326018-Estrategia Mensal Exemplo Analise Fundamentalista

Download 326018-Estrategia Mensal Exemplo Analise Fundamentalista

Post on 12-Oct-2015

9 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li><p>ESTRATGIA MENSAL 01/11/12 </p><p>Mercados: Economia Brasileira ter Papel de Destaque em 2013 </p><p>Apresentamos neste relatrio a nossa meta para o Ibovespa, bem como as estimativas para os lucros das empresas de nosso universo de cobertura no ano de 2013. Ao longo dos prximos 12 meses, vemos um cenrio ainda com riscos importantes para o mercado de aes (provenientes da China e da Europa) mas, por outro lado, com a diminuio de riscos extremos, tais como o default de pases da periferia da Europa, considerando nossa viso de que o BCE agir para impedi-los. Neste cenrio, vemos a dinmica da economia brasileira desempenhando um papel muito mais importante, conduzindo a recuperao dos lucros e, at mesmo, ajudando a dissipar os temores de mudanas de regras em importantes setores econmicos nos ltimos meses de 2012. O mercado de aes brasileiro passou por um ano difcil em 2012, com alta volatilidade e um retorno acumulado no ano de apenas 0,6%, at outubro, em reais e, um ainda pior, -7,1% em dlares. Por outro lado, analisando o desempenho das 150 aes mais lquidas no Brasil, encontraremos alguns nmeros animadores: enquanto 48 aes mostram desempenho inferior ao do Ibovespa, 102 superam o ndice, sendo que 74 tiveram valorizao 20% acima do Ibovespa, no acumulado no ano. Olhando para vencedores e perdedores no acumulado no ano, podemos destacar dentre os perdedores as aes dos setores de construo civil, concessionrias de energia eltrica, petrleo, siderurgia, minerao, telecomunicaes e bancos, enquanto os vencedores so representados, em grande parte, por aes do segmento de varejo, bens de consumo e outros setores impulsionados pela economia domstica. At a divulgao das condies para a renovao de concesses de usinas de energia, as concessionrias de energia eltrica estavam entre os melhores desempenhos em Bolsa - tal como o setor de telecomunicaes, que registrou forte realizao quando a autoridade reguladora (Anatel) apontou e exigiu providncias das empresas, com a necessidade de melhorias da qualidade de servio. Desconsiderando as surpresas recentes, como a inesperada mudana de regras em certos setores (energia eltrica, telecomunicaes e bancos), a estratgia vencedora foi claramente aquela com o foco em casos de investimento expostos economia domstica, que tem apresentado performance destacada desde 2010. O pano de fundo econmico para essa estratgia baseado no atualmente robusto nvel de renda real do Brasil e nas taxas de desemprego baixas, que tm mantido as vendas no varejo relativamente fortes, apesar de uma economia fraca. Adicionalmente, para impulsionar o desempenho com base em crescimento dos lucros, esses setores tambm apresentaram expanso de mltiplos significativa, uma vez que os investidores se mantm presos a esta estratgia, mesmo com mltiplos elevados. Nossa expectativa de um crescimento significativo nos lucros das empresas brasileiras em 2013, depois de um ano difcil em 2012. Considerando o LPA do Ibovespa, estimamos expanso de 33,7% no ano de 2013 na comparao com 2012, impulsionada, principalmente, pelo setor imobilirio e por empresas ligadas a commodities industriais. Esperamos este crescimento depois de uma queda nos lucros em 2012 (estimada em -11,4% na comparao anual), em razo das perdas financeiras relacionadas depreciao do real. A perspectiva de lucro para 2012 parece ainda pior, considerando que a queda esperada se d na sequncia de uma base de comparao j fraca em 2011, devido s perdas registradas por grandes companhias como a Gol e a Gafisa. Com base em uma meta de P/L de 12.8x para 2013 (mdia do P/L desde 2005), estamos definindo a nossa nova meta para o Ibovespa em 72.000 pontos no final de 2013, com potencial de valorizao de 24,8% em relao aos nveis atuais. </p><p>outubro 12 meses</p><p>Ibovespa -3,56% -2,18%</p><p>Dow Jones -2,54% 9,55%</p><p>Nasdaq -4,46% 10,91%</p><p>FTSE 100 0,71% 4,30%</p><p>PCAC 2,22% 5,75%</p><p>DAX 0,62% 18,23%Fonte: Bloomberg</p><p>outubro 12 meses</p><p>Real (R$/US$) 0,22% 18,37%</p><p>Euro (US$/) 0,77% -6,49%</p><p>ndicesPerformance</p><p>MoedasPerformance</p></li><li><p> ESTRATGIA MENSAL 01/11/12 </p><p>Performance Histrica </p><p>No ms de Outubro todas as nossas carteiras performaram bem acima do ndice Bovespa, fechando no campo positivo contra a queda do ndice. Os destaques de alta ficaram com a Dividendos e Arrojada, seguidas pela Top 10. Apesar da performance abaixo das demais carteiras, em Outubro, a Top 10 acumula a maior alta nos ltimos 12 meses, impressionantes 40,2%, bem como no acumulado de 2012. </p><p>Estratgia Para Novembro: Mercados Devem Permanecer de Lado </p><p>A recuperao dos mercados globais, registrada nos ltimos meses, reduziu seu vigor em outubro e, neste cenrio, em novembro, tambm no devero ocorrer reaes expressivas das bolsas internacionais. </p><p>Nos Estados Unidos, os indicadores do mercado imobilirio surpreenderam positivamente os economistas, embora outros dados econmicos revelem que o pas permanece em recuperao modesta. O cenrio mais provvel para o Pas ainda aponta para um crescimento baixo. Na Europa, as principais expectativas do mercado continuam voltadas para a Espanha, que ainda no solicitou o pedido formal de ajuda sua economia. Neste cenrio, o prmio de risco oferecido pelo mercado para os ttulos soberanos do governo espanhol se estabilizou ou at recuou. A China, por sua vez, segue relutante em implementar grandes planos de estmulo o que, provavelmente, resultar em uma desacelerao no ritmo de crescimento apresentado pelo pas. </p><p>J a recuperao da economia brasileira dever ser o principal direcionador da valorizao da bolsa nacional nos prximos meses. Sendo assim, o crescimento dos lucros corporativos e a evoluo da confiana no mercado domstico devero compensar as turbulncias internacionais e o ambiente adverso presente em alguns setores. O pas j demonstra recuperao e projetamos crescimento de 3,5% para o PIB em 2013. </p><p>Considerando apenas as aes do Ibovespa, os setores que apresentaram os melhores desempenhos em outubro foram: sade, bolsas (BM&amp;F Bovespa e Cetip), acar &amp; lcool e minerao. Por outro lado, os destaques negativos ficaram por conta das aes de petrleo e construo civil, que tambm apresentam as piores performances ao longo do ano. Vale ressaltar que as aes defensivas, com menores riscos regulatrios, registram as maiores valorizaes em 2012, como saneamento (gua e esgoto) e concesses rodovirias. </p><p>2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 12 meses out/12</p><p>Ibovespa 32,9% 43,6% -41,1% 82,7% 1,0% -18,1% 0,6% -2,2% -3,6%</p><p>Arrojada 33,3% 41,6% -55,7% 124,4% 19,0% -13,6% 12,8% 23,0% 4,6%Dividendos 37,2% 47,2% -19,3% 52,0% 39,0% 26,8% 13,5% 27,4% 5,2%Top 10 - - - 123,2% 28,5% -13,6% 22,2% 40,2% 2,3%Fonte: B radesco Correto ra e gora Correto ra</p></li><li><p> ESTRATGIA MENSAL 01/11/12 </p><p>Contedo </p><p>CARTEIRAS RECOMENDADAS 5 </p><p>Carteira Top 10 5 </p><p>Carteira de Dividendos 8 </p><p>Carteira Arrojada 10 </p><p>CENRIO MACROECONMICO PARA 2013 11 </p><p>Nvel De Atividade 11 </p><p>Inflao 12 </p><p>Resultado Fiscal 13 </p><p>Balano De Pagamentos 14 </p><p>Cenrio Global 15 </p><p>Mercado Acionrio 18 </p><p>Juros/Ttulos/Copom 20 </p><p>Cmbio 21 </p><p>GUIA DE AES 22 </p></li><li><p> ESTRATGIA MENSAL 01/11/12 </p><p>CARTEIRAS RECOMENDADAS </p><p>Carteira Top 10 </p><p>Constituda por 10 aes e com reviso da composio realizada ao final de cada ms, a Carteira Top 10 possui um nvel de risco intermedirio entre o perfil defensivo (dividendos) e o arrojado. </p><p>O destaque de alta da carteira Top 10 ficou por conta das aes da Dasa. A proposta de fechamento de capital da Amil, aps a venda de participao relevante do controlador Edson Bueno para o grupo norte-americano United Health, reduz potencial conflito de interesses que havia na situao anterior, uma vez que a Dasa pertence ao mesmo controlador e tinha na Amil um dos seus principais clientes. </p><p>O pior desempenho da carteira Top 10, em outubro, consistiu nas aes da Ultrapar, que recuaram 6,60% no ms. Tal queda pode ser explicada por possveis mudanas no setor, que resultariam, possivelmente, em uma reduo das margens de lucro do segmento de distribuio de combustveis no Brasil. </p><p>Nosso critrio para a escolha de ativos na carteira , na maior parte das vezes, baseado em uma anlise corporativa, incluindo expectativas de resultados. Porm, para algumas escolhas, o cenrio macroeconmico e setorial tem um peso maior. Para novembro realizamos trs alteraes na carteira: removemos Anhanguera, Ultrapar e Dasa, e inclumos Estcio, Localiza e Cosan. </p><p>ABC Brasil (ABCB4): O cenrio continua difcil para os bancos menores que operam no segmento de pequenas e mdias empresas, com o foco das preocupaes voltado para a qualidade do crdito e com o baixo crescimento. Porm, acreditamos que este segmento o nicho mais apropriado para os bancos mdios e que sempre oferecer oportunidades. O casamento entre ativos e passivos mais favorvel para esses bancos (emprstimos de curto prazo com funding adequado) e os spreads so atrativos. Os bancos no momento esto mais lquidos, com um excesso de caixa que at penaliza suas rentabilidades, porm os protegem de um cenrio de alto risco. Vemos o ABC Brasil como principal destaque no segmento e as principais variveis positivas so: (i) melhora das condies na qualidade do crdito; (ii) condies mais propcias para expanso da carteira de crdito; e (iii) melhora do cenrio de risco, o que permite trabalhar com uma liquidez menor. Os riscos a considerar envolvem a qualidade do crdito para pequenas e mdias empresas, que esto mais </p><p>Vol. Md. Peso na Potencial de Yield3m R$mn carteira ltimo Alvo Valorizao 2012 2013 2012 2013 2012E</p><p>Top 10 - Novembro</p><p>ABC Brasil ABCB4 COMPRA 3,4 10,0% R$ 11,54 R$ 18,60 61,2% 6,8 5,6 - - 5,7%BM&amp;F Bovespa BVMF3 COMPRA 149,8 10,0% R$ 13,00 R$ 15,10 16,2% 20,6 18,8 15,7 14,6 4,0%BR Properties BRPR3 COMPRA 31,0 10,0% R$ 26,60 R$ 34,00 27,8% 9,3 20,9 21,9 12,9 0,5%Brazil Pharma BPHA3 COMPRA 10,4 10,0% R$ 12,35 R$ 16,30 32,0% - 24,8 17,4 11,9 0,3%Cosan CSAN3 COMPRA 43,5 10,0% R$ 38,95 R$ 47,80 22,7% 6,1 32,3 9,1 8,0 0,3%Estcio ESTC3 COMPRA 14,6 10,0% R$ 38,70 R$ 47,00 21,4% 28,1 17,8 15,3 10,3 0,9%Helbor HBOR3 COMPRA 3,4 10,0% R$ 11,45 R$ 14,30 24,9% 8,1 7,3 8,2 6,9 4,0%Localiza RENT3 COMPRA 34,7 10,0% R$ 35,60 R$ 44,50 25,0% 28,5 18,9 9,2 7,9 0,9%Po de Aucar PCAR4 COMPRA 43,3 10,0% R$ 93,20 R$ 111,00 19,1% 24,2 21,0 11,2 9,9 1,0%Telefnica Brasil VIVT4 COMPRA 53,6 10,0% R$ 45,00 R$ 55,50 23,3% 10,0 9,8 4,2 4,1 9,5%</p><p>Fonte: Bloomberg; gora Corretora e Bradesco Corretora</p><p>Empresa Ticker RecomendaoPreo P/L EV/EBITDA</p><p>10,7%6,1% 5,6% 5,5%</p><p>2,9% 1,6% 1,6% 0,6%</p><p>-3,6% -4,6% -6,6%</p><p>-40,00%</p><p>-30,00%</p><p>-20,00%</p><p>-10,00%</p><p>0,00%</p><p>10,00%</p><p>20,00%</p><p>30,00%Performance Top 10</p><p>Outubro</p><p>Fonte: Broadcast</p></li><li><p> ESTRATGIA MENSAL 01/11/12 </p><p>alavancadas, a maior competio no segmento de empresas pequenas e mdias e a tendncia geral de spreads mais apertados. </p><p>BM&amp;F Bovespa (BVMF3): As principais motivaes para a recomendao da BM&amp;FBovespa so: (i) perspectiva de um ambiente melhor para os mercados de aes, derivativos e futuros no Brasil, a partir da expectativa de maior crescimento econmico e por conta da nova realidade da taxa bsica de juros, no menor nvel histrico; (ii) expectativa de despesas operacionais mais estveis e previsveis nos prximos trs anos; (iii) possibilidade de melhora das margens operacionais da empresa, at como consequncia dos itens anteriores; e (iv) atratividade pela tica dos dividendos. Alm dos pontos citados, h sinais claros de que o ambiente competitivo no ser um problema pelo menos at 2014 (potencialmente mais tarde). Dentre os pontos de risco, apontamos a instabilidade regulatria no Brasil (exemplo: IOF sobre derivativos) e uma eventual piora no cenrio do mercado de capitais internacional. </p><p>BR Properties (BRPR3): A BR Properties a maior companhia aberta de investimento em imveis comerciais em rea bruta locvel (ABL) do Brasil. Seu portflio de 122 propriedades, que somam 2.182 mil m de ABL, localizadas em 13 estados. Atualmente, cerca de 80% do seu portflio est localizado nos estados do Rio de Janeiro e So Paulo, sendo os imveis destas localidades os mais lquidos e procurados, ou seja, os que apresentam menor taxa de vacncia. Aps a incorporao da BTG/WTORRE e sua incorporao por completa, a BR Properties dever chegar a um cap rate de 8,0% em 2013, contra 7,9% das empresas comparveis no Brasil. Dentre os principais direcionadores que vemos para a empresa, est a possibilidade de novas aquisies, assim com a taxa de juros vigente no pas. Entre os principais riscos, vemos o possvel aumento das taxas de juros, a no renovao de contratos de aluguel e contingncias inesperadas nas aquisies. </p><p>Brazil Pharma (BPHA3): A empresa opera em um setor defensivo (3/4 das vendas so de medicamentos) que vem crescendo de forma agressiva e, no qual as grandes consolidaes ainda esto por vir. Acreditamos que a empresa esteja bem posicionada no segmento farmacutico varejista, que esta experimentando um crescimento rpido, e que possui um forte reconhecimento da marca nas regies Norte, Nordeste e Centro-Oeste. As sinergias do processo de integrao com as aquisies recentes das redes Big Ben e Santana, devem comear a ter um efeito positivo nas despesas gerais e administrativas nos prximos trimestres. </p><p>Cosan (CSAN3): Em nossa viso, a Cosan tem uma estratgia slida para crescer nos segmentos de acar e lcool, distribuio de combustveis e logstica. A empresa vem mostrando excelentes resultados no segmento de distribuio, devido s sinergias que esto sendo criadas com a fuso da Esso com a Shell. A contribuio da aquisio do controle acionrio da Comgs e ALL Logstica ainda no est clara. No entanto, acreditamos que a aquisio provavelmente ir ajudar a manter os bons resultados da diviso de logstica (Rumo). Na diviso acar e lcool, esperamos resultados fracos para 2012, mas com bom potencial de melhoria nos prximos anos. Os principais direcionadores para empresa devem se dar atravs da melhora das margens no segmento de distribuio de combustveis, em funo da converso dos postos de gasolina para a marca Shell, alm de um bom desempenho na linha de lubrificantes e tambm da Rumo. Tambm esperamos alguma recuperao nos canaviais e um efeito positivo sobre os preos do etanol a partir de um possvel ajuste da gasolina. Dentre os principais riscos que vemos esto: Os preos do acar e lcool, as sinergias entre Esso e Shell, a entrega de resultados da Rumo, a taxa de cmbio, a quebra de safra e o volume de consumo de combustveis. </p><p>Estcio (ESTC3): A tese de investimento da Estcio baseada em uma combinao de crescimento orgnico slido, melhoria das margens e crescimento inorgnico. Alm disso, a empresa tem reportado resultados slidos, levando-nos a acreditar que os direcionadores de mdio prazo da empresa implicam em um risco de execuo menor do que um ano atrs. Alm disso, acreditamos que a abertura de novos centros de ensino (no aguardo de autorizao do Ministrio da Educao) e o uso mais agressivo do programa governamental de financiamento para estudantes (FIES) devem impulsionar o ciclo de matriculas de novos alunos e aumentam o potencial no includo em nossas estimativas, que j incluem um considervel crescimento mdio ponderado do lucro lquido CAGR12-15 de 43,5%. Como principais riscos destacamos: i) alta exposio a fuses e aquisies (cerca de 13% do nosso pre...</p></li></ul>