20070319 01c 03 fo

Download 20070319 01c 03 fo

Post on 08-Jul-2015

108 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li><p> FALE COM A GENTE [ COTIDIANO EdiTOREs: tnIA Alves e lIsIAne MossMAnn FOnE: 85 3255 6147 - 3255 6024 FAX: 85 3255 6139 E-mAiL: cotidiano@opovo.com.br ] www.opovo.com.br</p><p>TEMPERATURA04h49min 3,1</p><p>10h53min 0,0</p><p>17h00min 3,2</p><p>23h15min 0,0</p><p>FAIXA LITORnEA Nebulosidade varivel com chuvas isoladas.</p><p>REGIO JAGUARIBAnA Nebulosidade varivel com chuvas isoladas.</p><p>Fonte: Funceme - www.funceme.brFonte:Diretoria de Hidrografia e Navegao - DHN </p><p>SERRA DA IBIAPABA Nebulosidade varivel com chuvas isoladas. </p><p>REGIO DO CARIRI Nebulosidade varivelcom chuvas isoladas.</p><p>mXimA </p><p>30,0 C</p><p>mnimA </p><p>24,0 CCrescente 25/3</p><p>Cheia2/4</p><p>Minguante 10/4</p><p>nova 19/3</p><p>SERTO CEnTRAL E InhAMUnS Nebulosidade varivel com chuvas isoladas.</p><p>LUA DO MS</p><p>FORTALEZA-CE, sEgundA-FEiRA, 19 de maro de 2007</p><p>FOrTaLeZaTEMPO NO CEAR HOJE MARS DO DIA</p><p>3</p><p>Mdicos foram mortos com arma de uso da PolciaCHOQUE DE VERSES ] Exame cadavrico aponta que os dois mdicos foram mortos com tiros de pistola .40, de uso da Polcia. A percia encontrou marcas de agresso no corpo de uma das vtimas. Polcia, o capito disse que um dos rapazes estaria armado e que atirou para se defender</p><p>ILu</p><p>STRA</p><p>ES G</p><p>uA</p><p>BIRA</p><p>S</p><p>Marcos Cavalcante eRicardo Moura da Redao</p><p>Os tiros que mataram os mdicos recm-formados Marcelo Moreno Teixeira, 26, </p><p>e Leonardo Moreno Teixeira, 24, partiram de uma pistola .40, de uso restrito da Polcia. O POVO obteve a informao de duas pes-soas que estiveram presentes ao exame cadavrico das vtimas, realizado no Instituto Mdico Legal (IML) de Quixeramobim. Na madrugada de sbado, os dois jovens foram mortos, com um tiro no abdome de cada um, pelo capito PM Daniel Gomes Bezer-ra, no municpio de Iguatu, a 395 quilmetros de Fortaleza.</p><p>alm da identificao dos projteis, o exame feito no IML revela a existncia de hematomas na testa, na boca e nas pernas de Marcelo Teixeira, que teriam sido resultado da agresso do policial. De acordo com uma das fontes ouvidas por O POVO, o mdico </p><p>no teria chegado a travar luta corporal com o militar. Segundo a fonte, pelas marcas, ele deve ter levado uns dois murros e uns oitos chutes do capito. Foi uma execuo pura e simplesmente. Um policial recebe instruo para lidar em situaes muito mais graves como esta, comen-tou um amigo da famlia, que no quis se identificar. Um exame de parafina, usado para detectar a presena de plvora nas mos, tambm foi feito, mas o resultado ainda no foi revelado. </p><p>O exame cadavrico dos m-dicos foi feito na noite do ltimo sbado, depois do velrio e do cortejo at o cemitrio de Mom-baa. Um empresrio amigo da famlia disse que teve de esperar a multido sair do local, por volta das 17h50min de sbado, para que os corpos pudessem ser levados ao IML de Quixeramobim. De l, eles retornaram a Mombaa, j de madrugada. S s 3 da manh de domingo os dois irmos foram definitivamente enterrados.</p><p>Os dados levantados pelo IML </p><p>trazem novos elementos ao cri-me. No depoimento que prestou na Delegacia regional de Jagua-ribe, o capito, que comandan-te do destacamento de Mombaa, disse que agiu em legtima defe-sa. ele apresentou-se Polcia na tarde de sbado acompanhado de um advogado. O superior do ofi-cial, coronel Srgio Magalhes, do comando de Policiamento do Interior (cPI), fala sobre a ver-so do capito: ele disse que foi tomar satisfao com um dos ir-mos, que sacou uma arma. O ca-pito disse que reagiu, conseguiu tomar a arma e atirou, mas rece-beu uma gravata do outro irmo, por isso teve de atirar tambm, explica.</p><p>O comandante do cPI escol-tou o capito Daniel ao quartel do Batalho de choque (BPchoque), no centro de Fortaleza, onde de-ver permanecer detido por, pelo menos, cinco dias. O oficial so-mente est detido porque estava de posse de uma pistola .40, per-tencente Polcia Militar. como ele estava de folga, no tinha au-</p><p>torizao para andar com a arma da corporao. Segundo a Polcia, ele poderia usar uma arma parti-cular, desde que registrada. Na verso do capito, a arma es-tava dentro do carro e no teria sido disparada. Quanto arma do crime, ele diz no saber onde ela se encontra. Fique claro que o depoimento do capito no a viso da PM, explicou o coman-dante do cPI. Uma das fontes ouvidas por O POVO, contudo, afirma que o capito estaria com duas pistolas no momento do cri-me: uma no cinto e outra no tor-nozelo, sendo que a ltima teria usada contra os mdicos. </p><p>O delegado titular da Delega-cia regional de Iguatu, Marcos andr rodrigues, est frente da investigao sobre a morte dos mdicos. No fim de semana, a Polcia comeou a tomar depoi-mentos das testemunhas. O dire-tor do Departamento de Polcia do Interior (DPI), delegado Na-poleo Timb, esteve na regio acompanhando o caso. </p><p>LEIA MAIS NA 5</p><p>1. Por volta das 3 horas da manh de sbado, o estudante de Medicina Marcelo Teixeira sai da churrascaria onde estava bebendo com o irmo e dirige-se a um terreno baldio para urinar atrs de um Celta, de propriedade do capito PM Daniel Gomes Bezerra. A mulher do capito, que estava no carro, v o estudante e avisa o marido.</p><p>2. De acordo com o relato de testemunhas, o capito chega ao local e derruba Marcelo com um murro no rosto. O militar teria chutado a cabea da vtima vrias vezes e, em seguida, atirado contra o seu abdome. O irmo de Marcelo, o tambm estudante de Medicina Leonardo Teixeira, deixa a churrascaria e vai ao encontro do irmo.</p><p>3. O capito PM teria, segundo testemunhas, abraado Leonardo e disparado contra o abdome dele queima-roupa. O militar disse Polcia que teria disparado contra os jovens apenas para se defender. A arma, segundo ele, pertenceria aos estudantes. O projtil retirado do corpo das vtimas de uma pistola .40, de uso exclusivo da Polcia.</p><p> COMO OCORREU O CRIME</p><p>BDCabealho#Data: 070319#Clich: Primeiro#Editoria: Fortaleza</p><p>BDMarcadores#Autor: Marcos Cavalcante #Autor: Ricardo Moura</p></li></ul>