364mica - aula 1) - ?· bibliografia básica blanchard, o. macroeconomia . são paulo:...

Download 364mica - aula 1) - ?· Bibliografia Básica BLANCHARD, O. Macroeconomia . São Paulo: Prentice-Hall,…

Post on 11-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Anlise Macroeconmica

    AULA 1

    Prof. Vladimir Fernandes Maciel

  • Programao

    Estrutura da Disciplina

    Introduo O ciclo de negcios;

    Fluxo circular da renda;

    Variveis macroeconmicas.

  • Estrutura da Disciplina

  • Objetivo

    Capacitar o aluno a compreender e analisar os fenmenos scio-econmicos em uma economia aberta para fins de tomada da deciso.

  • Contedo

    Instrumental Analtico de Curto Prazo Polticas Monetria e Fiscal: o

    modelo IS-LM.

    Polticas Monetria, Fiscal e Cambial: regimes cambiais, fluxo de capitais e modelo IS-LM-BP.

  • Contedo (cont.)

    Instrumental Analtico de Mdio Prazo Demanda e Oferta Agregadas.

    Trade-Off Inflao e Desemprego: Curva de Phillips e expectativa de Inflao.

  • Contedo (cont.)

    Tpicos Atuais Metas de Inflao.

    Dficit e Dvida Pblica.

  • Avaliaes

    Tarefas (no valor de 50% da mdia);

    Atividade final (50% no valor da nota).

  • Bibliografia

    Bsica BLANCHARD, O. Macroeconomia. So Paulo: Prentice-

    Hall, 2004. MANKIW, N. G.; Macroeconomia. Rio de Janeiro: LTC,

    1995. Complementar

    LARSON, SVEN R. IS-LM with Credit Markets and Inflation Targeting: a suggestion for undergraduate macroeconomics. Social Science Research Network. Case and Teaching Paper Series In http://ssm.comRIVERA-BATIZ, F; RIVERA-BATIZ, L. Internationalfinance and open economy macroeconomics. New Jersey : Prentice-Hall, 1994.

  • Motivao

  • O ciclo econmico

    Flutuaes de mdio prazo na economia (i.e. em geral contida em uma dcada);

    Oscilaes entre alta (expanso) e baixa (contrao) atividades;

    Diferena (hiato) entre o nvel tendencial do produto (produto potencial) e o produto efetivo.

    Hiato do Produto = PIBcorrente - PIBpotencial

  • Padro do Ciclo de Negcios

    TENDNCIA

    PICO

    VALE (ou fundo)

    PRODUTO

    TEMPO

  • Conceitos relativos ao ciclo

    Expanses: Boom: crescimento acentuado (bem acima da taxa tendencial).

    Contraes: Desacelerao do crescimento: embora a economia esteja se expandindo, o crescimento menor que a taxa tendencial.

    Recesso: quando uma economia passou dois trimestres consecutivos por crescimento negativo.

    Depresso: recesso ruim.

  • Co-movimento variveis

    Nvel de preos

    Taxa de juros de longo prazo

    Taxa de juros curto prazo e velocidade da moeda

    FalnciasAgregados Monetrios

    Taxa de desempregoPreos dos agrcolas e dos recursos naturais

    Lucros dos negcios

    Estoque de insumos de produo

    Produo dos agrcolas e dos recursos naturais

    Produo setorial

    Exportaes (para EUA)Estoque de bens acabados

    Produo de no-durveisProduo agregada

    AcclicaContracclicaBaixa conformidade com o ciclo

    Grande conformidade

    com o ciclo

    Procclicas

  • Variao Real % do PIB

    -10,00

    -5,00

    0,00

    5,00

    10,00

    15,00

    anos

    Brasil

  • Brasil

    PIB

    Real (a p

    reo

    s d

    e 1980)

    0 1 2 3 4 5 6 7 8

    1947

    1949

    1951

    1953

    1955

    1957

    1959

    1961

    1963

    1965

    1967

    1969

    1971

    1973

    1975

    1977

    1979

    1981

    1983

    1985

    1987

    1989

    1991

    1993

    1995

    1997

    1999

    2001

    2003

    EFETIVOTENDN

    CIA

  • Paradigma Frisch-Slutsky

    Impulso Mecanismo de propagao

    Ciclos de Negcios

    Economistas concordam quanto forma do

    ciclo

    - Choque fiscal;

    - Choque monetrio;

    - Mudanas no consumo e no investimento;

    - Choque tecnolgico;

    -Choque na estrutura financeira;

    - Choque nos termos de troca.

    Qual mais importante?

    Como os planejadores econmicos

    devem agir (jque no podem

    controlar o impulso?)

    Viso keynesiana: ciclos de negcios so um sinal de que o mercado no estconseguindo funcionar (ou que no funciona)

    Viso liberal: ciclos de negcios so a resposta eficiente do mercado a choques que afetaram a economia

  • Conceitos introdutrios

  • Trata da avaliao da economia como um todo

    AnalisandoDeterminao

    ComportamentoAgregados econmicos

    RENDA EMPREGOPRODUTO NACIONAL DESEMPREGO INVESTIMENTO ESTOQUE DE MOEDAPOUPANA TAXA DE JUROSCONSUMO BALANO DE PAGTOSNVEL GERAL DE PREOS TAXA DE CAMBIO

    Macroeconomia

  • Grandes agregados Negligencia o comportamento das unidades econmicas individuais

    Ex.: entre os mercados de bens e servios, de trabalho e deativos financeiros e no financeiros.

    Permite estabelecer relaes entre os agregados e melhor compreenso das interaes entre estes.

    OBS.: No h conflito entre Macro e Microeconomia,mas enfoques diferentes.

    Macroeconomia

  • Teoria macroeconmica

    Teoria do desenvolvimento econmico

    - Questo do desemprego

    - Estabilizao do nvelgeral de preos

    - Progresso tecnolgico

    - Poltica Industrial

    Questes de longo prazo

    Questes de curto prazo

    Macroeconomia

    FOCO DA NOSSA DISCIPLINA

    NO FOCO DA NOSSA DISCIPLINA

  • - Alto nvel de emprego- Estabilidade de preos (combate a inflao)- Balano de pagamentos equilibrado

    Polticas de estabilizao

    Metas de Poltica Macroeconmica

  • POLPOLTICA FISCALTICA FISCALO governo altera o valor e a quantidade

    dos impostos, taxas e contribuies. Alm disso, ele altera os seus gastos com

    funcionalismo pblico, obras etc. Com isso, o governo muda a renda que as pessoas possuem para gastar, alm de incentivar mais (ou menos) a produo de bens e

    servios da economia.

    POLPOLTICA MONETTICA MONETRIARIAO Banco Central altera a taxa de juros por meio da compra ou da venda de moeda nacional. Dessa forma o BC

    torna mais caro ou mais barato tomar emprstimos, influenciado a

    capacidade de consumir das famlias e a capacidade das empresas investirem

    na produo.

    POLPOLTICA CAMBIALTICA CAMBIALO Banco Central altera a taxa de

    cmbio atravs da compra ou da venda de moeda estrangeira. Sendo assim, o

    BC pode tornar os produtos exportados e importados mais caros ou mais baratos, incentivando mais (ou menos) a produo nacional. Alm

    disso, ele pode tornar os emprstimos estrangeiros mais baratos ou no.

  • Instrumentos

    disponveis

    Arrecadao de

    tributos (poltica

    tributria)

    Inibe Consumo e Investimento

    AntiAnti--

    inflacioninflacionrias rias

    Estimula consumo e Investimento

    Maior Maior

    CrescimentoCrescimento

    Diminuio dos gastos

    Aumento dacarga tributria

    Aumento dos gastos

    Diminuio dacarga tributria

    RESULTADO

    Melhor Melhor DistDist..

    de Renda de Renda

    Impostosprogressivos

    Gastos emsetores/ regiesmais atrasados

    Benefcio agrupos menos favorecidos

    Controle de

    suas despesas

    (poltica de gastos)

    Exemplo: poltica fiscal e objetivos

  • Inflao Aumento contnuo e generalizado no nvelgeral de preos.

    Acarreta distores, principalmente, sobre:

    Distribuio de rendaExpectativas da sociedade Balano de pagamentos

    Metas de Poltica Macroeconmica: estabilidade de preos

  • Os objetivos no so independentes, podendo ser conflitantes.

    Metas de Reduo deDesemprego

    eEstabilidade

    de Preos

    Com aumento

    de compras

    Reduz-se o desemprego.

    Aproximando do pleno emprego,

    os recursos tendem a escassear,

    provocando um aumento dos

    custos de produo. Podendo

    aumentar a inflao (exceto,

    quando estiver ocorrendo um

    significativo aumento de

    produtividade).

    Objetivos de poltica macroeconmica e conflitos

  • O administrador pblico (policy-maker) tem de fazerescolhas quanto nfase a ser dada a diferentes objetivos.Cada combinao afeta diferentes grupos na sociedade dediferentes maneiras, e qualquer escolha estar sujeita objeo poltica pelos representantes dos grupos para osquais a escolha alternativa pior.

    Objetivos de poltica macroeconmica e conflito

  • Parte Real da Economia

    Parte Monetriada economia

    Mercado de Bens e Servios

    Mercado de Trabalho

    Mercado Financeiro(monetrio e ttulos)

    Mercado de Divisas

    Produto NacionalNvel Geral de PreosNvel de EmpregoSalrios Nominais

    Mercados Mercados Var. DeterminadasVar. Determinadas

    Taxa de JurosEstoque de MoedaTaxa de Cmbio

    Estrutura da Anlise Macroeconmica

  • Fluxo circular da renda

  • FAMFAMLIASLIAS

    FIRMASFIRMAS

    $$

    MERCADO DE TRABALHO

    onde so negociados os salrios e a quantidade de

    trabalho que serempregada.

    MERCADO BENS E SERVIOS

    onde so negociados os preos e as quantidades de bens e servios vendidos.

    MERCADO FINANCEIRO E DE CAPITAS

    onde so negociados os recursos a serem emprestados para financiarem a expanso da

    capacidade produtiva das firmas.

    OFERTA DE TRABALHO

    DEMANDA POR

    TRABALHO

    OFERTA DE CAPITAL

    (POUPANA)

    DEMANDA POR CAPITAL

    (INVESTIMENTO)

    ESTOQUE DE CAPITAL RIQUEZA

    ACUMULADA

    OFERTA BENS E

    SERVIOS

    DEMANDA POR BENS E SERVIOS

  • GOVERNOGOVERNO

    FIRMASFIRMASFAMFAMLIASLIAS

    RESTORESTO DODO MUNDOMUNDO

    SALRIOS, ALUGUIS, LUCROS E DIVIDENDOS

    IMPOSTOS SALRIOS, JUROS E TRANSFERNCIAS (Previdncia, bolsa de estudos etc.)

    COMPRA DE BENS E SERVIOS

    COMPRA DE B

Recommended

View more >