2470 12668 1 Pb

Download 2470 12668 1 Pb

Post on 05-Dec-2014

2.684 views

Category:

Documents

17 download

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • 1. Motriz, Rio Claro, v.15 n.3 p.527-536, jul./set. 2009 Artigo Original A influncia da fisioterapia na preveno de quedas em idosos na comunidade: estudo comparativo Mrcio Fernandes da Cunha 1 Leandro Lazzareschi 1 2 Mario Cardoso Gantus 1 3 Mara Regina Suman 1 Alexandre da Silva 1 Carla Caprara Parizi 1 Atlio Mauro Suarti 1 Mariane Mieko Iqueuti 1 1 Universidade Cruzeiro do Sul, So Paulo, SP, Brasil 2 Universidade Bandeirante de So Paulo, SP, Brasil 3 Universidade de Mogi das Cruzes, So Paulo, SP, Brasil Resumo: Pouco se sabe sobre a efetividade da hidroterapia na manuteno da funcionalidade do idoso. Por isso, estudos epidemiolgicos de grande aceitabilidade cientfica so sugeridos para atestar sua importncia. Objetivo: Demonstrar os benefcios da fisioterapia aqutica na influncia do equilbrio em idosos que no sofreram quedas. Mtodos: Trata-se de um ensaio clnico randomizado no controlado (ECR) com grupos de idosos tratados no solo (G1), gua (G2) e controle (G3). Foram avaliados 53 idosos, porm apenas 47 terminaram a pesquisa. Dentre a avaliao foram utilizadas 5 escalas que identificaram: equilbrio (Berg Balance), mobilidade e equilbrio (TUGT Timed up and go test), marcha (Tinetti), medo de Queda (FES-Brasil) e qualidade de vida (SF-36). Aps avaliao, o grupo solo e gua foram submetidos a um programa de tratamento com durao de 8 semanas, sendo trs sesses por semana, de 45 minutos. Os idosos foram reavaliados aps a oitava semana de tratamento. Resultados: Foram avaliados 53 idosos, com mdia de idade ( 66,19) com predomnio do sexo feminino, aps perodo de interveno pode-se notar que houve o aumento do equilbrio nos idosos que no praticavam atividade fsica, aumento no tempo de execuo do Timed up go test (0,60 seg), melhora em todos os domnios da SF-36 em ambos os grupos, com maior prevalncia no grupo gua. Concluses: O programa de fisioterapia aqutica e fisioterapia em solo melhoraram o equilbrio e a qualidade de vida em idosos que no praticavam atividade fsica e reduzindo o risco de quedas. Palavras-chave: Envelhecimento. Hidroterapia. Idosos. Qualidade de Vida. Quedas. The physical therapy influence in the prevention of falls in elderly in the community: comparative study Abstract: Little is known about the effectiveness of hydrotherapy in maintaining the functionality of the elderly. Hence, epidemiological studies of great scientific acceptability are suggested to attest their importance. Objective: Demonstrate the benefits of aquatic physical therapy the influence of balance in elderly people who have not suffered falls. Methods: The work is a Clinical Trial Randomized uncontrolled (ECR) with elderly groups treated in soil (G1), water (G2) and control (G3). We evaluated 53 elderly where only 47 completed the survey. Among the assessment scales were used which identified 5: Balance (Berg Balance), mobilility and balance (TUGT - Timed up and go test), gait (Tinetti), Fear of Light (FES-Brasil), and life quality (SF36). After evaluating all the elderly have undergone a programme of aquatic physical therapy and physical therapy in ground. The programme was implemented for 8 weeks, three sessions a week, with duration of 45 minutes. The elderly have been assessed and reassessed after the eighth week of the treatment. Results: Were evaluated 53 elderly, mean age (+ 66.19) with predominance of females, after the intervention period may be noted that there was an increase of the balance in the elderly that would not practice physical activity, increase in run-time timed go up test ( 0.60 sec), improvement in all domains of SF-36 in both groups with higher prevalence in the water. Conclusions: The programs of physical therapy in soil and aquatic physical therapy improved the balance and life quality in elderly people would not physical activity and reducing the risk of falls. Key Words: Aging. Hydrotherapy. Elderly. Life quality. Falls.
  • 2. M. F. Cunha, L. Lazzareschi, M. C. Gantus, M. R. Suman, A. Silva, C. C. Parizi, A. M. Suarti & M. M. Iqueuti Introduo funcionalidade do idoso. Por isso, estudos Envelhecimento pode ser compreendido como epidemiolgicos de grande aceitabilidade um conjunto de alteraes estruturais e cientfica so sugeridos para atestar sua funcionais desfavorveis do organismo que se importncia. Um dos estudos indicados para tal acumulam de forma progressiva, especificamente finalidade o estudo clnico randomizado (ECR), em funo do avano da idade. Essas que j possui alta evidencia segundo bases de modificaes prejudicam o desempenho de dados especializadas em fisioterapia como a habilidades motoras, dificultando a adaptao do Physioterapy Evidence Database indivduo ao meio ambiente, desencadeando (GEYTENBEEK, 2004). modificaes de ordem psicolgica e social (CANDELORO, 2007). A queda definida como Material e Mtodo uma falta de capacidade para corrigir o Tipo de estudo deslocamento do corpo, durante seu movimento ECRNC Ensaio Clnico Randomizado no no espao. As quedas entre pessoas idosas controlado. O projeto foi aprovado pela Comisso constituem um dos principais problemas clnicos de tica da Universidade Cruzeiro do Sul. Todos e de sade pblica devido a sua alta incidncia, os participantes concordaram e assinaram o s conseqentes complicaes para a sade e Termo de Consentimento Livre Esclarecimento, aos custos assistenciais (CARREGARO; autorizando a publicao dos dados fornecidos TOLEDO, 2008). Os idosos mais susceptveis a pelos mesmos, com fins acadmicos de quedas so aqueles que apresentam alguma aprofundamento cientfico. enfermidade, especialmente as que levam as Local do estudo alteraes da mobilidade, equilbrio e controle Este programa de tratamento que proposto foi postural, sendo a ocorrncia de quedas realizado na Clnica de Fisioterapia da diretamente proporcional ao grau de Universidade Cruzeiro do Sul, no Campus de So incapacidade funcional (BARBOSA, 2001). Os Miguel Paulista. exerccios teraputicos na gua (hidroterapia) tm papel importante na preveno, manuteno Populao Idosos de ambos os sexos sem quedas nos e melhora da funcionalidade do idoso. A gua ltimos 6 meses. Eles foram recrutados e oferece suporte e minimiza o estresse convocados por meio de telefonemas no perodo biomecnico nos msculos e articulaes. Outros de outubro a novembro de 2007. Os idosos foram benefcios associados com os exerccios divididos em grupo solo (G1), grupo gua (G2) e aquticos em gua quente, so a melhora da grupo controle (G3), conforme a randomizao. circulao sangunea, aumento da fora muscular, aumento da amplitude articular, Avaliao relaxamento muscular, diminuio temporria do A avaliao do tratamento foi feita antes e nvel de dor, melhora da confiana e da aps a interveno, por trs fisioterapeutas cegos capacidade funcional (YEDA, et al. 2006). A gua ao estudo, que desconhecia a qual grupo os certamente, um meio diferenciado e bastante pacientes pertenceriam. apropriado para a pratica de hidroterapia de Sujeitos pessoas idosas, permitindo o atendimento em No estudo foram selecionados 53 idosos (13 grupos e a facilitao da recreao, socializao homens e 40 mulheres) que realizaram a e treinos de domnio da gua com movimentos avaliao da pesquisa. Concluram a pesquisa 47 bsicos de tcnicas aquticas, que associados a idosos: houve duas desistncias por vontade melhoras funcionais melhoram a auto-estima e a prpria, uma por intercorrncia de sade do auto confiana do idoso. As propriedades fsicas idoso, uma por falecimento de paciente e duas da gua iro auxiliar ainda mais os idosos, na devido faltas excessivas. movimentao das articulaes, na flexibilidade, na diminuio da tenso articular (baixo impacto), Critrios de Incluso na fora, na resistncia, nos sistemas Idade >60 anos e Acesso em: 10 em: 27 agost.2007. fev.2008. PEREIRA, I.C.; ABREU, F.M.C.; VITORETTI, FIBRA, T.; S, S.T.F.S.; FONTES, S.V.F.; A.V.C. Perfil da autonomia funcional em idosos DRIUSSO, P.; PRADO, G.F. Avaliao da institucionalizados na cidade de Barbacena. Qualidade de vida de idosos submetidos Fitness & Performance Journal, v.2, n.5, p.285- Fisioterapia Aqutica. Revista Neurocincias 288, 2003. Disponvel em: v.14, n. 4, p. 182-184. Out/Dez, 2006. Disponvel Acesso em: 20 jul. Acesso em: 15 abr. 2008. PODSIADLO, D.; RICHARDSON, S. The Timed GEYTENBEEK, J. Evidence for Effective Up and Go; a test of basic functional mobility for Hydrotherapy. Physiotherapy. v.88, n. 9, p. 514- frail ederly persons. Journal of the American 529, 2002. Disponvel em: Geriatrics Society. v. 39, n. 2, p. 142-148, 1991. Acesso em: 15 jun. 2008: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/1991946 Acesso em: 27 nov. 2006. GUIMARAES, L.H.C.T.; GALDINO, D.C.A.; MARTINS, F.L.M.; VITORINO, D.F.M.; PEREIRA, RESENDE, SM, RASSI, CM, VIANA, FP. Efeitos K.L.; CARVALHO, E.M. Comparao da da hidroterapia na recuperao do equilbrio e propenso de quedas entre idosos que praticam preveno de quedas em idosas. Revista atividade fsica e idosa sedentrios. Revista Brasileira de Fisioterapia. So Carlos, Neurocincias. v.12 , n. 2, 2004. Disponvel em: v.12, n.1. jan./fev. 2008. Disponvel em: Acesso 2004/RN%2012%2002/Pages%20from%20RN%2 em: 12 jun. 2008. 012%2002-2.pdf> Acesso em: 22 set.2007. SHARMA, S. Aplplied Multivariate Data HAIR, J.F. Multivariate Data Analysis: with Analysis. New York USA. (bib Ua SD 519.7 readings. 4. ed. New Jersey: Prentice - Hall, S541 a 78962). 1996. Acesso em: 05 fev.2008. 1995. SILVA, A. Traduo, adaptao cultural e MION, J.R., et al. IV Diretrizes Brasileiras de validao da Escala de Auto-Eficcia em Hipertenso Arterial. Arq. Bras. Cardiol. [online]. relao ao Medo de Queda (FES-Brasil). 2004, v.82, suppl.4, p. 1-1. Disponvel em: [Dissertao]. So Paulo, 2007. Universidade em: 25 jul.2008. Acesso em: 22 jul.2006. TINETTI, M.E. Performance-Oriented MIYAMOTO, S.T.; LOMBARDI, J.I.; BERG, K.O.; Assessment of Mobility Problems in Ederly RAMOS, L.R.; NATOUR, J. Brazilian version of Patients. Journal of the American Geriatrics the Berg balance scale. Brazilian Journal of Society, v. 34, n. 2, p. 119-126, 1986. Disponvel Medical and Biological Research. Sep. 2004. em: v.37, n. 9, p.1411-1421. Disponvel Acesso em: 14 jan. 2006. site=ehost-live> Acesso em: 10 mar. 2008. YEDA, P.L.; PERRACINI, M.R.; MUNHOZ, MIYAMOTO, ST. Escala de Equilbrio M.S.L.; GANANA, F.F. Fisioterapia Aqutica Funcional - Verso Brasileira e Estudo da para Reabilitao Vestibular. ACTA ORL. p. 25- Reprodutibilidade da Berg Balance Scale. 30. 2006. Disponvel em: [Dissertao]. So Paulo, Universidade Federal Acesso em: 10 fev.2008. Motriz, Rio Claro, v.15, n.3, p.527-536, jul./set. 2009 535
  • 10. M. F. Cunha, L. Lazzareschi, M. C. Gantus, M. R. Suman, A. Silva, C. C. Parizi, A. M. Suarti & M. M. Iqueuti Agradecimentos: Especial agradecimento aos alunos Aline Avilez, Aline da Fonseca, Cntia Maria Alves Milani, Dbora Ferreira Vilas Boas, Felipe Gonzalez Carvalho, Nicolly Fernanda Goiana de Oliveira, Priscila Garcia de Lima, Renan Zagolin, Valeria Aparecida Fernandes, que participaram ativamente na coleta de dados e sem os quais este trabalho no seria vivel. Agncia de fomento e auxlio: (PIBIC) Universidade Cruzeiro do Sul, SP O presente estudo foi apresentado XI Encontro de Iniciao Cientfica (ENIC) na UNICSUL em 09 e 10 de novembro/2007, campus Anlia Franco. Categoria do Trabalho: Original II Prmio Brasileiro Biofenac Aerosol de Incentivo Cincia do Exerccio. Evento: A entrega do II Prmio Biofenac foi feita durante o 9 IRSHA Fitness Brasil, realizada no dia 5 de setembro 2008, na Sala Europa do Transamrica Expo Center. Quarto colocado na categoria Iniciao Cientifica. Endereo: Mrcio Fernandes da Cunha Rua Flor do Campo, 187 So Paulo SP Brasil 08235-060 Telefone: (11) 2053.3597 (11) 8128.1862 e-mail: marciofdc@terra.com.br marciofisioterapia@hotmail.com Recebido em: 31 de maro de 2009. Aceito em: 11 de julho de 2009. Motriz. Revista de Educao Fsica. UNESP, Rio Claro, SP, Brasil - eISSN: 1980-6574 - est licenciada sob Licena Creative Commons 536 Motriz, Rio Claro, v.15, n.3, p.527-536, jul./set. 2009