2010 - volume 1 - caderno do aluno - ensino médio - 1ª série - química

Download 2010 - Volume 1 - Caderno do Aluno - Ensino Médio - 1ª Série - Química

Post on 04-Jul-2015

12.429 views

Category:

Documents

8 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Caderno do Professor com todas atividades e respostas para uso em dúvidas. Atenção: As respostas contidas aqui tem o objetivo de contribuir para um maior conhecimento e não apenas serem copiadas, já que se for pra copiar e não aprender nada, não perca seu tempo. Assim tire proveito das atividades.

TRANSCRIPT

Caro Professor,

Em 2009 os Cadernos do Aluno foram editados e distribudos a todos os estudantes da rede estadual de ensino. Eles serviram de apoio ao trabalho dos professores ao longo de todo o ano e foram usados, testados, analisados e revisados para a nova edio a partir de 2010. As alteraes foram apontadas pelos autores, que analisaram novamente o material, por leitores especializados nas disciplinas e, sobretudo, pelos prprios professores, que postaram suas sugestes e contriburam para o aperfeioamento dos Cadernos. Note tambm que alguns dados foram atualizados em funo do lanamento de publicaes mais recentes. Quando voc receber a nova edio do Caderno do Aluno, veja o que mudou e analise as diferenas, para estar sempre bem preparado para suas aulas. Na primeira parte deste documento, voc encontra as respostas das atividades propostas no Caderno do Aluno. Como os Cadernos do Professor no sero editados em 2010, utilize as informaes e os ajustes que esto na segunda parte deste documento. Bom trabalho! Equipe So Paulo faz escola.

1

GABARITOCaderno do Aluno de Qumica 1 srie Volume 1

Respostas s questesProfessor, as respostas aqui apresentadas so indicaes de expectativas de aprendizagem. De maneira nenhuma so gabaritos para ser seguidos em eventuais correes de tarefas ou discusses em sala de aula. Lembre-se de que foi utilizada uma linguagem que envolve termos cientficos de maneira adequada, o que, certamente, no corresponde ao modo como os alunos se expressam. Muitas vezes, eles expressam ideias pertinentes, porm sem a devida apropriao da terminologia qumica.

Bom trabalho!

2

SITUAO DE APRENDIZAGEM 1 PRODUO E USO DA CAL

Pginas 3 - 4

A leitura de textos um dos recursos que auxiliam na construo de significados atribudos a determinado objeto de ensino. No momento, pretende-se utiliz-la como desencadeadora e motivadora para a aprendizagem das transformaes qumicas com base no estudo da produo da cal. 1. A matria-prima necessria para a produo da cal o calcrio, e os materiais que podem ser formados so a cal viva e o gs carbnico. 2. A diminuio da quantidade de material na calcinao do calcrio pode ser explicada pela sada, do forno, do gs carbnico formado nesse processo. O aumento da quantidade de material na hidratao da cal viva deve-se adio de gua, necessria para que o processo ocorra. Observao: Talvez os alunos demonstrem dificuldades em relacionar a diminuio de massa que ocorre na calcinao do calcrio com a sada de gs carbnico pelo fato de apresentarem a concepo alternativa de que gases no tm massa. 3. Na indstria, geralmente, busca-se diminuir o tempo de produo para aumentar os lucros. No dia a dia, s vezes, mais interessante que as transformaes ocorram mais rapidamente (por exemplo, no cozimento de alimentos) para minimizar os custos com energia. Em outros casos, ideal que as transformaes ocorram lentamente para aumentar a durabilidade de um produto, como na decomposio de alimentos ou na corroso de um porto de ferro. 4. Os fatores que os alunos podem citar, com base na leitura do texto, so: energia necessria e tipos de calcrios. Outros fatores que poderiam surgir durante a discusso do texto seriam: consumo de combustveis, disponibilidade de matriasprimas, mercado consumidor, rendimento do processo, impactos ambientais etc.

3

Pgina 5

1. Possveis materiais que podem ser citados pelos alunos: cimento, barro (tijolos e telhas), areia, pedras de construo, cermicas, amianto (telhas e caixas-dgua), PVC (canos), cobre (fios e canos), gua, tintas, ferro (barras, pregos, canos, portas e janelas), vidros, alumnio (portas e janelas), madeira (portas e janelas), mrmore e granito (pisos e pias) etc. 2. Entre os materiais citados na resposta anterior (os alunos podem ter citados outros), os que foram obtidos a partir do desenvolvimento cientfico e tecnolgico so: cimento, PVC e alumnio. Os materiais utilizados desde a Antiguidade so: barro, areia, pedras, cermicas, amianto, cobre, gua, tintas, ferro, vidros, madeira, mrmore e granito. Entretanto, os processos de produo de alguns desses materiais tambm foram se alterando com o desenvolvimento cientfico e tecnolgico.

4

SITUAO DE APRENDIZAGEM 2 INTERAES E TRANSFORMAES

Atividade 1 Transformaes qumicasExerccios em sala de aula Pginas 6 - 8

1.Materiais obtidos diretamente da natureza Ouro Madeira, areia, gua, mrmore, oxignio. Materiais obtidos por transformaes de matrias-primas Cal Plsticos, cimento, ferro, alumnio, lcool.

2. A discusso pode tratar de assuntos como a importncia para o ser humano em realizar e controlar algumas transformaes nos materiais retirados da natureza para obter melhores condies de moradia, segurana, conforto e bem-estar. Essas transformaes podem levar formao de novas substncias e so chamadas de transformaes qumicas. Os alunos podem mencionar os termos reagentes e os produtos e dizer que a energia tem um papel importante nessas transformaes. 3. a) segurana: dominar o fogo ajudou o ser humano a afugentar animais perigosos e a manter suas habitaes um pouco mais seguras durante a noite. b) alimentao: o domnio do fogo possibilitou ao ser humano cozinhar e defumar os alimentos, principalmente carnes, tornando-os mais macios e mantendo-os conservados por mais tempo. c) conforto: com o fogo, os ambientes puderam ser aquecidos durante as pocas de frio, aumentando o conforto para o ser humano. 4. a) Queima do gs de cozinha: uma transformao qumica em que o gs reage com oxignio, e no uma simples mudana de estado fsico. Os materiais formados tambm so gases, ou seja, existem transformaes qumicas que ocorrem sem que haja mudana de estado fsico dos materiais envolvidos.5

b) Evaporao do lcool em contato com a pele: nesse fenmeno no ocorre transformao qumica, apenas uma mudana de estado fsico em que o lcool lquido se torna lcool gasoso. 5. a) No, pois existem transformaes qumicas que ocorrem com um nico reagente, como a decomposio do calcrio. b) A anlise desses casos confirma a ideia de que podem ocorrer transformaes com apenas uma substncia, pois todos eles so transformaes qumicas que ocorrem tendo um nico reagente. Observao: Espera-se que os alunos, ao final dessa atividade, tenham ampliado sua viso sobre a importncia das transformaes qumicas para a sobrevivncia e o desenvolvimento da humanidade. Eles tambm devero compreender e aplicar os conceitos de transformao qumica, reagente e produto na anlise de diversos fenmenos. Com base na discusso das questes 4 e 5, espera-se que os alunos possam superar as ideias de transformao qumica como sendo um processo de mudana de estado fsico e que nas transformaes qumicas so sempre necessrios dois ou mais reagentes. Essas concepes foram discutidas no Caderno do Professor e podem aparecer nas declaraes de alguns alunos, devendo ser reencaminhadas para continuidade dos estudos.

Pginas 8 - 11

As questes propostas tm como objetivo auxiliar os alunos a reconhecer as transformaes qumicas por meio de evidncias observveis. importante ressaltar que, assim como nem toda transformao qumica possui evidncia perceptvel, nem toda evidncia garante que ocorreu uma transformao qumica. O preenchimento da tabela aps a realizao do experimento no precisa apresentar um padro pois, geralmente, os alunos expressam-se de maneira coloquial, no utilizando linguagem cientfica. Deve-se destacar o reconhecimento das evidncias e relacion-las com a ocorrncia de transformao qumica.

6

Questes para anlise do experimentoPgina 12

1. Em todas as interaes observadas houve a formao de novas substncias. 2. Todas as interaes realizadas no experimento so transformaes qumicas, pois em todas elas houve a formao de novas substncias.

Pginas 12 - 13

1. a) Evidncia de interao: descoramento do tecido. uma transformao qumica. b) Evidncia de interao: formao de bolhas de gs e sua liberao. No uma transformao qumica. c) Evidncia de interao: diminuio da quantidade de lquido e formao de um slido branco e cristalino. No uma transformao qumica. d) Evidncia de interao: aparecimento de uma crosta de cor avermelhada, aparecimento de alguns buracos onde havia ferro, mudana da cor de cinza para vermelho-tijolo, diminuio da resistncia e corroso. uma transformao qumica. e) Evidncia de interao: mudana de sabor, textura, cor e cheiro. uma transformao qumica. f) Evidncia de interao: desaparecimento do lquido. No uma transformao

qumica. 2. (x) exploso de uma bombinha de plvora; (x) corroso de um cano de cobre; (x) apodrecimento de um pedao de madeira; (x) corroso de uma pia de mrmore pelo vinagre; (x) queima de uma vela.

7

SITUAO DE APRENDIZAGEM 3 FATORES QUE PODEM SER ANALISADOS NAS INTERAES E TRANSFORMAES QUMICAS

Exerccios em sala de aulaPginas 14 - 15

1.Transformao qumica Calcinao do calcrio Classificao No instantnea Sinais perceptveis Aparentemente, nenhum sinal perceptvel Interao entre carbonato de clcio e cido clordrico Queima do lcool Instantnea Instantnea Efervescncia (formao de gs) Liberao de energia trmica e luminosa Apodrecimento de uma fruta No instantnea Mudana de textura, cor, odor e sabor Formao de slido gelatinoso (hidrxido de cobre) na interao entre solues de sulfato de cobre e hidrxido de sdio Enferrujamento de um porto de ferro Cozimento de um ovo Instantnea Formao de slido (precipitado)

No instantnea No instantnea

Mudana de cor e textura Mudana de cor e textura

2. Resposta pessoal. Espera-se que o aluno se lembre de dizer que na natureza existem transformaes que ocorrem rapidamente e outras, lentamente, e que se pode controlar ou modificar o tempo envolvido em algumas dessas transformaes (na produo industrial, por exemplo, a diminuio do tempo envolvido na obteno de um material importante; na conservao de alimentos, procura-se retardar o apodrecimento). Foi mencionado no texto que a produo de cal, que demorava dias,

Recommended

View more >