20140625_br_metro sao paulo

24

Click here to load reader

Upload: metro-brazil

Post on 08-Apr-2016

232 views

Category:

Documents


2 download

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

Page 1: 20140625_br_metro sao paulo

www.metrojornal.com.br | [email protected] | www.facebook.com/metrojornal | @jornal_metro

MÍN: 15°CMÁX: 27°C

SÃO PAULO Quarta-feira, 25 de junho de 2014Edição nº 1.820, ano 8

sunny

hazy

snow rain partly sunny

cloudy sleet thunder part sunny/showers

showers

thunder showers

windy

RECI

CLE

A IN

FORM

AÇÃO

: PAS

SE

ESTE

JORN

AL P

ARA

OUT

RO LE

ITO

R MTST pressiona, mas Câmara não vota planoMilitantes acampam em frente ao Legislativo; ausência da base aliada do PT impede início de votação PÁG. 03

Geração de emprego em maio despencaCom 59 mil vagas com carteira assinada criadas, este é o pior resultado para o mês registrado em 22 anos PÁG. 08

COM UNHAS E DENTESNa raça. Em jogo com expulsão e mordida,

Uruguai avança ao fazer 1 a 0 na Itália e agora pega a surpreendente Colômbia

Arrideverci! Assim como em 2010, italianos são eliminados na 1ª fase. Para Buffon, Azzurra ficou

devendo na Copa; técnico pede demissão PÁG. 20

MUNDO CANIBALEm disputa na área italiana, Chiellini diz ter sido mordido por Suárez, que, cara de pau, se queixa de dor nos dentes... O juiz não marcou nada, mas o uruguaio corre risco de ser suspenso na Copa

Em vez de beijinho, Suárez mandou uma

‘mordidinha’ no ombro do zagueiro italiano

CHAVES NA IGNIÇÃO

FIEL À SÉRIE MEXICANA, GAME CHEGA PARA PS3 E XBOX 360 PÁG. 14

O zagueiro Godín comemora com a torcida em Natal o gol da classificação, marcado aos 36 min do segundo tempo

CARL

OS B

ARRI

A/RE

UTER

S

TONY GENTILE/REUTERS YVES HERMAN/REUTERS TONY GENTILE/REUTERS

TONY GENTILE/REUTERS

ONTEM HOJE

0 1Itália Uruguai

Argentina

Irã

Suíça

França

ItáliaNigéria

Bósnia

Honduras

Equador

UruguaiArgentina

Irã

Suíça

França

13H, PORTO ALEGRE

13H, SALVADOR

17H, MANAUS

17H, RIO DE JANEIRO

x xxxx

xxx

0 0Inglaterra

Costa Rica Inglaterra

Costa Rica 21

14

Grécia

Japão

Costa do Marfim

Colômbia

Grécia

Japão

Costa do Marfim

Colômbia

Nigéria

Bósnia

Honduras

Equador

Classificados

Page 2: 20140625_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUARTA-FEIRA, 25 DE JUNHO DE 2014www.metrojornal.com.br |02| {FOCO}

1FOCO

O sistema Cantareira, res-ponsável pelo abasteci-mento de 8,4 milhões de pessoas na região metro-politana, segue em queda, mesmo com a utilização do ‘volume morto’ das repre-sas desde o dia 16 de maio.

Em um mês e meio, o índice de armazenamen-to registrou queda de cin-co pontos percentuais, pas-sando de 26,7% para 21,7%, marca registrada ontem. Sem os 200 bilhões de li-tros de água dessa reser-va técnica, o Cantarei-ra teria hoje 8,2% de sua capacidade.

No último relatório di-vulgado, o grupo técni-co criado pela ANA (Agên-cia Nacional de Águas) e pelo DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétri-ca) aponta que o volume de água das chuvas que entrou nas represas até o dia 13 foi

de 8,62 metros cúbicos por segundo, o que equivale a apenas 27,6% da média his-tórica prevista para o perío-do, que é de 31,27 metros cúbicos por segundo.

Neste mesmo período, alerta o documento, o volu-me de água retirada do siste-ma foi de 22,27 metros cúbi-cos por segundo.

O grupo orienta a Sabesp a planejar suas ações levan-do em consideração que, em curto prazo, a vazão média de água no Cantarei-ra fique em até 50% das mí-nimas históricas. Com es-se patamar, a previsão é de

que a capacidade de abaste-cimento, mesmo com o ‘vo-lume morto’, chegue ao fim em outubro deste ano.

Mesmo com esse cená-rio, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) segue afir-mando que não haverá ro-dízio na região metropolita-na. A aposta é de que a água existente no Cantareira se-ja suficiente para chegar ao período das chuvas, em novembro.

Alto Tietê A luz de alerta também já acendeu para o sistema Al-to Tietê, cuja água vem sen-do utilizada, desde março deste ano, para compen-sar o déficit do Cantareira. Em três meses, o índice de armazenamento caiu 11,2 pontos percentuais, pas-sando de 38,3% para 27,1%. O Alto Tietê abastece 4 mi-lhões de pessoas. METRO

Abastecimento. Em um mês e meio, sistema Cantareira acumula queda de cinco pontos percentuais e chega a 21,7%. Agência Nacional de águas e DAEE pedem para Sabesp adotar plano levando em conta cenário crítico

Nível das represas de SP permanece em queda

8,4 milhõesé o número de consumidores atendidos pelo sistema Cantareira na região metropolitana.

O jornal Metro circula em 24 países e tem alcance diário superior a 20 milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda a sexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Santos, Campinas e Grande Vitória, somando 510 mil exemplares diários.

Editado e distribuído por Metro Jornal S/A. Endereço: Avenida Rebouças, 1585, Pinheiros, CEP 05401-909, São Paulo, SP, Brasil. Tel.: 3528-8500. O jornal Metro é impresso na Plural Editora e Gráfica Ltda.

EXPEDIENTEMetro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini (MTB: 70.145) Editor Chefe: Luiz Rivoiro (MTB: 21.162). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo ScappiniDiretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Tecnologia e Operações: Luiz Mendes JuniorGerente Executivo: Ricardo Adamo Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso

Metro São Paulo. Editores-Executivos: Ariel Kostman e Lara De Novelli (MTB: 31.369) Editor de Arte: Tiago Galvão. Gerentes Comerciais: Tânia Biagio e Elizabeth Silva

FALE COM A REDAÇÃ[email protected]/3528-8522

COMERCIAL: 011/3528-8549

Filiado ao

VOX POPULI O que você achou do código QR?

“Eu não sabia desse novo serviço. Tenho smartphone e achei bem interessante a ideia. Eu ainda não tenho o aplicativo que faz a leitura da imagem, mas vou baixar e testar.”

TELEOPERADORA ANA KELLY, DE 33 ANOS

“Eu acho que não vai dar certo porque os ônibus sempre passam na hora errada. Já uso um aplicativo para saber a hora em que os ônibus vão passar e os horários nunca batem.”

AUTÔNOMO SÍLVIO RUIZ, DE 29 ANOS

SP ganha código que informa horário dos ônibus Os paulistanos ganharam ontem um novo serviço pa-ra saber o itinerário e a lo-calização em tempo real dos ônibus. A prefeitu-ra começou a colocar em pontos adesivos com có-digo QR, que indica o nú-mero, o nome e os dias em que circulam os coletivos das linhas. Com o adesi-vo, que é como um código de barras, é possível aces-sar o site “Olho Vivo”, da SPTrans, que mostra todas as informações dos ônibus da cidade.

O serviço atende a pes-soas que têm smartphone. Para usar, é preciso baixar um aplicativo de leitura de código QR, que é compa-tível com os sistemas An-droid e iOS. Após a leitura

ser feita, o link do site será indicado na tela e a pessoa poderá acessá-lo.

“A ideia é boa, mas eu não tenho smartphone e, se tivesse, teria que pedir aju-da para minha filha porque não saberia usar”, disse a

aposentada Vanilda Campa-nati, de 63 anos.

Por enquanto, os códigos QR só vão estar em pontos de ônibus das avenidas Pau-lista e 23 de Maio, na região central, e em Itaquera, na zona leste. METRO

Código QR em ponto de ônibus na avenida Paulista | ANDRÉ PORTO/METRO

00

1010

202020

30

2020202020

24/621/614/67/630/523/516/5

26,7% 25,7% 25% 24,1% 23,2% 22,3% 21,7%

SISTEMA CANTAREIRAÍndice de armazenamento com o ‘volume morto’

FONTE: SABESP FOTO: LUIS MOURA/FOLHAPRESS

LUIS MOURA/FOLHAPRESS

Dólar + 0,40%

(R$ 2,22)

Bovespa + 0,13% (54.281 pts)

Euro + 0,05%

(R$ 3,01)

Selic (11% a.a.)

Salário mínimo(R$ 724)

Cotações

Réu

9 voltas na terra

O deputado Oziel Oliveira (PDT-BA) responderá a um processo no STF (Supremo

Tribunal Federal) por desvio de recursos

públicos e fraudes em licitações. O parlamentar é acusado de usar, num único mês, combustível

suficiente para rodar 360 mil quilômetros. Ele teria cometido os

crimes na época que era prefeito da cidade de Luís Eduardo Magalhães (BA), entre 2001 e 2008. Se for condenado, Oziel poderá ficar até 17 anos preso.

Page 3: 20140625_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUARTA-FEIRA, 25 DE JUNHO DE 2014www.metrojornal.com.br {FOCO} |03|◊◊

Manifestantes do MTST bloquearam totalmente a entrada principal da Câmara Municipal na tarde de ontem | JOEL SILVA /FOLHAPRESS) Barracas foram montadas pelos sem-teto | WAGNER RODRIGUES/FOLHAPRESS

Em mais uma sessão tumul-tuada ontem na Câmara Mu-nicipal, a prometida vota-ção do Plano Diretor acabou adiada. Após duas tentativas de iniciar a discussão do tex-to, o presidente do Legisla-tivo, José Américo (PT), foi obrigado a encerrar os traba-lhos por falta de quórum.

A bancada petista, que havia prometido ao MTST (Movimento dos Trabalha-dores Sem-Teto) que o pla-no começaria a ser discuti-do ontem, foi abandonada mais uma vez pelos parti-dos que compõem a base aliada.

Claramente irritado, Américo anunciou que a votação do texto deve ocor-

rer amanhã. Em seguida, informou que iria se encon-trar com o prefeito Fernan-do Haddad (PT). Mais cedo, o prefeito já havia declara-do que é preciso um “am-biente pacifico” para apro-vação do Plano Diretor.

Do lado de fora da Câma-ra, integrantes do MTST rea-lizavam um protesto para exigir a votação do texto, e do projeto que transforma o terreno que abriga a ocu-pação Copa do Povo, em Ita-quera, em zona de interes-se social.

De acordo com a PM (Po-lícia Militar), o ato contou com a presença mil sem-te-to. A coordenação do mo-vimento diz que 9 mil pes-

soas ocuparam o viaduto Maria Paula a partir das 15h. A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) blo-queou os dois lados do via-duto até as 16h30.

Irritados com a demora para o início da sessão, os manifestantes começaram a gritar os nomes de vereado-res que, segundo eles, defen-dem o interesse do merca-

do imobiliário na Casa (leia mais abaixo). Um grupo de sem-teto, entre eles Guilher-me Boulos, líder do MTST, foi recebido por uma comis-são de parlamentares. Na saída, eles disseram que os parlamentares garantiram que o plano será votado, no máximo, até sexta. “O acor-do foi firmado e não será quebrado. Não iremos acei-

tar novo adiamento”, disse Jussara Basso, uma das coor-denadoras do movimento.

AcampamentoPara cumprir a promessa de realizar uma nova inva-são por semana até a aprova-ção do texto, integrantes do MTST ocuparam a frente da Câmara. Até as 21h, 40 barra-cas já haviam sido montadas.

Ainda na noite de on-tem, Boulos e outros líde-res do movimento foram recebidos pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB). A pauta foi o aumento de sub-sídios para a habitação po-pular e a integração do Bi-lhete Único com ônibus intermunicipais. METRO

Administração municipal. Sem-teto montam acampamento para pressionar vereadores a aprovar o texto

Sem quórum, Câmara não vota Plano Diretor

Oposição diz que PT atua em invasões Vereadores da oposição aproveitaram a sessão de ontem para denunciar a participação de militan-tes do PT nas invasões or-ganizadas pelos movi-mentos de moradia.

Segundo reportagem de ontem do Jornal da Band, a bancada do PSDB afirmou que Raimundo Bonfim, assessor da lide-rança do PT na Assem-bleia Legislativa, partici-pou de uma série de atos organizados pelos sem-te-to nos últimos meses, en-tre eles o que terminou em confronto dentro da Câmara.

Em uma página do PPS na internet, foram reproduzidas fotos de Bonfim, que se apresenta como advogado da Cen-tral de Movimentos Popu-lares, ao lado do prefeito Fernando Haddad e do vereador José Américo.

Floriano Pesaro (PSDB) diz que Raimundo é liga-do aos vereadores Nabil Bonduki e Juliana Cardo-so, ambos do PT. Eles ne-garam qualquer relação com o assessor da legen-da na Alesp. METRO

Confronto

O vereador José Police Neto (PSD) foi o alvo principal dos sem-teto durante o ato de on-tem. Segundo o líder do mo-vimento, Guilherme Boulos, o parlamentar defende os in-teresses do mercado imobiliá-rio na Casa. “Ele está emper-rando a votação. Por que esse cidadão é contra a moradia popular?”

Boulos afirmou que Po-lice recebeu R$ 400 mil em

doações de construtoras du-rante sua campanha e, ago-ra, justifica esse valor impe-dindo a votação do texto.

O vereador rebateu às acusações do líder do MTST. “Recebi uma doação lícita. Todos os valores estão à dis-posição da sociedade. Não fui o único que recebeu doações de construtoras.”

O vereador também co-locou em xeque os interes-

ses reais do MTST em re-lação ao Plano Diretor. “É estranho. Eles (MTST) são o único movimento popu-lar que ataca a Câmara Mu-nicipal. Os demais estão apoiando e colaborando com o nosso trabalho.”

Vereadores da oposição e da situação avaliaram que a postura de Boulos tem mais atrapalhado do que ajudado o debate do plano. METRO

MTST acusa vereador de defender construtoras

90é o número atual de ocupações de sem-teto na cidade, segundo a Secretaria Municipal de Habitação.

Boulos acusa vereador de paralisar votação | MARIO ANGELO/SIGMAPRESS/FOLHAPRESS

“Tenho colchão, fogão e tudo que preciso para ficar aqui acampado até a votação do Plano Diretor” GUILHERME BOULOS

Page 4: 20140625_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUARTA-FEIRA, 25 DE JUNHO DE 2014www.metrojornal.com.br |04| {FOCO}

A Defensoria Pública de São Paulo pediu à Justi-ça na noite de ontem a li-berdade provisória de Fá-bio Harano, de 26 anos, e de Rafael Lusvarghi, de 29. Os dois foram presos no fi-nal do protesto contra a Copa do Mundo, realizado anteontem na avenida Pau-lista. Segundo o secretário da Segurança Pública, Fer-nando Grella, eles foram presos pela Polícia Civil, em flagrante, por associa-ção criminosa. A pena para este tipo de crime varia de um a três anos de reclusão.

Grella disse que Harano e Lusvarghi (veja perfis ao la-do) são black blocs que esta-vam incitando outros mani-festantes contra os policiais.

“Eles estão presos por-que são os primeiros casos de black blocs detidos em flagrante por incentivar a prática de crimes. É a res-posta da lei para esses in-divíduos”, disse Grella du-rante o lançamento de um projeto que reforça a segu-rança policial nas escolas es-taduais (leia abaixo).

A advogada ativista Tatia-na Luz, que acompanhou o caso, afirmou que Lusvar-ghi não é black bloc e que ele não usava máscara du-rante o protesto.

O advogado de Hara-no, Luis Rodrigues da Sil-va, também negou que seu cliente é um black bloc. “Ele foi abordado dentro da esta-ção [do metrô Consolação] depois que o ato terminou, quando já estava indo em-

bora”, afirmou. A SSP acusa Harano de

ser o líder dos manifestan-tes. Ele foi abordado com máscaras de gás, coquetel molotov, capacete e papéis com nomes de integrantes do grupo.

Segundo a Defensoria, o pedido de libertação dos manifestantes foi entregue ao Dipo (Departamento de Inquéritos Policiais). Antes de decidir, o juiz enviou o

pedido para o MP (Ministé-rio Público) se manifestar.

Quando Lusvarghi foi de-tido, próximo da estação Consolação da linha 2-Ver-de, um grupo com cerca de 20 manifestantes tentou im-pedir a detenção. Encurrala-do, um dos policiais sacou a arma, ameaçou o grupo e deu dois tiros para o al-to. O confronto foi evitado pela Tropa de Choque, que isolou os policiais e o pro-fessor. Na noite de ontem, a SSP informou que Harano foi levado para o CDP (Cen-tro de Detenção Provisória) de Pinheiros. Lusvarghi fica-rá detido no 8o DP.

MPLO secretário afirmou ontem que a Polícia Civil vai con-duzir à força 22 integran-tes do MPL (Movimento Pas-se Livre) para depor. Eles haviam sido convidados a prestar depoimento no Deic anteontem sobre o ato do dia 19, que terminou em vandalismo. Segundo ele, o procedimento é legal e que a lei será cumprida. METRO

Copa do Mundo. Professor e estudante da USP foram detidos em flagrante em ato na Paulista, acusados de associação criminosa

Policiais detêm professor Rafael Lusvarghi | MARIO ANGELO/SIGMAPRESS/FOLHAPRESS

Defensoria pede liberdade de manifestantes presos

Ativismo na USP e contra a CopaO estudante Fábio Hide-ki Harano, de 26 anos, en-trou na Poli (Escola Poli-técnica) da USP há 4 anos, mas atualmente estuda na ECA (Escola de Comunica-ções e Artes). Ele trabalha

na universidade, como téc-nico de laboratório no Ins-tituto de Medicina Tropi-cal de São Paulo.

Engajado no ativismo de esquerda, participou de protestos contra o reitor no ano passado e já respon-de a um processo na Justi-ça por depredação de patri-mônio público. Participou de todos os atos contra a Copa. METRO

Fábio Hideki Harano

Passou por PM, Farc e Legião Estrangeira O professor de inglês e téc-nico de help desk Rafael Lusvarghi, de 29 anos, já passou pela PM de SP (en-tre 2002 e 2004) e pela Academia da PM do Pará (de 2004 à 2009).

Depois disso, se alistou na Legião Estrangeira (2010) e cursou administração de empresas na Rússia (2010 e 2014). Antes de voltar ao Brasil, ficou um mês com Farc, na Colômbia.

No dia 12 de junho, ele levou dois tiros de bala de borracha no peito em ato contra a Copa. No dia se-guinte, foi demitido dos dois empregos. METRO

Rafael Marques Lusvarghi

PMs de folga reforçarão segurança nas escolasO governador Geraldo Alck-min (PSDB) anunciou on-tem que as escolas estaduais terão reforço na segurança na volta às aulas, que acon-tece no dia 14 de julho, dois dias após o término da Copa do Mundo. Em pontos onde os índices de criminalida-de são maiores, 1.550 PMs (policiais militares) de folga

vão ficar na porta das esco-las. O objetivo é minimizar o número de conflitos no entorno das unidades.

Ao todo, 775 escolas da capital, região metropolita-na, Baixada Santista e Cam-pinas, no interior, terão o reforço policial. Segundo Alckmin, os PMs vão tra-balhar sempre em duplas,

com turno de 8 horas.Alckmin afirmou que os

agentes que vão ficar na por-ta das escolas são os que par-ticipam do “bico oficial”, au-torizado pelo governo no final do ano passado. A me-dida permite que policiais trabalhem em suas folgas, com direito a uma remune-ração adicional. METRO

O PM (policial militar) Ro-drigo Lucca de Fonseca, de 28 anos, desaparecido des-de sexta-feira, foi encontra-do morto na manhã de on-tem em um terreno baldio em Suzano, na Grande São Paulo. De acordo com a PM, o corpo tinha pelo menos dois tiros na cabeça e outros dois nas costas.

Por volta das 18h20 do dia 20, Fonseca foi aborda-do na região central de Mo-gi das Cruzes, próximo de onde morava, por dois sus-peitos armados, de acordo com imagens de câmeras de segurança de lojas.

A mãe da vítima percor-reu comércios locais no sá-bado e pediu para ver as imagens, até que encon-trou um Citroën C3 preto, semelhante ao da namora-da do filho, sendo aborda-do por dois criminosos que estavam em um carro pra-ta estacionado do outro la-

do da rua.Na noite de sábado, o veí-

culo foi encontrado den-tro de um córrego em Suza-no, sem nenhum objeto do policial.

Segundo a PM, Fonseca estava armado e com aga-salho da corporação. A far-

da estaria no banco traseiro do carro.

A polícia ainda não tem pistas dos suspeitos e inves-tiga o motivo do crime. O policial era soldado da For-ça Tática do 17o Batalhão da PM. Ele estava na corpora-ção desde 2010. METRO

Policial desaparecido desde sexta é encontrado morto

Carro em que PM estava foi encontrado em um córrego | HÉLIO TORCHI/FOLHAPRESS

Publicitário tem prisão prorrogadaA Justiça de São Paulo de-terminou ontem a extensão por mais 30 dias da prisão temporária do publicitá-rio Eduardo Martins, de 47 anos, acusado de matar e es-quartejar o zelador Jezi de Souza, de 63, na Casa Verde, na zona norte da cidade.

Martins confessou o es-quartejamento, mas disse

que a morte foi acidental. Ele está preso desde o dia 2, quando foi encontrado queimando partes do corpo da vítima na Praia Grande.

A advogada Ieda Mar-tins, mulher do publici-tário, também está presa. A suspeita é de que ela te-nha ajudado na ocultação do cadáver.

O zelador morreu no dia 30 de maio, no prédio em que trabalhava.

Segundo Martins, Souza bateu a cabeça acidental-mente no batente de uma porta durante uma discus-são entre os dois. A polí-cia não acredita na versão e diz que o crime foi pre-meditado. METRO

Page 5: 20140625_br_metro sao paulo
Page 6: 20140625_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUARTA-FEIRA, 25 DE JUNHO DE 2014www.metrojornal.com.br |06| {BRASIL}

Os 13 anos de exílio políti-co vividos pelo ex-governa-dor José Serra (PSDB) vira-ram livro. “Cinquenta Anos Esta Noite”, lançado na noi-te de ontem, em São Paulo, traz uma leitura do então presidente da UNE sobre o golpe militar de 64 e a dita-dura brasileira.

Serra descreve o período de 1963 a 1977. Na época, ele era estudante de engenharia e pertencia à AP (Ação Popu-lar). A princípio, se exilou no Chile. Com o golpe de Au-gusto Pinochet, fugiu para os EUA. Ex-ministro da Saú-de e do Planejamento da gestão FHC, Serra já foi pre-feito de SP (2004-2006), go-vernador de SP (2007-2010) e disputou a Presidência da República duas vezes (2002-2010). METRO

Exílio. Serra lança livro sobre golpe militar de 64

Apesar de o Ministério da Saúde afirmar que não há nenhum risco de que o ví-rus da poliomielite (pólio) reapareça no Brasil, o infec-tologista e coordenador do Controle de Doenças da Se-cretaria de Estado da Saúde de São Paulo, Marcos Bou-los, afirma que é importan-te que o país mantenha as campanhas de vacinação contra a doença.

Anteontem, a OMS (Or-ganização Mundial de Saú-de) divulgou que, em mar-ço, foram encontrados vestígios do vírus da po-liomielite no esgoto do ae-roporto de Viracopos, em Campinas (SP). Mas, segun-do a OMS, é “muito bai-xo” o risco do vírus encon-trado no Brasil se espalhar internacionalmente.

“A vacinação é de suma importância para o controle da doença. Por isso é preciso ficar atento as campanhas anuais de vacinação. Hoje,

cerca de 95% estão imuni-zados, mas a vacinação ain-da é essencial para manter a erradicação da doença no país” disse Boulos.

O último caso da doen-ça registrado no país foi em 1989, na Paraíba.

A pólio é uma doença infectocontagiosa grave, transmitida pelo polioví-rus por via oral. Na maioria das vezes, a criança infecta-

da não morre, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocan-do paralisia, principalmen-te nos membros inferio-res. De acordo com a OMS, o vírus encontrado no ae-roporto foi isolado, já que nenhum caso de contami-nação humana foi relatado até o momento. A amostra encontrada é similar a ou-tra recentemente isolada na Guiné Equatorial.

Em 1994, o país recebeu da OMS o certificado de eli-minação da doença. Porém, países como Paquistão, Ín-dia e Guiné Equatorial ain-da possuem casos, o que exige a continuidade da va-cinação no Brasil. Todas as crianças de zero a 5 anos de-vem tomar as duas gotinhas contra a paralisia infantil. Neste ano, a segunda eta-pa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Polio-mielite acontecerá em no-vembro. METRO

Saúde. Especialista alerta que crianças menores de 5 anos devem se vacinar. OMS nega risco de que doença possa reaparecer no país

‘Vacinação contra pólio é importante’

Uma mulher disfarçada de enfermeira levou um recém-nascido de uma maternida-de em Porto Alegre na tar-de de ontem.

Funcionários do hospi-tal e a própria mãe, Vivia-ne Casagrande, de 35 anos, tentaram detalhar ontem à Polícia Civil os passos da desconhecida. Sem crachá, ela causou desconfiança da mãe. Apesar disso, ela en-tregou o bebê achando que ela fosse uma enfermeira. Em seguida, foi buscar in-formações com outros fun-cionários e descobriu que a menina tinha desaparecido.

O hospital forneceu à po-lícia as imagens das câme-ras que flagraram a mulher deixando a ala de convênios da maternidade Mario Tot-ta, do hospital Santa Clara, às 16h18. Depois, é possível ver a sequestradora entran-do em um táxi na avenida Independência.

Com a placa e o prefi-xo do carro, os policiais chegaram ao taxista. Até as 22h de ontem, a polícia tentava localizar a mulher e a criança. O hospital dis-ponibilizou atendimento do serviço social, psicólo-go e jurídico para a famí-lia. A mãe foi ouvida pela polícia, mas precisou in-terromper o depoimento após passar mal. METRO POA

RS. Falsa enfermeira leva bebê de maternidade

Campanha de vacinação acontece anualmente | JOSÉ CRUZ/ABR

PR OBTÉM DEMISSÃO DE MINISTRO DOS TRANSPOR-TES. Em troca de apoio à reeleição da presiden-ta Dilma Rousseff, o PR acertou com Planalto a substituição, ainda esta semana, do ministro Cé-sar Borges (BA) pelo an-tecessor Paulo Sérgio Passos no comando dos Transportes. O partido também exigiu a que-da do diretor-geral do DNIT, general Jorge Fra-xe, que deverá ser subs-tituído por Anderson Cabral Ribeiro, ex-su-perintendente do órgão em Goiás e no DF.

POR ÁGUA ABAIXO. Assim como PTB, o PR chegou a fechar na última quin-ta (19) apoio ao tucano Aécio Neves. O anúncio seria feito ontem, mas o partido recuou.

DIRETO DA PAPUDA. O apoio do PR a Dilma foi negociado pelo senador Antônio Carlos Rodri-gues (SP), sob orientação do presidiário Valdemar Costa Neto.

BRIGA INTERNA. Contra-riando a bancada da Câ-mara, de maioria aecis-ta, a decisão do PR foi imposta na convenção nacional do partido, no sábado (21).

MELHOR NÃO. Temen-do atitudes constrange-doras de Jair Bolsonaro (RJ), o PP não convidou Dilma para a convenção que ratificará apoio à sua reeleição.

COCADUTO. Traficantes ficam com 47% da pro-dução de folha de coca em Santa Cruz, líder do produto na Bolívia, fronteira como Brasil, diz a ONU. O governo

do cocaleiro Evo Mora-les admite o descontro-le do negócio.

PASSE LIVRE. Virou piada internacional uma foto em que o chefe do cen-tro de segurança da Are-na Pantanal em Cuibá (MT), delegado federal Luis Dórea, faz pose à frente de um painel que exibe a senha de acesso ao sistema israelense, que controla tudo.

COM ANA PAULA LEITÃO E TERESA BARROS WWW.CLAUDIOHUMBERTO.COM.BR

PODER SEM PUDORQuestão de memória

Na campanha presiden-cial de 1960, Jânio Qua-dros, dono de memória prodigiosa, seguia com ri-gor uma espécie de script, que incluía os gestos tea-trais. Repetia o mesmo discurso em cada cidade. Milton Campos, o vice, ao

contrário, abordava temas diferentes. Certa noite, Jâ-nio observou:- Dr. Milton, que maravi-lha. Um discurso para ca-da comício! Que cultura!- Não é cultura – respon-deu Campos, gentil – é in-capacidade de memorizar.

“CHEGOU A HORA DE PARAR UM

POUCO COM O RITMO DE VIDA

PÚBLICA.”SENADOR E EX-PRESIDENTE JOSÉ

SARNEY CONFIRMANDO QUE DECIDIU SAIR DA CENA POLÍTICA

Política

Evo Morales | REUTERS/RAMZI BOUDINA

CLÁUDIO [email protected]

Page 7: 20140625_br_metro sao paulo
Page 8: 20140625_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUARTA-FEIRA, 25 DE JUNHO DE 2014www.metrojornal.com.br |08| {ECONOMIA}

O Brasil registrou o pior sal-do de geração de empregos com carteira para meses de maio em 22 anos. No mês passado, às vésperas da Co-pa do Mundo, foram criados 58.836 postos, o menor re-sultado desde 1992, quando o saldo foi de 21.533 vagas.

Os dados são do Caged (Cadastro Geral de Empre-gados e Desempregados) e foram divulgados ontem pe-lo Ministério do Trabalho e Emprego. O resultado repre-senta uma queda de 18,3% frente ao mesmo mês do ano passado (72.028 vagas).

“Esperávamos um cresci-mento maior em maio por causa da Copa, em torno de 100 mil empregos criados. Tivemos um fevereiro que talvez tenha antecipado muitos dos empregos da Co-pa, na medida em que pre-cisávamos de treinamento”, afirmou o ministro do Tra-balho, Manoel Dias.

O desempenho ruim do mercado de trabalho foi

fortemente influenciado pelas elevadas demissões na indústria da transforma-ção, que registrou o desli-gamento líquido de 28.533 operários, em meio à per-da de fôlego da economia. Em igual mês de 2013, o se-tor havia registrado admis-são líquida de 15.754 pes-soas. “Não esperávamos

essa queda no setor indus-trial”, afirmou Dias.

Já as contratações no mês passado foram puxadas pela agricultura, com a geração de 44,1 mil postos de traba-lho, e pelo setor de serviços, com 38.814 postos criados.

Com o resultado de maio, a geração de empregos no governo Dilma Rousseff su-

perou a marca de 5 milhões de contratações formais. No acumulado do ano até maio, houve criação líquida de em-pregos formais de 543.231 vagas, uma queda de 18,8% frente ao mesmo período do ano passado, que registrou 669.279 vagas. É o pior resul-tado para os cinco primeiros meses de um ano desde 2009.

O mercado de trabalho tem mostrado sinais de per-da de dinamismo diante da economia fraca. Mesmo as-sim, a taxa de desemprego no país continua em níveis baixos, em parte por conta da menor procura por vagas de trabalho.

Dias previu em janeiro a geração de até 1,5 milhão de postos de trabalho esse ano. Ao divulgar os resulta-dos de abril, no entanto, afir-mou que o governo poderia reavaliar essa projeção. “Po-de ser 1,5 milhão ou 1,4 mi-lhão, vamos reavaliando. Mas mantemos a projeção”, disse na ocasião. METRO

Mercado de trabalho. Brasil gerou 58.836 vagas com carteira, uma queda de 18% sobre igual mês do ano passado. Governo esperava número maior com ajuda da Copa do Mundo

EM QUEDAGeração de empregos nos meses de maio, em milhares

FONTE: CAGED/MTE

0

120

240

360

201420132012201120102009200820072006200520042003

140

292

212 212199 203

131

298

252

139

7259

Criação de empregos tem o pior resultado para maio em 22 anos

O governo brasileiro zerou o imposto de importação de 1 milhão de toneladas de trigo de fora do Mercosul até 15 de agosto. A decisão da Camex (Câmara de Co-mércio Exterior) de isentar os 10% da TEC (Tarifa Exter-na Comum) é uma tentativa de evitar a alta do preço do produto e de seus derivados.

Em função de problemas de safra no Mercosul, com destaque para Argentina, principal fornecedor do país, os importadores brasileiros foram obrigados a recorrer ao trigo dos Estados Unidos e Ca-nadá. Pelo fato de esses países não pertencerem ao Merco-sul, o produto entrava no país pagando alíquota de 10% do imposto de importação.

Ao longo de 2013, o go-verno isentou da TEC uma

cota de mais de 3 milhões de toneladas de trigo de fo-ra do Mercosul, para tentar evitar impacto dos preços do produto na inflação.

O consumidor, no entan-to, já sente no bolso o im-pacto da alta de preço do

trigo. Em 12 meses até ju-nho, os panificados ficaram 11,2% mais caros. Somente o preço do pão francês su-biu 14,2% no período, se-gundo dados do IBGE (Insti-tuto Brasileiro de Geografia e Estatística). METRO

Governo zera imposto de importação do trigo

Governo tenta evitar alta de preços com medida | CHRISTYAM DE LIMA/FUTURA PRESS

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) pode au-torizar o aumento da oferta de voos perto da data da fi-nal da Copa do Mundo, caso seja detectado aumento nos preços de passagens aéreas no Brasil. Segundo o dire-tor-presidente da autarquia, Marcelo Guaranys, as auto-rizações serão dadas apenas dentro da capacidade dos aeroportos.

“A cobrança de preço e a entrada de voo é livre. Qual-quer empresa que detectar a possibilidade de procu-ra basta solicitar que a gen-te permite”, disse Guaranys. Segundo ele, os aeroportos operam com uma margem de manobra de 10% a 20% da capacidade de operações.

A perspectiva é que o mo-vimento nos aeroportos do Rio de Janeiro se intensifique entre 11 e 14 de julho, ou se-ja, antes e depois da final da Copa, em 13 de julho, no Ma-

racanã. “É provável que para a final os preços fiquem mais altos quanto mais perto [da partida]”, disse Guaranys.

A recomendação é que as pessoas que queiram assistir à final no Rio comprem suas passagens antecipadamente. “Existe sempre o risco de pre-ços mais altos, mas você po-de ofertar mais voos”, disse.

Guaranys disse que os ae-roportos brasileiros suporta-ram bem a demanda na pri-meira fase da Copa. “Está tudo tranquilo, dentro do pla-nejado e funcionando dentro do que pensamos”, afirmou.

A Abear, associação de em-presas aéreas, afirmou que o número de passageiros trans-portados pela aviação bra-sileira deve recuar de 11% a 15% durante a Copa, an-te igual período do ano pas-sado. Segundo a entidade, a queda deve ocorrer pela re-dução de viagens de negócios no período. METRO

Copa. Anac pode liberar mais voos para segurar tarifas

Estrangeiros elevam gastos no Brasil Os gastos de estrangeiros no Brasil aumentaram em ju-nho devido à Copa do Mun-do, que começou no dia 12. Segundo dados prelimina-res do Banco Central, as des-pesas somaram US$ 365 mi-lhões até o dia 18 deste mês. Com esse resultado, o BC projeta uma alta de 24% nas despesas estrangeiros no país em todo este mês sobre junho do ano passado.

A Copa também dimi-nuiu as viagens internacio-nais dos brasileiros, que deixaram lá fora US 1,1 bi-lhão até o dia 18. Se extra-polado para o mês fecha-do, o valor representaria uma queda de 11% nos frente ao mesmo mês de 2013. Mas, segundo o BC,

o maior efeito da Copa de-ve ser observado em julho porque a maioria das des-pesas é feita no cartão de crédito, com pagamento posterior pelo turista.

Tradicionalmente, os gastos dos brasileiros no ex-terior superam as despe-sas de estrangeiros no Bra-sil. Em maio, os brasileiros continuaram aproveitando a recente queda do dólar e bateram um novo recorde em gastos no exterior, que somaram US$ 2,27 bilhões. Já a receita com estrangei-ros que visitam o Brasil atingiram US$ 531 milhões no mês passado.

“A conta de viagens in-ternacionais é tradicional-mente negativa. O brasilei-ro viaja. Neste período de Copa há um fator que ate-nua esse impacto negati-vo”, disse o chefe do De-partamento Econômico do BC, Tulio Maciel. METRO

Alta de 24%

Movimentação no Rio deve crescer perto da final do Mundial | JOSE LUCENA/FUTURA PRESS

As ações da Petrobras caí-ram ontem mais de 3% diante da expectativa de que a estatal tenha que de-sembolsar recursos para ex-plorar quatro áreas do pré--sal. O Ibovespa fechou em leve alta de 0,13%, aos 54.280 pontos.

As preferenciais da petro-leira, que dão prioridade na distribuição de dividendos, perderam 3,61%, a R$ 17,64. As ordinárias, que dão direi-to a voto, tiveram desvalori-zação de 2,67%, a R$ 16,79.

O governo federal deci-diu contratar diretamente a Petrobras para explorar o óleo excedente em qua-tro áreas da cessão onero-sa, no pré-sal, o que deve garantir à estatal reservas adicionais entre 10 e 15 bi-lhões de barris. METRO

Mercados. Ação da Petrobras cai mais de 3%

14,2%é o aumento do preço do pão francês em 12 meses.

Page 9: 20140625_br_metro sao paulo
Page 10: 20140625_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUARTA-FEIRA, 25 DE JUNHO DE 2014www.metrojornal.com.br |10| {MUNDO}

O Exército dos EUA come-çou ontem a alocar times de analistas militares no Iraque, uma das medidas anunciadas na semana pas-sada pelo presidente Ba-rack Obama para combater os insurgentes do EIIL (Esta-do Islâmico do Iraque e do Levante).

Segundo o Pentágono, os consultores devem avaliar o estado das forças de seguran-ça do Iraque e decidir como os EUA poderão ajudar. O se-cretário de imprensa do Pen-tágono, John Kirby, disse on-tem que cerca de 40 homens de equipes de operações es-peciais já estão no país. Cer-ca de 90 militares também já estariam no país para ajudar a montar um centro de ope-rações em Bagdá.

CurdosOntem, o secretário de Esta-do dos EUA, John Kerry, parti-cipou de negociações com lí-deres curdos. Kerry pediu que eles fiquem ao lado de Bag-dá num momento em que o

avanço dos insurgentes pode desmembrar o país.

Mil mortos em junhoA ONU disse ontem que mais de mil pessoas, na maioria civis, foram mortas em ju-nho no Iraque em combates e outros atos de violência.

Entre as vítimas estão vá-rias pessoas executadas pelas forças do EIIL e prisioneiros mortos por forças iraquianas em retirada, segundo a ONU.

Ao menos 757 civis fo-

ram mortos e 599 ficaram feridos em Nínive, Diyala e Saladino, províncias no nor-te, entre os dias 5 e 22, dis-se ontem o porta-voz de di-reitos humanos da ONU, Rupert Colville. “Esse nú-mero, que deve ser visto de modo geral como o míni-mo (estimado), inclui exe-cuções sumárias e extraju-diciais constatadas de civis, policiais e soldados que não estavam em combate”, afir-mou Colville. METRO

Tensão. Primeiro time de analistas desembarcou; mais de mil pessoas morreram em junho no país, a maioria civis, diz a ONU

Forças de segurança iraquianas durante patrulha ontem | AHMED SAAD/REUTERS

Militares dos EUA chegam ao Iraque

Maioria rechaça políticas de Obama em crise com sunitasUma pesquisa realizada nos EUA revelou que 52% dos norte-americanos desapro-vam a forma com a qual o presidente Barack Obama conduz a crise no Iraque.

O estudo, encomendado pelo jornal norte-america-no “The New York Times” e pela rede de TV CBS, mos-tra ainda que 58% dos entre-vistados censuram os rumos da política externa dos EUA.

Os números indicam um aumento de dez pontos per-centuais em relação a maio e revelam o nível mais alto de descontentamento sobre a política exterior desde que o democrata assumiu a pre-sidência, em 2009.

A desaprovação geral à ad-ministração Obama também teve um aumento, segun-do a pesquisa, de seis pon-tos em relação a maio, com 54% dos entrevistados insa-tisfeitos. A aprovação está em 40%, diz o levantamento.

ApoioApesar do revés, a pesqui-sa mostra que 51% dos nor-te-americanos entrevistados concordam com a decisão recente de Obama de enviar 300 assessores militares ao Iraque. O uso de drones no país do Oriente Médio tem aprovação de 56%, mas é maior entre republicanos (54%) do que entre democra-tas (38%).

Para o “NYT”, a queda no apoio a Obama pode minar suas ambições políticas nos 2,5 anos restantes. METRO

A paz mundial ameaçadaAo se reunir com o secre-tário de Estado norte-ame-ricano, John Kerry, o pri-meiro-ministro iraquiano, Nuri al-Maliki, lançou a seguinte advertência: a co-munidade internacional deve levar a sério o con-flito no Iraque. A paz re-gional e mundial está ameaçada, argumenta. E a ameaça é grave, muito grave, acrescentaram o vi-ce-presidente dos EUA, Joe Biden, e o primeiro-mi-nistro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan.

Exagero? Nem tanto.Ao longo das últimas

48 horas, os combatentes do EIIL (Estado Islâmico do Iraque e do Levante), grupo sunita dissidente e rival da Al Qaeda, toma-ram o controle de várias cidades importantes da província de Al Anbar, a maior do país e berço das tribos sunitas, de onde partiram as manifestações de janeiro de 2013 para denunciar a corrupção e a discriminação do governo xiita do Iraque.

Agora, o EIIL contro-la a estrada entre as ca-pitais do Iraque, Bagdá, e da Jordânia. Não para por aí. Também dominaram o posto de fronteira entre o Iraque e a Síria e cerca de mil quilômetros ao longo da fronteira tríplice entre

Síria, Jordânia e Iraque.O grupo chegou a ape-

nas 50 quilômetros da ca-pital iraquiana. Ontem, os combatentes tomaram a principal refinaria do país, responsável pela pro-dução de um terço do to-tal do petróleo refinado.

Alguns analistas acre-ditam que só mesmo uma intervenção militar inter-nacional poderia ser ca-paz de evitar a queda de Bagdá. Mas por enquan-to, com exceção dos cer-ca de 300 conselheiros mi-litares norte-americanos enviados pelo presidente Obama, os demais países (a começar pela França) se recusam a intervir.

Muitos veem no avan-ço dos insurgentes a pre-missa daquilo que o gru-po carrega no nome: um Estado islâmico no Iraque e no Levante, na região que engloba ainda a Síria, a Jordânia e a maioria dos países da costa mediterrâ-nea do Oriente Médio.

Outros, a possível cria-ção de uma região suni-ta iraquiana autônoma, a exemplo dos curdos. Os ocidentais temem o esfa-celamento do Estado ira-quiano. Tentam, com os EUA, uma derradeira saída política, com a formação de um governo de união nacional, que Al-Maliki re-chaça. A implosão do Ira-que poderia desestabilizar a região que já é a mais explosiva do planeta.

Análise

MILTONBLAYCorrespondente, Paris

Inovação

Programa de bolsas do TED tem 3 brasileiros

O TED Fellows, progra-ma global de bolsas do TED, fundação de confe-rências para dissemina-ção de ideias, tem três brasileiros em sua edi-ção de 2014.

A bióloga Marcela Uliano, o artista e ativis-ta Mundano e a pesqui-sadora Patrícia Medici foram escolhidos entre 20 cientistas, artistas, in-ventores e empreende-dores responsáveis por descobertas inovadoras.

A nova turma apresen-tará ideias e projetos em outubro no Rio de Janei-ro, no TEDGlobal. Há ain-da participantes de ou-tras 13 nacionalidades, incluindo outros dois sul--americanos. METRO

O presidente russo, Vladi-mir Putin, pediu ontem à Câmara Alta do Parlamen-to que revogue uma resolu-ção anterior que permitia a ele ordenar uma interven-ção militar na Ucrânia em defesa da população russó-fona do leste da ex-repúbli-ca socialista.

Apesar do gesto de Pu-tin, recebido calorosamente no Ocidente, Kiev disse que rebeldes pró-Moscou abate-ram um helicóptero militar, provavelmente matando to-das as nove pessoas a bordo.

Trata-se da mais séria vio-lação da trégua temporária acordada entre nas conver-sas entre Kiev e os rebeldes menos de 24 horas antes.

O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, chamou o recuo russo de “primei-ro passo prático”. Mas Putin

disse esperar agora que Kiev inicie conversas sobre a sal-vaguarda dos direitos da mi-noria russófona no país.

“Não basta anunciar um cessar-fogo”, afirmou. “Uma discussão substantiva sobre a essência do problema é crucial”. METRO

Putin sinalizou com recuo mas pediunegociações | BERNADETT SZABO/REUTERS

Ucrânia. Putin recua sobre intervenção militar

Pelo menos 18 pessoas morre-ram em um ataque atribuído inicialmente ao grupo extre-mista islâmico Boko Haram ontem em Kaduna, Estado no sul da Nigéria, disse a polícia.

Kaduna fica no “cinturão central” do país, uma região especialmente volátil em função do contato tenso en-tre cristãos e muçulmanos.

As forças de segurança no país disseram estar in-vestigando um novo rap-to em massa no Estado de Borno, no nordeste da Ni-géria. O Estado é o mesmo em que mais de 200 meni-nas foram sequestradas em abril. O paradeiro delas ain-da é desconhecido.

Segundo informações não confirmadas, 91 pessoas teriam sido raptadas no inci-dente mais recente. METRO

Nigéria. Grupo mata 18 em região volátil

O ex-editor de um tabloide britânico Andy Coulson foi condenado ontem em meio a um longo processo, acusa-do de realizar escutas telefô-nicas ilegais. Coulson foi as-sessor de comunicação do premiê britânico David Ca-meron entre 2007 e 2011.

Menos de duas horas após o anúncio da condenação, Cameron disse, em um clipe exibido na TV britânica, que errou ao contratar Coulson.

“Sinto muito tê-lo em-pregado, foi a decisão erra-da”, disse, ao apresentar um pedido de desculpas “com-pleto e franco”. “Perguntei se ele sabia sobre as escutas ilegais, e ele disse que não. Aceitei as garantias e dei--lhe o emprego”.

Rebekah Brooks, ex-che-

fe da divisão britânica do grupo, foi absolvida da acu-sação de ter liderado uma campanha para grampear telefones e subornar auto-ridades na busca de notícias exclusivas. METRO

Coulson chega à corte em Londresontem | ANDREW WINNING/REUTERS

Reino Unido. Justiça condena ex-assessor de premiê por escuta ilegal

Page 11: 20140625_br_metro sao paulo
Page 12: 20140625_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUARTA-FEIRA, 25 DE JUNHO DE 2014www.metrojornal.com.br |12| COMPORTAMENTO}

PLUS+ Crowdfunding. Arrecadações

coletivas com fins humanitários ganham visibilidade nas redes sociais e podem salvar vidas. Mapeamento do financiamento coletivo no país mostra que projetos com viés social são bem vistos

Saiba mais

1  Amigos do Pedrinho. Ajude o Pedrinho a continuar sorrindo

Para que possa entrar na fila do transplante, a fa-mília do Pedrinho precisa adiantar parte do pa-gamento da cirurgia que tem custo aproximado de US$ 1 milhão. Para saber mais, acesse www.amigosdopedrinho.com.br

2 Eu Apoio a Lais. Além de fazer o “L”, doe

A campanha # EuApoioaLais foi lançada pa-ra arrecadar fundos em prol da ex-ginasta. O objetivo é viabilizar a compra de equipamen-tos, ajudar na adaptação da casa e na compra de um carro. Para saber mais acesse www.mottiro.com.br/euapoioalais/ajude

3 Fazendo o Impossível. Lucro com ilustrações é revertido

para o GRAACCO projeto ilustra pensamentos e histórias criadas por crianças pacientes do GRAACC. O público po-de adquirir os desenhos por meio de doações fei-tas pelo site catarse.me/fazendooimpossivel. To-do o lucro é revertido para o hospital.

VIVIAN R. FERREIRA/VOLUNTÁRIA

BILL PAPARAZZI/FOLHAPRESS

DIVULGAÇÃO GRAAC/ESTÚDIO 2 MINDS STUDIO

Selfies, vídeos e todo tipo de in-formações pessoais são divulga-das na rede diariamente. Mas até que ponto as pessoas estão mesmo dispostas a se expor quando o as-sunto é sério? Foi esse o questiona-mento feito a Aline da Lavra, mãe do Pedrinho. E a resposta foi “es-tou 100% disposta.”

Com quase dez meses de vida, Pedrinho nunca foi para casa. Ele é portador de uma doença rara, a Síndrome do Intestino Curto. O que era suspeita durante a gravi-dez, foi confirmado após o nasci-mento e despertou a família e ami-gos para o tamanho do desafio que teriam que enfrentar, um trans-plante de intestino – vital para o menino. “O último feito no Brasil foi há dez anos e não obteve suces-so. Ao saber disso, entrei em con-tato com o hospital de Pittsburg, nos Estados Unidos, mas só a parte médica tem um custo de US$ 1 mi-lhão. Então começamos a campa-nha pela internet.”

E Aline de Lavra não é a única a lutar pela saúde do filho. Na se-mana passada, o TRF-3 (Tribunal Regional de Justiça da 3ª Região) decidiu negar o recurso apresen-tado pelo Ministério da Saúde so-

bre o caso Sofia. A menina, que é portadora da síndrome de Berdon (uma doença rara que provoca problemas no intestino), deve ter o transplante – que só é feito nos Estados Unidos – pago pelo Minis-tério. Além da briga na Justiça, a família também iniciou uma cam-panha para arrecadar fundos pela internet.

Dados do Retrato do Financia-mento Coletivo no Brasil, reuni-dos pela empresa Chorus e pela comunidade de financiamento co-letivo Catarse, indicam que as cau-sas sociais, ambientais, ou que for-taleçam a comunidade estão em segundo lugar no ranking de in-tenção de doações, com 21,51% .

Com a percepção desse interes-se público, a rede Mottirô mudou o perfil da recém-criada platafor-ma. “Isso nos motivou a abrir a re-de para causas deste tipo”, diz Jú-nior Gonçalves, CEO da Mottirô.

A campanha da ex-ginasta Lais Souza foi a primeira causa pes-soal da plataforma, que começou apoiando projetos do GRAACC e da APAE. “Agora, a ideia é fomen-tar a cultura da criação de causas, porque a doação é consequência”, diz Gonçalves. METRO

Contrapartida

Pega bemA transparência é um dos

fatores fundamentais para que o potencial

doador decida apoiar o projeto. Por isso, investir

tempo divulgando o passo a passo e a

evolução de cada causa pode trazer um bom

retorno.

Internet: ferramenta

solidária

Page 13: 20140625_br_metro sao paulo
Page 14: 20140625_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUARTA-FEIRA, 25 DE JUNHO DE 2014www.metrojornal.com.br |14| {CULTURA}

2CULTURA2CULTURA

Ei! Esse não é o meu trono!A Rainha Elizabeth 2ª, da Inglaterra, visitou ontem o set de filmagens de ‘Game of Thrones’ na cidade de Belfast. Apesar de deter uma coroa, a monarca não quis sentar no Trono de Ferro – alvo da cobiça da maior parte dos personagens da série. | REUTERS

Personagens da série mexicana se enfrentam em ‘Chaves Kart’ | DIVULGAÇÃO

Acelera, Chavinho!Se você nasceu nos anos 1980 e 1990, com certeza conhece bem os jargões e as piadas de Chaves e sua trupe, seriado mexicano criado e protago-nizado por Roberto Gómez Bolaños nos anos 1970 que só deu as caras no Brasil em 1984 e segue no ar até hoje.

Pouco depois, em 1992, o Super Nintendo, principal console da época, inovou ao colocar o seu astro Mario – não pergunte “que Mario?”, porque esse todos conhecem – sentado em um carro pa-ra apostar corridas com ou-tros personagens que acom-panharam o encanador em suas aventuras anteriores.

Pois a produtora mexi-cana Slang tratou de fazer os dois mundos se unirem. Já está à venda no Brasil o jogo “Chaves Kart” para Playstation 3 e Xbox 360. Isso, isso, isso!

Com visual inspirado no desenho animado do Chaves, lançado em 2006, o game conta com 12 personagens da série, como Seu Madruga, Quico e Professor Girafales, correndo em dez circuitos distribuídos em 20 locações inspiradas nos cenários da própria série, como Acapul-

co, e – pasmem – até no fil-me do Pelé.

Como o game também é uma grande adaptação de “Mario Kart”, tem os espera-dos e divertidíssimos power ups, aqueles itens que você obtinha para atrapalhar a vi-da dos outros competidores. Agora, cascas de banana e cas-cos de tartaruga dão lugar às bolas do Quico, aos travessei-ros da Chiquinha, às bolas de boliche do Chaves e por aí vai.

Além de todas as atrações visuais e de jogabilidade – o jogador pode optar pelos modos Torneios, Desafios e Corridas Livres –, existe mais um detalhe que os fãs vão adorar. Ele é totalmen-te legendado e dublado com os dubladores da série ani-mada. As músicas, porém, não são as mesmas, mas em seu lugar entrou uma trilha bem competente.

Embora não traga mui-tas inovações, o jogo não é tão simples e fácil. As corri-das são bastante desafiado-ras. Então, hora de cantar os pneus. E não se irrite!

Lançamento. Turma do Chaves ganha seu próprio game de corrida ao estilo ‘Mario Kart’

WILSONDELL’ISOLA METRO SÃO PAULO

“CHAVES KART”SLANG

R$ 100 (PARA PS3 E XBOX 360)

Page 15: 20140625_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUARTA-FEIRA, 25 DE JUNHO DE 2014www.metrojornal.com.br {CULTURA} |15|◊◊

Ao ser apresentado pela pri-meira vez, em 1996, no 29º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, “Baile Perfumado” revisava o cangaço e, de cer-ta forma, o cinema feito até então. O júri premiou a obra de Lírio Ferreira e Paulo Cal-das com o Candango de me-lhor filme. Só não sabia que ali começava uma outra histó-ria que perdura até hoje.

“Baile Perfumado” é um dos títulos presentes na aber-tura da mostra “O Novo Cine-ma Pernambucano”, que co-meça hoje e segue até 10 de julho no Centro Cultural Ban-co do Brasil (CCBB), com ses-são às 17h30. A retrospectiva tem curadoria de Marina Pes-sanha e reúne 16 longas e 13 curtas produzidos no Estado nos últimos 20 anos.

Segundo a curadora, a ideia foi selecionar marcos dessa safra, caso de “Amare-lo Manga” (2002), que proje-tou Cláudio Assis, e “Cinema, Aspirinas e Urubus” (2005), de Marcelo Gomes.

“Desses diretores também tentei pegar os curtas ante-riores aos longas que estou-raram”, observa Pessanha. De Assis, por exemplo, vêm duas raridades: “Soneto do Des-mantelo Blue” (1993) e “Texas Hotel” (1999), ambos presen-tes na sessão de curtas de ho-je, às 15h30.

A mostra reúne gerações distintas, sendo Kleber Men-donça Filho da turma mais recente. Além de “O Som ao Redor” (2012), que rodou fes-tivais, há outros dois curtas do diretor – “Recife Frio” (2009) e

“Eletrodoméstica” (2005) – e o longa “Crítico” (2008).

Documentaristas como Gabriel Mascaro, Marcelo Pe-droso, Renata Pinheiro e Sér-gio Oliveira também entra-ram na lista da curadora, que buscou diversidade tanto em temas quanto em linguagem.

“Tem de tudo no cinema pernambucano, mas, de mo-do geral, é forte a crítica so-cial, à classe média, à urba-nização, aos prédios que não param de subir. Vários filmes falam dessa modernidade que chega, enquanto, na questão da empregada doméstica, a sociedade segue os padrões da escravidão”, ressalta.

Lia de Itamaracá está no curta ‘Recife Frio’ (2009), de Kleber Mendonça Filho | DIVULGAÇÃO

TERESA ALBUQUERQUEMETRO BRASÍLIA

Começa hoje. Retrospectiva no Centro Cultural Banco do Brasil relembra os filmes mais representativos produzidos no Estado nordestino ao longo dos últimos 20 anos

Pernambuco ferve em mostra em SP

Nasce Theo, fi lho de Sandy com o músico Lucas Lima

A cantora Sandy deu à luz seu primeiro filho ontem no Hospital Vera Cruz, em Campinas. O anúncio foi feito na página oficial da artista no Facebook. Bati-zado de Theo Scholles Li-ma, o menino nasceu de cesariana, mede 48,5 cen-tímetros e pesa 2,9 quilos. O pai, Lucas Lima, tam-bém comemorou pelas re-des sociais. METRO

Peça com Cassio Scapin celebra Myriam Muniz

Dirigida por Elias Andrea-to, “Eu Não Dava Praqui-lo” expõe os pensamen-tos da atriz, uma das mais importantes do teatro bra-sileiro, morta em 2004. O monólogo, que rendeu a Scapin o título de melhor ator de 2013 pela APCA, tem sessão grátis hoje, às 20h, no Itaú Cultural (av. Paulista, 149, Paraíso, tel.: 2168-1776). METRO

Toquinho festeja 50 anos de carreira ao lado de Tiê

O compositor faz hoje o segundo show de uma sé-rie comemorativa no Ter-ra da Garoa (av. São João, 555, Centro, tel.: 3361-3538; de R$ 190 a R$ 390). A noite tem presença de Tiê, que trabalhou com ele entre 2004 e 2008, e conta com um jantar, a partir das 20h, com mo-queca, o prato predileto de Toquinho. METRO

Leilão vende manuscrito de Bob Dylan por US$ 2 mi

Um fã do músico que pre-feriu ficar anônimo arre-matou o manuscrito de “Like a Rolling Stone” em leilão realizado ontem na Sotheby, em Nova York. A raridade é composta de quatro páginas com versos rejeitados, edições e notas nas margens. Maior que o valor máximo estimado, o montante equivale a R$ 4,53 milhões. METRO

Raridade Boas-vindas Teatro Show

No CCBB (r. Álvares Pentea-do, 112, Centro, tel.: 3113-3651). Até 10/7. R$ 4. Progra-mação: bb.com.br/cultura

• Hoje. 15h30 - Curtas 117h30 - Baile Perfumado19h30 - Amarelo Manga

• Amanhã. 15h30 - Avenida Brasília Formosa 17h30 - Rap do Pequeno Príncipe Contra as Almas Sebosas 19h30 - O Som ao Redor

• Sexta. 15h30 - Curtas 217h30 - Doméstica19h30 - Eles Voltam

Serviço

Page 16: 20140625_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUARTA-FEIRA, 25 DE JUNHO DE 2014www.metrojornal.com.br |16| {PUBLIMETRO}

Um aspecto tenso entre Marte e Urano traz um desejo de se desprender de antigas situações.

Evite resolver assuntos pela ansiedade.

Evite que responsabilidades impeçam de aproveitar simples prazeres ao lado

de suas relações mais próximas.

Tratar assuntos com mais franqueza é uma condição a qual fará muito bem para não acumular

sentimentos negativos. Cuidado com impulsos.  

Tendências para intervir em questões que envolvam familiares. Período para paciência

com o jeito das pessoas com as quais convive.   

Boas conversas devem ser valorizadas com quem tem mais convívio. O dia é propício para se

certificar da opiniões das pessoas.

Sente que a preservação de tradições e costumes é essencial. Porém, é um bom momento para

desapegar-se de certos conceitos.

Conciliar sua liberdade com dedicação a vida amorosa às vezes é um desafio. Porém não

há porque abrir mão de uma situação por outra.     

Regente de seu signo, Urano forma aspecto tenso com Marte, algo que recomenda atenção para evitar

atitudes tomadas pela ansiedade.

Projetos que envolvam finanças e objetivos materiais terão oportunidades para

ajustes e decisões importantes.    

O esclarecimento de assuntos materiais e financeiros proporcionará uma dedicação mais

intensa de sua parte. Modere despesas.

Este é um dia para lidar com desafios entre o moderno e o convencional. Procure ser mais

paciente com quem pensa diferente de você.

Fique atento com posturas individualistas e observe de forma cuidadosa até onde pode

intervir na dedicação a outras pessoas.    

Para falar com a redação: [email protected] também no Facebook: www.facebook.com/metrojornal

www.metrojornal.com.br

Acesse metrojornal.com.br e confira as reportagens em andamento que estão na área “Faça o Metro de Amanhã” na nossa página inicial. 

Aqui, você irá além dos comentários. Sua participação vai nos ajudar no desenvolvimento de reportagens que também serão publicadas – com a sua assinatura – na versão impressa do Metro.

VOCÊ JÁ VISITOU O SITE DO METRO HOJE? 

Horóscopo Está escrito nas estrelas www.estrelaguia.com.br

Um aspecto tenso entre Marte

Os invasores

Cruzadas

Sudoku

Soluções

Leitor fala

AposentadoriaO senador José Sarney aposenta-se com medo de uma iminente derrota para o Senado, como informou o Me-tro Jornal de ontem na reportagem “Sarney não irá disputar reeleição”. Um dos coronéis da política brasilei-ra, surfou pela ditadura militar, se embrenhou na redemocratização do país e, junto com sua família, fez a desgraça do Maranhão, um dos Esta-dos mais pobres do país, com altos índices de analfabetismo.MARCOS BARBOSA - CASA BRANCA-SP

CopaMesmo com alguns deslizes, acho que a Seleção jogou com garra e mos-trou um ótimo futebol na vitória contra Camarões, noticiada pelo Me-tro Jornal de ontem na reportagem “Pronto para o mata-mata”. Só que na próxima fase o Brasil vai precisar de todos os esforços possíveis para, no final, levarmos a taça para casa, ou melhor, ‘deixar’ a taça por aqui mesmo. DENIS DOS SANTOS BASTOS - SÃO PAULO, SP

Neymar, Messi, Robben, Van Persie, Müller, Klose, Ben-zema, Suárez, Pirlo, Balotelli, Rooney, Cristiano Ronal-do... realmente esta é a Copa das Copas!

Todas as grandes seleções, craques se destacando, muitos gols. Não faltam viradas, zebras e golaços. Está-dios, ruas e bares lotados de gringos de todas as partes em clima de festa.

Aqui, refiro-me a Copa que confirmou para o mun-do os brasileiros Didi, Pelé, Garrincha, Rivelino, Zico, Careca, Romário, Ronaldo e agora Neymar, e não a Co-pa que confirmou para os brasileiros o mundo da cor-rupção e oportunismo eleitoral, arrancando da arqui-bancada a única baixa até agora, os insultos contra a presidente.

A boca fala do que está cheio o coração, mas não precisamos nivelar por baixo se temos as urnas para dar a melhor resposta.

O fino da cidade

FABIO [email protected]

Fabio Brancatelli é empresário, publisher do Bicofino e consultor de marketingcom 20 anos de mercado em grandes agências e empresas.

A SEMANA:

O FINO DA SEMANASábado, dia 28, o novo trio de festeiros da noite paulistana Marco Bordon, Yuri e Enzo Gorentzvaig agitam em casarão no Morumbi a house party “We Do It”, com open bar e sem hora para acabar.

A torcida feminina decorou os jo-gos do Brasil nas badaladas festas

Arena Brahma, Ilha Gueri Gueri e Bud Maison: Bruna Moura e Michelle Preuss (1),

Camila Busnello (2), Isabella Cury (3) Carol Cas-telo Branco (4), Lele Saddi (5), Victoria Linhares (6), Mari Dedvitis (7) e Marina Diniz (8).

1

2

3

4

5

6

7

8

Page 17: 20140625_br_metro sao paulo
Page 18: 20140625_br_metro sao paulo

18 ESPORTE SÃO PAULO, QUARTA-FEIRA, 25 DE JUNHO DE 2014www.metrojornal.com.br

O Equador (2º, com 3 pon-tos) pega a França (1º, com 6) hoje, às 17h, no Maraca-nã, e precisa vencer para so-nhar com uma das vagas do Grupo E nas oitavas de final da Copa do Mundo. O técni-co Reinaldo Rueda admitiu que existe uma certa tensão na expectativa de se juntar na próxima fase a Brasil, Argentina, Chile, Colôm-bia e Uruguai e aos times da Concacaf.

“Acho isso é uma exigên-cia desse torneio, essa rivali-dade que está estabelecida, não somente da América do

Sul, mas na América Latina também.

Depois de perder pa-ra a Suíça por 2 a 1 e ven-cer Honduras pelo mesmo placar, o Equador disputa a classificação diretamen-te com os suíços, que en-frentam os hondurenhos no mesmo horário, em Ma-naus. Se os dois times con-seguirem o mesmo resulta-do, seja vitória, empate ou derrota, a vaga será decidi-da no saldo de gols. Hoje, a vantagem no saldo é dos sul-americanos: zero a me-nos dois. METRO

Equador não quer ficar de fora da ‘Copa América’

STEFANO RELLANDINI/REUTERS

Generosidade

Drogba arrecada R$ 10 mil para funcionários

O atacante Drogba, da Costa do Marfim, fez a alegria de funcionários do Oscar Inn Eco Resort, que abrigou a seleção em Águas de Lindóia duran-te a primeira fase da Co-pa, ao arrecadar R$ 10 mil para serem divididos en-tre eles após a partida dos marfinenses. Drogba re-solveu garantir uma gra-tificação aos funcionários pelos serviços prestados aos jogadores desde que chegaram ao hotel, no dia 6. METRO

Aqui é trabalho!

Sem folga, Holanda treina ao meio-dia

Louis van Gaal não deu folga para seus jogado-res após a vitória por 2 a 0 sobre o Chile, que clas-sificou a Holanda em pri-meiro lugar do Grupo B da Copa, na segunda-feira. Passadas menos de 24 ho-ras do jogo em São Paulo, a equipe treinou no Rio de Janeiro debaixo de um for-te sol, antes do meio-dia de ontem. A ideia é man-ter os jogadores adaptados ao clima brasileiro. No do-mingo, a equipe laranja decide a vaga nas quartas de final contra o México, em Fortaleza. A previsão é de tempo quente (31oC) na capital cearense. METRO

Reinaldo Rueda, técnico do Equador, não quer ficar de fora da ‘festa’ continental

AMR ABDALLAH DALSH/REUTERS

Benaglio; Lichtsteiner, Djorou, Von Bergen e Ricardo Rodriguez;

Inler, Behrami, Mehmedi, Xhaka e Shaquiri; Seferovic.Técnico: Ottmar Hitzfeld.

Valladares; Beckeles, Bernárdez, Figueroa e Izaguirre; Garrido,

Claros, Garcia e Espinoza; Bengston e Costly.Técnico: Luis Fernando Suárez.

HONDURAS

SUÍÇA

• Local: Arena Amazônia, em Manaus (AM), às 17h.

Lloris; Debuchy, Koscielny e Mangala e Evra; Cabaye,

Matuidi, Sissoko e Valbuena; Giroud e Benzema.Técnico: Didier Deschamps.

Dominguez; Ayoví; Erazo, Guagua e Paredes; Noboa, Minda,

Antonio Valencia e Jefferson Montero; Enner Valencia e Caicedo. Técnico: Reinaldo Rueda.

EQUADOR

FRANÇA

• Local: Maracanã, no Rio deJaneiro, às 17h.

Luto

Morre Giba, aos 52 anos

Morreu ontem aos Antônio Gilberto Maniaes, o Giba,

lateral-direito campeão brasileiro com o

Corinthians em 1990 e técnico de diversos clubes, vítima de uma rara doença chamada

amiloidose. Como jogador, Giba defendeu

Guarani, Inter de Limeira e Corinthians, onde foi

titular na conquista do primeiro nacional

do clube.

Winbledon

Teliana está foraA brasileira Teliana

Pereira perdeu da cabeça de chave número três de Wimbledon, a romena Simona Halep, ontem,

em Londres, em partida válida pela 1ª fase do

Aberto da Inglaterra. A romena fez um duplo 6/2. Foi a primeira vez que Teliana disputou o

torneio.Quanta zica!

Avião espanhol é atingido por raioA Espanha levou um susto na volta para casa. O avião em que viajaram foi atin-gido por um raio. METRO

Drogba organizou

a ‘vaquinha’

MessidependênciaOrtega, Aimar, Gallardo, Ri-quelme, entre outros, rece-beram o rótulo de “novos Maradonas”. Nenhum deles chegou perto. Já Messi está próximo. Apesar de duas vi-tórias em dois jogos, a Ar-gentina ainda está devendo. Para conseguir evoluir dian-te da Nigéria, às 13h, o téc-nico Alejandro Sabella quer que o time dependa menos do craque. Para garantir o primeiro lugar do Grupo F, basta o empate, esta tarde, no Beira-Rio.

“Sempre que se tem um jogador como Messi, há uma certa dependência. Às vezes, temos que diminuir isso. Mesmo assim, vai exis-tir”, admitiu sobre a impor-tância do camisa 10.

Apesar de classificada, a vocação ofensiva da equipe será mantida e poucas mo-dificações no time serão realizadas. A Argentina de-verá ter trabalho para supe-rar a defesa africana, a úni-ca que ainda não sofreu gol nesta Copa.

O Beira-Rio tomado de argentinos não preocu-pa os nigerianos. “Quantos mais gente melhor. O so-nho de qualquer jogador é

VALTERJUNIOR METRO PORTO ALEGRE

Contra a Nigéria. Treinador da Argentina diz que é preciso depender menos de Messi

FOTOS: GABRIELA DI BELLA/METRO

Não é impressão. Os argen-tinos estão por todos os la-dos de Porto Alegre. Além da camisa da Seleção, ves-tem o manto de uma deze-na de clubes. Os arredores do Beira-Rio e o Acampamen-to Farroupilha são os que mais aglomeram os visitan-tes, muitos deles acampando e tantos outros ainda sem in-gresso. METRO PORTO ALEGRE

Por todos os lados

• Estádio. Beira-Rio, em Porto Alegre, às 13h

Romero; Zabaleta, Federico Fernández, Garay e Rojo;

Mascherano, Gago e Di María; Higuaín, Messi e Agüero.Técnico: Alejandro Sabella.

Enyeama; Ambrose, Oboabona, Omerou e Oshaniwa; Onazi e

Mikel; Babatunde, Odemwingie, Moses e Emenike. Técnico: Stephen Keshi

NIGÉRIA

ARGENTINA

• Estádio. Fonte Nova, em Salvador, às 13h

Haghighi; Hosseini, Sadeghi, Montazeri, e Pooladi; Timotian,

Nekounam, Dejagah, Shojaei e Haji Safi; Ghoochannejad.Técnico: Carlos Queiroz.

Begovic; Mujdza, Sunjic, Spahic e Medunjanin; Pjanic, Besic, Misimovic,

Hajrovic e Lulic; Dzeko.Técnico: Safet Susic.

BÓSNIA

IRÃ

jogar num estádio cheio pa-ra ver o que ele é capaz de fazer”, disse o técnico Ste-phen Keshi.

A partida é simbólica para o futebol argentino. Há 20 anos, Maradona fez sua despedida de uma Co-pa do Mundo. Dias depois, porém, foi pego no exame antidoping.

O outro jogo da chave, entre Bósnia e Irã, só tem valor para os iranianos, que podem se classificar caso vençam e contem com um triunfo argentino, combina-do com o saldo de gols.

Page 19: 20140625_br_metro sao paulo
Page 20: 20140625_br_metro sao paulo

20 ESPORTE SÃO PAULO, QUARTA-FEIRA, 25 DE JUNHO DE 2014www.metrojornal.com.br

2

1 Barry; Aurier, Bamba, Kolo Touré e Boka; Tioté (Bony), Serey Die ,

Yaya Touré e Kalou ; Gervinho (Giovanni Sio) e Drogba (Diomandé).Técnico: Sabri Lamouchi

Karnezis (Glykos); Torosidis, Sokratis, Manolas e Cholevas; Maniatis, Kone (Samaris) e Karagounis (Gekas); Chrisodoulopoulos, Samaras e Salpingidis. Técnico: Fernando Santos

GRÉCIA

COSTA DO MARFIM

Gols: Samaris aos 42 minutos do 1º tempo; Bony aos 28 e Samaras aos 47 minutos do 2º tempo. Local: Castelão, em Fortaleza. Público: 59.095. Árbitro: Carlos Vera (Equador).

A Fifa anunciou logo após o jogo que abri-rá um processo de in-vestigação para apurar a mordida de Suárez em Chiellini. A atitu-de não é inédita na carreira do jogador do Liverpool.

Em 2010, pelo Ajax, Suárez atacou Bakkal, do PSV. O sérvio Iva-novic, do Chelsea, foi o penúltimo alvo. No ano passado, o jogador foi mordido por Suá-rez em uma partida pe-lo Campeonato Inglês. Nas duas oportunida-des o uruguaio foi julga-do e suspenso. Ao todo, foram 17 dias longe dos gramados.

Esse tipo de suspen-são também pode= acon-tecer na Copa. No Mun-dial de 1994, Tassotti, da Itália, acertou uma coto-velada em Luis Enrique, da Espanha. O árbitro não viu. Mesmo assim, a Fifa puniu o jogador com oito jogos de suspensão. O zagueiro nunca mais atuou com a camisa da Seleção Italiana. METRO

O goleiro Faryd Mondragón era o segundo reserva da Se-leção Colombiana. Mas ele entrou para a história da Co-pa do Mundo ontem, aos 43 anos, como o jogador mais velho a atuar durante um Mundial. Na Arena Pantanal, em Cuiabá, os sul-america-nos golearam o Japão por 4 a 1 e confirmaram o primei-ro lugar no Grupo C – o time já estava classificado para as oitavas de final.

A segunda vaga da cha-ve ficou com a Grécia. Os europeus venceram a Cos-ta do Marfim por 2 a 1, em Fortaleza, e ultrapassaram os africanos na corrida pelo mata-mata.

No sábado, os colombia-nos vão encarar o Uruguai, no Maracanã. O jogo aconte-ce às 17h. A Grécia, por sua vez, disputa um lugar nas quartas de final da Copa con-tra a Costa Rica, em duelo que acontecerá no domingo, às 17h, em Recife. METRO

Colombiano quebra recorde em goleada

1

4 Ospina (Mondragón); Arias, Valdés, Balanta e Armero; Quintero

(James Rodríguez), Guarín , Mejía e Cuadrado (Carbonero); Ramos e Jackson Martínez. Técnico: José Pekerman

Kawashima; Uchida, Konno , Yoshida e Nagatomo; Hasebe, Aoyama (Yamaguchi), Kagawa (Kiyotake) e Honda; Okubo e Okazaki (Kakitani). Técnico: Alberto Zaccheroni

JAPÃO

COLÔMBIA

Gols: Cuadrado aos 16 e Okazaki aos 46 minutos do 1º tempo; Jackson Martínez aos 10 e aos 37 e James Rodríguez aos 45 minutos do 2º tempo. Local: Arena Pantanal, em Cuiabá. Público: 40.340. Árbitro: Pedro Proença (Portugal).

MordeCampeões mundiais no passado, Uruguai e Itália jogaram na última roda-da da fase de grupos, em Natal, o que foi o primei-ro grande mata-mata da Copa 2014. Em jogo que só foi decidido aos 36 mi-nutos da etapa final e teve até mordida – Luis Suárez, da Celeste, cravou os den-tes no ombro do zagueiro Chiellini, um minuto an-tes do gol – os sul-america-nos levaram a melhor. Ven-ceram por 1 a 0 na Arena das Dunas e avançaram às oitavas com o segundo lu-gar no Grupo D, chave que tinha também Costa Ri-ca, que confirmou o 1º lu-gar na chave com um 0 a 0 com a Inglaterra, em Be-

lo Horizonte. Nas oitavas, a Costa Rica encara a Gré-cia e o Uruguai enfrenta a Colômbia.

Com duas equipes ma-nhosas em campo, a par-tida começou truncada. Os italianos, que se classifica-riam com o empate, manti-nham a posse da bola e os uruguaios não conseguiam chegar ao gol dos rivais. A primeira chance clara só aconteceu aos 33 minutos, quando Suárez e depois Lo-deiro, chutaram cara-a-ca-ra de Buffon.

No 2º tempo, o técnico italiano Cesare Prandelli resolveu fechar ainda mais a sua equipe. Tirou Balotel-li, substituído pelo meio--campista Parollo. Ou se-

GruposC e D

a vagaNo dente. Com gol no fim e polêmica, Uruguai elimina Itália da Copa do Mundo em Natal

ja, apostou na retranca total, de preferência man-tendo a posse de bola. Os uruguaios tiveram a sua grande chance de furar es-

FERNANDO VALEIKA DE BARROS DE NATAL, PARA O METRO

te bloqueio quando Mar-chisio fez a tolice de en-trar duro em Arévalo, na cara do árbitro, aos 14 mi-nutos. Foi expulso, sem contestação.

Com a vantagem de um jogador – e mais espaço – o técnico Óscar Tabárez foi para o tudo ou nada. Aos 36, veio o cochilo italiano e o gol de costas do zaguei-ro uruguaio Godin, após cobrança de escanteio.

Godín comemoragol da classificação

uruguaia

Visto que o projeto técnico é de minha responsabilidade,

apresentei a minha demissão”

CESARE PRANDELLI, TÉCNICO DA ITÁLIA

Técnico italiano Cesare Prandelli (à esq.) pediu demissão

MATTHIAS HANGST/GETTY IMAGESCLIVE ROSE/GETTY IMAGES

0

1 Muslera; Cáceres, Giménez, Godín e Alvaro Pereira (Stuani);

Arévalo Ríos, Gonzávlez, Cristian Rodríguez (Ramírez) e Lodeiro (Maxi Pereira); Cavani e Luis Suárez. Técnico: Óscar Tabárez

Buffon; Barzagli, Bonucci e Chiellini; Darmian, Verratti (Thiago Motta), Pirlo, Marchisio e De Sciglio ; Immobile (Cassano) e Balotelli (Parolo). Técnico: Cesare Prandelli

ITÁLIA

URUGUAI

Gol: Godín aos 36 minutos do 2º tempo. Local: Arena das Dunas, em Natal. Público: 39.706. Árbitro: Marco Rodríguez (México).

0

0 Foster; Phil Jones, Cahill, Smalling e Shaw; Lampard,

Milner (Rooney), Wilshere (Gerrard) e Barkley ; Lallana (Sterling) e Sturridge. Técnico: Roy Hodgson

Keylor Navas; Miller, Oscar Duarte e González ; Gamboa, Celso Borges (Barrantes), Tejeda, Bryan Ruiz e Junior Diaz; Brenes (Bolaños) e Campbell (Ureña). Técnico: Jorge Luis Pinto

COSTA RICA

INGLATERRA

Local: Mineirão, em Belo Horizonte. Público: 57.823. Árbitro: Djamel Haimoudi (Argélia).

Fifa vai investigar mordida de Suárez

Momento em que Suárez ataca Chiellini

REPRODUÇÃO/SPORTV

Page 21: 20140625_br_metro sao paulo

Após o alívio da classificação em primeiro lugar no Grupo A, a Seleção Brasileira começa hoje a conhecer a equipe que vai en-trar em campo no sábado, contra o Chile, no Mineirão, pelas oi-tavas de final da Copa. A maior expectativa é saber se Paulinho será mantido entre os titulares. São grandes as chances de Fer-nandinho, autor de um gol na goleada de 4 a 1 sobre Camarões, na última segunda-feira, ficar com a vaga no meio de campo.

Ontem, enquanto os jogadores curtiam o dia de folga, a co-missão técnica traçava o planejamento da semana até o jogo decisivo. A CBF marcou o treino na Granja Comary, em Tere-sópolis, para 13h, mesmo horário da partida contra os chile-nos, no Mineirão. A intenção é evitar algum contratempo com a adaptação ao calor. O Brasil jogou duas vezes às 17h e uma às 16h na primeira fase da competição. Outra mudança que a co-missão técnica preparou é a hora da alimentação, que será an-tecipada para 10h.

Mesmo de folga, os jogadores não puderam deixar a Granja Comary. Em compensação, os familiares tiveram acesso libera-do. Neymar, por exemplo, recebeu a visita do filho Davi Lucca, que chegou em um helicóptero. Já a irmã do craque, Rafaella Santos, passou mal e precisou ser atendida pelos médicos. Ela sentiu um enjoo por causa da viagem até a região serrana.

E um detalhe: com a eliminação da tetracampeã Itália, ontem, a Seleção Brasileira tem a hegemonia mundial ga-rantida até 2018, quando a Mundial será disputado na Rús-sia. METRO RIO

Aproveitaenquanto pode

Técnico Felipão (à dir.) e auxiliarMurtosa aproveitam folga

Ao contrário dos brasileiros, os jogadores chilenos não ganharam folga ontem. Du-rante os 15 minutos em que a atividade foi aberta à im-prensa, se observou o elen-co adversário, entre eles Arturo Vidal, Valdivia e Var-gas, correndo em torno do gramado da Toca da Raposa 2 – campo de treinamentos do Cruzeiro, em Belo Hori-zonte. Vidal, que não jogou contra a Holanda, na última segunda-feira, treinou com uma proteção no joelho.

Ele, no entanto, está con-firmado na partida contra o Brasil. “Os dois primeiros jo-gos foram muito duros e meu joelho já estava pedindo que descansasse um pouco”, dis-se o volante, depois da derro-ta por 2 a 0 para a Holanda, se-gunda-feira, em São Paulo.

Os jogadores tiveram uma longa conversa com o técnico Jorge Sampaoli. Des-de que chegou ao país, a se-leção chilena ainda não te-ve um dia sequer de folga.

METRO RIO

Chile não folga e Vidal é liberado

Vamos fazer algumas adaptações para

chegarmos tranquilos no jogo de sábado

Folga. Seleção ganha descanso após vitória sobre Camarões. Time volta ao trabalho hoje e técnico Felipão pode mexer no meio-campo

BRUNO KELLY /A CRÍTICA/FOLHAPRESS

Brasil

21ESPORTESÃO PAULO, QUARTA-FEIRA, 25 DE JUNHO DE 2014www.metrojornal.com.br

Page 22: 20140625_br_metro sao paulo

22 ESPORTE SÃO PAULO, QUARTA-FEIRA, 25 DE JUNHO DE 2014www.metrojornal.com.brTabelão

Confira os jogos

Nigéria x Argentina13h - Porto Alegre (Beira-Rio)

Bósnia x Irã13h - Salvador (Fonte Nova)

Honduras x Suíça17h - Manaus (Arena Amazônia)

Equador x França17h - Rio de Janeiro (Maracanã)

Portugal x Gana13h - Brasília (Mané Garrincha)

Estados Unidos x Alemanha13h - Recife (Arena Pernambuco)

Coreia do Sul x Bélgica17h - São Paulo (Itaquerão)

Argélia x Rússia17h - Curitiba (Arena da Baixada )

GRUPO P V E D GP SG

Brasil 7 2 1 0 7 5

México 7 2 1 0 4 3

Croácia 3 1 0 2 6 0

Camarões 0 0 0 3 1 -8

ABrasil

Croácia

México

Camarões

GRUPO P V E D GP SG

França 6 2 0 0 8 6

Equador 3 1 0 1 3 0

Suíça 3 1 0 1 4 -2

Honduras 0 0 0 2 1 -4

ESuíça

Equador

França

Honduras

GRUPO P V E D GP SG

Argentina 6 2 0 0 3 2

Nigéria 4 1 1 0 1 1

Irã 1 0 1 1 0 -1

Bósnia 0 0 0 2 1 -2

FArgentina

Irã

Nigéria

GRUPO P V E D GP SG

Alemanha 4 1 1 0 6 4

Estados Unidos 4 1 1 0 4 1

Gana 1 0 1 1 3 -1

Portugal 1 0 1 1 2 -4

GAlemanha

Gana

EUA

GRUPO P V E D GP SG

Bélgica 6 2 0 0 3 2

Argélia 3 1 0 1 5 1

Rússia 1 0 1 1 1 -1

Coreia do Sul 1 0 1 1 3 -2

HBélgica

Argélia

Rússia

Coreia do Sul

GRUPO P V E D GP SG

Holanda 9 3 0 0 10 7

Chile 6 2 0 1 5 2

Espanha 3 1 0 2 4 -3

Austrália 0 0 0 3 3 -6

BEspanha

Holanda

Chile

Austrália

GRUPO P V E D GP SG

Colômbia 9 3 0 0 9 7

Grécia 4 1 1 1 2 -2

C. do Marfim 3 1 0 2 4 -1

Japão 1 0 1 2 2 -4

CColômbia

Grécia

Costa do Marfim

Japão

GRUPO P V E D GP SG

Costa Rica 7 2 1 0 4 3

Uruguai 6 2 0 1 4 0

Itália 3 1 0 2 2 -1

Inglaterra 1 0 1 2 2 -2

DUruguai

Inglaterra

Itália

HOJE (25/6)

AMANHÃ (26/6)

TRANSMISSÃO. Band, Bandsports, Globo, SporTV, ESPN e Rede Verde e Amarela de rádio (Rádio Bandeirantes, BandNews FM e Bradesco Esportes FM)

Artilheiros4 gols 3 gols

Neymar (BRA) Van Persie e Robben (HOL), Müller (ALE), James Rodríguez (COL), Benzema (FRA)

e Valencia (ECU) Costa Rica

Bósnia

Portugal

QUEIJO SUÍÇO Com uma das piores defesas da Copa,

Honduras não deve ser párea para a Suíça

Ó RAIOS!Portugal precisa de um milagre e, para começar,

tem de ganhar de Gana

SÓ QUE NÃO!Um dos maiores

clássicos mundiais, com craques

incríveis e um jogo que promete ser o

mais memorável dos últimos tempos

VIRA-CASACAO alemão

Klinsmann é o técnico dos

Estados Unidos

CLASSIFICADOS

Oitavas de final Oitavas de final

Semifinal Semifinal

Jogo

57

1º do A ou 2º do B

1º do C ou 2º do A

4/7 (17h) Fortaleza (Castelão)

Jogo 59

1º do B ou 2º do A

1º do D ou 2º do C

5/7 (17h) Salvador (Fonte Nova)

Jogo

58

1º do E ou 2º do F

1º do G ou 2º do H

4/7 (13h) Rio de Janeiro (Maracanã)

Jogo

49

1º do Grupo A

2º do Grupo B

28/6 (13h) Belo Horizonte (Mineirão)

Jogo

53

1º do Grupo E

2º do Grupo F

30/6 (13h) Brasília (Mané Garrincha)

Jogo

50

1º do Grupo C

2º do Grupo D

28/6 (17h) Rio de Janeiro (Maracanã)

Jogo

54

1º do Grupo G

2º do Grupo H

30/6 (17h) Porto Alegre (Beira-Rio)

Jogo 51

1º do Grupo B

2º do Grupo A

29/6 (13h) Fortaleza (Castelão)

Jogo 52

1º do Grupo D

2º do Grupo C

29/6 (17h) Recife (Arena Pernambuco)

Jogo 55

1º do Grupo F

2º do Grupo E

1/7 (13h) São Paulo (Itaquerão)

Jogo 56

1º do Grupo H

2º do Grupo G

1/7 (17h) Salvador (Fonte Nova)

Jogo 60

1º do F ou 2º do E

1º do H ou 2º do G

5/7 (13h) Brasília (Mané Garrincha)

Jogo

61

Vencedor do jogo 57

Vencedor do jogo 58

8/7 (17h) Belo Horizonte (Mineirão)

Jogo 62

Vencedor do jogo 59

Vencedor do jogo 60

9/7 (17h) São Paulo (Itaquerão)

Final

Jogo 64

Vencedor do jogo 61

Vencedor do jogo 62

13/7 (16h) Rio de Janeiro (Maracanã)

Jogo 63

Decisão do 3º lugar

Perdedor do jogo 61

Perdedor do jogo 62

12/7 (17h) Brasília (Mané Garrincha)

Mata-mata

Quartas de final

Quartas de final

Quartas de final

Quartas de final

BRASIL HOLANDA

CHILE MÉXICO

URUGUAI

COSTA RICA

‘GRAZIE, MICK’Famoso por ser pé-frio, Mick Jagger não decepcionou. Depois do adeus da seleção de seu país, a Inglaterra, o

vocalista dos Rolling Stones cravou: a Itália será campeã!

SUÁREZO fantasma uruguaio já

ronda o Brasil...

IMPECÁVEISHolanda e Colômbia ganharam os

três jogos da primeira fase. França, Argentina e Bélgica também têm

chances de fazer o mesmo

COLÔMBIA

GRÉCIA

Page 23: 20140625_br_metro sao paulo
Page 24: 20140625_br_metro sao paulo