2013 reforma protestante

Download 2013   reforma protestante

Post on 29-Dec-2014

531 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • 1. REFORMA PROTESTANTE1- CONTEXTO HISTRICO:1.1- Incio do sculo XVI no Norte da Europa.1.2- Processo final de formao das monarquiasnacionais absolutistas.1.3- Grandes navegaes: transformaes econmicas,sociais, ideolgicas e comportamentais.2- AS CRTICAS IGREJA CATLICA:2.1- Vida imoral do clero: desrespeito aos votos depobreza e castidade.2.2- Venda de indulgncias e relquias.2.3- A prtica aberta da simonia, que era a venda decargos eclesisticos.2.4- Busca da separao definitiva entre podertemporal e poder espiritual.
  • 2. 2.5- Conflitos diretos:a- Igreja Catlica vs. Nobreza: confrontos a respeito dapropriedade de terras e da arrecadao de impostos, alm dasquestes da manuteno de privilgios.b- Igreja Catlica vs. Burguesia: disputa ideolgica emrelao a usura.c- Igreja Catlica vs. monarcas: os reis desejavam o controledas rendas da Igreja e o uso da religio como instrumento decentralizao poltica.Poder nacional vs. poder supranacional
  • 3. 3- O LUTERANISMO:3.1- O monge agostiniano Martinho Lutero;3.2- A teologia de Lutero:a- A justificao pela f.b- A salvao Dom de Deus, por isso, jejuns, oraes,penitncias,idas ao templo, etc, seriam inteis.c- A bblia a verdade absoluta, diminuindo aautoridade da Igreja Catlica e do papa.d- Sacramentos bblicos, na viso luterana: ceia ebatismo.e- Aboliu a confisso, o jejum, o celibato clerical e oculto aos santos
  • 4. 3.3- Desentendimentos com a Igreja Catlica:a- Venda de indulgncias, dispensando qualquer tipo de mnimoarrependimento. Tetzel (dominicano) x Lutero (agostiniano)b- Protesto e a fixao das 95 teses na porta da Igreja do Castelo deWittenberg, condenando os abusos das indulgncias e desafiando qualquerum para um debate bblico.c- Dieta de Augsburg 1518.d- Divulgao de suas idias atravs de panfletos: Apelo NobrezaGermnica, O Cativeiro Babilnico; Sobre a Liberdade do HomemCristo. e- Lutero foi excomungado em 1520 pelo papa Leo X que ordenoutambm a queima dos seus livros. Lutero queimou a Bula em praa publica f- Dieta de Worms 1521; g- Foi seqestrado por seus aliados e ficou sob os cuidados deFrederico. h- Foi ordenada sua priso em todo Sacro Imprio Germnico eproibida a leitura dos seus escritos.
  • 5. EXPANSO DO PROTESTANTISMO ENTRE OS SCULOS XVI E XVII
  • 6. 4- CALVINISMO:4.1- O ESTUDIOSO JOO CALVINO:a- Famlia mais abastada que a de Lutero; benefcioseclesisticos para pagar seus estudosb- Formao humanista diferente de Lutero: Mestre emArtes; Filosofia e Direitoc- Estudou na Frana um dos centros de discusso entrereformistas e conservadores cristos: conheceu asdoutrinas de Wyclif, Huss e Lutero.d- Doutrinas que consideravam fundamentais: Trindade,Encarnao, Comunho e a Ceia.e- Institutas da Religio Crist 1 edio um livroseis captulos em latim oito edies bilnges (francslatim); na ultima 14 livros.
  • 7. 4.2- SEU TEMPO EM GENEBRAa- Genebra, deixou de ser um local de descanso paravirar sua casa.b- Seu zelo pela palavra, a organizao dajurisprudncia do evangelho e a exigncia de umaconverso real, provocaram choques com a burguesia.Ex: a excomunho dos infiis.c- Ordenanas Eclesisticas: ligao entre o Estado e aIgreja.d- Acusao e execuo de Servetto que fugia daInquisio Catlicae- Poder absoluto controle do cotidiano das pessoasf- Academia de Genebra. Teologia.
  • 8. C- Intelectualidade: a) Humanistas Bblicos b) Traduo do novo testamento para o ingls. c) Os inscritos de Lutero. Henrique VIII5 A REFORMA NA INGLATERRA:5.1- Causas da Reforma:A- A tradio na nfase da autoridadebblica e a necessidade de comunho comCristo; (Wycliffe)B- Centralizao poltica; formao doEstado nao; combate a influencia deRoma.
  • 9. 5. 2) Reforma eclesistica sobre Henrique VIII:A- Anulao do casamento com Catarina para assumir seu relacionamento comAna Bolena;B- Casamentos estratgicos na famlia;C- Clemente VII pressionado por Carlos V (Espanha e Alemanha) no anulou ocasamento;D- Henrique persegue o clero fiel a Roma e fortalece seus aliados Submisso do Clero Ato de Supremacia Aliana com a classe mdia terras da Inglaterra; apoio poltico-econmico-militar.E- Implantaes e contradies: Maria Tudor apoiou a Contra-Reforma Elisabeth moderao; tentativa de conciliao;- Livro de orao multa por faltar o culto dominical.- Ato de Supremacia- Ataque da Armada Espanhola. (Filipe da Espanha)F- Igreja oficial ligada ao Estado: doutrina protestante / liturgiacatlica.
  • 10. 6- CONTRARREFORMA CATLICA:6.1. Conjunto de aes da Igreja Catlica, cujoobjetivo era impedir o avano do protestantismo naEuropa;6.2. Criao da Companhia de Jesus;6.3. Conclio de Trento;6.4. Criao do Index Librorum;6.5. Restabelecimento dos Tribunais do Santo Ofcioou Inquisio;