20140227_br_metro sao paulo

24
Transporte. Em mais uma tentativa de afastar os taxistas das vias exclusivas dos ônibus, prefeito vai apresentar ao Ministério Público estudo que mostra redução na velocidade dos coletivos entre as 7h e 10h e 17h e 20h; motoristas são contrários à medida PÁG. 02 www.metrojornal.com.br | [email protected] | www.facebook.com/metrojornal | @jornal_metro RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR BREAKING NEWS: O ÂNCORA VOLTOU! WILL FERRELL REÚNE CONVIDADOS MUITO ESPECIAIS EM ‘TUDO POR UM FURO’ PÁG. 14 Haddad quer táxi fora dos corredores no pico Tricolor quebrou jejum de quatro jogos sem vitórias no Campeonato Paulista | GUSTAVO MAGNUSSON/FOTOARENA Formação de quadrilha deve cair no STF Mulher perde o braço depois de ser empurrada no metrô Quatro ministros já votaram contra manutenção das penas relacionadas a este delito no mensalão PÁG. 08 Homem não identificado atacou jovem de 28 anos que aguardava trem na estação Sé. Ele fugiu PÁG. 04 MÍN: 21°C MÁX: 34°C SÃO PAULO Quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014 Edição nº 1.743, ano 7 Will Ferrell (ou seria o jornalista Ron Burgundy?) aproveita uma pausa para ler o Metro no Canadá PAMONHA, PAMONHA, PAMONHA! Em Piracicaba, São Paulo bate o time da casa por 3 a 1, no 400 o jogo de Muricy Ramalho. Corinthians vence Comercial por 3 a 0 PÁG. 22

Upload: metro-brazil

Post on 27-Mar-2016

215 views

Category:

Documents


0 download

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

Page 1: 20140227_br_metro sao paulo

Transporte. Em mais uma tentativa de afastar os taxistas das vias exclusivas dos ônibus, prefeito vai apresentar ao Ministério Público estudo que mostra redução na velocidade dos coletivos entre as 7h e 10h e 17h e 20h; motoristas são contrários à medida PÁG. 02

www.metrojornal.com.br | [email protected] | www.facebook.com/metrojornal | @jornal_metro

RECI

CLE

A IN

FORM

AÇÃO

: PAS

SE

ESTE

JORN

AL P

ARA

OUT

RO LE

ITO

R

BREAKING NEWS:O ÂNCORA VOLTOU!WILL FERRELL REÚNE CONVIDADOS MUITO ESPECIAIS EM ‘TUDO POR UM FURO’ PÁG. 14

Haddad quer táxi fora dos corredores no pico

Tricolor quebrou jejum de quatro jogos sem vitórias no Campeonato Paulista | GUSTAVO MAGNUSSON/FOTOARENA

Formação de quadrilha deve cair no STF

Mulher perde o braço depois de ser empurrada no metrô

Quatro ministros já votaram contra manutenção das penas relacionadas a este delito no mensalão PÁG. 08

Homem não identifi cado atacou jovem de 28 anos que aguardava trem na estação Sé. Ele fugiu PÁG. 04

sunny

hazy

snow rain partly sunny

cloudy sleet thunder part sunny/showers

showers

thunder showers

windy

MÍN: 21°CMÁX: 34°C

SÃO PAULO Quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014Edição nº 1.743, ano 7 Will Ferrell (ou seria o jornalista Ron Burgundy?) aproveita uma pausa para ler o Metro no Canadá

PAMONHA, PAMONHA, PAMONHA! Em Piracicaba, São Paulo bate o time da casa por 3 a 1, no 400o jogo de Muricy Ramalho. Corinthians vence Comercial por 3 a 0 PÁG. 22

Page 2: 20140227_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUINTA-FEIRA, 27 DE FEVEREIRO DE 2014www.metrojornal.com.br |02| {FOCO}

1FOCO

O jornal Metro circula em 24 países e tem alcance diário superior a 20 milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda a sexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Santos e Campinas, somando mais de 480 mil exemplares diários.

Editado e distribuído por Metro Jornal S/A. Endereço: Avenida Rebouças, 1585, Pinheiros, CEP 05401-909, São Paulo, SP, Brasil. Tel.: 3528-8500. O jornal Metro é impresso na Plural Editora e Gráfica Ltda.

EXPEDIENTEMetro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini (MTB: 70.145) Editor Chefe: Luiz Rivoiro (MTB: 21.162). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo ScappiniDiretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Tecnologia e Operações: Luiz Mendes JuniorGerente Executivo: Ricardo Adamo Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso

Metro São Paulo. Editores-Executivos: Ariel Kostman e Lara De Novelli (MTB: 31.369) Editor de Arte: Tiago Galvão. Gerentes Comerciais: Tânia Biagio e Elizabeth Silva

FALE COM A REDAÇÃ[email protected]/3528-8522

COMERCIAL: 011/3528-8549

Filiado ao

O prefeito Fernando Haddad (PT) quer proibir a circula-ção dos 34 mil táxis da capi-tal nos corredores de ônibus (à esquerda) durante os horá-rios de pico, das 7h às 10h e entre 17h e 20h.

A medida foi definida após a Secretaria dos Trans-portes realizar um novo es-tudo avaliando o impacto da restrição. O levantamen-to também levou em conta os efeitos fora do período de maior lentidão.

Inicialmente, a adminis-tração municipal pretendia vetar a circulação nos cor-redores durante todo o dia. O objetivo era incentivar a migração para o transporte coletivo.

A proposta tinha como ba-se um primeiro estudo fei-to pela prefeitura a pedido do MP (Ministério Público). O documento apontou que a presença dos táxis nos cor-redores reduzia a velocidade média dos coletivos em até 31,6%. Além disso, foi identi-ficado que o número de pas-

sageiros de táxis representa menos de 1% do total de pes-soas que utilizam os corredo-res exclusivos.

Baseado nesse documen-to, o MP deu prazo até o iní-cio de fevereiro para que

a prefeitura determinas-se a restrição nos corredo-res. Após protestos por parte dos profissionais, o promo-tor Maurício Ribeiro Lopes permitiu que o sindicato que representa a categoria en-

comendasse um estudo pa-ra refutar as alegações apre-sentadas pela prefeitura. O contrato com a empresa es-colhida para elaborar o le-vantamento deveria ser apre-sentado até amanhã.

No entanto, após encon-tro com o secretário dos Transportes, Jilmar Tatto, o promotor aceitou postergar o prazo de entrega para a próxima quinta-feira.

Mesmo com o novo prazo e a flexibilização da restrição, os taxistas criticam a postura da prefeitura. “No horário de pico, o corredor é essen-cial para que os passageiros ganhem tempo. Além disso, com o veto, a prefeitura vai obrigar todo mundo andar de ônibus, que não oferece o mesmo serviço”, afirma o presidente do sindicato dos taxistas autônomos, Natalí-cio Bezerra.

Transporte. Proposta foi apresentada ontem pelo prefeito Fernando Haddad (PT). Prefeitura fez novo estudo para avaliar impacto da medida nas vias exclusivas para ônibus. Decisão sobre proibição deve sair na próxima quinta-feira

Táxis circulam no corredor de ônibus da avenida Rebouças | ANDRÉ PORTO/METRO

Táxi fica no corredor, mas só fora do horário de pico

34 milé a quantidade de taxistas que circulam pela capital.

MÁRCIOALVES METRO SÃO PAULO

Haddad quer tirar ônibus antigos de circulaçãoO prefeito Fernando Had-dad (PT) afirmou ontem que poderá descredenciar a empresa de ônibus que mantiver em circulação veículos com mais de dez anos de idade, o que é proi-bido por contrato.

A declaração do prefeito foi uma resposta a reporta-gem do “O Estado de S. Pau-lo”, que revelou a continui-dade de uma frota de 938 veículos fabricada em 2003.

Esses veículos conti-nuam circulando, segun-do a SPTrans, responsável pela operação do sistema,

porque as viações estão com dificuldades em ofere-cer garantias para o finan-ciamento de novos ônibus.

O prefeito informou que multas têm sido apli-cadas rotineiramente e que a empresa Itaquera Brasil, que operava linhas na zona leste, foi descre-denciada por ter uma frota considerada “velha” pela SPTrans. “Se nós tivermos que chegar no limite de ex-cluir uma empresa do sis-tema por descumprimento da lei, vamos fazer como fizemos em Itaquera”, afir-

mou Haddad.O prefeito disse ainda

que as autuações não têm sido suficientes para re-solver o problema e que a Secretaria dos Transpor-tes está analisando a idade da frota em circulação nas ruas e avenidas da capital.

Os contratos da SPTrans com empresas de ônibus venceriam no ano passa-do. Mas, diante dos protes-tos contra o aumento da passagem em junho, a pre-feitura decidiu manter um contrato de emergência.

METRO

A prefeitura deve publicar na próxima semana uma li-citação convocando empre-sas interessadas em instalar decks (espaços) para esten-der calçadas da cidade.

Segundo o prefeito Fer-nando Haddad (PT), as cha-madas “vagas vivas” serão instaladas em locais que hoje são usados como va-gas de estacionamento e em vias com baixo fluxo de veículos e velocidade máxi-ma de 40 km/h.

A medida pode acabar com vagas de zona azul, mas, segundo o prefeito, não diminuirá as faixas de

tráfego. “O plano é criar es-sas vagas vivas em toda a ci-dade”, disse Haddad.

Ele citou como exemplo a esquina da rua Padre João Manoel com a avenida Pau-lista. Também admitiu que a Vila Madalena deve ser al-vo do projeto antes da Copa do Mundo. “A prefeitura está aberta a propostas de comer-ciantes. Vamos analisar pro-jeto por projeto.”

Os espaços poderão ser usados por bares para am-pliar o espaço de atendi-mento durante um deter-minado período de tempo.

METRO

Calçadas. Capital pode ter mais ‘vagas vivas’

Assis do Couto

10 x 8O deputado Assis do

Couto (PT-PR) foi eleito ontem presidente da Comissão de Direitos

Humanos da Câmara dos Deputados. O petista

venceu o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) por 10 votos a 8. Ele irá

substituir o deputado Marco Feliciano (PSC-SP)

Dólar + 0,46%

(R$ 2,35)

Bovespa - 0,25% (46.599 pts)

Euro - 0,10%

(R$ 3,20)

Selic (10,75% a.a.)

Salário mínimo(R$ 724)

Cotações

Page 3: 20140227_br_metro sao paulo
Page 4: 20140227_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUINTA-FEIRA, 27 DE FEVEREIRO DE 2014www.metrojornal.com.br |04| {FOCO}

A partir de sábado, a pri-meira quadra da rua Doutor Francisco Thomaz de Car-valho, mais conhecida co-mo “Ladeirão do Morumbi”, passará a ter sentido único de circulação no sentido da avenida Morumbi.

O local é conhecido pe-los casos frequentes de as-saltos, principalmente em congestionamentos. No dia 9, um policial federal foi baleado na cabeça duran-te uma tentativa de roubo. Marcelo Luís de Miranda, de 46 anos,morreu dias depois.

Atualmente, a CET (Com-panhia de Engenharia de Tráfego) realiza a opera-ção subida entre as 16h30 e 21h, para tentar reduzir os ataques na via. A alteração será definitiva agora.

Os motoristas em dire-ção à Giovanni Gronchi de-vem usar as ruas Antônio Julio dos Santos e João Ave-lino Pinho Melão. METRO

‘Ladeirão do Morumbi’ terá mão única a partir de sábado

AV. G

IOVA

NNI G

RONC

HI

R. D

AS G

OIA

BEIR

AS

R. P

ASQ

UALE

GAL

LUPI

R. E

RNES

T RE

NAN

R. DR. FRANCISCOTHOMAZ DE CARVALHO

(LADEIRÃO DO MORUMBI)

R. ANTÔNIO JÚLIO DOS SANTOS

R. JOÃO AVELINO PINHO MELLÃO

MUDANÇA NO LADEIRÃONovo sentido

Sul

O bar Uni-nóis, na Vila Ma-ria, zona norte, foi fechado ontem por desrespeitar a Lei que veta a venda de be-bidas alcoólicas para meno-res. Este é o primeiro esta-belecimento alvo da nova regra passados dois anos de sua entrada em vigor.

Fiscais da Vigilância Sani-tária flagraram menores be-bendo ou comprando bebi-das alcoólicas no local por duas vezes: em maio de 2012 e outubro de 2013. O Uni-nóis foi multado em R$ 3,8 mil, mas não pagou a autuação.

O responsável pelo bar, Cristiano Roberto da Silva, disse que não vendeu be-bida a um dos jovens fla-grados pela fiscalização e que ele estava fora do estabelecimento.

A medida tem caráter temporário. Caso o esta-belecimento volte a per-mitir o consumo de álcool por menores será fechado definitivamente.

De acordo com a legis-lação, os estabelecimen-tos estão proibidos de ven-der, oferecer e até permitir o consumo de bebidas alcoóli-cas por menores de 18 anos.

Antes da nova regra, o lo-cal não era responsabiliza-do caso um adulto compras-se a bebida e a repassasse a um menor. Desde 2011, é re-comendado aos pontos de venda pedir o RG de pessoas que aparentam menos de 25 anos. Um sinal de alerta foi adotado em supermercados.

Já foram aplicadas 1.643 multas a estabelecimentos flagrados descumprindo a nova regra. METRO

Fiscalização. Bar é fechado por vender bebida a menor

Após a Justiça determinar o prazo de 40 dias para que a USP (Universidade de São Paulo) solucione os proble-mas ambientais do campus na zona leste, a universida-de ainda não definiu quan-do começará o ano letivo na unidade, que abriga cerca de 4 mil alunos.

O campus está interdi-tado desde o dia 9 de janei-ro, quando foi descoberta a contaminação do solo por gás metano e outras subs-tâncias cancerígenas.

De acordo com a decisão da Justiça, as medidas toma-das pela USP para tentar mi-nimizar os problemas de contaminação do solo não foram suficientes. No últi-mo levantamento, a Cetesb recomendou a instalação de equipamentos para a reti-rada do metano e reduzir o risco de explosão. METRO

USP Leste. Início do ano letivo segue indefinido1.643

é o número de multas aplicadas desde o início do veto à venda de bebidas alcoólicas a menores de idade.

O MP (Ministério Público) tenta localizar contas no ex-terior que teriam sido usa-das pelos fiscais da máfia do ISS para esconder dinheiro oriundo da propina cobrada de construtoras.

Um cheque no valor de U$$ 238 mil (R$ 554 mil), que pertenceria a um dos fiscais investigados, Luís Alexandre Magalhães, foi entregue ao MP pela ex-mu-lher do acusado, Ana Luiza Passos Magalhães.

Segundo ela, um cheque do banco americano First Union Bank, com o valor to-tal existente na conta do fis-

cal, foi enviado à sua casa após a instituição financei-ra tomar conhecimento do escândalo no Brasil envol-vendo seu ex-marido.

A Promotoria agora quer saber como o dinheiro era enviado para o exterior. Ana Luiza era sócia de Luís Ale-xandre em uma empresa de administração de bens.

A máfia do ISS é suspei-ta de ter desviado pelo me-nos R$ 500 milhões dos co-fres municipais entre 2007 e 2012. Os fiscais cobravam propina das construtoras para que elas pagassem me-nos ISS. METRO

ISS. Promotor rastreia mais contas no exterior

Uma mulher teve o braço di-reito amputado após cair nos trilhos do metrô na estação Sé. O caso ocorreu na ma-nhã de anteontem. Segundo a polícia, testemunhas in-formaram que um homem, que aparentava ter distúrbios mentais, empurrou Maria da Conceição de Oliveira, de 28 anos, e saiu correndo com um sorriso no rosto.

O acidente ocorreu no dia do aniversário da víti-ma, segundo familiares.

De acordo com o Metrô, o caso aconteceu às 7h16. Ela seguiria na linha 3-Ver-melha, no sentido Itaque-ra, para chegar ao trabalho. De acordo com a polícia, o suspeito usava uma camise-ta branca. Ele aparenta ter 25 anos e ser branco. O ho-mem teria importunado ou-tras passageiras antes.

Imagens de câmeras de segurança mostram o mo-mento em que o suspeito empurra a vítima e depois passa correndo pelas catra-cas da estação Sé.

Após ser socorrida, Maria da Conceição foi encami-nhada à Santa Casa. Segun-do boletim médico, ela per-

manece internada na UTI. Seu estado é estável.

CPTMUm segundo acidente en-volvendo uma mulher foi registrado na estação Luz da CPTM (Companhia Pau-lista de Trens Metropolita-nos) anteontem. Nivanilde de Silva Souza, de 38 anos, caiu na plataforma após ser

abordada por seguranças. O caso ocorreu por volta das 18h30, horário de pico.

Segundo a polícia, a vi-gilante pegou a fila prefe-rencial para o embarque de idosos e gestantes. Um fun-cionário de 17 anos, que cui-da do embarque, teria ques-tionado se ela estava mesmo grávida e pediu provas.

O jovem afirma que a pas-

sageira não apresentou do-cumento comprovando seu estado e por isso foi barrada.

Irritada, Nivanilde de Sil-va passou a discutir com o funcionário. Na confusão, dois agentes de segurança deram voz de prisão para a mulher. Enquanto era con-duzida para a delegacia, ela jogou corpo para trás na ten-tativa de se desvencilhar dos agentes e foi atingida na ca-beça por uma composição.

Nivanilde segue inter-nada em estado grave na UTI da Santa Casa. A famí-lia proibiu o hospital de in-formar se ela está ou não grávida.

A CPTM afirmou que “to-mou todas as providências para o socorro imediato da vigilante e que apura os fa-tos ocorridos”. METRO

Tragédia. Suspeito aparentava ter distúrbios mentais. Vítima segue internada na Santa Casa

Plataforma na Sé ficou lotada após acidente | FERNANDO DE SANTIS/FUTURA PRESS

Mulher é empurrada no metrô e perde um braço

17é o número de lesões corporais dolosas registradas no metrô e na CPTM em janeiro deste ano. Foram 33 casos no mesmo período do ano passado.

Ladrão morre de infartoLucas César Oliveira, de 22 anos, suspeito de roubar um celular morreu minutos depois de ser imobilizado por um homem que flagrou o crime. Ele sofreu um infarto ainda no local. Policiais militares ainda tentaram ressuscitá-lo. | RAFA MENDES/FOLHAPRESS

Page 5: 20140227_br_metro sao paulo
Page 6: 20140227_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUINTA-FEIRA, 27 DE FEVEREIRO DE 2014www.metrojornal.com.br |06| {FOCO}

MOTOR Tração 4x4 Chega até 60 km/h

VEÍCULOANTIPROTESTO

CÂMERAS Capacidade para gravar em HD e com visão noturna

FARÓIS Com iluminação de longo alcance

PRIMEIRO CANHÃOJoga água, gás lacrimogêneoe/ou tinta compulso curto,longo ou defluxo contínuo

CAPACIDADEDOS TANQUES

ÁGUA GÁS LACRIMOGÊNEO TINTA ESPUMA

6MIL LITROS

60LITROS

60LITROS

100LITROS

ALTU

RA2,

6 a

3,7

m

COMPRIMENTO

6,5 a 8 m

LARGURA 2,1 a 2,9 m

SEGUNDO CANHÃOJoga água ou águacom espuma

O governo do Estado vai co-locar à disposição da PM (Po-lícia Militar) 14 veículos blin-dados para conter atos de vandalismo em manifesta-ções. O processo de licitação, em andamento desde dezem-bro, prevê um gasto de US$ 15 milhões (R$ 35 milhões).

Entre eles estão quatro caminhões equipados com canhões de água para dis-persar multidões. De acor-do com a PM, cada veículo custará US$ 808,4 mil (de R$ 1,8 milhão).

Os blindados são prepa-rados para combinar água com tinta ou gás lacrimo-gêneo. O disparo chega a 60 metros de distância. Além

disso, eles serão equipados com câmeras para a identi-ficação de manifestantes.

Os outros dez blindados serão destinados ao “con-trole de distúrbios civis e ações táticas e operacio-nais”. Seis deles terão co-mo função o transporte de até 24 policiais durante os atos. Cada um custará US$ 1,5 milhão (R$ 3,6 milhões).

Com capacidade para le-var de 8 a 12 PMs, os quatro restantes serão utilizados em distúrbios de menor in-tensidade. O Estado irá gas-tar US$ 595,7 mil (R$ 1,3 mi-lhão com cada um).

A meta do governo Ge-raldo Alckmin (PSDB) é co-

locar a frota antiprotestos nas ruas caso ocorram ma-nifestações violentas duran-te os jogos da Copa. Para is-so, o Estado corre contra o tempo para finalizar a lici-tação. A previsão é de que, escolhida a empresa, os pri-meiros veículos cheguem às vésperas do mundial.

Gilberto CarvalhoO ministro Gilberto Carva-lho (Secretaria-Geral da Pre-sidência) disse ontem que “quebrará a cara” quem tentar politizar as manifes-tações durante a Copa. “Fu-tebol é uma coisa, política é outra. O povo sabe essa dife-rença.” METRO

Segurança. Governo de São Paulo comprará 14 veículos para a PM. Objetivo é conter atos de vandalismo durante manifestações

Blindados para Copa custarão R$ 35 milhões

Veículo é utilizado pela polícia do Chile para conter manifestações

AGÊNCIA UNO

Page 7: 20140227_br_metro sao paulo
Page 8: 20140227_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUINTA-FEIRA, 27 DE FEVEREIRO DE 2014www.metrojornal.com.br |08| {BRASIL}

O STF (Supremo Tribunal Federal) deverá absolver hoje oito condenados no mensalão do crime de for-mação de quadrilha.

O voto decisivo será do ministro Teori Zavasc-ki, único que ainda não te-ve posição anunciada, mas tende a acatar a tese das de-fesas dos mensaleiros, que sustentam nos recursos a tese de coautoria de crimes, uma distinção jurídica que desmente a ação organiza-da para o cometimento de ilícitos -- mais grave.

O julgamento será re-tomado hoje. A sessão de ontem foi suspensa com quatro votos favoráveis à absolvição e um contrá-rio, exatamente do rela-tor dos embargos infrin-gentes, ministro Luiz Fux. “Não é crível aceitar que o uso de agências de publici-dade e instituições finan-ceiras, bem como a entre-ga de enormes quantias de dinheiro a parlamen-tares, represente algo de-sestruturado, efêmero”, declarou.

Pela primeira vez jul-gando o caso, o minis-tro Roberto Barroso ava-liou que as penas foram

aplicadas de maneira ina-dequada, mas voltou a defender mudanças no sis-tema político. “Senão con-tinuaremos a viver um abominável espetáculo de hipocrisia, em que todos apontam o dedo para to-dos, enquanto muitos ten-tam manter ocultos seus cadáveres”, declarou.

Os ministros Carmem Lúcia, Ricardo Lewandows-ki e Dias Toffoli se anteci-param e mantiveram os vo-tos favoráveis à absolvição. Além deles, Rosa Weber também é a favor, mas ain-da não votou. METRO BRASÍLIA

Mensalão. Oito réus, entre os quais Dirceu, Delúbio e Genoino, aguardam voto de Teori Zavascki, que tende a absolvê-los. Sessão teve bate-boca entre Barbosa e Roberto Barroso

Teori não participou da primeira fase do julgamento | CARLOS HUMBERTO/STF

STF deve extinguir o crime de quadrilha

O ator Vinícius Romão, de 26 anos, foi solto no início da tar-de de ontem, depois de ficar 16 dias preso injustamente por um crime que não come-teu. Já em casa, no Méier, na zona norte, o ator e vendedor denunciou as condições pre-cárias da Cadeia Pública Patrí-cia Acioli, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro, e taxou de desu-mana as condições recebidas pelos detentos.

Ele contou que dividiu a cela com outras 15 pessoas, acusadas de tráfico de drogas e de agressão a mulheres. “Eu dormia no chão com papelão. A água cai quatro vezes por dia, quando nos davam opor-tunidade de tomar banho, por dez minutos. Eu bebia água nesses momentos. Não

vejo como as pessoas podem sair de lá melhores do que en-traram”, avaliou.

A família de Vinícius ain-da vai decidir se entrará na Justiça contra o Estado. Por enquanto o ator vai respon-der ao processo por roubo e não pode sair do Rio. No últi-mo dia 10, Vinícius voltava do

trabalho quando foi aborda-do e levado para a delegacia, acusado de roubar uma bol-sa. A Justiça só concedeu o al-vará de soltura após a mulher ter voltado atrás, na terça-fei-ra, quando prestou novo de-poimento e admitiu ter se en-ganado no reconhecimento.

METRO RIO COM BAND

Ator acusado de roubo é solto no Rio de Janeiro

Vinícius deu entrevista no prédio onde mora | REPRODUÇÃO/BAND

O suspeito de efetuar o dis-paro que matou o cinegrafis-ta da Band Gelson Domingos em novembro de 2011, du-rante cobertura de uma ope-ração da PM na favela de An-tares, na zona oeste do Rio de Janeiro, foi apresentado ontem pela polícia. Com ba-se em denúncias, a polícia prendeu Alexandre da Silva, o Xandoca, de 32 anos, em Volta Redonda. O Disque-De-núncia oferecia recompensa de R$ 1 mil para quem tives-se informações sobre o para-deiro de Alexandre, suspeito de pertencer à facção crimi-nosa que domina o tráfico de drogas em Antares, além de organizar bailes funk no interior da favela. METRO RIO

Rio. Suspeito por morte de cinegrafista é preso

Um bate-boca marcou a ses-são de ontem do STF (Su-premo Tribunal Federal). O ministro Roberto Barroso avaliou que, não fosse o rigor na aplicação das penas, o cri-me de formação de quadrilha já estaria prescrito.

Relator da ação penal, o presidente da Corte, ministro Joaquim Barbosa, rebateu. “O tribunal não deliberou no vá-cuo, não exerceu arbitrarieda-de. Os fatos são gravíssimos”, afirmou. “Onde está escrito que o juiz tem que aplicar um

aumento de 20%, 30% ou 40% numa pena? Sua posição é po-lítica, não técnica.”

“O senhor pode ter a opi-nião que quiser”, refutou Barroso. Diante da discussão, o ministro Dias Toffoli inte-veio. “Vossa Excelência não quer deixar o colega votar porque não concorda com Sua Excelência”, disse.

Barbosa reagiu. “Não se-jamos hipócritas.” Barroso então concluiu o voto aca-tando a tese de coautoria.

METRO BRASÍLIA

Barroso fala em crime prescrito e irrita Barbosa

Confira os 8 condenados que entraram com recurso contra a condenação pelo crime, pois tiveram 4 votos favoráveis no julgamento:

• Formação de quadrilha. Marcos Valério, José Dirceu, José Genoino, Delúbio Soares, Ramon Hollerbach, Cristiano Paz, Kátia Rabello e José Roberto Salgado.

Beneficiados

EXTRADIÇÃO: AGU VAI CON-TRATAR ADVOGADO NA ITÁ-LIA. O Ministério Público Federal pediu à Advoca-cia Geral da União (AGU) a contratação de escritó-rio de advocacia na Itália, para atuar no processo de extradição de Henri-que Pizzolato, meliante do mensalão preso em Bolonha. É que somen-te a AGU tem essa prer-rogativa. A contratação é necessária porque os ad-vogados da AGU não po-dem atuar no exterior. Ainda não há estimativa de quanto isso vai custar.

CRITÉRIOS. A AGU já pediu ajuda ao Ministério das Relações Exteriores para listar escritórios de advo-cacia, na Itália, com expe-riência em extradição.

NÃO É A PRIMEIRA VEZ. A Advocacia-Geral da União já contratou bancas para atuar nos casos do Propi-noduto e do jato Legacy nos Estados Unidos e Ital-plan (Itália).

FUX DEU SHOW. Após o voto brilhante do minis-tro Luiz Fux, na sessão de ontem do Supremo Tribunal Federal, difícil imaginar como se pode ter coragem de livrar os meliantes do mensalão do crime de formação de quadrilha.

MANOBRA SALVADORA. O PT manobrou rápido para evitar a vitória de Jair Bolsonaro (PP-RJ), convo-cando titulares da Comis-são de Direitos Humanos. Foi por pouco: Domingos Dutra (SDD-MA) chegou no fim e deu a vitória aos petistas.

ELES NÃO SABEM O QUE FA-ZEM. Ney Suassuna dei-

xou o Senado em 2006, mas a ausência de oito anos não impediu que ele fosse listado entre os ora-dores inscritos da sessão de segunda-feira (24). As-sessoria da Casa não co-menta. Dizer o quê?

AMBIÇÃO. Criado para chantagear o governo e obter vantagens, o “blo-cão” de partidos da base de apoio, liderados pelo PMDB, planeja não ape-nas criar dificuldades em votações na Câmara, mas construir uma imagem de crise e enfraquecer a reeleição de Dilma.

COM ANA PAULA LEITÃO E TERESA BARROS WWW.CLAUDIOHUMBERTO.COM.BR

PODER SEM PUDORAparte descartado

Orador brilhante, que de-testava ser interrompido, o senador gaúcho Paulo Brossard (PMDB) discursa-va tentando ignorar os in-sistentes pedidos de apar-te de Porcínio Pinto (PTB), que perdeu a paciência e gritou:- Como é, Vossa Excelên-

cia vai me conceder apar-te ou não?O gaúcho respondeu exi-bindo a sua melhor cara de tédio:- Depois. Agora faça o fa-vor de retirar-se do meu discurso!E continuou falando. Sem conceder apartes.

“O GOVERNO AGE COMO

AGIOTA DOS ESTADOS.”

SENADOR PEDRO SIMON (PMDB-RS) SOBRE JUROS EXCESSIVOS DAS DÍVIDAS

DOS ESTADOS

Política

Dilma Rousseff | REUTERS/FRANCOIS LENOIR

CLÁUDIO [email protected]

Page 9: 20140227_br_metro sao paulo
Page 10: 20140227_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUINTA-FEIRA, 27 DE FEVEREIRO DE 2014www.metrojornal.com.br |10| {MUNDO}

Crimeia se torna barril de pólvora

Manifestantes se enfrentam em frente ao Parlamento da Crimeia, na capital Simferopol | BAZ RATNER/REUTERS

O corpo de um homem foi encontrado perto do Parla-mento da Crimeia, no sul da Ucrânia, onde houve choques entre manifestantes pró-rus-sos e partidários das novas au-toridades ucranianas.

Segundo as primeiras in-formações, ele morreu de cri-se cardíaca. Mas esta morte colocou ainda mais lenha na fogueira. Confrontos foram registrados ontem em Simfe-ropol, a capital da República Autônoma da Crimeia.

Mais de 5 mil pessoas se reuniram em frente ao Parla-mento, pró-russos de um la-do, tártaros pró-europeus do outro. Estes últimos consti-tuem 12% dos 2 milhões de habitantes da península, pa-ra onde retornaram em 1991, após terem sido deportados para a Sibéria por Stálin.

Membros de uma comu-nidade local de tradição mu-çulmana, os tártaros, carrega-vam bandeiras ucranianas e gritavam “Ucrânia, Ucrânia!”, enquanto os habitantes de língua russa exibiam bandei-ras da Rússia e da Crimeia e gritavam “Rússia, Rússia!”.

Houve algumas brigas,

mas os manifestantes foram contidos pela polícia.

Os pró-russos reclamam a realização de um referen-do sobre o status da Cri-meia, em meio às tensões separatistas que aumenta-ram com a destituição do presidente Viktor Yanuko-vitch. Eles querem ver a Cri-meia independente do resto da Ucrânia. Uma hipótese rejeitada pelo presidente do Parlamento local.

A Crimeia, que fez parte da Rússia soviética, foi adicio-nada à Ucrânia em 1954, mas continuou a abrigar a frota russa no Mar Negro. Por isso, é uma região altamente estra-tégica para Moscou.

O ministro russo da Defe-sa anunciou ontem o reforço da proteção da frota russa do Mar Negro, que tem sua ba-se no porto de Sebastopol, na Crimeia. As tropas foram “co-locadas sob alerta”. A opera-ção deve durar até 3 de março e mobilizar 150 mil homens.

Choques. Região autônoma, no sul da Ucrânia, foi palco de manifestações e confrontos entre partidários da influência russa e das novas autoridades do governo

Mar Negro

Mar Mediterrâneo

Kiev

Moldávia

Polônia

Eslováquia

Romênia

Bulgária

Turquia

RússiaBielorrússia

UCRÂNIA

Mar Negro

Rússia

UCRÂNIA

PENÍNSULA DA CRIMEIA

Mar de Azov

Mar Negro

Mar Negro

Simferopol(capital regional)

Kerch

Sebastopol Ialta

Teodósia

A Crimeia, que fez parte da Rússia soviética, foi adicionada à Ucrânia em 1954. Proclamou sua independência em 5 de Maio de 1992, mas concordou mais tarde permanecer parte do país como uma república autônoma. A cidade de Sebastopol está situada dentro da República, mas tem um status municipal especial no país por abrigar a frota russa no Mar Negro

ÁREA DO CONFLITO

Nome oficialLínguas oficiaisÁreaPopulação

República Autônoma da CrimeiaUcraniano, russo, tártaro da Crimeia26.081 km²cerca de 2 milhões de habitantes

MILTON BLAYCorrespondente das Rádios Bandeirantes e BandNews FM em Paris, na França

Page 11: 20140227_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUINTA-FEIRA, 27 DE FEVEREIRO DE 2014www.readmetro.com {MUNDO} |10|◊◊SÃO PAULO, QUINTA-FEIRA, 27 DE FEVEREIRO DE 2014

www.metrojornal.com.br |10| {MUNDO} SÃO PAULO, QUINTA-FEIRA, 27 DE FEVEREIRO DE 2014www.metrojornal.com.br {MUNDO} |11|◊◊

Tribunal

Filho de Gaddafi vai a julgamento na Líbia hoje

Herdeiro de Muammar Gaddafi, Saif Gaddafi vai a julgamento hoje na Lí-bia por corrupção e cri-mes contra a humanida-de. METRO

Estatística

Número de suicídios em ponte aumenta

A ponte Golden Gate, em San Francisco, nos Estados Unidos, regis-trou a marca de 46 sui-cídios em 2013, no que parece ser o ano com o maior número de casos nesse cartão-postal nor-te-americano, segundo levantamento de uma entidade. METRO

Vaticano

Bento 16 diz que renunciou sem pressões externas

O papa emérito Bento 16 qualificou de “absurdas” as especulações de que teria sido obrigado a ab-dicar. A lei eclesiástica diz que a renúncia pon-tifícia só é válida se o pa-pa tomar a decisão com plena liberdade e isento de pressões.

“Não há absolutamen-te nenhuma dúvida da validade da minha re-núncia do ministério pe-trino (de Pedro)”, disse o religioso de 86 anos em carta publicada ontem pelo site italiano Vatican Insider.

Bento 16 anunciou sua renúncia em 11 de fevereiro de 2013 e a efe-tivou no dia 28, tornan-do-se o primeiro pontífi-ce em 600 anos a deixar o cargo em vida. METRO

A ponteGolden Gate

O papa eméritoBento 16

BECK DIEFENBACH/REUTERS

MAX ROSSI/REUTERS

Uma das latas encontradas pelo casal e uma das moedas | DIVULGAÇÃO/KRING

Correa anuncia reformaO presidente de Equador, Rafael Correa, anunciou que pedirá a renúncia de todo o ministério e que vai reestruturar seu grupo po-lítico, depois de ter perdido as três maiores prefeituras do país nas eleições do fim de semana.

A oposição conquistou as prefeituras da capital Qui-to e da cidade industrial de Cuenca, além de ter manti-do o controle da capital eco-nômica e cidade portuária Guayaquil, impondo uma derrota ao governo.

O resultado das eleições levou Correa a reconhecer os erros cometidos na cam-

panha e na gestão de seu partido. Segundo o presi-dente, o partido caiu na in-tolerância, e por isso anun-ciou algumas mudanças.

“Vai haver uma crise de gabinete”, disse o presiden-te a jornalistas em Guaya-quil na terça-feira, acres-centando que a medida já estava sendo analisada an-tes das eleições.

“O problema não é o go-verno, conseguimos ganhar muito mais praças. Mas é a estrutura, é o Alianza País, não é o governo. Em todo caso, acreditamos que é ne-cessária uma oxigenação”, completou ele. METRO

Equador. Governo perde três das principais prefeituras do país nas eleições municipais do fim de semana e presidente anuncia mudanças em todo o corpo de ministros

No ano passado, latas com moedas que datam da épo-ca da corrida do ouro nos Estados Unidos foram des-cobertas na Califórnia por um casal, enquanto cami-nhava com seu cão. Segun-do a empresa que represen-ta os dois, pode ser o maior tesouro enterrado já encon-trado no país, no valor de mais de US$ 10 milhões.

As peças de ouro, data-das de meados do século 19

e em ótimas condições, fo-ram descobertas em oito la-tas de metal em decomposi-ção em abril passado, disse o especialista em numismá-tica David McCarthy.

“Já vimos naufrágios em que milhares de moedas de ouro foram encontradas, mas um tesouro enterrado desse tipo é inédito”, disse McCarthy. “Eu nunca vi esse valor de face e nem moedas nessas condições.” METRO

Tesouro. Casal desenterra moedas de ouro raras

Page 12: 20140227_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUINTA-FEIRA, 27 DE FEVEREIRO DE 2014www.metrojornal.com.br |12| {ECONOMIA}

Diante dos sinais de desa-celeração no nível de ativi-dade da economia brasilei-ra no fim do ano passado, o Copom (Comitê de Polí-tica Monetária) do Banco Central reduziu ontem o ritmo de alta da taxa bási-ca da economia brasileira. A taxa básica de juros da economia foi elevada em 0,25 ponto percentual, pa-ra 10,75% ao ano.

Nos encontros anteriores do Copom, os juros haviam avançado 0,5 ponto percen-tual por seis vezes seguidas. A decisão de ontem, que re-presentou a oitava alta se-guida na taxa Selic, confir-mou a expectativa da maior parte dos economistas do mercado.

A nova elevação também leva a Selic ao maior pata-mar desde o fim de 2011. “Dando prosseguimento ao processo de ajuste da taxa básica de juros, iniciado na reunião de abril de 2013, o Copom decidiu, por unani-midade, elevar a taxa Selic em 0,25 p.p., para 10,75% a.a., sem viés”, diz o comu-nicado do Copom.

A redução do aperto mo-netário reflete a percepção

da autoridade monetária de uma inflação ainda resisten-te, mas com sinais de desa-celeração da atividade eco-nômica, na avaliação de economistas.

O resultado do PIB (Pro-duto Interno Bruto) do quar-to trimestre será divulgado

hoje pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

As projeções dos analis-tas do mercado financei-ro vão de queda de 0,2% na atividade econômica a 0,5% frente ao trimestre anterior. METRO

Política monetária. Taxa de juros foi elevada ontem de 10,50% para 10,75% ao ano. Decisão foi unânime e já era esperada pelo mercado

EVOLUÇÃO

Rendimento mensal líquidoTAXA DE ADMINISTRAÇÃO AO ANO   0,5%   1%    1,5% 2%    2,5% 3%

PRAZODE RESGATE         

ATÉ 6 MESES                  

ENTRE 6 MESES E 1 ANO     

ENTRE 1 ANO E 2 ANOS        

ACIMA DE 2 ANOS               

0,63%

0,65%

0,67%

0,70%    

0,59%      

0,62%     

0,64%

0,66%      

0,52%     

0,54%     

0,57%     

0,59%     

0,49%    

0,51%   

0,53%   

0,55%    

0,45%

0,47%

0,49%

0,52%

Fundo é melhor investimento Poupança é melhor investimento

FUNDOS X POUPANÇA

FONTE: ANEFAC E BANCO CENTRAL

POUPANÇA 0,55% AO MÊS OU 6,17% AO ANO + TR

0,56%  

0,58%   

0,60%   

0,62%    

Selic ao ano, em %

7,257,25 7,257,2588 8,58,5

9910 10,50

10,75

2013 2014

7,5

9

10,5

ONTEM27/NOV 15/JAN09/OUT28/AGO10/JUL29/MAI17/ABR06/MAR16/JAN

9,59,59,59,5

7,57,5

BC reduz ritmo de alta da Selic

Fundos de renda fixa ficam mais atrativosCom o aumento da Selic, os fundos de renda fixa ga-nham mais atratividade e levam vantagem sobre a poupança na maioria das si-tuações, segundo estudo rea-lizado pela Anefac (Associa-ção Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade).

O rendimento da poupan-ça perde, independentemen-te do prazo de resgate, para os fundos de renda fixa com taxas de administração entre 0,50% e 1,50% ao ano. Sobre aplicações com taxa 2%, a ca-derneta é mais vantajosa pa-ra prazos até 12 meses.

A poupança vai conti-nuar se destacando frente aos fundos com taxas supe-riores a 2% ao ano pelo fato não pagar imposto de renda nem taxas de administração. “Este fato deverá provocar reduções nos custos das ta-xas de administração para os bancos não perderem clien-tes”, diz o diretor executivo da entidade responsável pe-lo estudo, Miguel José Ribei-ro de Oliveira. METRO

ENTENDA O CASO

BRESSER(1987)

Poupança com aniversário

de 1º a15/6/1987

31/3/2007

VERÃO(1989)

Poupança com aniversário

de 1º a15/1/1989

31/11/2008

COLLOR 1(1990)

Poupança com aniversário

de 1º a15/4/1990

31/3/2010

COLLOR 2(1991)

Poupança com aniversário

de 1º a15/1/1991

(há outras datas)

31/1/2011Prazo paraa ação

Quem teriadireito

PLANO

O ressarcimento das perdas provocadas nas aplicaçõespor planos econômicos implantados pelo governoentre 1987 e 1991 para combater a in�ação

O QUE OS POUPADORES PEDEM NA JUSTIÇA

A Petrobras prevê o fim da importação de derivados de petróleo pelo Brasil em 2020. Segundo a presiden-te da estatal, Graça Foster, o país vai alcançar a autossu-ficiência em volume de pe-tróleo produzido em 2015. Já a autossuficiência em de-rivados, com processamen-to totalmente adequado pa-ra atender demanda total, está prevista para 2020.

O Brasil atingiu a autossu-ficiência em 2006, mas per-deu o posto em 2010, com o aumento das importações por conta da alta da deman-da. As importações, a preços mais altos que os de venda no mercado interno, têm re-duzido as margens de lucro da companhia.

“O mercado de derivados no Brasil foi o que mais cres-

ceu no mundo”, disse a pre-sidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, em con-ferência com investidores. O Brasil deverá processar 3 mi-lhões de barris por dia em 2020, contra cerca de 2 mi-lhões de barris em 2013.

A Petrobras registrou lu-cro líquido de R$ 6,281 bi-

lhões no quarto trimestre de 2013, beneficiada pelo reajuste dos combustíveis. A divisão de Abastecimento continua, no entanto, apre-sentando prejuízo, uma vez que segue vendendo com-bustíveis no mercado inter-no a preços menores do que os de compra no exterior, se-gundo a “Reuters”.

Segundo Graça Foster, o preço da gasolina só será equiparado ao do mercado externo em 2015. A executi-va diz que o endividamento precisa ser controlado, o que levará dois anos para acon-tecer. “2014 é um ano dado, um ano posto, com inves-timentos já previstos”, afir-mou. A estatal prevê inves-timentos de R$ 94,6 bilhões em 2014, queda de 9% em re-lação ao ano passado. METRO

Petrobras vê fim de importação de derivados de petróleo em 2020 Ações atingem

menor valor desde 2005Mesmo com lucro aci-ma das projeções, a Pe-trobras registrou que-da em seus papéis, que atingiram níveis de 2005 e pressionaram a Bolsa para baixo mais uma vez. O Ibovespa en-cerrou ontem a sessão em baixa de 0,25%, aos 46.599,21 pontos.

As preferenciais da petroleira (PETR4), que dão prioridade na dis-tribuição de dividen-dos, caíram 3,53%, a R$ 13,68; é o menor valor de fechamento desde no-vembro de 2005.

As ordinárias da esta-tal (PETR3), que dão di-reito a voto, perderam 2,86%, a R$ 12,90. METRO

Bolsa

Graça Foster: equiparação de preçossó em 2015 | WILSON DIAS/ABR

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) adiou para 12 de março o julgamento do re-curso que definirá o cálcu-lo dos juros de mora que poderão ser pagos pelas per-das da poupança na implan-tação dos planos econômi-cos dos anos 1980 e 1990, em caso de decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) a favor dos investidores. O julgamento estava previsto para ontem, mas o relator do caso, ministro Sidnei Be-neti, pediu mais tempo para estudar o assunto.

O Banco Central e a Fe-braban (Federação Brasi-leira de Bancos) defendem que, no caso das ações civis públicas, os juros de mora devem começar a ser conta-dos quando o poupador en-trar com sua execução indi-

vidual. Para o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Con-sumidor), um dos autores das ações civis públicas, eles devem ser computados a partir da citação do réu na ação judicial na fase de conhecimento.

Nas contas da consulto-ria LCA, contratada pela Fe-braban, a decisão do STJ po-de reduzir a potencial conta das instituições de R$ 341,5 bilhões para R$ 128 bilhões.

O valor pode cair ainda mais, para R$ 23 bilhões, se a Justiça também aceitar o pedido de que as ações cole-tivas valham apenas para os poupadores do local onde foram julgadas, e não para todo o país. Essa discussão depende do julgamento de um segundo caso que tam-bém está no STJ. METRO

Poupança. STJ adia decisão sobre incidência de juros

O ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Bene-dito Gonçalves suspendeu ontem o trâmite de todas as ações relativas à corre-ção de saldos do FGTS por outros índices que não a TR (Taxa Referencial). A de-cisão alcança ações coleti-vas e individuais em todas as instâncias da Justiça Fe-deral e da Justiça dos Esta-dos, inclusive juizados es-peciais e turmas recursais.

A Caixa Econômica Fe-deral, que pediu a suspen-são, estima serem mais de 50 mil ações sobre o te-ma em trâmite no Brasil. Dessas, quase 23 mil já ti-veram sentença, sendo 22.697 favoráveis à CEF e 57 desfavoráveis. Ainda ha-veria em trâmite 180 ações coletivas, movidas por sin-dicatos, e uma ação civil

pública, movida pela De-fensoria Pública da União.

O saldo do FGTS é atua-lizado todo dia 10 de cada mês, respeitando a fórmu-la de 3% ao ano mais Taxa Referencial.

Só neste ano, R$ 6,8 bi-lhões deixaram de entrar no bolso dos trabalhadores até fevereiro pelo descola-mento entre o atual mode-lo de reajuste e os índices de preços, segundo o Insti-tuto FGTS Fácil. Em 2013, a cifra chegou a R$ 27 bi-lhões. METRO

FGTS. Trâmite de ações por correção maior é suspenso

50 milações pedem a correção do FGTS por outros índices que não a TR, segundo estimativa da Caixa

Page 13: 20140227_br_metro sao paulo
Page 14: 20140227_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUINTA-FEIRA, 27 DE FEVEREIRO DE 2014www.metrojornal.com.br |14| {CULTURA}

2CULTURA

Luto

Adeus, Arnesto

Ernesto Paulelli (foto), o homem que inspirou Adoniran Barbosa na

composição de “Samba do Arnesto”, morreu

ontem, aos 99 anos, de causas naturais. Advogado

e violonista, ele era morador da Mooca.

A recusa de empresas pro-dutoras de Blu-ray em fabri-car no Brasil o filme francês “Azul É a Cor mais Quente”, de Abdellatif Kechiche, devi-do a seu forte conteúdo eróti-co chamou a atenção não ape-nas pelo impedimento em si, mas pela falta de critérios cla-ros para tal decisão.

O igualmente polêmico “Ninfomaníaca – Parte 1”, que é repleto de cenas de sexo, já teve seu lançamento em Blu--ray anunciado.

A empresa designada para fazê-lo é a mesma Sonopress que recusou o longa francês. A distribuidora California Fil-mes informou que o processo de replicação das cópias ainda não foi iniciado e que não sa-be se haverá alguma rejeição por parte da fabricante, res-ponsável pela edição em Blu--ray, no Brasil, de “Anticristo” outro filme de Lars von Trier com fortes imagens de sexo.

O Metro Jornal procurou as empresas que teriam se re-cusado a produzir o disco de “Azul É a Cor mais Quente”, mas não obteve contato até o fechamento. METRO

Polêmica. Falta critério para edição de Blu-ray no Brasil

Para promover “Tudo por um Furo”, que estreia amanhã no Brasil com Cid Moreira co-mo narrador na versão dubla-da, Will Ferrell embarcou em uma louca turnê de divulga-ção. Mas, para ele, esse é um trabalho feito com amor.

Ele e o coroteirista e dire-tor Adam McKay haviam ju-rado nunca fazer sequências. “Apesar de sermos totalmen-te contra, tínhamos essa con-versa paralela de que, se um dia fizéssemos, provavelmen-te seria de ‘O Âncora’”, con-fessa o ator.

O filme original, lançado em 2004, conquistou um sta-tus quase cult após seu lança-mento em DVD. “As pessoas começaram a se apaixonar por esse filme após o assisti-rem repetidas vezes”, afirma.

Em “Tudo por um Fu-ro”, Ron Burgundy se reúne

a sua equipe, formada por Paul Rudd, Steve Carell e Da-vi Koechner, em uma nova época – os anos 1980 – e com novos desafios: um canal de notícias 24 horas com uma mulher negra como chefe.

Em termos de quantidade de piadas, o longa apresenta um volume parecido com o primeiro. A grande diferen-ça está no número de parti-cipações especiais, agora ain-da maior. Kanye West, Will Smith, Tina Fey, Liam Neeson e Harrison Ford são uma pe-quena fração dos nomões que emprestam o rosto ao filme.

“Aí está o amor das pes-soas por ‘O Âncora’”, aponta o ator que, originalmente, que-ria Brad Pitt no papel do ânco-ra rival Jack Lime, conquista-do por James Marsden.

Will Ferrell diz ainda que o clima do filme é de uma re-união de colegas dos tempos de colégio. “Só o fato de estar-mos de volta a nossos figuri-nos deixou todo mundo senti-mental”, lembra-se ele.

“Vai soar como algo um tanto clichê, mas não sei se já trabalhei tão próximo de um elenco quanto desse. A for-ma como desenvolvemos es-se senso de deixar o colega ser engraçado sem qualquer competição real é algo bas-tante raro”, conclui.

Ferrell (esq.), Rudd e Carell na cena mais surpreendente do filme | DIVULGAÇÃO

LIZ BROWN METRO INTERNACIONAL

Estreia amanhã. Will Ferrell quebra promessa de nunca fazer sequências e volta a encarnar o apresentador Ron Burgundy na continuação de ‘O Âncora’. Participações especiais são destaque de ‘Tudo por um Furo’

Comédia ‘jornalística’ faz reunião de astros

“Estarmos de volta a nossos figurinos deixou todo mundo sentimental.” WILL FERRELL, ATOR

Morre aos 66 anos o violonista Paco de LucíaO violonista espanhol Pa-co de Lucía morreu na ma-nhã de ontem vítima de um ataque cardíaco. A mor-te foi anunciada pela pre-feitura de Algeciras, cidade onde ele nasceu, em 1947, na província de Cádiz, na Espanha.

Paco passava férias em sua casa em Cancún, no México, e morreu brincan-do com seus filhos, “ao la-do do mar”, de acordo com nota divulgada pela famí-lia. “Não há consolo nem para os que o conheciam, nem para os que o ama-vam, sem conhecê-lo”, di-zia o comunicado

O artista espanhol foi um dos principais nomes da música flamenca e aju-dou a revolucionar o estilo entre as décadas de 1960 e 1970 ao misturar ao tradi-cional gênero espanhol rit-mos como o jazz, blues, sal-sa, pop e até a bossa nova. Uma de suas gravações é uma versão para “Oceano”, de Djavan.

Sua história na músi-ca começou cedo, aos sete anos, quando aprendeu a tocar violão. Aos 12 já tinha

um grupo, o dueto Los Chi-quitos de Algeciras, com seu irmão Pepe nos vocais.

Anos mais tarde, Paco alcançou seu auge ao lado do cantor e símbolo do fla-menco Camarón da la Is-la (1950-1992), com quem gravou cerca de dez discos

com o nome de El Cama-rón-De Lucía.

Paco esteve no Brasil em novembro do ano passado, quando fez apresentações em São Paulo, Rio e Porto Alegre. Casado pela segun-da vez, o músico deixa cin-co filhos. METRO

Paco durante show em Madri, em 2010 | CARLOS ALVAREZ/GETTY IMAGES

Show 1

Céu canta Bob MarleyA cantora interpreta as canções do disco “Catch a Fire”, gravado por Bob Marley em 1973. No Bour-bon Street (r. dos Chanés, 127, tel.: 5095-6100; hoje, às 22h30; R$ 75). METRO

Show 2

Wunmi apresenta seu afrobeatA cantora britânica de origem nigeriana traz ao país sua mistura de sons, que vão de Fela Kuti a Björk. Serão dois shows, hoje e amanhã, às 21h30, na choperia do Sesc Pom-peia (r. Clélia, 93, tel.: 3871-7700; R$ 30). METRO

Show 3

Gabriel Rossi lança novo discoO gaitista lança hoje, às 21h, o disco “Urbano”, seu oitavo trabalho co-mo solista. No Teatro do Sesc Pompeia (r. Clélia, 93, tel.: 3871-7700; R$ 16). METRO

Page 15: 20140227_br_metro sao paulo
Page 16: 20140227_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUINTA-FEIRA, 27 DE FEVEREIRO DE 2014www.metrojornal.com.br |16| {VARIEDADES}

Para falar com a redação: [email protected] também no Facebook: www.facebook.com/metrojornal

www.metrojornal.com.br

Acesse metrojornal.com.br e confira as reportagens em andamento que estão na área “Faça o Metro de Amanhã” na nossa página inicial. 

Aqui, você irá além dos comentários. Sua participação vai nos ajudar no desenvolvimento de reportagens que também serão publicadas – com a sua assinatura – na versão impressa do Metro.

VOCÊ JÁ VISITOU O SITE DO METRO HOJE? 

O exercício da sua fé, a dedicação a temas espirituais e prazeres culturais serão bem-vindos para compensar desgastes da rotina.

Fará muito bem dedicar atenção à te-mas que revitalizem o seu emocional, como terapias, temas es-pirituais, meditação e exercícios.

Horóscopo Está escrito nas estrelas www.estrelaguia.com.br

Os invasores

Cruzadas

Sudoku

Metro Pergunta

Siga o Metro no Twitter:

@jornal_metro

Fifa diz confiar na segurança do Brasil durante a Copa. Você acha que os atos podem prejudicar o evento?

Leitor fala

@christianbenderSim. Apesar das manifestações serem legítimas, com esses protestos a ima-gem do país pode ficar ainda pior.

‘Rolezinho’Li a reportagem “Associação vai or-ganizar ‘roles’” no Metro Jornal de ontem. Depois do assunto esfriar, a Alshop agora quer organizar esses encontros com jovens menores de idade em shoppings, parques e pra-ças. Em minha opinião, quem deve-ria cuidar desses garotos são os pais deles, não uma associação de lojis-tas de shoppings.MARIA SILVA - SÃO PAULO, SP

Panes na linha 4-AmarelaLi que a “Linha 4-Amarela tem 3 pa-nes em uma semana” no Metro Jor-nal de ontem. A situação do trans-porte metroviário da cidade, que já era caótica, parece piorar dia após dia. É assim que o metrô, que sem-pre está superlotado, trata seu usuá-rio, que paga em dia impostos mui-to caros. MARCOS BARBOSA - SÃO PAULO, SP

Caso sinta a necessidade de mais auto-nomia e de se desprender de padrões, faça isso com paciência e sem ignorar lugares e pessoas.

É essencial saber se colocar no lugar das pessoas e valorizar suas experiências para compreender atitu-des sem opinar precipitadamente.

Um pouco mais de disciplina será es-sencial no trabalho. Cuide para que seu senso crítico não deixe você exigente demais.

Propensões para mais empenho a estudos e atividades culturais. Temas que funcionam como um elixir aos sagitarianos.

Dia mais propício para se desa-pegar do que não serve, sejam objetos ou mesmo relações. Algo que fará muito bem para novas prioridades.

Boa ocasião para expressar as emo-ções e surpreender quem gosta com atitudes prestativas. Tende a estar mais sentimental.

Momento para superar algumas cismas e receios ligados à vida amorosa. Nada de se culpar por algo que não deu certo ou situações antigas.

Situações mais intensas e exposições de sentimentos marcarão o convívio com quem se relaciona ou se estiver em paquera.

Fará bem uma dedicação extra ao seu habitat, família, vizinhança e tudo que faça parte da sua his-tória para preservar bons sentimentos.

Não deixe que suas obrigações impe-çam de aproveitar prazeres e momentos especiais com as pes-soas que mais gosta.

[email protected]

Economista com MBA em Finanças (USP), orientador de famílias e educador em empresas,é colunista da BANDNEWS FM e fundador da SOBREDinheiro. Diretor do site www.oplanodavirada.com.br, da EKNOWMIX Consultores Integrados e da TECHIS SA.

COMPRA PARCELADA: GANHOFINANCEIRO VALE A PENA?Comércio. Imagine um lojista que comercializa smart-phones de um determinado modelo. Sua loja pagou ao fabricante R$ 500,00 por cada aparelho. Fazendo os cál-culos na ponta do lápis, o lojista chega à conclusão de que, se vender por R$ 700,00 (com R$ 200,00 de mar-gem sobre o custo da mercadoria), conseguirá ajudar a pagar seus custos de operação (que cabe àquele item bancar), e ainda obterá o lucro desejado (para aque-la peça). Daí, então, ele anuncia o smartphone por R$ 700,00 à vista, certo? Errado.

“Sem juros”. O lojista sabe que bem pouca gente tem R$ 700,00 prontos. Nem tanto porque o brasileiro ga-nhe pouco (até poderia ganhar mais) mas principal-mente porque não tem cultura de poupança, e daí nunca tem dinheiro maior pronto para nada. Se pe-dir R$ 700,00 na lata por cada aparelho, ficará com estoque encalhado. Então ele anuncia o tal celular por 12 parcelas “sem juros” de R$ 69,90. Para que de-sembolsar R$ 700,00 se você pode pagar uma parceli-nha de 10% deste valor?!

Vendido! Ofertando este plano de parcelamento “sem juros”, o lojista acabará “rasgando de vender” o tal smartphone, pois viabilizou a venda tanto àqueles que não tinham o dinheiro pronto (nove a cada 10 poten-ciais compradores), como àquele (uma a cada 10) que tem a grana toda mas não tem “coragem” de torrar se-te notinhas de cem num mero celular. De quebra, am-pliou seu lucro: agora vai apurar R$ 838,80 no total, R$ 138,80 ou 20% a mais. Parte irá para o banco, mas outra ficará na loja, mesmo.

Vantagem! Logo que surgiram os parcelamentos – em três, em seis, em 10 e mais recentemente em 12 vezes “sem juros” – ainda havia a pecha de que parcelar era coisa de pobre. Para evitar o preconceito do consumidor, nada como “racionalizar a vergonha”. Surgiu assim o ar-gumento de que “ao parcelar, você manterá o dinheiro aplicado, e ele ficará rendendo juros, dando a você uma boa vantagem financeira!”.!

Vantagem? Quem tiver dinheiro aplicado e preferir pagar em três (não à vista), ganhará pífios 0,60% (de juros) sobre o valor da compra. Mesmo que o parcelamento seja em 12, o ganho será de 3%, ainda diminuto frente ao possível desconto à vista e ao risco de bagunçar o orçamento com tanta parcela pendurada, amargando os elevados juros das dívidas emergenciais. Quer saber? Distância das par-celas! Se tiver, compre; se não, junte! Daí compre à vista e com desconto, sem carnê e sem medo de ser feliz!

Na ponta do lápis

Page 17: 20140227_br_metro sao paulo
Page 18: 20140227_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUINTA-FEIRA, 27 DE FEVEREIRO DE 2014www.metrojornal.com.br |18| {ESPORTE} 3

ESPORTE

Real goleia e fica perto das quartasO Real Madrid praticamen-te assegurou ontem a vaga nas quartas de final da Li-ga dos Campeões da Euro-pa. Em Gelsenkirchen, na Alemanha, o clube espa-nhol goleou o Schalke 04 por 6 a 1.

Na Espanha, dia 18 de março, o Real pode per-der por até quatro gols que, ainda assim, estará classificado.

O trio ofensivo formado por Bale, Cristiano Ronal-do e Benzema funcionou à perfeição. Todos eles ba-lançaram as redes duas ve-zes e comandaram o baile espanhol.

Com a fatura quase li-quidada – aos 45 minutos da etapa final, quando per-dia por 6 a 0 –, o holandês Huntelaar descontou para o time da casa.

Empate turcoEm Istambul, na Turquia, Galatasaray e Chelsea em-pataram ontem por 1 a 1 no primeiro embate das oi-tavas de final. No dia 18 de março, as equipes decidem

em Londres quem avança às quartas.

Fernando Torres abriu o placar para os ingleses aos 8 minutos do 1º tempo. Aos 20 minutos da etapa final, Chedjou empatou. METRO

Liga dos Campeões. Espanhóis atropelam Schalke 04 na Alemanha e encaminham classificação. Galatasaray e Chelsea ficam no empate

Cristiano Ronaldo anotou dois | INA FASSBENDER/REUTERS

‘Oscar do esporte’

SeleçãoA equipe do técnico Luiz Felipe Scolari concorre ao prêmio Laureus na

categoria de melhor time de 2013. A premiação

acontece em 26 de março, na Malásia.

A Arena Amazônia, em Ma-naus, será o próximo

estádio da Copa do Mundo a ser inaugurado. O estádio amazonense receberá o pri-meiro jogo no dia 9 de março.

Será o confronto entre Na-cional-AM e Remo-PA, válido pela volta da segunda fase da Copa Verde – competição da CBF com equipes das regiões Norte e Centro-Oeste (menos Goiás) e do Espírito Santo.

A partida deve ter, no má-ximo, 20 mil torcedores. A ca-pacidade total do estádio é de 42.374 pessoas.

Com 97% das obras con-cluídas, a Arena Amazônia vai abrigar quatro partidas do Mundial, todas pela fase de grupos. O confronto entre In-glaterra x Itália, inclusive, te-rá torcedores ilustres: os mú-sicos Paul McCartney e Mick Jagger já têm reservas em um hotel de Manaus para acom-panhar o duelo.

Beira-RioA prefeitura de Porto Alegre anunciou que as obras no entorno do Beira-Rio só fica-rão prontas daqui a quatro meses, ou seja, durante a Copa. Cinco jogos ocorrerão no estádio gaúcho. METRO

Copa. Arena Amazônia será inaugurada no dia 9

Estádio de Manaus está 97% pronto | ARLESSON SICSU/FUTURA PRESS

Page 19: 20140227_br_metro sao paulo
Page 20: 20140227_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUINTA-FEIRA, 27 DE FEVEREIRO DE 2014www.metrojornal.com.br |20| {ESPORTE}

Reforçado, Verdão pega São Bernardo

O Palmeiras terá retornos importantes para o duelo contra o São Bernardo ho-je, às 19h30, no Pacaembu, pela 11ª rodada do Cam-peonato Paulista.

O volante Wesley es-tá de volta depois de duas rodadas poupado por con-ta de dores musculares, as-sim como o lateral-esquer-do Juninho, que reassume a posição após ter sido pre-servado do duelo do últi-mo fim de semana – quan-do o Verdão perdeu o jogo (3 a 1) e a invencibilidade para o Botafogo.

Além disso, o técnico Gilson Kleina confirmou a

escalação do meia Valdivia, que viaja na sexta-feira pa-ra jogar o amistoso da Se-leção Chilena contra a Ale-manha, no dia 5 de março, em Stuttgart.

Bruno César, expulso no último jogo, está fora do confronto. METRO

Retorno. Palmeiras terá as voltas de Wesley e Juninho hoje, às 19h30, contra o São Bernardo

Wesley está garantido no jogo de hoje | CÉSAR GRECO/FOTOARENA/FOLHAPRESS

Gabriel pode atuar como meia contra o Bragantino | GUILHERME DIONIZIO/FOLHAPRESS

O atacante Gabriel esteve en-tre os titulares do Santos no treino tático de ontem – o úl-timo antes do jogo contra o Bragantino, hoje, às 21h, na Vila Belmiro.

O jovem de 17 anos, que lidera a artilharia do Peixe no Paulistão com quatro gols – ao lado de Cícero –, foi testa-do por Oswaldo de Oliveira. O técnico não confirma sua escalação, mas admite que a possibilidade é grande.

Se jogar, Gabriel deve ser usado na função de meia, que estava sendo exercida por Cícero. Assim, o cami-sa 8 seria recuado para jo-gar como volante ao lado de Arouca. METRO

Na Vila. Gabriel pode aparecer no time titular

• Estádio. Vila Belmiro, às 21h• Transmissão. Rádio

Bandeirantes, BandNews FM, Bradesco Esportes FM e SporTV

SANTOS BRAGANTINO

• Estádio. Pacaembu, às 19h30• Transmissão.

Rádio Bandeirantes

PALMEIRAS SÃO BERNARDO

“É uma alternativa muito provável, mas seguimos analisando. Fiz o treinamento e gostei do que vi” OSWALDO DE OLIVEIRA, TÉCNICO DO SANTOS

Novela

Justiça brasileira vai investigar caso Neymar

A exemplo do que aconte-ceu na Espanha, a Justiça brasileira também deci-diu investigar a contrata-ção do atacante Neymar, ex-Santos, pelo Barcelona. A informação é do jornal espanhol “Marca”.

A transferência do as-tro brasileiro de 22 anos provocou uma grande turbulência na Espanha depois que um sócio do Barça apresentou uma de-núncia contra o ex-pre-sidente do clube, Sandro Rosell, por “apropriação indébita”. Rosell até pediu demissão do cargo.

Segundo a publicação, a Justiça brasileira tam-bém pediu para ver a do-cumentação relativa à transferência para o ti-me catalão. Os documen-tos devem chegar ao Brasil até a primeira semana de março e o pai do atacan-te deve ser chamado pa-ra prestar esclarecimentos na segunda quinzena do mesmo mês. METRO

Page 21: 20140227_br_metro sao paulo
Page 22: 20140227_br_metro sao paulo

SÃO PAULO, QUINTA-FEIRA, 27 DE FEVEREIRO DE 2014www.metrojornal.com.br |22| {ESPORTE}

Paulistão 11ª rodada

CLASSIFICAÇÃO1ª fase

GRUPO A P V GP SG

1º PENAPOLENSE 18 6 13 32º SÃO PAULO 18 5 19 73º LINENSE 10 3 7 -74º COMERCIAL 8 2 10 -65º A. SOROCABA 8 2 12 -9

GRUPO B P V GP SG

1º BOTAFOGO 19 6 19 32º ITUANO 18 5 12 53º CORINTHIANS 17 5 15 -14º AUDAX 16 4 10 25º XV PIRACICABA 11 3 12 -4

GRUPO C P V GP SG

1º SANTOS 23 7 20 112º PONTE PRETA 18 6 11 -13º SÃO BERNARDO 18 5 11 54º PORTUGUESA 14 4 16 35º PAULISTA 2 0 7 -12

GRUPO D P V GP SG

1º PALMEIRAS 23 7 17 92º BRAGANTINO 16 5 11 33º RIO CLARO 15 4 15 24º MOGI MIRIM 12 3 14 -65º OESTE 5 1 9 -7

Classificados para 2ª fase

ONTEM

2 X 0PORTUGUESA MOGI MIRIM

3 X 0CORINTHIANS COMERCIAL

1 X 3XV PIRACICABA SÃO PAULO

PAULISTA

J IU AN D I

1909

HOJE

19h30

XPALMEIRAS SÃO BERNARDO

21h

XSANTOS BRAGANTINO

AMANHÃ

19h30

XITUANO LINENSE

19h30

XA. SOROCABA AUDAX

SÁBADO

18h30

XBOTAFOGO PENAPOLENSE

18h30

XPONTE PRETA OESTE

18h30

XRIO CLARO PAULISTA

O Corinthians não só mante-ve a boa fase como deu mais um passo importante rumo à classificação à próxima fa-se do Campeonato Paulista. Diante do Comercial, no Pa-caembu, o alvinegro venceu por 3 a 0.

E o triunfo saiu dos pés de um jogador que a torcida ain-da não conhece muito bem: Luciano. O jovem foi às redes aos 41 minutos do 1o tempo, ao escorar, de dentro da pe-quena área, cruzamento per-feito do lateral Uendel.

O toque foi o primeiro do atleta na partida, que havia

entrado no lugar do peruano Paolo Guerrero, que sofreu uma lesão no joelho – ele se-rá avaliado para saber a gravi-dade do problema.

No 2º tempo, a estrela de Luciano brilhou de novo: aos 44 minutos, ele anotou mais um. Nos acréscimos, Gil mar-cou o terceiro e deu números finais ao jogo. METRO

No Pacaembu. Timão vence e mantém boa fase

CORINTHIANS COMERCIAL

3 0

No dia em que completou 400 jogos no comando do São Paulo, o técnico Mu-ricy Ramalho voltou a sor-rir. Não só pelo fato de ser o quatro treinador em nú-mero de jogos pelo Tricolor – ele está atrás de Telê San-tana (411), José Poy (422) e Vicente Feola (532). Depois de quatro partidas, enfim, o São Paulo voltou a vencer no Paulistão.

Em Piracicaba, o Tricolor bateu o XV por 3 a 1, de vira-da. Na próxima quarta-feira, o clube volta a campo: rece-be o Audax, no Morumbi, às 22h, pelo estadual.

O jogoDois minutos foi o tempo necessário para o XV abrir o placar no estádio Barão de Serra Negra. Em escanteio cobrado pelo lado esquerdo, Danilinho levantou a bola na área. Em meio a confu-são, Cafu desviou e deixou o XV na frente.

Aos poucos, o São Paulo

foi melhorando e ganhando volume de jogo. Até que, aos 12 minutos, chegou ao em-pate com Luis Ricardo.

Osvaldo cruzou rastei-ro da esquerda e o lateral se antecipou para deixar tudo igual em Piracicaba.

O gol deixou a situação parelha. Levemente supe-rior, o São Paulo teve chan-ces de ampliar; o XV tam-bém teve oportunidades.

Na etapa final, o Trico-lor também esteve melhor. Teve mais chances, traba-lhou melhor a bola e conse-guiu a virada aos 23 minu-tos com Luis Fabiano, após bom passe de Ganso.

Pabon fez o terceiro ao converter pênalti sofrido por Luis Fabiano, aos 41 mi-nutos. METRO

No interior. São Paulo vence o XV no dia em que Muricy chega a 400 jogos como técnico

Muricy ganhou camisa comemorativa das 400 partidas | RODRIGO VILLALBA/FUTURA PRESS

Vitória para o professor

Foragido se entregaTiago Aurélio dos Santos Ferreira, suspeito de parti-cipar da invasão ao CT do Corinthians, dia 1º de fe-vereiro, e um dos 12 tor-cedores presos em Oruro, na Bolívia, ano passado, se entregou ontem na sede do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), em São Paulo.

Ele estava foragido des-de o último dia 20, quan-

do policiais prenderam Tarcísio Baselli Diniz e Ga-briel Monteiro de Cam-pos, ambos suspeitos de terem participado da in-vasão. Danilo dos Santos Gomes também foi pre-so, mas por posse de arma. Outros dois corintianos es-tão foragidos.

Membro da Pavilhão Nove, Ferreira esperou o nascimento da filha para se apresentar. Ele será en-caminhado ao 77º Distrito Policial, no Centro de São Paulo. METRO

Invasão ao CT

XV PIRACICABA SÃO PAULO

1 3

Page 23: 20140227_br_metro sao paulo

SÃO

PAU

LO - Q

UIN

TA-FEIR

A, 27 D

E FEVER

EIRO

DE 2014

Page 24: 20140227_br_metro sao paulo