2 ano - horm´nios vegetais - fitorm´nios

Download 2 Ano - Horm´nios vegetais - Fitorm´nios

Post on 08-Jul-2015

896 views

Category:

Education

8 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

BIOLOGIA - MARCOS AURÉLIO 2º Ano - Hormônios vegetais - Fitormônios

TRANSCRIPT

  • HORMNIOS VEGETAIS

    Prof.: Marcos Aurlio

  • HORMNIOS VEGETAIS

    O crescimento e desenvolvimento = estmulos ambientais + genoma da planta; Estmulos ambientais = fotorreceptores; Genoma= produo de hormnios.

  • HORMNIOS VEGETAIS

    Substncias qumicas produzidas por clulas especiais do organismo, agem como mensageiros qumicos, que vo atuar a distncia em estruturas ou rgos especficos, desencadeando ou inibindo uma atividade

  • HORMNIOS VEGETAISEntre as categorias de hormnios vegetais relacionados diviso celular, crescimento e diferenciao, destacam-se: AuxinasGiberelinasEtilenocido AbscsicoCitocininas

  • AUXINAS Fitormnios mais importantes das plantas.

    Dentre as auxinas a mais comum o AIA (cido indolilactico - 1940 )

    Auxina sintticas: 2, 4 D (cido diclorofenoxiactico) e o ANA (cido naftalenoactico).

  • LOCAIS DE PRODUO DE AIA Gema apical do caule

    Folhas jovens e adultas

    Embries

    Ponta da raiz

  • TRANSPORTE E DISTRIBUIO DE AIA

    pice Base

    POLARIZADO

  • AO DAS AUXINAS

  • Primeiro hormnio vegetal estudado.

    OBS: Agem no crescimento da planta.

    Origem: A partir do aminocido triptofano.Transporte: polar, unidirecional por difuso de clula a clula.Auxinas ( cido indolactico AIA)

  • Ao do AIA nos vegetais

    Esses hormnios atuam sobre a parede celular do vegetal, provocando sua distenso e, conseqentemente, o seu crescimento. Contudo, os efeitos das auxinas so bastante variados, dependendo de fatores como local de atuao e concentrao, podendo assim ter efeitos antagnicos. As auxinas tambm promovem o crescimento de razes e caules, atravs do alongamento das clulas recm-formadas nos meristemas, porm a sensibilidade das clulas auxina varia de um rgo da planta para outro.

  • Depende da concentrao

    [ ] de AIA estimula cresc.[ ] de AIA inibe cresc. Depende da concentrao

    [ ] de AIA estimula crecs.[ ] de AIA inibe cresc.Raiz:Caule:Ao do AIA nos vegetaisDiviso celular: Estimula a multiplicao e facilita a distenso celular.

  • RAIZ INIBIDOR OU ESTIMULANTE(depende da concentrao)

    A raiz muito mais sensvel ao AIA do que o caule

    Uma concentrao de auxina suficiente para induzir crescimento do caule tem forte efeito inibidor sobre o crescimento da raiz.

  • GEMAS LATERAIS

    inibida pelo AIA

    O AIA produzido na gema apicalinibe a gema lateral

    DOMINNCIA APICAL

  • CONCENTRAO DE AIA Nas folhas:

    FOLHA >CAULE = PERMANECE UNIDA

    FOLHA < CAULE = QUEDA (ABSCISO)

  • FRUTOS Controla a queda ou a permanncia.

    Estimula o desenvolvimento do ovrio quando fecundado.

    Caso no ocorra fecundao o ovrio cai e no h formao de fruto

  • PARTENOCARPIA Desenvolvimento do ovrio sem fecundao.

    O ovrio produz auxinas.

  • AUXINAS E TROPISMOSExercem efeitos sobre o fototropismo e geotropismo;

    FOTOTROPISMO = crescimento em direo a luz; Caule (+) e raiz (-);Encurvamento da planta = distribuio desigual da planta.

    GEOTROPISMO= direo da gravidade.- Caule (- ) e raiz (+)Planta na horizontal.

  • AUXINAS E TROPISMOS

  • GIBERELINASPRINCIPAL REPRESENTANTE O GA3 CIDO GIBERLICO;Produzido nos meristemas ; folhas jovens; sementes imaturas e frutos= via xilema.Aes:Crescimento de caules e folhas= alongao das clulas; giberelinas + auxinas + citocininas = quebra da dormenciaFrutos partenorcrpicos.

  • CITOCININASESTIMULAM AS DIVISES CELULARES;SEMENTES, MERISTEMAS APICAIS, FRUTOS.

    Aes: Mantm as atividades celulares; Atuam na dominncia apical; retardam o envelhecimento e queda das folhas.

  • CIDO ABSCSICO ABAINIBIO DE OUTROS HORMNIOS = INIBIO DO CRESCIMENTO DA PLANTA + DORMNCIA DAS GEMAS E DAS SEMENTES;

    ATUAO :- condies estressantes inverno, estiagem, etc sobrevivncia = quadro de dormncia evita a desidratao e a geminao da semente em condies adversas;Fechamento dos estmatos;

  • ETILENOHIDROCARBONETO INSATURADO GASOSO; Origem:Endgena = flores e frutos;Exgena = queima de madeira.

    Aes: Maturao dos frutos; Absciso foliar; Induo a florao.

View more