3ª ensino médio - tr - unidade 1 do 1º bimestre

Download 3ª Ensino Médio - TR - Unidade 1 do 1º Bimestre

Post on 09-Jul-2015

555 views

Category:

Education

4 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Estes slides fazem parte do programa de estudos do www.portalpositivo.com.br - todo o conteúdo possui direitos reservados e está disponível nesta conta para que os alunos possam estudar como complemento do sistema apostilado POSITIVO.

TRANSCRIPT

POREM3V1U01

Objetivos que devero ser atingidos com o estudo da unidade:

reconhecer a estrutura composicional do gnero tirinha, identificando a importncia dos recursos verbais e no verbais na construo de sentidos; revisar os conceitos de perodo simples e composto, buscando melhorar a capacidade de escrita do aluno; analisar os critrios de avaliao propostos na redao ENEM, reunindo informaes que garantem um melhor desempenho no exame. 1

Esta pergunta tem carter pessoal.

Possveis respostas:

Otimismo o campo frtil como um ponto de partida para realizaes: necessita ser exteriorizado e complementado para chegar ao nvel de transformar esse esforo em resultados positivos.

O otimismo tem o poder de acender uma chama potente dentro das pessoas, para manter esta combusto so necessrias aes planejadas e o desenvolvimento de competncias para realizar os objetivos que tocam os sentimentos otimistas.

Todas as pessoas tm de comear por algum ponto, e o melhor para realizar algo ter uma viso otimista daquilo que se quer.

Pode ser o ponto de partida para atingir determinados objetivos.

O objetivo dessas questes introduzir os alunos na temtica proposta na unidade a importncia do otimismo. Pode-se iniciar a discusso conversando com eles sobre o que otimismo. Assim, por meio das perguntas e da observao das imagens, espera-se gerar uma discusso que permita refletir sobre a importncia de buscar realizar tenazmente os sonhos. Essa proposta busca levar os alunos a pensarem sobre a importncia de estabelecer objetivos e metas em relao a suas prprias vidas. Assim, a temtica do vestibular to forte nesse ltimo ano do Ensino Mdio pode ser trabalhada, incentivando-os, desde j, a se prepararem para essa etapa da vida.2

A histria de Susan Boyle circulou muito nas redes sociais; uma mulher de 40 anos em busca da realizao do seu sonho de cantar. A ideia oferecer aos alunos um momento de desconstruo dos padres vigentes em relao aos esteretipos de beleza e sucesso e mostrar a importncia de seguir buscando a realizao dos objetivos. 3

Esta pgina mostra exemplos de superao. A ideia discutir com os alunos os limites que temos e a necessidade de super-los a cada dia. 4

Exemplo de luta e superao, de esforo e dedicao.A trajetria de Ayrton Senna serve para mostrar aos alunos a importncia da perseverana e do trabalho para a realizao dos objetivos.

Professor: trazer reportagens sobre a trajetria de Ayrton Senna.5

No primeiro eixo da unidade 1 Conectando-se , prope-se um trabalho com linguagem verbal e no verbal. Assim, deve-se levar os alunos a desenvolver a percepo dos elementos no verbais que constituem os textos por meio da observao e anlise da disposio desses elementos, das cores utilizadas, das expresses corporais, das imagens que dialogam com os textos escritos.6

Para trabalhar com a linguagem verbal e no verbal, analisar a tirinha apresentada e

descrever qual o espao em que se desenvolve a histria narrada e quem so as personagens; observar com os alunos para onde esto direcionados os olhares de Hagar e Eddie no primeiro quadrinho. identificar o uso do sinal de exclamao no segundo quadrinho que indica a surpresa de Hagar ao visualizar a gaivota. perceber como a linguagem no verbal responsvel pela construo do efeito de humor no texto, afinal, Eddie busca a gaivota morta no cu algo impossvel.

Conversar com os alunos sobre a importncia dos elementos no verbais na construo de sentidos e apresentar outros textos para que eles possam exercitar a observao e a anlise.7

Para continuar o trabalho com a linguagem no verbal, analisar o quadro de Botero e explorar com os alunos a representao bem- -humorada do cotidiano de uma famlia, porm com a possibilidade de reflexes mais amplas a respeito de diversos outros setores da sociedade, por exemplo:

O tamanho das pessoas representadas: o casal que ocupa uma posio social privilegiada alto, enquanto a empregada tem uma estatura baixa o que indica sua posio inferiorizada na hierarquia representada pelo artista colombiano. Muito embora o casal ocupe a posio central na representao, a direo da mulher e do homem indica uma diferena de gnero, pois o homem se volta para o pblico, enfrentando-o. J a mulher se volta para a esfera privada, demonstrando a diferena entre os lugares ocupados por ambos socialmente: enquanto o homem atua na sociedade, a mulher ocupa-se da casa e do lar. As figuras esto estticas o que pode refletir a dificuldade de mudana dessas atuaes sociais. 8

9

Com os alunos, observar as falas presentes na tirinha e identificar as formas verbais utilizadas. Verificar que, no primeiro quadrinho, no h presena de verbos, mas o leitor infere com a ajuda da imagem que se trata da rao destinada a alimentar o Garfield. Essa ausncia de verbos deixa em aberto os sentidos, pois funciona apenas como uma indicao tal como foi interpretado por Garfield.O humor se constri com essa contradio, pois a falta do verbo aliada linguagem no verbal leva o leitor a imaginar que a comida para o Garfield, mas este no interpreta a afirmao como uma ordem para si.

Em seguida, especificar que, no primeiro quadrinho, h uma frase que, com a imagem, possibilita compreender o que est expresso.

J no terceiro quadrinho, uma orao organizada a partir do verbo ser.

Colocar aqui orientaes para o professor sobre esse slide se necessrias.10

Fazer a contraposio entre perodo simples e composto por meio da observao das formas verbais presentes nas duas oraes. Levar os alunos a perceber que o perodo simples composto por um verbo apenas enquanto o perodo composto apresenta mais de um verbo. 11Ateno:no altere o contedo deste slidePara visualizar este contedo digital, preciso ter instalado o plugin Slides de Aula, disponvel no Livro Digital

Tipos de perodo@POR863

12

Com os alunos, observar que, na primeira fala, as duas oraes apresentam os componentes da predicao: sujeito + verbo transitivo + objeto.

Portanto, so duas oraes independentes sintaticamente que formam um perodo composto por coordenao. A conjuno mas que coordena as duas ideias expostas, indicando uma relao de oposio ou contraste.

Orao 1: o pensamento positivo sujeitoprevine verbo transitivodoenas objeto direto

Orao 2:o estresse sujeitoprejudica verbo transitivosade objeto direto

J na segunda fala, pode-se perceber que a primeira orao apresenta uma estrutura incompleta: sujeito + verbo transitivo.

As pessoas sujeitodesconhecem verbo

A segunda parte do perodo apresenta uma orao que completa o sentido da primeira, mas h uma relao de subordinao entre elas, isto , uma das oraes depende sintaticamente da outra, formando um perodo composto por subordinao.13

Nessa ltima parte da unidade, no eixo Clicando em gnero textual, inicia-se a explorao do gnero redao ENEM.Assim sendo, nesse primeiro momento, pode-se conversar com os alunos sobre as expectativas que tm em relao ao ENEM e as principais dificuldades apresentadas na escrita de uma redao. Com essas informaes, pode-se realizar um trabalho mais especfico com os anseios do grupo.14Editor: por que os textos esto em vermelho?

As questes apresentadas tm como objetivo introduzir a discusso sobre as caractersticas da redao do ENEM. Deve-se abrir espao para que os alunos compartilhem experincias e relatem suas dificuldades e expectativas.Sugere-se, ainda, apresentar propostas de redao j pedidas no exame, para familiarizar os alunos com as temticas sugeridas. 15

Apresentar as caractersticas da redao do ENEM, destacando que se trata de um texto em que predomina a tipologia dissertativa--argumentativa. Trata-se, portanto, de um texto que exige um posicionamento do autor e a exposio de argumentos que possam comprovar/defender a ideia ou ponto de vista que defendido.Nesse processo, a refutao de contra-argumentos facultativa, mas pode auxiliar na defesa do ponto de vista.,Quanto concluso, ela precisa, necessariamente, apresentar uma proposta de interveno social. Assim, alm de sintetizar a ideia defendida ao longo do texto, faz- -se necessrio apresentar uma possvel soluo para a questo abordada 16Ateno:no altere o contedo deste slidePara visualizar este contedo digital, preciso ter instalado o plugin Slides de Aula, disponvel no Livro Digital

Dicas para produzir um texto@POR819

Para iniciar essa unidade, que tem como temtica o otimismo, sugere--se apresentar um dos seguintes vdeos sugeridos:depoimento curto de Ayrton Senna falando de sua motivao de vencer na vida.apresentao de ballet clssico com bailarinos que tm deficincia fsica.apresentao de Susan Boyle, convertida em um cone de superao ao participar de um reality show.

Os alunos devero comentar suas impresses com base no depoimento e na histria de vida apresentada no vdeo. Em seguida, devem ser introduzidas as perguntas motivadoras.17Ateno:no altere o contedo deste slidePara visualizar este contedo digital, preciso ter instalado o plugin Slides de Aula, disponvel no Livro Digital

Dicas para produzir um texto II@POR700

18

Analisar a redao do ENEM produzida no simulado e observar que a proposio inicial de que os jovens esto mais violentos porque esto acostumados a conseguir tudo facilmente foi defendida por meio: da ideia de que os jovens so muito influenciveis; do uso de drogas; da falta de conscientizao dos pais; da presena de jogos que incentivam a violncia.

Fazer com que eles percebam que a concluso abre uma segunda discusso: A criminalidade envolve toda a sociedade.Observar que o texto no apresenta uma proposta de interveno social para resolver a questo. 19Ateno:no altere o contedo deste slidePara visualizar este contedo digital, preciso ter instalado o plugin Slides de Aula, disponvel no Li

Recommended

View more >