainda sem nuvens.

    Fon

    te:

    Clim

    a Te

    mpo

    Nessas eleies amulher vai mostrartoda a sua fora epotencial na cons-

    truo de umBrasil melhor.

    Karen Heins1 Dama de Sta Brbara d`Oeste

    O novo carro Chana que chegar ao Brasil custarR$ 29.000 e dever ser o veculo mais barato do pas.

  • HOMENAGEADONa noite de quinta-feira

    (29/7), Jos Onrio participoudo jantar em comemoraoaos 10 anos do Conselho deDesenvolvimento da RMC(Regio Metropolitana deCampinas), sendo um doshomenageados da noite por terpresidido o Conselho em 2008. O evento aconteceuem Americana e contou com a presena de aproxi-madamente 600 pessoas, entre eles prefeitos, ex-prefeitos, deputados estaduais e federais, vereadores,secretrios, o senador Aloizio Mercadante e o mi-nistro de Esportes, Orlando Silva.

    CONQUISTAAtendendo solicitao do

    deputado estadual ChicoSardelli (PV) e do vereadorEdison Carlos BortolucciJnior, o Juca (PSDB) deSanta Barbara d'Oeste, o go-verno do Estado comeou afazer melhorias nas estradasrurais de Santa Brbara dOeste.

    "A manuteno das estradas rurais uma necessi-dade, pois se encontram em estado precrio ecausam dificuldades tanto para as famlias como paraas reas de produo", destacou Sardelli. Do total de270 km2 de rea do municpio, 210 km2 so dereas rurais.

    RETORNOOs vereadores sumareenses se apresentaram nesta

    tera-feira, 03 de agosto, para a primeira sessoordinria, do segundo semestre de 2010, aps 30dias de recesso parlamentar. Na pauta, os parla-mentares apreciaram quatro projetos do Legislativo,que discutem sobre o fornecimento de prteses den-trias para idosas; o horrio de funcionamento doscarrinhos de lanche na cidade, a instalao dedivisrias nos caixas eletrnicos e os mtodos natu-rais de combate a dengue.

    PROJETOO projeto n. 56/10, de

    autoria do vereador JosuCardozo(PT), autoriza opoder executivo criar o progra-ma de mtodos naturais decombate a dengue no munic-pio de Sumar, atravs daplantao de sementes de Cratalria e Citronela emquintais, jardins, em margens de rios, praas e

    cemitrios. As sementes podero ser doadas a popu-lao, atravs de agentes de sade, durante as visitasde preveno contra a dengue. A utilizao dassementes no combate a dengue, no isenta o traba-lho de fiscalizao dos agentes de sade, assim comoa os arrastes e panfletagem informativa.

    PROJETO 2Tambm foi discutido,

    pelos vereadores, o projeton. 101, de autoria do verea-dor Dcio Marmirolli(PSDB), que visa regulamen-tar os horrios de funciona-mento dos carrinhos delanche da cidade, que passari-am a funcionar das 11 horas s 00h59min. O pro-prietrio de carrinho de lanches que no respeitaro horrio estabelecido ser notificado e caso noatenda a notificao, ser multado em dois salriosmnimos, podendo perder o alvar de funciona-mento. Esse projeto havia sido retirado da pauta,por pedido de vistas do vereador Jos Tavares deSiqueira (PPS).

    PROJETO 3O projeto n. 103/2010, de

    autoria dos vereadores JoelCardoso da Luz (PSDB) eGeraldo Medeiros da Silva(PT), que dispe sobre a insta-lao de divisrias e de cmerasde vdeo entre os caixas e oespao reservado para clientes que aguardam atendi-mento nas agncias bancrias, terminais de auto-atendimento, agncias lotricas e demais correspon-dentes bancrios, tambm foram apreciadas pelosparlamentares sumareenses.

    PROJETO 4O ltimo projeto, da ordem

    do dia, de n. 53/09, elabora-do pelo vereador Antonio dosReis Zamarchi (PSDB), auto-riza o Executivo a fornecerprteses dentrias aos idosos,acima de 60 anos. Para obter obenefcio, os idosos deveroestar cadastrados junto ao rgo municipal de sade,devem ser submetidos avaliao peridica referente adaptao e manuteno da prtese implantada, edeve ser constada a necessidade de sua substituioem decorrncia do desgaste. Durante a sesso tam-bm foram lidos, discutidos e votados requerimen-tos, moes e indicaes.

    BOMBEIROSO vereador Celso Zoppi

    (PT) protocolou nesta segun-da-feira (2) um requerimentosolicitando informaes Administrao Municipal so-bre a dotao oramentriadestinada ao subgrupamentode Bombeiros de Americana.

    No documento, Zoppi citaque recebeu, em seu gabinete, cpia do oficioencaminhado pelo comandante do SegundoSubgrupamento de Bombeiros de Americana,Capito da Polcia Militar Ccero Lzaro FerreiraBarboza Junior, ao Prefeito de Americana, Diego DeNadai, informando sobre a necessidade oramen-tria para o ano de 2011, estimada em R$ 905 mil,para despesas com manuteno de suas instalaes,viaturas e equipamentos.

    O parlamentar explica que, para este ano, adotao original era de R$ 150 mil, tendo que sersuplementada para chegar a R$ 500 mil at a pre-sente data. Conta, ainda, que a proposta oramen-tria para 2011 a mesma de 2010, no valor de R$150 mil. "Diante da perspectiva oramentria japontada pelo comandante, estamos solicitandoinformaes sobre a possibilidade do municpiosuplementar a dotao oramentria destinada aoCorpo de Bombeiros", disse Zoppi.

    O requerimento ser discutido e votado pelosvereadores no Plenrio. durante a sesso ordinriadesta quinta-feira (5).

    MDICOO vereador Adelino Leal

    (PT) de Americana protocolounesta segunda-feira (2) umrequerimento em que ques-tiona a Administrao Muni-cipal sobre a falta de mdicoginecologista na Unidade B-sica de Sade (UBS) 11, loca-lizada no Parque Gramado.

    De acordo com o parlamentar, diversosmoradores da regio reclamaram que no h tal espe-cialista no posto mdico e que os pacientes tm sidoorientados a procurar atendimento em outraunidade. "Considerando que cada posto de sadeatende populao sua volta, encaminharpacientes acarreta em demora para marcao eatendimento, gerando transtorno, podendo teragravamento do quadro clnico da mulher quenecessita deste profissional", afirmou o vereador norequerimento.

    PESQUISAO Jornal A Voz do Povo vem recebendo algumas

    reclamaes da alimentao servida aos funcionriospblicos em Americana. Em breve mais infor-maes.

    2Palavra Livre

    A importncia do Censo de 2010O 12 Censo Demogrfico, que teve inicio em todo o pas,

    mostrar a reduo da fecundidade e da mortalidade infan-til, alm do aumento da longevidade. O IBGE (InstitutoBrasileiro de Geografia e Estatstica) inicia o 12 CensoDemogrfico. At 31 de outubro, 192 mil recenseadorespercorrero 8,5 milhes de km 2 para visitar 58 milhes dedomiclios.

    O Censo a mais completa fonte de informao de queo pas dispe para conhecer as condies de vida da popu-lao nas reas urbanas e rurais dos atuais 5.565 munic-pios.

    O primeiro Censo foi realizado em 1872 e revelou que oBrasil da poca do Imprio tinha 10.112.061 habitantes.Iniciamos o sculo 20 com 17.318.556 habitantes (1900) eencerramos o sculo com 169.799.170 habitantes (2000).

    O Censo de 1910 contou 23.414.177 habitantes e inves-tigou a origem dos imigrantes, a cor e a raa da nossa po-pulao predominantemente rural, que crescia 3% ao ano.Apenas seis cidades tinham mais de 100 mil habitantes.

    O Rio de Janeiro era a maior cidade (870.475), seguidapor So Paulo, com 346.410.

    Um sculo depois, o Censo de 2010 recensear mais de190 milhes de habitantes. Estudar o destino dosbrasileiros emigrantes e revelar a reduo da mortalidadeinfantil e da fecundidade.

    Mostrar o aumento da longevidade, o peso da popu-lao idosa e o nmero de pessoas com mais de cem anosnuma populao predominantemente urbana, que cresce1,5% ao ano. Atualmente, h 273 municpios com mais de100 mil habitantes e 14 municpios com mais de 1 milhode habitantes.

    Os Censos mostram a evoluo da populao municipale a estrutura etria dessa populao; o nvel de educao,sade, emprego e renda; deficincia visual, auditiva e loco-motora; condies de habitao e acesso a servios pblicosde saneamento, gua potvel, energia eltrica, telefonia einternet.

    O Censo verificar a existncia de calamento, ilumi-nao pblica, esgoto a cu aberto, depsito de lixo prxi-mo a cada rua.

    O IBGE pesquisar questes novas sobre etnia e lnguafalada pelos indgenas; religio; posse de documento de re-gistro de nascimento; emigrao internacional; tempo gastocom o deslocamento para o local de trabalho e estudo eacesso a programas sociais de transferncia de renda.

    Os Censos definiro novos parmetros para distribuiodo Fundo de Participao dos Municpios (FPM) e definiodo nmero de vereadores e deputados.

    Todos os 314 mil setores censitrios, que representamreas de trabalho de cada recenseador, esto georreferen-ciados e registrados em mapas digitais.

    A cartografia censitria digital foi desenvolvida com software prprio (Geobase) de georreferenciamento detodos os trechos urbanos (quadras, logradouros e faces deruas) dos 4.005 municpios com menos de 20 mil habi-tantes. Para os demais 1.560 municpios, o IBGE tambmusou informaes de empresas de roteamento e prefeituras.

    O IBGE j associou mais de 52 milhes de endereos dedomiclios residenciais urbanos aos mapas digitais de 224mil setores. Os demais 90 mil setores sero atualizadospelos recenseadores durante o Censo.

    O IBGE usar palmtops equipados com GPS nas entrevis-tas presenciais. Se o morador preferir, poder solicitar aorecenseador a orientao e senha para preencher o ques-tionrio pela internet.

    O recenseador no precisa entrevistar pessoalmente