20 Edio Conexo Notcias

Download 20 Edio Conexo Notcias

Post on 17-Feb-2016

215 views

Category:

Documents

1 download

DESCRIPTION

O Conexo Noticias um jornal regional que circula em Belo Horizonte, nos bairros Castelo, Ouro Preto e Pampulha.

TRANSCRIPT

  • Doar sangueQuer ajudar? Saiba como,quem pode, e onde fazersua doao.

    Reajuste salarial paravereadores de BH

    Presso popular interfere na deci-so do prefeito de Belo Horizonte.

    PGINA 6 PGINA 9

    ArtroseConhea um pouco sobrea doena que afeta 15 mi-lhes de brasileiros.

    PGINA 10

    maro/abril - 2012 - Belo Horizonte/MG - 20a edio - Ano IV - Distribuio Gratuita - www.conexaonoticias.com.br

    Minha filha Magali mora em Belo Horizonte. Portanto,conheo e sempre que posso visito a cidade. Alis, logosoube o porqu da Magali escolher Minas Gerais paraviver: a comida aqui muito boa e farta (risos).

    Maurcio de Souza

    Conexo Noticias-Edicao 20:Layout 1 01/03/2012 16:03 Pgina 1

  • Acada ano que sepassa podemospresenciar o cres-cimento da violncia no somente em nossopas, mas no mundo todo. Profissionais dasade defendem o aumento de incidncia detranstornos que levam muitas vezes a justifi-cativa de crimes brbaros. fato que o mundo moderno desencadeoumuitos novos transtornos, at mesmo pelacondio de vida do homem contemporneoem que a beleza requer padres difceis deserem atingidos, a disputa pelo mercado cada vez mais selvagem, os bens materiaisse confundem com o carter. Pais preocupa-dos com a vida profissional e social e se es-quecem de educar os filhos, colocando essaresponsabilidade nas escolas.A consequncia desse cenrio so crianascriadas distantes dos princpios bsicos deeducao e civilidade, acostumadas a pos-surem tudo que desejam. Sem saber, ou no,os pais acabam por ajudar a criar personali-dades destoantes, favorecendo o surgimentodos delinquentes mimados.A cada dia presenciamos pais que ao contr-rio de educar seus filhos na conduo docerto e errado ou dos direitos e deveres ossuperprotegem de tal forma que eles se jul-gam os intocveis e crescem dentro destecontexto. Pais ausentes ou submissos quevem seus filhos cometendo crimes e aoinvs de exercerem o papel de educador socmplices em fugas, mentiras e subornos. Dizer o sim aos nossos filhos muito maisfcil do o no, mas na formao do cartero no fundamental, pois ele vai ensinar,desde cedo o que certo e o que errado.Caso nada seja feito, continuaremos a veradolescentes cometendo crimes brbaros nacerteza de que no sero punidos.

    www.conexaonoticias.com.br mmaarroo//aabbrriill//22001122

    www.conexaonoticias.com.br

    Cida Gregori - RG 1512 MGEditora Responsvel / Jornalista / Relaes Pblicas - RG 1512 MGFotografia: Cida Gregori

    O Jornal Conexo Notcias produzido pela Stillus Comunicao Razo social: Gregori e Arajo Webdesign Ltda.

    Grfica: Sempre Editora LTDATiragem: 15000 exemplares

    Redao / Comercial:Telefax: (31) 3418-1222 / 2516-1879 Celular: (31) 8477-6743

    contato@conexaonoticias.com.br

    www.conexaonoticias.com.br

    @conexaonoticias

    Jornal Conexo Notcias

    DISTRIBUIO GRATUITA

    Os artigos assinados so de responsabilidade de seus autores eno refletem, necessariamente, a opinio do jornal.

    2

    Alm de ensinar o dever de casa, dar banho, apron-tar os filhos para ir escola, os pais ainda preci-sam se preocupar com o lanche. Segundo JoyceAndrade Batista, coordenadora de alimentao escolar daPrefeitura de Belo horizonte, um lanche ideal para ospequenos seria os que tivessem as frutas, os sucos naturais,pes e biscoitos sem recheios. A obesidade infantil umproblema que assombra lares brasileiros. De acordo comJoyce Batista a obesidade o acmulo excessivo de gor-dura corporal em extenso que acarreta prejuzos sadedos indivduos. A nutricionista diretora do Conselho Regional de Nutricionistade Minas Gerais foi convidada pelo Jornal Conexo Notcias para esclarecerdvidas e dar dicas aos pais na hora de arrumar a lancheira das crianas.

    Conexo Notcias - O que os pais devem prio-rizar na hora de arrumar a merendeira dascrianas?Joyce Batista - Colocar frutas, sucos naturais,biscoitos sem recheios, de preferncia integral,iogurte, bolos sem recheio como bolo fub, demandioca.

    Conexo Notcias - A obesidade infantil umproblema mundial. Como os pais devemmudar esta realidade?Joyce Batista - A obesidade infantil est se tor-nando um problema cada vez maior no mundo eno Brasil, o nmero de crianas obesas vem au-mentando a cada ano. Alm de favorecer o sur-gimento de enfermidades potencialmente letaiscomo dislipidemias, doenas cardiovasculares,Diabetes No-Insulino-Dependente (DiabetesTipo II) e certos tipos de cncer. A obesidadeainda acarreta dificuldades respiratrias, proble-mas dermatolgicos e distrbios do aparelho lo-comotor. Os pais so os exemplos para os filhos,portanto, quando os pais possuem hbitos ali-mentares saudveis os filhos tambm o tero.

    Conexo Notcias - Pes, bolos e biscoitospodem fazer parte de um lanche saudvel?Joyce Batista - Sim. Alimentos fonte de carboi-drato (como pes, bolos e biscoitos) devem fazerparte do consumo de alimentos dirios. Deve-mos evitar os produtos recheados que contmaltas quantidades de gorduras trans e acar sim-ples.

    Conexo Notcias - Como atrair as crianaspara lanches mais saudveis?Joyce Batista - Um prato ou um sanduche co-lorido atrai as crianas. Tambm interessante

    montar no prato com legumes e verduras comformas de palhacinho, casinhas entre outros paraatrair as crianas.

    Conexo Notcias - possvel alimentar bemuma criana, mesmo quando ela no aceita,ou no coma, frutas e verduras?Joyce Batista - Primeiramente, importante quesempre haja incentivo para as crianas consumi-rem verduras e frutas. durante a infncia queos hbitos alimentares esto sendo formados.Quando houver dificuldade com as verduras efrutas, uma dica oferecer sucos naturais, vita-minas e legumes picadinhos. Ou us-los no pre-paro de bolos com frutas, no arroz ou macarro.

    Conexo Notcias - E as escolas como entramneste cenrio? Existe algum programa par-ceiro? obrigatrio um nutricionista nascantinas das escolas pblicas? E nas particu-lares?Joyce Batista - Sim. Programa de AlimentaoEscolar (PNAE) tem por objetivo contribuir parao crescimento e o desenvolvimento biopsicosso-cial, a aprendizagem, o rendimento escolar e aformao de prticas alimentares saudveis dosalunos, por meio de aes de educao alimen-tar e nutricional e da oferta de refeies que cu-bram as suas necessidades nutricionais durante operodo letivo. Compete ao nutricionista res-ponsvel-tcnico pelo Programa, e aos demaisnutricionistas lotados no setor de alimentao es-colar, coordenar o diagnstico e o monitora-mento do estado nutricional dos estudantes,planejar o cardpio da alimentao escolar deacordo com a cultura alimentar, bem como pro-por e realizar aes de educao alimentar e nu-tricional nas escolas.

    hora do lancheARQUIVO PESSOAL

    Educao

    Conexo Noticias-Edicao 20:Layout 1 01/03/2012 16:03 Pgina 2

  • Quando os pais querem in-centivar a leitura dos filhosqual a primeira opo?Comprar revistinhas em quadri-nhos. A turma da Mnica j fezparte da adolescncia de vriosadultos brasileiros. Mauricio deSousa criou os personagens e par-ticipou da evoluo cultural demuitas crianas no Brasil. Os paisAntnio Mauricio de Sousa e Pe-tronilha Arajo de Sousa eram ha-bituados com a leitura e apresenta-ram os livros e gibis ao filho. Hojesempre ouo pais dizerem que elese seus filhos se alfabetizaram pelosmeus quadrinhos. No h dvidade que as revistas em quadrinhosso um estmulo leitura.Nascido em Santa Isabel, inte-

    rior de So Paulo, o jornalista(atuou por cinco anos como repr-ter policial) comeou cedo com osdesenhos. Morou em Mogi dasCruzes e finalmente em So Paulocapital. No inicio, atravs do dese-nho de cartazes e psteres, o jo-vem ajudava a ampliar a renda fa-miliar, no entanto j havia o desejode transformar o dom em profisso.Cada um de ns tem vrios dons.Cabe nossa percepo seguir al-guns deles. O caminhar, depoisdisso, natural se houver persistn-cia no que acredita, diz Mauricio.O av coruja conta ao jornal

    Conexo Notcias que adora con-versar com os netos. No abro

    mo de reunir minha famlia nosfins de semana na minha chcara.Dedicado, Mauricio de Sousachama o trabalho de prazer eaps 52 anos de publicaes, elepode ser apontado como o maiorcartunista brasileiro. Sobre o su-cesso Sousa diz que as mensagenspositivas, a diverso e o humor soos diferenciais. O problema sem-pre resolvido. H solidariedade erespeito s diferenas de cada um,conclu.

    Turma da Mnica jovemDesde 2008 a turma da Monica

    jovem um projeto para evitar aperda dos leitores para o mang(quadrinho japons). Visando ado-lescentes de 12 a 15 anos uma es-pcie de mang caboclo foicriado para atender os jovens queachavam que as revistinhas eramcoisa de criana. A turma da M-nica, agora com 15 anos, conta parao pblico ao qual direcionadodramas vividos por adolescentesbrasileiros. Namoros, drogas e aescola so temas abordados nashistrias. Mais um sucesso paraMauricio de Sousa que comemorao aumento do nmero de leitores.

    Hoje a revista de maior sucessono Ocidente., conta.

    Instituto CulturalMauricio de Sousa

    O Instituto Cultural Mauriciode Sousa foi criado a mais de umadcada e executa projetos para le-var adiante as aes educativaspara cidadania, sade e cultura. Deacordo com Sousa os personagensfazem parte da vida de milhares decrianas e podem passar mensa-gens de motivao, j que so pr-ximos da realidade de muitos bra-sileiros.

    3www.conexaonoticias.com.br

    www.conexaonoticias.com.br

    mmaarroo//aabbrriill//22001122

    Uma histriade sucessoUma histriade sucesso

    Data de Nascimento: 27 de outubro de 1935 Livro: Qualquer um de Monteiro Lobato. Msica: Clssica. Famlia: Melhores momentos. Cidade: Onde estou. Hobby: Fotografia dolos: O desenhista Will Eisner, criador do Spirit,que fez muito sucesso nos anos 50. Tambm oOsamu Tezuka (pai do mang) com personagenscomo Astro Boy e Princesa e o Cavaleiro.

    Daqui pra frente: Sempre novas ideias.

    RAPIDINHAS

    FOTOS: DIVULGAO

    Mauricio de Sousa fala sobre os projetos e a infncia no interior de So Paulo

    Conexo Noticias-Edicao 20:Layout 1 01/03/2012 16:03 Pgina 3

  • 4 www.conexaonoticias.com.br mmaarroo//aabbrriill//22001122

    www.conexaonoticias.com.br

    A linguagem corporal

    Fonte: Carla Maria Lima Leirz

    No Faa Tempestade em Copo Dgua

    MANEIRA DE CAMINHARQuando se caminha de ombros cados, a imagem que se passa a de uma pessoa cansada, de-sanimada e atormentada por algum problema;

    Quem confiante caminha com passos firmes e decididos e ombros no lugar certo.O APERTO DE MOS

    Quem aperta as mos das pessoas com mo mole demonstra falta de segurana em si mesmo; O triturador de ossos demonstra desprezo pela integridade fsica dos outros; Quem oferece s a ponta dos dedos demonstra que o cumprimento no foi bem-vindo; No se aperta a mo de quem est mesa de refeies; Deixar algum com a mo estendida perante outras pessoas uma afronta. Mesmo entre pes-soas cujas relaes esto estremecidas;

    prerrogativa do mais idoso estender a mo para o mais jovem; mulher estende a mo para o homem; O superior hierrquico quem detm a precedncia do aperto de mos; Com o cliente, a iniciativa deve ser dele.

    O OLHARMedir as pessoas da cabea aos ps denota extrema grosseria e falta de personalidade;Da mesma forma, os homens que se viram para olhar os traseiros das mulheres projetam umaimagem de vulgaridade e de extremo mau gosto;

    Durante a conversa, devemos direcionar o nosso olhar para os olhos do interlocutor, estabele-cendo uma espcie de tringulo imaginrio, cujo vrtice seria o nariz. Ampliando um poucomais, nosso olhar pode percorrer um tringulo cujo vrtice seria o queixo. Assim demonstra-mos apreo e fazemos com que o outro se sinta importante e prestigiado;

    Tambm gafe conversar usando culos escuros.POSTURA EM P

    Quando conversamos com algum de braos cruzados, revelamos que estamos na defensiva,querendo nos resguardar de algo;

    As mos sempre escondidas nos bolsos tambm revelam insegurana;Mos na cintura, tanto em homens como em mulheres, revelam falta de classe; Devemos evitar que as pernas fiquem afastadas.

    POSTURA SENTADO Pessoas elegantes no se jogam nos assentos; Tambm no emitem rudos e murmrios ao se levantar; Homens devem cruzar as pernas procurando no mostrar a sola do sapato;Mulheres devem se cuidar para no deixar mostra suas partes ntimas ao cruzarem as pernas;As pessoas que gostam de se sentar nas pontas das cadeiras do a entender que esto querendofugir, que esto pouco vontade;

    No se balana o p demonstrando nervosismo.

    BARO DE COCAIS

    Pessoas eficientes no so necessariamente pessoas que no tm mos a medir,na quantidade de tarefas que escolhem para si mesmas, ou que acham que sua ca-pacidade de administrar o estresse ilimitada. Pessoas eficientes so aquelas queconseguem encontrar, em suas vidas, espao para o prazer, o lazer em famlia, tempopara meditar, tempo para reservar para suas prprias e exclusivas necessidades -como ler um livro, ou ouvir msica. No faa tempestade em copo dgua... no um livro de receitas, mas de estratgias, que juntam o melhor da filosofia oriental,com o melhor da psicologia ocidental.

    Autor: Carlson, RichardEditora: RoccoCategoria: AutoAjuda / Mentalismo1998 / NOVEMBRO

    Baro de Cocais, ou Portal doCaraa, est localizada a93km da capital de MinasGerais, na Serra da Cambota, e fazfronteira com os municpios deCaet, Santa Brbara, Bom Jesus doAmparo e So Gonalo do RioAbaixo. Graas as suas belezas na-turais a cidade recebe turistas de v-rias regies do estado.

    O clima ameno um convite paraum mergulho nas guas que purifi-cam o esprito. Os mais ousadospodem se divertir nos esportes radi-cais como o mountain bike, o rapel decachoeiras e o trekking. Fundada em29 de agosto de 1704, no sculoXVIII, a cidade tem atrativos natu-rais, igrejas, museus e o artesanato.

    Uma das mais belas obras da na-tureza a cacho -eira de Cocais,tambm conhe-cida como ca-choeira da PedraPintada, tem dezquedas dgua efica a 10km davila de Cocais.Com 30 metrosde altura, o visual bastante bonitoe convidativo.

    A tempera-tura das guas da

    cachoeira do Cume, ou Cambota, somornas chegam a 20 graus. A flora aoredor proporciona uma sensao deprazer so espcies de orqudeas querecriam um mosaico feito pela natu-reza. A serra da Cambota tem grandeinfluncia no clima da regio, j queest situada em uma rea de transioentre dois biomas. Os adeptos do eco-turismo podem aproveitar para cami-nhar, praticar o ciclismo de montanhae as escaladas.

    Um passeio quase obrigatrio oSitio Arqueolgico Pedra Pintada, unsdos 780 do Brasil, localizado na Serrada Conceio. L o visitante pode co-

    nhecer pinturasrupestres de seismil anos emquatro diferentesestilos de grafis-mos. A PedraPintada faz partedo circuito daEstrada Real ecom certeza uma boa opo

    para quem quer cultura e diversoem um s lugar.

    Os que se interessam por arqui-tetura devem conhecer as igrejas dacidade. Em 1764 iniciou-se a cons-truo do Santurio de So Joo Ba-tista, a primeira obra projetada porAleijadinho. Os altares da parquiaso foleados a ouro e a pintura doteto assinada por Manoel da CostaAtade , pintor barroco reconhecidonacionalmente. A igreja de Santanafoi construda na segunda metadedo sculo XVIII e serve de tmulopara Feliciano Pinto Coelho oBaro de Cocais.

    De trem ou de nibus Baro de Cocais roteiro para quem gosta de belas paisagens

    Diverso pertinho de Belo Horizonte

    Conexo Noticias-Edicao 20:Layout 1 01/03/2012 16:03 Pgina 4

  • 5www.conexaonoticias.com.br

    www.conexaonoticias.com.br

    mmaarroo//aabbrriill//22001122

    Troca deprodutos

    * Gabriella de Castro Vieira

    *Advogada do MDC/MG(Movimento das Donas de Casa e Consumidores de Minas Gerais)

    O consumidor deve ficar atento na hora das compras para evitar surpresas de-sagradveis. A troca de produtos s est prevista na legislao em caso de produ-tos com defeitos, entretanto o fornecedor poder, promover a troca de quaisquerprodutos. Esta pratica realizada no mercado para conquistar novos clientes e au-mentar as vendas, j que o cliente retorna ao estabelecimento para efetivar a troca.

    Em relao aos produtos com defeitos (artigo 18 da Lei Consumerista) o for-necedor tem prazo de 30 dias, caso contrrio o consumidor poder exigir, alter-nativamente e sua escolha:

    1) a substituio do produto por outro da mesma espcie e em perfeitas con-dies de uso;

    2) a restituio imediata do valor pago, monetariamente atualizado, semprejuzo de eventuais perdas e danos;

    3) o abatimento proporcional do preo, quando possvel. importante esclarecer que caso o consumidor opte pela substitui-

    o do produto e no sendo esta possvel, a substituio poder ser realizadapor produtos diversos da mesma espcie, marca ou modelo, medianteo complemento ou restituio de eventual diferena de preo.

    Recomenda-se ao Consumidor que no momento da compra,principalmente de presentes, que questione ao vendedor se aqueleestabelecimento comercial efetua a troca de produtos sem defeito, bemcomo se h algum prazo determinado pela loja para a sua realizao.Em caso afirmativo importante formalizar o comprometimento datroca por escrito, seja na nota fiscal, na etiqueta ou embalagem dos produtos, evi-tando, assim, que o presenteado seja surpreendido com a negativa da troca.

    Cumpre informar que havendo o compromisso da loja em possibilitar a trocade produtos sem defeito, esta estar obrigada a cumprir com a promessa, caso nocumpra p estabelecimento ser enquadrado no artigo 35 do Cdigo de Defesa doConsumidor (CDC), que trata do descumprimento de oferta. Compras realizadaspela internet, de um modo geral, tambm esto resguardadas pelo CDC e o artigo49 resguarda o consumidor. Sendo assim, se por ventura o consumidor se arre-pender da compra poder devolver (para quaisquer dos responsveis) o produtono prazo de sete dias, alm de solicitar a devoluo das quantias desembolsadas,inclusive do frete.

    Com as mudanas atuais da estrutura familiar so criadas novas modalida-des de guarda capazes de garantir uma repartio equitativa da autoridade, bemcomo uma forma de amenizar os efeitos das separaes causados aos filhos.

    Dessa maneira, a guarda se revela um ponto delicado na mudana da estru-tura familiar, influenciando diretamente no futuro dos filhos. Nesse contexto,surgiu a guarda compartilhada, com advento da lei 11.698/08, que estabeleceque quando no houver acordo entre a me e o pai quanto guarda dos filhos,sempre que possvel, ser aplicada a guarda compartilhada.

    Tal instituto, nada mais que uma maneira de ambos os paisexercerem a autoridade parental, conjuntamente, mantendoassim uma relao de autoridade com os filhos mesmo aps afragmentao da famlia. Garantindo dessa maneira a igualdadeconstitucional aos pais, assegurando o melhor interesse dacriana e igualando a responsabilidade dos filhos aos pais.Como j ressaltado anteriormente, o bem estar da criana sem-

    pre foi fato preponderante para orientar qualquer deciso acercada guarda. Nesse contexto, e diante dos inmeros embates entres ospais, a guarda compartilhada se amolda bastante benfica aos filhos,j que amenizam as perdas que um divrcio pode causar, j queambos os pais estaro igualmente envolvidos na criao e educao,diminuindo assim os efeitos causados pela sada de um dos pais da

    sua convivncia diria.Tal entendimento, recentemente foi invocado pelo Superior Tribunal de Jus-

    tia (STJ), que ao julgar determinado caso afirmou que como regra geral deveser utilizada a guarda compartilhada, demonstrando o quo importante a con-vivncia entre pais e filhos, independentemente do conflito existente entre o paie a me.

    Todavia, em que pese posio do venerando STJ, deve-se analisar o casoconcreto, pois que em determinadas situaes esse tipo de guarda pode no aten-der ao melhor interesse dos filhos, no entanto importante salientar que sem-pre relevante a opinio de profissionais que detenham conhecimento para umestudo psicossocial das partes envolvidas.

    Guardacompartilhada

    * LBC&T Advogados Associados.Tel:(31) 3024-2699 - thiagocavaca@hotmail.com

    * Thiago Cavaca Moura

    Jovens comeam aulas de lnguaspara a Copa de 2014

    O Governo de Minas pretende capacitar jovens socialmentevulnerveis para a Copa do Mundo e a Copa das Confederaes

    GIL LEONARDI/SECOM MG

    Secretrio Sergio Barroso

    No ms de fevereiro, jovens entre 14a 22 anos iniciaram as primeiras aulas deingls e espanhol dentro do ncleo Labo-ratrio de Culturas do Mundo, do PlugMinas, para atender as demandas queviro. Em uma parceria da Secretaria deEstado Extraordinria da Copa do Mundo(Secopa) e do Servio Brasileiro de Apoios Micro e Pequenas Empresas (Sebrae)foram selecionados 240 alunos de umtotal de quatro mil inscritos de escolas p-blicas de Belo Horizonte e regio metro-politana. Essa uma grandeoportunidade de formar e inserir jovensdesassistidos sociedade, reforando aimportncia da educao e nossa respon-sabilidade social com vistas Copa doMundo de 2014. A capacitao desses jo-vens carentes ser um dos maiores lega-

    dos desse grande evento, comemora Ser-gio Barroso, secretrio da Secopa.

    O projeto se divide em dois idiomas:o ingls, oferecido pelo Instituto CulturalBrasil Estados Unidos ICBEU; e o es-panhol, resultado de parceria com o Insti-tuto Cervantes. No total, so 180 vagaspara espanhol e 60 para ingls. Os cursostm durao de cinco semestres, com pre-viso de concluso da primeira turma emjunho de 2014. O Plug Minas oferece ati-vidades de formao, produo e experi-mentao em diversas reas, pautadaspela cultura digital e pelas artes. O projetoatendeu cerca de 15 mil pessoas em 2010.

    AcordosAt o final de 2012, Cerca de 4.500

    pessoas sero capacitadas atravs de v-

    rios acordos firmados com parceiros doEstado. Sero oferecidas mais de 1.800vagas para diversos cursos em BH, arre-dores e destinos tursticos do interior doestado. Os cursos so de agentes de infor-mao turstica, guia de turismo, auxiliarde cozinha, camareira, garom, recepcio-nista e ingls para agentes de segurana, oque inclui policiais civis, militares, bom-beiros e defesa civil.

    Outra iniciativa o Programa TaxistaNota 10, em conjunto com o Sest-Senat/Sebrae, para ensinar ingls e espanhol adistncia a dois mil taxistas. Haver aindacursos de planejamento de emergnciahospitalar externa e princpios de medi-cina de catstrofe, atravs da SociedadePortuguesa de Cuidados Intensivos, daSociedade Mineira de Terapia Intensiva e

    da Associao de Medicina Intensiva Bra-sileira. Na rea de hotelaria, sero ofere-cidas 154 vagas para cursos de camareiraem meios de hospedagem, agente de in-formaes tursticas, planejamento e coor-denao de eventos sociais e recepcionistaem meios de hospedagem atravs deacordo feito com a Prefeitura de Belo Ho-rizonte e o Servio Nacional de Aprendi-zagem Comercial (Senac).

    Fonte: Secretaria de Estado Extraordinria da Copa do Mundo

    Conexo Noticias-Edicao 20:Layout 1 01/03/2012 16:04 Pgina 5

  • www.conexaonoticias.com.br mmaarroo//aabbrriill//22001122

    www.conexaonoticias.com.br

    6

    Doaes de sangue sempreso bem vindasSangue um remdio diferente dos outros: no se fabricaem laboratrios, no se compra em farmcia - somente podeser obtido por meio de doao de um ser humano a outro.Conscientizar a populao. Esta a meta para 2012

    No di, no demora e salva vidas.Doar sangue simples, mas o aumentodo nmero de doadores depende daconscientizao de cada um. Em 2011 aFundao Hemominas registrou cercade 274 mil doaes. Ainda assim umnmero baixo, j que apenas 2% dapopulao doadora em Minas Gerais.

    O Hemominas realiza um cadastrodos possveis doadores. feita umatriagem rigorosa, com entrevistas e ex-ames e o doador tem acesso sala decoleta, somente aps a constatao deboa sade. O processo rpido e existeainda o agendamento, que diminui otempo de espera.

    No ano passado 340 mil pessoasforam ao centro para realizar a doao.Alguns critrios so avaliados como:peso, se o doador teve uma boa noitede sono e se consumiu bebida alcolicano dia anterior.

    De acordo com mdicos do He-moninas a doao no traz nenhumprejuzo ou risco para quem a realiza.Marco Tlio Santerio, 27, doador econtou que a curiosidade e a ideia deamparar o prximo foi o que mais o es-timulou a doar sangue. No h motivopara temer. um processo simples,rpido e a sensao posterior, de estarcontribuindo, vale a pena, afirma.

    Segundo Helosa Machado, asses-sora de comunicao do Hemominas,geralmente, so os jovens entre 19 e 39anos que procuram a fundao paradoar. Marco Tlio afirma no ter tidonenhum efeito colateral ps-doao ese diverte: Dor s a da picada da ag-

    ulha, que no mata ningum, risos.Nos perodos de carnaval, frias e

    feriados a situao se agrava. quandoo banco de sangue fica vazio. ParaMarco somente um estmulo financeirodiminuiria a escassez de doadores. Aspessoas do mais valor e fazem commais frequncia o que tem retornopalpvel, nem sempre a sensao debem-estar por ajudar o prximo val-orizada como se deveria, opina.

    As exigncias so boa sade eidade entre 18 e 55 anos. O transplantede medula ssea um procedimentoseguro, realizado em ambiente cirr-gico, feito sob anestesia geral, e requerinternao de, no mnimo, 24 ho-ras. So entre 25% e 30% as chances dese encontrar um doador compatvel en-tre os irmos, e cai de 1 a cada 100 milpara pessoas sem parentesco algum.Da a necessidade do crescimento donmero de cadastros.

    Segundo a Portaria 1.353/2011 doMinistrio da Sade, podem doar san-gue cidados com boa sade e idade en-tre 18 e 67 anos. Os candidatos devempesar acima de 50 quilos, no ter inge-rido bebida alcolica nas ltimas 12horas, no ter tido hepatite aps os 11anos de idade, e que no tenham doenade Chagas. Jovens com 16 e 17 anos,somente podero se candidatar doa-o de sangue com a presena dos res-ponsveis legais ou autorizao dos res-ponsveis com firma reconhecida emcartrio, cujo modelo de autorizaoest disponvel no site: www.hemomi-nas.mg.gov.br.

    A idade mxima para a pri-meira doao de sangue 60 anos. Oscandidatos, que j tiverem doado pelomenos uma vez antes dos 60 anos, po-dero doar at a idade de 67 anos.

    Para mais informaes sobre os cri-trios para doao de sangue aces-sarhttp://www.hemominas.mg.gov.br/hemominas/menu/cidadao/doacao/con-dicoes_doacao.

    Em Belo Horizonte, as doaes po-dem ser feitas no Hemocentro Belo Ho-rizonte, localizado na Alameda Eze-quiel Dias, n 321, bairro SantaEfignia, telefone (31) 3248-4500, e naUnidade de Coleta do Hospital JliaKubitschek localizado na avenida Dr.Cristiano Rezende, n 2505, bairro Ara-guaia, telefones (31) 3390-8013 / 8014.

    O atendimento para doao no He-mocentro Belo Horizonte pode seragendado previamente pelo telefone0800-0310101.

    Para os jovens, principalmente, ohotsite www.projetonaveia.com.br pro-move interatividade e participao tam-bm na divulgao da doao. Acesse econhea o Projeto na Veia.

    Medula sseaA doao de medula ssea neces-

    sria e salva pessoas at de outras par-

    tes do mundo. Esta medula se encontrano interior dos ossos e pacientes comdoenas que causam a produo anor-mal de clulas sanguneas (leucemia -cancr no sangue) so os que mais ne-cessitam das doaes.

    De acordo com a assessoria de co-municao do Hemominas o Brasil oterceiro pas com mais nmeros de ca-dastros. Minas Gerais o terceiro es-tado brasileiro, com quase 42 mil ca-dastros, somente em 2010.

    Existe um banco o Registro Na-cional de Doadores de Medula ssea(Redome), no Rio de Janeiro, que re-cebe os dados das pessoas interessadasem serem doadoras. A Fundao He-mominas executa o cadastro em Minase encaminha ao Redome. De acordocom o Instituto Nacional de Cancr(Inca) atualmente foram alcanados amarca de dois milhes de candidatos doao.

    O procedimento simples o m-dico faz o cadastro e aparecendo umpaciente compatvel so iniciados ostestes de compatibilidade. Caso nohaja nenhum impedimento, a doao feita no hospital mais prximo da casado paciente, em Minas, o Hospitaldas Clnicas da Universidade Federalde Minas Gerais.

    Conexo Noticias-Edicao 20:Layout 1 01/03/2012 16:04 Pgina 6

  • 7www.conexaoconticias.com.br

    www.conexaoconticias.com.br

    mmaarroo//aabbrriill//22001122

    Ajudar o prximo faz bem ao corpo, mente e, sobretudo, ao corao

    Alimentos que dono pode e o co e o gato no podem comer

    Ces e gatos vm ganhando es-pao na vida dos seus proprietrios ea interao entre eles est cada vezmais prxima e ntima, sendo quemuitos animais j so consideradosmembros da famlia. Essa relao es-treita entre o homem e os animais decompanhia sem dvida nenhumamuito benfica para ambas as partes.Pesquisas apontam que o convvioentre pessoas e animais proporcionarelacionamentos saudveis e estreitose cria vnculos fortes e duradourosque trazem benefcios sade fsicae/ou mental. Contudo, em algunscasos essa relao to ntima podeacarretar consequcias desagradveise inesperadas. Uma delas diz respeito alimentao dos animais. Muitosproprietrios no sabem que nem tudoo que comemos pode ser oferecidoaos ces e gatos, pois estes apresen-

    tam um metabolismo diferente de hu-manos.

    Com certeza o alimento mais ofere-cido a ces e gatos e que pode acarretarsrios transtornos, o chocolate. Elepossui a teobromina, uma substnciaque no bem processada pelo orga-nismo desses animais, sendo que oschocolates mais escuros normalmenteos amargos, so os que contm umaquantidade maior desse componente.Os sintomas mais comuns de intoxica-o por teobromina so vmito, diar-ria, falta de ar, inquietude, perda decontrole urinrio e aumento da produ-o de urina. Para evitar situaes como

    essas o ideal no oferecer chocolate aces e gatos e tambm guard-los sem-pre em lugares inacessveis aos animais.A cebola e o alho so outros alimentosno recomendados, pois quando ingeri-dos em grandes quantidades podem sertxico. Eles promovem alteraes nasclulas vermelhas do sangue e conse-quentemente o desenvolvimento de ane-mia. Muitas vezes a cebola e o alhopodem estar presentes em algum ali-mento e passarem despercebido pelosproprietrios. o caso das papinhasprontas destinadas a bebs que podemconter em sua composio esses tempe-ros na verso desidratada. Outro ali-

    mento no aconselhvel a uva e suaverso desidratada (uva passa). A frutacontm uma substncia que pode cau-sar danos aos rins e assim acarretar s-rios prejuzos sade dos animais.Deve-se atentar que os panetones cos-tumam estar presentes na mesa demuitas pessoas em pocas de fim deano e eles geralmente apresentamquantidades significativas de uvapassa, portanto, no recomendveloferec-lo a ces e gatos.

    possvel que existam outros ali-mentos destinados a humanos queapresentam substncias potencial-mente txicas para ces e gatos. Por-tanto, o ideal ter muita cautelaquando fornec-los e lembrar sempreque eles nunca devem substituir oucompor de maneira significativa adieta usual de ces e gatos.

    *Ronaldo Moreira Vieira

    *Mdico VeterinrioCRMV-MG.5411

    Dividido em vrios setores, dosquais se destacam a Casa do Caminhocom 100 crianas e adolescentes comparalisia cerebral, a Casa da Esperanacom 60 idosos carentes e o Centro deEducao Especial com 200 alunosmatriculados, o Ncleo AssistencialCaminhos para Jesus faz um trabalhosocial de enorme importncia paraBelo Horizonte.

    Comemorando 43 anos de existn-cia e visando, sempre, a melhoria naqualidade de vida de seus assistidos, oNcleo iniciou suas atividades na re-gio da Pampulha, graas iniciativados casais Maria Zacharias e ClioTrpia, j falecidos, e Aracy e AlbericoPassos que distribuam diariamentesopa para pessoas carentes. Sinnimode assistncia, o Ncleo cresceu econta hoje com um quadro de 400 em-

    pregados mais o apoio incondicional decentenas de voluntrios colaboradores evoluntrios doadores que ajudam de di-versas maneiras, doando casa, que re-ferncia no Estado, sua ateno e carinhoou recursos financeiros e bens materiais.

    Uma das assistidas da Casa do Cami-nho, Patrcia da Silva, estudante do Cursode Comunicao Assistiva da PUC Minas, um exemplo de sociabilizao e supera-o. Segurando um aparelho de celular,destes que tm entrada para as redes so-ciais, fotografando e, claro, fazendo liga-es, Patrcia mostra que est sempreligada nas novidades.

    Outra pessoa que nos chamou a aten-o foi Dona Raimunda, 86 anos, da Casada Esperana, f do cantor Leonardo uma das assistidas mais receptivas e proa-tivas. Durante a conversa, ela contou his-trias de seus aniversrios, comemorados

    com os amigos do Caminhos para Jesus.Gosto de tudo aqui dentro, resume ela.

    O Ncleo funciona 24 horas e vive dedoaes, sendo que 97% dessas vm depessoas fsicas que confiam e conhecemo trabalho da instituio. Os 3% restantesvm de repasses governamentais e doa-es de pessoas jurdicas. meta da Di-retoria e do Conselho Consultivo doNcleo, todos colaboradores voluntrios,poder contar com um apoio maior do setor

    empresarial. As visitas so liberadas,para todos aqueles que desejarem co-nhecer a instituio, nos horrios de 9h s 11 h e 12 h s 17 h. Um carinho,uma conversa ou mesmo um passeioempurrando uma das cadeiras de rodasdos pacientes j ajuda e gratifica aquem faz e a quem recebe. Alm disso,materiais como fraldas descartveis,itens de limpeza e alimentos como bis-coitos e leite so bem vindos.

    Ncleo Assistencial Caminhos para JesusRua Jos Ferreira Magalhes, 341, Floramar Belo Horizonte MGPara doar - www.caminhosparajesus.org.br ou ligue 08000315600

    e saiba mais sobre o trabalho

    Conexo Noticias-Edicao 20:Layout 1 01/03/2012 16:04 Pgina 7

  • Estas fotos flagram um problema que vemcrescendo nas ruas do bairro Castelo: a migrao de muitos moradores derua. So na maioria catadores de papel que chegam com seus carrinhos, logoconstroem seus barracos e rapidamente fazem das caladas, marquises elotes vagos o seu espao privado.

    A foto ilustra um flagrante na avenida Tancredo Neves bem de frente aum condomnio de casas onde at uma escada de madeira j foi construdapara facilitar o acesso ao barraco. Tambm na avenida Altamiro AvelinoSoares em plena calada um fogo de alvenaria e muita madeira e papeloao redor. Alm da obstruo das caladas que nos impede de trafegar livre-mente, alguns desses moradores movidos pelo lcool se tornam agressivose perigosos quando se trafega em frente a ocupao clandestina.

    Gostaria de deixar meu manifesto porque se as autoridades no tomarnenhuma providncia, em breve, outros moradores construiro seus barra-cos nas redondezas e alm dos transtornos para os moradores, teremos queassistir indenizaes sendo feitas com o dinheiro pblico.

    Jos Bonifcio Azevedo Morador da regio

    www.conexaonoticias.com.br

    8 www.conexaonoticias.com.br mmaarroo//aabbrriill//22001122

    Jos Roberto Lima morador do bairro Castelo hcinco anos e recentemente lanou o livro Como passeiem 15 concursos?. A histria, no mnimo, curiosa foicontada em detalhes para que as pessoas que desejama estabilidade de um concurso pblico possamconhecer os macetes e as dicas de um expert noassunto.

    Modesto, Jos Roberto diz que no existe frmula pronta para o sucesso queele obteve. Qualquer prova de concurso ou vestibular composta de 70 a 80% decontedos fceis. Engana-se quem pensa que os contedos difceis que diferemos aprovados dos reprovados, assegura.

    De acordo com Roberto, no livro constam quatro dicas importantes e quefazem a diferena na hora das provas. So elas: tomar gosto pelos estudos, escolheruma boa escola preparatria, nunca menosprezar os contedos considerados fceise estudar pouco. Como assim, estudar pouco? Jos Roberto explica fazendo umaanalogia. A lgica de condicionamento mental a mesma para condicionamentofsico, ou seja, quem comea a malhar durante dez horas dirias no aguentar nadano dia seguinte e desistir da atividade. Mas quem malha uma hora todos os dias,comea a perceber os resultado uns dois meses aps, o que faz com que a malhaose transforme numa fonte de prazer, diz. A dica estudar pouco que o autor se refere,deve ser entendida da seguinte maneira: Estudar todos os dias, durante um longoperodo de tempo, sem se sobrecarregar. Esquea esse negcio de estudar muitofaltando trs semanas para a prova, aconselha.

    Professor de direito Jos Roberto disse que a habilidade do concurseirolidar com seus prprios sentimentos de grande importncia na hora das provas. preciso que as pessoas aprendam a aprender.

    O nosso vizinho contou ao jornal Conexo Notcias que h quase dez anos eleacompanha o crescimento da regio . Escolhi este bairro pela segurana que eleproporciona. Gosto de ser vizinho do Sr. Dorgival, o eterno prefeito de nossobairro, risos.

    A famlia do autor teve participao fundamental no sucesso profissional epessoal. Para ele o apoio incondicional dos filhos e da mulher o estimulou a lutare conquistar sempre mais. Minha esposa e meus filhos so o meu patrimnioafetivo. Sem o apoio deles, eu no teria foras para persistir at vencer, conta.Durante o bate papo com Jos Roberto ele contou que a esposa dele foi quem oensinou a lngua espanhola. Alm do sucesso profissional, os estudos lhe derammais um presente : Eu me casei (com a professora) e somente depois me torneialuno. Sou um marido privilegiado.

    Como passei em15 concursos?

    PAMPULHA

    At o final de 2013 trspontos da Lagoa estaro emobras de revitalizao emelhorias. De acordo com oDirio Oficial do Municpio(DOM) a praa Dino Barbieri, apraa do Mirante e Aleijadinhoe o calado da ponte da lagoa,sobre o vertedouro, receberonovos pisos, iluminao e

    equipamentos pblicos como aparelhos de ginstica e novos bancos. Desde2007, inspirada na cidade de Pequim, na China, que Prefeituras de vrias cidadesbrasileiras instala nas praas e parques aparelhos de ginstica, que servem comoalternativa para a pratica de esportes. Os aparelhos ajudam a reproduzirexerccios de baixo impacto e pode ser usado por pessoas de todas as idades.

    As obras de revitalizao comeam no final de 2012 e sero gastos cerca deR$198 mil para concluso do projeto. No restante da orla da Lagoa no ternenhum tipo de reforma.

    Pontos de reforma: Praa Dino Barbieri entre a Igreja So Francisco de Assis e ParqueGuanabara

    Praa do Mirante e Aleijadinho - juno das avenidas Pedro I e OtaclioNegro de Lima

    Ponte da lagoa - sobre o vertedouro

    Fraternidade eSade Pblica

    * Srgio Fernando Pinho Tavares

    * Assessoria de ComunicaoVereador Srgio Fernando

    (31) 3555-1330

    Sade no significa apenas a ausncia de doenas, mas um completobem estar em todos os sentidos. Escolhida como tema da Campanha da Fra-ternidade 2012, o problema da Sade Pblica em nosso pas no poderia vir tona em melhor momento. Faltam leitos nos hospitais, a maioria da po-pulao sofre com a falta de atendimento e, para complicar, o governo fe-deral promoveu cortes. Como diz o velho ditado nada to ruim que nopossa piorar.

    A precariedade na rea assusta e nos remete a outras questes, como porexemplo, a Copa do Mundo. Como receber visita, com tantos problemas emcasa? No d para fingir que est tudo bem. O governo precisa estar cienteda carncia no setor e tomar providncias. Quanto sociedade, deve fisca-lizar para reivindicar melhorias. A ao conjunta.

    E j que o assunto sade, vale lembrar os cuidados especiais que pre-cisamos reservar quelas que so, acima de tudo, vitoriosas - as mulheres.Em maro, elas celebram o Dia Internacional. A elas, todo o mrito porsuas conquistas sociais, polticas e econmicas e a contribuio do legisla-tivo municipal, pois o nosso mandato est se empenhando para expandir oatendimento sade da mulher. Queremos garantir atendimentos ambula-toriais, exames e a ampliao dos equipamentos bsicos nos Centros deSade da capital. Mas, para isso, precisamos somar foras com voc, fa-zendo com que cada cidado seja assistido pelo poder pblico

    O livro conta como ser bem sucedidonas provas de concursos pblicos e trazdicas para os interessados em umacarreira profissional bem sucedida

    Obras na orla da Lagoa

    Ocupaes clandestinas

    Conexo Noticias-Edicao 20:Layout 1 01/03/2012 16:04 Pgina 8

  • As revoltas populares foram as-suntos recorrentes nos jornais ena TV no ano passdo, graas aderrubada de governos ditatoriais naLbia, Ir e Egito. Aqui em Belo Hori-zonte, um evento contra o aumento dosalrio de vereadores, causou um frenesie mostrou como uma sociedade unida eorganizada pode mudar algumas reali-dades.

    Desde os 14 anos Ceclia Reis deAquino, hoje com apenas 21, engajadanas questes envolvendo a poltica dopas. Estudante do 7 perodo do Curso deCincias do Estado da UFMG, a jovemcomandou as manifestaes contra o au-mento de 61,8% dos salrios dosvereadores da capital. Ela a responsvelpela criao do Veta Lacerda nas redes sociais, que mobilizou pessoas que sarampara as ruas para reivindicar.

    O prefeito Mrcio Lacerda (PSB) vetou o reajuste salarial no ms de janeiro eo presidente da Cmara Municipal assumiu que a presso popular pesou na decisodo prefeito.

    O que o projeto Veta Lacerdae como iniciou o trabalho

    de mobilizao?O Projeto Veta Lacerda surgiu a

    partir do dia 16 de dezembro de 2011 e aideia inicial era mobilizar a populaopara que fossem at a porta da PrefeituraMunicipal de Belo Horizonte no dia 21 dedezembro s 9 horas, para mostrar sua in-dignao e pedir ao Prefeito Mrcio La-cerda, o veto ao aumento do salrio dosvereadores. Nos dias 05 e 20 de janeiro,ocorreu o telefonao, onde as pessoasligavam para o gabinete do prefeito,pedindo que vetassem o Projeto de Leiproposto pelos vereadores.

    Cidados assinaram um abaixo assi-nado contra o aumento, formando dessa

    forma um caderno com mais de cinco mil assinaturas. importante ressaltar que apartir da primeira manifestao muitas pessoas aderiram causa e se uniram na luta,uma vez que temos um grupo formado, onde as decises so feitas em conjunto.

    Em entrevista exclusiva ao Conexo Notcias, Ceclia Aquino fala sobre a im-portncia da mobilizao social e descreve como iniciou as atividades.

    www.conexaonoticias.com.br

    9www.conexaonoticias.com.brmmaarroo//aabbrriill//22001122ESPECIAL PARA O CONEXO NOTCIAS

    Reajuste salarial para vereadores dacapital foi vetado, graas a presso popular

    At onde a mobilizao social interfere na poltica de um pas

    Conexo Notcias - Qual o papel dasociedade civil na poltica do pas?

    Ceclia -A sociedade civil no Brasil muito importante em todas as esferas dapoltica, sendo nos setores de educao,sade e outros, uma vez que tem o poderde reivindicar os seus direitos e condiesmelhores de vida. Porm, grande parte dapopulao no detm conhecimento dafora que uma sociedade civil organizadapode vir alcanar nas decises polticas.Entretanto, no sentido mais local, po-dendo assim dizer de Belo Horizonte, en-tendo que est havendo uma ecloso demanifestaes e consequentemente umatomada de conscincia por parte da popu-lao, onde vo s ruas para mostrar suaindignao e sua fora. E o papel da so-ciedade civil devidamente esse, de-vendo pressionar e cobrar dosgovernantes polticas mais justas, aopasso que possibilita na insero de umagesto democrtica. Desse modo, h umaaproximao da populao perante s de-cises dos governantes.

    Conexo Notcias - A internet e asredes sociais realmente so importantesneste tipo de ao popular?

    Ceclia - Acredito que atualmente o

    meio de comunicao mais utilizado ainternet, onde as informaes no so fil-tradas como acontece em outros meios.Dessa forma, permite o acesso de in-meros dados, com isso, para que hajauma mobilizao grande da populao,acredito que a ferramenta mais impor-tante so as redes sociais, onde permite oacesso de informao de forma mais fcile dinmica.

    Conexo Notcias - E os jovens?Voc acredita que hoje os jovens conti-nuam com a mesma preocupao doscaras pintadas do impeachment do Fer-nando Collor?

    Ceclia - importante a gente seatentar que os caras pintadas do im-peachment do Fernando Collor viviamem um contexto diferente do que vive-mos hoje, desse modo acho delicadocomparar essas duas geraes. Mas peloo que estou vendo hoje, acredito que osjovens esto mais proativos, mais parti-cipativos e questionadores.

    Conexo Notcias - As universi-dades e faculdades brasileiras incenti-vam os jovens a participar mais da vidapoltica?

    Ceclia - No vejo muito incentivo deuniversidades e faculdades aos jovens,para que estes participem mais da vidapoltica do pas ou de sua cidade. Acre-dito que muitas faculdades privadas notm participao nesse contexto de

    poltica. Mas como experincia prpria,vejo que a Universidade Federal de MinasGerais, juntamente com seu corpo do-cente fomenta a participao do jovem napoltica cotidiana. Inclusive no curso deCincias do Estado podemos ver isso commuita clareza, onde estuda-se a histriascio poltica do Brasil e inmeros movi-mentos sociais que foram importantespara formar a sociedade em que hoje vive-mos. H tambm noes da Adminis-trao Pblica e do funcionamento doTerceiro Setor, e debates de temas atuais;sendo fundamental o papel dos profes-sores que instigam e fomentam a partici-pao e amadurecimento dos alunos.

    Conexo Notcias - Mrcio Lacerdavetou o aumento. Na sua opinio, a ati-tude do prefeito se deve aos protestos doscivis ou por causa do ano eleitoral?

    Ceclia - importante dizer quefiquei surpresa com o veto do prefeitoMrcio Lacerda, foi uma surpresa muitoboa inclusive. Acredito que os dois fa-tores foram cruciais para a tomada de de-ciso do prefeito e de sua base aliada;devemos lembrar que a deciso no par-tiu somente dele, uma vez que tem umaequipe por trs dele. Por ser um anoeleitoral, ano muito sensvel aos polticos,acredito que isto influenciou muito; masdevemos tambm dar crditos s mani-festaes que foram feitas com o intuitode cobrar e pressionar o Mrcio Lacerda.

    Conexo Notcias - Recentementehouve uma manifestao contra maustratos aos animais na Praa da Liber-dade. Protestos de civis derrubaram di-tadores em outros pases. Voc julgaoutras causas importantes, que necessi-tariam da participao popular? Quais?Voc coordenaria em uma nova manifes-tao?

    Ceclia - Ocorreu a manifestaocontra maus tratos aos animais no dia 22de janeiro de 2012, que infelizmente nosoube com antecedncia a respeito dela,seno com certeza teria ido e defendidoessa causa. Acho que toda manifestao vlida, toda reivindicao por meio dapopulao. Temas como transporte cole-tivo, sade, educao, moradia, classe detrabalhadores, meio ambiente devemestar embutidos em movimentos sociais,para que os problemas tenham visibili-dade e se possa comear uma nova era,onde a populao tem poder de decisoda aplicao do dinheiro pblico, ondepossa conduzir melhor as decises polti-cas. Estou envolvida com manifestaesdesde que tinha 14 anos, dessa forma,posso afirmar veementemente que coor-denaria outra manifestao.

    Conexo Notcias - Os mineiros tema fama de come quieto e observador.Essa caracterstica ainda faz parte dapersonalidade dos belorizontinos? Vocacha que est foi s a primeira demuitas movimentaes populares?

    Ceclia - Acredito que essa fama decome quieto e observador dos belori-zontinos no influncia muito na questode manifestaes sociais; no vejo essascaractersticas intrnsecas aos cidados deBelo Horizonte. E tenho certeza que amobilizao contra o aumento do salriodos vereadores no foi a primeira movi-mentao popular e no ser a ltima. Oano de 2010 e 2011 foi muito importantenesse quesito, onde ocorreram inmerasmobilizaes: artesos da Feira Hippie,professores estaduais, Ocupao Dan-dara, Praia da Estao, entre outros.Acredito que estamos no incio de umprocesso onde a populao deseja e lutapara participar das decises da esferapoltica.

    Quem acreditasempre alcana

    Uma Frase que vocsegue no dia a dia:

    Conexo Noticias-Edicao 20:Layout 1 01/03/2012 16:04 Pgina 9

  • www.conexaonoticias.com.br

    10 www.conexaonoticias.com.br mmaarroo//aabbrriill//22001122

    Artrose afeta a sade de15 milhes de brasileiros

    Dez dicas para ocuidador familiar

    *Dr. Mrcio Borges

    *Geriatra e editor de contedo do site www.cuidardeidosos.com.br

    Lembro-me de um grande livro sobre cuidar de idosos com Alzheimer cha-mado Quando o dia tem 36 Horas. O dia no tem somente 24 horas para um cui-dador familiar! No tem sbado, domingo, feriados ou at mesmo frias. Cuidar,cuidar, cuidar Incessantemente! Abaixo, temos dez dicas para que os cuida-dores familiares entendam como importante o descanso, o apoio da famlia eo prprio cuidado com a sua sade: Cuide de si mesmo voc no conseguir cuidar bem do idoso, se voc esti-ver doente ou esgotado(a).

    Faa exerccios e cuidado com o que come. Tenha um estilo de vida saudvel. Esforce-se para alcanar o equilbrio em sua vida. Lembre-se de pedir ajuda. Faa suas visitas ao mdico, regularmente. Arranje tempo para cuidar tambmda sua sade.

    Reduza seu ritmo. No d para ficar trabalhando 24 horas por dia e sete diaspor semana. Pea ajuda!

    Confira os servios de apoio em sua comunidade. Grupos como a ABRAz,Brasil Parkinson ou grupos religiosos de apoio podem ajudar a aliviar a cargade seu trabalho com o idoso dependente.

    Cuidado com a depresso! Busque o apoio da famlia e dos amigos, se voc precisar de ajuda.Tire finais de semana ou frias para descansar . Procure relaxar e fazer coisasdiferentes.

    Criar uma rede de apoio de amigos, familiares e profissionais. Voc nuncadeve ficar sozinho(a) ou cuidar do idoso sozinho(a)! Nunca!

    Ao contrrio do que muitaspessoas pensam a dengue nodeixa de ser preocupao apenasnos perodos de chuva, mas tam-bm em perodos de estiagemcomo o que estamos vivendoagora. importante lembrar que osovos do mosquito podem viver at450 dias, mesmo se o local ondefoi depositado o ovo secar com otempo.

    Algumas precaues podem setomadas para evitar a proliferaodo mosquito, como: no deixar agua parada, mesmo que limpa emqualquer recipiente. Deixar, per-manentemente, fechados as caixasdgua, tambores, cisternas e tan-ques. No deixar acumular entu-lhos nos quintais como garrafas,latas, vidros, vasos de plantas,pneus, calhas, telhas e coisas ondeos mosquitos possam depositarseus ovos.

    A dengue est muito mais pre-sente do que se divulga e o mos-quito Aedes aegypti est matandocontinuamente em Belo Hori-zonte. De acordo com CristianoFernandes da Costa, gerente dezoonoses da Pampulha, a regioapresentou um aumento significa-tivo de casos na regio da Pampu-lha. Segundo ele as caractersticasambientais da Pampulha favore-cem a manuteno do mosquitovetor da doena ao longo do ano,porque a ocupao horizontalonde existem muitos quintais, jar-dins e piscinas facilitam o ac-mulo de gua e a proliferao domosquito.

    O crescimento dos casos dedengue na regio a cada ano seapresenta mais preocupantes. Con-fira no site os ltimos dados par-ciais fornecidos pela Secretaria deEstado da Sade SES.

    Regio da Pampulhafavorece proliferao domosquito Aedes aegypti

    As doenas reumticas, queafetam 10% da populao mun-dial, esto entre os principais pro-blemas de sade da atualidade. Amais comum delas a osteoar-trose, popularmente conhecidacomo artrose. Segundo a Socie-dade Brasileira de Ortopedia eTraumatologia (SBOT), 20% dosadultos brasileiros so acometidospela doena, que uma das prin-cipais causas de incapacidade eafastamento do trabalho.

    A enfermidade est direta-mente ligada ao envelhecimento,evoluindo de forma degenerativapelo desgaste da cartilagem. Maisde 70% das pessoas acima de 70anos tem evidncia radiogrficadesta doena, mas apenas partedestas desenvolvem sintomas. Oprocesso ocorre em homens emulheres e atinge, sobretudo, asarticulaes que do sustentaoao peso, como joelhos, coluna equadris.

    De acordo com o fisioterapeutaRogrio Celso Ferreira, da Clnica

    exerccios especficos, propiciandomelhor condicionamento musculare com isso o alvio de dores aolongo do dia. Os exerccios e osprocedimentos so personalizadoscom o objetivo de promover e fa-cilitar a reabilitao de maneira in-dividualizada, completa RogrioCelso Ferreira. Ele esclarece que opaciente no precisa saber nadarpara fazer o tratamento.

    Hidrodinmica, em Belo Horizonte(MG), os principais sintomas da ar-trose so dores e limitaes nos mo-vimentos da articulao. Para a pre-veno e tratamento dos pacientescom a doena, o especialista indica aHidroterapia, tambm conhecidacomo fisioterapia aqutica.

    SintomasOs primeiros sintomas apre-

    sentados pelo paciente com artroseso as sensaes de incmodo nasarticulaes, geralmente pela ma-nh, e dores no joelho ao fazer mo-vimentos de subir e descer escadas.Em casos mais avanados, as dorestornam-se mais frequentes e podemacarretar, inclusive, deformaesnas articulaes, como por exem-plo, nos dedos das mos, explicaRogrio.

    O especialista alerta, principal-mente, para a questo do sobrepesocomo potencializador da doena.Um dos fatores que favorece o apa-recimento da artrose o excesso depeso, que produz uma sobrecarga

    nas articulaes.Co mo preveno, importante man-ter uma dieta ba-lanceada e semexcesso de gordu-ras e a prticaconstante de ativi-dade fsica, des-taca.

    Como tratarA Hidrotera-

    pia um trata-mento com finali-dade teraputica, realizado em piscinaaquecida e coberta, em ambiente se-guro, conduzido por fisioterapeutasqualificados, com o objetivo de pre-veno de doenas e reabilitao f-sica. A modalidade tem sido utilizadacom sucesso no tratamento da artrose,pois contribui para aliviar a dor, me-lhorar a funcionalidade dos movi-mentos e a qualidade de vida do pa-ciente.

    Como a gua reduz a presso in-terna das articulaes, associamos

    Tratamento realizado com Hidroterapia melhora a qualidadede vida dos pacientes e a formao integral da sade

    Rogrio Celso FerreiraFisioterapeuta - Clnica Hidrodinmica

    Conexo Noticias-Edicao 20:Layout 1 01/03/2012 16:04 Pgina 10

  • www.conexaonoticias.com.br

    11www.conexaonoticias.com.brmmaarroo//aabbrriill//22001122

    No ms damulher oShirley

    MagalhesStudio Make

    Hair traznovidades para

    as futurasesposas de BH

    Wx|vtwt x |vtMulheres gostam de comemorar oca-sies especiais e no se esquecem dedatas importantes. Sonham com omatrimnio e filhos, mesmo sem ter um na-morado.Mulheres so fortes e decididas, mas

    quando ouvem o pedido de casamento se tor-nam noivas preocupadas e inseguras! Ser queeste vestido perfeito? Tenho que emagrecer!Preciso cuidar da pele e fazer clareamento dosdentes! Ser que vai chover? Meu cabelo pre-cisa estar perfeito e minha maquiagem durar

    at o fim da festa! Preciso ficar como umaprincesa!Para evitar problemas no to sonhado dia,

    o Shirley Magalhes Studio Make Hair criouum pacote especial e exclusivo para noivas. OSpecial Day um dia peculiar, em um es-

    pao reservado, com atendimento personali-zado onde a futura esposa e suas convidadaspodero desfrutar de todos os mimos, poiscada mulher possui necessidades diferentes. O Shirley Magalhes entende que uma

    noiva muito mais do que seu cabelo e ma-quiagem, ela o resultado de cada momento,por isso trabalhamos para atende-las! Alm docuidado com a beleza nos preocupamos paraque cada segundo do grande dia se torne espe-cial e possa ser muito mais exclusivo do quevoc j sonhou!

    Conexo Noticias-Edicao 20:Layout 1 01/03/2012 16:04 Pgina 11

  • www.conexaonoticias.com.br

    12 www.conexaonoticias.com.br mmaarroo//aabbrriill//22001122

    A italiana Fendi, em seu desfileFall Winter 2012/ 2013, se valeude acessrios que mesclavamcores clssicas de inverno como omarrom e o preto, com outras maisabertas como o amarelo e o ver-melho, para dar o toque descon-trado que promete deixar maisalegre a moda austera dos diasfrios.

    Aqui no Brasil, muito se falaem um novo uso do Color Bloc-king - mistura de tons vibrantes -mesclando os tons vivos com o

    nude que simula cores depele. Para as mulheres queno abrem mo de suasclssicas peas de inverno,nada como dar vida nova aaquele look que voc sem-pre tira do armrio quandoo tempo esfria, apostandosempre em um clssico damaquiagem que chega mais uma vez com foratotal: o batom vermelho.

    * Jornalista ecolunistade moda

    Contato: anaama-ral82@gmail.com

    Blog: blogmariaarruma-deira.com

    * Ana PaulaAmaral

    Foi esta a fraseque circulou na in-ternet acompa-nhada de um vdeotutorial de NicoleT h o m p s o n ,maquiadora deuma grande marcainternacional. Nicole ensinoucomo usar as cores na hora de semaquiar. Os neutros so a escolhade muitas brasileiras, que temmedo de errar nas combinaes decores, mas a tal frase A vida muita curta para se usar bege, ca-tivou muitas e acompanhando al-gumas tendncias de passarela eestilos, perceptvel que a modavem quebrando a monotonia dostons pastis, e traz cores chamati-vas em peas de roupas e acess-rios.

    Cores de invernoA vida muito curta para se usar bege

    Dirio dasProfisses

    Analista de redes sociais* Israel Scussel Degsperi

    O Analista de redes sociais o responsvel pela presena e postura daempresa nas mdias sociais. ele quem cuida do contedo que a empresacompartilha, do modo como responde e interage com os clientes, respondedvidas, atende reclamaes e elogios. Uma das caractersticas fundamentaispara os profissionais gostar de pessoas.

    Israel Scussel Degsperi publicitrio e atua neste novo segmento domercado da comunicao. Segundo ele fundamental que o profissional co-nhea marketing ou alguma de suas vertentes (jornalismo, publicidade e pro-paganda e relaes pblicas). O conhecimento tcnico tambm interessante. Entender o funcionamento do wordpress e do Google e suasferramentas (Google analytics, webmaster tools, SEO) so diferenciais, diz.

    A revista Forbes divulgou uma pesquisa informando que as 100 maioresempresas do mundo j possuem um departamento de mdia social separada-mente dos departamentos de marketing e marketing digital. A rea ampla.Ele pode trabalhar em agncias digitais, no departamento de marketing ou as-sessoria de imprensa, direto nas empresas ou por conta prpria, conta Israel.

    O ingls no fundamental, mas se o jovem tem facilidade j pode serconsiderado um diferencial. Segundo Israel Degsperi, que trabalha em umaempresa renomada, o tempo de experincia, conhecimento de gesto de pes-soas e um MBA ajudam a mdia salarial aumentar podendo chegar a R$10mil mensal. Para os principiantes o valor do salrio de R$2 mil.

    * Publicitrio formado e ps-graduado pela Universidade Regional deBlumenau (FURB). Blogueiro fundador do blog especializado em mdias

    sociais: @midiasblog - http://midiassociais.blog.br.

    Conexo Noticias-Edicao 20:Layout 1 01/03/2012 16:04 Pgina 12