20140725_br_metro sao paulo

36
J.LO QUER BOMBAR DIVA FAZ PARCERIAS COM RAPPERS PARA ENCHER A PISTA PÁG. 19 www.metrojornal.com.br | [email protected] | www.facebook.com/metrojornal | @MetroJornal_SP RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR MÍN: 10°C MÁX: 14°C SÃO PAULO Sexta-feira, 25 de julho de 2014 Edição nº 1.842, ano 8 Domingo é dia de orquestra Osesp toca no parque da Independência, grátis PÁG. 18 Regente será a finlandesa Susanna Mäkki DIVULGAÇÃO ONU põe Brasil em 79 o no IDH e governo reclama Desenvolvimento Humano. Relatório mundial que avalia nações por índices de educação, expectativa de vida e renda mostra que o país subiu uma posição. Mas governo brasileiro contesta metodologia e diz que com dados atualizados a posição real seria 67º PÁG. 10 Multifacetado, Magalhães criou símbolos muito conhecidos como o logo do Banco do Brasil e cédulas de cruzeiro, moeda brasileira da década de 70 | ANDRÉ PORTO/METRO Crise da Santa Casa vira briga política Mais um avião cai, com 116 pessoas, agora na África Às vésperas das eleições, ministro diz que governo do Estado não repassa toda verba destinada ao hospital PÁG. 06 Terceiro desastre envolvendo aeronaves em uma semana eleva o nervosismo no setor PÁG. 14 Israel diz que Brasil é ‘anão diplomático’ Farpa foi resposta à declaração do Itamaraty de que condenava ‘uso desproporcional da força’ PÁG. 14 OCUPAÇÃO DESIGN Mostra de Aloisio Magalhães traz 70 obras do artista PÁG. 20

Upload: metro-brazil

Post on 01-Apr-2016

222 views

Category:

Documents


3 download

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

Page 1: 20140725_br_metro sao paulo

J.LO QUER BOMBARDIVA FAZ PARCERIAS COM RAPPERS PARA ENCHER A PISTA PÁG. 19

J.LO QUER BOMBARDIVA FAZ PARCERIAS COM RAPPERS

PÁG. 19

www.metrojornal.com.br | [email protected] | www.facebook.com/metrojornal | @MetroJornal_SP

RECI

CLE

A IN

FORM

AÇÃO

: PAS

SE

ESTE

JORN

AL P

ARA

OUT

RO LE

ITO

R

MÍN: 10°CMÁX: 14°C

SÃO PAULO Sexta-feira, 25 de julho de 2014Edição nº 1.842, ano 8sunny

hazy

snow rain partly sunny

cloudy sleet thunder part sunny/showers

showers

thunder showers

windy

Domingo é dia de orquestraOsesp toca no parque da Independência, grátis PÁG. 18

Regente será a finlandesa Susanna Mäkki

DIVULGAÇÃO

ONU põe Brasil em 79o no IDH e governo reclamaDesenvolvimento Humano. Relatório mundial que avalia nações por índices de educação, expectativa de vida e renda mostra que o país subiu uma posição. Mas governo brasileiro contesta metodologia e diz que com dados atualizados a posição real seria 67º PÁG. 10

Multifacetado, Magalhães criou símbolos muito conhecidos como o logo do Banco do Brasil e cédulas de cruzeiro, moeda brasileira da década de 70 | ANDRÉ PORTO/METRO

Crise da Santa Casa vira briga política

Mais um avião cai, com 116 pessoas, agora na África

Às vésperas das eleições, ministro diz que governo do Estado não repassa toda verba destinada ao hospital PÁG. 06

Terceiro desastre envolvendo aeronaves em uma semana eleva o nervosismo no setor PÁG. 14

Israel diz que Brasil é ‘anão diplomático’Farpa foi resposta à declaração do Itamaraty de que condenava ‘uso desproporcional da força’ PÁG. 14

OCUPAÇÃO DESIGN Mostra de Aloisio Magalhães traz 70 obras do artista PÁG. 20

Page 2: 20140725_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 25 DE JULHO DE 2014www.metrojornal.com.br |02| {FOCO}

1FOCO

O jornal Metro circula em 24 países e tem alcance diário superior a 20 milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda a sexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Santos, Campinas e Grande Vitória, somando 510 mil exemplares diários.

Editado e distribuído por Metro Jornal S/A. Endereço: Avenida Rebouças, 1585, Pinheiros, CEP 05401-909, São Paulo, SP, Brasil. Tel.: 3528-8500. O jornal Metro é impresso na Plural Editora e Gráfica Ltda.

EXPEDIENTEMetro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini (MTB: 70.145) Editor Chefe: Luiz Rivoiro (MTB: 21.162). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo ScappiniDiretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Tecnologia e Operações: Luiz Mendes JuniorGerente Executivo: Ricardo Adamo Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso

Metro São Paulo. Editores-Executivos: Ariel Kostman e Lara De Novelli (MTB: 31.369) Editor de Arte: Tiago Galvão. Gerentes Comerciais: Tânia Biagio e Elizabeth Silva

FALE COM A REDAÇÃ[email protected]/3528-8522

COMERCIAL: 011/3528-8549

Filiado ao

Um suspeito morreu balea-do com pelo menos três ti-ros na manhã de ontem dentro de uma concessioná-ria da BMW, na Vila Olím-pia, zona sul da cidade. Se-gundo a PM (Polícia Militar), o rapaz estava de moto e abordou uma senhora de aproximadamente 60 anos com um revólver calibre 38, quando ela estacionou seu BMW 320i na loja de carros.

Em um outro veículo, um homem, que seria ma-rido da senhora, atirou contra a cabeça, o tórax e o pescoço do suspeito, que morreu na hora. Testemu-nhas afirmaram à polícia que, após os três disparos, o marido ainda se aproxi-mou do corpo já no chão, atirou mais uma vez e saiu do local a pé.

A PM diz que o suspeito perseguiu a senhora até ela entrar no corredor princi-pal da concessionária, onde iria deixar seu carro para manutenção. Ele anunciou

o assalto e exigiu o celular e o relógio de luxo, da mar-ca Breitling. O rapaz pegou os pertences da vítima, mas quando se virava para fu-gir, foi alvejado.

Ao lado do corpo do sus-

peito, foram encontrados dentro de uma mochila um celular, luvas e um pacote contendo um lençol.

Segundo a delegada Ma-ria Cecília Dias, que está respondendo temporaria-

mente pelo 96º DP (Cidade Monções), onde o caso foi registrado, a vítima do as-salto desmaiou e foi aten-dida por uma viatura do Corpo de Bombeiros. De-pois, a mulher foi encami-

nhada a um hospital, em estado de choque.

O diretor da concessioná-ria, que pediu para não ser identificado, afirmou que a ação foi rápida e que os dois seguranças da loja afir-maram não ter visto nada. Segundo ele, o local é mo-nitorado por ter grande cir-culação de clientes. A polí-cia deve analisar as imagens das câmeras de seguran-ça do estabelecimento para concluir as investigações.

Familiares do marido da vítima disseram que ele está desaparecido desde a mor-te do suspeito. Eles relata-ram à polícia que, depois de ter sido assaltado dentro da própria casa, decidiu andar armado. Na ocasião, os cri-minosos chegaram a jogar álcool no corpo dele e amea-çaram atear fogo.

Procurada, a SSP (Secre-taria da Segurança Pública) afirmou que não se pronun-ciaria porque o caso ainda está em andamento. METRO

Violência. PM diz que, para salvar mulher de assalto, marido atirou contra o bandido e depois fugiu. Ladrão teria seguido a vítima até ela descer do veículo, na concessionária da BMW, para roubar celular e relógio

Suspeito é morto em loja de carros na Vila Olímpia

Pedido de reabertura do caso Pesseghini é negadoA Justiça de São Paulo ne-gou o pedido de reabertu-ra das investigações sobre o caso Marcelo Pesseghini. O garoto, de 13 anos, foi considerado culpado pe-la morte dos pais, da avó e uma tia avó, em agosto de 2013, na Brasilândia, zona norte. De acordo com in-vestigações da Polícia Civil, ele se matou após o crime. A advogada dos avós pater-nos de Marcelo, Roselle So-glio, disse que vai recorrer da decisão e buscar a fede-ralização do caso.

A família do garoto ha-via feito o pedido no dia 14,

após descobrir que uma pá-gina do Facebook em ho-menagem ao sargento Luís Marcelo Pesseghini, pai do garoto, foi criada às 16h48 do dia 5 de agosto de 2013, antes mesmo de os corpos serem encontrados, às 18h. De acordo com Roselle, o autor da página poderia ter participado do crime.

O juiz Renato Genzani Filho, da Vara da Infância, considerou os argumentos apresentados frágeis e de-terminou o arquivamento do caso. Para ele, é correta a conclusão da Polícia Civil.

O responsável pela pági-

na chegou a se manifestar em uma mensagem publi-cada no Facebook. Ele dis-se que tem 15 anos, mo-ra na Brasilândia e acredita na inocência de Marcelo. De acordo com o autor, a pági-na foi criada antes da desco-berta do crime, mas os da-dos teriam sido modificados depois de os corpos serem encontrados. Por isso a dife-rença nos horários.

Se não houver um fa-to novo ou decisão da Jus-tiça em grau superior, o ca-so passará a ser considerado extinto, já que o culpado es-tá morto. METRO

O Tribunal de Justiça de São Paulo aceitou ontem denún-cia feita pelo MP (Ministé-rio Público) contra o publi-citário Eduardo Tadeu Pinto Martins, de 47 anos, e a ad-vogada Ieda Cristina Cardo-so da Silva Martins, de 42, acusados pela morte e es-quartejamento do zelador Jezi Lopes de Souza, de 69, no dia 30 de maio, na Casa Verde, zona norte da cidade.

O casal vai responder por homicídio doloso, ocultação de cadáver e porte ilegal de arma. Martins, que confes-sou o crime, também será julgado por fraude proces-sual e falsificação de docu-

mento. Ieda nega qualquer envolvimento com o caso.

O juiz Rodrigo Tellini de Aguirre Camargo, da 2ª Va-ra do Júri do Fórum de San-tana, também determinou a prisão preventiva e a vol-ta imediata da advogada pa-ra a capital. Ela está detida temporariamente no Rio, suspeita de matar o ex-ma-rido, o empresário José Jair Farias Júnior, em 2005.

No começo do mês, a Polícia Civil de São Paulo concluiu que a arma e o si-lenciador encontrados na casa do casal foram tam-bém usados na morte do empresário. METRO

Zelador. Justiça aceita denúncia contra casal

Caso aconteceu na concessionária da BMW na rua Gomes de Carvalho | MOACYR LOPES JÚNIOR/FOLHAPRESS

André Vargas

Data marcadaO deputado André

Vargas (sem partido-PR) deverá ter o processo por quebra de decoro

parlamentar julgado em 6 de agosto, no Conselho

de Ética da Câmara. O relator do caso,

deputado Júlio Delgado (PSB-MG), apresentará o relatório, que pode

recomendar desde uma advertência até a cassação de mandato. Vargas é acusado de

ligações com o doleiro Alberto Yousseff. A

decisão deverá ser levada para o plenário, em

votação aberta.

Dólar + 0,04%

(R$ 2,22)

Bovespa + 0,97% (57.978 pts)

Euro + 0,06%

(R$ 2,99)

Selic (11% a.a.)

Salário mínimo(R$ 724)

Cotações

Page 3: 20140725_br_metro sao paulo
Page 4: 20140725_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 25 DE JULHO DE 2014www.metrojornal.com.br |04| {FOCO}

O TRE-SP (Tribunal Regio-nal Eleitoral) deu 48h para que o Facebook explique a origem e os valores pagos a links patrocinados da pá-gina do governador e can-didato à reeleição Geraldo Alckmin (PSDB) na rede so-cial. A decisão da Justiça tem caráter liminar e a em-presa tem o mesmo prazo para apresentar recurso.

A ação foi movida pe-lo candidato do PMDB ao governo estadual, Paulo Skaf, que acusa o tucano de burlar a legislação elei-toral que veta a veiculação de qualquer tipo de propa-ganda paga na internet. Se-gundo a coligação São Pau-lo Quer o Melhor (PMDB,

PDT, PSD, PP e Pros), o tu-cano teria turbinado o nú-mero de curtidores na sua página a partir da exposi-ção que esses links patroci-

nados proporcionam. Na decisão, o juiz Mar-

celo Coutinho Gordo pede ao Facebook que forneça detalhes sobre a identi-

dade, os valores pagos e a qualificação do contratan-te de links patrocinados em benefício do candida-to tucano.

Na ação, a coligação de Skaf argumenta que Alck-min “teve um aumento brutal de curtidores nos úl-timos seis meses”.

Procurado, o Facebook afirmou que não comen-ta casos específicos. A as-sessoria da campanha de Alckmin disse que não se pronunciará a respeito.

EntrevistaOutra ação proposta por Skaf foi rejeitada pelo TRE na semana passada. Skaf acusou a rádio Jovem Pan de favorecer o tucano ao entre-vistá-lo no dia 15 de julho. do. Para o TRE, a entrevista se deu por conta do cargo, e não da candidatura.

Eleições. Candidato do PMDB ao governo estadual, Paulo Skaf, acusa governador de burlar legislação eleitoral turbinando número de curtidores na rede social comprando links patrocinados. Assessoria do tucano não comenta

TRE quer dados da página de Alckmin no Facebook ELEIÇÕES

2014

FLÁVIA D’ANGELO METRO SÃO PAULO

Governador Geraldo Alckmin | DIVULGAÇÃO

O MP (Ministério Público) entrou com ação no Tribu-nal de Justiça para investi-gar o deputado Luiz Moura. O deputado é suspeito de li-gação com o PCC. Ele foi fla-grado pela polícia em maio deste ano em uma reunião com perueiros suspeitos de integrar a facção.

A Executiva do PT sus-pendeu o deputado e barrou sua candidatura na disputa eleitoral deste ano, mas ele obteve na Justiça decisão provisória para se candida-tar à reeleição pelo PT.

Segundo o procurador--geral, Márcio Elias Rosa, há indícios de que Mou-ra cometeu extorsão, lava-gem de dinheiro e abuso de autoridade.

O desembargador Guer-rieri Rezende deu prazo de 15 dias para que Moura apresente sua defesa. De-pois disso, ele decidirá so-bre a abertura do inquérito.

O deputado nega as acu-sações e diz que estava na reunião para impedir uma greve de ônibus. METRO

Sete crimes. MP investiga deputado petista

Depois de anunciar um au-mento de 67% na folha de zona azul – a partir de 1o de agosto, ao preço será de R$ 5 –, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) di-vulgou que as folhas vendi-das a R$ 3 serão válidas até dezembro.

Com o reajuste, o preço do talão passará de R$ 28 para R$ 45.

O anúncio triplicou o movimento nos postos de vendas. Há relatos também de que o mercado informal

passou a cobrar R$ 7 a folha.Segundo a CET, esse é

o primeiro reajuste desde 2009, quando o valor au-mentou 55,6%.

Atualmente, a cidade

possui 38,954 vagas de zona azul, a maioria na zona sul e no centro.

O sistema existe em São Paulo há 40 anos. O carro pode ficar estacionado na mesma vaga por até 2 horas.

A prefeitura estuda ado-tar o sistema de parquíme-tro na capital e chegou a anunciar que até o fim de fevereiro começaria o pro-cesso de licitação para insta-lar dos equipamentos, mas até agora a concorrência não foi iniciada. METRO

Folha de zona azul a R$ 3 será válida até dezembro

Paulo Skaf, candidato do PMDB | ANDRE PORTO/ METRO

67%é o percentual de aumento adotado para as folhas de zona azul na cidade de São Paulo.

Promotor alega inocênciaO promotor de Justiça Ro-berto Senise Lisboa, que es-tá sendo investigado sob suspeita de ter enriqueci-do por recebimento de pro-pina, divulgou uma nota alegando inocência e reba-tendo as acusações da ex--mulher, a cantora gospel Priscila Lisboa.

“Fui parte em processo de divórcio litigioso e, no calor do embate havido com

minha ex-esposa, fui alvo de várias acusações, totalmen-te inverídicas, formuladas em vários órgãos públicos. Quase todos os processos fo-ram arquivados”, afirmou o promotor, que continua trabalhando.

“Tão logo tomei co-nhecimento da existên-cia desses procedimentos, imediatamente coloquei es-pontaneamente à disposi-

ção da investigação todas as movimentações de minhas contas”, disse.

Priscila denunciou que o ex-marido vendia acordos para empresas e fundações, além do arquivamento de processos.

Ele teve o sigilo financei-ro quebrado anteontem pe-la Justiça porque há suspei-tas de que tenha recebido R$ 700 mil. METRO

Quase seis meses depois de inaugurada, a estação Adol-fo Pinheiro, da linha 5-Lilás, passará a funcionar em ho-rário comercial a partir do dia 2 de agosto. O horário de funcionamento será de domingo a sexta, das 4h40 à meia-noite, e entre 4h40 e 1h aos sábados. O Metrô es-pera receber diariamente, 14 mil passageiros, com o ramal funcionando em ho-rário integral.

Até lá, o ramal continua-rá funcionando em opera-ção assistida, das 9h às 16h. Por esse esquema, os passa-geiros podem ir até a esta-

ção Largo Treze, com passa-gem gratuita.

O ramal foi entregue, no dia 12 de fevereiro, com quatro anos e meio de atra-so. Desde o ano passado, quatro datas de entrega ha-viam sido anunciadas.

As escavações para a construção da Adolfo Pi-nheiro tiveram início em 2009, com a promessa de ser entregue em 2010. Se-gundo o Metrô, o crono-grama foi prejudicado por ordem judicial, deviso ao processo que apura suspei-ta de fraude na licitação da obra. METRO

Linha 5. Adolfo Pinheiro é liberada 100% no dia 2

Estação foi entregue incompleta | WILLIAM VOLCOV/BRAZIL PHOTO PRESS/FOLHAPRESS

A Polícia Civil prendeu na manhã de ontem o profes-sor de inglês da rede es-tadual Jefte Rodrigues do Nascimento, de 30 anos, acusado de ter participa-do de atos violentos duran-te um protesto contra a Co-pa do Mundo no dia 19 de junho. Ele teria depreda-do uma agência bancária na avenida Rebouças e uma concessionária de luxo na marginal Pinheiros, na zo-na oeste da cidade.

Segundo o diretor do Deic, Wagner Giudice, Nas-cimento confessou ter de-predado apenas o banco. Ele foi preso depois que foi ex-pedido um mandado de pri-são temporária, com prazo de cinco dias, por associa-ção criminosa e dano qua-lificado. No ano passado, o professor foi detido pela polícia duas vezes durante manifestações.

Com Nascimento, a po-lícia apreendeu uma calça, uma camisa xadrez e um ca-saco preto que teriam sido utilizados por ele no dia do protesto. METRO

Black bloc. Polícia prende suspeito de depredação

Page 5: 20140725_br_metro sao paulo
Page 6: 20140725_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 25 DE JULHO DE 2014www.metrojornal.com.br |06| {FOCO}

As instituições de ensino que desejam participar do Prê-mio Escola Voluntária têm até segunda-feira para se inscrever.

A iniciativa da premiação é da Rádio Bandeirantes, em conjunto com a Fundação Itaú Social.

O prêmio incentiva e re-conhece escolas, públicas e privadas, responsáveis por projetos sociais que promo-vam o trabalho voluntário entre os seus alunos.

A ação desenvolvida pe-lo projeto deve ser em prol de uma comunidade e com a participação de alunos do 9º ano do ensino fundamental ou do ensino médio.

As inscrições para o 14º Prêmio Escola Voluntária po-dem ser feitas pelo site www.escolavoluntaria.com.br. Pa-ra mais informações, é pos-sível ligar 0800 770 11 55 ou acessar a página www.face-book.com/EscolaVoluntaria.

O projeto premiado com o primeiro lugar receberá R$ 20 mil. O colégio segundo co-locado fica com R$ 15 mil, e o terceiro, com R$ 10 mil. O educador destaque receberá um notebook. METRO

Escola voluntária. Inscrições vão até segundaUma massa de ar frio de ori-

gem polar que chega hoje à capital vai fazer com que o paulistano não desgrude do casaco no final de semana. Os termômetros não pas-sam dos 16oC e as mínimas ficam em torno dos 9oC.

Hoje, a frente fria que chegou trazendo chuva à ca-pital se afasta, mas o tempo continua nublado, com pos-

sibilidade de pancadas de chuva, principalmente pe-la manhã. As temperaturas variam entre 10oC e 14oC. Amanhã, o sol aparece en-tre nuvens e não há previ-são de chuva.

De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Me-teorologia), o tempo se mantém instável na próxi-ma semana. METRO

Frio. Máximas não passam dos 16oC no fim de semana

Pedestres se protegem de chuva na Paulista | CARLA CARNIEL/FRAME/FOLHAPRESS

A menos de três meses das eleições, a crise financeira da Santa Casa se transfor-mou em uma briga políti-ca entre os governos fede-ral e estadual. Entre terça e anteontem, o pronto-socor-ro do hospital ficou fechado por quase 30 horas. O aten-dimento foi retomado de-pois que o Estado repassou R$ 3 milhões à instituição e prometeu mais recursos.

O Ministro da Saúde, Ar-thur Chioro, afirmou on-tem que ficou surpreso com o fechamento do pronto-so-corro. Segundo ele, o gover-no estadual não repassou à Santa Casa toda a verba des-tinada pelo governo federal. Chioro diz que, em 2013, cerca de R$ 54,1 milhões

não foram repassados pe-lo governo estadual para a entidade.

Ao todo, o Ministério da Saúde diz ter enviado R$ 291,3 milhões, mas a San-ta Casa só recebeu R$ 237,2 milhões. Em 2014, o gover-no federal teria destinado R$ 126,3 milhões, mas ape-nas 105,7 milhões foram re-passados pelo Estado.

“Estamos mandando re-cursos, mesmo que não se-ja diretamente para ela, porque o valor é repassa-do à Secretaria Estadual de Saúde, como em qual-quer outra Santa Casa”, afirmou Chioro.

Em nota, a secretaria afirmou que “não proce-dem, de maneira nenhu-

ma, as declarações do mi-nistro da Saúde.” Segundo a pasta, Chioro tenta dizer que o Estado deixou de pa-gar dois tipos de incentivos, no valor anual de R$ 36 mi-lhões cada.

“Na verdade, foram in-corporados ou adicionados ao valor pago pelos aten-dimentos de média e al-ta complexidades da Santa Casa, por determinação do próprio ministério.”

A Santa Casa justificou o fechamento temporário por uma dívida de R$ 50 milhões com fornecedores. O governo estadual anun-ciou que destinará mais re-cursos à instituição, mas condicionou a ajuda à reali-zação de auditoria. METRO

Saúde. Ministro diz que Estado não repassa ao hospital toda a verba enviada pelo governo federal. Secretaria diz que conta está errada

Pronto-socorro da Santa Casa voltou a funcionar | MARCOS BEZERRA/FUTURA PRESS

Crise na Santa Casa vira briga política

Parentes dão banho em pacientes no hospital SaboyaFamiliares de pacientes in-ternados no hospital muni-cipal Doutor Arthur Ribei-ro Saboya, no Jabaquara, zona sul, têm de ir até o lo-cal dar banho nos doentes. Segundo o Coren (Conselho Regional de Enfermagem), no hospital faltam médicos, enfermeiros e auxiliares de enfermagem.

Por causa dessa situação, o Coren entrou ontem na Justiça com uma ação civil pública contra a prefeitura. De acordo com o conselho, a falta de profissionais po-de colocar os pacientes em risco.

O Saboya é o maior hos-pital público da zona sul da cidade e atende casos de al-ta complexidade.

Em nota, a Secretaria Municipal da Saúde afirmou que fez concurso neste ano e que profissionais foram convocados para assumir os cargos no Saboya.

De acordo com a secreta-ria, faltam 7 enfermeiros e 18 técnicos de enfermagem no hospital Saboya. METRO

Page 7: 20140725_br_metro sao paulo
Page 8: 20140725_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 25 DE JULHO DE 2014www.metrojornal.com.br |08| {BRASIL}

Os manifestantes Elisa Quadros, a Sininho, Cami-la Jourdan e Igor D’Icarahy deixaram o ontem a noite o Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu no Rio de Janeiro.

O alvará de soltura dos três, foi expedido na noite de anteontem pelo desem-bargador Siro Darlan, da 7° Câmara Criminal do TJ-RJ

(Tribunal de Justiça do Rio).Eles foram recebidos por

amigos e familiares que aguardavam na porta da pe-nitenciária. Quando Sini-nho saiu da prisão, houve uma confusão entre amigos dela e fotógrafos que tenta-vam registrar a saída da ma-nifestante. Um fotógrafo foi atingido por chutes e socos.

METRO RIO

Manifestação. Ativistas deixam prisão no Rio

O Tribunal de Justiça deter-minou que o Estado de São Paulo e a Prefeitura de São Carlos forneçam o medica-mento Canabidiol, que pos-sui substâncias derivadas da maconha, a uma criança de 7 anos.

A Defensoria Pública do Estado em São Carlos entrou com a ação para que governo e prefeitura acionem a Anvi-sa (Agência Nacional de Vigi-lância Sanitária) com um pe-

dido de importação dos EUA, onde o medicamento é lega-lizado, e arquem com o cus-to do remédio. No Brasil, o remédio é proibido, mas é o único capaz de controlar as crises convulsivas do garoto, que ocorriam 40 vezes ao dia.

A Secretaria da Saúde informou que vai pedir prazo maior para do que os 30 dias estipulados pe-la Justiça, sob multa de R$ 500 por dia. METRO

Saúde. Justiça determina que Estado forneça Canabidiol

Jorge Rosa Sales, primo do goleiro Bruno, condenado pela morte da ex-modelo Eliza Samudio – morta em 2010 –, afirmou ontem que o corpo da vítima estaria en-terrado perto do Aeroporto Internacional Tancredo Ne-ves, em Confins, na região metropolitana de Belo Hori-zonte (MG).

Bruno Fernandes foi con-denado a 22 anos e 3 meses de prisão por ter tramado a morte da ex-amante para não pagar pensão alimentí-cia ao filho recém-nascido – hoje com quatro anos.

“Ela está enterrada num sitiozinho em BH perto do aeroporto. É uma estrada de chão bastante deserta. Eu identifico com um pé de co-queiro que é meio curvado. Eu sei ver o local”, disse Sa-les em entrevista concedida

à Rádio Tupi.De acordo com Sales, que

era menor na época do cri-me, Eliza foi asfixiada na ca-sa do ex-policial civil Mar-cos Aparecido dos Santos, o Bola – que foi condenado a 22 anos de prisão.

Luiz Henrique Romão, o Macarrão, secretário pes-

soal de Bruno, – condenado a 15 anos de prisão – teria amarrado as mãos de Eliza. Após a morte, o corpo teria sido enrolada num lençol e colocado em um saco antes de ser enterrado em um bu-raco feito por uma retroes-cavadeira, para dificultar a localização. Na tarde de on-

tem, o primo do goleiro foi chamado pela polícia pa-ra prestar depoimento em Belo Horizonte. O delegado Walter Pinto, interrogou Sa-les para checar a veracida-de das declarações. Até as 22h de ontem, o depoimen-to ainda não havia acabado.

DefesaO advogado de Bruno, Francisco Simim, disse que ainda não assistiu ao vídeo da entrevista de Jor-ge. Ele afirmou ainda que não pretende pedir dili-gências e que a polícia precisa confirmar essas in-formações. O advogado Ér-cio Quaresma, defensor do ex-policial Bola, apontado como o executor de Eliza, disse que Sales já mudou várias vezes a versão para o caso. METRO BH

Minas Gerais. Em entrevista à rádio, primo do goleiro Bruno afirmou que corpo está em um sítio em Confins. Após declaração, foi chamado pela polícia para prestar depoimento

Bruno foi condenado a 22 anos e 3 meses de prisão | ALEX DE JESUS//FUTURA PRESS

‘Eliza foi enterrada perto de aeroporto’

Page 9: 20140725_br_metro sao paulo
Page 10: 20140725_br_metro sao paulo

O Brasil conquistou uma po-sição no ranking das Nações Unidas que mede o IDH (Ín-dice de Desenvolvimento Hu-mano), formado por 187 paí-ses. No ano passado, o país saltou da 80a para a 79a colo-cação, mas permanece atrás de países vizinhos, como Chi-le (41º), Argentina (49º), Uru-guai (50º) e Venezuela (67º). Em relação aos Brics, perde apenas para a Rússia (57º).

O índice varia em uma escala de 0 a 1. Quanto mais próximo de 1, mais eleva-do é o IDH (veja quadro). Nas últimas três décadas, o Brasil registrou crescimen-to de 36,4% no IDH – passou de 0,545 (desenvolvimen-to “baixo”) em 1980 para 0,744 em 2013 (desenvolvi-mento “alto”).

De acordo com o relató-rio, apenas três países da América Latina são classifi-cados como de “muito ele-vado desenvolvimento” – Chile (41º), Cuba (44º) e Argentina (49º).

O governo, no entanto, questiona a metodologia do Relatório de Desenvolvimen-to Humano divulgado ontem pelo PNUD (Programa das Na-ções Unidas para o Desenvol-vimento). Reclama do uso de dados defasados, que escon-deriam avanços recentes em áreas de saúde e educação, e, se fossem considerados, leva-riam o país à 67º colocação.

O relatório, contudo, co-loca o Brasil no conjunto de 16 nações que apresentaram avanços e destaca as políticas sociais e de geração de renda como positivas. Ao mesmo tempo, porém, aponta ritmo lento na redução de desigual-dades sociais.

O Bolsa Família é citado como um piso de cobertura social e referência de políti-ca de curto prazo, por permi-tir aos cidadãos enfrentarem adversidades econômicas en-quanto a política pública é implementada.

DivergênciasO IDH mede o desempenho de um país em três eixos: saúde, educação e renda. Apenas os dados econômi-cos, que colocam o Brasil com renda per capita de US$ 14,2 mil são compatíveis com os dados do governo.

O ministro da Saúde, Ar-thur Chioro, apontou que a

expectativa de vida do bra-sileiro atual é de 74,8 anos -- acima dos 73,9 apontados pe-lo PNUD, que usou dados de 2010. Para ele, a redução da mortalidade infantil, asso-ciada à queda de mortes por doenças respiratórias, cânce-res, diabetes e ações de aten-ção básica, por exemplo, me-lhoram as condições de vida no país. “O aumento não é um acaso”, define.

A média de 7,2 anos de estudo também é questio-nada, porque vem sendo utilizada desde 2010. A in-formação mais atualizada, divulgada pela OCDE (Orga-nização para Cooperação e Desenvolvimento Econômi-co) em 2013, é de 7,6 anos. Na América Latina, a média é de 7,9 anos de estudo.

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 25 DE JULHO DE 2014www.metrojornal.com.br |10| {BRASIL}

ALIADOS ATRIBUEM DES-GASTE DE DILMA À REJEI-ÇÃO DO PT. Presidentes de siglas aliadas acon-selharam a presiden-ta Dilma a descolar sua imagem do Partido dos Trabalhadores na cam-panha em alguns Esta-dos pela reeleição. Em reunião na terça (22) no Palácio da Alvorada, di-rigentes alertaram que o PT enfrenta forte re-jeição, o que respinga no desempenho eleito-ral da candidata petista. Os partidos cobraram ainda a descentraliza-ção de coordenações re-gionais, muito controla-das pelo PT.

MAU AGOURO. No encon-tro, Dilma reclamou de ação orquestrada para criar pessimismo no País, primeiro com apa-gão e, agora, com a Copa e a crise econômica.

DESCEU DO SALTO. A fim de estancar as queixas por mais participação na campanha, Dilma marcou nova reunião com presidentes alia-dos para a próxima ter-ça (29).

NUNCA ANTES . A equipe de campanha apostará na comparação entre 12 anos da gestão petista e os oito de FHC. O PT ga-rante que todos os índi-ces melhoraram.

MEDO DA DEMISSÃO. Em-pregados públicos da In-fraero que atuam no ae-roporto do Galeão, no Rio, temem demissão depois da concessão fei-ta pelo governo Fede-ral. A empresa deu ape-nas duas opções aos 909

ameaçados: ou aceitam remanejamento para ae-roporto de outro estado ou se aposentam.

PORTA-VOZ. O vice Mi-chel Temer passou a manhã ontem em João Pessoa acalmando o se-nador Vital do Rêgo (PMDB). Lá, anunciou que a presidente Dilma irá subir em seu palan-que e já agenda uma vi-sita a Paraíba para pres-tigiá-lo. Todo esforço decorre do temor de Vi-tal incendiar a CPMI da Petrobras.

COM ANA PAULA LEITÃO E TIAGO VASCONCELOSWWW.DIARIODOPODER.COM.BR

PODER SEM PUDORCoreto tombado

A história é muito co-nhecida nas rodas políti-cas de Minas. Certa vez, na década de 50, a prefei-tura de Muzambinho re-cebeu uma advertência por escrito do órgão es-tadual de defesa e pre-servação do patrimônio histórico. Na mensagem, diante de murmúrios che-gados a Belo Horizonte, a

municipalidade foi avisa-da de que o antigo core-to da praça da cidade era considerado “de interes-se histórico”, e que uma comissão iria até lá para tombá-lo. O prefeito rea-giu com um telegrama ur-gente:- Desnecessária vin-da da comissão. Já que era para tombar, mandei derrubar o coreto.

“FOI RIGOROSAMENTE

ADEQUADO.”MINISTRO JOSÉ CARDOZO (JUSTIÇA), SOBRE AJUDA DADA A MALUF PARA

TRAZER PROCESSO DOS EUA AO BRASIL

Política

Michel Temer | MASTRANGELO REINO/FOLHAPRESS

CLÁUDIO [email protected]

IDH MUNDIALQuanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento humano. Acompanhe o ranking mundial

DIVERGÊNCIA

OS

10 M

AIO

RES

POSI

ÇÃO

BRAS

ILEI

RAO

S 10

MEN

ORE

S

FONTES: RELATÓRIO DE DESENVOLVIMENTO HUMANO DE 2013 E MINISTÉRIOS DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME, DA SAÚDE E DA EDUCAÇÃO

10ª

79º

178º

179º

180º

181º

182º

183º

184º

185º

186º

187º

NORUEGA

AUSTRÁLIA

SUÍÇA

SUÉCIA

ESTADOS UNIDOS

ALEMANHA

NOVA ZELÂNDIA

CANADÁ

SINGAPURA

DINAMARCA

BRASIL

MOÇAMBIQUE

GUINÉ

BURUNDI

BURKINA FASO

ERITREIA

SERRA LEOA

CHADE

REP. DA ÁFRICA CENTRAL

CONGO

NIGER

0,944

0,933

0,917

0,915

0,914

0,911

0,910

0,902

0,901

0,900

0,744

0,393

0,392

0,389

0,388

0,381

0,374

0,372

0,341

0,338

0,337

Dados PNUD

Dados do governo brasileiro

0FONTES: RELATÓRIO DE DESENVOLVIMENTO HUMANO DE 2013 E MINISTÉRIOS DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME, DA SAÚDE E DA EDUCAÇÃO

0FONTES: RELATÓRIO DE DESENVOLVIMENTO HUMANO DE 2013 E MINISTÉRIOS DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME, DA SAÚDE E DA EDUCAÇÃO

1150FONTES: RELATÓRIO DE DESENVOLVIMENTO HUMANO DE 2013 E MINISTÉRIOS DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME, DA SAÚDE E DA EDUCAÇÃO

1150FONTES: RELATÓRIO DE DESENVOLVIMENTO HUMANO DE 2013 E MINISTÉRIOS DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME, DA SAÚDE E DA EDUCAÇÃO

Esperança de vida ao nascer

Anos de escolaridade

Média de anos de estudo da população adulta

IDH

73,9 74,8

15,2 16,3

7,2 7,6

79ª POSIÇÃO

67ª POSIÇÃO

0.0

0.1

0.2

0.3

0.4

0.5

0.6

0.7

0.8

Desenvolvimento humano. País fica na 79a posição em ranking das Nações Unidas que avalia desempenho em saúde, educação e renda. Governo contesta metodologia

Brasil sobe uma posição no IDH

MARCELOFREITAS METRO BRASÍLIA

ONU criou teto para índices Para evitar discrepân-cias na análise do IDH, a ONU estabeleceu índices de referência para os in-dicadores: 85 anos para expectativa de vida; 15 anos de média de estu-do; 18 anos para escola-ridade; e US$ 75 mil co-mo renda.

Os países também fo-ram divididos pela ONU por desenvolvimento ‘baixo’, ‘médio’, ‘alto’ e ‘muito alto’. O Brasil continua figurando no grupo dos países com de-senvolvimento humano ‘alto’. METRO BRASÍLIA

Metodologia Desigualdade derrubaria Brasil para 95ª posiçãoAs Nações Unidas adotam um índice complementar para medir apenas dispari-dades de condições dadas à população. Nesse ranking, o Brasil aparece na 95a po-sição 95 entre 145 países avaliados.

A maior desigualda-de ocorre na renda, com 39,7% de diferença mé-dia entre ricos e pobres. Por esse critério, de acor-do com o PNUD, o IDH do país cairia 27%, de 0,744 pa-ra 0,542 por esse critério. “Temos 500 anos de desi-gualdades. Não se resolve em 10 anos”, afirma a mi-nistra do Desenvolvimen-to Social, Tereza Campello.

METRO BRASÍLIA

Page 11: 20140725_br_metro sao paulo
Page 12: 20140725_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 25 DE JULHO DE 2014www.metrojornal.com.br |12| {ECONOMIA}

FMI corta previsão de crescimento do PIB brasileiro

O FMI (Fundo Monetário In-ternacional) reduziu suas projeções de crescimento do Brasil para este ano e o pró-ximo. Segundo o relatório Perspectiva Econômica Glo-bal publicado ontem pelo ór-gão, o PIB brasileiro crescerá 1,3% em 2014 e 2% em 2015, uma queda de 0,6 ponto per-centual sobre as duas expec-tativas feitas em abril.

“No Brasil, condições fi-nanceiras mais apertadas e contínua fraqueza na con-fiança empresarial e do con-sumidor estão segurando o investimento e pressionando o crescimento do consumo”, informou o FMI.

O quadro de confiança em baixa e atividade fraca tem corroborado diversos indi-cadores econômicos. No pri-meiro trimestre de 2014, a economia brasileira cresceu apenas 0,2% na comparação com o período imediatamen-te anterior. A indústria tam-bém tem perdido força, pu-xando a atividade para baixo.

Economistas consulta-dos pelo Banco Central es-peram expansão de apenas 0,97% neste ano, com queda de 1,15% da produção indus-trial. Já as projeções do go-verno brasileiro e do BC são de alta de 1,8% e 1,6%, res-pectivamente. Em 2013, o PIB cresceu 2,5%.

Entre os grandes emer-gentes, o Brasil só deverá ter

um desempenho superior ao da Rússia, país envolvido num conflito com a Ucrânia e que tem sido alvo de san-ções dos EUA e da Europa. Pa-ra este ano, o FMI reduziu a estimativa para o crescimen-to russo de 1,3% para 0,2%.

O corte nas previsões do FMI para o Brasil também re-flete o maior pessimismo do órgão em relação às perspec-tivas de crescimento global. Para o FMI, o PIB mundial de-ve avançar 3,4% neste ano, 0,3

ponto percentual abaixo do previsto em abril. A redução reflete do mau desempenho no primeiro trimestre, par-ticularmente nos EUA, que enfrentaram um inverno ri-goroso, além da piora na pers-pectiva para os emergentes.

Segundo o FMI, há neces-sidade urgente de reformas para fortalecer o crescimento potencial ou tornar o cresci-mento mais sustentável tan-to em economias emergen-tes e avançadas. METRO

Relatório. Projeção de expansão em 2014 cai de 1,9% para 1,3%. Fundo cita condições financeiras apertadas e desconfiança do mercado

O mercado de trabalho nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Recife fi-cou praticamente estável de maio para junho, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Em razão da greve de parte dos servidores da entidade, a Pesquisa Mensal de Empre-go foi coletada apenas em quatro das seis regiões me-tropolitanas que integram o estudo. Faltam informações de Porto Alegre e Salvador.

De maio para junho, a ta-xa de desocupação em São Paulo, que representa de 44% da amostra da pesqui-sa, ficou estável em 5,1%. No Rio de Janeiro, o índice re-cuou de 3,4% para 3,2%.

Em Recife, a queda foi mais expressiva, com a taxa passando de 7,2% para 6,2% Em Belo Horizonte, contudo, o nível de desocupação subiu de 3,8% para 3,9%. 

Na comparação anual, houve recuo na taxa de deso-cupação, mas o movimento é atribuído pela menor pro-cura por postos de trabalho e não pela geração de em-prego. “A queda ocorreu por uma redução significativa da

desocupação, ou seja, uma menor pressão no mercado trabalho”, afirmou Adriana Araújo Beringuy, técnica da coordenação de trabalho e rendimento do IBGE. 

O salário dos trabalha-dores diminuiu 1% no Re-cife, 2,2% em Belo Horizon-te, 0,5% no Rio de Janeiro e 1,6% em São Paulo. Na com-paração com um ano atrás, o rendimento subiu no Reci-fe (3,9%), no Rio (6,5%) e em São Paulo (0,6%).

Em São Paulo, a indús-tria e o comércio impacta-ram na queda do rendimen-to. Já no Rio de Janeiro, a redução veio do comércio e dos serviços prestados pelas empresas. METRO

Greve impediu divulgação depesquisa completa | TÂNIA RÊGO/ABR

IBGE. Mercado de trabalho mostra estabilidade

3,4%1,8%

1,7%1,1%

1,9%0,7%

0,3%1,2%

1,6%3,2%

4,6%2%

1,3%2,4%

7,4%5,4%

0,2%1,7%

PROJEÇÕES PARA A ECONOMIA GLOBALCrescimento do PIB em 2014

0 1 2 3 4 5 6 7 81,7%ÁFRICA DO SUL

RÚSSIA

ÍNDIA

CHINA

MÉXICO

BRASIL

AM. LATINA

EMERGENTES

REINO UNIDO

JAPÃO

ESPANHA

ITÁLIA

FRANÇA

ALEMANHA

ZONA DO EURO

EUA

PAÍSES RICOS

MUNDO

FONTE: FMI

EVOLUÇÃOTAXA DE DESEMPREGO

RENDIMENTO REAL

RECIFE

BELO HORIZONTE

RIO DE JANEIRO

SÃO PAULO

JUN/13 MAI/14 JUN/14

JUN/14 COMPARAÇÃO MENSAL

6,5%

4,1%

5,3%

6,6%

7,2%

3,8%

3,4%

5,1%

6,2%3,9%

3,2%5,1%

-1,0-2,2

-0,5-1,6

RECIFE

BELO HORIZONTE

RIO DE JANEIRO

SÃO PAULO

00 11 22 33 44 55 66 77 8

FONTE: IBGE

1.496,30

1.892,80

2.266,60

2.106,30-2.5-2.5 -2.0-2.0 -1.5-1.5 -1.0-1.0 -0.5-0.5 0.00.0

Os empréstimos para com-pra de imóveis somaram R$ 9 bilhões no mês passado, uma queda de 19% sobre igual pe-ríodo de 2013, informou on-tem a Abecip (associação das entidades de crédito imobi-liário). Na comparação com maio, o recuo foi de 7%.

A queda no período é re-sultado de una combinação de combinação de economia em desaceleração, menos vendas de construtoras e me-nos dias úteis devido à Copa do Mundo. Apesar disso, o se-tor manteve a previsão de al-ta de 15% para 2014.

Para atingir esse cresci-mento em 2014, após um sal-to de 32% no ano passado, o setor terá que avançar quase seis vezes mais rápido na se-gunda metade do ano em re-lação ao primeiro semestre. Entre janeiro e junho, os fi-nanciamentos para compra de moradia com recursos do SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo) cresceram 7% na comparação anual, para R$ 53,1 bilhões.

Para o presidente da Abe-cip, Octavio de Lazari Ju-nior, o segundo semestre historicamente mais ati-vo, a continuidade do cres-cimento da renda das famí-lias, a baixa inadimplência do setor, em 1,8% neste ano, concorrem para aceleração dos financiamentos até de-zembro, mesmo com a eco-nomia fraca. METRO

Casa própria. Financiamento despenca 19% em junho

BC espera aumento de 14% na conta de luz neste anoO Banco Central aumentou a projeção para o reajuste das tarifas energia de 11,5% para 14%, este ano. A previ-são está na ata da última re-união do Copom (Comitê de Política Monetária) do BC, que manteve a taxa básica de juros em 11% ao ano.

Para as tarifas de telefo-nia fixa, o BC projeta redu-ção de 3,8%, este ano, con-tra a previsão anterior de 4,2%, divulgada em maio. A estimativa para o conjun-

to de preços administrados por contrato e monitorados, a estimativa é 5% em 2014, mesmo valor considerado na reunião do Copom de maio.

O BC afirmou que a in-flação deve se manter acima do centro da meta do gover-no nos próximos trimestres, e que não deve haver redu-ção da Selic. A meta do gover-no é uma inflação em 4,5% ao ano, com tolerância de dois pontos percentuais para ci-ma ou para baixo.

Pelo cenário de referên-cia (com a Selic a 11% e dólar em R$ 2,20), a projeção para a inflação de 2014 e de 2015 foi elevada sobre o valor do documento anterior e per-manece acima do centro da meta. Os valores não são di-vulgados pelo BC.

De acordo com o docu-mento, a inflação deve se manter “resistente” nos próximos trimestres, mas abrandar nos trimestres fi-nais de 2015. METRO

42,4 milmoradias foram financiadas com recursos da poupança em junho, volume 20% inferior ao registrado em igual mês de 2013

O Brasil manteve a quinta po-sição no índice Big Mac, di-vulgado ontem revista “The Economist”. Segundo o levan-tamento anual, que faz uma comparação entre os preços do sanduíche em cada país, há uma sobrevalorização de 22,1% do real ante o dólar.

No índice foi considerado o preço médio de R$ 13, ou US$ 5,86, enquanto nos Esta-dos Unidos o mesmo lanche sai por apenas US$ 4,80.

A campeã do índice Big Mac, mais uma vez, foi a

Noruega, com o sanduíche a salgados US$ 7,76 e uma so-brevalorização de 61,8%. Já o último lugar ficou com a Polônia, onde o lanche pode ser comprado a meros US$ 1,63 (subvalorização de 66% no câmbio). METRO

Índice. Brasil tem o quinto Big Mac mais caro do mundo

22,1%é a sobrevalorização do real ante o dólar, diz a ‘Economist’

Page 13: 20140725_br_metro sao paulo
Page 14: 20140725_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 25 DE JULHO DE 2014www.metrojornal.com.br |14| {MUNDO}

Um comunicado divulgado pelo Ministério brasileiro de Relações Exteriores deu iní-cio a uma troca de ofensas entre a diplomacia do Bra-sil e de Israel em torno do conflito na Faixa de Gaza. Após a nota, em que o Ita-maraty condena “energica-mente uso desproporcional de força por parte de Israel” na ofensiva contra o Ha-mas, a chancelaria israelen-se chamou o Brasil de “anão diplomático”.

O governo brasileiro cha-mou o embaixador de Israel em Brasília, Rafael Eldad, e convocou seu embaixador em Tel Aviv, Henrique Sardi-nha Pinto, para consultas, o que enfureceu Israel. Na lin-guagem diplomática, a con-vocação de um diplomata equivale a uma condenação.

Segundo o jornal israe-lente “The Jerusalem Post”, o porta-voz da chancelaria em Israel, Yigal Palmor, re-vidou dizendo que a posição

brasileira “é uma demons-tração lamentável de por que o Brasil, um gigante eco-nômico e cultural, continua a ser um anão diplomático”.

Palmor disse, ainda de acordo com o jornal, que o Brasil é um “parceiro diplo-mático irrelevante, que cria mais problemas, em vez de contribuir com soluções”.

Após a reação israelen-se, o chanceler brasileiro, Luiz Alberto Figueiredo, tentou minimizar a crise, dizendo que a “discordân-cia entre países amigos é natural”. “O gesto que ti-nha de ser feito foi feito. O Brasil entende o direito de Israel de se defender, mas não está contente com a

morte de mulheres e de crianças”, explicou.

Comunidade judaicaOntem, a Conib (Confede-ração Israelita do Brasil) cri-ticou a nota do Itamaraty. Segundo a entidade, re-presentante da comunida-de judaica brasileira, a no-ta “evidencia a abordagem unilateral do conflito na Fai-xa de Gaza ao criticar Israel e ignorar as ações do grupo terrorista Hamas”.

A Conib alertou ainda pa-ra o fato de que, na nota do Itamaraty, “não há uma pala-vra sequer sobre os milhares de foguetes lançados contra solo israelense ou as segui-das negativas do Hamas em aceitar um cessar-fogo”. A nota da Conib “expressa pro-funda dor pelas mortes nos dois lados do conflito”.

Em Tel Aviv, um grupo de brasileiros está programando uma manifestação diante da Embaixada do Brasil. METRO

Guerra de palavras. Chancelaria israelense reagiu à declaração do Itamaraty que condenava ‘uso desproporcional de força’ sem mencionar o Hamas; Figueiredo minimiza

Avião levava 110 passageiros e seis tripulantes | LENNART BOETTCHER/REUTERS

Israel chama Brasil de ‘anão diplomático’

A TRAJETÓRIA DO AH5017

BURKINA FASO

ARGÉLIA LÍBIA

CHADE

MAURITÂNIA

MARROCOS

MALI

Argel

Uagadugu

Tessalit

Gao

Último contato:1h55*, 50 minutosapós a decolagem

*HORÁRIO DE BRASÍLIA

Ataque em escola de Gaza mata 15Ao menos 15 pessoas mor-reram ontem em um ata-que a uma escola admi-nistrada pela ONU que abrigava refugiados pales-tinos em Beit Hanoun, no norte da Faixa de Gaza, dis-se o porta-voz do ministério da Saúde Ashraf al-Qidra.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, con-denou o ataque, em que, segundo ele, morreram mulheres, crianças e fun-

cionários da ONU. “As cir-cunstâncias ainda não são claras. Mas eu condeno for-temente este ato”, disse.

InvestigaçãoO governo de Israel dis-se que está investigando o incidente na escola. Em um comunicado, o Exér-cito afirmou que o ata-que aconteceu “em meio a um combate com terroris-tas do Hamas” e explicou

que “muitos dos foguetes lançados de dentro da Fai-xa de Gaza pelo Hamas caí-ram sobre a área de Beit Hanoun”. A cidade palesti-na fica muito próxima da fronteira com Israel.

O Exército disse ainda que está investigando o in-cidente e a possibilidade de que a escola tenha sido atingida por um míssil dis-parado pelo Hamas a partir do território. METRO

Um avião operado pela Air Al-gerie caiu ontem no noroes-te da África quando seguia no voo AH5017 de Ugadugu, em Burkina Faso, para a capital argelina, Argel, com 116 pes-soas a bordo, entre as quais 55 franceses. Segundo auto-ridades da aviação da Argélia, o último contato com o avião ocorreu quando ele estava so-bre Gao, no Mali.

No começo da tarde de ontem (horário de Brasília), o presidente malinês, Ibra-him Boubacar Keita, dis-se que destroços do avião tinham sido localizados. “Acabo de ser informado que os destroços foram en-contrados entre Aguelhoc e Kidal”, disse o presiden-te, sem dar mais detalhes. O local fica no norte do Mali, perto da fronteira com a Al-géria, uma área de deserto.

Mudança de rotaMais cedo, a companhia aé-rea espanhola Swiftair, do-na do MD-83, disse ter per-dido contato com o avião à 1h55 local (22h55 de Bra-sília), cerca de 50 minutos após a decolagem. Os seis tripulantes eram espanhóis.

Ontem havia poucas in-dicações sobre o que pode-ria ter ocorrido com a aero-nave, ou se havia vítimas, mas o ministro dos Trans-portes de Burkina Fasso, Jean Bertin Ouedrago, disse que o avião pediu para mu-dar de rota às 22h38 (horá-

rio de Brasília) em função de uma tempestade na área.

Um diplomata em Bama-ko, capital do Mali, afirmou que uma forte tempestade de areia se abateu duran-te a noite sobre o norte do país, região na rota do voo AH5017.

FrançaO diretor da Agência Nacio-nal de Aviação Civil do Ma-li, Issa Saly Maiga, informou que uma operação de bus-ca do avião estava em an-damento. Antes de saber se o avião havia caído no Ma-li, Maiga disse que “autori-dades da aviação estão sen-do mobilizadas em todos os países relacionados ao ca-so”, inclusive a Espanha”.

Um porta-voz do Exército da França disse que dois ja-tos franceses com base na re-gião haviam sido enviados pa-ra tentar localizar o avião ao longo de sua provável rota.

Qualquer que seja a cau-sa da queda, um outro de-sastre na aviação deve ele-var o nervosismo no setor, já que um avião da Malaysia Airlines foi derrubado sobre a Ucrânia na semana passa-da e um outro, da TransAsia Airways, caiu durante uma tempestade na quarta-feira em Taiwan. Além disso, vá-rias companhias aéreas can-celaram voos para Tel Aviv em meio ao conflito na Fai-xa de Gaza entre Israel e o Hamas. METRO E AGÊNCIAS

Acidente. Avião com 116 pessoas a bordo cai no Mali em meio a tempestade

Número de mortos em ofensiva israelense na Faixa de Gaza (foto) supera 750, a maioria palestinos | NIR ELIAS/REUTERS

FAIXADE GAZA

ISRAEL

BeitHanounCidade

de Gaza

KhanYounis

MarMediterrâneo

ISRAEL

ONDE FICA

O Brasil disse Israel respondeu

“Condenamos (...) o uso desproporcional da força por Israel na Faixa de Gaza”NOTA DO ITAMARATY, 23.07.2014

“(O Brasil) não está contente com a morte de mulheres e de crianças” LUIZ ALBERTO FIGUEIREDO, CHANCELER

“O Brasil, um gigante econômico e cultural, continua a ser um anão diplomático”YIGAL PALMOR, PORTA-VOZ DE ISRAEL

“O Brasil (...) cria mais problemas em vez de contribuir com soluções”YIGAL PALMOR, PORTA-VOZ DE ISRAEL

FRASES

Page 15: 20140725_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 25 DE JULHO DE 2014www.metrojornal.com.br {MUNDO} |15|◊◊

Atiradores expulsam peritos

Atiradores expulsaram os investigadores do lo-cal da queda do avião da Malaysia Airlines no les-te da Ucrânia, reclama-ram autoridades ontem. Eles também disseram que “lunáticos” ainda tornam a vida difícil pa-ra aqueles que querem descobrir o que derru-bou o voo MH17.

Enquanto os minis-tros das Relações Ex-teriores da Austrália e da Holanda se reu-niam com autorida-des ucranianas para coordenar a investi-gação, o chefe do Ser-viço de Situações de Emergência da Ucrâ-nia e o líder de uma missão da polícia ho-landesa disseram que o trabalho deles no local está sendo dificultado.

O Ocidente pe-diu uma investi-gação meticulo-sa sobre a queda do voo MH17 pa-ra fazer justiça às 298 pessoas mor-tas, mas expres-sou o temor de que os rebeldes pró-Moscou pre-sentes na região estejam impe-dindo que os in-vestigadores fa-

çam seu trabalho.“Eles levaram as barracas que estavam na

nossa base”, declarou Serhiy Bochkovsky, que chefia o serviço de emergências. Em Kharkiv, cidade do leste ucraniano, de onde os restos mortais das vítimas estão sendo enviados pa-ra casa, Bochkovsky disse que os atiradores só permitiram e eles “ficar com nosso equi-pamento e maquinário. Fomos expulsos sob a mira das armas”.

‘Lunáticos’O chefe da missão da polícia holandesa na Ucrânia, Jane Tuinder, também reclamou do difícil acesso. “Mas o processo não ter-minou, ainda há restos mortais e é muito duro chegar lá, porque há alguns, e não é politicamente correto dizê-lo, mas ainda há alguns lunáticos lá”, declarou.

A Holanda assumiu formalmente a con-dução do inquérito sobre a queda do avião malaio ontem. A medida contornou a opo-sição russa para que Kiev liderasse os es-forços. METRO E AGÊNCIAS

Um comboio de ajuda humanitária da ONU entrou ontem na Síria pela primeira vez sem o consentimento do governo, depois de uma decisão do Conselho de Segurança, dez dias atrás. A ajuda foi enviada para áreas controladas pelos rebeldes.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, acusou ontem o regime de Bashar al-Assad e os rebeldes de ne-garem assistência de forma arbitrá-ria a milhões de pessoas necessita-das, como tática de guerra.

Dez dias atrás, o Conselho de Se-gurança adotou, de forma unânime, uma resolução que autorizou o en-vio de ajuda por quatro pontos de fronteira com a Turquia, o Iraque e a Jordânia. Em resposta, o regime sírio disse que as entregas seriam consi-deradas incursões em seu território.

“Um comboio de nove caminhões entrou na Síria hoje (ontem) a partir

da passagem turca em Bab al-Salam, levando alimentos e suprimentos de abrigo, pu-rificação de água e saneamen-to”, disse a porta-voz do Escri-tório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Hu-manitários, Amanda Pitt.

Não se sabe, entretanto, se os caminhões chegaram ao destino. Em um relatório para o Conselho de Segurança, Ban afirmou que cerca de 10,8 milhões de pessoas precisam de socorro, das quais 4,7 milhões se encontram em áreas sírias de difícil acesso.

Ele ainda disse que pelo me-nos 241 mil pessoas estão em áreas sitiadas pelo governo ou por forças da oposição. A ONU diz que mais de 170 mil pessoas morreram em quatro anos de conflitos na Síria. METRO

A CIA administrava uma prisão se-creta em solo polonês. A informa-ção foi divulgada ontem pela Corte Europeia de Direitos Humanos e de-ve aumentar a pressão para que a Po-lônia, um dos mais próximos aliados de Washington, quebre seu longo si-lêncio sobre o programa global de detenção de suspeitos da Al Qaeda.

O tribunal europeu disse que fora determinado que a CIA utilizasse uma instalação em uma floresta no norte da Polônia, sob o codinome “Quartz”, que teria servido como um centro de sua rede para interrogação de agentes sus-peitos da Al Qaeda, após os ataques do 11 de Setembro, em 2001.

A Polônia sempre ne-gou que a CIA tivesse uma prisão em seu ter-ritório, mesmo após va-zamentos de ex-oficiais de inteligência dos EUA e de uma investigação no Senado terem levan-tado suspeitas e uma atenção maior sobre o programa.

A decisão de ontem marca a primeira vez em que uma corte na Europa admite que a CIA operou uma prisão se-creta no continente. METRO

Ucrânia. Investigadores que trabalham em local da queda de avião malaio reclamam do difícil acesso e de ameaças; Holanda assumiu inquérito ontem

Dois partidos ucranianos anunciaram ontem que dei-

xariam a coalizão majoritá-ria no Parlamento para permitir

que o presidente Petro Poroshen-ko convoque nova eleição e livre a

Casa do que um político qualificou co-mo “agentes de Moscou”.Políticos e ativistas se queixam de

que a Ucrânia, embora tenha um novo presidente, precisa eleger um novo Parla-mento, algo que não foi feito depois da der-rubada em fevereiro do presidente Viktor Yanukovich, aliado da Rússia. Eles também

acusam os aliados do líder deposto de pre-judicar a atividade parlamentar.

“Acreditamos que na atual situação tal Par-lamento, que protege criminosos de Estado, agentes de Moscou, que se recusa a retirar a imunidade daqueles que estão trabalhando para o Kremlin, não deveria existir”, disse o líder do partido nacionalista Svoboda, Oleh Tyahnybok, no Parlamento.

O Udar, que faz parte da coalizão, também anunciou sua saída. Segundo a Constituição, o Parlamento tem 30 dias para tentar uma nova coalizão. Se fracassar, o presidente então dis-solve a Casa e convoca eleições. METRO

Partidos tentam forçar nova eleição na Ucrânia

Rebelde no local da queda | MAXIM ZMEYEV/REUTERS

Ajuda humanitária da ONU entra na Síria

Número de mortos na Síria já ultrapassa 170 mil, segundo a ONU | YOUSEF ALBOSTANY/REUTERS

Europa. CIA operou prisão secreta na Polônia, diz corte

Taiwan abre inquérito sobre queda de avião Autoridades de Taiwan lançaram uma investigação ontem sobre a queda do avião da TransAsia Air-ways. O acidente matou 48 pessoas.

A expectativa, segundo a agên-cia de notícias Reuters, é que as con-dições climáticas sejam levadas em consideração no inquérito. METRO

ONU pede ‘esforço constante’ contra pobreza O Pnud (Programa de Desenvolvimen-to da ONU) pediu ontem que governos ajam para tirar mais pessoas da pobreza e reduzir a desigualdade.

Segundo o Pnud, a melhoria global na expectativa de vida, na educação e em outras medidas de desenvolvimento está perdendo força. METRO

48 mortos Desenvolvimento

Page 16: 20140725_br_metro sao paulo
Page 17: 20140725_br_metro sao paulo
Page 18: 20140725_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 25 DE JULHO DE 2014www.metrojornal.com.br |18| {CULTURA}

2CULTURA

O corpo do escritor Ariano Suassuna foi enterrado na tarde de ontem no cemité-rio Morada da Paz, na cidade de Paulista, a 15 km do Reci-fe. O caixão desceu ao som de trombetas, sob chuva de péta-las brancas e vermelhas.

As homenagens ao autor começaram na noite de quar-ta, no velório realizado no Pa-lácio do Campo das Princesas, na capital pernambucana. O corpo saiu em cortejo na tar-de de ontem e, na chegada ao cemitério, a polícia militar realizou uma salva de tiros, enquanto uma multidão en-toava gritos de guerra da tor-cida do Sport, time do cora-ção de Suassuna.

O escritor morreu na quar-ta, aos 87 anos, em consequên-cia de um AVC hemorrágico.

Na TVO diretor Luiz Fernando Car-valho anunciou ontem que fará mais uma adaptação de uma obra do escritor para a TV. Após “A Farsa da Boa Pre-guiça”, “Uma Mulher Vestida de Sol” e “Romance da Pedra do Reino”, ele prepara agora uma minissérie sobre “A His-tória de Amor de Fernando e Isaura”, com estreia em 2015, na TV Globo. METRO

Despedida. Suassuna é enterrado sob chuva de pétalas

Boneco de Suassuna durante cortejo no Recife | JC IMAGEM/FOLHAPRESS

A regente filnadesa Susanna Mälkki | SIMON FOWLER/DIVULGAÇÃO

Osesp a céu abertoA Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo se-gue a proposta de levar a música clássica para além da Sala São Paulo e faz uma apresentação nes-te domingo no parque da Independência.

No concerto, a Osesp se-

rá regida pela finlandesa Susanna Mälkki, um dos no-mes de maior destaque em regência nos últimos anos, tendo se apresentado com as orquestras Real do Con-certgebouw, Philarmonia (Londres), e as filarmônicas de Berlim, Los Angeles e da

Radio France, entre outras.O concerto gratuito, ao

ar livre, terá no programa “Abertura Festiva, Op.96”, de Shostakovich, e a obra “Quadros de Uma Exposi-ção”, de Mussorgski, com orquestração de Maurice Ravel. METRO

Concerto. Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo faz apresentação gratuita neste domingo no parque da Independência sob a regência da finlandesa Susanna Mälkki

No parque da Independência (av. Nazareth, s/nº, Ipiranga; tel.: 2273-7250). Domingo, às 11h. Grátis.

Serviço

Sem papas na língua

“Dormi com vários caras da indústria

musical, mas nenhum me ajudou a conseguir

um contrato.”

LANA DEL REY, CANTORA, EM ENTREVISTA

À REVISTA “COMPLEX”.

Page 19: 20140725_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 25 DE JULHO DE 2014www.metrojornal.com.br {CULTURA} |18|◊◊SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 25 DE JULHO DE 2014

www.metrojornal.com.br |18| {CULTURA} SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 25 DE JULHO DE 2014www.metrojornal.com.br {CULTURA} |19|◊◊

Jennifer Lopez parece incan-sável na meta de ser diva do pop. A atriz e cantora de 44 anos, que fez uma recente passagem pelo Brasil no in-sosso show de abertura da Co-pa do Mundo, em São Paulo, investe pesado nas parcerias com rappers do momento, como Pitbull, Iggy Azalea e T.I, entre outros, no seu 10o ál-bum de estúdio, “A.K.A”, que acaba de chegar às lojas.

Com dez canções, o dis-co traz uma sonoridade “ur-ban music”, estilo que a con-sagrou no início da carreira. Um bom exemplo da retoma-da do gênero é a faixa-título “A.K.A”, que abre os trabalhos

e conta com T.I., apresentan-do uma “pegada” pop mescla-da ao hip hop. Já a rapper aus-traliana Iggy Azalea deixa sua marca em “Acting Like That”.

J.Lo também não deixa as baladas de lado. Ela oferece as levinhas “Let It Be Me”, “Ne-ver Satisfied” e “Emotions”, que tem participação de Chris Brown na composição.

O rapper Pitbull ajuda a fe-char o álbum com a dançan-te “Booty”. Se o disco propõe um convite às pistas de dan-ça, J.Lo se esforça e empolga.

Música. Diva se alia a rappers do momento para bombar seu recém-lançado 10º álbum de estúdio, ‘A.K.A’, que explora o gênero ‘urban music’ sem deixar as baladas de lado

J.Lo chama para a pista

Lopez contou com a ajuda de Pitbull e T.I para o disco | MIKE COPPOLA/ GETTY IMAGES

“A.K.A”JENNIFER LOPEZ

UNIVERSAL MUSIC R$ 28

GISLANDIAGOVERNOMETRO RIO

#metromoda

Alexandra Farah é jornalista e colunista da revista Vogue e do Moda e Negócios, exibido ao vivo às segundas, quartas e sextas, às 21h45, na Band News TV

POR

Estampa é arte. Emilio Pucci, o marquês italiano que virou estilista, morreu em 1992, mas sua grife continua colorida e top. As fotos do inverno 2015 trazem Gisele Bündchen, que fez 34 anos esta semana. Estampa é sexy. O verão 2014 da Pucci está com 30% de desconto na loja da marca no Shopping Cidade Jardim, em SP.

Emilio Pucci cresceu rodeado por arte e artistas e, só por isso, criou uma estilo inesquecível. Estude! Vá aos museus e saboreie o trabalho dos grandes mestres! Ao lado, Lichtenstein no Masp – às terças a entrada é gratuita.

sua foto + #metromoda

= seu insta aquipor @alefarah

@emiliopucci #parabensgisele

@yoliyah #estampaéarte

Estampa digital é a última revolução. Barateou e deu às grifes mais possibilidades de inovar. Todos usam a técnica, mas a jovem Katrantzou foi a que mais longe chegou. Assista à entrevista com ela no @ModaeNegócios.

@modaenegocios #marykatrantzou

@ALEFARAH

Page 20: 20140725_br_metro sao paulo

No Itaú Cultural (av. Pau-lista, 149, Bela Vista; tel.: 2168-1776). Abre amanhã. De ter. a sex. das 9h às 20h; sáb., dom. e feriados, das 11h às 20h. Grátis. Até 24/8.

Serviço

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 25 DE JULHO DE 2014www.metrojornal.com.br |20| {CULTURA}

Locarno terá exibição de sete fi lmes brasileirosO festival suíço vai exi-bir de 9 a 11 de agosto sete produções brasilei-ras. O país é o convidado da mostra Carte Blanche, dedicada a filmes em fa-se de pós-produção. Entre os longas estão “Aspiran-tes”, de Ives Rosenfeld, e “O Touro”, de Larissa Fi-gueiredo. METRO

Duran Duran abre processo contra seu fã-clubeA banda está processando a empresa Chicago World-wide Fan Clubs, que co-manda seu fã-clube, o “Consequence of Sound”, alegando que ela não efe-tuou pagamentos relacio-nados a um acordo de ven-das de produtos ligados à banda. O montante chega a R$ 88 mil. METRO

Primeira revista do Superman vai a leilãoUm dos 50 exemplares originais da edição nú-mero 1 da revista do Su-perman, lançada em 1938, será leiloado no si-te eBay a partir de 14 de agosto. O valor da venda não foi divulgado, mas estimasse que a arrecada-ção possa chegar a R$ 4 milhões. METRO

Na internet Cinema Justiça

ShowMonarco. O cantor e

compositor relembra os sucessos de seus 80 anos de vida, praticamente todos dedicados à Portela, da qual é um dos principais nomes. No Auditório Ibirapuera (av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, parque Ibirapuera; tel.: 3629-1075). Hoje, às 21h. R$ 20.

Fernando Catatau e o Instrumental. O vocalista e guitarrista do Cidadão Instigado apresenta seu projeto paralelo em show único. No Sesc Belenzinho (r. Padre Adelino, 1.000, Belenzinho; tel.: 2076-9700). Hoje, às 21h. R$ 20.

De la Soul. Um dos maiores nomes do rap mundial, o trio volta a São Paulo para show único em celebração aos 25 anos do lançamento de seu primeiro álbum, o clássico “3 Feet High and Rising”. No Audio (av. Francisco Matarazzo, 694, Barra Funda; tel.: 3862-8279). Hoje, a partir das 23h30h. R$ 80.

TVTrilogia ‘O Poderoso

Chefão’. Os clássicos de Francis Ford Coppola serão

exibidos na sequência. Programa bom para não sair de casa. No Telecine Cult. Domingo, a partir das 15h15.

‘Mike & Molly’. Na estreia da quarta temporada, Molly decide procurar o emprego dos sonhos, mas a empreitada não dá muito certo. Na Warner. Hoje, às 20h.

ExposiçãoLeonilson. A obra do

artista José Leonilson de Bezerra Dias (1957-1993) é revisitada na exposição “Leonilson: Verdades e Mentiras”, com peças em pinturas, desenhos, aquarelas e esculturas. Na Galeria Superfície (r. Oscar Freire, 240, Jardins; tel.: 3062-3576). Ter. a sex., das 10h às 19h; sáb., das 11h às 17h. Grátis. Até 30/8.

Dança‘Platô’. Os bailarinos

Claudia Palma e Armando Aurich apresentam um

espetáculo resultante de uma pesquisa sobre criação corporal. Na Galeria Olido (av. São João, 473, Centro; tel.: 3331-8399). Hoje e amanhã, às 20h; dom., às 19h. Grátis.

Teatro‘Paixão’. O monólogo

com Nathalia Timberg e texto de Betty Milan, marca a abertura do teatro, que promete programação variada. No Teatro J. Safra (r. Josef Kryss, 318, Centro; tel.: 2626-0243). Hoje, às 21h30 (R$ 70), amanhã, às 21h (R$ 80); e dom., às 19h (R$ 70).

Musical‘Cacilda!!!! A Rainha

Decapitada’. O espetáculo dirigido por José Celso Martinez Corrêa faz nova reverência à atriz Cacilda Becker. No Teatro Oficina (r. Jaceguai, 520, Bela Vista; tel.: 3106-2818). Estreia amanhã. Sáb. e dom., às 19h. R$ 30. Até 14/9.

O Metro indica

Pintor, designer e formu-lador de políticas públi-cas. Essas são as três face-tas que serão destacadas na Ocupação Aloisio Ma-galhães, mostra que abre amanhã, no Itaú Cultural.

Dividida por uma linha do tempo, a exposição vai mostrar através de sete núcleos temáticos uma sé-rie de trabalhos do artista, contando sua história no design, nas artes plásticas, nas experimentações e até em ações culturais como atitudes políticas.

A exposição é uma óti-

Mostra. Itaú Cultural abre amanhã a Ocupação Aloisio Magalhães, que reúne cerca de 70 obras que traçam um perfil do artista pernambucano

Símbolo do designma chance para relem-brar símbolos que fazem parte do imaginário brasi-leiro, mas que muitos se-quer sabiam ser Aloisio o responsável pelas criações deles, como o logo do Ban-

co Central do Brasil, mar-cas para o antigo Banespa e Furnas e até cédulas de Cruzeiro, moeda brasilei-ra da década de 1970.

Entre tantas obras, a mostra reserva um desta-

que especial para páginas do livro “Aniki Bobo”, ilus-trado por Aloisio a partir de texto de João Cabral de Melo Neto, e desenhos pa-ra o poema “Ode”, de Aria-no Suassuna. METRO

Sem título, Óleo sobre tela, Anos 50,Impressão em voil de recorte

da obra ‘Olinda’ (1981)

Cédulas desenhadaspor Aloisio na década de 1970

Imagem extraída do livro ‘Topographic analysis’, 1974

‘Cartema’, Série Cartemas Brasileiros, 1972

FOTOS: ANDRÉ PORTO/METRO

Símbolos para o ceramista

Francisco Brennand

(1971) e para o Banespa (1969)

Capa do poema ‘Ode’, de ArianoSuassuna (1955)

Page 21: 20140725_br_metro sao paulo
Page 22: 20140725_br_metro sao paulo
Page 23: 20140725_br_metro sao paulo
Page 24: 20140725_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 25 DE JULHO DE 2014www.metrojornal.com.br |24| {CULTURA}

Em “Sem Evidências”, que está em cartaz em São Paulo, o diretor canaden-se Atom Egoyan apresenta um olhar dramatizado pa-ra um conhecido episódio ocorrido em Memphis, nos Estados Unidos, em 1993, quando Damien Echols, Ja-son Baldwin e Jessie Mis-skelley foram presos pe-lo assassinato macabro de três garotos.

Para o cineasta, boa par-te da força da história está na virada que ela toma, o que torna a produção mais interessante para quem não sabe o que de fato aconteceu.

“Para quem não conhe-ce nada sobre esse caso, esse é um forte drama de crime. Você fica tomado pelo caso. É um homicí-dio triplo, sob circunstân-cias misteriosas, que o faz pensar em como você rea-giria caso fosse um mem-bro daquela comunidade. No começo do filme, você entende porque os garotos são presos. Tudo parece fa-zer sentido até não fazer mais”, diz o diretor.

Para reforçar o caráter absurdo que a realidade to-ma na trama, Egoyan op-

tou por usar no roteiro as transcrições originais do tribunal. “Eu queria que houvesse alguma maneira de deixar claro que tudo o que foi dito no tribunal era literal, e isso é o que torna

tudo muito difícil. Há coi-sas maravilhosas impossí-veis de você escrever, mas há outras que você gosta-ria de carregar mais dra-maticamente”, afirma o ci-neasta. METRO INTERNACIONAL

Caso real inspira drama do suspense ‘Sem Evidências’

Colin Firth está no elenco do longa de Atom Egoyan | DIVULGAÇÃO

Lembra da Susan Boyle? Dois anos antes de ela estourar no palco do show televisi-vo de calouros “Britain’s Got Talent”, em 2009, coube a um desajeitado vendedor de celulares deixar o rabugento jurado Simon Cowell de bo-ca aberta ao cantar com de-senvoltura a desafiadora ária “Nessun Dorma”, da ópera “Turandot”, de Puccini.

Ele era Paul Potts, que acabou vencendo a primei-ra edição do programa e tri-lhou a partir de então uma bem sucedida carreira como tenor. “Apenas uma Chan-ce”, que está em cartaz em São Paulo, mostra justamen-te o que aconteceu de errado na vida dele até o momento de sua consagração.

Após passar a infância

e a adolescência sofrendo bullying por ser gordinho, ter um sorriso feio e gostar de ópera, um inseguro Potts (vivido pelo humorista Ja-mes Corden) decide estudar canto lírico para valer e in-veste todas as economias em um curso em Veneza.

Nervoso, ele falha em uma audição com Luciano Pavarotti. E quem teria co-ragem de persistir em tal so-nho após ser descartado por um mestre desses, com um pai mandando você escolher uma profissão “de verdade”?

A insistência de Potts em fazer o que amava – mes-mo de forma amadora – foi o que manteve sua vontade de viver diante dos vários re-vezes que a vida lhe apresen-tou, como uma apendicite

mal curada, um tumor na ti-reoide e um atropelamento, tudo enfrentado com apoio da mulher Julz (Alexandra Roach), que conheceu em um chat da internet.

A vida de Potts gritava para ser filmada e recebeu uma competente adaptação do diretor David Frankel (“O Diabo Veste Prada”).

O Potts de Corden é ca-rismático e conquista logo o público sabendo dosar o que há de trágico e engraçado de sua vida. O resultado é deli-cioso: uma comédia dramá-tica redentora em que o pie-guismo não se sobrepõe a uma história bem contada.

Cinema. História de aspirante a tenor que venceu o show de calouros ‘Britain’s Got Talent’ em 2007 rende comédia dramática deliciosa

Coube ao humorista britânico James Corden o papel de Paul Potts no cinema | DIVULGAÇÃO

Carisma de protagonista é força de ‘Apenas uma Chance’

AMANDAQUEIRÓS METRO SÃO PAULO

Page 25: 20140725_br_metro sao paulo
Page 26: 20140725_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 25 DE JULHO DE 2014www.metrojornal.com.br |26| {PUBLIMETRO}

Às vezes recuar um passo ajuda a ter mais passos futuramente. Não se sinta constrangido se

precisar estagnar para resolver algo.

Momento mais propício para falar sobre costumes e desvendar pensamentos com quem se

relaciona. Atente-se ao jeito de se expor.

Tenha atenção dobrada com assuntos financeiros e despesas, principalmente para evitar as

desnecessárias.

Com a Lua em seu signo, estará mais sentimental do que de costume. Sua vontade para

esclarecer assuntos do passado será mais intensa.

Período para não sobrecarregar energias físicas e emocionais. Dose o tempo para solucionar os assuntos

com ponderação e sem alardes.

Com a Lua em seu signo oposto, Câncer, a compreensão dos pensamentos divergentes

dos seus será um exercício diante das convivências.

Estar atento às informações será essencial para não cometer equívocos ou precipitar decisões

que envolvam negócios ou parcerias.

Há propensões para mudar procedimentos com algum projeto que não apresenta o

resultado desejado. Pondere antes de decisões.

O contato com vivências sociais diferentes está favorecido e tende a marcar bons

momentos que amenizem desgastes.

Momento importante para conversas sobre objetivos em comum na relação e para descobrir

afinidades se estiver em alguma paquera.

Procure ponderar o quanto compensa envolver-se com responsabilidades ou mudar

planos, seja sozinho ou junto às relações.

Mais envolvimento com atividades culturais, estudos e viagens são tendências a marcar

seu dia. Poderá repensar planos nestes temas.

Para falar com a redação: [email protected] também no Facebook: www.facebook.com/metrojornal

www.metrojornal.com.br

Acesse metrojornal.com.br e confira as reportagens em andamento que estão na área “Faça o Metro de Amanhã” na nossa página inicial. 

Aqui, você irá além dos comentários. Sua participação vai nos ajudar no desenvolvimento de reportagens que também serão publicadas – com a sua assinatura – na versão impressa do Metro.

VOCÊ JÁ VISITOU O SITE DO METRO HOJE? 

Horóscopo Está escrito nas estrelas www.estrelaguia.com.br

Às vezes recuar um passo ajuda

Os invasores

Cruzadas

Sudoku

Soluções

Leitor fala

Ariano SuassunaO Brasil está de luto e chora com a perda inestimável do escritor, poeta e drama-turgo Ariano Suassuna, conforme relatou ontem o Metro Jornal na reportagem “Suassuna morre aos 87 anos”. Ele dei-xa seu nome marcado na cultura brasilei-ra, em especial no teatro e na literatura, pois por onde passava ensinava formas de arte para o público, já que era profun-do conhecedor da riqueza da cultura de nosso país. Seu jeito engraçado, esperto e interessante com certeza será lembrado por décadas e principalmente seus perso-nagens João Grilo e Chicó, de ‘O alto da compadecida’ que é uma lenda e um dos filmes brasileiros mais marcantes.DENIS SANTOS - SÃO PAULO, SP

RacionamentoDepois do Sistema Cantareira, a preocupação chega no Alto Tietê, conforme o Metro Jornal mostrou na reportagem “Sabesp utiliza avião para fazer chover no Alto Tietê”. As-sim não dá para acreditar que a cri-se é só por falta de chuva. ARTHUR VIEIRA - SÃO PAULO, SP

4 filés de truta com pele Tempero:

Pimenta do reino moída e sal a gosto Outros ingredientes:

1 xícara (chá) de manteiga clarificada (ou ghee)

½ colher (café) defarinha de trigo

1 xícara (chá) de uva tipo

thompson cortadas ao meio ½ xícara (chá) de vinho

branco seco Purê de batata com limão:

3 batatas cozidas e espremidas ainda quente

1 colher (sopa) de manteiga ½ colher (café) de sal Suco de 2 limões

(siciliano ou thaiti)

INGREDIENTES

Modo de Preparo:Para o purê derreta a manteiga em uma panela, coloque as ba-tatas, misture e acrescente aos poucos o suco de limão até que fique com um azedinho que você aprove. Por fim acerte o sal e reserve aquecido. Tempere os filés com sal, pimenta e frite na manteiga clarificada. Retire com delicadeza os filés e na mesma panela polvilhe a farinha, doure um pouco, coloque as amên-doas e depois de dourar acrescente as uvas e o vinho branco pa-ra deglacear. Acerte o sal , a pimenta e sirva sobre os filés e acompanhando purê de batatas.

Receita Minuto

DANIEL [email protected]

TRUTA CHIC

Daniel Bork apresenta o programa Dia Dia de segunda a sexta às 9h, na Band

Page 27: 20140725_br_metro sao paulo
Page 28: 20140725_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 25 DE JULHO DE 2014www.metrojornal.com.br |28| BELEZA

PLUS+

Hidratação

RostoNa hora de lavar a face, o ideal é sempre optar pelo uso de água morna, além

de hidratá-la somente com cremes nutritivos com fator de proteção

solar 30.

As estações mais frias do ano são ideais para trata-mentos de corpo e pele. Agora, no inverno, a procu-ra por tratamentos estéticos aumenta, pois o clima mais frio da estação proporcio-na rapidez na recuperação da pele e um pós-operatório mais confortável.

“Esta época do ano é ideal principalmente para os tra-tamentos que precisam de uma ‘ação’ mais profunda, como lasers para rejuvenes-cimento facial”, diz o derma-tologista João Carlos Pereira, fundador e membro da So-ciedade Brasileira de Laser.

No outono, também há a redução dos riscos de apare-cimento de manchas e ou-tros efeitos indesejados por causa da menor exposição aos raios solares. “Com o fi-nal do verão, quem abusou do sol ou deixou de tomar os cuidados normais deve procurar um dermatologis-ta para avaliar os possíveis danos e aproveitar a época do outono para fazer o tra-tamento adequado”, expli-ca a dermatologista Daniela Landim, membro da Socie-dade Brasileira de Laser.

Os procedimentos mais comuns feitos nesta época são destinados ao tratamen-to de rugas, flacidez, celuli-te, estrias e manchas.

Cuidados com a peleGeralmente, o inverno tem baixa umidade do ar e vento frio, que pode aumentar a chance de o tecido cutâneo ressecar e apresentar cocei-ras e rachaduras. Por isso, alguns cuidados com a pe-le são essenciais nesta épo-ca do ano. O filtro solar não deve ser esquecido, mesmo com o sol menos forte.

Durante o banho, ou-tra dica é não esfregar a pe-le com buchas e até mesmo com toalhas para que evi-tar que a camada de prote-ção natural da derme seja removida.

Também é importante be-ber muita água para poten-cializar a hidratação cutânea e devolver o brilho natural da pele. “Hidratação com cremes e séruns também são essenciais, para afastar qual-quer ressecamento”, explica Daniela Landim. METRO

Estética. Clima mais frio do inverno ajuda na recuperação da pele. Procedimentos mais comuns são direcionados para tratar rugas, flacidez e manchas

Frio é ideal para tratamentos estéticos

Envelhecimento intenso, com rugas profundas

Uma ou duas sessões

Após quatro meses

Feixes de raios fracionados de laser de CO2 deixam intensa energia na pele, removendo as manchas solares. Além de renovar a epiderme, os raios do laser prometem estimular intensamente a formação de um colágeno novo

Melanose solar

Normalmente uma sessão

30 dias

Os raios do laser atuam diretamente nos pigmentos de melanina agrupados em cada mancha, prometendo uma verdadeira pulverização, inclusive das tatuagens indesejadas

Celulite

Através de rolos, o aparelho realiza uma sucção com massagem que estimula a circulação da pele. Associado a isso, emite ondas de radiofrequência e infravermelho que promovem um aquecimento da derme profunda com efeito lipolítico e de estímulo de colágeno e elastina, que conferem firmeza à pele. Além de estimular o metabolismo celular, promete reduzir a gordura

Oito sessões. Duas por semana por 30 dias ou uma por semana durante 60 dias

Redução da celulite

Estrias

Múltiplos raios luminosos do laser penetram na pele reparando o rompimento das fibras colágenas e elásticas, estimulando a síntese e remodelando o colágeno

De três a cinco sessões

Após a primeira sessão, já se observa 30% de melhora das estrias e, a promessa é de que o resultado alcance entre 80% e 100%

Gordura localizada

Emite um ultrassom concentrado de alta intensidade capaz de aquecer profundamente a área tratada. Esse calor não só destrói os nódulos de gordura, que são absorvidos pelo sistema linfático, promete o favorecimento da produção de colágeno, dando mais firmeza à pele e combatendo a flacidez que pode aparecer com a redução dos excessos

Reduz entre 2,5 e 4 cm de cintura em uma única sessão

O resultado aparece duas semanas após o tratamento

Flacidez cutânea: abdômen, coxas, braços e seios, flacidez abdominal pós-parto e celulite

Por meio de ondas da radiofrequência monopolar que esquentam as camadas mais profundas da pele e um sistema de resfriamento que atua imediatamente após o aquecimento. A expectativa é de que esse choque térmico estimule a formação de um colágeno novo, além de reestruturar o existente

Uma sessão, que pode ser repetida a cada quatro meses para manutenção dos resultados

Promessa de pele mais firme com mais tônus

Rugas e flacidez cutânea a partir dos 35 anos

A tecnologia funciona à base de ultrassom. Por meio de uma ponteira, o aparelho aquece as camadas mais profundas da pele, incluindo o tecido muscular, estimulando a produção de colágeno e de elastina

Uma sessão, que pode ser repetida anualmente para manutenção dos resultados

Aparece depois de dez semanas. A promessa é de pele mais firme, com mais tônus e desaparecimento de rugas finas

INDICAÇÃO

COMOAGE

QUANTAS SESSÕESSÃO NECESSÁRIAS

RESULTADOFINAL

ULTRAPULSE ACTIVE (CO2) RUBI LASER

VELASHAPE

FRAXEL DUAL

LIPOSONIX

THERMAGE

ULTHERAPY

INFOGRAFIA: ANDERSON CATTAI

Page 29: 20140725_br_metro sao paulo

Pensar em valores, quando o assunto é uma viagem para Cuba, não é o mais impor-tante, uma vez que o dinhei-ro não compra a experiência de ser confundido com um cubano entre os turistas que visitam o país caribenho.

O dinheiro é determinan-te para ver shows exclusivos, como no Cabaret Parisiense, no Hotel Nacional de Hava-na; mas não ajuda a expe-rimentar a real situação de vida dos cubanos.

Se passar por cubano per-mite desfrutar dos descontos que os turistas não têm aces-so. “Você só precisa dizer que nasceu em Cuba, mas que sempre morou no Peru. Não terá o sotaque cubano, mas pode garantir a aparên-cia”, me recomendou rin-do Yunior, um engenheiro agrônomo da Universidade de Havana, que atualmen-te se dedica a oferecer pas-seios turísticos de bicicleta por Havana Vieja, declarada patrimônio da humanidade pela UNESCO, em 1982.

O conselho é útil, por exemplo, na hora de exigir tarifa de uma corrida de táxi, que não deve custar mais do que 1 CUC (R$ 2), a moeda tu-rística, por quilômetro.

Outra opção, são os táxis coletivos; apesar das agências de turismo não recomenda-rem. Sai caro para o cubano, que recebe o salário em pesos cubanos o CUP, moeda exclu-siva para quem mora na ilha, que vale a quarta parte do peso conversível.

Além da economia no

transporte, se passar por cubano faz com que a via-gem traga revelações, mui-to diferente de quem viaja em grupos turísticos.

Por exemplo, o restau-rante-bar La Bodeguita del Medio é conhecido como uma das grandes atrações turísticas de Havana. Inau-gurado em 26 de abril de 1950, o local expõe autó-grafos de personalidades como Errol Flynn e Ernest Hemingway. Além de servir pratos típicos, o mojito, um

coquetel a base de rum, é sua especialidade.

Entretanto, ao lado do Museu do Rum, o bar Dos Hermanos apresenta uma variada carta de bebidas cuba-

nas. O lugar foi aprovado por Federico García Lorca, Marlon Brando e, novamente, Ernest Hemingway. Para mim, o mo-jito do Dos Hermanos é muito superior ao do La Bodeguita

del Medio.Um guia da empresa Ha-

banatur me disse algo certo sobre a vida cotidiana em seu país: “Cuba é como a poesia: bela e incompreen-sível”. De fato, é uma gran-de experiência explorar a ilha a pé, durante alguns dias, como fazem os cuba-nos para conseguir com-preender o que disse o guia.

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 25 DE JULHO DE 2014www.metrojornal.com.br {TURISMO} |29|◊◊

Dicas turísticas

Quem vai para Cuba:

• Não leve dólares, apenas euros. O câmbio da moeda norte-americana tem ágio de 10%.

• Guarde 25 CUC (R$66) para a taxa de saída do aeroporto

• É permitido sair do país com até 50 charutos e três garrafas de rum por pessoa sem nota.

• Só troque dinheiro em casas de câmbio CADECA.

CONHEÇACUBA

Como passar uns dias na ilha. desfrutando da comodidade de ser turista e também experimentar a rotina das ruas

CUBACOMO UM CUBANO

ANDRÉSUAREZ METRO INTERNACIONAL

Cubanas com trajes típicos, prontas para posar com turistas

FOTO

S: A

NDR

É SU

ÁREZ

Page 30: 20140725_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 25 DE JULHO DE 2014www.metrojornal.com.br |30| {ESPORTE}

3ESPORTE

O futuro presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, reve-lou que Dunga foi escolhido para substituir Luiz Felipe Scolari no comando da Se-leção Brasileira por “pena”. De acordo com o dirigente, que vai assumir a presidên-cia da entidade em abril do ano que vem, o novo trei-nador foi muito “humilha-do” na primeira passagem à frente do time nacional, en-tre 2006 e 2010.

“Ele [Dunga] foi muito humilhado. Tem experiên-cia em Seleção Brasileira, é disciplinador e motivador acima de tudo. O [José Ma-ria, presidente da CBF] Ma-rin fez essa avaliação e con-cluiu que ele tinha feito um bom trabalho em 2010. Aí está a razão de o Marin ter definido o retorno”, afir-mou Del Nero, em entrevis-ta ao portal “UOL”.

E, pela fala do futu-ro mandatário, Dunga não veio apenas pela chance de reparação ou por ser falta de opção no mercado brasilei-ro. A campanha do gaúcho entre 2006 e 2010 – 42 vitó-rias, 12 empates e seis der-rotas – é considerada muito boa pela cúpula da entida-

de, apesar da eliminação na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, nas quartas de final após a derrota para a Seleção da Holanda.

“O que pesou a favor do Dunga foi o fato de ele ter sido técnico da Seleção em 2010 e ter feito um belíssi-mo trabalho. Isso foi funda-mental. Se ele tivesse conti-nuado, talvez a história do futebol brasileiro fosse ou-tra hoje.”

Sem ônusDefinido como primeiro au-xiliar-técnico pontual da Se-leção, o ex-volante Mauro Silva não será remunerado. O ex-jogador exercerá o fun-ção nos jogos do Brasil nos EUA, em setembro. METRO

Novo técnico. Presidente eleito da CBF, Marco Polo Del Nero, afirma que escolha de Dunga foi para ‘reparar dano’ de 2010. Treinador estreia em setembro no comando da equipe

Dunga chega com apoio do presidente Marin | RAFAEL RIBEIRO/CBF

Dunga retornou à Seleção por ‘pena’

“Dunga foi muito humilhado [em 2010].

O Marin concluiu que ele tinha feito um bom trabalho. Aí está a razão de ter definido o retorno” MARCO POLO DEL NERO, AO “UOL”

Alemanha quer sediar Copa-2018Que a Rússia será a sede da Copa do Mundo de 2018, es-tá definido pela Fifa desde dezembro 2010. Mas a Ale-manha, vencedora da edi-ção deste ano do torneio, quer mudar os planos e se-diar o Mundial que aconte-cerá daqui a quatro anos. O motivo é o conflito entre russos e ucranianos.

“Se observa com uma grande preocupação es-sa crise política na Rússia, o que não era previsível quando a decisão foi toma-da em dezembro de 2010”, afirmou o presidente da Fe-deração Alemã de Futebol, Wolfgang Niersbach, em en-trevista ao jornal “Bild”.

“Naturalmente a Alema-nha seria, como campeã mundial, a alternativa ade-quada para celebrar o Mun-dial. Seria melhor fazer a Copa em cooperação com a Polônia e com a Ucrânia,

que também têm estádios de futebol modernos”, com-pletou o dirigente.

A Alemanha foi a sede da Copa de 2006 e teria, por is-so, toda a logística prepara-da para receber o Mundial. No entanto, caso a Fifa re-solva mudar a sede, é pouco provável que os germânicos sejam escolhidos. A entida-de máxima do futebol tem como política fazer um re-vezamento de sedes.

Por esse motivo, ficou definido que o Mundial de 2018 aconteceria na Euro-pa. A última vez em que o continente recebeu uma edição do torneio foi justa-mente em 2006. Os russos bateram as candidaturas da Inglaterra, Bélgica/Holan-da e Espanha/Portugal para o torneio de 2018. Destes, apenas ingleses, em 1966, e espanhóis, em 1982, sedia-ram o torneio. METROPresidente da Federação Alemã quer Copa | ALEXANDRE SCHNEIDER/GETTY IMAGES

Novo julgamento

Luis SuárezO atacante do Barcelona e da Seleção Uruguaia

pode ter a pena imposta pela Fifa – quatro meses de banimento do futebol

por ter mordido o italiano Chiellini durante

a Copa do Mundo – reduzida. O caso de

Suárez será julgado pela Corte Arbitral do Esporte entre os dias 11 e 12 de agosto. Enquanto isso, ele segue sem poder

treinar e não pode sequer ser apresentado como reforço pelo Barcelona.

Ucrânia

Fred é o primeiro brasileiro a voltar para o Shakhtar

O meia Fred foi o pri-meiro dos cinco brasi-leiros “desaparecidos” a retornar ao Shakh-tar Donetsk, da Ucrânia. O ex-jogador do Inter-nacional se reapresen-tou ontem ao time, que aguarda o lateral Ismaily nos próximos dias.

No sábado, a dupla mais os atacantes Denti-nho e Douglas Costas, o meia Alex Teixeira e o ar-gentino Facundo Ferreyra não retornaram à Ucrânia depois de um amistoso contra o Lyon, na França. Eles alegaram falta de se-gurança. METRO

Estados Unidos

Inglês Lampard chega ao New York City FC

O veterano meia inglês Frank Lampard, ex-Chel-sea, foi apresentado on-tem no New York City FC, time que vai estrear na liga norte-americana no ano que vem.

O jogador de 36 anos será companheiro de ti-me do espanhol David Villa. METRO

Espanha

Real fecha com goleiro NavasDepois de contratar os meio-campistas To-ni Kroos e James Ro-dríguez, destaques na última Copa, o clube es-panhol acertou com o goleiro Keylor Navas, que brilhou no Mundial com a Costa Rica.

Segundo o jornal “As”, o Real pagará R$ 30 milhões ao Levante. O negócio ainda não foi oficializado. METRO

Japão

Mexicano é o novo treinadorO mexicano Javier Aguirre, que treinou a seleção de seu país na Copa do Mundo, foi confirmado ontem co-mo novo técnico da Se-leção Japonesa. Ele vai substituir o italiano Al-berto Zaccheroni.

Ele venceu a disputa com Tite, que chegou a negociar. METRO

Page 31: 20140725_br_metro sao paulo
Page 32: 20140725_br_metro sao paulo
Page 33: 20140725_br_metro sao paulo
Page 34: 20140725_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 25 DE JULHO DE 2014www.metrojornal.com.br |34| {ESPORTE}

Diz a máxima do futebol que, em clássicos, as forças se equiparam e o favoritis-mo é deixado de lado. Quan-do o assunto é Corinthians x Palmeiras, então, o ditado já foi comprovado em diver-sas ocasiões. Domingo, às 16h, as equipes entram em campo pela 12a rodada do Campeonato Brasileiro para medir forças e reviver toda a tradição do dérbi.

Naquele que marca o pri-meiro clássico do Itaquerão, os donos da casa chegam como favoritos. Na vice-li-derança da competição na-cional, com 20 pontos, o Corinthians tem a missão de “caçar” o líder Cruzeiro e, para isso, precisa vencer o arquirrival. Além disso, nem passa pela cabeça dos alvinegros saírem derrota-dos logo na estreia da arena em clássicos.

“Já fizemos um bom duelo no Campeonato Pau-lista, vínhamos num mo-mento muito difícil. Hoje as equipes estão totalmen-te mudadas, e a intenção do Corinthians vai ser bus-car uma vitória com a mes-ma vontade que temos com os outros adversários”, de-clarou o técnico Mano Me-nezes, que tem observado o rival de domingo: “Tenho

acompanhado o Palmeiras, a chegada do Ricardo Gare-ca [técnico alviverde] com filosofia um pouco diferen-te, com uma maneira de montar a equipe um pouco diferente. Espero que faça-mos um bom jogo.”

Para o duelo, porém, o treinador não poderá con-tar com o meia Jadson, sus-penso. No seu lugar estará Renato Augusto.

No lado alviverde, a si-tuação na tabela de classi-ficação não é tão confortá-vel como no rival: o Verdão ocupa apenas a 12a posição, com 13 pontos. Mas isso não significa que o clube não acredite que possa estragar a festa corintiana.

Gareca até mandou um recado para sua torcida: “Sei da importância que esse jo-go representa para a torcida e para a instituição. A torci-da pode ficar tranquila que estaremos preparados para a partida. É difícil, mas estare-mos prontos.”

Pronto e sem o zagueiro Lúcio, que sofreu uma fratu-ra no rosto no duelo contra o Cruzeiro, na última roda-da do nacional.

Domingo. Corinthians e Palmeiras se enfrentam no primeiro clássico do Itaquerão. Técnicos mostram otimismo para a partida

Ricardo Gareca busca a vitória para ganhar confiança | CESAR GRECO/FOTOARENA Mano Menezes quer vitória para embalar | MARCELO MACHADO DE MELO/FOTOARENA

Que venha o clássico

“Sei da importância que esse jogo representa. Mas a torcida do Palmeiras pode ficar tranquila que estaremos preparados para a partida” RICARDO GARECA, TÉCNICO DO PALMEIRAS

“Já fizemos um bom clássico no Paulista, vínhamos num momento difícil. Hoje as equipes estão mudadas, e o Corinthians vai buscar a vitória” MANO MENEZES, TÉCNICO DO CORINTHIANS

WILSONDELL’ISOLA METRO SÃO PAULO

Contratado na quarta-feira, Vanderlei Luxemburgo foi apresentado como técnico do Flamengo ontem, no Ni-nho do Urubu, pela quarta vez na carreira. O treinador de 62 anos já comandou o rubro-negro em 1991, 1995 e, na sua última passagem, entre 2010 e 2012.

“Não dá para esperar. É criar uma expectativa boa e trabalhar. Temos de ter um comprometimento e um sacrifício maior. Falam que o elenco é fraco, mas a resposta vem nos 90 mi-nutos. Quando o Flamen-go ganhou a Copa do Brasil ou o Carioca, outras equipes eram fadadas a conquistar”, disse Luxemburgo, referin-do-se ao fato de o time es-tar na lanterna do Campeo-nato Brasileiro, com apenas 7 pontos em 33 disputados.

“Daqui para frente, os

jogadores têm de entender que faltam 27 rodadas e pre-cisamos pensar em alguma coisa boa”, afirmou.

Luxa estava sem clube des-de que deixou o Fluminense na zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro em novembro do ano passado.

“Quando um profissio-

nal é chamado para treinar o Flamengo, não é convite, é convocação. Todo mundo sabe que sou rubro-negro. Profissionalmente, é uma oportunidade muito boa. Passei um período com a fa-mília, viajando, conversan-do com pessoas no futebol fora do Brasil, na Copa tra-

balhei como comentarista, e agora voltei para o merca-do”, disse Luxemburgo.

A primeira missão do no-vo treinador é voltar a ven-cer, coisa que o Flamen-go não faz desde o dia 4 de maio, quando derrotou o Palmeiras por 4 a 2, no Ma-racanã, pela terceira roda-da do Brasileiro. O rubro--negro tem a pior defesa da competição, com 19 gols. O primeiro desafio de Luxem-burgo é clássico contra o Bo-tafogo, domingo, às 18h30, no Maracanã. METRO RIO

Luxemburgo volta ao Fla pela quarta vez na carreira | GILVAN DE SOUZA/FLA IMAGEM

Luxa: ‘Vem coisa boa por aí’“Falam que o elenco é fraco, mas a resposta vem nos 90 minutos. O momento é de trabalho e comprometimento”VANDERLEI LUXEMBURGO

Ronaldinho não deve ficar no Galo| BRUNO CANTINI/ATLÉTICO MINEIRO

“Essa parceria deu muito certo! O Galo vai estar sempre no meu coração!” RONALDINHO GAÚCHO, VIA TWITTER

A conquista da Recopa Sul--Americana, que veio com a vitória por 4 a 3 sobre o Lanús (ARG), quarta-feira, pode ter marcado a despe-dida de Ronaldinho Gaú-cho do Atlético-MG. Em meio a especulações so-bre seu futuro, o meia de 34 anos postou em seu per-fil do Twitter uma mensa-gem em tom de despedi-da aos torcedores do clube mineiro.

“Essa parceria deu mui-to certo! Galo vai estar sempre no meu coração!”, escreveu o jogador, que tem sido especulado na lis-ta de reforços do Flumi-nense e do argentino Boca Juniors. METRO

Atlético-MG. Ronaldinho fala em tom de despedida

Page 35: 20140725_br_metro sao paulo
Page 36: 20140725_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 25 DE JULHO DE 2014www.metrojornal.com.br |36| {ESPORTE}

A estreia de Kaká na segun-da passagem pelo São Paulo deve mesmo acontecer no domingo, contra o Goiás, no Serra Dourada, pela 12ª ro-dada do Campeonato Brasi-leiro. O camisa 8 treinou on-tem como titular e, ao que tudo indica, está confirma-do para o duelo.

Kaká tomou a vaga de Os-valdo. Durante o treinamen-to, o ex-jogador do Milan alternou as funções de ar-mador – dividindo com Pau-lo Henrique Ganso – e ata-cante pelo lado esquerdo.

Inicialmente, a estreia do camisa 8 estava previs-ta para o jogo contra a Cha-pecoense, no último dia 19. Depois, o planejamen-to foi alterado para o dia 2 de agosto, diante do Criciú-ma, no Morumbi. Mas ele

foi bem nos treinamentos e o Orlando City, clube que detém os direitos do atleta de 32 anos, já o liberou para estrear no São Paulo.

Outra novidade é o za-gueiro Rafael Toloi. Após ser emprestado à Roma, da Itá-lia, ele retornou ao Tricolor e deve ser o companheiro de Antonio Carlos na defe-sa. Assim, Rodrigo Caio vol-ta a jogar como volante.

Jogo em RibeirãoO Bragantino definiu ontem que enfrentará o São Paulo, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, no estádio Santa Cruz, em Ri-beirão Preto. O motivo da troca é a possibilidade de aumentar a arrecadação.

O jogo acontece na quar-ta-feira, às 22h. METRO

Agora sim. Camisa 8 treina como titular antes do duelo contra o Goiás, no domingo

Kaká voltará a fazer um jogo oficial pelo São Paulo neste domingo | MOISES NASCIMENTO/AGIF/FOLHAPRESS

Kaká deve estrear no Tricolor no domingo

Referência dentro de cam-po e capitão do Fluminen-se, Fred voltou ao tra-balho ontem após folga recebida ao término da Copa do Mundo. E, se ele foi alvo de muitas críticas após a eliminação da Se-leção Brasileira, nas La-ranjeiras ele foi recebido com muita festa.

Atencioso e sorridente, o centroavante cumprimen-tou as crianças depois de conversar com alguns fun-cionários do clube e foi pa-ra o campo de treinamento.

Apesar de ter participa-do do treino, Fred não será relacionado para a partida deste domingo, às 16h, con-tra o Atlético-PR, na Arena da Baixada, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A tendência é que o ar-tilheiro seja utilizado ape-nas no confronto diante do Goiás, no dia 3 de agosto, no Maracanã. METRO

Que diferença. Fred é festejado no seu retorno ao Fluminense

Fred parou para atender as crianças | WAGNER MEIER/AGIF/FOLHAPRESS

Peixe pede para não jogar às quintas

Zinho afirma que Santos está sendo prejudicado | DIVULGAÇÃO

A diretoria do Santos enca-minhou ontem à CBF um dossiê solicitando não jogar mais às quinta-feiras. O clu-be alega que está sendo pre-judicado em relação aos ri-vais – segundo o clube, há menos tempo de descanso para os atletas.

“Nosso departamento de fisiologia apresentou um es-tudo de todas as rodadas em que atuamos quinta e do-mingo contra adversários

que jogaram quarta e do-mingos. Foi o caso do Flu-minense [que derrotou o Santos por 1 a 0 na rodada passada]”, afirmou o geren-te de futebol Zinho.

“Isso dá uma diferença ao longo do campeonato. São 38 rodadas, nós já tive-mos 12, e ainda tem a Copa do Brasil. Esse estudo foi en-tregue à CBF, eles foram re-ceptivos conosco e ficaram de ver isso e rever alguns

jogos. Contamos com isso”, completou o gerente do al-vinegro praiano.

A situação vai se repe-tir na próxima semana. Na quinta-feira, o Peixe vai en-frentar o Londrina, no está-dio do Café, no Paraná, pe-la terceira fase da Copa do Brasil. E no domingo, o San-tos terá o Internacional pela frente, em Porto Alegre, pe-la 13ª rodada do Campeona-to Brasileiro. METRO

Cesar Cielo volta às piscinas curtas Campeão olímpico e tri mundial dos 50m livre, Cesar Cielo voltará a na-dar em piscina curta (25m) após dois anos. Ho-je e amanhã, o nadador disputará o Campeona-to Metropolitano, em Belo Horizonte (MG). A ideia é aprimorar o desempenho nesse tipo de prova para conseguir avançar na sele-tiva e seguir para o Mun-dial de Doha, no Qatar, em dezembro. METRO

Jade Barbosa volta ao FlamengoA ginasta Jade Barbosa retornou ao Flamengo. E foi a própria atleta quem anunciou, via Instagram, o acerto com clube que a dispensou em março do ano passado, quando a modalidade foi extinta.

“Onde quer que eu vá, no meu coração o Flamengo vai sempre es-tar. Obrigado por sem-pre acreditar em mim. Estou de volta!”, escre-veu Jade. METRO

Ginástica Natação

Apesar de ter abandona-do as duas últimas provas – Silverstone e Hockenheim – Felipe Massa ainda de-monstra confiança em bons resultados da Williams nes-ta temporada. Para o brasi-leiro, os carros da equipe vêm mostrando evolução no decorrer das corridas e está pronta para obter gran-des conquistas.

“Eu sinto a Williams to-talmente pronta para voltar a brigar por vitória ou até

por campeonatos”, disse o piloto, em entrevista coleti-va realizada ontem em Bu-dapeste, na Hungria, onde acontece a prova deste do-mingo, às 9h.

“A evolução que esta-mos mostrando neste ano mostra que o trabalho está sendo bem feito. O desen-volvimento do carro tam-bém está sendo bom e isso é muito positivo. Podemos melhorar ainda mais”, avi-sou o brasileiro. METRO Massa diz que equipe ainda pode melhorar este ano | MARK THOMPSON/GETTY IMAGES

Massa. ‘Williams está pronta para as vitórias’