25ª Edição Nacional – Jornal Chico da Boleia

Download 25ª Edição Nacional – Jornal Chico da Boleia

Post on 28-Mar-2016

249 views

Category:

Documents

30 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Fique sabendo de tudo o que acontece no setor do transporte.

TRANSCRIPT

<ul><li><p>Distribuio Gratuita</p><p>O JORNAL PARA O</p><p>CAMINHONEIROAMIGO</p><p>www.chicodaboleia.com.br</p><p>Orgulho de ser caminhoneiro</p><p>EDIO NACIONAL</p><p>A Frmula Truck anunciou em 9 de novem-bro do ano passado os locais e datas das dez corridas que vo compor o Campeona-to Brasileiro de 2014. </p><p>Suspenso desde o dia 26 de dezembro, o ro-dzio municipal de veculos na capital So Paulo voltou a vigorar no dia 20 de janeiro.</p><p>Ano 03 - Edio 25 - Janeiro de 2014</p><p>Alterao define Curitiba como sede da segunda etapa</p><p>Pg. 03</p><p>Pg. 10 </p><p>Pg. 4 e 5</p><p>Conforme j veiculado em matria anterior, a partir da medida, o pagamento passa a ser de 1% sobre a receita bruta das empresas de transporte e de outros setores que tambm foram contemplados, dentre eles transporte areo e martimo de cargas e passageiros. </p><p>ISO</p><p> 9001</p><p>Jos Machado fala sobre a desonerao da folha de </p><p>pagamento</p><p>Rodzio municipal e restrio de circulao em feriados</p><p>Mercado de caminhes continuar aquecido em 2014, dizem especialistas</p></li><li><p>O JORNAL DO AMIGO CAMINHONEIRO</p><p>CHICO DA BOLEIA</p><p>JANEIRO COMEA TUDO DE NOVO, COM ESPERANA RENOVADA.</p><p>Tem inicio mais um ano, tudo de novo, com esperana reno-vada. Recordo-me que no incio de 2013 alguns economistas desenhavam uma verdadeira catstro-fe para o Brasil. Mas </p><p>nada de grave aconteceu! Para o nosso se-tor as notcias foram boa: crescimento no emplacamento e produo de caminhes, safras recordes, novas montadoras de ca-minhes investindo no Brasil e por ai vai. Detalhe, os catastrofistas continuam dizen-do que em 2014 a porca torce o rabo! Est sendo assim ano atrs de ano, e agora a coisa deve aumentar, pois estamos em ano de Eleies para Presidente, Governado-res, Senadores, Deputados Federais e Es-taduais. E vo querer desenhar o pior dos mundos, para ver seus intentos eleitorais ter algum xito. O fato que nos primeiros quinze dias de 2014 a venda de caminhes continua aque-cida, as safras que esto por vir anunciam novos recordes, ate a laranja que andava em baixa promete um ano positivo. Temos Copa do Mundo em solo Brasileiro que querendo ou no vai trazer recursos e divi-sas para nosso Pas. Se antes ramos vistos como uma repblica das bananas, hoje isso muitssimo diferente. O Brasil conquista respeito a cada dia!No nosso setor a busca pela modernidade e </p><p>pela produtividade no para. Comeamos o ano sob a bandeira da desonerao em cima da folha de pagamento, que est causando controvrsia, pois h quem apoie e h quem tenha duvidas sobre este assunto.Em relao Lei 12.619 ela continua como est. Nada mudou! A Lei continua valendo do jeito que foi publicada. Existem projetos para alterar alguns pontos que ainda no fo-ram votados pelo parlamento. A carta frete j foi abolida por uma lei especfica, porm continua sendo usada por aqueles que lucram com ela, em total desrespeito a legislao. o momento de comear a fiscalizao de maneira dura e eficaz para mostrar que o fim um caminho sem volta. As operadoras tem que parar de jogar a responsabilidade pela explicao do funcionamento para as empresas, e assumir este papel claramente, e ainda tem que re-considerar as taxas praticadas tendo em vista o ganho em escala. Ns caminhoneiros e carreteiros devemos buscar nossa organizao, participar das entidades sindicais para que ningum deci-da por ns. O ano de 2014 no meu modo de entender bastante promissor para o nosso setor. S depende de ns fazermos aconte-cer e valer nossos direitos. Agora um momento famlia, em Janeiro dois aniversrios de pessoas sob a luz do signo de Capricrnio, no dia 16 de Janei-ro completa mais uma primavera minha enteada Larissa Jacheta Riberti, que a coordenadora do nosso Jornal e como todo mundo na equipe polivalente: tambm nossa reprter fotogrfica. Para ela, muita sade, paz e que nunca deixe a adolescn-</p><p>Sede: Rua Jos Ravetta, 07 - Itapira-SP, CEP 13977-150 Fone:(19) 3843-5778</p><p>Tiragem: </p><p>50.000 exemplares Nacional, 10.000 exem-plares Baixa Mogiana e 10.000 exemplares Grande Ribeiro Preto</p><p>Diretora-Presidente: Wanda Jacheta</p><p>Diretor Editorial: Chico da Boleia</p><p>Editor Responsvel: Chico da Boleia</p><p>Coordenao / Reviso / Fotgrafa</p><p>Larissa J. Riberti</p><p>Diagramao / Fotgrafa</p><p>Pamela Souza</p><p>Suporte Tcnico / FotgrafoMatheus A. Moraes</p><p>Conselho Editorial:Albino Castro (Jornalista) Larissa J. Riberti (Historiadora) Dra. Virgnia Laira (Advogada e coordena-dora do Departamento Jurdico da Fenacat) Roberto Videira (Presidente da APROCAM Brasil) Jos Arajo China (Presidente da UNICAM Brasil)Responsabilidade social:ViraVidaLigue 100Na mo certa</p><p>02 EDITORIAL</p><p>Expediente</p><p>O JORNAL DO AMIGO CAMINHONEIRO</p><p>CHICO DA BOLEIA</p><p>cia, pois isso que faz a diferena. E quem acende mais uma vela na sua jornada mi-nha querida prima Isabel Cristina Francisco Lacava, moradora da bela Limeira. Que seu caminho seja iluminado a cada dia que pas-sa, muita sade, paz e amor Feliz Aniversa-rio para vocs duas!Companheiros e Companheiras do trecho. Desejo a todos que no ano de 2014 nossos sonhos, os meus, os seus e de todos se tor-nem realidade e que possamos conquistar, acima de tudo, muita alegria.At a prxima edio, e um grande abrao.Chico da Boleia.</p></li><li><p>ser omisso em relao legislao em vi-gor.Pois o primeiro a ser autuado por no cumprimento vai ser o que esta rodando na estrada, ou seja, ns caminhoneiros que comearemos a pagar a conta pelo no cumprimento da lei.Dentro do possvel os companheiros de-vem comear a denunciar para as entida-des de classe as empresas que esto for-ando esta situao. Voc tambm pode nos informar e ns encaminharemos as denncias para os rgos competentes. Podem nos informar que manteremos si-gilo para no prejudicar ningum na hora do embarque.Nosso telefone (19) 3843-778 ou (19) 3843-6487 ou nos mande um e-mail chicodaboleia@chicodaboleia.com.br. Voc tambm pode es-crever em nosso site www.chicodaboleia.com.br</p><p>Um abrao e ate a prxima edioChico da Boleia Orgulho de ser Caminhoneiro</p><p>O JORNAL DO AMIGO CAMINHONEIRO</p><p>CHICO DA BOLEIA</p><p>Chico da Boleia responde</p><p>O JORNAL DO AMIGO CAMINHONEIRO</p><p>CHICO DA BOLEIAPAPO DE BOLEIA 03</p><p>Antnio Brito: Chico, eu sou autnomo e a empresa que eu carrego est pedindo para eu abrir uma empresa seno no da mais para me contratarem. Eles podem fa-zer isso?</p><p>Chico da Boleia: Companheiro Antnio! Poder no pode! Mas tem muitas empre-sas pedindo isso, e isso por total falta de conhecimento da legislao em vigor. Na edio passada aqui mesmo eu respondi sobre o fim da carta frete, e que muita gen-te no est cumprindo.Os embarcadores esto pedindo para os autnomos mudarem para pessoa jurdica para no precisar pagar via meio eletrni-co, s que eles se esquecem de observar que a lei mais uma vez que deixa claro que toda empresa com at trs caminhes no extrato prevalece a regra do pagamento eletrnico do frete.Por enquanto muitas empresas esto usan-do este caminho para no cumprir a lei por falta de fiscalizao, mas isso no vai du-rar por que a fiscalizao vai comear de forma rgida este ano.Entendo que muitos dos companheiros acabam aceitando as imposies dos em-barcadores por medo de ficar parado, mas preciso avaliar ate que ponto vale a pena </p><p>Suspenso desde o dia 26 de dezembro, o rodzio municipal de veculos na capital So Paulo voltou a vigorar a partir desta segunda-feira (20 de janeiro). De acordo com as informaes da CET (Companhia de Engenharia de Trfego), a restrio no centro expandido ocorre das 7h s 10h e das 17h s 20h.Alm disso, o rodzio restringe a circulao de veculos no Minianel Virio da Capital que formado pelas marginais Pinheiros e Tiet, avenidas dos Bandeirantas e Afonso Taunay, bem como pelo Complexo Virio Maria Maluf, avenidas Tancredo Neves e Juntas Provisrias, Viaduto Grande So Paulo e avenidas Salim Farah Maluf e Prof. Lus Incio de Anhaia Melo. importante ressaltar que o rodzio no se aplica para portadores de deficincia fsica. </p><p>Alm do rodzio para veculos comerciais, os caminhoneiros precisam ficar atentos s conhecidas restries de seus caminhes pelas ruas do centro e vias urbanas. Duran-te o carnaval e os feriados que promovem grande fluxo de carros nas rodovias estadu-ais e interestaduais, os caminhoneiros </p><p>tambm sofrem com o impedimento de circulao.</p><p>No carnaval, por exemplo, haver restri-o de circulao nos dias 28 de feverei-ro, 01, 04 e 05 de maro em horrios j definidos. </p><p>O Cdigo de Trnsito Brasileiro prev multa de R$85,13 para o motorista que no respeitar os horrios e locais de res-trio de circulao, alm de acrescer 4 pontos na carteira de habilitao. </p><p>Para no ser pego de surpresa, avalie o calendrio e programe-se.</p><p>Redao Chico da Boleia</p><p>Fonte: Portaria 46 de 20 de dezembro de 2013 CGO/DPRF</p><p>Voc pode ter acesso ao mapa do rodzio em: www.cetsp.com.br </p><p>Rodzio municipal e restrio de circulao em feriados</p><p>OPERAO DIA DA RESTRIO HORRIO DA RESTRIO</p><p>28/02/2014(sexta-feira) 16h00 s 24h00</p><p>01/03/2014 (sbado) 06h00 s 12h00</p><p>04/03/2014 (tera-feira) 16h00 s 24h00</p><p>05/03/2014 (quarta-feira) 06h00 s 12h00</p><p>17/04/2014 (quinta-feira) 16h00 s 24h00</p><p>18/04/2014 (sexta-feira) 06h00 s 12h00</p><p>21/04/2014 (segunda-feira) 16h00 s 24h00</p><p>01/05/2014 (quinta-feira) 06h00 s 12h00</p><p>04/05/2014 (domingo) 16h00 s 24h00</p><p>19/06/2014 (quinta-feira) 06h00 s 12h00</p><p>22/06/2014 (domingo) 16h00 s 24h00</p><p>19/12/2014 (sexta-feira) 16h00 s 24h00</p><p>24/12/2014 (quarta-feira) 06h00 s 12h00</p><p>01/01/2015 (quinta-feira) 16h00 s 24h00</p><p>04/01/2015 (domingo) 16h00 s 24h00</p><p>28/02/2014 (sexta-feira) 06h00 s 19h00</p><p>01/03/2014 (sbado) 06h00 s 19h00</p><p>05/03/2014 (quarta-feira) 12h00 s 22h00</p><p>09/03/2013 (domingo) 12h00 s 22h00</p><p>01/03/2014 (sbado) 12h00 s 22h00</p><p>05/03/2014 (quarta-feira) 12h00 s 22h00</p><p>FESTEJOS </p><p>JUNINOS 20/06/2014 (sexta-feira) 12h00 s 22h00</p><p>FIM DE ANO</p><p>CALENDRIO 2014 DE RESTRIES DE VECULOS, PORTADORES DE AET, VLIDO APENAS EM RODOVIAS </p><p>FEDERAIS COM PISTA SIMPLES</p><p>CARNAVAL</p><p>SEMANA </p><p>SANTA/TIRADENTES</p><p>DIA DO TRABALHO</p><p>CORPUS CHRISTI</p><p>Restrio de Trnsito na BR 101, entre os Municpios de Rio Bonito/RJ e Itabora/RJ, Km 269 a 308 do Rio de </p><p>Janeiro e na BR 493, nos Municpios de Mag e Itabora, Km 0 a 26</p><p>CARNAVAL</p><p>Restrio na BR 135 no Estado do Maranho, do Km 00 ao 100 - entre os municpios de So Lus/MA e Itapecuru-</p><p>Mirim/MA</p><p>CARNAVAL</p><p>Restrio apenas nos Estados da Bahia, Paraba, Pernambuco e Rio Grande do Norte</p></li><li><p>O JORNAL DO AMIGO CAMINHONEIRO</p><p>CHICO DA BOLEIA04 FIQUE POR DENTROO JORNAL DO AMIGO CAMINHONEIRO</p><p>CHICO DA BOLEIA</p><p>Jos Machado fala sobre a desonerao da folha de pagamento.</p><p> sabido que o setor de transporte rodovi-rio de cargas foi integrado entre os benefi-ciados pela desonerao da folha de paga-mento atravs da Lei 12.974/2013 (j em vigor) e da Medida Provisria n.612/2013. Conforme j veiculado em matria anterior, a partir da medida, o pagamento passa a ser de 1% sobre a receita bruta das empresas de transporte e de outros setores que tambm foram contemplados, dentre eles transporte areo e martimo de cargas e passageiros. O objetivo principal que a desonerao possa estimular a contratao de mo de obra. Alm disso, de acordo com a Confederao Nacional de Trans-porte (CNT), espera-se que, no cur-to e mdio prazo, existam motiva-es para renovao e ampliao de frota, bem como investimentos na segurana e treinamento dos funcio-nrios.J no longo prazo, espera-se que as empre-sas possam reduzir o preo do frente, o que afetar o preo dos produtos transportados e beneficiar o consumidor. A CNT afirma que a medida beneficiar, principalmente, as empresas que possuem maior nmero de empregados fixos, tendo em vista que le-var a uma reduo das distores geradas pela contratao informal e sazonal. </p><p>De acordo com o presidente do SETCESP Manoel Sousa Lima Jr., a medida beneficia mais de 85% das empresas de transporte ro-dovirio de cargas. Os tributos sobre a fo-lha de pagamento sempre foram um grande entrave para a contratao de profissionais. Agora, com as empresas recolhendo 1% sobre o faturamento, e no mais 20% sobre a folha, h uma reduo de custos impor-tante. Esta desonerao dada pelo governo federal foi estendida para o transporte de cargas graas ao trabalho das entidades do setor e muito benfica para as empresas", </p><p>diz Manoel Sousa Lima Jr.A medida j est valendo desde o comeo de janeiro. Por isso, Chico da Boleia foi at Jardinpolis conversar com Jos Machado, empresrio do setor de transporte e ex-Pre-sidente da ATR Brasil. Durante a conversa, Jos Machado falou sobre o impacto positivo da desonerao da folha de pagamento do setor de transporte rodovirio de cargas, dentre outros assun-tos, como o fim da Carta Frete, a vigncia da Lei 12.619 e a necessidade de facilitar o crdito para a renovao de frota dos aut-nomos. Confira na ntegra a entrevista:</p><p>Chico da Boleia: Sr. Jos, chegamos em janeiro. A briga pela desonerao da folha de pagamento foi grande no ano passado. Qual a expectativa do mercado para esse incio de atividade? </p><p>Jos Machado: Bom, enquanto empresa, para a nossa empresa vantajoso. Porque vantajoso? Por que desburocratizou, por que eu acredito, pelo perfil da nossa empre-sa, que ns no vamos pagar nem mais nem menos do que j pagvamos. Mas desburo-cratizou. O INSS do autnomo e de todos de um modo geral era difcil de voc cal-cular at a data de recolhimento. Hoje no! Hoje no primeiro dia til de cada ms voc j pode calcular porque em cima do fatu-ramento da empresa. Mas para o setor como um todo tem aqueles que vo levar vanta-gem e aqueles vo levar desvantagem. Ain-da vamos ouvir muito essas divergncias de opinies, uns achando que bom, outros achando que ruim. Eu acho que para o </p><p>Governo em si vai ser timo. Eu me lembro da poca que eu representava a ATR Brasil e ns estvamos brigando por esse 1% por-que o governo queria implantar 2%. E diz-amos que 2% no era desonerao era one-rao. E para o Governo, no tenho muita dvida, que vai ser bom. Por que isso s para o ano de 2014, a princpio. E a gente espera, pelo menos eu espero, que perma-nea. E acredito que o Governo tambm vai querer que permanea. Por qu? Por que eu acredito que a arrecadao vai aumentar. Por que a gente sabe como funciona o mer-cado e eu percebo que no adianta registrar o funcionrio por menos, que no adianta no recolher do autnomo. Agora sobre o faturamento. Ento se o Governo tiver o controle sobre isso, ele poder manter para 2015, 2016. que o Governo tambm tem chiado sobre as desoneraes porque houve perda de receita. Eu acredito que nesse caso haver aumento de receita. </p><p>Chico da Boleia: O Senhor tem vrias d-cadas de militncia em defesa da categoria dos empresrios e nos ltimos anos o setor vem tendo novidades praticamente todo o ano. A desonerao, na sua opinio, ela aju-da ou atrapalha o setor? </p><p>Jos Machado: Na minha opinio ajuda. Eu acho que ajuda por aquilo que eu j dis-se. Desburocratizou o negcio. E no caso da nossa empresa eu no vou pagar mais. Nem vou pagar menos. J fizemos alguns exerccios e j vimos que vamos ficar na mesma, um ms um pouco mais, outro ms um pouco menos. Porque ns sempre reco-lhemos tudo e nossos funcionrios sempre foram registrados de acordo com o que eles ganham. </p><p>Chico da Boleia: E o Senhor trabalha no s aqui na regio de So Paulo como na regio do Distrito Federal, l na regio de Catalo?</p><p>Jos Machado: , Gois, Minas Gerais e So Paulo. </p><p>Chico da Boleia: Para o ano de 2014, pro setor de transporte, o Senhor v um ano </p><p>produtivo ou um an...</p></li></ul>