23 Edio Conexo Notcias

Download 23 Edio Conexo Notcias

Post on 08-Mar-2016

219 views

Category:

Documents

5 download

DESCRIPTION

O Conexo Noticias um jornal regional que circula em Belo Horizonte, nos bairros Castelo, Ouro Preto e Pampulha

TRANSCRIPT

  • setembro/outubro - 2012 - Belo Horizonte/MG - 23a edio - Ano IV - Distribuio Gratuita - www.conexaonoticias.com.br

    A banda Shitam ao mesmo tempo trabalhoe famlia, o que torna nossas atividades maisprazerosas, nos prepara e conforta para o

    que nos espera l na frente!!!

    Matheus Ribeiro (guitarrista)

    Conhea oscandidatos prefeitura deBelo Horizonte

    CrackUma epidemia quecresce no Brasil

    PGINA 9 PGINA 7

    Confira algumasdicas para se sair bemem uma entrevistade emprego

    PGINA 6

    Conexo Noticias-Edicao 23:Layout 1 03/09/2012 10:44 Pgina 1

  • Cheio de expectativas e com muita von-tade de mostrar o novo trabalho CDQuadrado Azul - o instrumentista,cantor, compositor e guitarrista Aldrin Gan-dra assume o lado multifuncional e decide sejogar na carreira solo. O desafio no assusta omineiro de 39 anos que acredita na identidademusical do artista. Com o sonho de lanarmais um CD at 2014, a preocupao com aqualidade das letras das canes perceptveldurante o bate-papo. Com formao acad-mica em psicologia e formao musical na

    Fundao Clvis Salgado o currculo do msico instigante. O nosso talento no acontece porestar em uma ou outra escola e sim pelo nosso esforo, inspirao e dedicao.Dono de uma opinio forte, Aldrin revela sua tristeza com a viso que o estrangeiro tem da cul-tura brasileira.

    Estamos na reta finaldas eleies emuita gente aindano sabe em quem votar e

    nem mesmo se deu ao trabalho de pesquisara trajetria dos candidatos. No estou fa-lando isto por suposio e sim, porque oque tenho escutado de vrias pessoas tantodo meu circulo de amizade quanto no dia adia em conversas informais.

    uma pena que as pessoas no conse-guem assimilar que a democracia nos ofe-rece liberdade de escolha, mas tambmrequer seriedade e responsabilidade. Anosse passam e as pessoas ainda usam os crit-rios indicao ou benefcios na hora do voto.O mais triste saber que muita gente se quersabe a verdadeira funo de um vereador eacreditam nos discursos de campanha queeles tem poder de melhorar a sade ou aeducao.

    No adianta aps a eleio se queixardos altos salrios destinados aos vereadorese do pouco ou quase nenhum envolvimentodos mesmos junto aos problemas da popu-lao. Durante os ltimos quatro anos mui-tos escndalos estiveram estampados nascapas de revistas e nos noticirios. Portanto,fazer uma varredura na Cmara dos Verea-dores dever, obrigao e tico de nossaparte. Nosso dinheiro precisa ser utilizadopara pagar salrio de quem merece ser pagoe no daqueles que somente em pocas deeleio usam discursos demagogos para sebeneficiar por mais quatro anos do dinheirodo povo.

    Perca um tempo, pesquise com critriocandidatos que realmente possam fazer algode concreto por Belo Horizonte. Escolhernome de rua ou pessoas para serem cidadoshonorrios da nossa cidade no faz jus aosaltos salrios que eles recebem...

    www.conexaonoticias.com.br sseetteemmbbrroo//oouuttuubbrroo//22001122

    www.conexaonoticias.com.br

    Cida Gregori - RG 1512 MGEditora Responsvel / Jornalista / Relaes Pblicas - RG 1512 MGFotografia: Cida Gregori

    O Jornal Conexo Notcias produzido pela Stillus Comunicao Razo social: Gregori & Gregori Comunicao

    Grfica: Sempre Editora LTDATiragem: 15000 exemplares

    Redao / Comercial:Telefone: (31) 4103-6178 / 3357-5067 Celular: (31) 8484-3930

    contato@conexaonoticias.com.br

    www.conexaonoticias.com.br

    @conexaonoticias

    Jornal Conexo Notcias

    DISTRIBUIO GRATUITA

    Os artigos assinados so de responsabilidade de seus autores eno refletem, necessariamente, a opinio do jornal.

    2

    Conexo Notcias: Voc cantor e gravou oprimeiro CD, solo, em 2012. Voc tambm compositor, de onde vem a inspirao para ascomposies?AG: Com exceo da faixa Estradas que com-pus a letra com Cludio Faria, compositor e atualtecladista do Beto Guedes, todas as outras 13foram de minha autoria letra e msica. A inspira-o vem de imagens da vida, do cotidiano e deminhas leituras.

    Conexo Notcias: Minas Gerais um Estadoque valoriza seus artistas?AG: Sim, Minas um lugar que valoriza seusCompositores. Temos hoje festivais de Jazz naCidade, Teatros e locais para apresentaes. Tal-vez precise de mais incentivos privados para fi-nanciar no s os trabalhos j estabelecidos, mas

    aqueles que buscam o primeiro trabalho, inde-pendente da rea artstica em que se encontram.

    Conexo Notcias: A formao musical daFundao Clvis Salgado te diferencia dos ou-tros cantores? Voc estudou para ser cantor?AG: A Fundao Clvis Salgado uma grandeescola, tenho orgulho de ter estudado l e feitograndes amigos. Porm, isso no me faz especialou me diferencia dos outros. A msica passa poroutro discurso. No meu caso, me preocupo maisem achar melodias interessantes em minhas com-posies, algo que toque as pessoas, uma letraque em certo ponto de um sentido ou no sentidona vida das pessoas. Depois vou colocando asnotas vocais na harmonia. Acho que voz, harmo-nia e a composio em si, tem que soar bem!

    Conexo Notcias: O Brasil tem exportadohits pelo mundo. Voc acha que isso ajuda acriar um cenrio mais propcio para os recmchegados no mercado musical?AG: Acho que no. A msica exportada hoje di-ficulta o reconhecimento de quem quer fazer umtrabalho verdadeiro e autntico. Me preocupo,pois os hits exportados no so, a meu ver, re-presentantes da msica brasileira de qualidade.Antes o Brasil exportava Tom Jobim, Ivan Lins ehoje exporta msica de plstico, apenas entrete-nimento.

    Convivendo com as mudanasCarreira solo, CD novo, pensamentos livres, este Aldrin

    Gandra, cantor mineiro que tem muito para apresentar aos fs

    Conexo Noticias-Edicao 23:Layout 1 03/09/2012 10:44 Pgina 2

  • 3www.conexaonoticias.com.br

    www.conexaonoticias.com.br

    sseetteemmbbrroo//oouuttuubbrroo//22001122

    Deus: Uma energia dentro de ns.Sucesso: O reconhecimento do trabalho em equipe.Livro: Ponto de Mutao - Fritjof CapraPerfume: Que diga que voc que est ali.Frase: Tudo posso, mas nem tudo me convm.Daqui pra frente: O caminho longo.Desejo: Uma Harley Davidson

    Bernardo Viana (vocalista)Deus: Em abertoSucesso: Difcil de alcanar e de lidarLivro: BiografiasPerfume: EsportivoFrase: O preo de sonhar grande e pequeno o mesmo!Daqui pra frente: Muita dedicaoDesejo: Reconhecimento

    Eduardo Dequech Bidu - (guitarrista)Deus: XXXSucesso: Viver gostando do que fazLivro: Vale Tudo - o som e a fria de Tim Maia, de Nelson MottaPerfume: XXXFrase: Se, a princpio, a ideia no absurda, ento no h esperanapara ela Albert EinsteinDaqui pra frente: Pretendo continuar trabalhando com o Shitam, continuarevoluindo como grupo, para agradar quem gosta de boa msica!Desejo: Poder viver fazendo, sempre, aquilo que gosto.

    RAPIDINHAS

    Um encontro foi o suficiente para que osintegrantes da Shitam pudessem sentir,uns nos outros, a paixo pela msica.Bernardo Viana (vocal), Lucas Bastos (bateria),Eduardo Dequech (guitarra), Matheus Ribeiro(guitarra) e Euclydes Bomfim (baixo), se junta-ram como se fosse uma brincadeira, para umaapresentao escolar, e viram que talento ali nofaltava. Influenciados por bandas como Led Zep-pelin e Pink Floyd, a sonoridade da banda foi semoldando com o tempo, sem preocupar com g-neros pr-definidos.

    O cenrio multicultural da msica nacionalfavorece novos artistas em busca de um sonho: osucesso. Todo mundo sabe que Minas j apre-sentou grandes bandas como Jota Quest, Skank ePato F e com a Shitam no ser diferente. A m-sica Fim de Noite, recm-lanada, j est entreas mais tocadas do Estado. A carreira, hoje, prioridade para o grupo e neste ms de setembro,a banda comemora trs anos do primeiro show

    profissional. a realizao de um sonho. Abanda agradece todo o apoio dos fs que pedema nossa msica nas rdios, comemora o voca-lista.

    Bernardo Viana contou para o Conexo No-tcias que o estilo musical da Shitam segue umatrajetria no rock e pop. Cantamos msicas pr-prias e fazemos covers do Queen, Pearl Jam,Beatles, Foo Fighters, The Strokes, entre outros,explica. Por falar em msicas prprias, Bernardodisse que as composies surgem quando a bandase rene para ensaiar e que eles no tm uma ins-pirao especial. Um de nos d uma ideia, ouleva uma melodia, e durante o ensaio cada um fazuma parte. Todo mundo participa, diz.

    Os cinco solteiros tambm so estudantesuniversitrios e escolhem o repertrio de acordocom o gosto musical de todos. Atualmente, abanda a profisso de todos. Seguiremos fa-zendo covers, mas em breve, vamos agitar scom msicas prprias.

    Banda Shitampop rock da

    melhor qualidade

    CURIOSIDADESO nome da banda surgiu por causa do bicho de estimao de Danilo Hamdan,ex integrante da banda, um cachorro que sempre participava dos ensaios.

    A banda comeou durante o ensino mdio com shows em reunies de amigos,churrascos, festas e aniversrios

    O baterista Luco projetava peas, Bernardo era estudante de Publicidade,Matheus faz Administrao, Euclydes Engenharia Civil e Eduardo Engenha-ria de Minas.

    O primeiro CD chamado Saindo por a foi uma aluso ao momento que oscinco jovens viviam no incio de carreira.

    Euclydes Bomfim, baixista, foi o ltimo a entrar na Shitam.

    Cinco jovens com o mesmo sonho: Fazer sucesso em todo o Brasil

    Conexo Noticias-Edicao 23:Layout 1 03/09/2012 10:44 Pgina 3

  • Saber se vestir em qualquerocasio um diferencial para ho-mens e mulheres. Quem nuncaparou na frente de um espelho e seperguntou: Com que roupa eu vou?Acompanhar o que est na moda,saber as cores do vero, inverno ouprimavera, saber como adequarroupa e tipo fsico, cores e estam-pas, tudo isso muito complicado.Existem as pessoas que possuemum talento para se aprontar. Sochamados de estilosos. No entanto,tem os que no sabem o que favo-rece e acabam derrapando feio novisual.

    Roupa cara no sinnimo deestar bem vestido. O sentir-se bemcom a escolha da vestimenta deveser o principal ponto na hora demontar um look. O caimento temque valorizar os atributos fsicos eesconder as imperfeies.

    No trabalho uma roupa pode de-monstrar muito sobre a pessoa que

    4 www.conexaonoticias.com.br sseetteemmbbrroo//oouuttuubbrroo//22001122

    www.conexaonoticias.com.br

    Com que roupaeu vou?

    veste. Todos os dias, ouvimos evemos na TV e nos jornais: No usedecotes, saias curtas, barriga de foradurante uma entrevista de emprego.Como a aparncia um conjunto deinformaes, no verbais, j estcomprovado que os departamentosde Recursos Humanos das empre-sas, usam como critrio de seleo ahigiene, o comportamento, a flun-cia verbal e, claro, a aparncia.

    Mri Grossi, consultora de ima-gem e jornalista, deu uma entrevistapara a revista Telemont e disse queas roupas do dia a dia devem ser di-ferenciadas das roupas para ir ao tra-balho. Para ela, a imagemprofissional est diretamente asso-ciada aparncia. Algumas empre-sas optam pelo uniforme, mas aindaassim existem pessoas que no res-peitam e abusam fora o horrio deservio. O bom senso, com certeza, a melhor maneira de escolher aroupa de ir ao trabalho.

    1 - Procure usar as cores da estao. Para o inverno, prefira tons mais es-curos, e deixe os claros, transparncias e cores vivas para o vero

    2 - Eventos formais como casamentos e festas corporativas tambm podemcores mais discretas, mesmo que a opo seja por uma cor escura. Amesma dica para situaes como velrios, que exigem mais sobriedade.

    3 - Os esmaltes no precisam combinar com peas de roupas e de acess-rios

    4 - Mesmo com cores diferentes entre o esmalte e as demais peas do look,certifique-se de que as escolhas compem um visual coerente

    5 - Pessoas com unhas rudas devem evitar tons escuros, que marcam o con-torno e o formato das unhas. Prefira cores claras e transparentes

    6 - Pessoas com unhas muito compridas devem fugir da francesinha, quealonga ainda mais as unhas. A opo uma boa sada para quem temunhas curtas ou mdias.

    7 - As unhas no precisam ser pintadas com as mesmas cores nas unhas dasmos e dos ps, mas importante que haja harmonia. Opte por uma corclara e outra escura.

    8 - As unhas traduzem parte de sua personalidade, ento evite cores com asquais voc no se sinta bem e combinaes chamativas demais.

    9 - A no ser que o casamento tenha uma proposta especialmente moderna,noivas no devem inovar com cores que fujam do tradicional claro comtransparncia.

    10 - Jamais deixe as unhas dos ps compridas.

    Saiba que a aparncia tambm critriode seleo para a efetivao nos empregos

    Saiba algumas dicas para evitartranstornos na hora de escolhero que vestir para trabalhar Roupas esportivas demais Decotes e fendas exuberantes Roupas muito curtas e decotadas Jeans de cs muito baixo Cores contrastantes Estampas berrantes Barriga de fora Saltos altssimos Bijuterias em excesso Maquiagem exagerada Perfumes fortes Transparncias Brilhos e bordados demais Unhas coloridas demais Esmalte acessrio Evite calados chamativos e com muitas amarraes. No usetamancos, chinelos e sapatos que deixam o calcanhar de fora,eles do aspecto de relaxamento na aparncia

    Dicas retiradas da revista TelemontESMALTES

    Formas e transparnciasso tendncias no vero

    Veja 10 dicas de manicurespara no errar nos esmaltes

    Conexo Noticias-Edicao 23:Layout 1 03/09/2012 10:44 Pgina 4

  • 5www.conexaonoticias.com.br

    www.conexaonoticias.com.br

    sseetteemmbbrroo//oouuttuubbrroo//22001122

    Portabilidadede crdito

    * Gabriella de Castro Vieira

    *Advogada do MDC/MG(Movimento das Donas de Casa e Consumidores de Minas Gerais)

    A portabilidade de crdito possibilita ao consumidor, mesmo aps a con-tratao, continuar pesquisando as condies oferecidas no mercado e negociarsua dvida com condies mais favorveis.

    Apesar de existir desde setembro de 2006, a portabilidade nunca foi efeti-vamente estimulada, nem pelo Banco Central, tampouco pelas instituies fi-nanceiras.

    importante que o consumidor interessado em substituir contratos de cr-dito pessoal, de financiamento ou de arrendamento mercantil, por outros comtaxas mais baixas, tenha informaes claras sobre a operao. Para que o con-sumidor no troque seis por meia dzia, ou at mesmo chegue a fazer opera-es desvantajosas, orienta-se que sejam observados determinadoscuidados na hora de decidir portar crdito ou contratar refinanciamentode dvida. Para que seja possvel aproveitar as vantagens das re-duzidas taxas de juros pessoa fsica destacam-se algumas dicas:

    Negocie e exija todas as informaes detalhadas e o contrato donovo banco escolhido;

    Se o nmero de parcelas aumentar no refinanciamento como credor fique atento: pode ser que a portabilidade no seja van-tajosa;

    A quitao de sua dvida deve ser feita pelo banco para onde voca est levando, e no por voc;

    No aceite arcar com qualquer custo relacionado transfe-rncia dos valores para a quitao da dvida, pois isso ilegal;

    Na operao de transferncia da dvida, no permitida cobrana de IOF(Imposto sobre Operaes Financeiras), a no ser que voc solicite mais di-nheiro (amplie seu financiamento);

    Exija do banco de onde vai migrar sua dvida todas as informaes sobreela e suas informaes cadastrais em, no mximo, 15 dias;

    Conforme o tipo de crdito a ser transferido, no aceite a imposio deabrir uma nova conta. No entanto, isso pode ser necessrio para crditos em quehaja depsitos direto em conta corrente;

    A imposio de contratao de qualquer outro produto ou servio pelo novobanco credor ilegal - essa prtica abusiva chamada de venda casada;

    Se o banco do qual pretende sair lhe impuser sanes, como a retirada debenefcios ou produtos como cheque especial e carto de crdito, denuncie eno aceite a prtica; Se o banco para onde vai portar seu crdito exigir de voco ingresso em um cadastro positivo qualquer, recuse-se, pois tal cadastro aindano foi regulamentado;

    Na portabilidade de crdito imobilirio, fique atento aos custos com a do-cumentao no cartrio e a vistoria do imvel: isso pode tornar a operao des-vantajosa.

    Saiba que o consumidor tem o direito de escolher livremente para qual ins-tituio realizar a portabilidade. Se encontrar qualquer dificuldade para portarseu crdito, busque o auxlio do Banco Central pelo telefone 0800 979-2345.

    Trataremos nessa edio sobre os intervalos para descanso na jornada detrabalho. So os perodos em que o empregado no presta servios, seja parase alimentar ou para descansar.

    Atualmente existem trs tipos bsicos de intervalo: intrajornada, inter-jornada e intersemanal.

    O intervalo intrajornada o lapso temporal no transcorrer da mesma jor-nada de trabalho, isto , entre o inicio e o trmino da prestao de servios,tambm conhecido como intervalo para refeio ou descanso (Art. 71, CLT).

    Seu perodo de concesso varia com a carga horrio de trabalho. Nos casos em que o empregado trabalhar at quatro horas

    dirias, no ser obrigatria a concesso do referido inter-valo. Caso, sua jornada ultrapasse as quatro horas dirias ato limite de seis horas, ser obrigatria a concesso de 15 mi-

    nutos. Se a durao do trabalho exceder s seis horas, ser con-cedido um intervalo, de no mnimo uma at duas horas,podendo haver preveno diversa, em acordo ou conveno co-letiva, ressaltando que nunca inferior ao mnimo estabelecido emlei.

    Nesse nterim, adverte que tal intervalo no pode ser fracio-nado, devendo ser concedido de maneira contnua, a possibili-

    tar uma recomposio do organismo, evitando a fadiga fsica emental, reduzindo assim a possibilidade de acidentes de trabalho.

    O intervalo interjornada o lapso temporal entre duas jornadas de tra-balho, ou seja, entre o encerramento de uma jornada e o incio da outra,sendo o perodo mnimo de descanso de 11 horas consecutivas (Art. 66,CLT), podendo ser estabelecido de outra maneira por Conveno ou Acordocoletivo, nunca inferior ao determinado em lei.

    Destaca-se que o referido intervalo sofre alteraes, conforme algumasprofisses, em decorrncia da peculiaridade do servio prestado, tais comotelefonia, telegrafia, operador de cinematogrfico, cabineiro, ferrovirio,aerovirios, dentre outros.

    Por fim, o intervalo intersemanal ou descanso semanal remunerado, cujoperodo de 24 horas, preferencialmente aos domingos (Art. 67, CLT).

    Nesse caso, observa a existncia de situaes em que se exige a presta-o dos servios aos domingos, razo pela qual devero ser estabelecidasescalas de revezamento, mensalmente organizada, de forma que o empre-gado tenha pelo menos uma de suas folgas semanais coincidas com o do-mingo.

    Conclui-se, que todos os descansos tratam-se de normas de sade p-blica, segurana do trabalhador e higiene do trabalho, visando sempre a me-lhor prestao do servio, razo pela qual sua flexibilizao, em regra, invalida, no podendo ser renunciada.

    Os intervalos dajornada de trabalho

    * LBC&T Advogados Associados.Tel:(31) 3024-2699 - thiagocavaca@hotmail.com

    * Thiago Cavaca Moura

    Controle Populacional de Ces e GatosA superpopulao de ces e gatos

    um problema mundial, represen-tando cada vez mais um grande pro-blema nos grandes centros urbanos.A diminuio de animais abandona-dos fundamental para a sade p-blica, uma vez que esses animaissoltos nas ruas representam um riscode transmisso de zoonoses alm deacidentes de trnsito.

    Cabe ressaltar que a presena dosanimais nas ruas fruto da irrespon-sabilidade de seus proprietrios.

    O controle reprodutivo uma dasformas de se contribuir para evitar o ex-cesso de animais nas ruas. Para realizareste acompanhamento, necessrio co-nhecer o ciclo reprodutivo dos animais.

    Por apresentarem curta gestao asfmeas acabam sendo o principal focodo controle reprodutivo, mas devemos

    ter em mente que os machos tambmso de extrema importncia. O pri-meiro CIO nas cadelas se manifesta,em mdia, ao redor de seis meses deidade e repete-se duas vezes ao ano,com durao mdia de 15 dias. O pe-rodo frtil ocorre por volta de 11 diase a gestao dura em torno de 63 dias.

    As gatas apresentam CIOquando atingem cerca de 70% deseu peso adulto. A ovulao nasgatas ocorre no momento do acasa-lamento e muito provavelmente hgestao, que dura uma mdia de 63dias.

    Existem vrios mtodos de con-trole, sendo necessria a orientaodo mdico veterinrio para o conhe-cimento das vantagens e desvanta-gens de cada caso.

    *Ronaldo Moreira Vieira

    *Mdico VeterinrioCRMV-MG.5411

    Conexo Noticias-Edicao 23:Layout 1 03/09/2012 10:44 Pgina 5

  • www.conexaonoticias.com.br sseetteemmbbrroo//oouuttuubbrroo//22001122

    www.conexaonoticias.com.br

    6

    Dirio dasProfisses

    Profisso DJJenesis Jonathan Carvalho Meireles

    DJ Grego, era um dos mais respeitados no ramo, considerava o DJ um artista.Para muitos, o profissional um show a parte, j que ele comanda a noite. Se oDJ bom a festa boa, est a anlise que todos fazem. Agilidade com as mos de grande valia para quem quer ingressar na profisso.

    So vrias as designaes para o profissional por exemplo, os mais comuns nomercado so: os DJs produtores (muito deles donos de estdios e gravadoras), DJsde festas particulares (aniversrios, matrimnios, formaturas, etc), DJs de baladase eventos (pubs, boates, clubs, pvts, raves, bailes), DJs empresrios (tem a estruturade audiovisual) e DJs de rdios.

    Em BH j existe um curso especfico para ser DJ com 20 horas aulas individualou turma e temas como discotecagem e a produo musical. Para o profissional DJJenesis o conhecimento adquirido durante as aulas so bons, mas a dedicao e o fee-ling so os diferenciais. Ser DJ algo muito alm de saber tocar. Envolve o amora profisso e o empenho em fazer sempre o melhor.

    Segundo o DJJenesis, o mercado mineiro bom, mas poderia ser melhor. Noexiste uma mdia salarial, ou piso, definido. Um projeto de Lei j foi autorizadopara regulamentar a profisso. No entanto, os Djs acreditam que isso exclu os recmchegados, diz. Em uma considerao todos os profissionais concordam: o DJ devese valorizar, no aceitar valores irrisrios para animar eventos.

    DICAS PARA SER UM DJ DE SUCESSO Escolher um nome que chame a ateno Criar um e-mail de contato Fazer um carto de visita e divulgar o trabalho na internet Entrar nas redes sociais (twitter, facebook, Youtube, flickr) Ter experincia de trs anos no currculo e apresentaes em grandes eventos.

    Contatos: djjenesis22@hotmail.com

    ENTREVISTA DE EMPREGO

    Entrevistas de empregoso sempre algo que gera muitatenso e nervosismo e no por acaso, pois todo cuidado pouco com as palavras, gestos,postura e aparncia. Tudo avaliado e reverte positiva-mente ou negativamente na es-colha de um candidato.

    Na hora da entrevista deemprego as perguntas feitaspelo recrutador at podem serclssicas, mas as respostasdadas pelo candidato no. Fugir dosenso comum e ser autntico, de fato, a chave para conseguir se destacar nestaetapa do processo de seleo.

    Na meta de mostrar quem se deverdade, h quem perca o bom senso edescambe para assuntos, frases e postu-ras inadmissveis quando o que est emjogo sua carreira.

    Confira quais sos as frases (e con-sequentemente, respostas e atitudes)proibidas durante a entrevista de em-prego:

    A nvel de .... Vou estar enviando .... comum que, em momentos de ex-

    tremo nervosismo, alguns escorregesno portugus aconteam. Mas isso, ja-mais, deve ser a regra. Segundo espe-cialistas, todo candidato precisa terateno redobrada na hora de conjugarverbos ou, simplesmente, pronunciar al-gumas palavras.

    Com isso, fique atento para no re-chear seu discurso com gerundismos,concordncias verbais ilgicas e vciosde linguagem. Tudo isso torna a co-municao do candidato muito feia,afirma Othamar Gama Filho, scio daRecruiters.

    Meu ex-chefe era muito controla-dor ...

    ... (ou mal amado ou chato ou in-competente) ou qualquer outro adjetivonegativo para quem dominava a batutana sua antiga empresa. Falar mal dochefe ou da antiga empresa , de longe,um dos piores erros em uma entrevistade emprego.

    No mnimo, pode demonstrar quevoc no soube fazer boas escolhas decarreira e, no pior dos cenrios, mostrarque voc no sabe assumir suas prpriasresponsabilidades, segundo Gama Filho.

    Sempre foque em como desempe-nhou sua funo e nas coisas que agre-garam sua carreira, afirma FabianeCardoso, coordenadora Nacional deQualidade da Adecco Brasil.

    A dica : se o descontentamentocom o chefe e emprego anterior estiverlatente, mantenha se calado. Se vocno tem nada de bom para falar, melhorno falar nada, diz Gama Filho.

    Em cinco anos, quero estar no seucargo

    Uma pitada de ambio sempreconta pontos a favor do candidato. Masum tom de agressividade, de interessepara alm da conta e at de vocao

    para puxar tapetes alheios assustam.E muito. Cinco anos um prazo muitopequeno. No mnimo, pode mostrar quevoc no tem pacincia, afirma GamaFilho.

    Aqui uma boa empresa para co-mear minha carreira

    Ateno extra para no demonstrarque voc enxerga aquela oportunidadecomo um mero trampolim profissional.Voc no sabe o futuro. Talvez voccomece a crescer na empresa, dizGama Filho.

    Voc no pode pensar que a em-presa vai apenas de dar um bom nomeno currculo para abrir portas em outracompanhia. No pode pensar muitomenos argumentar isso na entrevista.

    O faturamento da minha atual em-presa de 50 trilhes de dlares porms

    Quando questionado sobre valoresde mercado e estatsticas, cuidado parano inventar. Mentir sempre pega malem uma entrevista de emprego. Chutaralto ou baixo demais pode mostrar faltade noo do contexto de mercado quesua carreira est inserida. Dica? Na d-vida, admita que no tem ideia dos n-meros exatos.

    Eu preferia outra vaga, mas comome chamaram para esta, decidi tentar,n?

    Demonstrar interesse essencial.Desdenhar da oportunidade, no entanto, erro para recrutador nenhum botar de-feito. Por isso, fundamental mostrarfoco na hora da entrevista.

    Se voc quer muito outra rea, notem porque ir a uma entrevista de umsetor que no quer. O que voc nopode participar de uma entrevista emdeterminada rea e falar que quer mudardepois, diz Fabiane.

    Vocs emendam feriados?A nova gerao de entrevistas de

    emprego abre espao para que o candi-dato tambm faa perguntas e entendamais da oportunidade em questo.Agora, cuidado para no bancar o in-quisidor e colocar o recrutador contra aparede.

    No o momento para discutir po-lticas internas. Questes ligadas le-gislao e negociao salarial deve ficarpara um segundo momento, afirma Fa-biane.

    Fonte: Exame.com

    Algumas perguntasnunca devem ser feitas

    Conexo Noticias-Edicao 23:Layout 1 03/09/2012 10:44 Pgina 6

  • Sade (SUS), criar mais de 2.400leitos destinados aos usurios e in-vestimentos para prevenir o con-sumo entre adolescentes e crianas.Outra iniciativa j adotada o Pro-grama Educacional de Resistnciaas Drogas efetivado com palestrasministradas por Policiais que visi-tam escolas pblicas e particulares.

    Minas Gerais possui o programa

    Rede Complementar de SuporteSocial na Ateno ao DependenteQumico que direcionado a edu-cadores, familiares e usurios dedrogas e alcol. Conta hoje com 30entidades teraputicas conveniadase cerca de quatro mil vagas para am-bulatrios, abrigamento temporrioe grupos de ajuda.

    Destruidor de laresO uso da droga alm de alienar

    e causar forte dependncia, traz con-sequncias drsticas para as famliasdestes usurios. Desde 2005, noforam realizadas pesquisas para de-finir se houve aumento ou diminui-o do consumo no pas. No entanto,a Polcia Militar acredita no au-mento, j que as apreenses e abusca por tratamento nos centros deinternaes cresceram.

    A empregada domstica MariaRosa Severino foi uma das vitmasdo crack. A filha Fernanda saiu decasa por causa do vcio. A jovem,hoje com 30 anos, dependente dadroga desde a adolescncia, mora narua e me de trs filhas que estosob tutela da av. Maria Rosa disseque desde muito nova, a filha an-dava acompanhada de pessoas maisvelhas que se drogavam. Umas dasmaiores tristezas da minha vida saber que a minha filha est dor-mindo na rua, uma menina que po-deria ser o que quisesse, lamenta.

    Outra famlia que acabou sendodestruda foi a da dona de casa n-gela Fernandes. Cludio, filho dengela, tinha 25 anos quando foimorto por traficantes. Desde a ado-lescncia o jovem consumia e co-mercializava a substncia. A morte,alm de trgica, mostra a realidadedo mundo do trfico, ele foi alvejadocom vrios tiros.Sempre eu e meumarido diziamos para o Cludio: Vaitrabalhar, ganhar seu sustento ho-nestamente, mas ele dizia que notinha nascido para viver de um sal-rio mnimo.

    7www.conexaoconticias.com.br

    www.conexaoconticias.com.br

    sseetteemmbbrroo//oouuttuubbrroo//22001122

    O crack que considerado adroga da fissura, ou seja, a depen-dncia rpida. So cerca de 15 se-gundos para que os sintomasdevastadores cheguem as cerbro.Assim como os efeitos fsicos e ps-quicos, a abstinncia tambm causatranstornos como prostao, des-gaste fsico e as vezes depressoprofunda.

    A droga uma mistura de clori-drato de cocana, bicarbonato desdio ou amnia e gua destilada.Os pequeninos gros, fumados noscachimbos, so mais baratos que acocana, mas o efeito dura menostempo. Entre 10 a 15 minutos apso uso do crack, surge a necessidadede utilizar mais pedras. Estimulantee seis vezes mais potente que a co-cana, o crack provoca dependnciafsica e leva morte por sua aofulminante sobre o sistema nervosocentral e cardaco.

    O Brasil tenta combater o vcioEstimativas da Organizao das

    Naes Unidas (ONU) mostramque o uso da cocana, principal ma-tria-prima do crack, aumentou noBrasil nos ltimos anos. Em 2011 apresidenta Dilma Roussef lanouum Programa Nacional de Com-

    bate ao crack e outras drogas. Oprograma ficou orado em R$4 bi-lhes e ter aes como: atendi-mento aos usurios e familiares,combate ao trfico de drogas e pre-veno do consumo.

    O ministro da Sade, AlexandrePadilha, considera o crack uma epi-demia e prometeu capacitar os pro-fissionais do Sistema nico de

    Uso do crackaumentano Pas

    A droga possui alto grau de dependncia e j na primeiravez do uso a pessoa se transforma em um viciado

    Os sintomas fsicos e psi-quicos apresentados du-rante o consumo do crackso a acelerao dos bati-mentos cardacos, aumentoda presso arterial, dilata-o das pupilas, suor in-tenso, tremores e excitaoacentuada, sensaes debem-estar, aumento da ca-pacidade fsica e mental,alm da indiferena a dor eao cansao.

    Conexo Noticias-Edicao 23:Layout 1 03/09/2012 10:44 Pgina 7

  • www.conexaonoticias.com.br

    8 www.conexaonoticias.com.br sseetteemmbbrroo//oouuttuubbrroo//22001122

    Etiqueta noAmbiente Profissional

    A boa educao fundamental e um pouco de diplomacia no faz mal aningum. As regras de comportamento no ambiente corporativo ajudam a ga-rantir o clima de respeito mtuo e gentileza, favorecendo a sade das rela-es profissionais.

    Quatro dicas importantes:

    CELULAR- Se estiver aguardando uma ligao urgente, posso deixar o celu-

    lar ligado em uma reunio? Devo prevenir meu chefe?Explique a situao a quem estiver no comando do encontro. Sente-se

    perto da porta, deixe o celular no vibracall e sai da sala para conversar ao te-lefone.- Quando um colega no est na sala e o celular dele toca sem parar,

    atendo e anoto o recado?Jamais! Celular muito pessoal. Seu colega errou ao deix-lo ligado en-

    quanto estava fora. Comente o que aconteceu assim que ele retornar. Se ofato se repetir, como ltimo recurso desligue o aparelho e pea, gentilmente,que ele faa o mesmo quando precisar sair.

    SITUAO DELICADA- O que fazer quando o colega tem mau hlito? Avisar ou no?Seja amistoso e d um jeito de alert-lo, por mais constrangedor que pa-

    rea. Ele certamente agradecer.- Bebi demais na festa e no sei se dei vexame. Como agir no dia se-

    guinte? Devo pedir desculpas aos meus superiores?Aja como se nada tivesse ocorrido e deixe o tempo cuidar do restante.

    Insistir no assunto s piora. Voc deve pedir desculpas apenas se tiver sidodesagradvel ou inoportuno com algum. Nesse caso, v diretamente at apessoa ofendida e expresse seu arrependimento. E nunca cometa esse des-lize de novo!

    As grutas chamam a ateno pelabeleza e histria que escondem. Bemprximo de Belo Horizonte, turistas emoradores da capital podem desfrutarde passeios ricos em cultura com pre-os acessveis. A Secretaria de Tu-rismo do Estado j chegou a catalogar500 cavernas espalhadas por cidadesmineiras. As cavernas e as grutas sodenominadas como formaes rocho-sas com dimenses que permitem oacesso do homem. Elas apresentamdiversos tipos de acordo com a topo-grafia, o tamanho, a morfologia, aconstituio e pela presena ou no degua.

    O ambiente caverncola carac-terizado pela elevada umidade e pelaausncia parcial ou total de luz. Em2003 a Gruta da Lapinha, localizada a53 quilmetros de Belo Horizonte, naregio de Lagoa Santa, precisou serinterditada, graas a problemas com ailuminao colocada no ambientepara que os visitantes possam enxer-

    contrada em nenhuma outra gruta do Bra-sil, chamando a ateno de estudiosos detodo mundo.

    J em Cordisburgo, a 90 km da capi-tal, a Gruta de Maquin a maior desco-berta no Estado. A Gruta apresenta setesales explorados, com 650 metros de ex-tenso e 18 metros de profundidade. Asgalerias so resultado do trabalho da guadurante milnios. O principal elemento

    da formao da Maquin o carbonatode clcio. Porm, a gruta tambmapresenta sinais de outros mineraiscomo a slica, gesso, quartzo e o ferro.

    Um passeio com contedoDr. Peter Lund descobriu duas das

    trs grutas citadas acima (Maquin eLapinha). Na gruta da Lapinha, umsalo tem o nome do descobridor.Dizem que o local era o preferido nahora do descanso. A fauna quartenriaoriginou-se por volta de 25 mil anos.

    O aparecimento de fsseis dessarica fauna atraiu a ateno do paleon-tlogo dinamarqus Peter WilhelmLund. O megatrio (ou preguia gi-gante), o mastodonte, o tigre-dentes-de-sabre, o gliptodonte e o toxodonteforam alguns dos animais que habita-ram a regio de Lagoa Santa. As des-cobertas e pesquisas de Lundcontriburam, por sua vez, aos estudosde Charles Darwin sobre a teoria daevoluo das espcies.

    gar as belezas do lugar. Esta gruta tem511 metros de extenso e 40 metros deprofundidade. So 15 sales abertos a vi-sitao. Cada um recebe um nome deacordo com as caractersticas das forma-es rochosas. O salo da Cascata, geral-mente, escolhido pelos visitantes comoum dos mais belos do local. No total socerca de 300 visitas por fim de semana.O Parque Estadual do Sumidouro, ondea gruta est localizada, foi criado com ointuito de preservao do patrimnio cul-tural e natural de Lagoa Santa.

    Em Sete Lagoas, a Gruta Rei doMato chama a ateno pela extenso. So998km no total, no entanto somente 220metros so abertos a visitao. Em muta-o constante, as formaes so molda-das por goteiras que, com o passar dotempo, ficam slidas. Cientistas alegamque a Gruta Rei do Mato est viva: a cadavisita uma novidade. Com 30 metros deprofundidade a formao de estalagmite(formao rochosa de concreo calcriaque eleva o solo de uma gruta) no en-

    Este o meu GarotoDurao: 1h54 minutosGnero: ComdiaDireo: Sean Anders, John MorrisResenha: Donny (Adam Sandler) teve aindaquando adolescente um filho com sua pro-fessora chamado Todd (Andy Samberg), epor conta da priso da professora, ele criouTodd ae t completar 18 anos. Depois demuitos anos sem se falarem, Donny desco-briu que seu filho vai se casar e aparece emsua casa sem ser convidado. Tentando se re-conectar com o filho, Donny precisa lidarcom inmeras situaes.

    Passeio com cultura ehistrias prximo da capitalConhea mais sobre as Grutas Rei do Mato, Lapinha e Maquin.Belezas esculpidas em locais de difcil acesso e estreitas cavidades

    Conexo Noticias-Edicao 23:Layout 1 03/09/2012 10:44 Pgina 8

  • empresriotenta seu se-gundo mandatocomo chefe doexecutivo muni-cipal. Eleito em

    2008 com mais de 549 mil votos, foiapoiado pelo ento governador do Es-tado, hoje senador, Acio Neves(PSDB) e do ex-prefeito da capitalmineira, Fernando Pimentel (PT).

    www.conexaonoticias.com.br

    9www.conexaonoticias.com.brsseetteemmbbrroo//oouuttuubbrroo//22001122

    ELEIES 2012

    Ser prefeito de uma cidade como Belo Hori-zonte o sonho de muitos cidados e aseleies municipais de 2012 prometem seruma das mais acirradas dos ltimos tempos. Aotodo so sete candidatos ao cargo mximo no exe-cutivo belo horizontino. Mas sem sombra de d-vida que a grande disputa ser entre os candidatosMrcio Lacerda (PSB), que tenta a reeleio, e oex-prefeito Patrus Ananias (PT). Se o segundoturno do pleito de 2008 teve uma diferena poucomaior que 2% entre o atual prefeito e o seu ad-versrio, Leonardo Quinto (PMDB), a disputa de2012 pode ser um marco histrico na capital mi-neira. O candidato da oposio, Patrus Ananias(PT), entrou na disputa do executivo municipaldepois de um entrave entre Mrcio Lacerda e oatual vice-prefeito Roberto Carvalho (PT).

    O PSB articulava para reeditar a chapa das l-timas eleies, contando com o apoio do Partidodos Trabalhadores e, ao mesmo tempo, do PSDB.No entanto, com a deciso do PT de lanar can-

    didatura prpria, houve uma reviravolta no cen-rio eleitoral de Belo Horizonte. O ento pr-can-didato do PMDB, Leonardo Quinto, abriu modo pleito e foi escolhido Alosio Vasconcelos(PMDB) como candidato a vice na chapa enca-beada por Patrus. Na outra ponta, Lacerda teriacomo vice o deputado federal pelo PT MiguelCorra Jr., que foi descartado. Em seu lugar, o de-putado estadual Dlio Malheiros foi confirmadocomo vice de Lacerda.

    PESQUISASDe acordo com a ltima pesquisa do Ibope,

    realizadas entre os dias 13 e 15 de agosto, o can-didato Mrcio Lacerda (PSB) continua na frente etem 43% das intenes de voto. J Patrus Ananias(PT) 23%, Vanessa Portugal (PSTU) 2%, Mariada Consolao (PSOL) 1%, Dr. Alfredo Flister(PHS), Pep (PCO) at 1%, Tadeu Martins (PPL)no foi citado pelos entrevistados, Branco/nulo13%, No sabe/no respondeu 15%.

    Uma eleiopara o bemde BH

    Mrcio Lacerda (PSB)

    advogado eprofessor dedireito, foi pre-feito de BH entre1992 e 1996. Em2002, se tornou

    deputado federal e logo aps licen-ciou-se para assumir o Ministrio doDesenvolvimento Social e Combate Fome. Nas ltimas eleies para o go-verno de Minas foi candidato a vicena chapa derrotada de Hlio Costa.

    Patrus Ananias (PT)

    professora, eainda minis-tra aulas em BHe Betim, e foi di-retora do Sindi-cato dos

    Professores da Rede Municipal deBelo Horizonte (Sindrede BH). Foicandidata a vice governadora nachapa do PSTU, encabeada porCacau. Em 2006 e 2010, candidatou-se a prefeitura de Belo Horizonte.

    Vanessa Portugal (PSTU)

    produtor cul-tural e poetae conta com oapoio de boaparte dos artistas.Funcionrio da

    administrao municipal h 18 anos,presidiu a Empresa Municipal de Tu-rismo (Belotur) em 2004.

    Tadeu Martins (PPL)

    professorada Universi-dade Estadual deMinas Gerais, di-retora nacionalda Central nica

    dos Trabalhadores (CUT), diretorado Sindicato nico dos Trabalhado-res em Educao (SindiUte MG) edo Sindicato dos Professores daRede Municipal de Belo Horizonte(Sindrede BH).

    Maria da Consolao (PSOL)

    sindicalista efoi dirigenteda Central nicados Trabalhado-res (CUT) e fun-cionrio da

    Empresa Brasileira de Correios e Te-lgrafos desde 1979. um dos fun-dadores do Partido dos Trabalhadores(PT) e do Partido da Causa Operria(PCO). Alm disso, concorreu pre-feitura de BH em 2008.

    Pep (PCO)

    nascido naregio doBarreiro e umdos fundadoresdo PSDB e doPSB. Hoje se-

    cretrio do PHS e concorre pela pri-meira vez ao executivo municipal.

    Alfredo Flister (PHS)

    Aps vrios anos, o belo horizontino estdividido novamente entre PT e PSDB

    Mrcio Lacerda 40Vice: Dlio MalheirosPatrus Ananias 13Vice: Alosio VasconcelosAlfredo Flister 31Vice: Gustavo Xing Maria da Consolao 50Vice: Antnio de Almeida Lima

    Pep 29Vice: Adilson Rosa Tadeu Martins 54Vice: Marta AlexandreVanessa Portugal 16Vice: Lvia Furtado

    Formaodas chapas

    Conexo Noticias-Edicao 23:Layout 1 03/09/2012 10:44 Pgina 9

  • www.conexaonoticias.com.br

    10 www.conexaonoticias.com.br sseetteemmbbrroo//oouuttuubbrroo//22001122

    1 - Vitamina C: auxilia o funcionamento de algumas enzimas na sntesede colgeno, o que melhora a flacidez. Impede a formao de substncias car-cinognicas, que podem estimular o desenvolvimento de clulas cancerosas.Onde encontrar: frutas ctricas - laranja, limo, acerola - nas folhas ver-

    des, cruas e no tomate.2 - Betacaroteno: um carotenide,

    isto , corante natural presente nos ve-getais, que tem ao preventiva no en-velhecimento cutneo.Onde encontrar: cenoura,

    mamo, ma, brcolis e gema deovo.3 - Vitamina E: combate o en-

    velhecimento cutneo, alm de pre-venir tambm algumas doenas degenerativase impedir reaes pelos radicais livres.Onde encontrar: soja, margarinas, grmen de trigo e amndoas.4 Zinco: essencial para a integridade e funcionalidade das nossas c-

    lulas. Estabiliza o metabolismo energtico e favorece a renovao celular,principalmente nas situaes de estresse.

    Onde encontrar: carnes, vegetais de folhas, leguminosas (feijo,gro de bico, lentilhas) e moluscos.

    5 - Selnio: evita a formao dos radicais livres e ajuda na preven-o do fotoenvelhecimento - o envelhecimento da pele causado pelosol.

    Onde encontrar: nozes, frutos do mar, gros, aves e midos.6 - Flavonoides: so os antioxidantes mais ativos e capazes de

    sequestrar radicais livres. Existem vrios tipos deles como a quercetina, a lu-teolina, o cido elgico.Onde encontrar: vegetais, uva, abacaxi, morangos, nozes, chs (verde e

    preto) e vinho tinto. Uma boa dica a ingesto do vinho tinto. Mas o efeitos conseguido se a pessoa ingerir uma taa (150 ml) duas vezes ao dia, acom-panhado de alimentos, conclui a mdica.

    FONTE: POR MINHA VIDA

    Uma das principais preocu-paes de muitas pessoas,principalmente das mulhe-res, diz respeito idade. muitocomum bater aquele receio ao ima-ginar como estar a aparncia daquia alguns anos, mesmo quando aindano chegou a 3 idade. Mas a preo-cupao no precisa tomar conta, jque existem algumas formas de en-frentar os novos ciclos da vida semmedo.

    Uma das principais maneiras deenvelhecer com sade est na ali-mentao. E algumas substnciasprometem auxiliar esse caminho deuma forma pouco turbulenta. A m-dica especialista em medicina est-tica Cristiane Braga Ferreira sugereseis substncias que no podem fal-tar no seu cardpio, j que tmaes anti-envelhecimento.Cristiane explica que os ra-dicais livres provenientesde situaes de estressefsico e emocional tmalguns efeitos ruins parao corpo e algumassubstncias so im-portantes para neu-traliz-los.

    Quando o or-ganismo enfrentamomentos degrande agito, asvitaminas prove-nientes da alimen-

    tao no so suficientes para comba-ter os radicais e por isso, s vezes, in-dicado uma suplementao alimentar.

    Se sobram radicais livres queno esto neutralizados eles podemcausar doenas como artrites, ateros-clerose (que aumenta a chance de umapessoa ter infarto e derrame), demn-cias, queda de cabelo, cansao, indis-posio, pele ressecada, unhas frgeise envelhecimento precoce, explica amdica. Por isso a importncia de umaalimentao balanceada, suplementa-o de vitaminas e minerais e acom-panhamento mdico constante.

    Quem resiste a um strogonoff?O problema que esse prato deli-

    cioso carregado de gordura e caloriasvazias, especialmente se for acompa-nhado dos tradicionais arroz branco ebatata palha.

    Que tal fazer algumas trocas e terum prato igualmente gostoso, pormbem mais nutritivo e bem menos cal-rico?

    Para isso, a sugesto trocar ocreme de leite por queijo cottage e io-gurte, substituir o arroz branco pelo in-tegral e a deixar de lado a batata palha,preparando chips de abobrinha (corte-asfininhas e asse em forno quente at quedourem).

    Dessa forma eu garanto que vocpode comer esse prato durante a semanasem culpa nenhuma!

    Veja essa receitinha deliciosa que,alm de tudo, rpida e prtica!

    Strogonoff de frango comcottage e iogurte

    Ingredientes: kg de frango em pedaos1 colher de sopa de manteiga2 colheres (sopa) de cebola picada ou ralada3 colheres (sopa) de ketchup3 colheres (sopa) molho ingls3 colheres (sopa) mostarda1 xcara (ch) ou 200 g de champignon1 xcara (ch) ou 200 g de queijo cottage (ou ri-

    cota) batido no liquidificador2/3 de xcara (ch) ou 150 ml de leite desnatado1 copo de iogurte natural

    Modo de Preparo:Refogue a cebola ralada com a manteiga at

    dourar. Acrescente o frango e refogue mais algunsminutos. Coloque os temperos, o cottage, o leite e oiogurte e deixe cozinhar at que o creme engrosse.Acrescente os champignons.

    Rende 4 pores.E para os intolerantes aos derivados do leite (lac-

    tose e/ou casena) a sugesto substituir o queijopor creme de leite de soja ou creme de leite de arrozou leite de coco.

    Fonte: Fernanda Scheer - Nutrio Inteligente e Personal Diet

    Substncias que auxiliam nocombate do envelhecimento

    VEJA QUAIS SO AS SEIS SUBSTNCIAS QUE AUXILIAMNO COMBATE DO ENVELHECIMENTO

    Conexo Noticias-Edicao 23:Layout 1 03/09/2012 10:44 Pgina 10

  • www.conexaonoticias.com.br

    www.conexaonoticias.com.brsseetteemmbbrroo//oouuttuubbrroo//22001122 11

    Projeto desegurana doMineiro ter350 cmeras

    O projeto de Tecnologia da Infor-mao em implementao no Minei-ro pretende garantir segurana eagilidade ao usurio do futuro estdio.O sistema abrange vigilncia por c-meras, iluminao, sonorizao,acesso, refrigerao, deteco e

    alarme de incndio, conexo, circuitofechado de TV, telo, entre outrositens.

    Para monitorar a segurana, estprevista a instalao de cerca de 350cmeras, sendo 90 delas com movi-mento para localizar cenas especfi-

    cas, identificando, por exemplo, obje-tos deixados em locais inapropriadosou veculos em rea proibida.

    Haver 106 catracas distribudasem seis portarias para o pblico e 26chancelas de alto fluxo de estaciona-mento com capacidade total paracerca de 2.500 veculos. Os detectoresde incndio estaro integrados aosequipamentos de sonorizao espa-lhados por todo o estdio, incluindoestacionamento, para indicar rotas defuga para cada setor em caso de emer-gncias.

    Algumas salas do estdio, comoreas de hospitalidade e zona de im-prensa, sero equipadas com refrige-rao. Tudo isso monitorado por meio

    da sala de controle, que ter posioestratgica no estdio, com viso docampo.

    A iluminao, som e controle deconsumo de energia sero feitos sis-tema de automao atuante em todas asreas de circulao do estdio. Dois te-les de LED, cada um com 98 m, vooferecer imagens em alta definio.

    Uma sala de 300 m vai abrigarsistema de antena nico para atenderempresas de telefonia celular. Por fim,o circuito fechado de televiso contarcom 250 televisores de 48 polegadasinstalados nas reas de hospitalidade,bares e lanchonetes.

    Fonte: Secopa/ MG

    Mais uma vitriacontra a hepatite

    * Srgio Fernando Pinho Tavares

    * Advogado www.sergiofernando.com

    Acabamos de ganhar mais uma luta contra a hepatite. Em meio s co-memoraes pelo Dia Mundial da Luta contra as Hepatites Virais, come-morado no dia 28 de julho, o Sistema nico de Sade (SUS) informou queir disponibilizar mais dois medicamentos para o tratamento da hepatite C.Com essa medida, cerca de 5,5 mil pacientes sero beneficiados.

    Para quem no sabe, a hepatite o nome dado a toda inflamao no f-gado, podendo ser causada por medicamentos, lcool, vrus, substnciastxicas, ou por doenas autoimunes e genticas. Hoje, a rede bsica desade disponibiliza vacina contra a hepatite B para pessoas entre zero e 29anos. E tenho um projeto de lei tramitando na Cmara Municipal com oobjetivo de ampliar essa vacinao. O SUS disponibiliza vacina para o tipoA da doena, causada por gua e alimentos contaminados, mas ainda noexiste vacina eficaz contra a hepatite C.

    Tenho histricos na minha famlia e sei o quanto essa doena pode sersilenciosa e demorar a ser diagnosticada, podendo ser fatal. Por isso, minhapreocupao com essa doena j resultou na Lei 10090/2011, que obriga sa-les de beleza a afixarem cartaz com medidas preventivas contra a hepatite,como informaes sobre a devida esterilizao de instrumentos e a lista demateriais descartveis que devem ser usados. A populao precisa ser in-formada para saber como se prevenir dessa doena.

    Eleies 2012As eleies municipais esto chegando e paraevitar falhas, saiba quais as competncias do

    prefeito e dos vereadores eleitosDia de eleio dia de

    responsabilidade! O voto importante e esta deciso quegasta alguns minutos na urnaeletrnica, dura quatro anos nocomando da cidade. Por isso, nopodem haver falhas na escolha.O vereador representa o povo e oprefeito responsvel pelo bomandamento do municpio.

    O prefeito est ligado aopoder executivo e a autoridademxima na cidade. o res -ponsvel pela administrao dosservios pblicos, aplicao derecursos, pela limpeza e coleta delixo nas ruas, pelos programasde assistncia social, entreoutras. ele quem nomeia ossecretrios para cuidar de pontosespecficos. Por exemplo, se -cretario dos esportes, educao,

    sade, etc. O prefeito tambmsanciona e revoga leis, vetaprojetos constitucionais, acom -panha a execuo de programas efiscaliza as aplicaes de re -cursos.

    J o vereador o repre sen -tante do povo na Cmara Mu ni -cipal. Compe o poderlegislativo e eleito atravs dovoto. Tem como principais fun -es: fazer leis, sugerir eapresentar requerimentos, apro -var projetos de lei, fiscalizarcontas municipais e aes daprefeitura. ele que diz aoprefeito o que tem de errado nacidade. No caso de suspeita decorrupo, o vereador queautoriza a abertura de processoscontra prefeito, vice-prefeito esecretrios municipais.

    Conexo Noticias-Edicao 23:Layout 1 03/09/2012 10:44 Pgina 11

  • www.conexaonoticias.com.br

    12 www.conexaonoticias.com.br sseetteemmbbrroo//oouuttuubbrroo//22001122

    AssociaoDona de Leite

    A sade das crianasem primeiro lugar

    Definitivamente o trabalhosocial faz parte da vida deDaniel Favarine. Desde osnove anos, ele j estava envolvidocom causas sociais. A AssociaoDona de Leite foi idealizada a partirde uma ao realizada em Tocantins.O jovem viu um grupo distribuindoleite em p em uma praa da cidadee resolveu trazer a iniciativa para BH.

    Ricardo Quinto, 21 anos, assu miu apresidncia da Dona de Leite e juntocom outros vo luntrios estruturou oprojeto. Hoje so 250 crianas atendidasnos bairros Novo Lajedo, Ribeiro deAbreu e Novo Aro Reis.

    Preocupando-se com a nutriodas crianas entre seis meses e seteanos, a Associao Dona de Leitedistribui, para crianas carentes, leite

    em p para complementao alimentar.Alm deste trabalho, a incluso

    social dos familiares dos menores e agerao de renda dentro dos laresatendidos uma preocupao daAssociao.

    A qualidade de vida de crianas efamlia como um todo uma prioridadepara os gestores do trabalho. Para opresidente da Associao a maiordificuldade atualmente a falta dedoaes e de voluntrios. Sinto quepoderamos expandir o projeto paraoutras comunidades e tambm ampliaras aes realizadas. Dependemos dedoaes para dar continuidade aotrabalho , desabafa.

    Ricardo contou ao jornal ConexoNotcias que a pretenso apoiar mais100 crianas que esto na lista de es -pera. Aparentemente a Dona deLeite pode parecer um projeto sim -ples, mas no . Estamos trabalhandocom a sade de uma criana,combatendo a desnutrio infantil e,consequen te mente, melhorando ondice de De sen volvimento Humano

    naquela regio, analisa Ricardo.Valria da Silva Lima uma das

    mes que cadastrou o filho noprograma da Associao e afirmouque a iniciativa ajudou muito naalimentao do filho. Rosa Faustinotambm cadastrou e filho e disse queo leite em p fornecido pela Dona deLeite auxilia, e muito, na alimentaonecessria para o filho pequeno. Euno conseguia comprar o leite para oms todo. Agora meu menino toma oleite direitinho, fico muito felizquando o pessoal do projeto vem mevisitar!.

    Ricardo disse que o bairro JardimVitria, regio nordeste de BeloHorizonte, seria o mais novocontemplado com as aes, mas paraisso preciso mais voluntrios e maisdoaes. Atualmente ser voluntrioconta at como diferencial nocurrculo. Algumas empresas preo -cupadas com a responsabilidadesocial esto dando preferencia parapessoas engajadas. Vale a penaparticipar!.

    ContatosFone: (31) 8442-5833 | (31) 3412-2861 // e-mail: donadeleite.bh@gmail.comPara fazer doaes: Banco Ita - agncia: 0937 conta corrente: 42201-2

    Para ser voluntrio cadastre-se no site: www.donadeleite.org.br

    No tem preover uma crianasorrindo e saber quepodemos fazer adiferena na vidade uma famliainteira.

    Ricardo QuintoPresidente da Associao

    Dona de Leite

    Conexo Noticias-Edicao 23:Layout 1 03/09/2012 10:44 Pgina 12