212 edi§£o do jornal interativo

Download 212 Edi§£o do Jornal Interativo

Post on 24-Mar-2016

244 views

Category:

Documents

22 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • COM INFORMAOCOM AGRONEGCIOCOMPARTILHE

    16/10 17/10 18/10Mx. 27 Mx. 30 Mx. 31Min. 18 Min. 20 Min. 18

    CLIMA TEMPO EDITORIAL REDAO

    redacao@jornalinterativo.net

    Envie suas sugestes para a Redao

    /jornalinterativodracena

    >Pg.02

    (...) At a semana passada muitas pessoas passaram apuros ao pre-cisar de atendimento nas agncias bancrias (...) @jorninterativo

    Mdicos iniciam paralisaono atendimento em DracenaOs atendimentos de urgncia e emergncia continuam sendo atendidos; Negociao sobre reajustes era aguardada desde o incio do ano e no teve soluo at o momento

    Carlos Roberto de Souza

    Pg.B1

    JuD> dracenenses conquistam trs medalhas de ouro

    Pg.03

    >Reformas nos tmulos sero permitidos at o dia 27/10

    Viatura bate em carroparado ao perder o freio

    Desde segunda-feira os m-dicos da Santa Casa de Drace-na paralisaram parcialmente os atendimentos como forma de retaliao falta de rea-juste nos valores pagos pelos atendimentos.

    Ainda na tarde de segunda-feira, uma gestante de 19 anos, iniciando trabalho de parto, registrou um B.O. por omis-so de socorro e foi transferida para Junqueirpolis. Porm, retornou ao PAM na madruga-da e foi atendida normalmente e passa bem aps o parto.

    Segundo o diretor clnico, dr. Dalvaro Borges Carneiro Jr. existe um grupo de mdi-cos em disponibilidade para atender os casos de urgn-cia e emergncia avaliados e encaminhados pelo Pronto Atendimento.

    Parada em fila dupla, a viatu-ra de transporte de presos ficou sem o freio de mo e colidiu com um carro parado nas pro-ximidades da praa Arthur Pag-nozzi em Dracena. O motorista alegou que parou rapidamente para dirigir-se at uma loja da avenida Jos Bonifcio deixan-do o veculo sozinho e, apesar de ter acionado o freio de mo, o veculo desceu, atravessou para o outro lado da avenida e atingiu levemente outro vecu-lo que teve pequenos danos na lateral.

    >Pag.B4

    >Pg.03 >Pg. B2 e B3com Danilo Ledo

    QUARTA-FEIRA - 16 De Outubro de 2013

    O jornal feito com vocDiretor Responsvel: Gilvan Lemos da Silva www.jornalinterativo.netAno 2 Nmero 212 R$ 1,50

    FinaDos

    bIANcA MIzAEl

  • 02 > QUARTA-FEIRA - 16 DE OUTUbRO DE 2013 OPINIO

    >POLTICO PRESS

    LUIZ COELHO DEIXA O PTC Dono de mais de 700 votos nas ltimas eleies e plantado no mais promissor colgio eleitoral de Dracena, regio oeste, Luiz Coelho dei-xa de ser companheiro de Ju-liano Bertolini no PTC e toma para si a responsabilidade de estruturar o Partido Republi-cano da Ordem Social (PROS) em Dracena. A tarefa difcil e o PROS, pela pouca repre-sentatividade, pode no aju-dar muito nas pretenses de Luiz Coelho.

    GREVE DE MDICOS muito grave o fato dos m-dicos que tm contrato com a Santa Casa para atender no PAM no aceitarem os valo-res oferecidos pela Irmandade que administra o maior hospi-tal regional, quando entram em greve sem assistncia populao. Em todas greves, no mnimo algum tem que cuidar das emergncias.

    EXEMPLO DE CIMA muito comum se generalizar pejorativamente quando se faz referncia aos polticos brasileiros. No entanto quan-do tomam atitudes positivas, nem sempre so copiados. Reduzem os salrios dos ma-rajs da Cmara e Senado... e por que a Cmara de Dracena no dispensa os funcionrios contratados sem concurso p-blico?

    POUCA PAUTA - A lti-ma sesso ordinria da C-mara Municipal de Dracena discutiu poucas matrias, em sua maioria projetos de lei de indicao do poder executivo municipal, como abertura de crdito suplementar no ora-mento para transferir recur-sos EMS - Empresa Munici-pal de Sade e para aquisio de 2 veculos para a Vigiln-cia Sanitria.

    SEGURANA NOS BAN-COS - Com o intuito de pre-servar a segurana de clien-tes e usurios do atendimento bancrio, os vereadores Diva-nir Ledo e Shoiti Kanezawa apresentaram na ltima ses-so da Cmara o projeto de Lei 100/13 que dispe sobre a obrigao de instalao de di-visrias para atendimento nos caixas nas agncias bancrias no municpio de Dracena.

    UTILIDADE - J o ve-reador Milton Polon busca atravs dos projetos de Lei 105/13 e 106/13 a declarao de utilidade pblica munici-pal s entidades Associao Dracenense de Acervo e Cul-tura - ADAC e Associao Es-portiva, Recreativa, Cultural, Educacional da Melhor Idade de Dracena - SUYA

    >EXPEDIENTE

    O Jornal Interativo no se responsabiliza por conceitos, ideias ou opinies expressas em matrias assinadas, pagas ou nos comentrios postados na internet, contudo, por ter a proposta de interao com os leitores, as publica, por ser-em manifestaes da liberdade de expresso e de responsabilidade de quem as escreve.

    Editado por: CNPJ 16.749.810/0001-85 Av. Jos Bonifcio, 1290 Centro - Dracena-SP Propriedade: Jornal Interativo Ltda-ME Fone: (18) 3823-0991 - e-mails: redacao@jornalinterativo.net - comercial@jornalinterativo.net - Diretor Responsvel: Gilvan Lemos da Silva - Jornalista Responsvel: Odair de Andrade MTB 00010.760/SP - Jornalista: Laisa Pereira Estagiria: Bianca Mizael - Diagramao: Vitor Bragatto - Chargista: Wagner Tardivo - Colaboradores: Cludio Jos Pasqualeto, Dr. Antonio Biel, Farid Junior, Andr Cassiano Zonato, Ernesto Scardovelli, Murilo Oliveira, Dr. Poli, Danilo Ledo, Ronaldo Rocha, Carlos Roberto de Souza, Andr Kozan Lemos, Bianca Kozan Lemos - Circulao: Dracena, Pacaembu, Irapuru, Tupi Paulista, Junqueirpolis e Ouro Verde.

    Sugestes para charges: charge@jornalinterativo.netOs mdicos iniciaram na tarde de segunda-feira uma paralisao no atendimento; o caso foi parar na delegacia

    por omisso de socorro. No incio da madrugada a gestante retornou ao PAM e foi atendida normalmente; o parto foi feito e o beb passa bem

    Opinio PblicaCom o desempenho da seleo brasileira nos amistosos, o que voc espera da atuao do time

    que nos representar na Copa do ano que vem?

    Rafael Batista (con-sultor de vendas): Pelo que vejo nos amistosos, h uma grande expectati-va de que o Brasil se sair muito bem no campeona-to. Para mim, a seleo brasileira a favorita da copa de 2014.

    Joo Evandro (vigia): De acordo com os re-sultados nos amistosos, e se a Copa do Mundo for feita de maneira transpa-rente, so poucas as pro-babilidades do Brasil sair campeo do mundo.

    Edmilson Antnio da Silva (bombeiro): Eu acredito no Brasil, po-rm acho que a seleo ir sofrer no jogo contra a Argentina, mesmo as-sim ser campe.

    Mateus Alvarenga San-ches (funcionrio pblico): Com toda a certeza o Bra-sil representar muito bem o nosso pas ano que vem. Com a chegada do Felipo e jogadores novos com dis-posio a nossa seleo deu um grande salto. Acredito que o Brasil ser campeo da Copa do Mundo.

    Andr Cassiano

    >EDITORIALO que no tem faltado nos lti-

    mos dias para atormentar a rotina dos cidados brasileiros foram mo-vimentos grevistas.

    A prerrogativa do direito de greve constitucional e facilmente compreensvel por todos, mesmo pelos mais prejudicados na ausn-

    cia da prestao do algum servio; mas que enche a pacincia, enche!

    At a semana passada muitas pessoas passaram apuros ao preci-sar de atendimento nas agncias bancrias, um pouco antes, cor-respondncias importantes no estavam sendo entregues por con-

    ta da greve dos correios.Agora, para muitos dracenen-

    ses a falta de mdicos plantonistas vai ser mais um motivo de preocu-pao.

    No caso da greve dos bancos, uma atitude de bom senso foi regra para muitas agncias, deixaram

    os terminais de autoatendimento com dinheiro e recebendo depsi-tos, o que minimizou o transtorno.

    H de se respeitar a reivindica-o dos mdicos, porm espera-se a mesma sensibilidade e o mesmo respeito adotado por outras cate-gorias.

    Verdade:

    >DIRIO DA PROVNCIA JOS NARCISO GESTEIROjosenarciso@jornalinterativo.netNada como um dia aps o outro

    Viajar bom porque se aprende muito observando os usos e costu-mes dos lugares que visitamos.

    No Chile, desde sbado (12), j tivemos oportunidade de aprender muita coisa. Que o Chile uma tripa geogr ca, com 4 mil km de extenso e apenas 175 km de largu-ra mxima. Que vive um processo eleitoral interessante, em que se discute mais a pluralidade poltica do que apenas uma disputa de cul-

    tos ao personalismo, como acontece no Brasil. No Chile, a discusso gira em torno de princpios democrticos previstos, como a obrigatoriedade das Foras Armadas de defenderem a liberdade pblica. Se o governan-te tentar implantar pela fora ou atravs de projeto de lei um regime radical, extremista, com privao de liberdades pblicas, o Exrcito tem que intervir obrigatoriamente.

    Um guia turstico disse que esta

    foi a razo da ditadura militar, mas no quis entrar em detalhes sobre os excessos do perodo Pinochet, sa-lientando apenas a obrigatoriedade das Foras Armadas agirem como guardis das liberdades pblicas, por fora da Constituio Federal.

    Sobre a eleio de agora, disse que no existe a possibilidade de re-eleio na poltica chilena, mas um ex-presidente pode voltar a se can-didatar aps um mandato de outro

    governo. A ex-presidente Michelle Bachelet volta a disputar o pleito este ano. Ela pretende, entre ou-tras coisas, mudar a constituio, para que o exrcito seja o garanti-dor do governo e no das liberda-des pblicas.

    No Brasil de hoje, a crtica da oposio justamente ao fato do PT ter tomado o poder legitimamente, mas transformado o pas numa ex-tenso do partido.

  • Policial

    nestor Tobias convidado para candidatura a deputado estadual pelo PMDBOs pr-candidatos a governador Paulo Skaf e a deputado federal Paulo Lima convidaram pessoalmente Nestor para o pleito de 2014 na inaugurao do Sesi de Osvaldo CruzAssessoria de Imprensa do PMDB

    O diretor do Senai de Dracena, Nestor Tobias Filho, foi convidado na semana passada pelo presidente da Fiesp/Sesi/Senai e pr-candi-dato a governador do Estado, Paulo Skaf, e pelo ex-deputado fede-ral e vice-presidente