2 Ano - Fisiologia vegetal - Condução e transpiração II

Download 2 Ano - Fisiologia vegetal - Condução e transpiração II

Post on 25-Jun-2015

1.036 views

Category:

Education

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

BIOLOGIA - MARCOS AURLIO 2 Ano - Fisiologia vegetal - Conduo e transpirao II

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. Fisiologia Vegetal CONDUO E TRANSPIRAO II PROF.: MARCOS AURLIO</li></ul> <p> 2. Conduo da Seiva Elaborada Aps a fotossntese: seiva bruta seiva elaborada; Seiva elaborada= 80% de gua + 20% de matria orgnica; Hiptese de Mnch FONTE (FOLHAS) DRENO (TECIDOS) Floema aps a fotossntese = [glicose] presso osmtica gua do Xilema p/ Floema; Floema aps distribuio glicose p/ tecidos = [glicose] floema [glicose] tecidos gua F p/ tecidos gua do Tecidos p/ Xilema. 3. Modelo de Mnch ou presso positiva de seivaFolhaRaiz 4. Afdeo(pulgo)Seiva elaborada 5. Demonstrao do transporte de seiva Elaborada: Anel de MalphighiRetirando um anel completo da casca (anel de Malpighi) que envolve o vegetal, interrompemos a distribuio de seiva elaborada em direo raiz, pois os vasos liberianos so lesados, levando morte das razes depois de certo tempo. Com a morte das razes, no ocorre absoro de gua e sais minerais do solo e, conseqentemente, ocorrer a morte do vegetal, pois as folhas no recebero mais gua. 6. TRANSPIRAO PERDA DE GUA NA FORMA DE VAPOR TranspiraoCUTICULAR = Pouco intensa e constante ESTOMTICA = Principal mecanismo 90%99% da gua absorvida nas razes perdida nas folhas pela transpirao. A TRANSPIRAO CUTICULAR um processo fsico que no regulado pela planta e ocorre de forma lenta e constante. A TRANSPIRAO ESTOMTICA desencadeada pelos mecanismos hdrico e fotoativo. Ocorre por um processo de difuso: no interior da planta (umidade de 98 a 100%) meio externo (menor umidade). 7. TRANSPIRAO CAUSAS DA TRANSPIRAO FATORES EXTERNOS TEMPERATURA SOLO UMIDADE DO AR VENTILAO LUZ T transpirao umidade transpirao umidade do ar transpirao ventilao transpirao (obs.: ventilao excessiva estmatos se fecham transpirao diminui exposio luminosa transpirao 8. TRANSPIRAO CAUSAS DA TRANSPIRAO FATORES INTERNOS REA DE EVAPORAO superfcie foliar transpiraoESPESSURA CUTCULA espessura transpiraoPELOS ATIVIDADE ESTOMTICA CONCENTRAO VACUOLARcls. vivas transpirao; cls. mortas transpirao tempo abertura estmatos transpirao Concentrao vacolo reteno de gua transpirao 9. TRANSPIRAO --CONTROLE DA ABERTURA ESTOMTICA Os estmatos so os principais responsveis pela regulao da transpirao; So formados por uma associao entre clulasguardas e ostolo (abertura). 10. TRANSPIRAO -CONTROLE DA ABERTURA ESTOMTICA O controle dos estmatos realizado pelo efeito hidroativo das clulas-guardas:Mecanismo Hidroativo = Depende da quantidade de gua disponvel: - entrada de gua nas clulas-guardas= Estmato trgido Ostolo abre e ocorre a transpirao. - sada de gua nas clulas-guardas = Estmato murcho Ostolo fecha, reduz a transpirao (economia hdrica). 11. TRANSPIRAO ---CONTROLE DA ABERTURA ESTOMTICA A entrada e sada de gua nas clulas-guardas regulado pelos ons K+: Presena de luz + [CO2] = entrada de K+ nas clulas-guardas osmose para as clulas-guardas = trgidas e abrem o ostolo transpirao + entrada de CO2; ABA = ajuda no bombeamento de K para fora das clulasguardas. 12. A transpirao depende da abertura ou do fechamento dos estmatos. transpirao Isso est diretamente fotossntese ligado a trocas gasosas Regulao da abertura EstomticaNoite- no faz fotossntese Dia faz fotossntese</p>

Recommended

View more >