2013 1o tri lição 6_a viuva de sarepta

Download 2013 1o tri lição 6_a viuva de sarepta

Post on 06-Jul-2015

5.551 views

Category:

Documents

3 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. LIES BBLICAS DE EBD - CPAD1 TRIMESTRE DE 2013LIO 6 A VIVA DE SAREPTAProf. Ms. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br IEADSJP_EBDTV

2. REFERNCIATEXTO/TEMAEm verdade vos digo que muitasvivas existiam em Israel nosdias de Elias, quando o cu secerrou por trs anos e seisTexto ureomeses, de sorte que em toda a (Lc 4:25-26) terra houve grande fome; e anenhuma delas foi enviado Elias,seno a Sarepta de Sidom, umamulher vivaPara socorrer e sustentar osVerdade prtica seus filhos, Deus usa os meiosmais inesperados.Comentasobre osustentomiraculoso de Elias por umaLeitura bblica em classeviva pag, aps a seca ter (1 Rs 17:8-16) atingindo sua zona de conforto(Fonte de Querite) 3. INTRODUO Elias perde sua zona de conforto na Fontede Querite atingido pela seca; Deus manda buscar auxlio de uma vivapag e pobre; Influncia da Palavra e orao na vida deElias. 4. I UM PROFETA EM TERRAESTRANGEIRA 5. I UM PROFETA EM TERRA ESTRANGEIRA A Fonte de Querite Aps anunciar a grande seca, Deus orienta Elias ase refugiar na Fonte de Querite (sombra e guafresca); A grande seca profetizada por Elias atinge suafonte tambm; Quem faz de Querite seu ponto final terproblemas porque certamente secar.AP H quanto tempo voc est na provisotemporria de Deus para seu tempo de crise? 6. I UM PROFETA EM TERRA ESTRANGEIRA Elias em Sarpeta Sarepta, pequena localidade a cerca de 15 kmde Sidom, terra de Jezabel (1 Rs 17:9; 16:31); Refugiado na terra do inimigo, onde no oprocuraram (1 Rs 18:10);AP As vezes, Deus permite ficarmos no territrio doinimigo para manifestar seu poder e misericrdia pormeio de ns. 7. Sinopse do tpicoNum momento de crise Elias se afastou doseu povo e de sua terra e refugiou-se em territrio fencio. (Lies bblicas, p. 42) 8. II UMA ESTRANGEIRA NO PLANO DEDEUS 9. II UMA ESTRANGEIRA NO PLANO DEDEUS A soberania e a graa de Deus Deus havia ordenado viva (1 Rs 17:9); As vezes, as pessoas fazem a vontade de Deusmesmo sem saber (ilustrao); Dentre todas vivas que existiam, mesmo emIsrael, Deus escolhe uma estrangeira Jesus (Lc4:25-26).AP Deus est no controle de todos e tudo. Mesmoque as circunstncias sejam contrrias, confie emDeus? 10. II UMA ESTRANGEIRA NO PLANO DEDEUS A providncia de Deus O texto bblico no fala que Elias questionou aordem de Deus (1 Rs 17:10); O que passou na cabea de Elias? Ser que a experincia proviso durante a estadiana Fonte de Querite serviu-lhe como confiana (1Rs 17:4-6)?AP Voc tem confiando na providncia de Deus nosmomentos de crise? 11. Sinopse do tpicoPela sua soberania e graa Deus incluiu uma estrangeira em seu plano. (Lies bblicas, p. 42) 12. III O PODER DA PALAVRA DE DEUS 13. III O PODER DA PALAVRA DE DEUS A escassez humana e a suficincia divina A viva que deveria alimentar Elias estavapassando por necessidade (1 Rs 17:12); O pouco (punhado) colocado nas mos de Deusse multiplica.AP Voc tem colocado o que voc tem nas mos deDeus? 14. III O PODER DA PALAVRA DE DEUS Deus vela pela sua Palavra ( Deus, aprioridade maior?) A autoridade de um ser humano na direo de Deus (1 Rs 17:13-15); Por ter confiado na palavra e obedecido a orientao do profeta de Deus, a viva no perdeu a beno. AP Voc tem seguido a orientao dos verdadeiros profetas de Deus? 15. Sinopse do tpicoNa escassez humana vemos a suficincia divina atravs do poder da Palavra de Deus.(Lies bblicas, p. 43) 16. IV O PODER DA ORAO 17. IV O PODER DA ORAO A orao intercessria Tiago confirma que Elias orou antes de afirmar aAcabe que no choveria por um perodo de tempo(Tg 5:17 X 1 Rs 17:1); Novamente, quando o filho da viva morre, Eliasd o exemplo da orao empatia (1 Rs 17:19-20).AP Comotem sido sua prtica de oraointercessria? 18. IV O PODER DA ORAO A orao perseverante Ao orar pelo filho dviva, Elias foiperseverante (1 Rs 17:21); Muitos desistem fcil na busca de objetivos pormeio da orao; Jesus tambm comentou sobre a importncia dapersistncia na orao (exemplo Lc 18:1).AP Como tem sido perseverante em sua prtica deorao? 19. Sinopse do tpicoO clamor intercessrio e perseverante confirmam o poder da orao. (Lies bblicas, p. 43) 20. CONSIDERAES FINAIS 21. CONSIDERAES FINAIS Este episdio na vida de Elias demonstra:1. A soberania de Deus sobre a histria, reinos e naes;2. Proviso divina,mesmonaspiores condies de escassez;3. Deus vela pela sua Palavra e est atento para a orao daqueles que oram, segundo a sua Vontade. 22. REFERNCIAS BIBLIOGRFICASBUIS, Pierre. O livro dos Reis. So Paulo: Paulus, 1997.CERESKO, Anthony. Introduo ao Antigo Testamentonuma perspectiva libertadora. Rio de Janeiro: Paulus, 1996.GONALVES, Jos. Poro dobrada. Rio de Janeiro: CPAD,2012.LIES BBLICAS. Elias e Eliseu, um ministrio de poderpara toda Igreja. 1 trimestre de 2013. Rio de Janeiro:CPAD, 2012.MERRILL, Eugene H. Histria de Israel no AntigoTestamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2001. 23. REFERNCIAS BIBLIOGRFICASRENDTORFF, Rolf. Antigo Testamento: uma introduo. SoPaulo: Academia Crist, 2009.SHREINER, Josef. Palavra e Mensagem do AntigoTestamento. So Paulo: Teolgica, 2004.SICRE, Jos Lus. Profetismo em Israel: o profeta, osprofetas, a mensagem. Rio de Janeiro: Vozes, 2008.SWINDOLL, Charles R. Elias: um homem de herosmo ehumildade. So Paulo: Editora Vida, 2010.WILSON, Robert R. Profecia e Sociedade no Antigo Israel.So Paulo: Targumin; Paulus, 2006. 24. IEADSJP Igreja Evanglica Assembleia deDeus de So Jos dos Pinhais www.adsaojosedospinhais.com.br; www.redemaoamiga.com.br Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva Pr. Vice-Presidente: Eurico Deraldo Santana Sup. da EBD: Ev. Ismael Nascimento Oliveira Comentrios: Ev. Natalino das Neves(www.natalinodasneves.blogspot.com.br;natalino.neves@ig.com.br; 8409 8094 / 3076 3589) 25. ACESSE O VDEO COM OS COMENTRIOS REFERENTE A ESTE ARQUIVO NO LINKABAIXO:http://natalinodasneves.blogspot.com.br/ 26. BAIXE ESTE ARQUIVO,CLICANDO NO CONE SUPERIOR:SAVE ou DOWNLOAD.